G1 poluição do ar !!

1.109 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.109
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
219
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

G1 poluição do ar !!

  1. 1. Poluição do ar ! E Efeito estufa. NO RIO DE JANEIRO
  2. 2. Introdução A partir de meados do século XVIII, com a revolução industrial, aumentou muito a poluição do ar. A queima do carvão mineral despejava na atmosfera das cidades industriais europeias, toneladas de poluentes. A partir deste momento, o ser humano teve que conviver com o ar poluído e com todos os pré-juízos advindos deste "progresso". Atualmente, quase todas as grandes cidades do mundo sofrem os efeitos daninhos da poluição do ar. Cidades como São Paulo, Tóquio, Nova Iorque e cidade do México estão na lista das mais poluídas do mundo.
  3. 3. Problemas gerados pela poluição   Esta poluição tem gerado diversos problemas nos grandes centros urbanos, inclusive na cidade do Rio de Janeiro. A saúde do ser humano, por exemplo, é a mais afetada com a poluição. Doenças respiratórias como a bronquite, rinite alérgica, alergias e asma levam milhares de pessoas aos hospitais todos os anos. Outros problemas de saúde são: irritação na pele, lacrimação exagerada, infecção nos olhos, ardência na mucosa da garganta e processos inflamatórios no sistema circulatório (quando os poluentes chegam à circulação). Em dias secos e com poluição do ar alta, é recomendado beber mais água do que o normal, evitar atividades físicas ao ar livre, utilizar umidificador dentro de casa (principalmente das 10h às 16h) e limpar o chão de casa com pano úmido. 
  4. 4. Problemas gerados pela poluição     A poluição também tem prejudicado os ecossistemas e o patrimônio histórico e cultural em geral. Fruto desta poluição, a chuva ácida mata plantas, animais e vai corroendo, com o tempo,monumentos históricos. Recentemente, a Acrópole de Atenas teve que passar por um processo de restauração, pois a milenar construção estava sofrendo com a poluição da capital grega. 
  5. 5.  Apes hom ar das para em tem notícia tecn estes p procu s nega e sentiologia t roblem ado sotivas, o r fios çõ es com do de gem ava as. A luções ou q bustíve erar m nçado Muit ue não is men áquina no de sa utiliz os auto gerem os polu s e com ando g móveis poluiçãentes b exem ustíve ás natu já estã o.So lu carro plo, te l. No B ral como com s movi mos m rasil, p o polu bustíve dos a áilhões d r o hidroí pouco l não fó lcool, e num gênio . Testes ssil, qu os ca futuro tem mo com e b um t rros po em pr strado i lança po de derão óximo, que c vapo , na atmombu andar r de água osfer stível q com . a, ap ue enas
  6. 6.  - Cid ar m ades d (Chi ais poluo mund Novana), Ka ído: Pe o com (Nep Délhi rachi (P quim o : Areq al), Lim(Índia) aquistã ad es (Egit uipa (P a (Per , Katma o),  o) e r u ) u ), n du - Cid e Ca ar m ades d iro (Can ais limpo mund os id Unid adá), H o: Cal o com (Finl os), He onolul gary o Zelâ ândia), lsinqueu (Esta (Estandia), MWellin do s (Aus dos Un ineáp gton (NCur i trália idos olis ova  - 14 d ). )eA dela Cont e ago ide I n du role sto é stria da Polu o Dia d l. ição e
  7. 7.  Viver e qu ê cip ai s conc r em re atmo entraçõgiões c s da r na vário sférico es de om alt e: A po s prob s pode poluen as princluição lemas pm gera tes saú d d movi ipalme o ar é ara a s r nc ia do a (dies dos a c nte, po gerada aúde. P rin indú el e ga ombus r veícu , siste strias q solina) tíveis f los filtra mas de ue não e pela ósseis pess gem de tratam usam s içã o cent oas qu polue ento e afetaros urb e vivemntes. A atmo das pe anos sã nos g s baix sférica la polu o as  mrandesco nsp ol u invera umid . Nos d ição ais aum são térade do ias com enta m a de in ica, estr ou de tensi e pro dade blem . a
  8. 8. Prob (nos lemas conc dias de de cur t polu entraçã alta o pr a e nt e o de zo  s): s - Irri nariz tação na le ma e do s - Irri s olh mucosa tação os; s do pres desc ença na gar onfo de ardoganta (cP ro b  - Pro r t o ); re om com blemas enfis agravamrespirat bron ema pu ento deórios quite lmon ; ar e
