SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 55








a célula é a unidade estrutural e funcional de todos os
organismos,
é da actividade interdependente das células que resultam
todos os processos que ocorrem no organismo;
as novas células formam-se a partir de células préexistentes;
a célula é a unidade de reprodução e de hereditariedade
dos seres vivos.

Nuno Correia 11/12



Em 8 de Abril de 1663, Hooke apresentou o seu microscópio.
O material colhido para a observação foi uma planta de
musgo.




A ciência que se ocupa do
estudo da estrutura e função
da
célula
denomina-se
Citologia.
A Citologia permitiu que o
conhecimento da célula
evoluísse ao longo do tempo
1.1. Ambas as células encontram-se limitadas por membrana plasmática , possuem citoplasma.
1.2. A célula eucariótica possui uma série de sistemas endomembranares, em que se inclui o núcleo que
contém o material genético no seu interior, enquanto que a célula procariótica não possui um sistema de
membranas internas e o seu material genético encontra-se disperso no citoplasma.
2.É a célula eucariótica, pois apresenta estruturas internas que formam compartimentos específicos,
enquanto que as células procarióticas são mais simples.
3. As células eucarióticas apresentam maiores dimensões e são mais complexas do que as procarióticas.
Assim, o aumento da complexidade estrutural implicou um aumento da dimensão (tamanho e volume) das
células.
Comparação entre células animais e vegetais
Membrana celular
Residência: Célula eucariótica e
procariótica
Estrutura:

Bicamada lipídica constituída por
fosfolípidos, proteínas e alguns
glícidos.
Apresenta duas bandas escuras
separadas por uma banda clara.

Funções:

Fotografia - esquema

Regulação da entrada e saída de substâncias da
célula – permeabilidade selectiva.
Proteção e estrutura.
Receção de informações.
Microfotografia
electrónica
Citoplasma
Residência: Célula eucariótica e procariótica
Estrutura:

Constituído por uma massa semifluida e
aparentemente homogénea – hialoplasma.
Ocupa o espaço intracelular entre a
membrana celular e a membrana nuclear.
Função:

Contribui para o suporte dos organelos
celulares.

Fotografia - esquema
Núcleo
Residência: Célula eucariótica
Estrutura:

Limitado por um invólucro nuclear com
poros.
No interior apresenta filamentos –
cromossomas.
Pode conter um ou mais nucléolos.

Fotografia - esquema

Tem um espaço com uma substância
viscosa delimitado por uma membrana –
Nucleoplasma ou Suco nuclear.
Função:

Controla as actividades celulares.

Microfotografia
Electrónica
Mitocôndria
Residência: Célula eucariótica
Estrutura:

Organito alongado com duas
membranas lipoproteicas – externa e
interna.
Pode apresentar invaginações –
cristas mitocondriais.

Fotografia - esquema

O seu interior é ocupado pela matriz
mitocondrial.
Função:

- Enzimas
Ocorrência de reacções
- Ribossomas
da respiração aeróbia.
- Pequenas quantidades
de DNA e RNA
Indicações: É considerada uma central
energética da célula, ocorrendo a
produção de ATP.

Microfotografia
Electrónica
Cloroplasto
Residência: Célula eucariótica vegetal
Estrutura:

Organito ovóide com pigmentos fotossintéticos.
Possui membrana dupla – externa e interna.
Apresenta a matriz ou estroma (material
indeferenciado).
Os pigmentos fotossintéticos distribuem-se num
sistema membranar, formando lamelas –
Tilacóides.
Função:

Realização de fotossíntese.

Energ. luminosa Energ. química

Fotografia - esquema

Também existem os
cromoplastos
(xantoplastos) e os
leucoplastos
(amiloplastos).
Microfografia
Electrónica
Retículo Endoplasmático
Residência: Célula eucariótica
Estrutura:

Sistema irregular de cisternas
achatadas ou sáculos, por vesículas
e canículos.
Retículo Endoplasmático
Rugoso (RER)
Retículo Endoplasmático Liso
(REL)

Fotografia - esquema

Ribossomas

Funções:

Síntese de compostos orgânicos.
Transporte de proteínas e outras
substâncias dentro da célula.

