320 abcd regime militar gov geisel

1.121 visualizações

Publicada em

Governo Geisel, abertura lenta e gradual.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.121
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
63
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

320 abcd regime militar gov geisel

  1. 1. Regime Militar(1964-1985) Governo Ernesto Geisel (ARENA) (1974-1979) Prof. Cristiano Pissolato
  2. 2. O presidente da República Ernesto Geisel (1907-1996), nasceu em Bento Gonçalves/RS, filho de imigrantes alemães. Estudou no Colégio Militar de Porto Alegre e tornou-se oficial após o término dos estudos na Escola Militar do Realengo/RJ. Chegou ao generalato na década de 1960. Foi nomeado presidente da Petrobras em 1969 permanecendo no cargo até 1973). Seu irmão o general Orlando Geisel, ministro do Exército teve papel importante junto com o presidente Médici para a indicação de Ernesto Geisel à presidência em 1974.
  3. 3. Novo momento •Ernesto Geisel era ligado ao grupo da “Sorbonne”, mas se aproximou também dos militares da “linha-dura”. •Geisel dizia-se disposto promover um processo “lento, gradual e seguro” de abertura democrática. •Alguns nomes do governo Castello Branco voltaram à cena política com Geisel.
  4. 4. A distensão do regime •O governo começou diminuindo a severa censura sobre os meios de comunicação. •Nas eleições de 1974 o governo garantiu eleições mais livre para senador, deputado e vereador. Golbery do Couto e Silva, general que participou do primeiro governo militar e colaborando com a criação do SNI (Serviço Nacional de Informações). De 1974 a 1981 o ministro chefe da Casa Civil, sendo o articulador da abertura política no Brasil. Considerado por parte da imprensa brasileira como o “Mago da abertura”.
  5. 5. Eleições de 1974
  6. 6. Eleições indireta para governador (1974)
  7. 7. Eleições de 1/3 do Senado Federal (1974) ARENA MDB No Rio Grande do Sul foi eleito Paulo Brossard (MDB). 16 senadores 6 senadores
  8. 8. Câmara dos Deputados eleita em 1974 ARENA 55,7% MDB 44,2% Obs: Total de 364 deputados federais. 161 deputados 203 deputados
  9. 9. Consequência das eleições de 1974 •Com o significativo avanço eleitoral do MDB em 1974, assustando os militares da “linha dura”. •Comandantes da repressão continuaram agindo com a mesma violência do período anterior.
  10. 10. •Alguns casos destacaram-se e ganharam repercussão nacional, como a morte do jornalista Vladimir Herzog em 1975 nas dependências do DOI-CODI em São Paulo, oficialmente suicídio. Vladimir Herzog nascido na Iugoslávia sua família vêm para o Brasil para fugir do anti-semitismo da Segunda Guerra. Forma- se em Filosofia na USP em 1959 e inicia sua carreira no jornalismo no O Estado de São Paulo. A partir de 1972 torna-se o chefe do Departamento de Jornalismo da TV Cultura. Militava clandestinamente no PCB (Partido Comunista Brasileiro).
  11. 11. Herzog morto fotografia no DOI- CODI/SP em 1975. Em 1978 a família de Herzog consegue na justiça a sentença indicando que não havia provas suficientes para o suicídio de Vladimir Herzog, contudo mais investigações sobre o caso não ocorreram. Na foto Clarice Herzog esposa de Vladimir e presidente do Instituto Vladimir Herzog destinado a defesa do jornalismo livre.
  12. 12. •Em 1976 ocorre a morte no DOI-CODI/SP do operário Manuel Fiel Filho acusado de ter ligação com o PCB, oficialmente suicido. Jornal do Brasil sobre a morte do operário em 1976. A censura aos meios de comunicação havia diminuído.
  13. 13. •Em 1976 ocorre a uma operação realizada pelo DOI-CODI/SP conhecida como Chacina da Lapa onde vários integrantes do Comitê Central do PCdoB foram presos ou mortos. Na foto o ataque final a casa onde se encontravam ainda dois integrantes do Comitê Central que foram mortos. No total da operação dois mortos e cinco presos. Anos depois devido a depoimentos de militares e investigações internas do PCdoB acusaram um militante do partido preso em 1976 de colaborar com os militares e informar a rua e a casa da reunião do PCdoB.
