Arte do Renascimento

303 visualizações

Publicada em

PPT criado com base nos powerpoints produzidos pelas seguintes editoras: Areal Editora, Porto Editora e Texto Editora

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Arte do Renascimento

  1. 1. ARTE DO RENASCIMENTO
  2. 2. O movimento artístico renascentista surgiu na cidade de Florença nos começos do século XV. Nos finais desse século já se havia espalhado por toda a Península Itálica. Na segunda metade do século XVI, a arte renascentista já se tinha alastrado ao resto da Europa. Basílica de S. Pedro (Roma, finais do século XVI) RENASCIMENTO
  3. 3. A arquitetura Arquitetura pré-histórica Que diferenças e que semelhanças existem entre construções de épocas diferentes? Em que época se inspiraram os arquitetos renascentistas? Arquitetura clássica Arquitetura medieval Arquitetura renascentista
  4. 4. Basílica de S. Pedro (Roma, finais do século XVI) RENASCIMENTO A arte renascentista caracteriza-se pela sua inspiração nas formas de arte clássica e ao mesmo tempo, pela aplicação de novos elementos e técnicas.
  5. 5. Elementos da arquitetura renascentista Basílica de S. Pedro (Roma, finais do século XVI) RENASCIMENTO Observa, atentamente, as imagens que se seguem sobre a arquitetura renascentista.
  6. 6. 9/16 Elementos da arquitetura renascentistaBasílica de S. Pedro (Roma, finais do século XVI) Observa com especial atenção o esquema dos elementos deste estilo artístico. Depois, identifica na Basílica de S. Pedro os elementos arquitetónicos renascentistas. RENASCIMENTO
  7. 7. Basílica de S. Pedro (Roma, finais do século XVI) RENASCIMENTO ARCO DE VOLTA PERFEITA FRONTÃO TRIANGULAR COLUNAS CORNIJA CÚPULA
  8. 8. Palácio Medici Riccardi (Michelozzo Michelozzi, Florença, 1444) Trata-se de uma arquitetura de monumentalidade dos edifícios, não apenas religiosos, mas também civis, como palácios e castelos. Observa alguns desses exemplos. Hospital dos Inocentes (Filippo Brunelleschi, Florença, 1419-1444) RENASCIMENTO Castelo de Chambord (Vale do Loire, França, 1519-1547)Palácio Farnese (Antonio de Sangallo, o Jovem e Miguel Ângelo, Roma, 1515-1589)
  9. 9. RENASCIMENTO CÚPULAA B FRONTÃO C COLUNA D FRISO Identifica nesta última imagem da Villa Capra, os elementos arquitetónicos renascentistas, assinalados com as letras. Villa Capra ou Villa Rotonda (Palladio, Vicenza, c. 1550)
  10. 10. Alguns arquitetos do Renascimento Bramante, Itália (1444-1514) Filippo Brunelleschi, Itália (1377-1446) Giulio Romano, Itália (ca 1499-1546) António de Sangalo, Itália (1484-1546)
  11. 11. Igreja de S. Lourenço em Florença, de Brunelleschi, 1419-60, patrocinada por Cosme de Médicis, classificada património mundial pela UNESCO. Quais as obras mais emblemáticas? Quem foram os seus arquitetos? E os seus mecenas?
  12. 12. Fachada de Santa Maria Novela, Florença, obra de Alberti (poeta, filósofo, arquiteto, pintor, músico, escultor, escritor…). Quais as obras mais emblemáticas? Quem foram os seus arquitetos?
  13. 13. Basílica de S. Pedro em Roma, de Miguel Ângelo e Bramante, séc. XVI. Quais as obras mais emblemáticas? Quem foram os seus arquitetos?
  14. 14. Catedral de Florença, Duomo, Cúpula renascentista de Brunelleschi Quais as obras mais emblemáticas? Quem foram os seus arquitetos?
  15. 15. Cúpula da Catedral de Florença, Duomo, Frescos de Vasari e de Zuchero Quais as obras mais emblemáticas? Quem foram os seus arquitetos?
  16. 16. Chão da Catedral de Florença, Duomo, Florença OPA = OPERA Pontifício APOSTOLICA – símbolo da guilda de artesãos que mantinham as igrejas e catedrais católicas Quais as obras mais emblemáticas? Quem foram os seus arquitetos?
  17. 17. Galeria dos Ofícios, Galleria degli Uffizi, Florença, de Vasari, encomendado por Cosme de Médicis, Florença, 1560-1580 Quais as obras mais emblemáticas? Quem foram os seus arquitetos?
