ENCOAD 2015: O Perfil Do Administrador em Operações Empresariais e Logística

738 visualizações

Publicada em

bjetivos da Palestra

A crescente internacionalização dos negócios faz com que a prioridade nas organizações seja o aumento da produtividade e da competitividade, o que faz com que o perfil do Administrador seja cada vez mais aderente às novas perspectivas para o desenvolvimento e a gestão das operações empresariais e da logística. Pretende-se apresentar quais são as habilidades e as técnicas necessárias para o sucesso nesta área de especialização com pouca participação do Administrador Profissional.

Palestrante:
Adm. Domingos Alves Corrêa Neto

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
738
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
334
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ENCOAD 2015: O Perfil Do Administrador em Operações Empresariais e Logística

  1. 1. ADMINISTRAÇÃO EM OPERAÇÕES EMPRESARIAIS E LOGÍSTICA
  2. 2. Composição  do  GELOG     Tecn.  ANTONIO  SAMPAIO     Adm.  DOMINGOS  ALVES  CORRÊA  NETO     Adm.  MARCOS  ANTONIO  MAIA  DE  OLIVEIRA     Adm.  RENATA  DELGADO     Adm.  VALDIR  ESPÓSITO  
  3. 3. ObjeAvo  geral     Ø    O   foco   de   atuação   do   GELOG   consiste   na   criação,   desenvolvimento   e   validação   de   análises   sobre   o   tema   ADMINISTRAÇÃO  DE  OPERAÇÕES  EMPRESARIAIS  E  LOGÍSTICA     que  possam  gerar  conhecimento  teórico  e  aplicações  práAcas   para   aumento   da   compeKKvidade   das   organizações   dos   diferentes  setores  empresariais.  
  4. 4. ObjeAvos  específicos     Ø   DiscuKr  e  propor  soluções  para  os  problemas  relacionados  as   Operações  Empresariais  e  LogísKca  e  suas  implicações;     Ø   Criar  mecanismos  para  que  os  empresários  e  execuKvos  possam   expor  seus  problemas  e  dificuldades  através  de  um  fórum  amplo   e   democráKco,   discuKndo   possibilidades   de   solução   e   contribuindo   com   a   experiência   individual   em   prol   da   comunidade  empresarial.  
  5. 5. Metodologia     Ø  Apresentação  de  cases  referenciais  de  sucesso  nas  organizações;   Ø  Elaboração,   aplicação,   tabulação   e   divulgação   de   pesquisas   relacionadas;   Ø  Elaboração  e  publicação  de  papers  e  livros  sobre  tópicos  da  área;   Ø  Workshops  sobre  atualidades;   Ø  Palestras   e   encontros   com   especialistas   em   Operações   e   LogísKca;   Ø  Realização  de  cursos  de  curta  duração  sobre  tópicos  relevantes   na  área.  
  6. 6. Como  parAcipar  do  grupo?     Ø  Manifestação  de  interesse  junto  ao  CRA-­‐SP  através  do  envio  do   currículo   do   interessado   para   o   Departamento   de   Relações   Externas;   Ø  O  ingresso  é  semestral  –  fevereiro  e  agosto,  e  ocorrerá  após   análise   e   aprovação   em   reunião   específica   agendada   pelo   grupo;   Ø  O  Regimento  Interno  –  práAcas  gerais  está  disponível  no  site   do  CRA-­‐SP  para  conhecimento  dos  interessados.  
