O EXPANSIONISMO EUROPEU

117 visualizações

Publicada em

Powerpoint produzido pela equipa do projeto Fio da História, da Texto Editora (com adaptações)

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
117
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O EXPANSIONISMO EUROPEU

  1. 1. O EXPANSIONISMO EUROPEU
  2. 2. Mapa genovês de 1457.Mapa de Andrea Bianco, 1436. Atlas catalão de 1375.Mapa de Ptolomeu, século II. ▼Será que entre o século II e o século XVI, se verificou uma alteração significativa na representação do Mundo? Como seria visto o Mundo pelos Europeus antes da Expansão Marítima do século XV? Mundo antes da Expansão marítima
  3. 3. As representações medievais de mares e continentes eram povoadas de monstros e seres estranhos, fruto da imaginação de quem não conhecia, ou conhecia de forma incompleta os lugares representados.. ▼Como seria representado o mundo desconhecido pelos homens da Idade Média? Mundo antes da Expansão marítima
  4. 4. Todos os grupos sociais e o próprio rei estavam motivados para a Expansão. O que procuravam: › Rei - soluções para os problemas económicos do reino; mais poder; › Nobres - oportunidade de se dedicarem à guerra, podendo receber novas terras, cargos e títulos; › Burgueses e nobres mercadores - encontrar novos produtos para fazerem comércio; › Povo - ter melhores condições de vida; › Muitos Portugueses, nomeadamente elementos do clero - expandir o cristianismo. ▼Que interesses motivavam os diferentes grupos sociais para a Expansão? Portugal: pioneiro na expansão marítima
  5. 5. … paz. Em 1411 D. João I assinou um tratado de paz com Castela. …uma forte ligação ao mar devido à sua localização geográfica e ao desenvolvimento de atividades marítimas. No início do século XIV, existia em Portugal... …conhecimentos sobre a navegação marítima, transmitidos pelos muçulmanos e judeus. Condições da prioridade portuguesa ▼Que condições teriam permitido aos Portugueses iniciarem a Expansão Marítima?
  6. 6. O uso sistemático de instrumentos náuticos permitia fazer medições rigorosas e, assim, determinar a posição dos navios em alto mar e as rotas que eram registadas nos mapas. Entre os conhecimentos transmitidos por muçulmanos e judeus, destacam-se os instrumentos que permitiam praticar uma navegação astronómica. Balestilha Quadrante BússolaAstrolábio ▼Teria sido o uso destes instrumentos determinante para o êxito das viagens marítimas que os Portugueses realizaram no século XV? Condições da prioridade portuguesa
  7. 7. Condições da prioridade portuguesa A Europa necessitava de encontrar novos espaços que lhe permitissem resolver a crise que a atravessava desde o século XIV. Quais foram de facto as principais condições da Expansão portuguesa? Em resumo… Os Europeus queriam ter acesso direto às especiarias, ao ouro e produtos de luxo do Oriente, sem ter como intermediários os comerciantes muçulmanos.
  8. 8. Um dos primeiros momentos do processo de expansão portuguesa iniciou-se com a conquista de Ceuta. Mas porquê Ceuta? Que razões levaram o rei D. João I a escolher esta cidade marroquina e não outra para iniciar a expansão quatrocentista? A importância estratégica de Ceuta [clicar na lupa para ampliar] A tomada de Ceuta (quadro de Domingos Rebelo, Palácio de São Bento) Rumos da expansão quatrocentista: a conquista de Ceuta ▼ Como se justifica o interesse dos portugueses pela conquista de Ceuta?
  9. 9. ▼Como se justifica o interesse dos portugueses pela conquista de Ceuta? Ceuta interessava aos portugueses, pois… …localiza-se estrategicamente à entrada do mar mediterrâneo; …era um importante entreposto comercial, que escoava para a Europa produtos como: ouro, especiarias, escravos e trigo. As especiarias vinham do Oriente através das caravanas de mercadores muçulmanos. …era de lá que partiam piratas e corsários que atacavam as costas algarvias; Rumos da expansão quatrocentista: a conquista de Ceuta
  10. 10. Ocupada essencialmente por militares, corsários e condenados, esvaziada da sua população e das atividades comerciais, a cidade ficou dependente de abastecimentos exteriores. Mapas com representações de Ceuta no século XVIII. “Ceuta tornou-se pouco mais do que uma grande e vazia cidade-fortaleza varrida pelo vento, com uma dispendiosa guarnição portuguesa que tinha que ser abastecida continuamente através do mar”. Gomes Eanes de Zurara, Crónica da conquista de Ceuta. ▼Teria Ceuta correspondido às expetativas dos portugueses? Rumos da expansão quatrocentista: a conquista de Ceuta
  11. 11. E agora? Continuar as conquistas no Norte de África ou navegar à procura de terras e mares desconhecidos? ▼Na tua opinião, qual seria a melhor opção para os portugueses continuarem a sua aventura? Continuar a navegação ao longo da costa africana era a opção de parte da nobreza e da burguesia. Continuar as conquistas territoriais no Norte de África, era a opção de parte da nobreza. Conquistas ou descobertas?