  14. 14. •Devido aos escândalos frente a opinião pública, Geisel afastou o ministro do Exército em 1977. O Exército coordenava o DOI-CODI. Presidente Geisel e o general João Figueiredo chefe do SNI (Serviço Nacional de Informações) de 1974 a 1978. General Sylvio Frota General Fernando Belfort Bethlem Ministério do Exército (dominado pela “linha-dura”) 1974-1977 1977-1979 DOI-Codi: Destacamento de Operações de Informações - Centro de Operações de Defesa Interna.
  15. 15. Recuo na abertura política •Em 1976, Geisel decretou a Lei Falcão, que limitava a propaganda eleitoral, apenas o retrato dos candidatos e um breve resumo de suas atividades políticas podiam aparecer na televisão. Esta lei ficou conhecida como Lei Falcão, devido ao seu criador, o ministro da Justiça Armando Falcão.
  16. 16. Recesso do Congresso Nacional •Como um projeto de reforma eleitoral não seria aprovado pelos congressistas, o presidente respaldado pelos Atos Inconstitucionais fechou o Congresso em abril de 1977. Jornal da Tarde e as especulações em torno do recesso do Congresso. O Congresso ficou fechado 14 dias nesse período foi lançado o Pacote de Abril.
  17. 17. Em 1977 o Pacote de Abril estabeleceu: •Que 1/3 do Senado Federal seria composta pelos chamados senadores biônicos que foram escolhidos pelo presidente da República. •Aumentava o mandato presidencial para seis anos. •O quórum para a aprovação de emendas constitucionais foi alterada de 2/3 para maioria simples. •Ampliação das bancadas dos estados menos desenvolvidos, onde a ARENA normalmente tinha bons resultados.
  18. 18. Área econômica •Foi elaborado o II Plano Nacional de Desenvolvimento (PND). •Objetivo: expandir as indústrias de base e de máquinas e equipamentos pesados, aço, energia elétrica). A crise de 1973 atingiu em cheio o Brasil, cerca de 80% do petróleo consumido no Brasil era importado. A Itaipu está sendo construída. Na foto moto-escrêiper TS24 lançado em 1974. Instalada de forma provisória no Brasil desde 1973, a fábrica de equipamentos pesados GM-Terex passa a investir no ano seguinte na construção de uma fábrica definitiva em Belo Horizonte.
  19. 19. •Quase metade da receita das exportações era gasta para pagar a conta do petróleo. Imagem durante processo de construção da Refinaria Henrique Lage (REVAP) situada em São José dos Campos/SP. A obra iniciou-se em 1974 e foi concluída em 1980. São José dos Campos/SP cidade localizada no Vale do Paraíba Paulista.
  20. 20. Na imagem plataforma de exploração de petróleo Sdeco 135D, a primeira a operar no campo de Enchova na Bacia de Campos/RJ em 1977 explorando 10.000 barris de petróleo dia. Somente no final da década de 1980 o Brasil passou a produzir 80% do petróleo que consumia.
  21. 21. Logotipo da estatal Petrobrás utilizado de 1972 até a década de 1990. Propaganda contra o desperdício de 1975.
  22. 22. •Pró-Álcool – Programa Nacional do Álcool lançado pelo governo federal em 1975. •Objetivo: buscar uma alternativa ao petróleo devido a crise mundial do produto em 1973 e 1979. Fiat 147 produzido no Brasil entre 1976 a 1986 foi um dos primeiros veículos a adotar o novo combustível em 1979. Equipado com motor 1.050cm³. O Pró-Álcool concedeu diversos benefícios, como empréstimos para os agricultores ligados a cana-de- açúcar e ocorreu a alta de alguns gêneros alimentícios.
  23. 23. Durante a década de 1980 a parcela de veículos a álcool foi significativa. Até mesmo caminhões foram lançados com motores a álcool. Em 2003 foi lançado o primeiro automóvel flex, o Gol.
  24. 24. Acordo Nuclear Brasil - Alemanha Ocidental (1975) •Devido a conjuntura internacional de crise e da negativa dos EUA de liberar novos acordos na área o Brasil busca um novo parceiro. Geisel e o chanceler alemão Helmut Schimidt em 1978 durante visita do presidente brasileiro a Bonn. O acordo levou o Brasil a conhecer quase todas as etapas de fabricação do combustível nuclear. Sob pressão dos EUA, a tecnologia alemã de enriquecimento do urânio não foi partilhada.
