Apogeu e declínio da influência europeia

1.415 visualizações

Publicada em

Agradecimento: Drª Maria Manuel Lúcio e Areal Editores

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.415
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apogeu e declínio da influência europeia

  1. 1. Imperialismo e colonialismo: a partilha do mundo O predomínio económico da Europa no início do século XX. O apogeu da Europa
  2. 2. 4 Imperialismo e colonialismo: a partilha do mundo Nos finais do século XIX, a Europa:  Dominava extensas áreas do globo: imperialismo e colonialismo  Era a «fábrica do mundo»  Era o «banqueiro do mundo»  Era o «comerciante do mundo»  Era a «universidade do mundo»  Detinha a hegemonia técnica, científica e cultural
  3. 3. 5 Imperialismo e colonialismo: a partilha do mundo No final do século XIX, vários países europeus, como a França e o Reino Unido, começaram a enviar missões de exploração ao continente africano. Na imagem, de um jornal francês de 1905, destaca-se Pierre de Brazza, que explorou o Congo ao serviço da França.
  4. 4. 6 Imperialismo e colonialismo: a partilha do mundo AdvertPearsSoap1893 http://www.alamy.com/stock-photo-advert-pears-soap-1893-6081402.html,27/09/2015 Imposição da cultura e valores europeus. Ideia de superioridade do homem branco.
  5. 5. 7 Imperialismo e colonialismo: a partilha do mundo Esta imagem de 1911 mostra como os hábitos europeus se impunham às tradições locais: chineses sacrificam a trança, o seu penteado tradicional.
  6. 6. 8 Imperialismo e colonialismo: a partilha do mundo Na Conferência de Berlim de 1884-1885, as principais potências europeias dividiram entre si o continente africano. A corrida ao continente africano
  7. 7. 9 Os impérios coloniais no início do século XX. As grandes potências coloniais no início do século XX Imperialismo e colonialismo: a partilha do mundo
  8. 8. 10 Imperialismo e colonialismo: a partilha do mundo Exploradores franceses e alemães procedem à demarcação de fronteiras nas colónias africanas ocupadas na sequência da Conferência de Berlim. Imagem de um jornal francês de 1913.
  9. 9. 11 http://espacohistorico.blogs.sapo.pt/1054.html?thread=542consultadoa 08/11/2015 Cecil Rhodes, 1892 Mapa Cor de Rosa, 1886 Ultimato Inglês, 1890 Imperialismo e colonialismo: a partilha do mundo
  10. 10. A Primeira Grande Guerra: antecedentes “UM MILHÃO DE MINÚSCULAS DISPUTAS ESTÃO À BEIRA DE TRANSFORMAR-SE NA MAIOR CAUSA DE GUERRA A QUE O MUNDO ALGUMA VEZ ASSISTIU.” Saturday Review, 1897 12
  11. 11. “Antes da 1ª Guerra Mundial, o Mundo vivia assim: todos contra todos. As grandes nações rivalizavam entre si pelo controlo de mercados, matérias-primas e territórios. No papel de potência mais importante estava a Inglaterra, dona de quase 1/5 do território mundial. A Alemanha ocupava a posição de país recém- unificado que ansiava por colónias e novos mercados. Neste clima hostil, iniciou-se uma corrida ao armamento. O processo ficou conhecido como “paz armada”. Ou seja, a Europa havia-se transformado num barril de pólvora.” Fabiano Onça, A paz por um fio, 2004 13 A Primeira Grande Guerra: antecedentes
  12. 12. • Lutas entre potências europeias: –fontes de riqueza; –mercados; –controlo de áreas estratégicas. 14 A Primeira Grande Guerra: antecedentes
  13. 13. • Concorrência económica entre Inglaterra, França e Alemanha – Disputas por territórios ultramarinos – necessidade de matérias-primas e de novos mercados • França quer reconquistar a Alsácia e a Lorena, territórios dominados pela Alemanha desde 1871 15 Caricatura do imperador alemão Guilherme II, cartoon italiano, 1915 A Primeira Grande Guerra: antecedentes
  14. 14. • Corrida aos armamentos – paz armada; • Importância dos novos meios de transportes e comunicações. 16 A Primeira Grande Guerra: antecedentes