  12. 12. De Lisboa, as embarcações partiram rumo… ▼Que significado terá tido para os portugueses do século XV, a chegada às ilhas da Madeira e dos Açores? ….à Madeira › Em 1419, João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira chegaram a Porto Santo e, depois, à ilha da Madeira. …aos Açores › Em 1427, Diogo de Silves atinge as ilhas orientais e centrais dos Açores. Descobrimentos e descobertas no período henriquino
  13. 13. As ilhas foram divididas em capitanias e entregues a capitães donatários que as deveriam povoar e fazer produzir. Açores: cidade de Angra na ilha Terceira, gravura de Jan Huygen van Linschoten, 1595. ▼Como terão sido explorados a Madeira e os Açores? Descobrimentos e descobertas no período henriquino Madeira: divisão em capitanias.
  14. 14. Madeira Açores Localização geográfica Oceano Atlântico Organizador das viagens Infante D. Henrique Data de chegada 1419 1427 Comandante da armada João Gonçalves Zarco; Tristão Vaz Teixeira Diogo Silves Sistema de povoamento e exploração económica Capitanias Funções do capitão-donatário Defender, povoar e proceder à exploração económica Origem dos povoadores Portugal (Algarve e Minho), Flandres, Itália e Inglaterra Portugal e Flandres Atividades económicas Agricultura, pesca e criação de gado Produtos ou matérias primas exploradas Madeira, plantas tintureiras, trigo, cana de açúcar Trigo, plantas tintureiras Em Síntese…
  15. 15. ▼Quem terão sido os principais responsáveis pelas conquistas no norte de África e pelos avanços na costa ocidental africana? ▼Qual terá sido o significado da ultrapassagem dos cabos Bojador e das Tormentas? Descoberta no tempo do Infante D. Henrique: do Cabo Bojador à Serra Leoa. Em 1434, Gil Eanes dobrou o Cabo Bojador. Por ordem de D. Afonso V, os portugueses apoderaram-se, também, de Alcácer-Ceguer (1458), Arzila e Tânger (1471). Descobrimentos e descobertas portuguesas
  16. 16. ▼Quem terão sido os principais responsáveis pelas conquistas no norte de África e pelos avanços na costa ocidental africana? ▼Qual terá sido o significado da ultrapassagem dos cabos Bojador e das Tormentas? Descobertas por navegadores de Fernão Gomes, a quem D. Afonso V arrendou a sua exploração comercial (1469-1474). Em 1488, Bartolomeu Dias dobrou o cabo das Tormentas, a que D. João II, após essa viagem, viria a chamar cabo da Boa Esperança. Descobrimentos e descobertas portuguesas
  17. 17. ▼Será que a chegada de Cristóvão Colombo às Antilhas pôs em causa o que estava estabelecido no Tratado das Alcáçovas? Disputa pela posse das Canárias. Portugal e Castela dividem o mundo pelo paralelo do Tratado das Alcáçovas Tentativas dos castelhanos fazerem comércio na costa africana. 1.ª viagem de Cristóvão Colombo, ao serviço dos reis de Castela, 1492. A rivalidade luso-castelhana: O Tratado das Alcáçovas (1479)
  18. 18. ▼Será que o objetivo de D. João II, de chegar à India por mar, seria possível após a assinatura do Tratado de Tordesilhas? A rivalidade luso-castelhana: O Tratado das Alcácovas (1479)
  19. 19. Pedro A. Cabral chega ao Brasil (1500). Vasco da Gama chega à India (1498). ▼Como terão sido os Portugueses recebidos na Índia e no Brasil? D. Manuel I: a chegada à Índia e ao Brasil
