310 abcd era vargas estado novo

873 visualizações

Publicada em

Com o golpe de Vargas em 1937, forma-se o Estado Novo, o período ditatorial da Era Vargas e coincide com a Segunda Guerra Mundial.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
873
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
53
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

310 abcd era vargas estado novo

  1. 1. Estado Novo (1937-1945) Era Vargas (1930-1945) Prof. Cristiano Pissolato
  2. 2. Implantação do Estado Novo •Em nome do perigo comunista, ordenou um cerco militar ao Congresso Nacional e o fechamento do poder Legislativo. •Instituiu o estado de emergência. Vargas apreciando um charuto, segundo biografias chegou a fumar oito charutos por dia. Os partidos políticos foram extintos, eleições suspensas e greves e manifestações contrárias ao governo ficaram proibidas.
  3. 3. •Outorgou uma nova Constituição para o Brasil, a Constituição de 1937 elaborada pelo advogado Francisco Campos. Ficou conhecida como “polaca” por semelhanças com a Constituição polonesa de 1926 adotada pelo general Pilsudski. Francisco Campos (1891-1968), advogado, professor e político mineiro. Formado em Direito em 1914, elegeu-se em 1919 deputado estadual pelo PRM. Apoiou a Revolução de 1930 e foi ministro da Justiça em 1932 e de durante o Estado Novo de 1937 a 1942.
  4. 4. •Nomeou interventores nos governos estaduais. Pedro Ludovico governou o Estado de Goiás de 1930 a 1945. Júlio Müller governador de Mato Grosso de 1937 a 1945. Era irmão de Filinto Müller. Benedito Valadares, herdeiro político do PRM governou Minas Gerais de 1933 a 1945. Cordeiro de Farias militar e governador do Rio Grande do Sul de 1938 a 1943. Ernesto Dornelles militar e governador do Rio Grande do Sul de 1943 a 1945. Era primo de Getúlio. Adhemar de Barros governador de São Paulo de 1938 a 1941. Exonerado do cargo acusado de corrupção. Eram territórios federais em 1943: Amapá, Rio Branco, Acre, Guaporé, Ponta Porã, Iguaçu e Fernando de Noronha.
  5. 5. O governador de Minas Gerais Benedito Valadares (centro) e o prefeito de Belo Horizonte Juscelino Kubitscheck (esq.) nomeado pelo governador Valadares. (Foto da inauguração da Avenida do Contorno em BH em 1940). Adhemar de Barros governador de São Paulo recepciona Edda Mussolini (1910-1995) durante viajem realizada ao Brasil em 1939.
  6. 6. •Em comemorações públicas todas as capitais, as bandeiras estaduais foram queimadas simbolizando o fim do federalismo, a favor de um governo centralizado. Momento da queima da bandeira paulista em 1937.
  7. 7. Levante Integralista (1938) •Descontentes com o fechamento da AIB, grupos integralistas tentaram sem sucesso um levante armado para tomar o poder. •Milhares de integralistas foram presos. A principal ação integralista foi a tentativa de tomar o Palácio da Guanabara (residência oficial do presidente da República). O líder Plínio Salgado teve de exilar-se em Portugal.
  8. 8. •Polícia política do governo Vargas, perseguiu milhares de cidadãos, prendendo e torturando. Chefe de Polícia do Distrito Federal Filinto Müller que controlava o DESPS (Departamento Especial de Segurança Política e Social) de 1933 a 1942. Repressão e propaganda
  9. 9. Outro aliado importante durante o Estado Novo foi o ministro da Guerra o General Eurico Gaspar Dutra, era favorável a uma governo autoritário. Vargas em 1939 durante as comemorações do cinquentenário da Proclamação da República.
  10. 10. •Criação do DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda), encarregando de coordenar a propaganda oficial e a censura aos meios de comunicação. Palácio Tiradentes na cidade do Rio de Janeiro, antiga sede da Câmara dos Deputados. No Estado Novo serviu como sede do DIP. O jornal O Estado de São Paulo administrado por Armando Sales de Oliveira foi confiscado em 1940 pelo governo e administrado pelo DIP. Devolvido aos donos em 1945.
  11. 11. •Na educação foram tomado medidas para a exaltação do governo, obrigatoriedade do ensino de moral e civismo, desfiles e paradas dos estudantes em comemoração a datas cívicas. Páginas da cartinha A juventude do Estado Novo distribuída nas escolas naquele período.
  12. 12. Política econômica •Procurou agir em defesa da cafeicultura, continuou proibindo plantio de novas mudas de café e queimando milhões de sacas de café. A partir de 1939 o café voltou a alcançar bons preço no mercado internacional. Queima de café em Santos patrocinada pelo governo federal na década de 1930. Na agricultura procurou incentivar outras culturas como algodão e cana-de-açúcar.
