SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
EB1 Várzea de Sintra Aluna:
Ano letivo 2017/18 Isabel Pereira Gomes
Professoras:
Ana Rita Brandão
Marinela Neves
Biblioteca Itinerante
Fundação Calouste Gulbenkian
Índice
• Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI) – Objetivos
• “Para quem?” e “Como?”
• Descrição da carrinha modelo Citroën HY
• Quem trabalhava na Biblioteca Itinerante?
• Conclusão
• Bibliografia
Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI)
O Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI)
foi criado pela Fundação Calouste Gulbenkian em 1958,
segundo uma ideia de Branquinho da Fonseca (escritor).
OBJETIVOS
1. Chegar a todo o território nacional, incluindo as ilhas da Madeira
e dos Açores.
2. Promover e desenvolver o gosto pela leitura e elevar o nível
cultural dos portugueses.
Para quem?
• Para as pessoas que tinham
menos acesso à educação e à
cultura pois moravam nas regiões
mais desfavorecidas do país
(ex. Aldeias do Norte).
• Para todas as idades.
Como?
• As pessoas tinham livre acesso
aos armários dos livros, podiam
levar os livros emprestados para
casa e o serviço era grátis.
Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI)
Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI)
 Em 1958 existiam 15 bibliotecas itinerantes (na região de Lisboa e
litoral) e em 1961 já circulavam pelo país 47 veículos da marca Citroën.
 A carrinha era diferente, o modelo Citroën HY foi o escolhido pela
Fundação para promover as Bibliotecas Itinerantes.
• Tinha duas portas atrás que abriam de par-em-par, uma parte lateral que
abria para cima para facilitar o acesso e a visibilidade dos livros.
 As bibliotecas itinerantes transportavam cerca de dois mil livros
arrumados nas estantes.
→ Nas prateleiras de baixo, encontravam-se os livros para crianças.
→ Nas prateleiras do meio, a literatura de ficção, de viagens e biografias.
→ Nas prateleiras de cima, os livros menos procurados, de filosofia,
poesia, ciência e técnica.
Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI)
 Trabalhavam nas bibliotecas duas pessoas:
o auxiliar e o encarregado.
- O encarregado era responsável pela biblioteca e orientava os leitores
nas suas escolhas de leitura.
- Não necessitava de qualquer curso específico, apenas precisava de
saber ler, ter alguma cultura geral, gosto pelos livros e sentir-se à vontade
com os leitores.
Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI)
O Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI) terminou em 2002.
C
O
N
C
L
U
S
Ã
O
A Biblioteca Itinerante foi um excelente
serviço para as pessoas que não tinham
acesso a nada, e foi muito importante ter
existido porque ajudou muitas pessoas a
ganharem o gosto pela leitura.
Bibliografia
• http://observador.pt/especiais/nunca-mais-os-livros-fizeram-tantos-
quilometros
• http://aindasoudotempo.blogspot.pt/2013/02/das-bibliotecas-itinerantes-
da-calouste.html
• http://sicnoticias.sapo.pt/programas/perdidoseachados/2016-04-23-As-
bibliotecas-itinerantes
• http://www.bibliobuses.com/documentos/ruineves.pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades Biblioteca Centro Escolar Pampilhosa 2014-2015
Atividades Biblioteca Centro Escolar Pampilhosa  2014-2015Atividades Biblioteca Centro Escolar Pampilhosa  2014-2015
Atividades Biblioteca Centro Escolar Pampilhosa 2014-2015Regina Coutinho
 
Importância das Fontes de Informação e da Biblioteca
Importância das Fontes de Informação e da Biblioteca Importância das Fontes de Informação e da Biblioteca
Importância das Fontes de Informação e da Biblioteca Lucineia Silva
 
BIBLIOTECA ESCOLAR COMO ESPAÇO DE OPORTUNIDADES E POSSIBILIDADE, de Katty Ann...
BIBLIOTECA ESCOLAR COMO ESPAÇO DE OPORTUNIDADES E POSSIBILIDADE, de Katty Ann...BIBLIOTECA ESCOLAR COMO ESPAÇO DE OPORTUNIDADES E POSSIBILIDADE, de Katty Ann...
BIBLIOTECA ESCOLAR COMO ESPAÇO DE OPORTUNIDADES E POSSIBILIDADE, de Katty Ann...bibliocampsp
 
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?António Pires
 
Tessituras formação de mediadores para programas de leitura
Tessituras   formação de mediadores para programas de leituraTessituras   formação de mediadores para programas de leitura
Tessituras formação de mediadores para programas de leituraAna Paula Cecato
 
