Avaliacao aires

233 visualizações

Publicada em

avaliação aires

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
233
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliacao aires

  1. 1. Avaliação da Biblioteca Escolar 1508537 Escola Básica de Aires, Palmela 2015/06/24 11:56:14 1/6 Processo de melhoria Relatório de execução do plano de melhoria 2013-2014 Recomendações do conselho pedagógico A rentabilização dos recursos da Biblioteca Escolar para a melhoria do ensino/aprendizagem. Data de apresentação à direção/ conselho pedagógico 2013/11/15 Informação escolar Designação Escola Básica de Aires, Palmela Código 1508537 Endereço postal Rua Fundadores do Airense Escola sede de agrupamento 1508057 Oferta curricular Pré Escolar; Ensino Regular; Unidade de Multidificiência AEC AAAF ATL Taxa média de transição/ conclusão 96 Taxa de abandono escolar 0 N.º de alunos com apoios educativos 45 Processo de avaliação Intervenientes no processo de avaliação Ciclo de ensino/ ano N.º de alunos N.º de inquiridos % de inquiridos Ensino Básico 3.º Ano 10 10 100% 4º Ano 65 11 16.92% 5º Ano 0 0 0% 6º Ano 0 0 0% 7º Ano 0 0 0% 8º Ano 0 0 0% 9º Ano 0 0 0% Outros cursos 0 0 0% Ensino Secundário 10º Ano 0 0 0% 11º Ano 0 0 0% 12º Ano 0 0 0% Cursos profissionais 0 0 0% Outros cursos 0 0 0% Total 75 21 28% Grupos de recrutamento/ outros intervenientes com funções pedagógicas N.º de docentes N.º de inquiridos % de inquiridos Educação Pré-Escolar Educadoras 3 1 33.33%
  2. 2. Avaliação da Biblioteca Escolar 1508537 Escola Básica de Aires, Palmela 2015/06/24 11:56:14 2/6 1º Ciclo Ensino Básico Professoras titulares de turma 11 8 72.73% 2º Ciclo Ensino Básico -- 0 0 0% 3º Ciclo/ Ensino Secundário -- 0 0 0% Total 14 9 64.29% Pais/ encarregados de educação N.º N.º de inquiridos % de inquiridos Encarregados de Educação 54 15 27.78% Outros intervenientes N.º N.º de inquiridos % de inquiridos Coordenadora de Escola 1 1 100% Contextualização do processo de avaliação Fatores internos e externos com influência nos resultados da avaliação Ausência por licença de maternidade da professora bibliotecária; Durante o período de avaliação houve problemas de funcionamento da rede. Período em que decorreu o processo de avaliação 2015/5/7 _ 2015/5/22 Perfis de desempenho Nível Descrição 4 A ação da biblioteca escolar traduz-se num muito bom desempenho. Tem um impacto consistente e bastante positivo. Os pontos fortes predominam na quase totalidade dos indicadores em avaliação e os resultados obtidos apontam para um nível de eficiência acima da média. 3 A ação da biblioteca escolar traduz-se num bom desempenho. Tem um impacto consistente e positivo. Apresenta uma maioria de pontos fortes nos indicadores em avaliação e os resultados obtidos apontam para um bom exercício, havendo algumas melhorias a introduzir. 2 A ação da biblioteca escolar traduz-se num desempenho limitado. Tem um impacto reduzido. Apresenta uma minoria de pontos fortes nos indicadores em avaliação e os resultados obtidos apontam para fragilidades, sendo necessário investir consistentemente na melhoria dos serviços. 1 A ação da biblioteca escolar traduz-se num desempenho muito aquém do desejado. Tem um impacto muito reduzido. Os pontos fracos predominam e sobrepõem-se aos pontos fortes nos indicadores em avaliação e os resultados obtidos apontam para uma ação muito limitada, a requerer uma intervenção imediata e um investimento profundo na melhoria. A. Currículo, literacias e aprendizagem Trabalho de intervenção no apoio ao currículo e na formação para as literacias 2 – Utilização por 26 a 50% das turmas Desenvolvimento de ações promotoras do uso da informação, dos media e das tecnologias 3 – Utilização por 51 a 75% dos alunos Impacto na progressão nas aprendizagens [QA10.2; QD9.1] 3 – Avaliação MB/B por 51 a 75% dos alunos e docentes Impacto na melhoria dos níveis de literacia digital, dos media e da informação [QA10.3; QD9.2] 2 – Avaliação MB/B por 26 a 50% dos alunos e docentes B. Leitura e literacia Desenvolvimento de estratégias e atividades de leitura 4 – Articulação com 76% ou mais das turmas Incremento do acesso e envolvimento dos alunos em práticas de leitura 4 – Utilização por 76% ou mais dos alunos Impacto no desenvolvimento do gosto e do prazer da leitura [QA10.4; QD9.3] 4 – Avaliação MB/B por 76% ou mais dos alunos e docentes Impacto no desenvolvimento da competência leitora [QA10.5; QD9.4] 4 – Avaliação MB/B por 76% ou mais dos alunos e docentes C. Projetos e parcerias
