Slide Qualidade de Vida no Trabalho

10.788 visualizações

Publicada em

Treinamento sobre a qualidade de vida no trabalho e os benefícios as empresas, funcionários e clientes.

Publicada em: Recrutamento e RH
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.788
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
900
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • A qualidade de vida no trabalho, normalmente é analisada a partir da relação da qualidade de vida do trabalhador com sua produtividade, mas, cada vez mais, os estudos e intervenções estão focalizados também em aspectos da vida do trabalhador não diretamente ligados ao seu trabalho para a análise da qualidade de vida (OLIVEIRA, 1997; LACAZ, 2000; VASCONCELOS, 2001). Apesar disso, algumas discussões mais recentes trazem a terminologia “qualidade de vida do trabalhador” deixando mais claro que a qualidade de vida não se restringe somente ao local e ao momento do trabalho, mas sim, possui relação com todos os outros aspectos que formam a vida das pessoas (trabalhador e sua família) como a satisfação pessoal, relacionamento familiar, oportunidades de lazer, dentre outros (NAHAS, 2003).
    O conceito qualidade de vida apresenta várias definições, por vezes divergentes, que dependem, dentre outros fatores, da área de interesse das investigações. Apesar disso, é consenso que não inclui apenas fatores relacionados à saúde, como bem-estar físico, funcional, emocional e mental, mas também outros elementos importantes da vida das pessoas como trabalho, família, amigos, e outras circunstâncias do cotidiano, sempre considerando que a percepção pessoal de quem pretende se investigar é primordial (GILL e FEISNTEIN, 1994). A Organização Mundial da Saúde (OMS) sugere que a qualidade de vida reflete a percepção dos indivíduos de que suas necessidades estão sendo satisfeitas ou, ainda, que lhes estão sendo negadas oportunidades de alcançar a felicidade e a auto-realização, com independência de seu estado de saúde físico ou das condições sociais e econômicas (OMS, 1998).
        Segundo Tani (2002) determinados aspectos da vida como a felicidade, amor e liberdade, mesmo expressando sentimentos e valores difíceis de serem compreendidos, não se tem dúvida quanto a sua relevância, acontecendo o mesmo com a qualidade de vida. Tani (2002) também destaca que o tema vem sendo usado de forma indiscriminada e oportunista, por exemplo, com muitos políticos que prometem elevar a qualidade de vida da população lançando mão de estatísticas muitas vezes irreais para comprovar seus feitos.
        Importante salientar que muitos estudos fazem uma abordagem superficial do tema evitando definir exatamente o que pretendem medir ou ainda apresentam estas determinações de forma limitada (FARQUHAR, 1995). Além disso, grande parte dos estudos investiga as condições de saúde ou de vida fazendo inferências sobre qualidade de vida a partir destas informações. Porém, muitas vezes estes achados podem não refletir de forma ampla o quão bem se vive a pessoa investigada (RENWICK e BROWN, 1996; MINAYO, HARTZ e BUSS, 2000).
  • Físico: engloba não apenas o quadro clínico do indivíduo (presença/ausência, gravidade/intensidade de doença orgânica demonstrável), mas também, a adoção de uma alimentação saudável, a não aderência a hábitos nocivos de vida e, também, ao uso correto do sistema de saúde;
    Emocional: envolve desde uma adequada capacidade de gerenciamento das tensões e do estresse até uma forte auto-estima, somadas a um nível elevado de entusiasmo em relação à vida;
    Social: significa alta qualidade dos relacionamentos, equilíbrio com o meio ambiente e harmonia familiar;
    Profissional: composta de uma clara satisfação com o trabalho, desenvolvimento profissional constante e reconhecimento do valor do trabalho realizado;
    Intelectual: significa utilizar a capacidade criativa sempre que possível, expandir os conhecimentos permanentemente e partilhar o potencial interno com os outros;
    Espiritual: traduzida em propósito de vida baseado em valores e ética, associado a pensamentos positivos e otimistas.
  • Qualidade de vida do trabalhador
  • Responsabilidades, comprometimento, parcerias e participaçãoUm programa de QVT precisar envolver responsabilidade institucional, responsabilidade social, de Comprometimento de dirigentes em todos níveis hierárquicos, de parcerias intersetoriais e da participação efetiva dos servidores
    Veja este arquivo e se baseie nele: http://www.senado.gov.br/senado/portaldoservidor/jornal/jornal69/PalestrasQualiVida/AnaMagnoliaMendes.pdf
    Concepção de QVT, segundo Ferreira e Mendes (2005) A Qualidade de Vida no Trabalho –QVT é um preceito de gestão Organizacional que se expressa por um conjunto de normas, diretrizes e práticas no âmbito das condições, da organização e das relações socioprofissionais de trabalho
    que visa à promoção do bem-estar coletivo, o desenvolvimento dos servidores e o exercício da cidadania.