  7. 7. Palestrante   Domingos  Alves  Corrêa  Neto   Ø Administrador  com  especialização  e  mestrado  em  Administração,  mestrado   em  Engenharia  Industrial  e  doutorando  em  Administração.  Atuação  no  ensino   superior   como   diretor,   coordenador   e   professor   em   cursos   de   graduação   e   pós-­‐graduação.  Atualmente  é  avaliador  insKtucional  e  de  cursos  presenciais/ EAD   do   MEC/INEP   e   coordenador   do   curso   de   Administração   da   Escola   Superior  Nacional  de  Seguros  de  São  Paulo  -­‐  ESNS-­‐SP;   Ø Carreira  profissional  desenvolvida  nas  áreas  de  Operações,  LogísKca,  Supply   Chain  e  Qualidade.  Foi  Diretor  de  LogísKca  da  Indústria  de  Tapetes  Bandeirante   e   execuKvo   em   empresas   metalúrgicas,   têxteis   e   químicas.   Atualmente   é   Consultor  Associado  da  Gestori  Consultoria  Empresarial;   Ø Coordenador  do  GELOG  –  Grupo  de  Estudos  em  Administração  de  Operações   Empresariais  e  LogísKca  do  Conselho  Regional  de  Administração  de  São  Paulo   (CRA-­‐SP).  
  8. 8. O PERFIL DO ADMINISTRADOR EM OPERAÇÕES EMPRESARIAIS E LOGÍSTICA
  9. 9. AGENDA         1.  Administrador  profissional    x  campo  de  atuação;     2.  Operações  e  LogísAca;   3.  Perfil  do  Administrador  em  Operações  Empresariais   e  LogísAca.  
  10. 10. Parte  1   Administrador  profissional  x  campo  de   atuação  
  11. 11. Perfil  do  Administrador  (Pesquisa  CFA  –  2011)     Fonte:  www.cfa.org.br/administracao/administrador     ALGUNS  DADOS   •  A  maioria  é  do  sexo  masculino;   •  Tem  idade  média  de  39,3  anos;   •  É  egresso  de  insKtuições  parKculares;   •  Possui  especialização  em  alguma  área  da  Administração;   •  Trabalha  em  empresas  de  grande  porte  (serviços  e  indústria)   e  órgãos  públicos;   •  Atua  nas  áreas  de  Administração  Geral,  Financeira,  Vendas  e   Recursos  Humanos  (58,92%  do  total);   •  Ocupa  cargos  de  gerência;   •  Renda  média  de  aproximadamente  9,7  SM   •  É  registrado  no  CRA.  
  12. 12. •  O   ambiente   empresarial   é   de   complexidade,   compeKKvidade   e   desafios   crescentes.   O   Administrador  é  o  profissional    qualificado  para   atuar  nas  diversas  dimensões  das  organizações  e   suas  inter-­‐relações,  transformando  planejamento   em  resultados.   •  Quais  são  as  habilidades  e  as  técnicas  necessárias   para  o  sucesso  nesta  área  de  especialização  com   pouca   parAcipação   do   Administrador   Profissional?   Premissas  básicas    
  13. 13. Parte  2   Operações  e  LogísAca  
  14. 14. ATIVIDADES DE APOIO   ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS   INFRAESTRUTURA DA EMPRESA   DESENVOLVIMENTO DA TECNOLOGIA   AQUISIÇÃO   M   A   R   G   E   M   ATIVIDADES PRINCIPAIS   LOGÍSTICA DE ENTRADA (Inbound)   OPERAÇÕES   LOGÍSTICA DE SAÍDA (Outbound)   MARKETING E VENDAS   SERVIÇOS PÓS-VENDA   GERÊNCIA DE RECURSOS HUMANOS   A  CADEIA  DE  VALOR  representa  todas  as  aKvidades  que  acontecem  dentro  da   empresa  com  a  finalidade  de  criar  VALOR  para  os  clientes.   É  variável  de  empresa  para  empresa,  refleKndo  as  suas  forças  e  qualidades   relacionadas  a  capacidade  de  gerar  estratégias  e  implementá-­‐las.   Adaptado  de  PORTER,  M.  E.  Compe44ve  strategy.  New  York:  The  Free  Press,  1980   Cadeia  de  Valor  
  15. 15. PerspecAva  Integrada  de  Operações  e  LogísAca       Administração   Engenharia  de   Produção  Operações  e   LogísAca  
  16. 16. PerspecAva  Integrada  de  Operações  e  LogísAca       Previsão de Demanda Aquisição Preservação/Conservação Armazenagem de MP Planejamento de Materiais (MRP) Armazenagem em Processo Movimentação de Materiais Planejamento da Produção (PCP) Embalagem, Unitização Armazenagem de PA Planejamento da Distribuição Processamento de Pedidos Transporte Serviço ao Cliente OPERAÇÕES E LOGÍSTICA EMPRESARIAL Logística de Suprimentos Logística de Produção Logística de Distribuição Física Adaptado  de  BALLOU,  R.  H.  The  evoluKon  and  future  of  logisKcs  and  supply  chain  management.  European  Business  Review.  Vol.  19  No.  4,  2007.  pp.  332-­‐348  
