Thau arq 1 aula 2 arquitetura moderna segundo pos guerra

2.440 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.440
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
118
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Thau arq 1 aula 2 arquitetura moderna segundo pos guerra

  1. 1. ARQUITETURA MODERNA – SEGUNDO POS-GUERRA THAU – ARQ I UNIP Araraquara Prof. Cristiane Kröhling Módulo III – Arquitetura Moderna no segundo Pós- guerra: Le Corbusier,Walter Gropius, Mies Van der Rohe, Frank Lloyd Wright.
  2. 2. LeCorbusier – Unité de habitacion Berlim, 1947-1952
  3. 3. LeCorbusier – Unité de habitacion Berlim
  4. 4. LeCorbusier – Unité de habitacion Berlim
  5. 5. LeCorbusier – Unité de habitacion Marseilles 1947-53
  6. 6. LeCorbusier – Unité de habitacion Berlim
  7. 7. LeCorbusier – Unité de habitacion Berlim
  8. 8. LeCorbusier – Unité de habitacion Berlim
  9. 9. LeCorbusier – Unité de habitacion Berlim
  10. 10. LeCorbusier – Unité de habitacion Berlim
  11. 11. LeCorbusier – Unité de habitacion Berlim
  12. 12. LeCorbusier – Unité de habitacion Berlim
  13. 13. Com 240m de comprimento, 24m de profundidade e 50 m de altura o Prédio da Secretaria mostrado na foto acima, foi desenvolvido para ser economicamente eficiente.
  14. 14. Prédio do Tribunal Superior
  15. 15. Assembleia Legislativa
  16. 16. LeCorbusier – convento de Sainte-Marie de la Tourette, em Eveux-sur- l’Arbresle 1953-59 Obra da maturidade de Le Corbusier, não é somente um dos trabalhos mais importantes do mestre, mas também um dos mais importantes exemplares da Arquitetura do século XX, uma das últimas obras do legítimo modernismo do novecentos a encerrar em seus muros os seus mais sinceros ideais e as suas mais contundentes contradições
  17. 17. LeCorbusier – Capela Chapelle Notre-Dame-du-Haut - Ronchamp 1950-55
  18. 18. Gropius – Ed Pan AM 1958-63
  19. 19. Ludwig Mies van der Rohe – 1886 - 1969 “less is more”
  20. 20. Mies van der Rohe – Lake Shore Drive 1949-51 Construído entre 1949-1951, o 860- 880 Lake Shore Drive projetado por Mies van der Rohe são dois arranha- céus icônicos sobre o "skyline" de Chicago que redefiniu vida "highrise" para a geração do pós-guerra. Os 26 andares das torres que fazem fronteira ao Lago Michigan, dando aos moradores uma bonita vista. Mies segue seu conceito de que a arquitetura deve ser independente do local, e as torres, de fato, seguem suas próprias regras, sendo o primeiro passo para a industrialização da arquitetura.
  21. 21. surgimento do team x A partir do fim da Segunda Guerra Mundial, uma nova geração passa a participar das reuniões dos Congressos Internacionais de Arquitetura Moderna [CIAM], trazendo algumas criticas ao, segundo BARONE (2002), “modelo hegemônico propagado pelos congressos”. A autora afirma que tal modelo firmou-se devido a três fatores: A hegemonia interna dos CIAM legitimou-se na disputa interna entre dois grupos de liderança, o grupo alemão e o francês. Além disso a insistência em alguns temas tidos como centrais nas discussões levantadas foram essenciais para a legitimação dessa hegemonia. Esses temas foram a habitação social e a cidade funcional. Outro importante fator que levou à consolidação da hegemonia foi a centralização da gestão interna dos Congressos em um comitê formado por Walter Gropius, Le Corbusier, Sigfried Giedion, José Luis Sert e Cornelius van Eesteren. Eles determinavam o rumo das discussões, fazendo enfraquecerem outros grupos que levantassem temas incompatíveis com seus interesses práticos. (BARONE,2002)
  22. 22. Em 1956, findam-se os CIAM e constituem-se o Team X. Segundo BARONE (2002), “Os jovens arquitetos do Team X entendiam por humanização a possibilidade de incorporar na produção rigorosa e doutrinada da arquitetura funcionalista a questão das inter-relações sociais no espaço construído”. Com isso, o grupo formado passa a questionar a validade de princípios universais estabelecidos pelo Movimento Moderno a partir da compreensão de que o homem se organiza em comunidades, que desenvolve a necessidade de se diferenciar, se identificar com o local que habita, criar vínculos sociais e apreender o espaço a partir de seus próprios valores culturais.
  23. 23. Concentra ao centro peças únicas (cozinhas) liberando o perímetro para salas de estar. Muro cortina funciona como um sistema independente colocado junto à estrutura. Colocação de perfis I no pilar da esquina
  24. 24. Mies van der Rohe – Crown Hall 1956 Faculdade de Arquitetura do Instituto de Tecnologia de Illinois em Chicago, Illinois
  25. 25. "a estrutura mais clara que fizemos, o melhor para expressar a nossa filosofia". retícula modular eixo de simetria no ambiente central espaço regulado matematicamente através do módulo e sistemas simétricos.
  26. 26. Mies van der Rohe – Seagram Building New York 1958
  27. 27. Mies van der Rohe – Nova Galeria Nacional Berlim 1962-68
  28. 28. En la anterior entrega vimos uno de los más representativos proyectos de Ludwig Mies van der Rohe, el Pabellón Alemán en la Exposición de 1929 en Barcelona. Cuatro décadas después y tras una exitosa carrera en EE.UU. Mies regresó a Berlín para desarrollar su último gran proyecto y su único museo en el mundo*: la Nueva Galería Nacional o Neue Nationalgalerie (diseñada en 1962 y construida entre 1965-68), muy cerca al Muro de Berlín.
  29. 29. FLLW - Frank Lloyd Wright: Museu Guggenheim em Nova York – 1956-59 Solomon R. Guggenheim Museum
  30. 30. A cross section of Wright’s famed museum rotunda
  31. 31. "La luz es usada como una metáfora del Bien en toda su perfección, en el significado atribuído por filósofos, poetas, pintores, músicos, políticos y papas. En arquitectura como en cualquier otra expresión creativa, la luz ha sido siempre una fuente de éxtasis e inspiración". Richard Meier.

×