  • CAIXA SEGUROS
     
    A gestão do programa “Viva Bem”, da CAIXA SEGUROS (Brasília – DF), é feita por meio de apurações mensais em todas as áreas e iniciativas, cujos dados são cruzados. No final do ano, a companhia também avalia os acertos e erros do programa. Para manter um canal aberto de comunicação com os colaboradores, utilizam de canais onde recebem críticas, perguntas e sugestões, por meio das quais a equipe responsável mede a recepção do programa junto aos funcionários. “Além disso, sempre checamos o número de adeptos em cada uma das iniciativas. No caso do Clube de Corrida, por exemplo, apuramos quem são os dez mais assíduos e levamos esses colaboradores para a Meia Maratona do Rio”, conta Maria Claudia Valle, coordenadora do “Viva Bem”. Segundo Maria Claudia, a adesão é grande e, hoje, boa parte dos gerentes, diretores e superintendentes toma parte nas atividades, sobretudo na massagem itinerante, criada para atender os colaboradores que têm cargos de responsabilidade e não se ausentam com frequencia de suas mesas.
     
    O programa de qualidade de vida “Viva Bem” está estruturado em quatro frentes: Saudável, Mulher, Trabalho e Cultural. Entre as atividades, estão: grupos de Vigilantes do Peso e antitabagismo, ginástica laboral, massoterapia, saraus dos funcionários (nos quais eles exercitam a sua veia artística) e comemorações com ações sociais, entre outras. “Notamos uma diminuição grande no absenteísmo e na procura por consultas médicas, e a sinistralidade do plano de saúde também caiu consideravelmente”, conta Maria Claudia. Todos os colaboradores fazem exames anuais de saúde e controle de stress. Todas as esferas da empresa são incentivadas a tomar parte nas iniciativas, abertas a todos e desenvolvidas de forma a criar laços entre os colaboradores.
     
  • http://www.faculdadeobjetivo.com.br/arquivos/Estresse.pdf
  • O tipo de desgaste a que as pessoas estão submetidas nas relações com o trabalho e fator muito significativos na determinação de transtornos relacionados ao estresse, como é o caso das depressões, ansiedade patológica, pânico, fobias, doenças psicossomáticas, etc. em suma, a pessoa com esse tipo de estresse ocupacional não responde a demanda do trabalho e geralmente se encontra irritável e deprimida. Um dos agravantes do estresse no trabalho e a limitação que a sociedade submete as pessoas quanto as manifestações de suas angustias, frustações e emoções. Por causa das normas e regras sociais as pessoas acabam ficando prisioneiras do politicamente correto, obrigadas a aparentar um comportamento emocional ou um motor incongruente com seus reais sentimentos de agressão ou medo.
    O ambiente de trabalho causará estresse quando ultrapassar o limite que o funcionário suporta. Como este limite é bastante pessoal o chefe nunca saberá quando será ultrapassado – apenas o próprio funcionário perceberá que seu limite está chegando.

