Poluição VisualA grande quantidade de elementosdestinados à comunicação visual, comocartazes publicitários, anúncios, plac...
Casos e casosNo Rio de Janeiro, o “choque de ordem” já começou, as campanhas indoors semultiplicam, mas ainda há muito a f...
Poluição SonoraÉ considerado como poluição sonora qualquer ruído os limitesestabelecidos pela legislação ou, que seja capa...
Poluição Sonora no           RioÀ medida que a cidade cresce, as queixas públicas relacionadas ao ruído tornam-se cada vez...
Poluição RadioativaPara que se fale em poluição radioativa, devemosprimeiramente definir radiação.Radiação é o efeito quím...
A poluição radioativa tem comofontes:substâncias radioativas naturais: são assubstâncias que se encontram no subsolo, eque...
Vazamento de Material Radioativo - Angra dos Reis/RJOcorreu em virtude de falha humana no procedimento dedescontaminação d...
Integrantes:Michele Lopes, Deborah Marotto, Karine de Oliveira, Wanderson de Oliveira                      Turma 3003   Co...
G3   projeto meu rio
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

G3 projeto meu rio

468 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
468
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
77
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

G3 projeto meu rio

  1. 1. Poluição VisualA grande quantidade de elementosdestinados à comunicação visual, comocartazes publicitários, anúncios, placas,pichações, outdoors, entre outros, geramdesconforto visual para a população. Esseprocesso é caracterizado como poluiçãovisual. Esse tipo de poluição está presentede forma mais intensa nos grandes centrosurbanos e no Rio de Janeiro.
  2. 2. Casos e casosNo Rio de Janeiro, o “choque de ordem” já começou, as campanhas indoors semultiplicam, mas ainda há muito a fazer para evitar os abusos que enfeiam apaisagem. Se por um lado, sumiram os outdoors na sede do clube do Botafogo, queé tombada, e sobre os muros do campus da Praia Vermelha da UFRJ, a própriaPrefeitura do Rio permitiu, recententemente, a instalação em postes de um sem-número de galhardetes para promover o show de Natal do cantor Roberto Carlos eautorizou a instalação das horrendas guitarras do Rock in Rio em pontos nobres.Quem trata de eventos e de publicidade em via pública é a Secretaria Especial daOrdem Pública (Seop), com exceção dos eventos na orla. Estes passamobrigatoriamente pelo gabinete do prefeito, de acordo com a assessoria deimprensa. Ele é quem decide que anunciante pode veicular sua marca, “embenefício da imagem do Rio”, uma vez que a idéia central é a de valorizar as belezasnaturais da Cidade Maravilhosa, que será sede das próximas Copa do Mundo e dasOlimpíadas.É também à Seop que o produtor de um evento deve submeter seu projeto, depoisde obter o “nada a opor” junto à Subprefeitura. Só então, ele entrará com oprocesso de regularização do evento junto à Coordenadoria de Licenciamento eFiscalização. Há casos em que ele terá que obter liberação do evento junto aosórgãos de segurança (PM, Corpo de Bombeiros, entre outros).Fonte: http://clubedacultura.com/fev/fv5/cgi-bin/index.cgi?action=viewnews&id=23
  3. 3. Poluição SonoraÉ considerado como poluição sonora qualquer ruído os limitesestabelecidos pela legislação ou, que seja capaz de provocardesconforto, e prejudicar a saúde humana.Efeitos negativos da poluição sonora na saúde dos seres humanos: Insônia (dificuldade de dormir);· Estresse· Depressão· Perda de audição· Agressividade· Perda de atenção e concentração· Perda de memória· Dores de Cabeça· Aumento da pressão arterial· Cansaço· Gastrite e úlcera· Queda de rendimento escolar e no trabalho· Surdez (em casos de exposição à níveis altíssimos de ruído)