  18. 18. Florença em 3D
  19. 19. Entre passado e presente: do clássico ao neoclássico O Palácio de S. Bento, sede da Assembleia da República, foi reconstruído em 1895 sobre as ruínas de um antigo convento do século XVI. O arquiteto seguiu as linhas do estilo neoclássico.
  20. 20. Em resumo… A arquitetura renascentista caracteriza-se por utilizar os seguintes elementos: - cúpulas, a substituir as abóbadas de cruzamento de ogivas; - arcos de volta perfeita, em vez dos arcos quebrados do gótico; - frontões triangulares nas fachadas; - colunas clássicas; - cornijas e balaústres a coroar os terraços; - predomínio das linhas horizontais sobre as verticais - horizontalidade RENASCIMENTO
  21. 21. A escultura Que diferenças e que semelhanças entre esculturas realizadas em épocas diferentes? Escultura renascentista Em que época se inspiraram os escultores renascentistas? Escultura (pré-história) Escultura clássica (grega) Escultura medieval
  22. 22. A escultura renascentista Quais serão as características da escultura do Renascimento? Cada obra é autónoma e, colocada num pedestal. Pode ser observada de diversos ângulos. David, Miguel Ângelo, 1501-04, Academia, Florença Pietà (Deposição), Miguel Ângelo, 1540-55, Mus./Opera de Duomo, Florença
  23. 23. Características da escultura renascentista Pietà (Deposição), Miguel Ângelo, Século XVI Representação fiel e realista do corpo humano e dos sentimentos das personagens. Composição simétrica e em forma geométrica: harmonia. Tema: religioso. Outros temas: mitológicos, figuras laicas e equestres.
  24. 24. A escultura renascentista: pormenores da representação do corpo humano Terá o avanço nos conhecimentos anatómicos contribuído para o rigor com que os escultores representavam as suas personagens?
  25. 25. Na estatuária do Renascimento, para além da representação de figuras religiosas, laicas e mitológicas, também há muitas esculturas equestres. Estátua equestre de Cosme I (Giambologna, Florença, 1587-1599) RENASCIMENTO
  26. 26. Características da escultura renascentista Estátua equestre Condottiero Erasmo da Narni, Donatello, 1443-53 Monumentalidade: figura equestre representada com um aspeto majestoso e monumental (escultura em bronze). Os artistas usavam também o mármore e a madeira nas suas obras.
  27. 27. Pietá (Miguel Ângelo, Basílica de S. Pedro, Vaticano, 1498-1499) David (Donatello, Museu Bargello, Florença, c. 1440) RENASCIMENTO Consegues distinguir os materiais utilizados para as duas esculturas, a Pietá e David? Que tipo de figuras são representadas nestas duas obras de arte de estatuária?
  28. 28. Miguel Ângelo, Itália, (1475-1564) Donatello, Itália, (1386-1466 ) Lorenzo Ghiberti, Itália (1378-1455) Alguns escultores do Renascimento
  29. 29. Em resumo… Na escultura, o naturalismo, a expressividade e o tratamento da figura humana através da representação do nu, são as principais características do estilo renascentista. RENASCIMENTO
  30. 30. A pintura Pintura romana Pintura rupestre (pré-história) Que diferenças e que semelhanças entre pinturas realizadas em épocas diferentes? Pintura renascentista (Lucas Cranach) Em que época se inspiraram os pintores renascentistas? Pintura medieval
  31. 31. Leonardo da Vinci, Mona Lisa, 1503- - 1507, Museu do Louvre, Paris. Retrato Pintura a óleo Composição usando esquemas geométricos Perspetiva (profundidade) Paisagem - Naturalismo Individualismo Utilização da técnica do sfumato Quais as características da pintura renascentista?
  32. 32. Como se encontram representadas as figuras nestas pinturas? Que elementos se encontram à sua volta? A pintura renascentista foi inovadora em relação aos modelos e técnicas que aplicou. Vamos analisar algumas obras de arte. A Primavera (Sandro Botticelli, Galeria dell Uffizi, Florença, c. 1481-1482) O nascimento de Vénus (Sandro Botticelli, Galeria dell Uffizi, Florença, c. 1481-1482) RENASCIMENTO Que temas são comuns às duas pinturas de Botticelli?