  • É importante que as organizações disponham para seus trabalhadores um ambiente de trabalho confortável e seguro onde possam realizar suas atividades. Para que o bem-estar seja gerado no ambiente de trabalho é importante que as organizações realizem atividades em que os funcionários possam interagir de forma descontraída, pois, uma organização com funcionários satisfeitos tende a ter maior produtividade.
    Ao oferecer qualidade de vida no trabalho, as organizações ajudarão os funcionários a minimizar o estresse, o cansaço físico e mental devido às cargas elevadas de trabalho. O sucesso de uma empresa não ocorre só pela qualidade de seus produtos isoladamente, pois para alcançar seus objetivos, são necessários indivíduos que trabalhem por um mesmo ideal.
    Quando as organizações deixam de dar à devida atenção à qualidade de vida de seus funcionários, elas tendem a passar por dificuldades, se deparam com funcionários desmotivados, estressados, pois estes não se sentem reconhecidos, o que pode levar a uma redução em sua produtividade. É preciso que a empresa de uma atenção às necessidades dos colaboradores para que eles possam realizar suas atividades da melhor forma possível no seu ambiente de trabalho
    Aplicar técnicas para redução do estresse é uma excelente maneira de manter corpo e mente saudáveis. Se a pessoa estiver depressiva, furiosa, com problemas no trabalho ou simplesmente estressada, é importante encontrar uma saída e impedir que os sentimentos afetem o coração. Às vezes, compartilhar os problemas com um parente ou com um amigo já ajuda. Uma outra opção é procurar ajuda de um profissional de saúde qualificado ou de um psicólogo, se necessário.
  • Slide Qualidade de Vida no Trabalho

