Leia 7

284 visualizações

Publicada em

O advento da Web 2.0 tem revolucionado a comunicação e a educação, de forma geral. Pensando no universo corporativo, como você vê o uso das chamadas redes sociais nos processos educacionais nas empresas?
As redes sociais são ótimos dispositivos para uma divulgação de processos educacionais, tanto para colaboradores como para públicos externos, todavia, as redes sociais não são apenas canais de divulgação. A forma de interação com o público que as redes sociais oferecem é um formato único em comparação com os outros meios de comunicação. A TV, as publicações impressas e o rádio são vozes de via única, o emissor diz, porém o receptor não tem como dar retorno imediato. Nas redes, a comunicação se configura em via dupla, onde quem escuta também tem que ser ouvido. A interação é dinâmica e plena. Esse conteúdo disponível nas várias plataformas é base educacional e pode ser transformado como instrumento nas empresas.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
284
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Leia 7

  1. 1. Dengue continua a ameaçar SAÚDE Trabalhar ao solpopulação de Salvador exige proteção para a pele Pág. 4 EMPREGOS Cresce oferta de estágios no fim do ano Pág. 5 DIREITOS Lei garante direito das diaristas Pág. 5 ECONOMIA Cuidado na hora de fazer empréstimos Pág. 10 De janeiro a outubro Salvador registrou 1.310 casos de suspeitas de dengue, com cinco óbitos A direção do Sindicato dos Agentes Comunitários e Contendores de Doenças Endêmicas do Estado da Bahia(SINDACS-BA) mostra-se preocupada com o descaso das autoridades em relação ao combate da dengue em Salvador. BAIRROSAlém dos problemas que afetam a categoria, cujos salários têm sido pagos constantemente com atraso, este ano o Dia SolidariedadeNacional de Combate a Dengue, conhecido como o dia “D”, não vai acontecer por falta de verbas. Para os agentescontendores de doenças endêmicas, o dia D é um evento para conscientizar as comunidades e ensinar as formas de no Bairroprevenção contra a dengue. No Verão, o índice de casos aumenta e sem a campanha os riscos são maiores. Até o dia30 de outubro passado, foram registrados 1.310 casos de suspeitas de dengue, das quais 176 foram confirmadas da Pazcomo clássica, 28 como Febre Hemorrágica (FHD) com a ocorrência de cinco óbitos. (Pág. 3) Pág. 9Falta de equipamentos prejudica Sem áreas verdes, cidadetrabalho da Polícia Militar oferece baixa qualidade de vidaAlém do efetivo insuficiente para Salvador não cumpre aatender ao policiamento das áreas recomendação da Organizaçãomais críticas, o trabalho da Polícia das Nações Unidas (ONU) de queMilitar, na Capital, está nos centros urbanos deve-secomprometido pela falta de manter uma relação de duasequipamentos, módulos sem árvores para cada habitante. Nasegurança, sujos e sem ventilação, verdade, a cidade tem menos depoucas viaturas, falta de munição, 37% das árvores necessárias paracoletes à prova de bala com prazos de tornar o meio ambiente maisvalidade vencidos. (Pág. 3) Até no Centro os módulos estão abandonados saudável. Quem paga por isto é a população, pois com a má População de Massaranduba está abandonada.(Pág.8) qualidade do ar cresce o número Calabar está sem posto de saúde.(Pág. 9) de pessoas com problemas A expansão da cidade reduz as áreas verdes e respiratórios. (Pág. 4) a qualidade de vida da população Cultura africana e cidadania no Bairro da Paz.(Pág. 9)
  2. 2. Editorial Um Estado deplorável Diante de tantos assuntos que Lazer & Diversão 0800 Voz do Leitor beiram o absurdo, tem-se tornado uma tarefa difícil, missão quase impossível, para os jornalistas escolher o tema da Pintura e Fotografia Os moradores da cidade baixa têm sofrido quase que diariamente com a manchete ou aquele que vai ser explorado em editorial. na Caixa Cultural falta de água no local. Geralmente têm que pedir para a Embasa mandar A incompetência do governo carro-pipa, mas o atendimento é instalado no Planalto, a Exposições: sempre demorado. Assim, a população irresponsabilidade do Estado diante para ter água, tem que pagar o carro- das questões sociais, a insensibilidade - A Grande Arca: Arte e Fé, mostra pipa! Principalmente os moradores da do Congresso ante a miséria do povo fotográfica do artista visual Edgar Oliva, Boa Viagem e Ribeira. promovem notícias de estarrecer retrata os tradicionais presépios da Atenciosamente qualquer cidadão digno e de um país Chapada Diamantina. Daisy Requião decente. Visitação: até 16 de dezembro O presidente Lula vocifera diante das câmerasde TV que sem a CPMF não há como governar e - Portinari na coleção Castro Maya,mais: a não aprovação da prorrogação, como ele acervo de pinturas do colecionador e Finalmente um jornal gratuito emquer, desta taxa indecente vai comprometer a amigo de Cândido Portinari. Salvador! Parabéns pela iniciativa.Reforma Tributária. Visitação: até 9 de dezembro Espero que não esteja ligado a alguma O presidente esquece que a CPMF foi instituída igreja "comercial".absurdamente apenas para salvar o sistema de O Complexo Cultural da Caixa Abraçosaúde, aliás, o único que não viu este dinheiro. Mas está localizado na antiga Casa de Orações dos Jesuítas, construção em estilo Dimitri Ganzelevitchele reclama porque sem este dinheiro não vai ser colonial datada de 1936, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico NR: Prezado Senhor, obrigadofácil bancar a reeleição e a corrupção. Nacional (Iphan) em 18 de Julho de 1938. Foi restaurada pela Caixa Econômica pelas felicitações. Veja em nosso Para solucionar a crise da aviação brasileira, Federal a partir de 1997 e entregue à comunidade em 22 de outubro de 1999. As expediente e verá se tratar de umacriada pela fragilidade da inteligência dos que visitas podem ser