  13. 13. •Estimulou o desenvolvimento industrial aumentando os impostos dos produtos importados. Indústrias Reunidas Fábricas Matarazzo (IRFM) maior conglomerado de empresas, atuava em diversos ramos (cerâmica, louças, azulejo, papel, sabonete, tecelagem, frigorífico) seu apogeu ocorreu na década de 1940. Francesco Matarazzo (1854-1937) industrial ítalo-brasileiro dono da IRFM. Adquiriu o título de conde junto ao Reino da Itália.
  14. 14. •O governo também passou a intervir diretamente na economia fundando empresas estatais em setores considerados essenciais. Conselho Nacional do Petróleo criado em 1938 para regulamentar o setor petrolífero, realizava estudos e tinha caráter nacionalista. Em 1939 perfurado o primeiro poço petrolífero no Brasil em Lobato na Bahia. Vargas conferiu de perto a descoberta na Bahia.
  15. 15. Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) empresa de economia mista controlada pelo governo criada em 1941. A usina situada em Volta Redonda-RJ foi construída após aprovação de um empréstimo que teve o aval do governo dos EUA, no valor de US$ 20 milhões do banco norte-americano Eximbank. Abaixo foto da construção do Alto Forno 1 inaugurado em 1946. A CSN foi privatizada em 1993 no governo de Itamar Franco e atualmente é uma empresa privada de capital aberto atuando também no ramo de mineração. Aço é liga metálica essencial para o desenvolvimento da industrial.
  16. 16. Companhia Vale do Rio Doce (CRVD) fundada em 1942 a empresa deteve o controle da exploração de minérios, principalmente minério de ferro inicialmente em Minas Gerais. Em 1942 a exploração e o carregamento eram realizados manualmente. Privatizada em 1997 e atualmente é a segunda maior mineradora do mundo. Na imagem o atual logotipo da Vale S.A adotado em 2007.
  17. 17. Fábrica Nacional de Motores (FNM) fundada em 1942 uma empresa de economia mista sob controle do governo. Localizada em Duque de Caxias a fábrica inicialmente tinha como objetivo construir motores para aviões militares e civis. Imagem o motor fabricado pela FNM com licença da norte-americana Curtiss-Wright. Vultee BT alguns modelos da FAB receberam o motor Curtiss- Wright R-975 fabricado pela FNM em 1946.
  18. 18. Em 1942 foi adotado como padrão monetário no Brasil o Cruzeiro (Cr$) permanecendo até 1967. As cédulas eram fabricadas pela norte-americana American Bank Note Company e a britânica Thomas de la Rue & Company Limited. Na cédula de Cr$ 1,00 foi homenageando o patrono da Marinha, marquês de Tamandaré no anverso, no reverso a Escola Naval. Na cédula de Cr$ 10,00 foi homenageando o presidente Getúlio Vargas no anverso, no reverso uma imagem representando a Unidade Nacional.
  19. 19. Área trabalhista •Com o grande aumento no número de indústrias, a classe operária também cresceu. •A política trabalhista tinha como objetivo de conquistar a simpatia dos trabalhadores. •Durante o período o governo tinha certo controle sobre os sindicatos. Dia do Trabalho foi instituído feriado em 1924 pelo presidente Arthur Bernardes. A data é relativa ao início das manifestações de trabalhadores em Chicago nos EUA (1886) e no confronto morreram manifestantes e policiais.
  20. 20. •As leis trabalhistas foram reunidas e ampliadas em 01/05/1943 na CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). Cartaz de propaganda relativa as leis trabalhistas e Vargas.
  21. 21. Comemorações relativas ao Dia do Trabalho em 1942 no Rio de Janeiro. Homenagem a Vargas durante manifestação operária em 1940.
  22. 22. •A partir de 1941 o governo brasileiro começa a fazer acordos para apoiar os aliados. O Brasil comprometia-se a fornecer minério de ferro e borracha aos países aliados. Permissão aos EUA se instalar em bases militares no nordeste. O governo dos EUA disponibilizou financiamento e tecnologia para a construção uma Usina Siderúrgica em Volta Redonda. Getúlio Vargas e o presidente norte- americano Franklin Delano Roosevelt em 1936 no Rio de Janeiro. Brasil na Segunda Guerra Mundial
  23. 23. Política de Boa Vizinhança norte- americana trouxe ao Brasil vários artistas, na foto o ministro da Relações Exteriores do Brasil Osvaldo Aranha (dir.) e o produtor cinematográfico Walt Disney (esq.) fundador da The Walt Disney Company em 1923. Recepcionado pelo Gen. Góis Monteiro (dir.), o embaixador dos EUA no Brasil Jefferson Caffery (centro) e Nelson Rockefeller (esq.) de uma rica família ligada a exploração de petróleo (Standard Oil).