  15. 15. Caricatura da época Descobre os nomes dos países que aparecem nas letras e as representações do caricaturista associadas a cada imagem. 17 B A C D E F G A e B = INGLATERRA C= FRANÇA D = RÚSSIA E = AÚSTRIA-HUNGRIA F= ALEMANHA G= TURQUIA A Primeira Grande Guerra: antecedentes
  16. 16. Caricatura da época Será que este cartaz prefigura a formação de duas alianças político- militares? 18 Identifica os países que formam as alianças. A Primeira Grande Guerra: antecedentes
  17. 17. A Europa em 1914: alianças e áreas disputadas 19 Cláudia Amaral e outros, Descobrir a História 9, 2008 A Primeira Grande Guerra: antecedentes
  18. 18. Intensificação de nacionalismos - povos da Península Balcânica encontravam-se sob o domínio dos impérios Austro-Húngaro e Otomano e pretendiam a independência Pangermanismo e pan- eslavismo 20 A Primeira Grande Guerra: antecedentes
  19. 19. Desenho satírico representando as ambições do governante britânico, Cecil Rhodes, em África Caricatura do imperador alemão Guilherme II, cartoon italiano, 1915 21 A Primeira Grande Guerra: antecedentes
  20. 20. 22 A Primeira Grande Guerra Declarações do General Moltke (o Velho) em 1892 Se a guerra eclodir ninguém pode estimar a sua duração o quando terá o seu fim. Os maiores poderes da Europa, os quais se encontram armados como nunca antes, lutarão uns contra os outros. Nenhum deles será aniquilado completamente numa ou duas campanhas a ponto de se considerar vencido e forçado a aceitar as duras condições de paz sem qualquer possibilidade de, no espaço de um ano, renovar os combates. Senhores, pode ser uma guerra de sete ou trinta anos (…). General Helmut von Moltke, Chefe do Estado Maior do Exército Imperial Alemão, in Hart, P., The Great War 1914-1918, 2ª edição, Profile Books, Londres, 2014
  21. 21. 23 Ilustrações representando o assassinato do Arquiduque Francisco Fernando e de sua esposa, a Duquesa Sofia de Hohenberg, 28 de junho de 1914, em Sarajevo, na Bósnia, por Gavrilo Princip, estudante nacionalista sérvio https://pt.wikipedia.org/wiki/As sassinato_de_Sarajevo, consultado a 08/11/2015 http://www.swissinfo.ch/eng/1914-swiss- press-review_outbreak-of-war-revealed- divisions-among-the-swiss/40474304, consultado a 08/11/2015 A Primeira Grande Guerra: antecedentes
  22. 22. 24 A Primeira Grande Guerra CRONOLOGIA DE ALGUNS ACONTECIMENTOS 28 de junho Assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando, herdeiro do trono do Império Austro- Húngaro, em Sarajevo, na Bósnia 28 de julho Áustria-Hungria declara guerra à Sérvia 01 de agosto Alemanha declara guerra à Rússia 03 de agosto Alemanha declara guerra à França 04 de agosto A Alemanha invade a Bélgica até então neutra 04 de agosto Grã-Bretanha declara guerra à Alemanha 14 de agosto Batalha das Fronteiras começa 17-19 agosto Rússia invade a Prússia Oriental 23 agosto Japão declara guerra à Alemanha …
  23. 23. 25 A Primeira Grande Guerra Fases da Primeira Guerra Mundial - Guerra de Movimentos – 1914-1915 -Superioridade do Exército Alemão; -Guerra Relâmpago: Rápida deslocação do Exército Alemão que invade o território francês violando a neutralidade belga (Plano Schlieffen) e posterior invasão pela fronteira franco-alemã. -Partes Beligerantes: Aliados (Sérvia, Rússia, França, Grã-Bretanha, Montenegro, Japão, Itália…); Potências Centrais: Áustria-Hungria, Alemanha, Império Otomano, Bulgária). -Principais Batalhas: -Marne (1914); -Coronel (1914) (Chile); -Falkland/Malvinas (1914) (Atlântico Sul Argentina); -Tsingtao (1914) (China); -Ilhas Carolina e Ilhas Marshall (1914) (Pacífico Norte); -Nova Guiné e Samoa (1914) (Pacífico Sul); -Dardanelos (1915) (península de Gallípoli Turquia).