feitas sempre de segunda a domingo, das 9h00min às 18h00min. Instituição de Educação Superior quecomandam o setor, o ministro da Defesa, Nelson Endereço: Rua Carlos Gomes, 57 Centro. banca este projeto.Jobim, propõe, em vez de melhorar a infra-estrutura Telefones: (71) 3322-0228, 3322-0219dos aeroportos e das companhias, que se controle acrise pelo aumento das tarifas e passagens aéreasem até 1.200%. Esta é a prova cabal de suainapetência para o cargo. Onde estão os organismos públicos de defesa docidadão? As pessoas morrem dentro de um espaço Espaço 2 de Julho Estou escrevendo este e-mail para primeiramente agradecer por disponibilizar informações gratuitas para a população, que muitas vezes não tem dinheiro para comprar jornal epúblico pelo descaso das autoridades de plantão enão há quem faça o Estado cumprir a lei que é Instituição recebe a visita do por ser um jornal que trata de assuntosindenizar as famílias enlutadas em conseqüência da embaixador de Cabo Verde muitas vezes não abordados e seirresponsabilidade e inoperância do governo? O que Sílvio Tudela abordados não são passados de formavai acontecer com as vítimas da Fonte Nova? O professor Josué Mello, diretor Sérgio, o interesse dos cabo- imparcial como vocês apresentam. E agora vem a conversa de que falta dinheiro geral da Faculdade 2 de Julho, verdeanos é formar parcerias com Luiz Pittapara o combate à dengue. Salvador está sob a recebeu Daniel Pereira, embaixador instituições educacionais que possamameaça de uma epidemia porque não há recursos (e de Cabo Verde, país da costa melhorar a qualidade de ensino ema CPMF?) para cumprir o programa de erradicação ocidental africana, e os empresários Cabo Verde, país com 500 milda doença. É fazer pouco caso da vida das pessoas. baianos Paulo Sérgio Pereira Silva e habitantes. Caros amigos do Leia Salvador, O que será do cidadão? A quem recorrer diante Itamar Ribeiro (estudante do 8º No encontro, o embaixador Gostei da reportagem sobre o SUS,de tanto descaso e de tanta inconseqüência? Os semestre de Jornalismo), com o Daniel Pereira externou o desejo em mas apesar de mostrar sem "máscara"poderes constituídos têm o dever de explicar que objetivo de firmar uma parceria formalizar o intercâmbio de como é a rotina do atendimento nosEstado é este que se exime de toda educacional entre a Faculdade e a conhecimento e experiências. “Por hospitais e clinicas conveniadas com oresponsabilidade e transfere toda a carga para uma primeira universidade pública de ser tão nova, nossa universidade tem Sistema Único de Saúde, deveriasociedade que acumula prejuízos e desprazeres há Cabo Verde, inaugurada há cerca de um déficit na área de professores. também ser mencionado naquase cinco séculos. um ano. Sabemos que a 2 de julho é reportagem um outro fator importante Com a assinatura do protocolo de respeitada e quase centenária e que é a destinação dos recursos da CPMF, uma vez que a famigerada tarifa Expediente intenções, programada para breve, esperamos que se concretize a estudantes e professores vão poder possibilidade real de formarmos foi criada para elevar os investimentos se pós-graduar e lecionar nas duas quadros cabo-verdeanos aqui”, e melhorar a situação da saúde no instituições. De acordo com Paulo afirmou. País. Infelizmente sentimos (na pele e no íntimo) os efeitos desta irresponsável e desumana maneira de Solar Conde dos Arcos é palco para administrar o dinheiro público! Jucênio Cordeiro Jornal Leia Salvador. Informativo quinzenal produzido pela Faculdade 2 de Julho. peça de Garcia Lorca Editor Chefe: Derval Gramacho (DRT MTba nº920) Trícia Almeida Editores Executivos: David Gentili (DRT MTba nº2545), Ricardo Alt (DRT MTba nº2542) e Verbena Córdula Direção de Edição e Criação: Ricardo Alt Até o dia 16 de dezembro o Solar filhas Angústias, Madalena, Martírio, Caros amigos Conselho Editorial: Cássia Carneiro, Josué da Silva Mello, Tecla Mello e Vinícius Silva Carvalho Conde dos Arcos, da Fundação 2 de Amélia e Adela a viver em um luto de Aqui no Instituto Raiz Cidadã Projeto Gráfico: Vinícius Silva Carvalho Julho, é o cenário da peça “A Casa oito anos, mantidas sob forte recebemos o Leia Salvador 6 e Equipe de Reportagem: Celeste Dias, Igor Pereira, Larissa Barreto Lindomar Assis, Milena Ribeiro, Núbia Passos, Fernanda Gama de Bernarda Alba”, do poeta e vigilância dentro de casa. A situação parabenizamos toda a equipe do Leia Trícia Almeida escritor espanhol Federico Garcia foge ao controle quando a filha mais Salvador pela qualidade das matérias. Colaboradores: Jarbas Azevedo, Silvio Cesar Tudela, Tânia Mota. Lorca, assassinado, em 1936, pela velha, Angústias, fica noiva de um Em nossas palestras utilizamos o jornal * Os textos publicados são de resposabilidade dos autores frente militar católica, durante a galante rapaz das redondezas para discutir as seguintes matérias: guerra civil naquele país. O interior despertando a ira das outras irmãs. excluídos pelo endereço, cadeirantes Av. Leovigildo Filgueiras, 81, Garcia, Salvador - Bahia Telefone: (71) 3114-3426 do solar foi transformado em palco de O Solar Conde dos Arcos fica na sofrem nos ônibus, meio ambiente E-mail: leiasalvador@yahoo.com.br Tiragem: 100 mil exemplares arena e o público tem a oportunidade Avenida Leovigildo Filgueiras, 81, como direito humano Impressão: Gráfica Santa Helena de assistir a apresentação desta obra Garcia. O espetáculo está em cartaz Desde já, ficamos com o compromisso em um cenário histórico. de sexta a domingo, sempre às de continuarmos a lê-los no site. A peça conta a história de 20h00min. Os ingressos podem ser Abraços Bernarda Alba que, após a morte do adquiridos ao preço de R$ 12 Robson Correa seu segundo marido, obriga as cinco (inteira) e R$ 6 (meia). Coordenação Pero Vaz.