  25. 25. •Em 1975 o acordo assinado entre BRA e ALE propunha a construção de oito reatores nucleares para a geração de eletricidade. Maquete de 1976 do complexo nuclear em Angra dos Reis/RJ. Geisel e seus ministros na sede da Nuclebrás – Empresas Nucleares Brasileiras S.A criada em 1974 e responsável por desenvolver a construção e operação da usinas nucleares no Brasil. A estatal representava o Brasil nos acordos com as empresas alemãs, a mais importante era a KWU - Kraftwerk Union subsidiária da Siemens para a área nuclear.
  26. 26. Angra 2 foi a primeira usina do acordo entre Brasil e Alemanha, a obra iniciou-se em 1976. Na década de 1980 praticamente paralisou por falta de recursos, acabou entrando em operação comercial em 2001, com capacidade de 1.350 megawatts. Angra I Angra 2 Atualmente as usinas nucleares são administradas pela Eletrobrás Eletronuclear criada em 1997, uma empresa de economia mista.
  27. 27. Final do governo •Em maio de 1978 ocorre em São Bernardo do Campo/SP a primeira greve de operários metalúrgicos registrado desde o início do período repressivo dos governos militares. Líder Luiz Inácio Lula da Silva. Lula expoente líder na greve de 1978 no ABC Paulista, chegou a ser preso em 1980.
  28. 28. •Enfrentando uma crise econômica e pressionado pela oposição o governo promove a abertura política extinguindo em 1978 a AI-5 e demais atos institucionais. O decreto de extinção começa a valer em 1979. Visita do presidente norte-americano Jimmy Carter ao Brasil em 1978 e Ernesto Geisel, em um momento tenso devido as violações aos direitos humanos e o programa nuclear brasileiro, mas ao final Carter destacou o Brasil como “parceiro e amigo”.
  29. 29. Eleições de 1978 Colégio Eleitoral Composto por deputados federais, senadores, deputados estaduais. Em 1978 esse sistema foi responsável por eleger os governadores, confirmou no poder os senadores biônicos e elegeu o presidente João Figueiredo.
  30. 30. Câmara dos Deputados eleita em 1978 ARENA 57,8% MDB 42,2% Obs: Total de 420 deputados federais. 189 deputados 231 deputados
  31. 31. Senadores biônicos indicados pela ARENA em 1978 ARENA 100% 22 senadores No Rio Grande do Sul foi indicado pela ARENA e confirmado pelo Colégio Eleitoral o nome de Tarso Dutra (ARENA).
  32. 32. Eleições de 1/3 do Senado Federal (1978) ARENA 63,6% MDB 36,3% 14 senadores 8 senadores No Rio Grande do Sul foi eleito Pedro Simon (MDB). Simon iniciou sua carreira política como vereador em Caxias do Sul pelo PTB (1960-1962), eleito deputado estadual pelo PTB (1962-1965) e MDB (1965-1979).
  33. 33. Eleições indiretas para governador (1978)
  34. 34. Eleição presidencial de 1978 (indireta) 0 20 40 60 80 General João Figueiredo (ARENA) General Euler Bentes Monteiro (MDB) 61% 39% 355 votos Vice-presidente eleito na mesma chapa de Figueiredo. 226 votos Aureliano Chaves engenheiro mineiro, ex-udenista, na ARENA venceu a eleição ao governo de Minas Gerais em 1974 governando o estado até 1978. Como candidato a vice-presidente o senador gaúcho Paulo Brossard (MDB).
  35. 35. Extra
  36. 36. Mortes 1976-1977 •De agosto de 1976 à maio de 1977 falecem os três lideres da Frente Ampla. •Juscelino Kubitschek falece devido um acidente automobilístico em agosto de 1976. Opala do ex-presidente ficou totalmente destruído após bater de frente com uma carreta na Rodovia Presidente Vargas. Faleceu o motorista e JK.
  37. 37. •João Goulart morreu em dezembro/1976 oficialmente devido um ataque cardíaco. •Carlos Lacerda faleceu em maio/1977 resultado de um infarto. João Goulart, o Jango faleceu onde no município de Mercedes na província de Corrientes na Argentina.