  33. 33. A Primavera (Sandro Botticelli, Galeria dell Uffizi, Florença, c. 1481-1482) RENASCIMENTO SOMBRA LUZ FIGURAS MITOLÓGICAS LIBERTAÇÃO DAS FIGURAS ATRAVÉS DA NUDEZ REPRESENTAÇÃO DA NATUREZA/PAISAGEM NATURALISMO
  34. 34. Flagelação de Cristo (Piero della Francesca, Galleria Nazionale delle Marche, Urbino, c. 1460) Uma das principais técnicas inovadoras da pintura renascentista trata-se na aquisição da terceira dimensão, uma invenção dos pintores italianos. Eixo da composição da obra Flagelação de Cristo RENASCIMENTO Observa a obra. Explica em que consiste esta nova técnica.
  35. 35. Mona Lisa (Leonardo Da Vinci, Museu do Louvre, Paris, 1503-1505) Pormenor do retrato de Mona Lisa RENASCIMENTO Como se encontra desenvolvido o tratamento de cores no retrato da Mona Lisa?
  36. 36. Mona Lisa (Leonardo Da Vinci, Museu do Louvre, Paris, 1503-1505) RENASCIMENTO Como se encontra desenvolvido o tratamento de cores no retrato da Mona Lisa? CORES ESBATIDAS TÉCNICA DO SFUMATO
  37. 37. Flagelação de Cristo (Piero della Francesca, Galleria Nazionale delle Marche, Urbino, c. 1460) RENASCIMENTO Observa a obra. Explica em que consiste esta nova técnica. PERSPETIVA
  38. 38. Características da pintura renascentista “A bela jardineira”, Rafael Distribuição geométrica dos diversos elementos Conjunto equilibrado
  39. 39. Leonardo da Vinci, A Última Ceia, 1495-97, Convento de Santa Maria delle Grazie, Milão. Quais as obras mais emblemáticas? Quem foram os seus autores? Simetria Realismo: uso de sombreados e grande diversidade de tonalidades para representar o pormenor Ponto de fuga
  40. 40. O teto da Capela Sistina, pintado por Miguel Ângelo, Vaticano, 1508-12. Quais as obras mais emblemáticas? Quem foram os seus autores? VER EM 3D http://www.vati can.va/various/c appelle/sistina_v r/index.html
  41. 41. Miguel Ângelo, O Juízo Final, Capela Sistina, 1534-41, Vaticano. Quais as obras mais emblemáticas? Quem foram os seus autores?
  42. 42. Sandro Botticelli, O Nascimento de Vénus, 1485, Galeria dei Uffizi (Florença). Quais as obras mais emblemáticas? Quem foram os seus autores?
  43. 43. Quais as obras mais emblemáticas? Quem foram os seus autores? Sandro Botticelli, A Primavera, 1478.
  44. 44. Alguns pintores do Renascimento Van Eyck, Países Baixos (1390/95-1441) Sandro Botticelli, Itália, (1445-1510) Albrecht Dürer Alemanha (1471-1528) Raffaello Sanzio, Itália, (1483-1520)
  45. 45. Em resumo… A pintura renascentista caracteriza-se: • pela libertação das figuras representadas através da nudez, realismo e naturalismo com que expressam os pormenores anatómicos e nas composições de figuras da Natureza; • pela temática variada com representações mitológicas, religiosas, paisagens e retrato humano; • pelo tratamento das cores com a valorização luz e sombra, através da utilização da técnica do “sfumato” com cores esbatidas; também a pintura a óleo; • pela invenção da noção de perspetiva. RENASCIMENTO
  46. 46. INVENÇÃO DA PERSPETIVA Superação dos modelos da Antiguidade Clássica Brunelleschi, interior da Igreja de S. Lourenço, Florença, 1421
  47. 47. CONTRAPPOSTO Superação dos modelos da Antiguidade Clássica Brunelleschi, interior da Igreja de S. Lourenço, Florença, 1421
  48. 48. GEOMETRIZAÇÃO DAS COMPOSIÇÕES Superação dos modelos da Antiguidade Clássica A – Pietá, Miguel Ângelo, mármore, 174cm de altura 1498-1501. B – David, Donatello, bronze, 165cm de altura, 1430-1440
  49. 49. SFUMATO Superação dos modelos da Antiguidade Clássica Santa Ana, a Virgem e o Menino, óleo sobre madeira, 1510, 168cmX112cm A técnica do sfumato modela suavemente as personagens e o espaço envolvente e dá profundidade à paisagem que serve de fundo à obra.