  3. 3. SaúdeDeficiências no combate deixam Salvadorvulnerável à dengueProblemas administrativos dificultam ações preventivasMilena Ribeiro Os agentes de endemiasresponsáveis pelo combate à dengue,leptospirose e raiva, em Salvador,encontram sérias dificuldades paraexercer sua função. Sem o auxílio deequipamentos de proteção individual(EPI) como luvas, botas, lanternas emáscaras, eles entram em aterrossanitários, lixões, casas e terrenosbaldios, desprotegidos e vulneráveis àcontaminação que eles próprioscombatem. “Por causa da falta dessesequipamentos três colegas estãoafastados. Eles ficaram doentes depoisde manusear, sem luvas, o produtoquímico usado na eliminação de larvasdo mosquito transmissor da dengue”,afirma Nelson Santos* (nome fictício),33 anos, agente de endemias. Atrasos no salário e insuficiência deagentes também preocupam. Emoutubro passado, eles paralisaram as Os focos de dengue se mantêm resistentes na capitalatividades porque o salário atrasou 13dias. “Vamos parar novamente caso não verbas. Luciana da Silva* (nome fictício), Cobertura - Os 1.200 agentes de município ser considerado imune àsrecebamos o auxílio alimentação, salário agente de combate à dengue, considera endemias que cobrem 93 áreas na doenças endêmicas, deveria registrare vale-transporte”, diz o coordenador que “o dia D é um evento para capital são considerados insuficientes menos de 1%. Os ciclos são etapasgeral do Sindicato dos Agentes conscientizar as comunidades e ensinar para realizar o trabalho de erradicação trabalhadas em um ano e no totalComunitários e Contendores de as formas de prevenção contra a que se pretende com a prevenção da deveriam ser seis ciclos para cobrirDoenças Endêmicas do Estado da dengue. Com o verão, o índice de casos doença e dos focos do mosquito Salvador, mas devido aos poucosBahia (SINDACS-BA), Edvaldo Leite aumenta e sem a campanha os riscos transmissor, de acordo com o agentes e falta de materiais, esse cicloSantana. são ainda maiores”. Até o dia 30 de SINDACS-BA. A falta de uma equipe não foi concluído, permitindo que a Como se não bastasse tanta outubro de 2007, foram registrados maior e melhor preparada reflete nos capital baiana esteja vulnerável à açãodeficiência em uma área já precária 1.310 mil casos de suspeitas de dengue, dados coletados pela Organização do mosquito. A reportagem do Leiacomo a saúde, neste ano o Dia Nacional dessas 176 foram confirmadas como Mundial de Saúde (OMS) que confirma Salvador tentou obter, sem sucesso,de Combate a Dengue, conhecido como clássicas, 28 como Febre Hemorrágica o elevado índice de infestação de 5,6% informações da Secretaria da Saúde doo dia “D”, não vai acontecer por falta de (FHD) e cinco óbitos foram registrados. em um ciclo, enquanto que para um Município sobre a questão. SegurançaFalta de equipamentos compromete trabalhoda Polícia MilitarCeleste Dias O trabalho da Polícia Militar, em com grades de ferro”, diz. Já Maria deSalvador, está comprometido pela falta Lurdes Nascimento, que mora node equipamentos necessários para Uruguai, observa que só tem rondafazer o policiamento. Módulos sem quando ocorre assalto e, na maioriasegurança, poucas viaturas e as que das vezes, quando os moradorescirculam ainda estão em péssimo precisam de apoio da polícia, não têmestado, número insuficiente de policiais retorno.na rua, falta de munição, coletes à A solução encontrada em algunsprova de bala com prazos de validade bairros para driblar a falta devencidos, módulos sujos e sem segurança pública, competência eventilação fazem parte do ambiente e obrigação do Estado, é o apelo para adas condições de trabalho do efetivo segurança privada como ocorre nopolicial. Jardim Cruzeiro, por exemplo. O A 48º Companhia da Polícia Militar, aposentado Carlos Alberto, moradorem Sussuarana, tem 70 policiais e desse bairro, afirma que a vigilância,duas viaturas para fazer a cobertura principalmente noturna, é feita por essedos bairros de Sussuarana Velha e tipo de segurança.Nova, Mata Escura, Calabetão, Santo Nem mesmo as sedes das unidades recebem manutenção Esses fatores interferem noInácio, entre outros. “Seria necessário cotidiano da população, já que osum efetivo de no mínimo 500 homens e moradores se sentem desprotegidosdez viaturas para fazer a segurança que conta com 120 homens para fazer viaturas. Para garantir a segurança da diante da violência que agoniza a vidadesses bairros”, diz o policial *Geraldo. o policiamento dos bairros de Paripe, área, ele tem disponível apenas dois urbana. O comerciante Alex Costa, O major Costa, da 19ª Companhia São Tomé de Paripe, Fazenda Coutos veículos, sendo que um é exclusivo morador de São Caetano, diz que oIndependente da Polícia Militar no I, II, III e IV, missão para a qual seria para a ronda escolar. policiamento no bairro é precário. “Àsbairro de Paripe, garante que o seu necessário um número de policiais, no No bairro de Castelo Branco, o vezes tenho vontade de sair à noite,módulo se encontra em perfeito estado, mínimo, quatro vezes maior. Além posto policial que já foi invadido, mas sinto medo de ser assaltado”,porém alguns de seus subordinados disso, ressalta a falta de armamento e encontra-se freqüentemente fechado. confessa.apontam, além da falta de higiene no munição. O aposentado José Sena, morador dolocal, que das cinco viaturas usadas De acordo com soldado *Josias, local, diz que não há presença de *Para a segurança dos policias,para fazer a segurança do bairro, que trabalha no bairro do Uruguai, a policiais nem no posto, nem nas ruas, os nomes presentes na matéria sãoapenas uma está disponível. Ele diz principal dificuldade é a falta de “A solução é deixar as portas fechadas, fictícios.