Microfotografia
Electrónica
Complexo de Golgi
Residência: Célula eucariótica
Estrutura:

Conjunto de sáculos membranosos e
achatados e vesículas.

Funções:

Fotografia - esquema

Síntese e secreção de substâncias
(lipoproteínas e glicoproteínas).
Transporte de macromoléculas.
Formação de lisossomas.
Microfotografia
Electrónica
Lisossoma
Residência: Célula eucariótica animal
Estrutura:

Organelo esférico com membranas
simples, contendo no seu interior enzimas
– hidrolases.
Fotografia - esquema

Funções:

As hidrolases intervém na decomposição de
moléculas e estruturas celulares.
Manutenção celular.
Indicações: É originado a partir do

Complexo de Golgi e do Retículo
Endoplasmático.

Microfotografia
Electrónica
Ribossoma
Residência: Célula eucariótica e procariótica
Estrutura:

Estruturas pequenas que se podem
apresentar isoladas ou agrupadas.
Cada ribossoma é constituído por 2
subunidades – maior e menor.
Associado ao RER ou livre no citoplasma.

Fotografia - esquema

Função:

Síntese de proteínas.
Indicação: Os ribossomas existem, normalmente,

em grupos designados por polirribossomas.

Microfotografia
Electrónica
Vacúolo
Residência: Célula eucariótica vegetal (e alguns fungos)
Estrutura:

Cavidade citoplasmática delimitada por
uma membrana – tonoplasto.
Contém água e substâncias dissolvidas.
Dimensões variáveis.
Funções:

Para além de fazerem o papel dos
lisossomas das células animais, por
possuírem enzimas hidrolíticas;

Fotografia - esquema

Armazenam outros compostos
orgânicos;
Reserva de iões inorgânicos;
Regulam a pressão osmótica da célula.

Microfotografia
Electrónica
Citoesqueleto

Residência: Célula eucariótica
Estrutura:

Rede de vários tipos de fibras que se
intercruzam no citoplasma.

Fotografia - esquema

Funções:

Suporte mecânico a algumas
estruturas.
Mantém a forma da célula.
Microfotografia
Centríolo
Residência: Célula eucariótica animal
Estrutura:

Arranjo microtubular composto por 9
grupos de 3 microtubulos.
Todo o conjunto tem um aspecto
cilíndrico.
Ao conjunto de duas estruturas –
Centrossoma.
São muito pequenos.

Fotografia - esquema

Função:

Intervenção na divisão celular (formam o

fuso acromático que dirige o movimento dos
cromossomas)

Microfotografia
Electrónica
Parede Celular
Residência: Célula eucariótica vegetal
Estrutura:

Parede rígida constituída,
essencialmente, por fibrilas de
celulose e substâncias pépticas.
Lamela mediana – lamela fina de
natureza celulósica.

Fotografia - esquema

Plasmodesmos – canículos que
ligam o citoplasma de duas células
vizinhas.

Funções:

Suporte e protecção.
Estabelece coesão entre as células
vizinhas.
Continuidade citoplasmática.

Microfotografia
Electrónica

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)InesTeixeiraDuarte
 
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º anoResumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º anoRita Pereira
 
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivosHugo Martins
 
Membrana plasmática
Membrana  plasmáticaMembrana  plasmática
Membrana plasmáticamargaridabt
 
Movimentos transmembranares
Movimentos transmembranaresMovimentos transmembranares
Movimentos transmembranaresmargaridabt
 
Rochas sedimentares classificação biogénicas
Rochas sedimentares  classificação biogénicasRochas sedimentares  classificação biogénicas
Rochas sedimentares classificação biogénicasIsabel Lopes
 
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º AnoSubsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano_Nunomartins_
 
Teoria corpuscular da matéria
Teoria corpuscular da matériaTeoria corpuscular da matéria
Teoria corpuscular da matériaDeby Machado
 
Biosfera power point
Biosfera  power point Biosfera  power point
Biosfera power point margaridabt
 
Biologia 11 (origem e evolução colónias)
Biologia 11 (origem e evolução   colónias)Biologia 11 (origem e evolução   colónias)
Biologia 11 (origem e evolução colónias)Nuno Correia
 
semelhancas e diferencas da gametagesse tucuzo
semelhancas e diferencas da gametagesse tucuzosemelhancas e diferencas da gametagesse tucuzo
semelhancas e diferencas da gametagesse tucuzorafael tucuzo
 