  50. 50. PINTURA A ÓLEO Superação dos modelos da Antiguidade Clássica Jan Van Eyck–O casal Arnolfini, 1434, óleo sobre madeira, 81,8X59,70 cm, National Gallery, Londres
  51. 51. PERFECIONISMO E REALISMO TÉCNICOS Superação dos modelos da Antiguidade Clássica Desenhos de Leonardo da Vinci sobre o corpo humano
  52. 52. PERFECIONISMO E REALISMO TÉCNICOS Superação dos modelos da Antiguidade Clássica Lebre, Durer, Albrecht, aguarela e guache sobre papel, 25X22,5 cm, 1502 Ervas, Durer, Albrecht, aguarela, pena e tinta, lápis e aguada sobre papel, 40,3X31,1cm, 1503
  53. 53. Enquanto na Europa se difundia a arte renascentista de influência clássica, em Portugal verificava-se a persistência do estilo gótico, mas com uma decoração ligada à expansão marítima. Janela da Sala da Capítulo (Diogo de Arruda, Convento de Cristo, Tomar, 1510-1518) RENASCIMENTO
  54. 54. Janela da Sala da Capítulo (Diogo de Arruda, Convento de Cristo, Tomar, 1510-1518) A B C D E F G 12/16 RENASCIMENTO Observa a imagem. Identifica os elementos decorativos, assinalados com as letras. CRUZ DA ORDEM DE CRISTOA B ESFERA ARMILAR C ARMAS DE D. MANUEL I D CABOS E FRAGMENTOS DE ALGAS F CORRENTES DE ÂNCORAS G CORDAS RETORCIDAS
  55. 55. RENASCIMENTO A originalidade deste estilo designado por manuelino consiste na aplicação de motivos decorativos influenciados pelos descobrimentos marítimos como redes, cordas, bóias, algas e conchas. Mas também outros elementos com carácter naturalista como troncos, cachos de uvas, folhas e raízes. Ainda há a utilização dos símbolos nacionais como a cruz de Cristo, a esfera armilar e o escudo real. Janela da Sala da Capítulo (Diogo de Arruda, Convento de Cristo, Tomar, 1510-1518)
  56. 56. Mosteiro dos Jerónimos (Lisboa, construção com início em 1502)Torre de Belém (Francisco de Arruda, Lisboa, 1514-1520) Observa as seguintes imagens que constituem os monumentos mais característicos do estilo manuelino. RENASCIMENTO
  57. 57. Apesar de tudo, também se verificou a adesão, por parte de alguns arquitetos, ao estilo renascentista clássico. Claustros do Convento de Cristo (Tomar, 1533-1562) Igreja da Graça (Évora, c. 1535) RENASCIMENTO Pormenor do Claustros do Convento de Cristo
  58. 58. Na pintura, a influência renascentista esteve bem presente em artistas como Nuno Gonçalves, Vasco Fernandes, também conhecido por Grão-Vasco, e Gregório Lopes. Os Painéis de S. Vicente de Fora (Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa, século XV)Anunciação (Vasco Fernandes, retábulo da Sé de Lamego, Museu Regional de Lamego) RENASCIMENTO Ressurreição (Gregório Lopes, retábulo de Santos-o-Novo, Lisboa, Museu Nacional de Arte Antiga) Em meados do século XV, a pintura portuguesa recebeu influências sobretudo da escola flamenga renascentista devido às estreitas relações económicas e políticas que Portugal tinha com a Flandres.
  59. 59. Naturalismo Simetria Realismo: uso de sombreados e de grande diversidade de tonalidades para representar o pormenor Perspetiva Grão Vasco, São Pedro, cerca de 1530. Quais as características da pintura portuguesa renascentista?
  60. 60. Que outras obras emblemáticas marcaram a arte renascentista em Portugal? Igreja da Graça, Évora, 1530-40. Igreja de S. Paulo, Braga, c. 1589.
  61. 61. Casa dos Bicos, Lisboa, c. 1523, de clara influência italiana. Que outras obras emblemáticas marcaram a arte renascentista em Portugal?
  62. 62. Palácio de Vila Viçosa. As obras iniciaram-se em 1501, sendo a fachada de 1537. Que outras obras emblemáticas marcaram a arte renascentista em Portugal?
  63. 63. Que outras obras emblemáticas marcaram a arte renascentista em Portugal? Ermida de Nossa Sra. da Conceição, Tomar, 1535-40. Denota influência da arquitetura clássica italiana.
  64. 64. Que outras obras emblemáticas marcaram a arte renascentista em Portugal? Painéis de São Vicente de Fora, Nuno Gonçalves (1470-80). Obra-prima da pintura portuguesa, revela um grande realismo no tratamento das figuras que faziam parte da sociedade portuguesa da época dos Descobrimentos.
  65. 65. Cristina Barcoso Lourenço profcristinalourenco@gmail.com Agrupamento de Escolas de Montenegro Faro, 2017 Fonte: PPT – Missão História, Areal Editores e Fio da História

×