  4. 4. Cidade Na cidade, o parque População sofre com divide opiniões problemas respiratórios por Freqüentadores não se sentem seguros Milena Ribeiro falta de áreas verdes Uma das maiores reservas de Mata Plantio de mais árvores na cidade pode contribuir Atlântica em área urbana do Estado da para a diminuição de doenças Bahia, o Parque Joventino Silva, Lindomar Assis popularmente conhecido como Parque da Cidade, localizado na Pituba, divide opiniões e gera polêmica quando o assunto é a segurança oferecida aos A recomendação da Organização quantidades de líquido e evitando ao 300 visitantes que transitam, das Nações Unidas (ONU) de se máximo a exposição ao sol”, orienta. O gerente do Parque da Cidade, Mário Mamede diariamente, pelos seus 72 mil metros manter uma relação de duas árvores A assistente operacional Aline Silva quadrados de extensão. insuficiente de policiais e a falta de por habitante nos centros urbanos está dos Santos, 27, moradora da Na opinião de Paulo Ramos da recursos, garante que as ocorrências longe de ser uma realidade em Liberdade, um dos bairros menos Costa, 22, a vigilância é insuficiente e só acontecem no entorno do parque e Salvador. Com uma população superior arborizado da cidade, diz: “Aqui o ar é coloca em risco a segurança dos não dentro da área. Ele diz que: “Os a dois milhões e 700 mil habitantes, a muito quente e poluído. Minha irmã visitantes. “Freqüento o parque para carros são arrombados na entrada do cidade possui menos de 37% das teve renite alérgica por causa do tempo caminhar à tarde e vejo pouco parque e os ladrões apenas usam o árvores necessárias para tornar o meio seco”. policiamento em locais onde já acesso do parque para fugir. No dia ambiente mais saudável para os seus O assessor da Superintendência de ocorreram assaltos”, diz. Um dos seguinte as matérias falam sobre habitantes. O médico pneumologista Parques e Jardins (SPJ), Tiago Teixeira vigilantes, que preferiu não se assalto no Parque da Cidade, quando João Nepomuceno Machado Neto, Neto, admite que a quantidade de identificar, confirmou que fazer a na verdade registramos aqui um atribui a este desequilíbrio a existência árvores plantadas em Salvador segurança de toda área é muito assalto a cada dois meses”. do alto número de pessoas com diminuiu, pois a prefeitura cortou os complicado em virtude do tamanho do Já a resposta de Edvando Luiz problemas respiratórios. investimentos previstos para reduzir os parque: “Seis policiais e quatro Castro, Superintendente de Parques e De acordo com Machado Neto, a custos. O assessor disse que a vigilantes não são suficientes para dar Jardins, parece estar de acordo com a baixa quantidade de árvores de uma redução de árvores na cidade também segurança a todas as pessoas que situação, ele diz que já foi feita uma cidade influencia o aumento do índice se deve à expansão imobiliária, passam por aqui, principalmente nos solicitação para a prefeitura reforçar o de doenças como asma, bronquite principalmente a construção civil. finais de semana quando o fluxo é número de vigilantes e que estabeleceu crônica, pneumonia e enfisema maior e, além disso, não há mais a uma parceria com a Polícia Militar com pulmonar. Em ambientes mais áridos, Projeto Adote uma Árvore moto que fazia a ronda e a viatura o objetivo de ampliar o efetivo da onde falta vegetação, ou onde ela é Quem deseja reflorestar seu bairro geralmente fica parada”. segurança, “com isso desenvolveremos escassa, “a população deve redobrar pode pedir apoio à Superintendência O gerente do parque, Mário um trabalho melhor e daremos aos os cuidados para não contrair essas de Parques e Jardins. Mamede, embora confirme o número visitantes a devida proteção”, conclui. enfermidades, ingerindo grandes Fone: 3186-1500 ou 3186-1532.Saúde Trabalhadores correm risco de contrair câncer de pele Os garis são os principais atingidos por trabalharem expostos ao sol e sem protetor solar, mas a prefeitura e a Vega parecem não se preocupar com o problema Lindomar Assis Trabalhar sob o sol é uma rotina de e, às vezes, chega a despelar”, muitos profissionais e, apesar disso reclama. Antônio é funcionário da trazer conseqüências graves para a Brasilgás, onde trabalha há sete anos, saúde, principalmente o câncer de sem nenhum tipo de proteção solar, pele, muitos trabalhadores, a exemplo mesmo já tendo reivindicado o produto de garis, guardadores de veículos e diversas vezes. vendedores de botijões de gás são O gari Ademilton Dalton, 26, submetidos a essa “tortura” sem ressalta que a prefeitura nunca deu qualquer tipo de proteção oferecida importância a essa realidade, e não pelos empregadores. Dados do fornece o protetor. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em diretor executivo do Departamento de Limpeza (Sindlimp) revelam que cerca Saúde do Sindicato dos Trabalhadores de 3,5 mil profissionais desta área em Limpeza (Sindlimp), Edson estão constantemente expostos ao sol Conceição de Araújo, só os coletores em Salvador. de lixo que trabalham no caminhão De acordo com a dermatologista recebem o protetor solar. Conforme o Vitória Almeida, em peles de coloração sindicalista, a Vega argumenta que os escura o câncer começa a se trabalhadores responsáveis por varrer desenvolver geralmente após dez ou as ruas não ficam tão expostos ao sol 20 anos de exposição freqüente ao sol. e, por este motivo, não fornece a eles o Aqueles com peles mais claras devem produto. “Recebemos, em média, todos evitar ficar ao sol por muito tempo. Ela os dias, dois trabalhadores queimados orienta: “As pessoas não devem Garis trabalham sem protetor solar de sol, com a pele descascando e com proteger somente o rosto, mas também bolhas”, informa. Ele diz que a Vega os braços e as mãos. Além disso, o desenvolver o câncer de pele: sinais Antônio Barros Filho, 37, não fornece o protetor solar por ser um indivíduo deve se preocupar em usar escuros, principalmente na região entregador de botijão de gás, reclama produto caro. filtro solar e fazer a reaplicação a cada plantar (sola do pé); feridas que não muito dos problemas que tem sofrido A equipe do Leia Salvador duas horas”, aconselha. cicatrizam; manchas que estejam na pele devido à constante exposição tentou, sem resultado, falar com A médica alerta para algumas mudando de cor e aumentando de ao sol. “Minha pele está muito dirigentes da Vega para sobre o lesões no corpo que podem tamanho. queimada. Sinto um ardor muito grande assunto.