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º AnoResumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º AnoVitor Perfeito
 
Datação relativa
Datação relativaDatação relativa
Datação relativacatiacsantos
 
Teoria Da Mobilidade Dos Fundos Oceânicos
Teoria Da Mobilidade Dos Fundos OceânicosTeoria Da Mobilidade Dos Fundos Oceânicos
Teoria Da Mobilidade Dos Fundos OceânicosCatir
 
Célula eucariótica
Célula eucarióticaCélula eucariótica
Célula eucarióticaluam1969
 
Biologia 11 sistemas de classificação
Biologia 11   sistemas de classificaçãoBiologia 11   sistemas de classificação
Biologia 11 sistemas de classificaçãoNuno Correia
 

Mais procurados (20)

Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
 
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º anoResumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
 
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Membrana plasmática
Membrana  plasmáticaMembrana  plasmática
Membrana plasmática
 
Movimentos transmembranares
Movimentos transmembranaresMovimentos transmembranares
Movimentos transmembranares
 
Rochas sedimentares classificação biogénicas
Rochas sedimentares  classificação biogénicasRochas sedimentares  classificação biogénicas
Rochas sedimentares classificação biogénicas
 
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º AnoSubsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
 
Teoria corpuscular da matéria
Teoria corpuscular da matériaTeoria corpuscular da matéria
Teoria corpuscular da matéria
 
Biosfera power point
Biosfera  power point Biosfera  power point
Biosfera power point
 
Biologia 11 (origem e evolução colónias)
Biologia 11 (origem e evolução   colónias)Biologia 11 (origem e evolução   colónias)
Biologia 11 (origem e evolução colónias)
 
Sistema Digestivo
Sistema DigestivoSistema Digestivo
Sistema Digestivo
 
semelhancas e diferencas da gametagesse tucuzo
semelhancas e diferencas da gametagesse tucuzosemelhancas e diferencas da gametagesse tucuzo
semelhancas e diferencas da gametagesse tucuzo
 
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º AnoResumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
 
Datação relativa
Datação relativaDatação relativa
Datação relativa
 
Teoria Da Mobilidade Dos Fundos Oceânicos
Teoria Da Mobilidade Dos Fundos OceânicosTeoria Da Mobilidade Dos Fundos Oceânicos
Teoria Da Mobilidade Dos Fundos Oceânicos
 
Célula eucariótica
Célula eucarióticaCélula eucariótica
Célula eucariótica
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Ingestão, digestão e absorção
Ingestão, digestão e absorçãoIngestão, digestão e absorção
Ingestão, digestão e absorção
 
Biologia 11 sistemas de classificação
Biologia 11   sistemas de classificaçãoBiologia 11   sistemas de classificação
Biologia 11 sistemas de classificação
 

Destaque

(11) biologia e geologia 10º ano - hormonas vegetais
(11) biologia e geologia   10º ano - hormonas vegetais(11) biologia e geologia   10º ano - hormonas vegetais
(11) biologia e geologia 10º ano - hormonas vegetaisHugo Martins
 
Biosfera e factores abióticos
Biosfera e factores abióticosBiosfera e factores abióticos
Biosfera e factores abióticosCristina Vitória
 
Informação exames provas 2017
Informação exames provas 2017Informação exames provas 2017
Informação exames provas 2017Pedro França
 
Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017
Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017
Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017Pedro França
 
Guia Geral de Exames 2017
Guia Geral de Exames 2017Guia Geral de Exames 2017
Guia Geral de Exames 2017Pedro França
 
Juri nacional 2017 2017 alunos condições especiais
Juri  nacional 2017 2017 alunos condições especiaisJuri  nacional 2017 2017 alunos condições especiais
Juri nacional 2017 2017 alunos condições especiaisPedro França
 
Relatorio de celula nov.12
Relatorio de celula nov.12Relatorio de celula nov.12
Relatorio de celula nov.12Talmedin Tedi
 
Bg 10 termorregulação
Bg 10   termorregulaçãoBg 10   termorregulação
Bg 10 termorregulaçãoNuno Correia
 
