Educação de filhos

453 visualizações

Publicada em

Educação de filhos

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
453
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educação de filhos

  1. 1. EDUCAÇÃO DE FILHOSEDUCAÇÃO DE FILHOS Compreendendo o desenvolvimentoCompreendendo o desenvolvimento infantil nas diferentes fasesinfantil nas diferentes fases
  2. 2. Ao longo do tempo as necessidades daAo longo do tempo as necessidades da criança vão se modificando sobcriança vão se modificando sob diferentes aspectos:diferentes aspectos: – Social;Social; – Motor;Motor; – Intelectual;Intelectual; – Afetivo.Afetivo.
  3. 3. A criança caminha da dependênciaA criança caminha da dependência para a independência.para a independência. O comportamento passa doO comportamento passa do controle externo para o auto-controle externo para o auto- controle.controle.
  4. 4. De 0 a 1 anoDe 0 a 1 ano PENSAR EM GRUPO:PENSAR EM GRUPO: Desenvolvimento Motor, Afetivo,Desenvolvimento Motor, Afetivo, Intelectual e social;Intelectual e social;
  5. 5. 1ª Etapa do Desenvolvimento de 0 a 1 ano A criança é dependente do meioA criança é dependente do meio ambiente – para sua sobrevivência;ambiente – para sua sobrevivência; É o “ambiente”, o “cuidador” queÉ o “ambiente”, o “cuidador” que satisfaz suas necessidades;satisfaz suas necessidades; A criança estabelece relação afetivaA criança estabelece relação afetiva com o cuidador;com o cuidador; A primeira comunicação da criança é oA primeira comunicação da criança é o choro, riso, olhar, vocalização;choro, riso, olhar, vocalização;
  6. 6. 1ª Etapa do Desenvolvimento de 0 a 1 ano Com 1 ano e meio, já aprendeu aCom 1 ano e meio, já aprendeu a andar, discriminar as pessoas daandar, discriminar as pessoas da família de estranhos, adquiriu umafamília de estranhos, adquiriu uma linguagem rudimentar;linguagem rudimentar; Aprende brincando com objetosAprende brincando com objetos concretos.concretos.
  7. 7. De 1 a 3 anosDe 1 a 3 anos PENSAR EM GRUPO:PENSAR EM GRUPO: Desenvolvimento Motor, Afetivo,Desenvolvimento Motor, Afetivo, Intelectual e social;Intelectual e social;
  8. 8. 2ª Etapa do Desenvolvimento de 1 ano a 3 anos A criança continua buscando suaA criança continua buscando sua autonomia, independência, porémautonomia, independência, porém controlada por adultos;controlada por adultos; A criança mostra-se intensamenteA criança mostra-se intensamente impulsiva – pega tudo, ...impulsiva – pega tudo, ... Reage às frustrações batendo,Reage às frustrações batendo, chutando, mordendo, com birra;chutando, mordendo, com birra;
  9. 9. Descobre o prazer nos órgãos genitaisDescobre o prazer nos órgãos genitais e explora suas sensações;e explora suas sensações; O papel da mãe mudou – LIMITADORO papel da mãe mudou – LIMITADOR – estabelecendo o que pode e o que– estabelecendo o que pode e o que não pode.não pode. IMPORTANTE – consistência nasIMPORTANTE – consistência nas normas colocadas; que a aprendizagemnormas colocadas; que a aprendizagem das normas não signifique medo,das normas não signifique medo, vergonha.vergonha. 2ª Etapa do Desenvolvimento de 1 ano a 3 anos
  10. 10. A terrível crise dos 2A terrível crise dos 2 anosanos A adolescência do bebê!A adolescência do bebê! Criança se dá conta de que é umCriança se dá conta de que é um indivíduo e luta p/ conquistar seuindivíduo e luta p/ conquistar seu espaçoespaço
  11. 11. De 3 a 5 anosDe 3 a 5 anos PENSAR EM GRUPO:PENSAR EM GRUPO: Desenvolvimento Motor, Afetivo,Desenvolvimento Motor, Afetivo, Intelectual e social;Intelectual e social;
  12. 12. 3ª Etapa do Desenvolvimento de 3 anos a 5 anos Necessidade de maior independência –Necessidade de maior independência – procura adquirir sentido de iniciativa;procura adquirir sentido de iniciativa; Já tem capacidade de se expressar –Já tem capacidade de se expressar – transmitir informações complexas;transmitir informações complexas; Não manipula mais o brinquedoNão manipula mais o brinquedo concreto – brincadeira de faz deconcreto – brincadeira de faz de conta;conta; Criatividade limitada;Criatividade limitada;