  5. 5. EmpregoDiaristas têm direitos, sim! Garanta a sua vaga,Larissa Barreto elabore um bom currículo! Apesar de executarem a mesma Domésticos no Estado da Bahia Larissa Barretotarefa, as diaristas e as empregadas (Sindoméstico).domésticas se diferenciam apenas pela Carteira assinada, folgas nos Para os interessados em garantir currículos diferentes priorizando ocarga horária e salário aos quais são domingos e feriados, 13º salário, férias uma vaga no mercado de trabalho, interesse da empresa em questão”,submetidas. As trabalhadoras que remuneradas de 30 dias, licença antes de tudo é necessário ter em afirma Bonfim.desempenham sua função com uma maternidade de quatro meses, são mãos um bom currículo. Isso é Uma questão bastante discutida emperiodicidade entre duas a quatro alguns direitos resguardados à classe, importante pelo fato de ser a primeira relação à forma de como fazer um bomvezes por semana, já possuem vínculo mas na opinião da presidente pela falta avaliação da empresa em relação ao currículo é se deve ter foto ou não,empregatício, portanto, devem também de informação, as diaristas acabam candidato. Para isso, faz-se necessário Bonfim informa que só deve serter seus direitos assegurados. sendo enganadas. estar atento às informações que devem colocada se for solicitada. Shirleane Essa prática foi garantida por Sirlei Almeida, 32 anos e quatro constar ou não, evitando Barros, 27, desempregada, afirma quejurisprudência, o que significa dizer, a atuando como diarista, apenas ficou constrangimento e, até mesmo perda antes não utilizava foto, mas desde queforma como o tribunal interpreta e sabendo dos seus direitos quando foi de uma oportunidade de trabalho. foi orientada a colocar, coloca emaplica os direitos, mas para que sejam orientada pelo porteiro do prédio em “Fico na dúvida do que colocar. todos. “Já perdi uma vaga deregulamentados e se torne lei é que trabalhou a procurar o sindicato. Acho que deve ter informações básicas promotora de vendas porque nãonecessário que seja aprovado no “Trabalhava três vezes por semana e como: nome completo, telefone, coloquei foto de corpo inteiro”.Congresso Nacional. “Por se tratar de ganhava meio salário mínimo, mas sem endereço e experiências”, conta Para quem tem dúvidas sobreuma função nova, ainda não teve carteira assinada. Quando perguntava, Adriano Régis, 19 anos, estudante. como elaborar o currículo, podeexpressividade para que fosse a minha patroa dizia que não possuía Na opinião de Emanuel Bonfim, 51, adquirir a Cartilha do Trabalhadorregulamentada”, garante Marinalva de direitos. Agora que ela me demitiu vim gerente do Serviço Intermunicipal de oferecida gratuitamente pelo SIMM, ouDeus Barbosa, 40 anos, Presidente do reivindicar os dois anos em que Mão-de-obra (SIMM), nos pontos participar da oficina realizada com oSindicato dos Trabalhadores trabalhei”, diz a trabalhadora. principais é “preciso ser breve e professor Renato sobre postura direcionado. Geralmente as pessoas profissional, que acontece toda quarta- fazem um modelo para levar em todas feira, das 9 às 10 horas, no SIMM,Direitos assegurados pela Justiça do Trabalho: as entrevistas de trabalho, isso não é ofertada a 30 pessoas enquanto aconselhável. O importante é fazer esperam atendimento. Carteira assinada; Licença gestante de 120 dias Salário capaz de atender às (quatro meses); Dicas para elaboração de um bom currículo: necessidades básicas; Estabilidade à gestante durante a Nome completo, telefone, e-mail e endereço; Folgas nos domingos e feriados; gravidez; Seja breve, utilize no máximo duas folhas brancas, um tipo de letra, sem enfeites; Cursos mais importantes e próximos da área que deseja atuar; 13º salário; Licença paternidade para o homem Escreva seus objetivos e habilidades; Férias remuneradas de 30 dias; (cinco dias); Enumere os empregos mais recentes e/ou com experiências próximas à vaga desejada; Abono de férias Aviso prévio; Só coloque fotografia se for solicitada; (1/3 do salário); Aposentadoria por invalidez. Ser honesto nas informações é importante na busca de emprego.Oferta de estágios aumenta no período de fériasNúbia Passos Fim de ano para muitas pessoas é contratado recebe uma bolsa-auxílio, e Qualificação profissional é de extrema importânciasinônimo de férias, festas, presentes e os voluntários. Darci Paulino, gerente-viagens. Porém, para quem estuda regional do Centro de Interação de Quem busca uma vaga no mercado Intermediação de Mão-de-obra (SIMM),este período representa um momento Empresa - Escola (CIEE) ressalta que os de trabalho precisa estar qualificado. na Internet e em agências de integraçãofavorável de conseguir o tão esperado dois tipos de estágios são importantes Para fazer cursos, investir na formação são oferecidos cursos preparatóriosestágio. As oportunidades aumentam para a formação do estudante, “ele profissional nem sempre é necessário gratuitos que podem ajudar osporque muitos contratos de aprende e garante um diferencial no ter dinheiro. No Serviço Municipal de candidatos no processo de seleção.aprendizagem vencem, mercado de trabalho: a experiência”.disponibilizando mais vagas no O número de estágios ainda émercado, o que representa uma grandechance para quem deseja aprender e bastante pequeno em relação à procura, por isso, quem busca uma vaga deve ONDE? Suigenerisba: 3341-2223 www.suigenerisba.com.br SIMM: 2203-2027 CIDE: 3495-5187adquirir experiência profissional. ficar atento às oportunidades que www.simm.salvador.ba.gov.br www.cideestagio.com.br Em Salvador, devem ser abertas, surgem nesta época. “Só na capital Ânima: 3207-1566/ 2376 CIEE: 2108-8922somente em dezembro, cerca de 1.600 baiana, aproximadamente 70 mil www.anima-ba.com.br www.ciee.org.brvagas, distribuídas entre o nível médio, estudantes estão cadastrados em Stagyus: 3353-2079 IEL: 3343 1449técnico e universitário. Os estágios são agências de integração à espera de uma www.stagyus.com.br www.iel.org.brdivididos em remunerados, em que o vaga”, informa Paulino.