Powerpoint Nr. 1 ApresentaçãO. CritéRios De AvaliaçãO
Powerpoint Nr. 1   ApresentaçãO. CritéRios De AvaliaçãOPowerpoint Nr. 1   ApresentaçãO. CritéRios De AvaliaçãO
Powerpoint Nr. 1 ApresentaçãO. CritéRios De AvaliaçãONuno Correia
 

Destaque (20)

Unidade 6
Unidade 6Unidade 6
Unidade 6
 
Osmorregulação
OsmorregulaçãoOsmorregulação
Osmorregulação
 
Termorregulação
TermorregulaçãoTermorregulação
Termorregulação
 
(11) biologia e geologia 10º ano - hormonas vegetais
(11) biologia e geologia   10º ano - hormonas vegetais(11) biologia e geologia   10º ano - hormonas vegetais
(11) biologia e geologia 10º ano - hormonas vegetais
 
Recursos hidricos
Recursos hidricosRecursos hidricos
Recursos hidricos
 
Unidade 5
Unidade 5Unidade 5
Unidade 5
 
Biosfera e factores abióticos
Biosfera e factores abióticosBiosfera e factores abióticos
Biosfera e factores abióticos
 
Terra um planeta com vida
Terra   um planeta com vidaTerra   um planeta com vida
Terra um planeta com vida
 
Informação exames provas 2017
Informação exames provas 2017Informação exames provas 2017
Informação exames provas 2017
 
Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017
Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017
Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017
 
Guia Geral de Exames 2017
Guia Geral de Exames 2017Guia Geral de Exames 2017
Guia Geral de Exames 2017
 
Norma 1 jne-2017
Norma 1  jne-2017Norma 1  jne-2017
Norma 1 jne-2017
 
Juri nacional 2017 2017 alunos condições especiais
Juri  nacional 2017 2017 alunos condições especiaisJuri  nacional 2017 2017 alunos condições especiais
Juri nacional 2017 2017 alunos condições especiais
 
Catástrofes
CatástrofesCatástrofes
Catástrofes
 
Relatorio de celula nov.12
Relatorio de celula nov.12Relatorio de celula nov.12
Relatorio de celula nov.12
 
Sistemaneuro hormonal
Sistemaneuro hormonalSistemaneuro hormonal
Sistemaneuro hormonal
 
Mundo natural
Mundo naturalMundo natural
Mundo natural
 
CritéRios Trabalho Pp
CritéRios Trabalho PpCritéRios Trabalho Pp
CritéRios Trabalho Pp
 
Bg 10 termorregulação
Bg 10   termorregulaçãoBg 10   termorregulação
Bg 10 termorregulação
 
Powerpoint Nr. 1 ApresentaçãO. CritéRios De AvaliaçãO
Powerpoint Nr. 1   ApresentaçãO. CritéRios De AvaliaçãOPowerpoint Nr. 1   ApresentaçãO. CritéRios De AvaliaçãO
Powerpoint Nr. 1 ApresentaçãO. CritéRios De AvaliaçãO
 

Semelhante a Celula

Poster STC José Lacerda
Poster STC José LacerdaPoster STC José Lacerda
Poster STC José LacerdaEFAG
 
Poster STC José Lacerda
Poster STC José LacerdaPoster STC José Lacerda
Poster STC José LacerdaEFAG
 
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células João Monteiro
 
aula 1 introducao conceitos gerais, estrutura celular.pdf
aula 1 introducao conceitos gerais, estrutura celular.pdfaula 1 introducao conceitos gerais, estrutura celular.pdf
aula 1 introducao conceitos gerais, estrutura celular.pdfALBANOJOAQUIM
 
A clula-1234827620243066-2
A clula-1234827620243066-2A clula-1234827620243066-2
A clula-1234827620243066-2Marcia Moreira
 
A clula-1234827620243066-2
A clula-1234827620243066-2A clula-1234827620243066-2
A clula-1234827620243066-2Marcia Moreira
 
Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt
 Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt
Introdução a citologia - Profª Monara BittencourtMonara Bittencourt
 
Biologia membrana plasmatica
Biologia membrana plasmaticaBiologia membrana plasmatica
Biologia membrana plasmaticahillarybtencourt
 