Apresentação da Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas - CSMB
Apresentação da Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas - CSMBApresentação da Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas - CSMB
Apresentação da Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas - CSMBSistema Municipal de Bibliotecas
 
Boletim set 14
Boletim set 14Boletim set 14
Boletim set 14Amora BE
 
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmicaProposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmicaArmanda Ribeiro
 
Apresentacao 2021 modulos unificados
Apresentacao 2021   modulos unificadosApresentacao 2021   modulos unificados
Apresentacao 2021 modulos unificadosEuclides Cumbe
 

Mais procurados (20)

Atividades Biblioteca Centro Escolar Pampilhosa 2014-2015
Atividades Biblioteca Centro Escolar Pampilhosa  2014-2015Atividades Biblioteca Centro Escolar Pampilhosa  2014-2015
Atividades Biblioteca Centro Escolar Pampilhosa 2014-2015
 
Bibliotecas 2010-11
Bibliotecas   2010-11Bibliotecas   2010-11
Bibliotecas 2010-11
 
Importância das Fontes de Informação e da Biblioteca
Importância das Fontes de Informação e da Biblioteca Importância das Fontes de Informação e da Biblioteca
Importância das Fontes de Informação e da Biblioteca
 
Agenda Dezembro 2010
Agenda Dezembro 2010Agenda Dezembro 2010
Agenda Dezembro 2010
 
Mês be
Mês beMês be
Mês be
 
BIBLIOTECA ESCOLAR COMO ESPAÇO DE OPORTUNIDADES E POSSIBILIDADE, de Katty Ann...
BIBLIOTECA ESCOLAR COMO ESPAÇO DE OPORTUNIDADES E POSSIBILIDADE, de Katty Ann...BIBLIOTECA ESCOLAR COMO ESPAÇO DE OPORTUNIDADES E POSSIBILIDADE, de Katty Ann...
BIBLIOTECA ESCOLAR COMO ESPAÇO DE OPORTUNIDADES E POSSIBILIDADE, de Katty Ann...
 
Biblioteca 1a
Biblioteca 1aBiblioteca 1a
Biblioteca 1a
 
Rebi
RebiRebi
Rebi
 
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
 
Biblioteca movel
Biblioteca movelBiblioteca movel
Biblioteca movel
 
Apresentacao seminario coordenadoria norte
Apresentacao seminario coordenadoria norteApresentacao seminario coordenadoria norte
Apresentacao seminario coordenadoria norte
 
Tessituras formação de mediadores para programas de leitura
Tessituras   formação de mediadores para programas de leituraTessituras   formação de mediadores para programas de leitura
Tessituras formação de mediadores para programas de leitura
 
Biblioteca novembro
Biblioteca novembroBiblioteca novembro
Biblioteca novembro
 
Agenda Novembro 2010
Agenda Novembro 2010Agenda Novembro 2010
Agenda Novembro 2010
 
PABEs13/14
PABEs13/14PABEs13/14
PABEs13/14
 
Apresentação da Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas - CSMB
Apresentação da Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas - CSMBApresentação da Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas - CSMB
Apresentação da Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas - CSMB
 
Boletim set 14
Boletim set 14Boletim set 14
Boletim set 14
 
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmicaProposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
 
Bilica
BilicaBilica
Bilica
 
Apresentacao 2021 modulos unificados
Apresentacao 2021   modulos unificadosApresentacao 2021   modulos unificados
Apresentacao 2021 modulos unificados
 

Semelhante a Biblioteca Itinerante SBI

Atividades Biblioteca CEP Eb1 PAMPILHOSA 2013
Atividades Biblioteca  CEP  Eb1 PAMPILHOSA 2013Atividades Biblioteca  CEP  Eb1 PAMPILHOSA 2013
Atividades Biblioteca CEP Eb1 PAMPILHOSA 2013Regina Coutinho
 
Bibliomovel Proença-a-Nova, Nuno Marçal, Bibliotecário-Ambulante
Bibliomovel Proença-a-Nova, Nuno Marçal, Bibliotecário-AmbulanteBibliomovel Proença-a-Nova, Nuno Marçal, Bibliotecário-Ambulante
Bibliomovel Proença-a-Nova, Nuno Marçal, Bibliotecário-AmbulanteJosé Rosa
 
Atividades biblioteca CEP
Atividades biblioteca CEP Atividades biblioteca CEP
Atividades biblioteca CEP Regina Coutinho
 
Programação cultural e mediação de leitura em bibliotecas públicas
Programação cultural e mediação de leitura em bibliotecas públicasProgramação cultural e mediação de leitura em bibliotecas públicas
Programação cultural e mediação de leitura em bibliotecas públicasSistema Municipal de Bibliotecas
 