  24. 24. •A reação alemã e italiana foi o torpedeamento de navios brasileiros. Jornal O Globo de fevereiro de 1942 noticiando o afundamento do navio brasileiro Buarque. Durante a guerra foram mais de trinta navios brasileiros torpedeados por submarinos do Eixo.
  25. 25. •Em 31 de agosto de 1942 o governo brasileiro declarou guerra ao Eixo. Cartaz de propaganda do DIP de apoio do Brasil aos aliados. Propaganda do DIP relativa a atuação da FAB (Força Aérea Brasileira) que patrulhou o Atlântico Sul durante a Segunda Guerra.
  26. 26. Visita de Roosevelt a base utilizada pelos Estados Unidos em Natal/RN (1943). Manifestação da UNE (União Nacional dos Estudantes) contra o Eixo no Rio de Janeiro em 1942. Fundada em 1937 no Rio de Janeiro.
  27. 27. •Em 1944 partiu para a Itália as primeiras tropas da FEB (Força Expedicionária Brasileira). Brasão da FEB que tinha como lema “A cobra está fumando”. Soldados brasileiros preparando a artilharia. O Brasil mobilizou em torno de 25.000 combatentes. General Mascarenhas de Morais (centro), comandante da FEB.
  28. 28. Soldados da FEB depois da vitória na Batalha de Monte Castelo em 1945 (norte da Itália). Soldados brasileiros durante a Batalha de Montese (1945) no norte italiano.
  29. 29. Emblema da FAB (Força Aérea Brasileira) que atuou na Itália. Republic P-47 Thunderbolt produzido a partir de 1942 foi um dos principais caças da Segunda Guerra Mundial. Na imagem P-47 operado pela FAB.
  30. 30. General Otto Fretter-Pico (centro) da Alemanha Nazi rende-se aos soldados da FEB, depois da Batalha de Fornovo (norte da Itália) em 1945. M8 Greyhound carro blindado fabricado pela Ford a partir de 1943. Com tração nas seis rodas, canhão 37mm e duas metralhadoras. Os equipamentos e armas usadas pela FEB e FAB eram em sua maioria cedidos pelos EUA.
  31. 31. •Vargas percebendo a movimentação pró- democracia começou liderar a abertura democrática. •Concedeu anistia a todos os presos políticos. •Renascia a vida partidária: UDN, PSD, PTB, PCB. •Marca a eleição presidencial para dezembro de 1945. Fim do Estado Novo Em 1945 Vargas nomeia seu irmão Benjamim Vargas chefe de Polícia do Distrito Federal, o medo de uma manobra do presidente para continuar no poder agitou a oposição e os militares.
  32. 32. •Nasce o movimento popular que pedia a permanecia no poder de Getúlio Vargas, conhecido como queremismo. Manifestações populares (1945) mostraram a alta popularidade do presidente junto a classe trabalhadora. Manifestação pedindo a saída de Getúlio Vargas (1945) organizada pela UNE.
  33. 33. •Em 29 de outubro de 1945 tropas dos exército lideradas pelo Gen. Góis Monteiro e Gen. Eurico Gaspar Dutra cercaram o Palácio do Catete e obrigaram Vargas a renunciar. José Linhares advogado cearense e presidente interino do Brasil entre out/1945- jan/1946. Como Vargas governava de forma ditatorial e não tinha vice-presidente, e o poder legislativo fechado, quem assumiu foi o magistrado Presidente do Supremo Tribunal Federal.
  34. 34. Extra
  35. 35. Cruzeiro (1942-1967) As cédulas eram impressas pela American Bank Note Company de Nova York e a Thomas De La Rue & Company Limited de Londres. Anverso: Marques de Tamandaré (almirante da Marinha), reverso vista da Escola Naval instalada em 1938 na cidade do Rio de Janeiro. Anverso: Duque de Caxias, reverso Escola Militar de Resende criada em 1944 para a formação de oficiais do Exército.
  36. 36. Anverso: Barão do Rio Branco, reverso A Conquista do Amazonas tela de Antônio Parreiras Anverso: Getúlio Vargas, reverso uma alegoria denominada Unidade Nacional de autoria da American Bank Note.
  37. 37. Anverso: Marechal Deodoro da Fonseca, reverso Proclamação da República, tela de Cadmo Fausto de Souza. Anverso: Princesa Isabel, reverso Lei Áurea de Cadmo Fausto de Souza.
  38. 38. Anverso: D. Pedro II, reverso Cultura Nacional de Cadmo Fausto de Souza. Anverso: D. Pedro I, reverso O grito do Ipiranga quadro de Pedro Américo.
  39. 39. Anverso: D. João VI, reverso Abertura dos Portos de Cadmo Fausto de Souza. Anverso: Pedro Alvares Cabral, reverso A Primeira Missa quadro de Vitor Meireles tendo como tema a missa rezada pelo Frei Henrique Soares em 1500 na Bahia.

×