  4. 4. Poluição Sonora no RioÀ medida que a cidade cresce, as queixas públicas relacionadas ao ruído tornam-se cada vezmais numerosas. No Rio de Janeiro, pelo menos 60% das reclamações recebidas pelaSecretaria Municipal de Meio Ambiente – SMAC, são relacionadas à incômodo sonoro. Essepercentual, em uma cidade com tantos outros focos potenciais de conflito ambiental, mostracom clareza a dimensão que a questão sonora ocupa junto a seus habitantes e sua importânciapara a determinação da qualidade do ambiente de seus habitantes.Em Santa Teresa a situação é ainda mais crítica, pois o nosso referencial de silêncio édiferente do restante da cidade em razão do perfil eminentemente residencial do bairro,reconhecido pela legislação vigente, sobretudo as normas que instituíram a APA – Áreade Proteção Ambiental de Santa Teresa).Para a medição dos níveis de ruídos na Cidade do Rio de Janeiro são seguidas asdeterminações da Lei Municipal N.3.268 de 29/08/2001, alterada pela Lei N.3.342 de28/12/2001, e, em especial, as do Decreto Municipal N. 29.881 de 18/09/2008 no seuRegulamento n.º 2 – Da Proteção Contra Ruídos.Os níveis máximos permitidos – medidos na unidade Decibel, dB(A) – são enquadrados porhorário, diurno e noturno, e pelo Zoneamento da cidade. Assim, no período diurno (de 7:00h às22:00h) os níveis tabelados são mais permissivos e no período noturno(de 22:00h às 7:00h)são mais restritivos. Nos Domingos e feriados o período diurno é considerado de 8:00h às22:00h.Quanto ao Zoneamento(conforme tabela constante na legislação específica), as áreasresidenciais, apresentam níveis máximos permitidos mais restritivos, assim como as áreasindustriais, centros de bairro, de comércio, e turísticas, tem os níveis mais permissivos. Fonte: http://amast.org.br/2011/12/15/poluicao-sonora-um-conflito-ambiental-como-se- defender/#.UFI3sVHy0vE
  5. 5. Poluição RadioativaPara que se fale em poluição radioativa, devemosprimeiramente definir radiação.Radiação é o efeito químico proveniente de ondas e energiacalorífera, luminosa etc. Existem três tipos de radiação: raiosalfa e raios beta, que têm a absorção mais fácil, e raios gama,que são muito mais penetrantes que os primeiros, já que setratam de ondas eletromagnéticas.O contato contínuo à radiação causa danos aos tecidos vivos,tendo como principais efeitos a leucemia, tumores, queda decabelo, diminuição da expectativa de vida, mutaçõesgenéticas, lesões a vários órgãos etc.Assim, poluição radioativa é o aumento dos níveis naturais deradiação por meio da utilização de substâncias radioativasnaturais ou artificiais.
  6. 6. A poluição radioativa tem comofontes:substâncias radioativas naturais: são assubstâncias que se encontram no subsolo, eque acompanham alguns materiais deinteresse econômico, como petróleo e carvão,que são trazidas para a superfície eespalhadas no meio ambiente por meio deatividades mineratórias.substâncias radioativasartificiais: substâncias que não sãoradioativas, mas que nos reatores ouaceleradores de partículas são “provocadas”.
  7. 7. Vazamento de Material Radioativo - Angra dos Reis/RJOcorreu em virtude de falha humana no procedimento dedescontaminação de um equipamento, ocorreu a liberação de materialradioativo na sala onde o trabalho estava sendo executado. AEletronuclear informou que das seis pessoas que estavam próximas dolocal do acidente, três foram contaminadas, porém sem gravidade.Informou também que não houve danos ao meio ambiente, aos trabalhadores da Usina e à comunidade e que teria comunicado o acontecimento ao Conselho Nacional de Energia Nuclear (CNEM), à Prefeitura de Angra dos Reis e ao Ministério de Minas e Energia. O acidente somente foi veiculado na imprensa 11 dias depois do ocorrido, em 26/05/09. (Angra dos Reis/RJ - 15/05/09)
  8. 8. Integrantes:Michele Lopes, Deborah Marotto, Karine de Oliveira, Wanderson de Oliveira Turma 3003 Colégio Estadual Dom Helder Câmara

×