Portal de Colaboração Social

813 visualizações

Publicada em

Trabalho de Conclusão de Curso do Acadêmico Marcos Eduardo Luiz

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
813
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Portal de Colaboração Social

  1. 1. UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA UNOESC – UNIDADE CHAPECÓPortal de colaboração social: uma nova forma de ajudar Aluno: Marcos Eduardo Luiz Orientador: Cristiano Agosti Chapecó 2011
  2. 2. Introdução● O portal de colaboração social visa juntar pessoas dispostas a ajudar com pessoas que necessitam de ajuda, criando assim um canal aberto para que sejam anunciadas as necessidades materiais ou profissionais dentro de organizações e projetos sociais.● O portal foi desenvolvido com a tecnologia Java 6 utilizando o Framework para desenvolvimento web JSF 2.0, servidor web GlassFish 3.0, banco de dados MYSQL 5.1 e com suporte a internacionalização. 2
  3. 3. Doações● Método atual : Indicação de pessoas conhecidas● Método proposto : Todas as pessoas compartilham informações Internet 3
  4. 4. Campo ou área de estudo● ONGs e projetos sociais. 4
  5. 5. Modelo Disponibiliza Acessa doação ou o portal necessidade Realiza Mecanismo Lista pessoas ou solicita de busca doação Classifica doadorFonte: Autor 5
  6. 6. Métodos● Definição acerca da população e da amostra – A população pesquisada são as ONGs existentes na cidade de Chapecó, já a amostra serão as instituições cadastradas em nossa prefeitura, o tipo de amostra utilizada serão amostras intencionais, já que o número de instituições regulamentadas dente a ser próximo do total, segundo TANAKA;MELO(2001 p.33) “[...] entrevistar, observar ou realizar um grupo focal com as pessoas que, por critérios definidos pelo avaliador, sejam capazes de transmitir as informações que se julgam necessárias para realizar a avaliação[...]” 6
  7. 7. Métodos● Questões da pesquisa – Foram realizadas entrevistas com as ONGs da cidade de Chapecó para verificar se elas estariam dispostas a receber ou realizar doações através da internet, com este questionamento pretendo ter embasamento para divulgação do portal social na cidade de Chapecó. – Instituições: ● APACHE, Amigos dos bichos, Albergue, Abrigo das crianças, Verde Vida e Centro Espírita Bezerra de Menezes 7
  8. 8. Apresentação dos resultados● A entrevista telefônica realizada no dia 6 de junho de 2011● Instituições: APACHE, Amigos dos bichos, Albergue, Abrigo das crianças, Verde Vida e Centro Espírita Bezerra de Menezes● Tivemos 100% de aceitação quando questionados se aceitariam receber doações através da internet. 8
  9. 9. Apresentação dos resultados● O projeto foi construído utilizando o padrão MVC, desta forma toda a modelagem de negócio está separada da camada de usuário e da camada de acesso a dados conforme demonstrado na figura. Fonte: Autor 9
  10. 10. Apresentação dos resultados● Camada de apresentação. – Para construção da camada de apresentação foram utilizadas duas tecnologias em conjunto, o JSF 2.0 e PrimeFaces 2.2.1. Segundo Geary; Hortmann (2007, p.3)”A vantagem prometida pelo JSF (Java Server Faces) é trazer o desenvolvimento rápido de interfaces de usuário para o Java server-side”, – O PrimeFaces é um conjunto de bibliotecas que trás componentes ricos para construção de interfaces web quando utilizado JSF, segundo Darçin(2010, p.9) 10
  11. 11. Apresentação dos resultados● Camada de persistência – Para o desenvolvimento da camada de persistência do portal foi utilizado o Hibernate, uma ferramente para mapeamento de objetos relacionais, segundo Gonçalves(2007, p.512) assinala “[...] Hibernate é um framework que se relaciona com o banco de dados, onde esse relacionamento é conhecido como mapeamento objeto/relacional [...]”. – O desenvolvimento do portal utilizará o recuso Annotations disponível a partir do JDK5, com isso não são necessários arquivos auxiliares para realizar o mapeamento dos objetos relacionais, basta um simples anotação na própria classe modelo para que está classe seja persistido no banco de dados. 11