  6. 6. Emprego Qualidade no ensino influencia entrada de jovens no mercado de trabalho Simônica Capistrano “Quando penso que já estou a um devem se deixar levar pelas frustrações nas grandes metrópoles como Recife, despreparados. Mas, as oficinas ajudam passo de terminar o ensino médio me e encarar os desafios que terão pela Salvador, São Paulo, Distrito Federal, muito a mudar isso. E a procura tem sido dá calafrios. As oportunidades de frente. De acordo com a psicóloga Porto Alegre e Belo Horizonte, 46,4% muito grande”, afirma Antônio Jorge Cruz emprego são muito poucas. Karina Werneck, o medo de encarar o desse total são formados por pessoas Pimentel, coordenador de programas de Principalmente para mim, que estou futuro é normal, desde quando não de 16 a 24 anos. O caso mais grave capacitação da Secretaria da Economia deixando a escola pública. Ainda não implique na desistência definitiva de acontece em Salvador, onde 42,8% dos Emprego e Renda (Sempre). me sinto preparada para encarar o uma procura por oportunidades de jovens entre 16 e 24 anos estão Carla Nascimento, 19, estudou desde mercado de trabalho”, relata Talita emprego. “Já tive pacientes que foram desempregados. criança no Colégio Antônio Vieira. Está Araújo, 17, estudante do Centro a uma primeira entrevista, perderam no A inexperiência e a baixa cursando Publicidade e conseguiu um Educacional Edgar Santos. Esse é exame e não conseguiram mais escolaridade de muitos candidatos são estágio em uma agência publicitária. apenas um exemplo da insegurança participar de outras. Até hoje têm medo alguns dos fatores que podem explicar Garante que o colégio a preparou para provocada em meninos e meninas que de procurar emprego”, conta. esse fenômeno. “Oferecemos através enfrentar os desafios do mercado de deixam o ensino médio todos os anos e do Serviço Municipal de Intermediação trabalho. “Tive bons estudos e agora já começam a se preparar para enfrentar DESEMPREGO de Mão de Obra (SIMM) oficinas que curso uma faculdade. Não encontrei o restrito mercado de trabalho ou uma Levantamento realizado pelo ajudam os jovens na elaboração de dificuldades para encontrar um estágio. vaga nas universidades. Departamento Intersindical de currículos, como se portar diante de Agora está muito mais fácil. Aqui em Como toda mudança envolve Estatística e Estudos Socioeconômicos uma entrevista, dentre outros. Vemos, Salvador há vários programas que desafios, a insegurança quanto ao (Dieese), aponta que entre os 3,5 entre outras coisas, a ausência de uma contratam estudantes para trabalhar”, futuro é normal. Porém, os jovens não milhões de desempregados existentes boa comunicação. Nossos jovens estão relata. A Instituição 2 de Julho deseja um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de Paz, Amor, Saúde e Amizade Av. Leovigildo Filgueiras, 81 Garcia - Salvador - Bahia CEP 40.100-000 / (71) 3114-3434 www.f2j.edu.br Eu, você e o mundo, preservando o que é nosso. Uma história de 80 anos Colégio 2 de Julho 1927 - 2007 Av. Leovigildo Filgueiras, 81, Garcia, Salvador, CEP 41.100-000 - Tel (71) 3114-3400 - www.colegio2dejulho.com.br
  7. 7. Bairros Moradores de Ocupação indiscriminada ameaça a vida Massaranduba da população reclamam da Milena Ribeiro falta de serviços Chuvas, plantações irregulares, acúmulo de lixo, esgoto, construção de públicos fossas e escavações são fatores que prejudicam as encostas deixando Celeste Dias moradores e casas em situação de Trícia Almeida risco, o que reforça a importância de alertar as comunidades, principalmente A população do bairro de no Verão, quando há um aumento na Massaranduba e comunidades quantidade de chuvas, fator que mais localizadas naquela área, sofrem com o provoca acidentes por facilitar o abandono dos órgãos públicos. deslizamento de terras. Serviços essenciais como saneamento “Não fomos informados do perigo. (vide fotos), saúde e segurança não Plantei um pé de pinha e escavei o existem. Nas ruas, moradores e local, isso causou deslizamento de crianças caminham sobre esgotos a céu terra e eu perdi minha casa. Se tivesse aberto, suportando o mau cheiro. A falta sido avisada teria como me prevenir”, de água é constante, não há segurança desabafa Angélica Carlos de Jesus, 44 e o posto de saúde, localizado no bairro anos, moradora do Vale das Pedrinhas. do Uruguai, tem poucos médicos e Casos como esses são comuns em sempre falta de medicamentos. Salvador e na maioria das ocorrências A doméstica Marilene Santos diz a falta de informação é o principal que a filha adoeceu e teve que levá-la motivo. ao hospital São Jorge, no Largo de Há 30 anos morando embaixo de uma encosta, o construtor civil Gilson Ramos da Fonseca já chegou a fazer um abaixo assinado para a Prefeitura fazer a contenção da Avenida Nordestina, onde mora, e garante que não teve nenhum retorno. “Solicitei que eles viessem fazer uma manutenção, pois a casa de cima já provocou deslizamento, mas somente um engenheiro esteve aqui para olhar a situação, não voltou mais, e eles mandaram uma lona de proteção. Moradores das encostas vivem sob constante ameaça Porém minha família continua convivendo com o perigo”, afirma. OPERAÇÕES desabamentos de casas e deslizamentos De acordo com a Coordenadora de Fraga ressalta que os riscos de de terras. Em 2007, no período de 1 de Planejamento da Defesa Civil desabamentos diminuem quando as janeiro a 31 de outubro ocorreram 3.111 (Codesal), Denise Fraga, durante todo comunidades estão bem informadas e casos, o que talvez aponte para uma o ano é realizado um trabalho interagem com a Codesal. Conforme a redução significativa, mesmo que esse educativo nas comunidades com um coordenadora, “a Operação Chuva e a número ainda seja grande. Para Fraga, grupo de ações preventivas, Defesa Civil Itinerante são essa queda se deve não somente à “Distribuímos 32 mil informativos nas responsáveis pelo acompanhamento diminuição de chuvas, mas também à estações de transbordo e 10 mil de 15 e 11 áreas, respectivamente, e potencialização do acompanhamento nas Roma, superlotado e sem recursos. cartilhas em escolas para orientar, também envolvem 2.049 estudantes comunidades: “Se realmente não fosse Após a longa espera para ser atendida, sugerir medidas importantes e em trabalhos educativos”. realizado um trabalho de prevenção, não a médica recomendou que a paciente conscientizar a população de como Em 2006, foram registrados 7.337 chegaríamos a esses resultados”, fosse encaminhada para o hospital identificar ameaças de desabamentos mil ocorrências, entre elas ameaças de conclui. Ernesto Simões, no Pau Miúdo. e, nesses casos, como se deve agir”, Na Rua Serra do Mel, o esgoto informa. CONTATO CODESAL: (71) 3255-8700 corre a céu aberto e, além do mau cheiro, a população convive com insetos e ratos. A moradora Ivonice de Freitas, que vive ali com seus quatro Falta de segurança Transporte coletivo filhos e três netos, o neto de três anos de idade tem problema de asma preocupa moradores do Stiep não atende à alérgica e a situação do ambiente só população agrava o quadro de saúde da criança. Devido às longas filas no hospital ela A segurança pública é um assunto mais de 30 anos. Fátima Ribeiro, moradora do bairro diz que “o médico me mandou comprar que tem preocupado os moradores do A situação é mais complicada São Gonçalo do Retiro, reclama da um nebulizador, vou fazer isso. Assim Stiep. A população do bairro vive com quando diz respeito ao comércio do falta de transporte coletivo. Ela diz que diminui o sofrimento meu e dele (o medo, pois, conforme Maria Lucia local, pois a maioria das lojas apenas dois ônibus servem à neto)”. Azevedo, 55, a polícia não faz a comerciais fica em local aberto, em população local e que os veículos Outro morador do local, Carlos ronda e os moradores têm que pagar área mais sujeita à ação dos estão em condições precárias (ônibus Lima, ressalta que, além da dificuldade por segurança particular. Essa assaltantes e ladrões. Com a falta de velhos e quebrados). Além da longa com água, tem a falta de saneamento. segurança tem um custo mensal de policiamento no local a comerciante espera nos pontos de ônibus, os Na Baixa do Petróleo, embora a R$ 40 por morador e as pessoas que Joana Silva, 35, que já foi vítima de motoristas nem sempre param, quando prefeitura tenha retirado pessoas que não tem dinheiro para pagar ficam assalto tentou acionar o 16º Batalhão solicitados. moravam em palafitas, há ainda muita desprotegidas. “Estamos, totalmente, da Polícia Militar localizado no bairro Graça Torres, moradora de São gente residindo próximo ao esgoto. Nos esquecidos pelas autoridades vizinho do Costa Azul. O Tenente Brito Marcos, também reclama do serviço de casos mais críticos, os moradores públicas, pois a polícia só aparece no informa que o Stiep é área de transporte coletivo. Ela diz que, aterram o esgoto próximo de suas bairro quando tem algum chamado”, responsabilidade da guarnição sediada principalmente de manhã, há casas. diz Maria Lucia que mora no bairro há na região do Iguatemi. motoristas que não param nos pontos.