Aula 02 -Biologia Celular - Células Procariontes e Eucariontes .pdf
Aula 02 -Biologia Celular -  Células Procariontes e  Eucariontes .pdfAula 02 -Biologia Celular -  Células Procariontes e  Eucariontes .pdf
Aula 02 -Biologia Celular - Células Procariontes e Eucariontes .pdfGiza Carla Nitz
 

Semelhante a Celula (20)

A CéLula
A CéLulaA CéLula
A CéLula
 
Poster STC José Lacerda
Poster STC José LacerdaPoster STC José Lacerda
Poster STC José Lacerda
 
Poster STC José Lacerda
Poster STC José LacerdaPoster STC José Lacerda
Poster STC José Lacerda
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
 
aula 1 introducao conceitos gerais, estrutura celular.pdf
aula 1 introducao conceitos gerais, estrutura celular.pdfaula 1 introducao conceitos gerais, estrutura celular.pdf
aula 1 introducao conceitos gerais, estrutura celular.pdf
 
Célula Vegetal
Célula VegetalCélula Vegetal
Célula Vegetal
 
Celula
CelulaCelula
Celula
 
A clula-1234827620243066-2
A clula-1234827620243066-2A clula-1234827620243066-2
A clula-1234827620243066-2
 
A clula-1234827620243066-2
A clula-1234827620243066-2A clula-1234827620243066-2
A clula-1234827620243066-2
 
Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt
 Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt
Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt
 
Celula (2)
Celula (2)Celula (2)
Celula (2)
 
Celula
CelulaCelula
Celula
 
Celulas pro e euc
Celulas pro e eucCelulas pro e euc
Celulas pro e euc
 
Célula 2
Célula 2Célula 2
Célula 2
 
2.1
2.12.1
2.1
 
Célula
CélulaCélula
Célula
 
Biologia membrana plasmatica
Biologia membrana plasmaticaBiologia membrana plasmatica
Biologia membrana plasmatica
 
Aula 02 -Biologia Celular - Células Procariontes e Eucariontes .pdf
Aula 02 -Biologia Celular -  Células Procariontes e  Eucariontes .pdfAula 02 -Biologia Celular -  Células Procariontes e  Eucariontes .pdf
Aula 02 -Biologia Celular - Células Procariontes e Eucariontes .pdf
 
Celula
CelulaCelula
Celula
 

Mais de Cristina Vitória (20)

Saude santilhana
Saude santilhanaSaude santilhana
Saude santilhana
 
Protecção e conservação da natureza
Protecção e conservação da naturezaProtecção e conservação da natureza
Protecção e conservação da natureza
 
Política 3 rs
Política 3 rsPolítica 3 rs
Política 3 rs
 
Recursos naturais i
Recursos naturais iRecursos naturais i
Recursos naturais i
 
Recursos naturais ii
Recursos naturais iiRecursos naturais ii
Recursos naturais ii
 
Dia de são valentim
Dia de são valentimDia de são valentim
Dia de são valentim
 
Fluxos de energia e ciclo de matéria i
Fluxos de energia e ciclo de matéria iFluxos de energia e ciclo de matéria i
Fluxos de energia e ciclo de matéria i
 
Fluxos de energia e ciclo de matéria ii
Fluxos de energia e ciclo de matéria iiFluxos de energia e ciclo de matéria ii
Fluxos de energia e ciclo de matéria ii
 
Factores bióticos
Factores bióticosFactores bióticos
Factores bióticos
 
Fertilidade
FertilidadeFertilidade
Fertilidade
 
Reprodução nos seres vivos
Reprodução nos seres vivosReprodução nos seres vivos
Reprodução nos seres vivos
 
Recursos geologicos
Recursos geologicosRecursos geologicos
Recursos geologicos
 
Metamorfismo
MetamorfismoMetamorfismo
Metamorfismo
 
Metamorfismo
MetamorfismoMetamorfismo
Metamorfismo
 
Deformações das rochas
Deformações das rochasDeformações das rochas
Deformações das rochas
 
Deformações das rochas
Deformações das rochasDeformações das rochas
Deformações das rochas
 
