GréCia Antiga2

3.988 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.988
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

GréCia Antiga2

  1. 1. Índice Condicionalismos geográficos; • Formação de cidades – estados; • A colonização grega; • Atenas: recursos económicos e abertura marítima; • Sociedade ateniense; • A vida quotidiana; • Os deuses; • Os cultos; • O pensamento grego; • A arte e a arquitectura; • A escultura e a cerâmica •
  2. 2. O mundo helénico no séc. V a.C. helé sé geográ Condicionalismos geográficos • A Grécia situa-se no Mediterrâneo Oriental, no sul da Península Balcânica e é banhada a ocidente pelo mar Jónico e a, oriente, pelo mar Egeu. A civilização da Grécia Antiga compreendia ainda as ilhas existentes nestes mares e a região do litoral oeste da Ásia Menor.
  3. 3. O território grego é formado, por montanhas. O clima desta região, é quente e pouco chuvoso, o que torna as terras pouco favoráveis à prática da agricultura.
  4. 4. formaç A formação de cidades - estados • O relevo acidentado dificulta o estabelecimento de contactos frequentes entre regiões, tendo sido determinante para a formação de cidades - estados, a partir do séc. Vlll a.C. As cidades - estados eram formadas pelo espaço urbano e pelo espaço rural à sua volta e tinham governo e administração próprios. • Algumas cidades gregas possuíam muralhas defensivas. Na acrópole, a parte alta e fortificada da cidade, situavam-se as principais construções religiosas (templos, estátuas de deuses), na parte mais baixa ficava a ágora, a praça pública, um dos espaços mais concorridos e animados.
  5. 5. Cada cidade – estado tinha um forte sentimento de independência em relação a qualquer outra e entre as mais importantes (Atenas e Esparta) existiam grandes rivalidades. Entre 431 a 404 a.C., as duas cidades opuseram-se na Guerra do Peloponeso, tendo Esparta saído vitoriosa.
  6. 6. A colonização grega colonizaç • Entre os séculos Vlll e Vl a.C., muitos Gregos emigraram devido á pobreza dos solos, aos conflitos entre cidades – estados e ao crescimento populacional, o que agravou a falta de terras e alimentos. Partindo da Grécia, fundaram colónias nas margens do mar Negro e por todo o Mediterrâneo. Estas colónias gregas mantinham laços muitos estreitos com a cidade de origem («cidade-mãe»), reforçados pelas relações comercias , pela língua comum, pelos mesmos costumes, jogos e deuses.
  7. 7. econó Atenas: recursos económicos e abertura marí marítima • Atenas no séc. V a.C., transformou-se numa das mais ricas. • A sua situação geográfica, perto das margens do mar Egeu, na península da Ática, foi determinante para que os Atenienses se dedicassem ao comércio marítimo. • A prática da agricultura estendia-se pelos campos da península da Ática. • O clima e o solo pobre impossibilitaram que Atenas se tornasse auto-suficiente. A cidade importava cereais, madeira e metais que trocava por produtos artesanais (armas, navios e cerâmica), e excedentes agrícolas (azeite, vinho e figos).
  8. 8. • O comércio florescente, realizado por via marítima, ganhou com a existência do porto natural do Pireu e com a excessiva prata das minas da região, que foi utilizada pelos Atenienses na cunhagem da moeda. A moeda, passou a ser aceite no comércio. • O progresso do seu comércio possibilitou que Atenas se afirmasse como uma grande potência, assumindo um papel de liderança na união de várias cidades - estados gregas contra as invasões dos Persas. Com o fim da guerra com os Persas, no ano de 449 a.C., Atenas usou a sua posição prepoderante na liga de Delos para submeter, através de um a politica imperialista as suas antigas aliadas. As quantias em dinheiro, pagas pelas cidades aliadas, com o objectivo de assegurar a sua defesa, passaram a ser utilizadas por Atenas em seu proveito.
  9. 9. A sociedade ateniense • No séc. V a.C. a sociedade ateniense estava dividida em três grupos: • Os cidadãos; • Os metecos; • Os escravos;
  10. 10. A vida quotidiana • Muitos atenienses viviam no campo e dedicavam-se à agricultura, outros eram artifices e alguns eram mercadores. • Havia ainda aqueles que tinham outros ofícios ou viviam dos rendimentos da terra. • A 1ª refeição do dia era composta por pão e vinho. • A mulher ateniense vivia da dependência do homem. • Até casar ficava sobre o poder paterno, depois de casar esse poder passava para o seu marido.
  11. 11. • A mulher entregava-se as lides domésticas e à educação dos filhos. Elas teciam as suas roupas e as da sua família. • O jantar era a altura para o homem receber convidados, assistir a momentos musicais e de dança e discutir temas de filosofia e politica. • Á noite a iluminação era feita com lamparinas alimentavas com azeite.
  12. 12. Os deuses • Os deuses eram representados á semelhança dos homens. • Distinguiam-se pelos seus poderes sobrenaturais e pela imortalidade. • Zeus era considerado o pai dos deuses. • Os gregos imaginavam histórias sobre a vida dos deuses e dos heróis (mitos). Ao conjunto dessas narrações dá-se o nome de mitologia.
  13. 13. Os cultos • Os Gregos realizavam cerimónias religiosas (cultos), para conseguirem a protecção e os favores dos deuses. • O culto dos deuses era prestado nos templos e nos altares.
  14. 14. O pensamento grego • Os Gregos destacaram-se em inúmeras ciências. Entre os grandes nomes de homens da ciência, devemos recordar Pitágoras (na matemática) e Hipócrates (na medicina).
  15. 15. A arte e a arquitectura • A arte grega caracteriza-se pela harmonia e equilíbrio. • Os templos têm três estilos ou ordens principais: • O estilo dórico; • O estilo jónico; • O estilo coríntio;
  16. 16. A escultura e a cerâmica • A escultura tinha como tema principal a figura humana. • E a pintura nos vasos de cerâmica reflectiam os modos de vida e costumes dos Gregos.
  17. 17. Trabalho realizado por: • • Daniela nº 9 • Cheila nº8 • 7ºA º

×