    1. 1. A qualidade de vida no trabalho proporciona uma maior participação por parte dos funcionários, criando um ambiente de integração com superiores, com colegas de trabalho, com o próprio ambiente de trabalho, visando sempre a compreensão das necessidades dos funcionários.
    2. 2. Físico Emocional Social Profissional Intelectual Espiritual
    3. 3. Categorias da QVT segundo Walton
    4. 4. A qualidade de vida no trabalho engloba muitos aspectos. Rodrigues (1995) e Sucesso (1998)
    5. 5. É Fonte de Prazer É Tempo Valioso de Vida As Condições de Trabalho são Adequadas Relações Socioprofissionais são Saudáveis Há Oportunidade de Realização Profissional Há Reconhecimento e Crescimento Profissional Quais benefícios da Qualidade de Vida no Trabalho para o colaborador?
    6. 6. Competitividade Organizacional Reconhecimento (Melhor Imagem) Melhor Ambiente de Trabalho Maior produtividade Força de trabalho mais saudável Menor número de acidentes Reduzir indicadores negativos Quais os benefícios da QVT para a organização?
    7. 7. Quais os benefícios da QVT para os Clientes? Fator de Exercício da cidadania Redução de Fatores Negativos (Reclamações, Insatisfação com o atendimento ou produto, etc) Ambiente mais agradável ao negócios Confiabilidade
    8. 8. Programa de QVT Qualidade de Vida como Gestão Implantação de programas nas organizações com objetivo de melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores e proporcionar melhorias na empresa. O modelo de gestão organizacional deve primar pela compatibilidade entre bem-estar dos servidores, desempenho funcional e missão institucional
    9. 9. Concepção de QVT, segundo Ferreira e Mendes (2005) A Qualidade de Vida no Trabalho – QVT é um preceito de gestão Organizacional que se expressa por um conjunto de normas, diretrizes e práticas no âmbito das condições, da organização e das relações socioprofissionais de trabalho que visa à promoção do bem-estar coletivo, o desenvolvimento dos servidores e o exercício da cidadania. Responsabilidade Institucional Responsabilidade Social Comprometimento Participação
    10. 10. Prêmio qualidade de Vida - QVT O XV Prêmio Nacional de Qualidade de Vida (PNQV) – ciclo 2011, entregue pela ABQV (Associação Brasileira de Qualidade de Vida) às empresas que se destacam com excelência e boas práticas em gestão das suas iniciativas para promover a saúde e o bem-estar da sua força de trabalho. Programa Viva Bem Grupos de Vigilantes do Peso e antitabagismo Sarau dos Funcionários Programa Coração Saudável Campeonatos esportivos Lazer e Relaxamento
    11. 11. Conscientização para a autogestão da saúde Práticas Culturais Monitoramento Biopsicossocial de alguns grupos de funcionários. Programa Estar Bem • Cultura • Saúde • Movimento
    12. 12. Ações ou programas de promoção da QVT - Resultados
    13. 13. A palavra estresse vem do inglês stress. Este termo foi usado inicialmente na física para traduzir o grau de deformidade sofrido por um material quando submetido a um esforço ou tensão e transpôs este termo para a medicina e biologia, significando esforço de adaptação do organismo para enfrentar situações que considere ameaçadoras a sua vida e a seu equilíbrio interno. Estresse
    14. 14. Estresse Ocupacional O ocupacional enfoca estressores relacionados ao ambiente de trabalho, e os de forma geral estressores gerais na vida do indivíduo
    15. 15. A má qualidade de vida no trabalho pode trazer riscos à saúde dos colaboradores gerando Estresse e outras doenças que podem ser causadas pelo estresse: •Hipertensão •Insônia •Transtornos mentais •Problemas gástricos •Queda do sistema imunológico Estresse
    16. 16.  Ambiente Confortável e Seguro;  Atividades que os funcionários possam interagir e descontrair assim, terão funcionários motivados e produtivos;  Oferecer Qualidade de Vida no ambiente de trabalho, evitando o estresse, cansaço físico e mental;  Atenção as necessidades dos colaboradores; Aplicar técnicas para redução do estresse é uma excelente maneira de manter corpo e mente saudáveis. Se a pessoa estiver depressiva, furiosa, com problemas no trabalho ou simplesmente estressada, é importante encontrar uma saída e impedir que os sentimentos afetem o coração. Às vezes, compartilhar os problemas com um parente ou com um amigo já ajuda. Uma outra opção é procurar ajuda de um profissional de saúde qualificado ou de um psicólogo, se necessário.
    17. 17. ESTUDO DE CASO NUMSEIONOME
    18. 18. Insatisfação dos Clientes Baixa Produtividade Índices Negativos Conflitos entre Colaboradores A empresa NUNSEINAME está passando por alguns problemas internos, muita rotatividade de funcionários consequentemente altos índice de refugo, diversos conflitos entre colaboradores e baixas metas de produtividade e Insatisfação do cliente. Por isso o Diretor Geral resolveu contratar uma empresa de consultoria para avaliar e solucionar tais problemas.
    19. 19. Análise – Consultoria ResolveTudo Clientes • Observação • Realização de Pesquisa de Satisfação Colaboradores • Observação das Relações de Trabalho • Questionário Diretoria • Feedback • Exposição dos Problemas – Busca por Soluções
    20. 20. Resultados Se a qualidade de vida for pobre, conduzirá a alienação do empregado e a insatisfação, má vontade, declínio da produtividade, comportamentos contraproducentes (roubo, sabotagem, rotatividade, etc). Colaboradores: Desmotivados por conta da jornada exaustiva de trabalho e por permanecer anos na mesma função. O tratamento da empresa para com seus funcionários tem sido como se estes fossem meros recursos. A insatisfação dos funcionários tem gerado baixa produtividade, má qualidade do produto final e tratamento inadequado aos clientes A empresa tem recebido diversas reclamações dos clientes a respeito da qualidade do atendimento e do produto .
    21. 21. Solução Adotar o Programa QVT
    22. 22. Sugestões da Consultoria • Prêmio Família • Funcionário do mês • Feedback de Desempenho Criar programas de Reconhecimento e Premiação ligados às metas alcançadas • Ginástica Laboral • Conscientização para uma alimentação saudável • Academia de Todos • Programas de Redução do Estresse Programas de Bem – Estar • Capacitação Atendimento ao Cliente • Cursos de Aperfeiçoamento • Parcerias com cursos de idiomas Programa de Educação
    23. 23. Bibliografia • http://www.faculdadeobjetivo.com.br/arquivos/ Estresse.pdf • http://www.senado.gov.br/senado/portaldoserv idor/jornal/jornal69/PalestrasQualiVida/AnaM agnoliaMendes.pdf

    ×