O barroco correspondeu ao gosto de uma mentalidade que observou
importantes mudanças sociais, religiosas, artísticas e pol...
Assiste-se com frequência a mistura da arquitectura com a pintura e a
escultura. Alguns dos melhores arquitectos eram Bern...
D. José I
Subiu ao trono em 1750
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Barroco

3.430 visualizações

Publicada em

barroco_arte_portugal_europa_história_história 8º ano

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.430
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Barroco

  1. 1. O barroco correspondeu ao gosto de uma mentalidade que observou importantes mudanças sociais, religiosas, artísticas e politicas. O barroco teve origem em Roma, no final do século XVI. Propagou- se em países com o poder político concentrado e onde a Igreja Católica era muito influente, mas também se propagaria nos países do Norte da Europa protestante. A linguagem barroca virou-se para os sentidos, para o movimento e para o espectacular. Estendeu-se para a literatura, onde eram utilizados jogos de palavras e de ideias, para a música, onde se destacaram as obras de Mozart, Vivaldi, Bach, Haendel e o teatro, com fatos exuberantes. A arte barroca A arte barroca era dirigida a toda a sociedade e por isso havia apelo aos sentidos e emoções humanas, ou seja, o desejo de provocar, de impressionar através do gosto pelo movimento, pela intensidade decorativa, pelo jogo da luz e da sombra e pelo teatral. A pintura designa-se pelo contraste, movimento, dramatismo e exuberância, dado que os pintores jogavam com a cor, as perspectivas e com jogos de luzes e sombras. As leis da perspectiva revelaram-se em frescos decorativos dos tectos e paredes, em efeitos de ilusão óptica. Alguns dos grandes pintores da altura foram Velázquez, Rubens e Rembrandt. A escultura, recorre fundamentalmente também ao movimento, aos contrastes de luz e sombra, ao cénico, fixando as personagens em gestos e atitudes teatrais e em cenas de grande intensidade dramática, como se pode ver nas obras de Bernini, e aos jogos de água através das fontes. Na arquitectura é utilizado sobretudo as plantas curvas elípticas, pelo movimento impresso pelo jogo das curvas e contracurvas. Há o recurso de uma decoração exuberante. Os interiores eram traçados de forma a salientar o dramatismo e o efeito cénico através do jogo entre a luz e a sombra.
  2. 2. Assiste-se com frequência a mistura da arquitectura com a pintura e a escultura. Alguns dos melhores arquitectos eram Bernini e Borromini. Nesta época assiste-se ao espantoso desenvolvimento de artes de decorativas, a talha dourada, o azulejo, a cerâmica, o mobiliário e a ourivesaria. O barroco manifestou-se em Portugal nos meados do século XVII. Na literatura o padre António Vieira e D. Francisco Manuel de Melo foram grandes autores. Na arquitectura, o barroco demorou a introduzir-se e a maior parte dos edifícios do século XVII são bastantes austeros e com poucas inovações ou influências estrangeiras modernas. Isto é explicado pelas dificuldades financeiras do Pais, que se encontra a braços com a guerra da independência espanhola, e também com uma grave crise comercial. Neste período várias mulheres participaram na produção cultural, domínio que até aí tinha sido exclusivo dos homens, destacando-se na poesia e na pintura. O Período áureo do Barroco Em Portugal, o período do barroco mais significativo foi depois de 1690. O primeiro exemplo do barroco na arquitectura foi a Igreja de Santa Engrácia, em Lisboa. Foi no reinado de D. João V que existiu um grande desenvolvimento da arte barroca, pois o dinheiro abundava e a corte portuguesa seguia o modelo luxuoso das grandes cortes estrangeiras. Portugal estava a tornar-se num destino atractivo para os artistas que encontravam clientes paras os seus talentos. O Rei encarregou Luduvice da execução do projecto do Palácio de Mafra; no Norte, Nasoni aceitava encomendas da Igreja e de particulares. A permanência em Portugal destes pintores e arquitectos, influenciou a escultura, na qual Machado de Castro realizou muitas obras. As artes decorativas tiveram um forte impulso: a talha dourada e o azulejo.
  3. 3. D. José I Subiu ao trono em 1750

×