  3. 3. Avaliação da Biblioteca Escolar 1508537 Escola Básica de Aires, Palmela 2015/06/24 11:56:14 3/6 Promoção de parcerias e envolvimento em projetos 4 – Sistemática Fomento da participação dos Pais/EE e famílias em atividades conjuntas 3 – Regular Contributo para o enriquecimento do papel formativo, visibilidade e integração da escola na comunidade [QA10.6; QD9.5; QDi2; QEE8] 4 – Valorização MB/B e MI/I por 76% ou mais dos inquiridos D. Gestão da biblioteca escolar Integração na escola e cooperação com as estruturas e serviços de gestão pedagógica 4 – 76% ou mais dos docentes articulam com a biblioteca Liderança e condições de espaço, equipamento e funcionamento [QA10.1; QD5] 3 – Avaliação MB/B por 51 a 75% dos alunos e docentes Coleção impressa e digital [QA9; QD8] 3 – Avaliação MB/B por 51 a 75% dos alunos e docentes Uso da coleção 4 – 76% ou mais dos alunos e docentes usam os recursos da biblioteca Avaliação Resultados da avaliação Domínio Nível obtido A. Currículo, literacias e aprendizagem 2.5 B. Leitura e literacia 4 C. Projetos e Parcerias 3.67 D. Gestão da biblioteca escolar 3.5 Média Global 3.42 Relato dos resultados A. Currículo, literacias e aprendizagem [+] A.1 Apoio ao currículo e formação para as literacias da informação e dos média. Pontos fortes identificados Explora a integração curricular dos recursos e possibilidade de trabalho da biblioteca junto da direção (...); Propõe atividades, recursos e ferramentas de trabalho, facilitadoras do processo de ensino e aprendizagem; Conhece os currículos e sugere possibilidades de integração curricular (...); Promove o trabalho articulado com os docentes, com vista ao planeamento e ensino contextualizado das literacias da informação e dos média (...); Forma para o desenvolvimento de valores e atitudes indispensáveis à cidadania e à aprendizagem ao longo da vida. Pontos fracos identificados Necessidade de promover mais atividades de formação de utilizadores, no sentido de promover o valor da BE, motivar para o seu uso, esclarecer a sua forma de organização e ensinar a tirar partido das suas valências; Integração da pesquisa e uso da informação nos projetos escolares; Participação no ensino dos conteúdos e metas curriculares; Conceção e apoio a programas e atividades de estudo (...); Participação em programas de recuperação de dificuldades de aprendizagem; Exploração da natureza, linguagem e discurso dos diferentes média (...); Formação para a gestão e uso pessoal da informação; Necessidade de maior/mais avaliação dos processos e das aprendizagens com a colaboração do professor. A.2 Uso das tecnologias digitais e da Internet como ferramentas de acesso, produção e comunicação de informação e como recurso de aprendizagem. Pontos fortes identificados Promoção de atividades com recurso a ferramentas tecnológicas (vídeos, apresentações ppt, audio); Trabalho com a coordenação e a direção, promovendo o papel e o valor da BE; Participação nos núcleos de decisão pedagógica (...); Incorporação dos média nos serviços informativos e educativos (incorporação do programa de gestão integrada das BE do concelho para empréstimos domiciliários). Pontos fracos identificados Apoio e formação dos utilizadores na utilização das tecnologias, ambientes e ferramentas digitais e em linha; Promoção do trabalho articulado com os docentes ao nível das tecnologias; Produção, em colaboração com os docentes, de materiais informativos e de apoio à utilização adequada da internet (...); Alerta e formação para as mais-valias e os perigos associados ao uso da internet; Articulação entre a BE e o trabalho na sala de aula; Trabalhar de forma transversal as literacias constantes do referencial " Aprender com a Biblioteca Escolar" (...); Adoção de modelo de pesquisa uniforme para toda a escola; Desenvolvimento de atividades de formação de utilizadores com turmas/grupos/alunos e docentes. B. Leitura e literacia [+]