Reprodução masculina
Reprodução masculinaReprodução masculina
Reprodução masculina
 
Reprodução feminina
Reprodução femininaReprodução feminina
Reprodução feminina
 
Magma E Rochas Mag
Magma E Rochas MagMagma E Rochas Mag
Magma E Rochas Mag
 
Rochas Magmaticas
Rochas MagmaticasRochas Magmaticas
Rochas Magmaticas
 

Último

"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxmariiiaaa1290
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxsfwsoficial
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxpatriciapedroso82
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 

Último (20)

"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 

Celula

  • 1.
  • 2.
  • 3.
  • 4.     a célula é a unidade estrutural e funcional de todos os organismos, é da actividade interdependente das células que resultam todos os processos que ocorrem no organismo; as novas células formam-se a partir de células préexistentes; a célula é a unidade de reprodução e de hereditariedade dos seres vivos. Nuno Correia 11/12
  • 5.   Em 8 de Abril de 1663, Hooke apresentou o seu microscópio. O material colhido para a observação foi uma planta de musgo.
  • 6.
  • 7.   A ciência que se ocupa do estudo da estrutura e função da célula denomina-se Citologia. A Citologia permitiu que o conhecimento da célula evoluísse ao longo do tempo
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20. 1.1. Ambas as células encontram-se limitadas por membrana plasmática , possuem citoplasma. 1.2. A célula eucariótica possui uma série de sistemas endomembranares, em que se inclui o núcleo que contém o material genético no seu interior, enquanto que a célula procariótica não possui um sistema de membranas internas e o seu material genético encontra-se disperso no citoplasma. 2.É a célula eucariótica, pois apresenta estruturas internas que formam compartimentos específicos, enquanto que as células procarióticas são mais simples. 3. As células eucarióticas apresentam maiores dimensões e são mais complexas do que as procarióticas. Assim, o aumento da complexidade estrutural implicou um aumento da dimensão (tamanho e volume) das células.
  • 21.
  • 22. Comparação entre células animais e vegetais
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30. Membrana celular Residência: Célula eucariótica e procariótica Estrutura: Bicamada lipídica constituída por fosfolípidos, proteínas e alguns glícidos. Apresenta duas bandas escuras separadas por uma banda clara. Funções: Fotografia - esquema Regulação da entrada e saída de substâncias da célula – permeabilidade selectiva. Proteção e estrutura. Receção de informações. Microfotografia electrónica
  • 31.
  • 32. Citoplasma Residência: Célula eucariótica e procariótica Estrutura: Constituído por uma massa semifluida e aparentemente homogénea – hialoplasma. Ocupa o espaço intracelular entre a membrana celular e a membrana nuclear. Função: Contribui para o suporte dos organelos celulares. Fotografia - esquema
  • 33.
  • 34. Núcleo Residência: Célula eucariótica Estrutura: Limitado por um invólucro nuclear com poros. No interior apresenta filamentos – cromossomas. Pode conter um ou mais nucléolos. Fotografia - esquema Tem um espaço com uma substância viscosa delimitado por uma membrana – Nucleoplasma ou Suco nuclear. Função: Controla as actividades celulares. Microfotografia Electrónica
  • 35.
  • 36. Mitocôndria Residência: Célula eucariótica Estrutura: Organito alongado com duas membranas lipoproteicas – externa e interna. Pode apresentar invaginações – cristas mitocondriais. Fotografia - esquema O seu interior é ocupado pela matriz mitocondrial. Função: - Enzimas Ocorrência de reacções - Ribossomas da respiração aeróbia. - Pequenas quantidades de DNA e RNA Indicações: É considerada uma central energética da célula, ocorrendo a produção de ATP. Microfotografia Electrónica
  • 37.
  • 38. Cloroplasto Residência: Célula eucariótica vegetal Estrutura: Organito ovóide com pigmentos fotossintéticos. Possui membrana dupla – externa e interna. Apresenta a matriz ou estroma (material indeferenciado). Os pigmentos fotossintéticos distribuem-se num sistema membranar, formando lamelas – Tilacóides. Função: Realização de fotossíntese. Energ. luminosa Energ. química Fotografia - esquema Também existem os cromoplastos (xantoplastos) e os leucoplastos (amiloplastos). Microfografia Electrónica