  9. 9. Prob (15 alemas com 30 an de mé  - Ge muit os v dio a po iven e lon l d go r a çã pulm on o de uição):o em locprazo  - Des ares e problem card ais (doe envol nças vime iovaas  - D im do co nto d sculares s r a çã e c a r d ;  - D im inuiç ão d o); iopat le ma (em inuiç a qu ias até d ão da a lid a  - Aum ois a expe de de v nos) ctat i dese ento de p nvolvedas ch ; iva d da; ulmã r câ anc e vid  - Alte o; ncer, es de aP ro b nos hração princ sême omen nos n ipalm s e n íveis ente  - A in n; a qu de h alida ormô pres alação d e d n io s circuentes de m o prov lação em áre etais Park ocar d de veí as depesad distú inson oença culos, muitaos,  rb , Ma s pode - Enf io de ans de dozcoraçã l A imun raque iedadl heim o, ação ológic cimen e. er, e vírus do or o, dim to do s g i micro, bacté anismnuind istema rgan rias e o em o o po ismo out com der s. ros bate de r
  10. 10. st uf a e it oe EEf res do sa d e us cauS
  11. 11.  O ef e colab ito est da te orado ufa tem terre mpera com o déca stre na tura no   aumen ão indic das. Pe s últim globo to foi o aram q squisa as o duç 500 a mais q ue o sés recen clim nos. Peuente d culo X tes futur a afirm squisa os últi X tempo próxiam que dores d os m efeit eratur mo, o a , num o a ocas o estufa provo umentIn tr calot ionar o pode cado p o da do n as pola derret rá elo cons ível do res e o imento cida eqüêncs mares aumen das desades lito ia, mu . Como to pare râne itas cer d as po o m a de r ã pa. o
  12. 12.  O f de el eito es fo mesm resta tufa é temp as, p s e pe gerad chuv eratu ois sã la que o pel flore as em ra, os o elas imada derra stas dive vento que u temp r d s bada eratu stão drsas res e o n eguaa e o mesm  a pro a terriminui giões. ível lde a r m Um porç estre ndo n Com era d estufoutro f ão tem o mu o as polu a é o ator q . aum ndo enta , a os qu ente lança ue e do n de c e res s na men stá g a do  omb ultaatmosf eo de grando t e cenóleo due tívem da qura, priases o ef eito s tros i sel is fós eim ncip efei carbto esuubanos da ga is. Aa r  e se alme oég t fa. s quei nte carb ônico t O di em co olina n ma dete ono fi ) e o m óxid labo os g form rmi cam c onóx o de c rado pran dissi andnadas reoncen ido de arbon ara des o o cont paçãouma c giões trados o (gá s metaribuemdo caamadada atm em nit o no, p a lor. O que b osfer tãorv gênióxidoari este utros g loqueaCo m com isível . Estanctroso proces ases  ia a o Terra o um nas am e s que mai . O ca isola grandada óxidosodsão:  g es d p gravs baixa lor fnte térm cide d oluen e ás es pr s da ica re ico a es, tes, oble atmo tido n do pl funcio mas sf er as c anet na ao p a traz amad a lane end as ta. o
  13. 13.  Pesq já es uisado futur tão pre res do plan os que vendo meio a m Muit eta cas poderãos prob bient atingos ecoso esta s o ating lemas e as anim idos e sistem ituação ir noss ros   Derr ais podespéci as pod persis o e lem alag etimen erão s es vege rão se ta. a litorâ mento to de g er extin tais e r mare neas. T de ilh eleiras tos. ocor motos ufões, as e reg e futu Estasrer come ench  furacõ iõesPro b pode altera mais entes pes, nega rão inf ções cl intensi oderã agríc tivame luenciaimáticadade. o redu ola de nte na r s alim zindo a vários produç e eleva ntos e quant países ão mare ção dam nossidade d, de c s pode tempeo plane e ocas urso de ria oca ratura ta. A anim ionand corren sionar nos quan ais ma o a ext tes ma o desv tidad rinho inção rítim io e de s e d de v as, peix iminu ários e s no i r a s ma res.
  14. 14.  Preoc prob cupad inter lemas os com (Org nacio , orga este id as Goveanizaçnais, Onismo s ao de d rnam ões N NGs s tufa tomaiverso entais ão on tr redu ndo ms país ) e go amb zir a p edidaes já everno m ed t o es gase iental  oluiçã s para stão s O Pr s na a e a emo assinotocol tmosfe issão da s c redu ado e o de K ra. de para ção dem 199 yoto, õe s e Poré os pr gase 7, pre ef ei Estad , paíóximo s poluvê a m dific os Unses cos anos entes tom a acor ultado idos t mo os . a reddos. O o ava emSolu ç gase ução s EUA nço d dific s polu da em  alegaestes indú ultar o entes issão m que stria ava pod de s no nço d eria país. as  
  15. 15.  Turm a:300  Aluno 1 ! lais, s: thiago,FIM shaia gisla n i. ine, e vanessa, lisian  Núme e, 18 / ros: 39 / 15 / 40 /  Colég 43. 25 / Held io Estad er C ual D âmar om a

×