  20. 20. Reinado Data Etapa da expansão Localização D. João I 1415 Conquista de Ceuta Norte de África 1419 João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira desembarcaram em Porto Santo e depois na Madeira Oceano Atlântico 1427 Diogo Silves chegou à ilha de Santa Maria - Açores D. Duarte 1434 Gil Eanes passou o Cabo Bojador Costa Ocidental africana D. Afonso V 1460 Diogo Gomes e outros navegadores chegaram à Serra Leoa D. João II 1482 Atingiu-se a foz do rio Zaire 1488 Bartolomeu Dias ultrapassou o Cabo das Tormentas Sul do continente africano 1492 Cristóvão Colombo chegou à Antilhas ao serviço dos reis de Castela América D. Manuel I 1498 Vasco da Gama chegou à India Ásia 1500 Pedro Álvares Cabral chegou ao Brasil América Em Síntese…
  21. 21. Objetivo principal dos Portugueses em África: fazer comércio. Produtos: Levados para África Trazidos de África ▼Que produtos eram comercializados pelos portugueses em África? Ouro Objetos de adorno Tecidos Marfim Malagueta Sal TrigoEscravos O Império português em África
  22. 22. O comércio em África era feito a partir de feitorias ou de fortalezas, onde residia um representante do rei português. ▼Como terão os portugueses organizado o comércio na costa africana? O Império português em África
  23. 23. ▼Que produtos eram comercializados pelos portugueses no Oriente? Objetivo principal dos Portugueses no Oriente: obter o monopólio do comércio no Índico Sedas Porcelanas Noz moscada CanelaCravinho Moeda Produtos: Levados para o Oriente Trazidos do Oriente Pimenta Pedras preciosas O Império português no Oriente
  24. 24. ▼Por que razão terá sido tão importante a conquista destas cidades para dominar o oceano índico? Afonso de Albuquerque conquistou pontos estratégicos no Oriente: Goa, Ormuz e Malaca. GoaOrmuz Malaca Afonso de Albuquerque falhou a conquista de Ádem. O Império português no Oriente
  25. 25. ▼Que estratégias terá usado o rei português para colonizar o Brasil? Fundação de S. Vicente, no litoral de S. Paulo, em 1532. Objetivo principal dos portugueses no Brasil: proceder à sua colonização. O Império português na América
  26. 26. 1.ª Fase - De 1500 a 1530 Exploração através de contratos particulares. O Brasil desperta pouco interesse aos portugueses. Apenas se explora o litoral. Trazem-se madeira e animais, como macacos e papagaios. Os portugueses tentaram usar a mão de obra local mas os índios recusaram a escravatura. ▼Por que razão não terão os portugueses revelado grande interesse pelo Brasil, nos primeiros anos do século XVI? O Império português na América
  27. 27. 2.ª Fase - A partir de 1530 Divisão em capitanias ▼Que razões terão levado outros povos europeus a interessarem-se pelo Brasil? Batalha entre portugueses e franceses na costa brasileira. › Ataques e tentativas de fixação de outros povos europeus; › Ocupação de terras para o interior; › Desenvolvimento do cultivo da cana-de-açúcar. Mapa das capitanias, Luís Teixeira, 1575. Cana-de-açúcar. O Império português na América
  28. 28. Tomé de Sousa, primeiro governador do Brasil. O ataque de tribos índias aos aldeamentos dos índios obedientes aos portugueses criou dificuldades aos capitães donatários. Os engenhos de açúcar desenvolveram-se nesta fase. ▼Será que nesta fase a economia brasileira era rentável para a coroa portuguesa? 3.ª Fase - A partir de 1548 D. João III nomeia um governador-geral para defender o território, promover o povoamento e desenvolver a agricultura. O Império português na América
  29. 29. Os jesuítas tiveram um papel importante não só na conversão dos índios ao cristianismo, como também ensinando-lhes a língua, técnicas artesanais e agrícolas. Esquema de uma missão. Mapa das Sete Missões no sul do Brasil. Ruínas de S. Miguel das Missões. Património da Humanidade. O Império português na América ▼Qual terá sido o papel dos jesuítas no Brasil?
