Redes sociais e medicina

1.343 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.343
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Redes sociais e medicina

  1. 1. Redes Sociais e Medicina<br />Cris Dissat<br />
  2. 2. Jornalismo<br />
  3. 3. Ninguém tem mais dúvida...<br />Os pacientes já não são tão pacientes...<br />Os leitores também não são os mesmos...<br />Na verdade, nosso comportamento não é mais o mesmo...<br />
  4. 4. Como anda a relação entre médico e paciente?<br />
  5. 5. As preocupações e questionamentos não são só na Medicina<br /><ul><li> “Estamos perdendo espaço... Todas as pessoas se transformaram em jornalistas e fotógrafos em potencial. O diploma caiu.” – frase recorrente entre os profissionais de comunicação.
  6. 6. É uma mudança em todas as áreas. </li></li></ul><li>É preciso se readaptar às novas tecnologias. Não há mais retorno.*<br />
  7. 7. http://www.youtube.com/watch?v=6Cf7IL_eZ38<br />
  8. 8. De espectadores a produtores. De passivos a ativos.<br />Coletiva da FIFA<br />
  9. 9. Dados do IBOPE – Pesquisa realizada em 2010<br />Pesquisa de 2 a 15 de set 2010 / 8.561 participantes - IBOPE<br />
  10. 10. Precisamos de Números para ter certeza?<br />Twitter – Segundo últimos informes, a empresa passaria a valer US$ 8 bilhões. O número pode soar forte, mas o valor é muito inferior ao do LinkedIn, por exemplo, que captalizou US$ 243 milhões de receita ano passado.<br />
  11. 11. Estudo realizado pela EPM <br />Documentos para educação e esclarecimento do paciente <br />(...) estamos em uma época em que um paciente mais esclarecido irá à consulta médica já munido de informações colhidas na rede (nem todas corretas), ou então conferirá o que o médico disse e prescreveu na internet. Este é um caso onde o mercado, os clientes, exigem que o profissional da área de saúde  esteja atualizado, mais precisamente, através do mesmo meio que o paciente utilizou para chegar às suas conclusões. Então, para que o paciente tenha informações corretas é necessário que instituições ou governos criem resumos fidedignos para uso público. Esse é o campo da internet mais espinhoso, dado a quantidade de informações falsas, falseadas e enviesadas disponíveis. <br />http://www.virtual.epm.br/material/tis/curr-med/temas/med5/med5t32000/grupo2/net_med.htm<br />
  12. 12. Mudanças Positivas<br /><ul><li>Realização e divulgação de congressos com muito mais agilidade
  13. 13. Mobilização da população
  14. 14. Atualização científica online permanente através de webmeetings, leitura de artigos com publicações online
  15. 15. Visibilidade das entidades científicas</li></li></ul><li>Impossível usar tudo o que existe...<br />
  16. 16. Facebook – consultório online<br />Twitter – arquibancada <br />digital<br />
  17. 17. Cases<br />
  18. 18. Cases<br />Contato com o presidente da SBEM feito, repassado e reunião com a Michelle Obama em andamento. Tudo em menos de 10 minutos e em trabalho externo.<br />
  19. 19. Cases <br /><ul><li>SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia) mobiliza a população – caso da proposta da Anvisa em proibir o uso de anorexígenos para o tratamento da obesidade</li></li></ul><li>Cases <br /><ul><li>SBEM promove cobertura de eventos usando o facebook para publicação de vídeos e mensagens. Interação com os participantes pelo Facebook e Twitter</li></li></ul><li>Cases <br /><ul><li>American Diabetes Associationcriou um aplicativo para Iphones e Androids para que congressistas e público pudessem acompanhar o Congresso Anual da entidade – média de público 15 mil participantes</li></li></ul><li>Cases <br /><ul><li>Caso Claudia Mello – Comentários ganhando proporções e causando efeitos colaterais. </li></ul>Publicado na ISTO É - Em novembro de 2006, ela publicou em seu blog o relato de uma consulta médica pela qual passou. Depois de um ano e quatro meses, foi informada de que estava sendo processada pelo médico por danos morais. Valor da indenização R$ 2 mil.<br />A discussão que está em jogo envolve a tênue fronteira entre o fim da liberdade de expressão, garantida pelo artigo 5º da Constituição, e o início do dano moral. “O limite vai até onde afeta a reputação, a imagem e a marca de uma pessoa física ou jurídica”.<br />- Surge a Vakinha online<br />
  20. 20. Não se sinta obrigado a usar a novas ferramentas... <br />O importante é estar convencido da importância delas...<br />
  21. 21. "O grande teórico da comunicação, Marshall McLuhan, que completaria 100 anos neste mês de julho, previu que as redes sociais seriam inevitáveis e onipresentes. Aí estão elas, agora também a serviço das sociedades médicas, como a SBEM. Como presidente da CCS (Comissão de Comunicação Social), observei que a agilidade proporcionada pelas redes sociais é imbatível na divulgação dos fatos em tempo real, especialmente durante congressos ou eventos que despertam grande interesse dos associados”.<br />Dr. Ricardo Meirelles, ex-presidente da SBEM, diretor do Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia do Rio de Janeiro<br />
  22. 22. " Esta ferramenta para este um tipo de divulgação, como os Congressos é de muita importância para aumentar a velocidade de informação e agregar um maior número de participantes, em tempo quase real..“<br />Dr. Severino Farias (BA), membro da Comissão de Comunicação Social da SBEM<br />
  23. 23. "O público se mobiliza trocando links e passando informações sobre diabetes. São milhares de redes colaborando na redução dos danos da doença. Tweets, posts, blogs e sites são bem vindos na Campanha do Dia Mundial do Diabetes”<br />Dr. Walter Minicucci (SP), coordenador da Campanha do Dia Mundial do Diabetes da Sociedade Brasileira de Diabetes<br />
  24. 24. “Nós não interagimos com máquinas, usamos as máquinas para nos aproximar das pessoas”.<br />Raphael Vasconcelos, diretor executivo de Criação da Agência Click<br />
  25. 25. Redes Sociais:<br />www.fimdejogo.com.br<br />www.twitter.com/fimdejogo<br />www.videolog.com.br/fimdejogo<br />www.videolog.com.br/cristinadissat<br />www.youtube.com/cristinadissat<br />www.qik.com/dissat<br />www.flickr.com/photos/dissat<br />www.slideshare.net/cristinadissat<br />http://br.linkedin.com/in/cristinadissat<br />http://cristinadissat.wordpress.com<br />www.facebook.com/cristina.dissat<br />msn – cristinadissat@hotmail.com/ gtalk – dissat@gmail.com/ skype – cristinadissat / email de contato – dissat@dcpress.com.br<br />

×