Aula 3 biblioteca publica
Aula 3 biblioteca publicaAula 3 biblioteca publica
Aula 3 biblioteca publicaBiblio 2010
 
Rede concelhia de bibliotecas de São Brás de Alportel
Rede concelhia de bibliotecas de São Brás de AlportelRede concelhia de bibliotecas de São Brás de Alportel
Rede concelhia de bibliotecas de São Brás de AlportelRBE Algarve
 
Movimentos alternativos de incentivo à leitura
Movimentos alternativos de incentivo à leituraMovimentos alternativos de incentivo à leitura
Movimentos alternativos de incentivo à leituraKika Lopes
 
Bibliotecas Do Mundo
Bibliotecas Do MundoBibliotecas Do Mundo
Bibliotecas Do Mundofontexeriabib
 
C:\fakepath\trabalho bedeteca 1
C:\fakepath\trabalho bedeteca 1C:\fakepath\trabalho bedeteca 1
C:\fakepath\trabalho bedeteca 1guest782b577b
 
Biblioteca Geral. Plano de Atividaes.2019.20
Biblioteca Geral. Plano de Atividaes.2019.20Biblioteca Geral. Plano de Atividaes.2019.20
Biblioteca Geral. Plano de Atividaes.2019.20INAbiblioteca
 

Semelhante a Biblioteca Itinerante SBI (20)

Biblioteca novembro
Biblioteca novembroBiblioteca novembro
Biblioteca novembro
 
Fab ad-tp1
Fab ad-tp1Fab ad-tp1
Fab ad-tp1
 
Atividades Biblioteca CEP Eb1 PAMPILHOSA 2013
Atividades Biblioteca  CEP  Eb1 PAMPILHOSA 2013Atividades Biblioteca  CEP  Eb1 PAMPILHOSA 2013
Atividades Biblioteca CEP Eb1 PAMPILHOSA 2013
 
Bibliomovel Proença-a-Nova, Nuno Marçal, Bibliotecário-Ambulante
Bibliomovel Proença-a-Nova, Nuno Marçal, Bibliotecário-AmbulanteBibliomovel Proença-a-Nova, Nuno Marçal, Bibliotecário-Ambulante
Bibliomovel Proença-a-Nova, Nuno Marçal, Bibliotecário-Ambulante
 
Tipologia das bibliotecas
Tipologia das bibliotecasTipologia das bibliotecas
Tipologia das bibliotecas
 
Atividades biblioteca CEP
Atividades biblioteca CEP Atividades biblioteca CEP
Atividades biblioteca CEP
 
Agenda novembro 2011
Agenda novembro  2011Agenda novembro  2011
Agenda novembro 2011
 
Agenda novembro 2011
Agenda novembro  2011Agenda novembro  2011
Agenda novembro 2011
 
Programação cultural e mediação de leitura em bibliotecas públicas
Programação cultural e mediação de leitura em bibliotecas públicasProgramação cultural e mediação de leitura em bibliotecas públicas
Programação cultural e mediação de leitura em bibliotecas públicas
 
Aula 3 biblioteca publica
Aula 3 biblioteca publicaAula 3 biblioteca publica
Aula 3 biblioteca publica
 
Rede concelhia de bibliotecas de São Brás de Alportel
Rede concelhia de bibliotecas de São Brás de AlportelRede concelhia de bibliotecas de São Brás de Alportel
Rede concelhia de bibliotecas de São Brás de Alportel
 
Brief #1 tuboteca
Brief #1   tubotecaBrief #1   tuboteca
Brief #1 tuboteca
 
Movimentos alternativos de incentivo à leitura
Movimentos alternativos de incentivo à leituraMovimentos alternativos de incentivo à leitura
Movimentos alternativos de incentivo à leitura
 
Prêmio Nacional VivaLeitura 2014
Prêmio Nacional VivaLeitura 2014Prêmio Nacional VivaLeitura 2014
Prêmio Nacional VivaLeitura 2014
 
Agenda abril 2011
Agenda abril 2011Agenda abril 2011
Agenda abril 2011
 
Bibliotecas Do Mundo
Bibliotecas Do MundoBibliotecas Do Mundo
Bibliotecas Do Mundo
 
Trabalho bedeteca 1
Trabalho bedeteca 1Trabalho bedeteca 1
Trabalho bedeteca 1
 
Trabalho bedeteca 1
Trabalho bedeteca 1Trabalho bedeteca 1
Trabalho bedeteca 1
 
C:\fakepath\trabalho bedeteca 1
C:\fakepath\trabalho bedeteca 1C:\fakepath\trabalho bedeteca 1
C:\fakepath\trabalho bedeteca 1
 