  30. 30. Império Português (Primeira metade do séc. XVI) Objetivo inicial dos portugueses O que os portugueses encontraram Formas de organização Produtos comercializados ou produzidos África Ter acesso à origem das mercadorias. Tribos nómadas faziam o comércio. Construção de fortalezas e feitorias; comércio livre até 1443; monopólio do Infante D. Henrique e do rei D. João II; arrendamento do comércio a Fernão Gomes. Escravos, ouro, malagueta, marfim, peixe, óleos, gado. Oriente Fazer comércio retirando o monopólio aos muçulmanos. Sistema de comércio bem organizado, cidades prósperas e conhecimentos técnicos avançados. Alianças com os reis locais; recurso à força das armas; nomeação de governadores; construção de fortalezas; domínio dos mares. Especiarias, sedas, pedras preciosas, porcelanas. América Explorar os produtos da costa. Povos organizados em tribos nómadas sem conhecimento da agricultura. Dedicavam-se à caça, à pesca e ao artesanato. Arrendamento do comércio. Estabelecimento de capitanias. Governo-Geral. Pau-brasil, animais exóticos, cana-de-açúcar. Em Síntese…
  31. 31. ▼O que terão os espanhóis encontrado ao chegar à América? Em agosto de 1492, Cristóvão Colombo partiu do porto de Palos (Huelva, Espanha), tendo chegado às Antilhas em outubro. O Império espanhol na América
  32. 32. ▼O que terá conduzido à forte diminuição populacional dos povos ameríndios? Tikal, atual Guatemala. Ruínas da civilização Maia. Machu Pitchu, atual Peru. Ruínas da civilização Inca. Tenochititlan, atual México. Ruínas da civilização Asteca. A América pré-colombiana
  33. 33. ▼Como se caracterizava a civilização Asteca? Sociedade hierarquizada, no topo da qual se encontrava o imperador. Escrita usando o sistema de pictogramas. Mapa de Tenochtitlan, elaborado em 1524 por Hernan Cortez. Campos de cultivo irrigados. A América pré-colombiana
  34. 34. Os Incas cultivavam em anfiteatros que permitiam condições climatéricas vantajosas para a agricultura. A produção era guardada em armazéns que existiam por todo o Império. Os últimos sete imperadores incas num mural guardado no museu Larco, em Lima, Peru. ▼Como se caracterizava a civilização Inca? A América pré-colombiana
  35. 35. Vaso de cerâmica antropomórfico para incenso. Códice Dresden, um dos raros manuscritos maias que sobreviveu à invasão dos espanhóis. Mapa com os sítios arqueológicos da civilização Maia. Golfo do México › Como se caracterizava a civilização Maia? A América pré-colombiana
  36. 36. Ao longo do século XVI, os espanhóis formaram o seu império na América central e do sul. Neste mapa, de 1596, estão representados os navegadores Colombo, Vespúcio, Magalhães e Pizarro. Pinturas representando as conquistas espanholas na América. ▼Que estratégias teriam sido usadas pelos espanhóis para imporem o seu domínio na América? O Império espanhol na América Domínios espanhóis
  37. 37. Plano topográfico de minas no México, século XVI. Minas de Potosí na atual Bolívia. Pinturas do século XVI. ▼Como terão os espanhóis retirado proveito económico do seu império na América? O Império espanhol na América
  38. 38. O ouro e a prata da América chegavam a Sevilha em lingotes, sendo depois transformados em moeda. ▼De que forma a Espanha terá beneficiado com a exploração do seu império na América? O Império espanhol na América
  39. 39. ▼O que terá sido a mundialização da economia? Rota do Extremo Oriente Rota do Cabo Rota de Manila Rotas Atlânticas Os impérios peninsulares no século XVI
  40. 40. Lisboa. Casa da Índia. Século XVI. Sevilha, onde se situava a casa da Contratação. Século XVI. Mercado nos Países Baixos, 1530. ▼Será que os principais centros de comércio europeu do século XVI mantinham ligações entre si? O comércio à escala mundial
  41. 41. ▼Será que o quotidiano das pessoas se alterou com a Expansão Marítima dos séculos XV e XVI? A circulação de produtos e as suas repercussões no quotidiano
  42. 42. Consequências da Expansão Económicas Sociais Demográficas Culturais  Novos produtos em circulação;  Crescimento da economia: afluxo de produtos diversos à Europa;  Mundialização da economia.  Crescimento da burguesia e de outros grupos ligados ao comércio;  Aumento da escravatura.  Emigração;  Mestiçagem;  Quebra demográfica (na América e em África)  Difusão das línguas europeias;  Novos hábitos no quotidiano;  Expansão do cristianismo. Em Síntese…

×