  12. 12. Apresentação dos resultados● Camada de negócio – A camada de negócio está encarregada de toda lógica da aplicação, é o cérebro do portal, fará a ligação entre a camada de apresentação e a camada de persistência. Segundo ARNOLD;GOSLING;HOLMES(2007, P. 29) “Na linguagem de programação Java, programas são construídos a partir de classes”. 12
  13. 13. Apresentação dos resultados● Internacionalização – Com o auxilio do JSF 2.0 tornar sistemas web portáveis para outros idiomas é uma tarefa relativamente simples usando ResourceBundle, que nos permite localizar automaticamente a localidade do acesso e separar todas os textos das interface em um único arquivo, segundo GEARY;HORSTMANN (2010, p.42) 13
  14. 14. Interface de loginFonte: Autor 14
  15. 15. PerfilFonte: Autor 15
  16. 16. Mural de AvisosFonte: Autor 16
  17. 17. Projetos SociaisFonte: Autor 17
  18. 18. Registro de DoaçõesFonte: Autor 18
  19. 19. Registro de NecessidadesFonte: Autor 19
  20. 20. Quem Pode me AjudarFonte: Autor 20
  21. 21. Realizar DoaçãoFonte: Autor 21
  22. 22. Considerações finais● O desenvolvimento do portal de colaboração social utilizando a tecnologia java possibilitará um acesso de forma fácil e segura para os usuários e organizações que estão dispostos a ajudar e serem ajudados.● O desafio é tornar este portal referência em buscas por pessoas que querem ajudar ou necessitam de algum tipo de ajuda.● O desenvolvimento realizado utilizando a arquitetura MVC, proporcionou um desenvolvimento mais organizado com fácil suporte a manutenções ou evoluções posteriores.● A utilização do JSF 2.0 em conjunto com o PrimeFaces possibilitou a criação de um projeto com uma interface extremamente rica de forma simples e funcional.● Efetuar o desenvolvimento deste trabalho com essas tecnologia abriu meus horizontes com relação desenvolvimento e me fez perceber que a comunidade que utiliza software livre é muito ativa e solidaria o que casou perfeitamente com o meu trabalho. 22
  23. 23. BibliografiaARNOLD, Ken; GOSLING, James; HOLMES, David; tradução Maria Lúcia Lang Lisboa. A Linguagemde Programação Java. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2007.ASSOCIAÇÃO PROTETORA DOS ANIMAIS DE CHAPECÓ E OESTE CATARINENSE. Disponível em:<http://www.apacheong.org.br/>. acesso em 25 de setembro de 2010.BABBIE; E. The practice of social research. 4th ed. Belmont, Wadsworth Publ., 1986.COHEN, E.; FRANCO, R. Avaliação de projetos sociais. Editora Vozes, Petrópolis, 312 pp. 1998.ÇIVICI, Çagatay; DARÇIN, Yigi. PrimeFaces: Users Guide .Covers 1.1 and 2.1. Documento geradoem: 26 de julho de 2010.GEARY, Davis; HORSTMANN, Cay. Core JavaServerFaces Fundamentos. 2. ed. Rio de Janeiro: AltaBooks, 2007.GONÇALVES, Edson. Desenvolvendo aplicações Web com JSP, SERVELETS,JAVASERVERFACES, HIBERNATE, EJB 3 PERSISTENCE E AJAX. Rio de Janeiro: Editora CiênciaModerna Ltda., 2007.HSBC. Conheça o Instituto HSBC Solidariedade. Disponível em:<http://www.porummundomaisfeliz.org.br/>. acesso em 21 de setembro de 2010.MENESCAL, Andréa K. História e gênese das organizações não governamentais. In: HebeSignorini Gonçalves (org.). Organizações não governamentais: solução ou pro- blema?. SãoPaulo: Estação Liberdade, 1996. 23
  24. 24. BibliografiaNIELSEN. Social Networks/Blogs Now Account for One in Every Four and a Half MinutesOnline. Disponível em <http://blog.nielsen.com/nielsenwire/online_mobile/social-media-accounts-for-22- percent-of-time-online/>. acesso em 21 de setembro de 2010REDE GLOBO . Projetos Sociais. Disponível em:<http://redeglobo.globo.com/TVG/0,,3915,00.html>. Acesso em 16 de set. 2010.TANAKA, Oswaldo Y.; Melo, Cristina. Avaliação de Programas de Saúde do Adolescente: ummodo de fazer. São Paulo : Edusp, 2001.VIEIRA, F. Marconi. Gerenciamento de Projetos de Tecnologia da Informação. 2. ed. Rio deJaneiro: Elsevier, 2007. 24
  25. 25. Obrigado 25

×