Força Centrípeta<br />Fernanda Carramate<br />Rodrigo<br />2°C<br />
Introdução - MCU<br />O movimento circular uniforme (MCU) é o movimento no qual o corpo descreve trajetória circular, como...
Mas, Força Centrífuga não é isso?<br />Vamos imaginar um pequeno rato sobre um daqueles velhos discos de vinil, girando. E...
Do ponto de vista do rato (ou em fisiquês, no sistema de referência do rato) as coisas se passam de maneira diferente: ele...
Tá, então...?<br />Um corpo só consegue descrever o MCU se<br /> houver uma força atuando sobre ele – caso<br /> contrário...
Tá, como eu reconheço? Quais são suas características?<br />Primeiramente, tudo que possuir ‘curvas’, circuitos circulares...
Ok,e as Equações?<br />Posição angular: S = φ .R, onde R é o raio da circunferência.<br />Velocidade angular média: ωm = Δ...
Movimentos Periódicos <br /><ul><li>Um corpo em MCU passa, de tempos em tempos, em um mesmo ponto, com a mesma velocidade.
O movimento é repetitivo e, por isso, considerado periódico.
Existem dois importantes conceitos: freqüência e período.
IMPORTANTE
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Força centripeta 2 c

5.996 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação

Força centripeta 2 c

  1. 1. Força Centrípeta<br />Fernanda Carramate<br />Rodrigo<br />2°C<br />
  2. 2. Introdução - MCU<br />O movimento circular uniforme (MCU) é o movimento no qual o corpo descreve trajetória circular, como em uma circunferência ou um arco de circunferência.<br />
  3. 3. Mas, Força Centrífuga não é isso?<br />Vamos imaginar um pequeno rato sobre um daqueles velhos discos de vinil, girando. E há um gato próximo, olhando-o, com o estômago doendo de fome. Como o rato está parado sobre o disco, que gira, ele descreve uma trajetória circular para alguém que está fora do disco, como o gato; no jargão da física, diz-se que o gato está em um referencial inercial, ao contrário do rato. O gato nota uma força centrípeta agindo sobre o rato, ou seja, uma força que aponta para o centro do círculo que o rato descreve. Essa força é causada pelo atrito entre as patas do rato e a superfície do disco; se o atrito fosse "desligado" de repente o rato escorregaria, e passaria a descrever uma reta. A força centrípeta é proporcional ao quadrado da velocidade do corpo, e inversamente proporcional à distância entre o corpo e o centro do círculo que ele descreve.<br />
  4. 4. Do ponto de vista do rato (ou em fisiquês, no sistema de referência do rato) as coisas se passam de maneira diferente: ele (o rato) está parado, enquanto o mundo é que gira ao seu redor. Entretanto ele percebe algo estranho: se estiver olhando para o centro do disco, sente uma força empurrando-o para trás. Essa é a força centrífuga, uma força de inércia, que só existe para o rato. No sistema de referência do gato, a força centrífuga não existe [1].Às vezes é mais fácil resolver um problema mudando de sistema de referência, daí a conveniência da força centrífuga. Ela pode parecer real para o rato, que acha que está parado e que há uma força agindo sobre ele. Mas o gato sabe que o rato não está parado, e como todo corpo que descreve uma trajetória circular, sofre uma aceleração constante que aponta para o centro do círculo que percorre.<br />
  5. 5. Tá, então...?<br />Um corpo só consegue descrever o MCU se<br /> houver uma força atuando sobre ele – caso<br /> contrário, não conseguirá mudar a posição, <br />e então estaria descrevendo um MRU.Essa<br /> ‘força’ é denominada centrípeta.<br />Direção: aponta sempre para o centro da circunferência;<br />Exemplos de força centrípeta no cotidiano: secadora de roupas e os satélites em órbita (circular) em torno da Terra.<br />
  6. 6. Tá, como eu reconheço? Quais são suas características?<br />Primeiramente, tudo que possuir ‘curvas’, circuitos circulares e ou qualquer tipo de variação desta forma, é um mcu. Claro, SEM Aceleração.<br />A velocidade escalar permanece constante (Ve = 0) durante todo o trajeto e a velocidade vetorial apresenta módulo constante, no entanto sua direção é variável;<br />A aceleração tangencial( o que faz o objeto ir em linha reta) é nula (at = 0);<br />Aceleração centrípeta(O que faz o objeto realizar a curva) não é nula (ac ≠ 0). <br />Direção da aceleração centrípeta: perpendicular à velocidade vetorial, e aponta para o centro da trajetória;<br />
  7. 7. Ok,e as Equações?<br />Posição angular: S = φ .R, onde R é o raio da circunferência.<br />Velocidade angular média: ωm = Δφ/Δt<br />Aceleração centrípeta: ac = v2/R, onde R é o raio da circunferência. <br />módulo da aceleração centrípeta é escrito da seguinte forma: ac = v2/r. (r = raio da circunferência descrita pelo móvel).<br />
  8. 8. Movimentos Periódicos <br /><ul><li>Um corpo em MCU passa, de tempos em tempos, em um mesmo ponto, com a mesma velocidade.
  9. 9. O movimento é repetitivo e, por isso, considerado periódico.
  10. 10. Existem dois importantes conceitos: freqüência e período.
  11. 11. IMPORTANTE
  12. 12. Freqüência: Quantidade de voltas que um corpo dá em um determinado tempo (f = 1/ T);
  13. 13. Período: Tempo que se leva para concluir um ciclo. (T = 1/ f). </li></li></ul><li>Exercício...<br />Transforme : 120 rpm em Hz(Hz é a medida utilizada em frequência)<br />RESOLUÇÃO<br />   Um satélite artifícial demora 2 horas para completar 1a volta em torno da Terra. Qual é, em horas, o período do movimento do satélite suposto periódico?<br />RESOLUÇÃO<br />tempo AB = 2 horas T = 2 h · 4 = 8 horas<br />h · 4 = 8 horas<br />tempo AB = 2 horas T = 2<br />
  14. 14. Mais exercício..<br />  Um ponto material em MCU, numa circunferência horizontal, completa uma volta a cada 10 s. Sabendo-se que o raio da circunferência é 5 cm.            Calcule:                     a) o período e a freqüência;                     b) a velocidade angular;                    c) a velocidade escalar;                     d) o módulo da aceleração centrípeta.<br />RESOLUÇÃO<br />a)o período é: T = 10 s<br />        a freqüência = = 0,1 Hz<br /> <br />b) a velocidade angular w<br />    w = 2 pf = 2·p·0,1 = 0,2 p rad/s    w = 0,2·3 = 0,6 rad/s<br />c) a velocidade escalar<br />    v = w R v = 0,6· 5 = 3,0 cm/s<br />d)  o módulo da aceleração centrípeta<br />= w²R<br />= (0,6)² · 5 = 1,8 cm/s².<br />Substitua ‘p’ por Pi<br />‘w’ por ômega<br />
  15. 15. Bom, é isso.Fontes:<br />http://www.brasilescola.com/fisica/movimento-circular.htm<br />http://www.brasilescola.com/fisica/aceleracao-centripeta.htm<br />

×