Biblioteca Geral. Plano de Atividaes.2019.20
Biblioteca Geral. Plano de Atividaes.2019.20Biblioteca Geral. Plano de Atividaes.2019.20
Biblioteca Geral. Plano de Atividaes.2019.20
 

Mais de Cristina Calado

Biblioteca do Convento de Mafra inês branco 4ºb
Biblioteca do Convento de Mafra inês branco 4ºbBiblioteca do Convento de Mafra inês branco 4ºb
Biblioteca do Convento de Mafra inês branco 4ºbCristina Calado
 
Trabalhos 7ºc um pombo chamado colombo
Trabalhos 7ºc um pombo chamado colomboTrabalhos 7ºc um pombo chamado colombo
Trabalhos 7ºc um pombo chamado colomboCristina Calado
 
Histórias selecionadas do Ateliê
Histórias selecionadas do Ateliê Histórias selecionadas do Ateliê
Histórias selecionadas do Ateliê Cristina Calado
 
Como fazer uma apresentação powerpoint
Como fazer uma apresentação powerpointComo fazer uma apresentação powerpoint
Como fazer uma apresentação powerpointCristina Calado
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaCristina Calado
 
Apresentação formal de um trabalho escrito
Apresentação formal de um trabalho escritoApresentação formal de um trabalho escrito
Apresentação formal de um trabalho escritoCristina Calado
 
Fotos 45 minutos a ler cópia
Fotos 45 minutos a ler   cópiaFotos 45 minutos a ler   cópia
Fotos 45 minutos a ler cópiaCristina Calado
 
C:\Fakepath\Power Point Alertas
C:\Fakepath\Power Point AlertasC:\Fakepath\Power Point Alertas
C:\Fakepath\Power Point AlertasCristina Calado
 
Plano De AcçãO Be D Carlos I
Plano De AcçãO Be D Carlos IPlano De AcçãO Be D Carlos I
Plano De AcçãO Be D Carlos ICristina Calado
 
Actividades 1º PeríOdo Blogue
Actividades 1º PeríOdo BlogueActividades 1º PeríOdo Blogue
Actividades 1º PeríOdo BlogueCristina Calado
 
ComentáRio CríTico 7ª SessãO Mav
ComentáRio CríTico 7ª SessãO MavComentáRio CríTico 7ª SessãO Mav
ComentáRio CríTico 7ª SessãO MavCristina Calado
 
Mav 6ª SessãO Duas Coisas X 3
Mav 6ª SessãO Duas Coisas X 3Mav 6ª SessãO Duas Coisas X 3
Mav 6ª SessãO Duas Coisas X 3Cristina Calado
 

Mais de Cristina Calado (20)

Livraria lello e irmão
Livraria lello e irmãoLivraria lello e irmão
Livraria lello e irmão
 
Biblioteca do Convento de Mafra inês branco 4ºb
Biblioteca do Convento de Mafra inês branco 4ºbBiblioteca do Convento de Mafra inês branco 4ºb
Biblioteca do Convento de Mafra inês branco 4ºb
 
βιβλιοθήκη
βιβλιοθήκηβιβλιοθήκη
βιβλιοθήκη
 
Trabalhos 7ºc um pombo chamado colombo
Trabalhos 7ºc um pombo chamado colomboTrabalhos 7ºc um pombo chamado colombo
Trabalhos 7ºc um pombo chamado colombo
 
Histórias selecionadas do Ateliê
Histórias selecionadas do Ateliê Histórias selecionadas do Ateliê
Histórias selecionadas do Ateliê
 
Como fazer uma apresentação powerpoint
Como fazer uma apresentação powerpointComo fazer uma apresentação powerpoint
Como fazer uma apresentação powerpoint
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisa
 
Apresentação formal de um trabalho escrito
Apresentação formal de um trabalho escritoApresentação formal de um trabalho escrito
Apresentação formal de um trabalho escrito
 
Fotos 45 minutos a ler cópia
Fotos 45 minutos a ler   cópiaFotos 45 minutos a ler   cópia
Fotos 45 minutos a ler cópia
 
Power Point Alertas
Power Point AlertasPower Point Alertas
Power Point Alertas
 
C:\Fakepath\Power Point Alertas
C:\Fakepath\Power Point AlertasC:\Fakepath\Power Point Alertas
C:\Fakepath\Power Point Alertas
 
Plano De AcçãO Be D Carlos I
Plano De AcçãO Be D Carlos IPlano De AcçãO Be D Carlos I
Plano De AcçãO Be D Carlos I
 