  4. 4. Avaliação da Biblioteca Escolar 1508537 Escola Básica de Aires, Palmela 2015/06/24 11:56:14 4/6 B.1 Criação e promoção da competência leitora e dos hábitos de leitura. Pontos fortes identificados Ambiente acolhedor e rico em livros; Plano de aquisição (em parceria com a direção e a equipa) de recursos de leitura atualizados; Disponibiliza livros para uso nas salas de aula e/ou noutros espaços; Orientação dos alunos nas escolhas de leitura recreativa; Incentivo à leitura presencial e ao empréstimo de recursos. Pontos fracos identificados Desenvolvimento de trabalho sistemático de consolidação de hábitos de leitura; Colaboração de voluntários de leitura; Difusão das novidades editoriais; Promoção da leitura mediada por dispositivos eletrónicos e exploração de possibilidades de leitura, de escrita e de produção de conteúdos facultados pela internet. B.2 Atividades e projetos de treino e melhoria das capacidades associadas à leitura. Pontos fortes identificados Investimento na proficiência dos alunos em leitura (com algumas turmas cujos professores fizeram trabalho colaborativo); Difusão das orientações do Plano Nacional de Leitura e participação nas atividades e projetos promovidos no seu âmbito; Integração dos pais e as famílias nas atividades de incentivo à leitura; Condições de acesso aos recursos de leitura; Promoção de atividades de leitura em voz alta e leitura partilhada (com algumas turmas); Atualização regular da coleção; Horário de abertura da biblioteca à hora do recreio dos alunos; Encontros com escritores/ilustradores; Promoção de projetos externos de leitura. Pontos fracos identificados Criação de redes de leitura na escola com envolvimento dos professores; Desenvolvimento de estratégias que ajudem a criar hábitos de leitura em leitores resistentes; Criação de clubes de leitura, blogs; Avaliar as capacidades dos alunos no domínio da leitura; Difundir o referencial "Aprender com a Biblioteca escolar" ao corpo docente. C. Projetos e parcerias [+] C.1 Desenvolvimento de atividades e serviços colaborativos com outras escolas/ bibliotecas. Pontos fortes identificados Desenvolvimento de atividades e projetos com as escolas do agrupamento e com as bibliotecas escolares e do concelho; Partilha das infraestruturas, apoio técnico e serviços em rede (programa GIB); Parceria com a BM e promoção de projetos e atividades comuns (Ler + @doça a vida - as fogaças); Redes de trabalho e formação e participação regular nas reuniões concelhias (SABE). Pontos fracos identificados Criação de parcerias e de redes de colaboração com outras escolas e bibliotecas; Promoção de oportunidades de formação. C.2 Participação em projetos e parcerias com entidades exteriores à escola. Pontos fortes identificados Desenvolvimento de atividades e projetos (Fogaças; Feira do Livro, receção aos professores) em parceria com a Câmara Municipal e as Bibliotecas; Apoio à escola na articulação com o município e com outras organizações; Participação em projetos de âmbito regional, nacional e internacional (Fogaças; Ler +, Semana da Leitura,...); Tentativas de adequação das práticas de partilha e de trabalho em rede às necessidades da escola. Pontos fracos identificados Criação de oportunidades de intervenção nos domínios cultural e formativo. C.3 Envolvimento e mobilização dos pais, encarregados de educação e famílias. Pontos fortes identificados Espaço de acolhimento de pais, encarregados de educação e famílias; Desenvolvimento de projetos e atividades com os pais no domínio da promoção da leitura; Desenvolvimento de literacia parental e familiar; Participação dos pais e encarregados de educação nas atividades propostas pela BE. Pontos fracos identificados Realização de ações de formação aos pais, encarregados de educação e famílias; Visibilidade, credibilidade e projeção local e social da BE. D. Gestão da biblioteca escolar [+] D.1 Recursos humanos, materiais e financeiros adequados às necessidades de gestão, funcionamento e dinamização da biblioteca escolar. Pontos fortes identificados Disponibilização de condições de espaço, mobiliário e equipamento tecnológico adequado às atividades de leituras, produção e comunicação e a uma utilização livre, diversificada e flexível; Reconhecimento dos órgãos de administração e gestão, através de uma política de apoio e afectação financeira (expressa em recursos materiais, livros, etiquetas para impressão de códigos de barros,...). Pontos fracos identificados Apoio dos docentes, capazes de induzir comportamento de acesso e uso dos recursos; Utilização pouco regular, por parte dos professores, do espaço, mobiliário e equipamento tecnológico adequado às atividades de leituras, produção e comunicação e a uma utilização livre, diversificada e flexível. D.2 Integração e valorização da biblioteca na escola. Pontos fortes identificados Integração na missão, princípios e objetivos da escola, incluindo-se no seu projeto educativo, no seu regulamento interno e plano de atividades; Acompanhamento dos projetos e atividades educativas e curriculares da escola; Integração da avaliação da BE na avaliação interna e externa; Dispõe de um horário contínuo durante um período do dia (manhã); Sistema de avaliação contínua com aplicação de modelo de avaliação da RBE;