  24. 24. 26 A Primeira Grande Guerra Fases da Primeira Guerra Mundial - Guerra das Trincheiras – 1915-1917 Estabilização das Frentes de Combate na Europa: -Frente Ocidental; -Frente Leste; -Frente Balcânica. -Equilíbrio de forças no terreno. Principais Batalhas: -Verdun (1916); -Somme (1916); -Jutlândia (1916); -Caporetto (1917); -Tannenberg (1917). http://3.bp.blogspot.com/- 6bTSDY5AZCM/TqGbYTdZzyI/AAAAAAAABGo/HXbBs4vFKKY/s1600/frentesiguerra.jpg, consultado a 08/11/2015
  25. 25. LÊ ATENTAMENTE A FONTE: 27 Carta de Thomas (soldado inglês) aos seus pais a 1 de Novembro de 1915 “Conseguem imaginar-me numa tarde de Domingo, sentado no chão ou enterrado na lama, sem me ter barbeado ou mudado as minhas roupas e botas há cinco dias. Temos muita companhia de ratazanas e ratos (…) Há dias um soldado estava a jantar e um atravessou-se no seu prato, ele espetou-lhe o garfo e comeu-o, depois continuou como se nada se tivesse passado. De facto, é dramático que uma nação tão civilizada esteja enterrada numa barbárie como esta guerra (…). Vivemos como minhocas, nunca vemos a luz do dia, enterrados, ao longo de oito dias apenas vemos os muros da trincheira.” A Primeira Grande Guerra
  26. 26. 28 A Primeira Grande Guerra • Retorno à Guerra de Movimentos • Desequilíbrio de forças: fim da Frente Leste (saída da Rússia – Tratado de Brest-Litovsk); entrada dos EUA no conflito. • Assinatura do Armistício em 11 Novembro 1918; • Tratado de Versalhes (1919). Fases da Primeira Guerra Mundial - Guerra de Movimentos – 1917-1918 http://nucleoestudos25abril.blogspot.pt/2014/11/o-dia-do- armisticio.html, consultado a 08/11/2015
  27. 27. 29 A Primeira Grande Guerra Armas para combate terrestre
  28. 28. 30 A Primeira Grande Guerra Armas para combate marítimo Couraçado super-dreadnought britânico HMSOrion - 1910. https://pt.wikipedia.org/wiki/Coura%C3%A7ado, consultado a 08/11/2015 http://oresgatedahistoria.blogspot.pt/2012/10/as-armas-da-primeira-guerra-mundial.html, consultado a 08/11/2015 Submarino
  29. 29. 31 A Primeira Grande Guerra Armas para combate aéreo Balão gigantesco, até 150 metros de comprimento, foi usado principalmente pelos alemães e produzido pelo Conde Ferdinand von Zeppelin. Efetuou os primeiros ataques de bombardeios sobre Londres, entre 1915 e 1917. A altitude em que voavam não permitia que aviões aliados pudessem atingi-los. Porém, o desenvolvimento de projéteis de metralhadora revestidos de fósforo incendiário inviabilizou os zepelins, que continham gás hidrogénio, altamente inflamávelhttp://reginapclaro.zip.net/arch2013-06-02_2013-06-08.html, consultado a 08/11/2015 http://minilua.com/bizarras-guerras-passado/, consultado a 08/11/2015 http://reginapclaro.zip.net/arch2013-06-02_2013-06-08.html, consultado a 08/11/2015
  30. 30. 32 A Primeira Grande Guerra A Guerra Fora do Campo de Batalha A 1ª Guerra Mundial mobilizou populações inteiras. Necessidade de produzir alimentos, armamentos, fardamentos, munições, tudo o necessário para a guerra; Produzir tudo o necessário para quem não vai à guerra, com sem a mão-de-obra dos combatentes (incapacitados para o combate, mulheres); Maior protagonismo feminino na vida económica, social e familiar e também no apoio direto aos combatentes (enfermagem, funerais).
