Estrelas  Brilhando  na Carne (Falando de Imortalidade da Consciência)
Aqui  estamos,  todos nós,  em presença sutil  e carne. Somos  espíritos imperecíveis;  não somos apenas corpos. Não somos...
Entramos  e saímos  dos corpos  transitórios.  Nós permanecemos! Somos estrelas, o corpo  é a casca, o envoltório.  E, com...
Nessa  dualidade,  não é o corpo  que precisa tirar  o brilho da estrela;  pelo contrário, é a estrela  que precisa brilha...
Nada  no universo  pode nos apagar. Somos mais do que  os inumeráveis sóis  do universo, pois eles  um dia se apagarão. Nó...
Não,  nenhum  de nós  jamais será  enterrado  ou cremado. Nós voaremos para além...  onde muitos outros nos  esperam.Lá na...
Não  somos  humanos;  estamos humanos. E o que importa,  realmente,  é sabermos disso. Para nunca mais sofrermos a ilusão ...
E  para  olharmos  para o alto,  com o coração aberto,  e vermos as inumeráveis  estrelinhas nos chamando  para outros pas...
Créditos: Texto: Estrelas  brilhando  na carne Autor: Wagner Borges Imagens da NET Música: You are my destiny –  Ernesto C...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estrelas Brilhando Na Carne

1.064 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.064
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estrelas Brilhando Na Carne

  1. 1. Estrelas Brilhando na Carne (Falando de Imortalidade da Consciência)
  2. 2. Aqui estamos, todos nós, em presença sutil e carne. Somos espíritos imperecíveis; não somos apenas corpos. Não somos humanos, estamos humanos, nesse presente momento. Somos a essência espiritual que jamais morre!
  3. 3. Entramos e saímos dos corpos transitórios. Nós permanecemos! Somos estrelas, o corpo é a casca, o envoltório. E, como instrumento de aprendizado, ele é sagrado! É o nosso templo temporário. Somos hóspedes siderais na carne.
  4. 4. Nessa dualidade, não é o corpo que precisa tirar o brilho da estrela; pelo contrário, é a estrela que precisa brilhar no corpo e iluminá-lo.Não somos humanos, estamos humanos, por enquanto. Portanto, vamos aproveitar para enchermos o corpo carnal de luz. Vamos fazer valer nossa luz!
  5. 5. Nada no universo pode nos apagar. Somos mais do que os inumeráveis sóis do universo, pois eles um dia se apagarão. Nós, não! Quando a casca cai, a estrela sobe! E quem poderá enterrar aquilo que é do céu? Que tumba terrena poderá aprisionar o ser de luz?
  6. 6. Não, nenhum de nós jamais será enterrado ou cremado. Nós voaremos para além... onde muitos outros nos esperam.Lá na frente, bem alto, onde os olhos não vêem, nós nos reencontraremos. E todos aqueles que já foram, lá estarão, como deve ser.
  7. 7. Não somos humanos; estamos humanos. E o que importa, realmente, é sabermos disso. Para nunca mais sofrermos a ilusão da perda de alguém. Para deixarmos os mortos no cemitério, lugar de reciclagem de corpos.
  8. 8. E para olharmos para o alto, com o coração aberto, e vermos as inumeráveis estrelinhas nos chamando para outros passos evolutivos, além... Mesmo “estando humanos”, somos espíritos! Então, vamos fazer o que viemos fazer: encher o corpo e a vida de luz.
  9. 9. Créditos: Texto: Estrelas brilhando na carne Autor: Wagner Borges Imagens da NET Música: You are my destiny – Ernesto Cortazar Formatação: Liliane Freire Contato: [email_address] [email_address] SITE LAGO DE CRISTAL Blog Lago de Cristal Início Sair

×