O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Patinho feio 1

O patinho feio

Livros relacionados

Gratuito durante 30 dias do Scribd

Ver tudo
  • Seja o primeiro a comentar

Patinho feio 1

  1. 1. História nº 6 – O Patinho Feio Adaptação do Texto de: Hans Christian Andersen Trabalho realizado por: Catarina Cunha; carolina Veríssimo; Mariana Fonseca; Salomé Correia; Tânia Tomás Histórias Tradicionais Contadas por Nós… Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  2. 2. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  3. 3. Era uma vez uma pata que estava no seu ninho a chocar os seus ovinhos. Até que chegou o dia dos patinhos nascerem. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  4. 4. Os ovos estalavam um a um… só faltava um. A mãe pata continuava impacientemente à espera que ele nascesse e… Trac…trac... Finalmente o último ovo estalou! Eram todos lindos!... Mas, o último…. Era diferente! Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  5. 5. Feliz com todos os seus filhotes, a mãe pata resolveu ir dar a conhecer a sua linda ninhada. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  6. 6. Mas, até os seus irmãos e todos os outros animais repararam na diferença daquele patinho e, de imediato, o rejeitaram gozando muito com ele. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  7. 7. Um dia o Patinho Feio, como lhe chamavam, cansado de ser o alvo da troça dos seus irmãos e dos outros animais, decidiu ir-se embora à procura da sua verdadeira família. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  8. 8. Ao passar perto dum rio viu o seu rosto reflectido nas águas límpidas do rio e realmente percebeu que não era amarelinho como os seus outros irmãos. O pobre Patinho Feio sentiu-se só e começou a chorar de tristeza. Então resolveu continuar à procura da sua verdadeira família. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  9. 9. Andou, andou e encontrou três filhos de garça num lindo ninho. Tentou a sua sorte e logo se foi aninhar juntamente com os pequenos passarinhos. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  10. 10. Quando a mãe garça se abeirou do ninho para dar comida aos seus filhotes imediatamente expulsou o Patinho Feio do seu ninho. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  11. 11. Triste e só lá continuou ele, sem saber muito bem o que fazer e por onde ir. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  12. 12. Até que encontrou um rio, entrou na água e começou a nadar para bem longe dali. Já cansado e desolado parou para descansar e pensar um pouco no que havia de fazer a seguir. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  13. 13. Foi, então, que reparou que bem perto de si flutuava um pato, nas águas límpidas do rio. Resolveu aproximar–se. Como o pato não reagiu mal à sua presença o Patinho Feio pensou que poderia ser a sua verdadeira mãe. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  14. 14. Acreditando mesmo que era a sua verdadeira mãe começou a nadar à sua volta. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  15. 15. Feliz, resolveu mergulhar e eis que … Pumba! Grande cabeçada que o pobre Patinho Feio deu no pato de madeira que os caçadores usavam para atrair os outros patos. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  16. 16. Foi aí, então, que descobriu, que afinal aquele pato de madeira não podia ser a sua verdadeira mãe. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  17. 17. Assustado e triste, recompôs-se e continuou a caminhar. Depois de muito caminhar encontrou uma cabana onde vivia um gato, uma galinha e uma velha. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  18. 18. O patinho nem pensou mais. Deu meia volta e pôs-se de novo a andar decidido a sair daquele lugar. O gato, mal o patinho chegou perguntou-lhe: - Sabes fazer rom-rom? _ Não. Não sei … -respondeu o Patinho Feio - E sabes pôr ovos? - Também , não. Eu não sei fazer rom- rom nem por ovos. Então, o gato desse-lhe: - A velha não vai gostar de ti. Tu não sabes pôr ovos, como a galinha e nem fazer rom-rom como eu…Então não serves para nada. A minha dona, quando chegar vai-te dar uma vassourada…o melhor é ires-te embora… Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  19. 19. Sentia-se tão triste e cansado que nem se deu conta que estava prestes a ser apanhado por um lenhador que por ali ia a passar. Rapidamente o lenhador pegou no pobre Patinho Feio e lá o levou para sua casa. Quando lá chegaram, mal os filhos do lenhador descobriram o patinho, começaram a correr para o apanharem. Era grande a algazarra. O Patinho tentava fugir e os filhos do lenhador, enquanto corriam de um lado para o outro discutiam para ver quem o conseguia apanhar em primeiro lugar. Felizmente conseguiu fugir e sair dali. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  20. 20. Desta vez o Patinho Feio foi parar a um lago. Aí, sentou-se nas suas margens e pensou que nunca mais ia conseguir encontrar a sua verdadeira família. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  21. 21. Foi, então que ouviu uma voz perguntar-lhe: - Queres vir brincar connosco? E outra voz disse, ainda: - És tão lindo! Até pareces nosso irmão, és igualzinho a nós. Foi neste momento que o Patinho Feio levantou a cabeça e viu quatro lindos cisnes que estavam junto de si. O patinho Feio surpreendido sorriu… Então os pequenos cisnes logo correram e nadaram para perto da sua mãe a conta-lhe a novidade: - Mãe, mamã…- diziam todos ao mesmo tempo - Olha o nosso novo irmão!... Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  22. 22. O patinho Feio nem queria acreditar que finalmente tinha encontrado a sua verdadeira família! Afinal, ele era um Cisne! A partir desse dia ele viveu em paz e feliz com a sua verdadeira família. Escola 1ºCEB de Bruscos 2007 /08
  23. 23. FIM

×