  31. 31. 33 A Primeira Grande Guerra A Guerra pela Ajuda Médica Enfermeiras portuguesas em apoio ao CEP Elementos da Cruz Vermelha em socorro de um ferido) Marie Curie conduzindo uma unidade móvel de radiologia (Petit-Curie) Hospital da CV no apoio aos feridos de guerra , em Trois Quartiers, França
  32. 32. 34 A Primeira Grande Guerra A Guerra das Populações Soldado britânico despedindo-se dos pais. Propaganda britânica da 1ª GM
  33. 33. 35 A Primeira Grande Guerra A Guerra das Populações Refugiados franceses em Genebra (Suíça). Destruição numa cidade francesa.
  34. 34. 36 A Primeira Grande Guerra A Guerra e o Território Um século depois ainda são visíveis marcas no terreno onde decorreram os combates (Somme, França). No Chemin des Dames, (Somme) ainda são retiradas 40 toneladas de munições por ano.
  35. 35. 37 A Primeira Grande Guerra A Guerra e os Animais Cão condecorado por ter salvo vidas. Soldado dando mimo a gatinho. Pombos-correio Homens e animais necessitam de proteção. Ratos utilizados como detetores de gases. Cães mensageiros saltando as trincheiras.
  36. 36. 38 A Primeira Grande Guerra A Guerra nos Campos de Batalha Foi a mais mortífera e tecnológica de sempre; Envolveu um número nunca visto de combatentes nos cenários de guerra existentes nos diferentes continentes; Envolveu áreas civis nas zonas de combate; Áreas em que decorreram combates conseguiram ser recuperadas mas outras ainda apresentam marcas nos terrenos; A destruição da paisagem natural (biodiversidade) foi notória; A utilização dos animais no esforço de guerra levou à sua morte em grande número (Exemplo: Cavalos).
  37. 37. • Combates em terra, mar e ar. 39 A Primeira Grande Guerra Uma Guerra Diferente de Todas as Outras http://reginapclaro.zip.net/arch2013-06-02_2013-06-08.html, consultado a 08/11/2015
  38. 38. • Combates em vários continentes; 40 A Primeira Grande Guerra Uma Guerra Diferente de Todas as Outras Cartão Postal da Guerra na Europa - coleção Paulo Bodmer http://www.brasilcult.pro.br/fabulas/esopo.htm, consultado em 08/11/2015
  39. 39. 41 A Primeira Grande Guerra • 1ª Guerra Mundial/ 1ª Guerra Industrial; Uma Guerra Diferente de Todas as Outras https://pt.wikipedia.org/wiki/Coura%C3%A7ado, consultado a 08/11/2015
  40. 40. • Guerra Tecnológica; • Guerra Química. 42 A Primeira Grande Guerra Uma Guerra Diferente de Todas as Outras Primeira Guerra Mundial, 1915: soldados alemães se aproveitam da direção do vento para lançar gás mortal sobre os inimigos Foto: Getty Images http://noticias.terra.com.br/educacao/historia/primeira-guerra-mundial-o-uso-de- gas-como-arma-quimica-em- batalhas,adb9c02cf0d21410VgnVCM10000098cceb0aRCRD.html, consultado a 08/11/2015
  41. 41. • Alterações a nível geopolítico, económico, demográfico, ideológico, ético, cultural; • Afirmação da tecnologia enquanto arma política; 43 A Primeira Grande Guerra 1ª Guerra Mundial: A Transformação do Mundo
  42. 42. 44 A Primeira Grande Guerra O Fim da Guerra Problemas de abastecimentos aos exércitos e populações civis (sobretudo na Alemanha e Áustria); -Fim da Frente Oriental concentra mais forças alemãs na Frente Ocidental; -Saída da Rússia da 1ª Guerra Mundial, pelo Tratado de Brest- Litovsk; -Falta de estratégia comum entre as Potências Centrais; -Falta de estratégia e objetivos realistas pelos Generais Alemães; -Superioridade numérica dos soldados aliados; -Melhor coordenação das Forças Aliadas; -Superioridade aliada na Guerra terrestre (tanques).
