Poema de amor

1.625 visualizações

Publicada em

Poema de amor criado por um matemático!

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.625
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
147
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Poema de amor

  1. 1. FÓRMULA RESOLVENTE PARA ASSUNTOS do CORAÇÃO
  2. 2. <ul><li>Convergem os lábios para outro par </li></ul><ul><li>Calcula-se o dobro, extrai-se a raiz </li></ul><ul><li>Inverte-se o tempo para o prolongar </li></ul><ul><li>Enquanto corações fazem sen( x ) </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Sinais contrários atraem-se mais </li></ul><ul><li>Unem-se mãos: o denominador é comum </li></ul><ul><li>Podemos ser inteiros, até decimais </li></ul><ul><li>Mas juntos, os dois, parecemos só um </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Ângulos complementares somados dão rectos </li></ul><ul><li>Amor infinito só pode dar mais </li></ul><ul><li>Infeliz a hipotenusa sem os seus catetos </li></ul><ul><li>Triste o somatório com erros fatais </li></ul>
  5. 5. <ul><li>O nosso caminho faz-se em espiral </li></ul><ul><li>Calcule-se a média, o desvio padrão </li></ul><ul><li>Desenhe-se o gráfico em referencial </li></ul><ul><li>Serás sempre combustível do meu coração </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Almas concorrentes, corpos paralelos </li></ul><ul><li>Sistema binário, com zeros e uns </li></ul><ul><li>Cubos empilhados podem ser castelos </li></ul><ul><li>Colocando em evidência os sonhos comuns </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Centro e circunferência fazem belo par </li></ul><ul><li>Intersectam-se gestos: livres, sensuais </li></ul><ul><li>Somos simetria com pernas pr´andar </li></ul><ul><li>Exponencial que cresce mais e mais </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Entrei no teu mundo como simples giz </li></ul><ul><li>Era pobre diâmetro multiplicado por  </li></ul><ul><li>Avançava sem rumo; encontrei geratriz </li></ul><ul><li>Tornei-me complexo; sou função de ti </li></ul>RoC 2008

×