  8. 8. BairrosProjeto social desperta cidadania no Bairro da PazLarissa Barreto Embora conhecido pelo alto ser necessário contribuiríndice de violência, o Bairro da Paz positivamente para a melhoria dapossui vários projetos sociais comunidade.voltados para a prestação de serviços Desenvolvido no ano de 2000 ecom o objetivo de preservar a cultura atualmente composto por 40 pessoas,africana e despertar a cidadania. O o diferencial do grupo se dá pelo fatoProjeto Étnico Cultural da Bahia, de seus membros produzirem osdirigido pelo percussionista Sidney próprios instrumentos percussivos,Argolo é um deles. além de desenvolverem atividades de “A gente quer viver bem, a gente dança, de técnicas de teatro, estudosquer paz. Para mudar isso, temos e pesquisas sobre a cultura de origemque modificar esse sistema, e o africana.trabalho artístico faz com que as Outra preocupação do grupo écrianças saiam da criminalidade”, manter os costumes religiosos. Daí aafirma Argolo, um jovem de 27 anos parceria com o Terreiro-creche Ladêque sentiu a necessidade de passar Padê Mim, fundado em 1967, na Bocaseus conhecimentos artísticos para do Rio, e mudado para o Bairro daoutros jovens da comunidade, para Paz em 1982, onde Argolo trabalhacontribuir na conscientização e como voluntário e freqüenta os ritos. Atransformação social. O creche, fundada pela Ialorixá Mariapercussionista, que já trabalhou Euzébia do Rosário, 76, assiste a 45tocando na Timbalada, com Carlinhos crianças, do maternal à 4ª série doBrown e outros artistas baianos, diz Projeto tem ajudado a incluir jovens na sociedade ensino básico.Ação socioeducativa muda a vida de jovens da periferiaTrícia Almeida Há 17 anos a Associação das Izaque Macedo, 22, auxiliar para as ruas. “Vim para cá com 10 responsabilidade, independênciaComunidades Paroquiais de Mata administrativo da Acopamec, chegou à anos fugindo das surras de meu pai. financeira e ainda ajuda em casa.Escura e Calabetão (Acopamec) instituição em 1999, onde participou de Minha vida era difícil e sofrida, descobri Através de doações e de parceriasdesenvolve um conjunto de ações atividades artísticas, pedagógicas e um novo mundo, cheio de são assistidos em média 2.500 jovens esocioeducativas com as crianças e recreativas que contribuíram para seu oportunidades. Hoje faço trabalhos crianças por ano. Os trabalhosadolescentes carentes da região. A crescimento pessoal e profissional. sociais”, diz Micheli Ribeiro, 21. realizados nas oficinas sãointenção é afastar o público atendido “Trabalhei como cabeleleiro e hoje Na Acopamec são oferecidos 11 comercializados e os lucros sãodo envolvimento com o uso e tráfico de estou aqui ensinando a outros tudo que cursos, entre eles o de panificação, revertidos para a manutenção dasdrogas e atividades criminosas. Em aprendi”, comemora. que encaminha o jovem aprendiz à obras com o selo Artesão da Paz.parceria com a Pastoral da Criança e Além do Setor de Emprego e Panificadora Boa Esperança, queoutras entidades, a associação já Renda, a entidade conta com o Casas- funciona na própria instituição.encaminhou mais de 10 mil jovens ao lar, que funciona como abrigo para Sandoval Souza, 18, já trabalha há Para saber mais:mercado de trabalho através do Setor meninas vítimas de violência física e quatro meses como auxiliar de padeiro Telefone Produções: 3306-8124de Emprego e Renda (Sempre). psicológica que fogem de casa e vão e conta que aprendeu a ter e-mail: artesaodapaz@hotmail.comMais de 20 mil moradores do Calabar sofrem semPosto de SaúdeA população do bairro se sente esquecida pela prefeitura e exige soluçãoNúbia Passos “O Calabar não pode ficar no atendido a se deslocar até o 5º Centro,esquecimento”, reclama Júlia da Silva, na Avenida Centenário. “A maioria dasaposentada e moradora do bairro. Esta pessoas vai andando porque não temcomunidade de Salvador tem hoje condições para pagar o transporte”,aproximadamente 22 mil habitantes e afirma Clélio Araújo, agente de saúde.ainda assim não possui sequer um Conforme conta Cláudio Sousa,Posto de Saúde da Família (PSF). Em quando demoliram o Posto o secretárioabril de 2006, o Posto de Saúde do afirmou que já tinham verbas para alocal, construído pela Fundação José construção, no entanto, o local onde aSilveira em parceria com a Associação unidade deveria ser construída estádos Moradores, foi demolido. “Na época servindo de estacionamento e depósitoo prefeito e o secretário da Saúde de entulho. Ele afirma que a prefeituragarantiram que em seis meses o posto comunicou a inclusão do Posto doficaria pronto, mas continuamos Calabar em um projeto que pretendeesperando até hoje”, reclama Cláudio construir quatro novos postos emSousa, vice-presidente da Associação Salvador, e que o dinheiro já estáde Moradores. disponível. Após a demolição do posto, a Até o fechamento desta edição aprefeitura colocou o atendimento no Redação do Leia Salvador tentou,Chame-Chame, mas, de acordo com os insistentemente, contactar a Assessoriamoradores, a falta de pagamento dos de Comunicação da Secretariafuncionários ocasionou o fechamento do Municipal da Saúde, para falar sobre oserviço, obrigando quem precisa ser assunto, mas não conseguiu. No local do posto de saúde, estacionamento