  43. 43. VAMOS DESCOBRIR AS CONSEQUÊNCIAS DA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL 45
  44. 44. 46 A Primeira Grande Guerra Armistício/Armistícios O pedido de Armistício da Alemanha aos Aliados é da iniciativa do Gen. Ludendorf em junho de 1918, após a reorganização das estratégias e comando aliados; - O Kaiser Guilherme II abdica e exila-se na Holanda; - Mathias Erzberger , civil, é o representante alemão na assinatura do armistício em Compiègne; - As Forças Aliadas são representadas pelo seu Comandante Geral, o Marechal Foch; - O Armistício entra em vigor às 11h do dia 11 de novembro, pondo fim à 1ª Guerra Mundial.
  45. 45. 47 DESCOBRE NA FONTE: Consequências políticas Consequências económicas Consequências demográficas ESCREVE NO TEU CADERNO DIÁRIO A Primeira Grande Guerra - consequências
  46. 46. • Elevado número de mortos, feridos e inválidos (militares, civis, pessoal médico e de enfermagem); • Elevado número de populações deslocadas e refugiadas; • Impacto na estrutura populacional (pirâmide etária) com a morte de muitos adultos jovens; • Falta de mão-de-obra adulta jovem; • Criação de novos referenciais morais e éticos (brevidade da vida, prazer de viver); • Nova imagem da mulher /Emancipação feminina. 48 Consequências Demográficas e Sociais Alterações na imagem e no papel social da mulher. A Primeira Grande Guerra - consequências
  47. 47. 49 O Tratado de Versalhes, 1919 Cláudia Amaral e outros, Descobrir a História 9, Porto, Porto Editora, 2008, p.27 A Primeira Grande Guerra - consequências
  48. 48. • Pagamento de pesadas compensações de guerra; • Perda de parte do território (Alsácia-Lorena) e das colónias africanas e asiáticas; • Desmobilização da Força Aérea e da maioria da Marinha e Exército; • Manutenção apenas de Exército, Marinha e equipamento simbólicos; • Entrega aos Aliados da maioria dos seus equipamento de guerra (Ex.: Peças de artilharia, submarinos, aviões). 50 O Tratado de Versalhes Sala dos Espelhos do Palácio de Versalhes, onde foi assinado o Tratado de Paz a 28 de junho de 1919. A Primeira Grande Guerra - consequências
  49. 49. Alterações Políticas • Fim dos Impérios Autoritários; • Afirmação das Democracias Parlamentares; • Independência de novos países (Finlândia, Sérvia); • Redefinição dos territórios dos países europeus; • Redefinição das áreas coloniais; • Fundação da Sociedade das Nações; • Fundação do Tribunal Internacional de Justiça. 51 A Primeira Grande Guerra - consequências
  50. 50. 52 A Europa em 1914 A Europa em 1919 Cláudia Amaral e outros, Descobrir a História 9, Porto, Porto Editora, 2008, p.31 A Primeira Grande Guerra - consequências
  51. 51. 53 Percentagem da produção norte- americana em relação ao total mundial 1913 1925 Maquinaria 50% 57% Ind. electrotécnica 28,9% 48,1% Carvão 42,5% 44,7% Petróleo 62,8% 70,4% Ferro fundido 40% 49,1% Aço 41,5% 49,1% Alumínio 32,1% 37,6% Seda 5,7% 27% Helena Neto e outros, Viver a História 9, Lisboa, Santilllana Constância, p. 29 CONSIDERAS QUE HOUVE UMA ALTERAÇÃO NA HEGEMONIA ECONÓMICA MUNDIAL APÓS A 1ª GUERRA MUNDIAL? A Primeira Grande Guerra - consequências
  52. 52. 54 A PRODUÇÃO DAS GRANDES POTÊNCIAS ANTES E DEPOIS DA 1ª GUERRA MUNDIAL Ferro (milhões toneladas Trigo (milhões kg) Prod. Industrial (em %) 1913 1920 1913 1920 1913 1920 EUA 31 36 208 227 35,8 42,2 Grã-Bretanha 10 8 3,5 ? 14 9,4 Alemanha 17 6 46 22 15,7 11,6 França 5 3 64 7 6,4 6,6 In Aníbal Barreira; Mendes Moreira, Sinais da História 9, Lisboa, Edições Asa, 2008, p. 29 CONSIDERAS QUE HOUVE UMA ALTERAÇÃO NA HEGEMONIA ECONÓMICA MUNDIAL APÓS A 1ª GUERRA MUNDIAL? A Primeira Grande Guerra - consequências