  38. 38. •Criada em 1975 a Empresa Brasileira de Radiodifusão – RADIOBRÁS vinculada ao Ministério das Comunicações. •Objetivo: operar e implantar emissoras, explorando o serviço de radiodifusão do Governo Federal. A Radiobrás foi extinta em 2008 e os serviços federais de radiodifusão passaram a cargo da estatal EBC – Empresa Brasil de Comunicação S/A. A partir de sua criação a Radiobrás passou a operar a Radio Nacional AM da cidade do Rio de Janeiro/RJ e a Radio Nacional AM de Brasília/DF e a agência de notícias estatal denominada Agência Nacional. Em 1976 criou a primeira emissora FM de Brasília (Radio Nacional FM), e a TV Nacional também na capital federal. No ano de 1977 foi criada a Radio Nacional da Amazônia (Manaus-AM). RADIOBRÁS
  39. 39. Extinção do estado da Guanabara •Em 1975 ocorre a fusão dos estados da Guanabara e Rio de Janeiro, pressionada pelo governo federal. •Um dos motivos seria as derrotas eleitorais do partido governista (ARENA) na Guanabara. Com a fusão o “novo” estado do Rio de Janeiro passou a ter a capital a cidade do Rio de Janeiro e ganhou um novo fôlego econômico. Bandeira do estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro
  40. 40. Criação do Mato Grosso do Sul •Em 1977 com o objetivo de promover o desenvolvimento da região sul de Mato Grosso, é criado um novo estado. •Em 1979 entra em vigor a lei que estabelece a nova unidade federativa. Capital sul-mato-grossense Campo Grande têm atualmente uma população de 797.200 (2010).
  41. 41. Metrô em São Paulo/SP •Primeira linha de metrô no Brasil. •Em setembro de 1974 inicia a operação comercial do primeiro trecho do metrô da capital paulista. População recebe informação sobre o metrô de São Paulo/SP. A Companhia do Metropolitano de São Paulo, mais conhecida como Metrô foi fundada em 1968 como uma empresa de capital misto. A prefeitura passou o controle da empresa em 1979 ao governo estadual.
  42. 42. Primeiro trem metroviário em 1974, inicialmente o Metrô operava apenas dois veículos. Montados pela indústria nacional, mas utilizando também componentes importados. Inauguração ao público em 1974.
  43. 43. Reconhecimento brasileiro das novas nações africanas •O Brasil foi o primeiro país a reconhecer Angola em 1975, com Agostinho Neto do MPLA no poder. •No mesmo ano instala uma embaixada no país. Agostinho Neto fundador e primeiro presidente da República Popular de Angola governando de 1975 a 1979, seu partido o MPLA – Movimento para a Libertação de Angola governa a nação até hoje. Bandeira do MPLA, partido com inspiração socialista. Bandeira de Angola adotada logo depois da independência.
  44. 44. Nação Líder Partido Posicionamento do Brasil República de Guiné- Bissau (independente em 1973) Luís Cabral (presidente de 1973 a 1980). PAIGC – Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (socialista). O Brasil reconhece a independência da nação em 1974. República Popular de Moçambique (independente em 1975) Bandeira moçambicana de 1975 a 1983. Samora Machel (presidente de 1975 a 1986). FRELIMO – Frente de Libertação de Moçambique (socialista). Reconhece no mesmo ano a nova nação e instala uma embaixada na capital Maputo. Outras ex-colônias portuguesas
  45. 45. Nação Líder Partido Posicionamento do Brasil República Democrática de São Tomé e Príncipe (independente em 1975) Manuel Pinto da Costa (presidente de 1975 a 1991). MLSTP – Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe (socialista). O Brasil reconhece a independência em 1975 instala uma embaixada na capital São Tomé. República de Cabo Verde (independente em 1975) Bandeira de 1975 a 1992. Aristides Maria Pereira (presidente de 1975 a 1991). PAIGC – Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (socialista). Em 1981 o partido separa-se e o nome Guiné é retirado. O Brasil reconheceu em 1975 a independência do país.
  46. 46. Indústria automobilística nacional •O VW Passat foi baseado no modelo alemão é lançado e fabricado no Brasil a partir de 1974, com motor de 78cv, com duas ou quatro portas. Passat carro do ano em 1975.