Actividades 1º PeríOdo Blogue
Actividades 1º PeríOdo BlogueActividades 1º PeríOdo Blogue
Actividades 1º PeríOdo Blogue
 
Quest FormaçãO Mabe
Quest FormaçãO MabeQuest FormaçãO Mabe
Quest FormaçãO Mabe
 
SessãO 8 FóRum 2
SessãO 8   FóRum 2SessãO 8   FóRum 2
SessãO 8 FóRum 2
 
SessãO 8 FóRum 1
SessãO 8   FóRum 1SessãO 8   FóRum 1
SessãO 8 FóRum 1
 
SessãO 8 FóRum 1
SessãO 8   FóRum 1SessãO 8   FóRum 1
SessãO 8 FóRum 1
 
ComentáRio CríTico 7ª SessãO Mav
ComentáRio CríTico 7ª SessãO MavComentáRio CríTico 7ª SessãO Mav
ComentáRio CríTico 7ª SessãO Mav
 
SessãO 7 Tarefa 1
SessãO 7   Tarefa 1SessãO 7   Tarefa 1
SessãO 7 Tarefa 1
 
Mav 6ª SessãO Duas Coisas X 3
Mav 6ª SessãO Duas Coisas X 3Mav 6ª SessãO Duas Coisas X 3
Mav 6ª SessãO Duas Coisas X 3
 

Último

A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 

Último (20)

A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 

Biblioteca Itinerante SBI

  • 1. EB1 Várzea de Sintra Aluna: Ano letivo 2017/18 Isabel Pereira Gomes Professoras: Ana Rita Brandão Marinela Neves Biblioteca Itinerante Fundação Calouste Gulbenkian
  • 2. Índice • Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI) – Objetivos • “Para quem?” e “Como?” • Descrição da carrinha modelo Citroën HY • Quem trabalhava na Biblioteca Itinerante? • Conclusão • Bibliografia
  • 3. Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI) O Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI) foi criado pela Fundação Calouste Gulbenkian em 1958, segundo uma ideia de Branquinho da Fonseca (escritor). OBJETIVOS 1. Chegar a todo o território nacional, incluindo as ilhas da Madeira e dos Açores. 2. Promover e desenvolver o gosto pela leitura e elevar o nível cultural dos portugueses.
  • 4. Para quem? • Para as pessoas que tinham menos acesso à educação e à cultura pois moravam nas regiões mais desfavorecidas do país (ex. Aldeias do Norte). • Para todas as idades. Como? • As pessoas tinham livre acesso aos armários dos livros, podiam levar os livros emprestados para casa e o serviço era grátis. Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI)
  • 5. Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI)  Em 1958 existiam 15 bibliotecas itinerantes (na região de Lisboa e litoral) e em 1961 já circulavam pelo país 47 veículos da marca Citroën.  A carrinha era diferente, o modelo Citroën HY foi o escolhido pela Fundação para promover as Bibliotecas Itinerantes. • Tinha duas portas atrás que abriam de par-em-par, uma parte lateral que abria para cima para facilitar o acesso e a visibilidade dos livros.
  • 6.  As bibliotecas itinerantes transportavam cerca de dois mil livros arrumados nas estantes. → Nas prateleiras de baixo, encontravam-se os livros para crianças. → Nas prateleiras do meio, a literatura de ficção, de viagens e biografias. → Nas prateleiras de cima, os livros menos procurados, de filosofia, poesia, ciência e técnica. Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI)
  • 7.  Trabalhavam nas bibliotecas duas pessoas: o auxiliar e o encarregado. - O encarregado era responsável pela biblioteca e orientava os leitores nas suas escolhas de leitura. - Não necessitava de qualquer curso específico, apenas precisava de saber ler, ter alguma cultura geral, gosto pelos livros e sentir-se à vontade com os leitores. Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI) O Serviço de Bibliotecas Itinerantes (SBI) terminou em 2002.
  • 8. C O N C L U S Ã O A Biblioteca Itinerante foi um excelente serviço para as pessoas que não tinham acesso a nada, e foi muito importante ter existido porque ajudou muitas pessoas a ganharem o gosto pela leitura.
  • 9. Bibliografia • http://observador.pt/especiais/nunca-mais-os-livros-fizeram-tantos- quilometros • http://aindasoudotempo.blogspot.pt/2013/02/das-bibliotecas-itinerantes- da-calouste.html • http://sicnoticias.sapo.pt/programas/perdidoseachados/2016-04-23-As- bibliotecas-itinerantes • http://www.bibliobuses.com/documentos/ruineves.pdf