  • 39.
  • 40.
  • 41. Retículo Endoplasmático Residência: Célula eucariótica Estrutura: Sistema irregular de cisternas achatadas ou sáculos, por vesículas e canículos. Retículo Endoplasmático Rugoso (RER) Retículo Endoplasmático Liso (REL) Fotografia - esquema Ribossomas Funções: Síntese de compostos orgânicos. Transporte de proteínas e outras substâncias dentro da célula. Microfotografia Electrónica
  • 42.
  • 43. Complexo de Golgi Residência: Célula eucariótica Estrutura: Conjunto de sáculos membranosos e achatados e vesículas. Funções: Fotografia - esquema Síntese e secreção de substâncias (lipoproteínas e glicoproteínas). Transporte de macromoléculas. Formação de lisossomas. Microfotografia Electrónica
  • 44.
  • 45. Lisossoma Residência: Célula eucariótica animal Estrutura: Organelo esférico com membranas simples, contendo no seu interior enzimas – hidrolases. Fotografia - esquema Funções: As hidrolases intervém na decomposição de moléculas e estruturas celulares. Manutenção celular. Indicações: É originado a partir do Complexo de Golgi e do Retículo Endoplasmático. Microfotografia Electrónica
  • 46.
  • 47. Ribossoma Residência: Célula eucariótica e procariótica Estrutura: Estruturas pequenas que se podem apresentar isoladas ou agrupadas. Cada ribossoma é constituído por 2 subunidades – maior e menor. Associado ao RER ou livre no citoplasma. Fotografia - esquema Função: Síntese de proteínas. Indicação: Os ribossomas existem, normalmente, em grupos designados por polirribossomas. Microfotografia Electrónica
  • 48.
  • 49. Vacúolo Residência: Célula eucariótica vegetal (e alguns fungos) Estrutura: Cavidade citoplasmática delimitada por uma membrana – tonoplasto. Contém água e substâncias dissolvidas. Dimensões variáveis. Funções: Para além de fazerem o papel dos lisossomas das células animais, por possuírem enzimas hidrolíticas; Fotografia - esquema Armazenam outros compostos orgânicos; Reserva de iões inorgânicos; Regulam a pressão osmótica da célula. Microfotografia Electrónica
  • 50.
  • 51. Citoesqueleto Residência: Célula eucariótica Estrutura: Rede de vários tipos de fibras que se intercruzam no citoplasma. Fotografia - esquema Funções: Suporte mecânico a algumas estruturas. Mantém a forma da célula. Microfotografia
  • 52.
  • 53. Centríolo Residência: Célula eucariótica animal Estrutura: Arranjo microtubular composto por 9 grupos de 3 microtubulos. Todo o conjunto tem um aspecto cilíndrico. Ao conjunto de duas estruturas – Centrossoma. São muito pequenos. Fotografia - esquema Função: Intervenção na divisão celular (formam o fuso acromático que dirige o movimento dos cromossomas) Microfotografia Electrónica
  • 54.
  • 55. Parede Celular Residência: Célula eucariótica vegetal Estrutura: Parede rígida constituída, essencialmente, por fibrilas de celulose e substâncias pépticas. Lamela mediana – lamela fina de natureza celulósica. Fotografia - esquema Plasmodesmos – canículos que ligam o citoplasma de duas células vizinhas. Funções: Suporte e protecção. Estabelece coesão entre as células vizinhas. Continuidade citoplasmática. Microfotografia Electrónica

Notas do Editor

  1. 1.1. Ambas as células encontram-se limitadas por membrana plasmática e possuem citoplasma. 1.2. A célula eucariótica possui uma série de sistemas endomembra-nares, em que se inclui o núcleo que contém o material genético no seu interior, enquanto que a célula procariótica não possui um sistema de membranas internas e o seu material genético encontra--se disperso no citoplasma. 2. É a célula eucariótica, pois apresenta estruturas internas que formam compartimentos específicos, enquanto que as células procarióticas são mais simples. 3. As células eucarióticas apresentam maiores dimensões e são mais complexas do que as procarióticas. Assim, o aumento da complexidade estrutural implicou um aumento da dimensão (tamanho e volume) das células.