  47. 47. Na imagem Passat Special de 1984, o modelo passou por pequenas modificações e teve várias versões até 1988. Em 1988 o Passat deixa de ser fabricado no Brasil. Um acordo na década de 80 entre a Volkswagen do Brasil, governo brasileiro e o governo iraquiano levou a exportação de uma grande quantidade ao Iraque, o pagamento pelos carros brasileiros era realizado com petróleo do país arábe. Destaque do Passat nos rallys no final da década de 1970 e início dos anos 80.
  48. 48. •O Ford Corcel II é lançado em 1978, com uma nova plataforma o novo Corcel substituiu o antigo modelo lançado em 1968. Inicialmente o Corcel II apesar de mais pesado tinha o mesmo motor 1.4 do antigo modelo, o ponto positivo era a economia. Na década de 1980 ganhou motorização 1.6. Em 1986 o Corcel II deixa de ser fabricado.
  49. 49. Indústria bélica nacional •Dentro do projeto de incentivar a indústria nacional na área bélica, cabe destaque a: •ENGESA – Engenheiros Especializados S/A. •IMBEL – Industria de Material Bélico do Brasil, empresa estatal criada em 1975 e vinculada ao Ministério da Defesa. Na imagem o M964 FAL [acima], e M964 A1 (Para-FAL) [abaixo] produzidos sob licença de uma fábrica belga para estatal brasileira IMBEL. Os modelos permanecem como as armas mais utilizadas pelas Forças Armadas do Brasil desde 1964.
  50. 50. O Engesa EE-11 Urutu teve sua produção iniciada em 1974, um veículo blindado e anfíbio para o transporte de tropas. Capacidade máxima de treze soldados e motor norte-americano Detroit Diesel, tendo a velocidade máxima em torno dos 100Km/h. Armamento básico uma metralhadora 12.7mm Browning M12. Além das Nações Unidas, países como Brasil, Iraque, Emirados Árabes Unidos, Colômbia, Líbia, Paraguai, Equador, Chile, Bolívia utilizaram ou utilizam o veículo.
  51. 51. Brasileiro assume a presidência da FIFA •João Havelange presidente da CBD de 1958 a 1974 e fez parte também do COI (Comitê Olímpico Internacional). •Eleito presidente da FIFA em 1974 permanecendo no cargo até 1998. João Havelange (1916- ) competiu como nadador nas Olimpíadas de Berlim em 1936 e no polo aquático em Helsinque em 1952.
  52. 52. Primeira Copa América •Em 1975 é retomada pela CONMEBOL a organização de um campeonato com as seleções sul- americanas. De 1916 a 1967 foram realizadas 29 edições do chamado Campeonato Sul- Americano. O Brasil conquistou três títulos (1919, 1922, 1949). Palhinha perseguido pelos defensores peruanos, durante a derrota no para o Peru por 3x1 no Mineirão. O Brasil acabou sendo eliminado nas semifinais e o Peru sagrou-se campeão vencendo a Colômbia.
  53. 53. Internacional Tricampeão brasileiro(1975-1976-1979) Em pé: Manga, Claudio, Figueroa (C), Hermínio, Vacaria e Falcão; agachados: Valdomiro, Escurinho, Flavio, Carpegiani e Lula. 1975
  54. 54. Em pé: Manga, Cláudio, Figueroa (C), Vacaria, Marinho Perez e Falcão; agachados: Valdomiro, Jair, Dário, Caçapava e Lula. 1976
  55. 55. 1979 Em pé: João Carlos, Benítez, Mauro Pastor, Falcão, Mauro Galvão, Cláudio Mineiro; agachados: Valdomiro, Jair, Bira, Batista e Mário Sérgio. O Inter foi campeão brasileiro invicto em 1979.
  56. 56. Fim de carreira do rei Pelé •Em 1975 Pelé vai para o clube norte-americano New York Cosmos da liga de futebol dos EUA (NASL). Pelé despediu-se da Seleção brasileira em 1974. O New York Cosmos participava da NASL, foi campeão da liga em cinco oportunidades. Pelé atuará pelo time estadunidense por três temporadas. A Liga de futebol dos EUA, NASL (North American Soccer League) permaneceu na ativa de 1968 a 1984 quando foi a falência.
  57. 57. •Em 1977 o New York Cosmos torna- se campeão da liga. Pelé encerra a carreira em um jogo entre New York Cosmos e Santos em 1977. Pelé Franz Beckenbauer (ALE) Carlos Alberto Torres (BRA)

×