  5. 5. Avaliação da Biblioteca Escolar 1508537 Escola Básica de Aires, Palmela 2015/06/24 11:56:14 5/6 Colaboração com os professores titulares integrando as suas planificações e intervindo na respetiva operacionalização com as turmas; Apoio especializado e educativo enriquecendo os planos de trabalho do apoio educativo; Ocupação de tempos escolares derivados da ausência de professor, colaborando na concretização de atividades de substituição. Pontos fracos identificados Horário contínuo que possibilite o acesso dos utilizadores em horário extra letivo; Articulação com os docentes para a realização de atividades de enriquecimento curricular e de apoio à família. D.3 Desenvolvimento, organização, difusão e uso da coleção. Pontos fortes identificados Disponibiliza e assegura-se do acesso a uma coleção impressa e digital diversificada, capaz de responder aos interesses e às necessidades curriculares; Dispõe de uma política documental formalizada (definida pela equipa SABE), aplicando um conjunto de normas e critérios inerentes à gestão da coleção; A Direção, sempre que possível e necessário (anual), financia a actualização da documentação; Oferece acesso local a um conjunto de recursos digitais ou digitalizados (blog da equipa SABE; Blog da BE do Agrupamento); Uso de um sistema de gestão bibliográfica automatizado e digital; Conjugação de formas tradicionais de organização e difusão da informação com o uso de aplicações e ferramentas digitais; Difusão e circulação de documentos no âmbito do agrupamento e/ou do concelho, através de uma gestão integrada e de uma rede de partilhada de recursos; Prática do empréstimo domiciliário (semanal); Articulação com os docentes, divulgando recursos, sugerindo projetos e planeando atividades. Pontos fracos identificados Serviços em linha com criação de meios variados de comunicação e difusão da informação; Organização de ações informais de formação sobre a biblioteca junto dos docentes. Impactos da biblioteca Tendo em conta os resultados obtidos e a sua perceção sobre o trabalho da biblioteca escolar ao longo do período em que decorreu a avaliação, como classifica os impactos da biblioteca nos diferentes domínios? Escala: 4 – Muito significativo, 3 – Significativo, 2 – Pouco significativo e 1 – Nada significativo A. Currículo, literacias e aprendizagem Melhoria das aprendizagens e do sucesso educativo 3 Aumento das competências dos alunos na utilização e gestão pessoal e escolar da informação 2 Mudança de atitudes dos alunos no uso crítico da informação e dos média 3 Progresso das capacidades dos alunos no uso das tecnologias em contexto educativo 2 Reforço da motivação para o desenvolvimento pessoal, cultural e científico 3 Valorização da biblioteca escolar como lugar de aprendizagem e de formação 3 B. Leitura e literacia Evolução da fluência e compreensão leitoras 4 Aumento do gosto e dos hábitos de leitura 4 Mudança nas atitudes e resposta dos alunos às atividades de leitura 4 Valorização e integração da leitura na vida pessoal e escolar dos alunos 4 Aumento da utilização da biblioteca escolar em atividades de leitura 4 Crescimento do trabalho com as turmas em projetos e atividades de leitura 3 C. Projetos e parcerias Enriquecimento das experiências de socialização e de formação dos alunos 3 Melhoria da qualidade dos serviços e da gestão sustentável dos recursos 3 Incremento da participação dos pais, encarregados de educação, famílias e outros parceiros nas atividades da biblioteca e da escola 3 Aumento da visibilidade, credibilidade e projeção local e social da biblioteca escolar 3
  6. 6. Avaliação da Biblioteca Escolar 1508537 Escola Básica de Aires, Palmela 2015/06/24 11:56:14 6/6 D. Gestão da biblioteca escolar Melhoria da qualidade dos serviços prestados e dos recursos 3 Aumento do uso da coleção nas práticas de leitura e nas atividades escolares 3 Valorização do papel pedagógico, cultural e social da biblioteca escolar 3 Aumento da utilização da biblioteca escolar 3 Avaliação global Professor bibliotecário Ana Marta Tabanez Vicente Piçarra 2015/jun/24Data de submissão

×