  17. 17. Uma  nova  perspecAva  para  o  Administrador   1 ExecuAvos  de  corporações    líderes  na  implementação  do   “estado  da  arte”  do  SCM  compreendem  que  SCM  engloba  mais   que  a  LogísAca”             1 “SCM  partnerships  will  likely  involve  more  processes  and   func9ons  than  integrated  logis9cs  management   partnerships”    (Cooper  et.  al,  SCM:  more  than  a  new  name  for  LogisAcs,  InternaAonal  Journal  of  LogisAcs   Management,  V.  8,  No.  1,  1997).   Transporte MateriaisSCM Logística Distribuição
  18. 18. “Logis9cs  is  that  part  of  Supply  Chain  Management  that   plans,   implements,   and   controls   the   efficient,   effecAve   forward  and  reverse  flow  and  storage  of  goods,  services   and  related  informaAon  between  the  point  of  origin  and   the   point   of   consumpAon   in   order   to   meet   customers'   requirements.  ”                                                                                                                                                                                                          www.cscmp.org     Definição  -­‐  LogísAca  
  19. 19. Definição  -­‐  Supply  Chain   “Supply  Chain  Management  encompasses  the  planning  and   management   of   all   acAviAes   involved   in   sourcing   and   procurement,   conversion   and   all   LogisAcs   Management   acAviAes.   Importantly,   it   also   includes   coordinaAon   and   collaboraAon  with  channel  partners,  which  can  be  suppliers,   intermediaries,  third-­‐party  service  providers,  and  customers.   In  essence,  Supply  Chain  Management  integrates  supply  and   demand  management  within  and  across  companies”                                                                                                                                                                                                                                                                                                www.cscmp.org                                                                          
  20. 20. Materiais   Informações   Fluxo  conpnuo  e  ininterrupto  de:   Transferência   Transferência   Transferência   Transferência   Fabricante  Fornecedor   Distribuidor   Atacadista   Varejista   Consumidor   Finanças   Visão  Geral  –  Cadeia  de  Suprimentos  
  21. 21. CompeAção  entre  Cadeias  de  Suprimentos  
  22. 22. Parte  3   Perfil  do  Administrador  em  Operações   Empresariais  e  LogísAca  
  23. 23. Administrador  em  Operações  e  LogísAca   ­ Estabelecer/definir  o  Nível  de  Serviço  ao  Cliente;     ­ Mercados  globais  –  global  sourcing;     ­ Visão  sistêmica  do  negócio  (sinergia,  colaboração,   comparKlhamento);     ­ Raciocínio  lógico  e  analíAco  –  problemas  de  suprimentos,   movimentação,  armazenagem,  transporte  e  distribuição;     ­ CriaAvidade  e  flexibilidade  em  ambientes  turbulentos;     ­ Habilidade  para  trabalhar  em  Ames  (coaching  e  mentoring);     ­ Conhecer  e  gerenciar  tecnologia  de  informação  (sistemas   integrados,  equipamentos  e  práKcas).  

×