  53. 53. • Elevados prejuízos materiais; • Destruição material em cidades, fábricas e vias de comunicação; • Destruição de terrenos agrícolas; • Elevado número de explosivos e outros materiais de guerra nos solos; • Crise económica europeia (fome, desemprego, inflação elevada); • Fim da hegemonia europeia; • Ascensão económica e militar dos EUA; • Ascensão económica do Japão 55 Consequências Económicas e Ambientais Destruição numa cidade francesa. A Primeira Grande Guerra - consequências
  54. 54. 56 A Sociedade das Nações (SDN), 1919 In Cláudia Amaral e outros, Descobrir a História 9, Porto, Porto Editora, 2008, p.27 “As altas Partes contratantes (…) adoptam o presente Pacto que institui a Sociedade das Nações: Artº 1º - Os membros da Sociedade das Nações comprometem- se a respeitar e a manter, contra qualquer agressão exterior, a integridade territorial e a independência política perante todos os membros da Sociedade (…) Artº 2º - É expressamente declarado que toda a guerra ou ameaça de guerra, quer afecte ou não os membros da Sociedade, interessa à Sociedade no seu conjunto, e que esta deve tomar as medidas adequadas para salvaguardar eficazmente a paz entre as Nações.” Pacto da Sociedade das Nações, Abril de 1919 A Primeira Grande Guerra - consequências
  55. 55. 57 Sementes de Violência A dureza das condições do Tratado de Versalhes agravam as dificuldades económicas vividas pela população alemã durante a Guerra; - As dificuldades económicas suscitam sentimentos de incompreensão e revolta pela situação da Alemanha; - A ascensão de Hitler ao poder e posterior eclosão da II Guerra Mundial integra-se neste contexto. A Primeira Grande Guerra - consequências
  56. 56. 58 Sementes de Violência A distribuição dos territórios do antigo Império Otomano não satisfez as populações locais, que se tornaram protetorados europeus quando pretendiam a independência Ex.: Síria (França) e Palestina (GB); -O Curdistão e a Arménia viram a sua independência não ser reconhecida; -O Japão vê a Península de Shandong ser devolvida à China (ao contrário da manutenção da ocupação, conforme o inicialmente prometido). A Primeira Grande Guerra - consequências
  57. 57. 59 A Primeira Grande Guerra Considerações Finais 1ª Guerra Mundial mudou o mundo; A primeira guerra global; Alterações na geopolítica, economia, demografia, sociedade e nas artes; A Guerra mais mortífera e tecnológica de sempre; A primeira guerra travada em terra, mar e ar; Envolvimento de populações civis a uma escala anteriormente inexistente; Os problemas não resolvidos e os criados por esta estão na origem de outros conflitos e conflitualidades nos séculos XX e XXI.
  58. 58. 60 A papoila simboliza a Primeira Guerra Mundial
  59. 59. A GUERRA Resumo da Primeira Guerra Mundial (8:00) https://www.youtube.com/watch?v=Ul-dcsFqNlk A guerra das trincheiras, armamento, consequências Aula sobre a Primeira Guerra Mundial (9:26) https://www.youtube.com/watch?v=j06GosKKW3c Excerto do filme All quiet on the western front, Delbert Mann 1979 – do livro de Erich Maria Remarque - A Oeste nada de novo https://www.youtube.com/watch?v=NktE_9P8JQU (de 3:54 a 8:18) Para saber mais: http://www.theguardian.com/world/ng-interactive/2014/jul/23/a-global- guide-to-the-first-world-war-interactive-documentary 61
  60. 60. Agrupamento de Escolas de Montenegro Departamento de Ciências Sociais e Humanas Grupo de HGP/História Agradecimento: Areal Editores, Dr.ª Maria Manuela Lúcio Professora Cristina Barcoso Lourenço profcristinalourenco@gmail.com 62

×