  9. 9. Economia Empréstimos podem levar consumidor à falência Comprador precisa ter consciência da sua capacidade de pagamento para evitar prejuízos maiores Lindomar Assis Cartões de crédito bloqueados, juros e, se perde a capacidade de Silva Maurício, 49, diz que já teve contas atrasadas, saldo bancário fazer o pagamento, ter nome incluído muitas complicações financeiras por negativo são problemas enfrentados no cadastro de devedores do SPC causa dos empréstimos, mas hoje faz por muitos consumidores. Para aqueles Serviço de Proteção ao Crédito, e uma reserva para utilizar todo mês para mais desesperados, isso não é Serasa (empresa privada de serviços não correr o risco de tomar problema, basta ir a uma agência especializados em pesquisas, análises empréstimos. “Já tomei empréstimo por bancária, a algumas financeiras ou e informações econômico-financeiros problemas de saúde, mas hoje não mesmo agiota e tomar um empréstimo para apoio a decisões de crédito e faço mais”, afirma. para quitar suas dívidas ou até adquirir negócios). Henrique Tomé da Costa Mata, outras. O funcionário público federal doutor em economia, alerta que quanto De acordo com o diretor de Raimundo Nonato, 59, já teve muitos maior o tempo para o consumidor Atendimento e Orientação ao problemas com empréstimos. “Antes liquidar uma compra, maiores são os Consumidor do Procon - de pagar uma dívida contraí outra. riscos de se endividar e a partir daí Superintendência de Proteção e Como não tinha dinheiro para pagar, buscar um empréstimo: “Muitos Defesa do Consumidor, Eduardo fiz empréstimo e acabei incluído no consumidores se iludem com o período Bandeira, o empréstimo só deve ser SPC e Serasa”, conta. Ele é um longo para pagar uma mercadoria. Isso tomado se o consumidor for fazer um consumidor que geralmente parcela as é uma armadilha. No entanto, é um investimento que futuramente tenha um suas compras em até 12 vezes e não erro muito comum entre os lucro para pagar. “No entanto, muitas analisa os juros. Ele diz que essas consumidores”. Henrique aconselha pessoas fazem empréstimos para taxas são altas e o correto é comprar à que antes de fazer uma compra a comprar objetos que não têm muita vista. No entanto, ressalta que ganha pessoa deve planejar e analisar as necessidade”, observa. Ele alerta que pouco e por isso recorre aos suas condições financeiras: “Para ao contrair um empréstimo, a pessoa parcelamentos. quem toma empréstimos, é preciso Consumidor deve ter cuidado com as se submete a pagar altas taxas de A professora aposentada Edna analisar as condições de pagamento”. armadilhas do crédito fácil O consumidor pode consultar o Procon para tirar dúvidas antes de parcelar uma compra ou fazer um empréstimo: Fone: (71) 3321 2409 e-mail: procon@sjdh.ba.gov.brEconomia Segurança nos produtos e serviços é direito do consumidor Igor Pereira Existe um tipo de acidente do qual materiais e morais. De acordo com o segurança contra produtos e serviços muitos consumidores já foram vítimas coordenador do órgão, Marcelo considerados perigosos ou nocivos. e nem sabem. Um corte na mão Neves, a responsabilidade por um Exige que o fabricante informe, de durante a abertura de uma lata, um acidente de consumo é da empresa, maneira clara e adequada, sobre a machucado resultante de uma freada fornecedor ou prestador de serviço. periculosidade dos produtos colocados brusca do ônibus ou quedas em “São eles que terão que provar, à venda. supermercados ou shoppings em através de testemunho ou O consumidor que se sentir vítima decorrência de piso molhado ou documentos, que a lesão foi de um acidente de consumo deve sujeira são situações que podem ocasionada por falta de atenção do primeiramente comunicar ao SAC caracterizar acidente de consumo. A consumidor, mas a princípio o Serviço de Atendimento ao lesão pode ser decorrente de defeito consumidor sempre tem razão”, Consumidor, da empresa ou no produto ou pela falta de informação alerta. prestadora do serviço. Se o quanto ao perigo e uso correto deste. Esse tipo de acidente se dá atendimento inicial não atender às De janeiro de 2005 a outubro de quando um produto ou serviço necessidades o comprador deve 2007 foram registradas junto ao prestado venha causar danos à procurar um órgão de defesa do Procon apenas 13 denúncias, sendo saúde ou à segurança das pessoas. consumidor com a nota fiscal em 12 queixas de produtos e uma de O Codecon Código de Defesa do mãos e passar as informações da serviço. O consumidor tem direito à Consumidor, prevê como direito compra (nome, modelo, tamanho, data indenização de todos os danos básicoa proteção à vida, à saúde e a de validade, lote, etc.). Piso molhado põe em risco segurança do consumidor Resolva seus problemas com: Anti-Corrosivo Penetrante Salitre, Maresia, Ferrugem, lubrificante Desingripante. Oxidação & Umidade CADASTRAMOS REPRESENTANTES Manutenção predial, uso doméstico, escritórios, empresas, carros, motos, embarcações, (71) 33190000 indústrias, celulares, computadores, placas, DISTRIBUIDOR EXCLUSIVO circuitos, informática, elétrica, máquinas em geral , etc. BA - SE - AL
  10. 10. I FENAJ Patrocínio: Realização: I FEIRA DE NEGÓCIOS DE ADMINISTRAÇÃO DA FACULDADE 2 DE JULHO O Empreendedor Parceiros: Inovativo 4 a 6 de dezembro Maiores informações: Mini-cursos - Exposição - Oficinas www.f2j.edu.br Local: Ginásio de Esportes da F2J Horário: das 14:00 às 22:00 Entrada franca (71) 3114 - 3400 www.compre1carro.com.br 71 3241 - 4380 Breve Nova Loja na Av. Sete Aguarde LA ESCOAUTO 10% desconto à vistaInstrutores Credenciados pelo DETRAN - Formados pela UNEB Qualquer camiseta da promoção por R$ 1,50 Rua Forte de São Pedro, 95,Campo Grande Tel 71 3329 7999

×