  13. 13. 3ª Etapa do Desenvolvimento de 3 anos a 5 anos Imitação clara do comportamento doImitação clara do comportamento do adulto, (observa, imita, experimenta);adulto, (observa, imita, experimenta); A compreensão da criança de 3 anosA compreensão da criança de 3 anos ainda é concreta – “Eu vou embora eainda é concreta – “Eu vou embora e não volto nunca mais”.não volto nunca mais”.
  14. 14. De 5 a 12 anosDe 5 a 12 anos PENSAR EM GRUPO:PENSAR EM GRUPO: Desenvolvimento Motor, Afetivo,Desenvolvimento Motor, Afetivo, Intelectual e social;Intelectual e social;
  15. 15. 4ª Etapa do Desenvolvimento de 5 anos a 12 anos 5 anos – o mundo realizador muda –5 anos – o mundo realizador muda – ESCOLA – que também se tornaESCOLA – que também se torna responsável pela formação da criança;responsável pela formação da criança; A criança vai deixando de lado oA criança vai deixando de lado o brinquedo e a fantasia – passa abrinquedo e a fantasia – passa a realizar tarefas reaisrealizar tarefas reais A criança vai agir nesta fase –A criança vai agir nesta fase – dependendo da bagagem que ela trazdependendo da bagagem que ela traz consigoconsigo
  16. 16. 4ª Etapa do Desenvolvimento de 5 anos a 12 anos Família + Escola = formação daFamília + Escola = formação da criança;criança; 12 anos – regras e limites começam a12 anos – regras e limites começam a ser questionados para formar seusser questionados para formar seus próprios limites e regras;próprios limites e regras; Busca de companheiros diferentesBusca de companheiros diferentes dos que os pais escolheram;dos que os pais escolheram; Início do afastamento da dominânciaInício do afastamento da dominância familiar.familiar.
  17. 17. O PAPEL DOS PAISO PAPEL DOS PAIS
  18. 18. ““No meu tempo...”No meu tempo...” AntesAntes:: pais comandavam totalmente a educação dos filhos.pais comandavam totalmente a educação dos filhos. Exerciam ao máximo sua autoridade sobre os filhos. Eram autoritáriosExerciam ao máximo sua autoridade sobre os filhos. Eram autoritários e reprimiam todos os desejos;e reprimiam todos os desejos; Hoje:Hoje: pais se sentem comandados pelos seus rebentos,resta apais se sentem comandados pelos seus rebentos,resta a esperança para alguns de que a escola eduque-os. Se acovardamesperança para alguns de que a escola eduque-os. Se acovardam diante do poder crescente dos filhos. Existem crianças que batem dediante do poder crescente dos filhos. Existem crianças que batem de verdade nos pais e eles não sabem como reagir.verdade nos pais e eles não sabem como reagir. Os pais que com esforço retomam a função de “pai” e de “mãe”Os pais que com esforço retomam a função de “pai” e de “mãe” tendem a sentir culpa, porque dizer um ‘não’ dá a impressão de seremtendem a sentir culpa, porque dizer um ‘não’ dá a impressão de serem autoritários.autoritários.
  19. 19. A frustração e oA frustração e o esforçoesforço Premissas básicas do viver:Premissas básicas do viver: importância da compreensão que fazimportância da compreensão que faz parte do processo educativo.parte do processo educativo. Os pais parecem desconsiderar oOs pais parecem desconsiderar o esforço.esforço.
  20. 20. Pais que fazem malabarismos para dar tudo aosPais que fazem malabarismos para dar tudo aos filhos e protegê-los de todos os perrengues – semfilhos e protegê-los de todos os perrengues – sem esperar nenhuma responsabilização?esperar nenhuma responsabilização? X ANTESX ANTES V HOJEV HOJE Ter que dar duro para conseguir algo?Ter que dar duro para conseguir algo? V ANTESV ANTES X HOJEX HOJE
  21. 21. Construindo..Construindo.. Pais AutoritáriosPais Autoritários Filhos:Filhos: Pais PermissivosPais Permissivos FILHOS:FILHOS:
  22. 22. Construindo..Construindo.. P A I S A S S E R T I V O SP A I S A S S E R T I V O S Filhos:Filhos:
  23. 23. Saiba...Saiba... Os nossos filhos reagem ao tipo de pai eOs nossos filhos reagem ao tipo de pai e mãe que somos. O comportamentomãe que somos. O comportamento deles é fruto do nosso estilo de ensiná-deles é fruto do nosso estilo de ensiná- los, por isso, se você quer mudar olos, por isso, se você quer mudar o comportamento deles, a primeiracomportamento deles, a primeira pessoa que deverá mudar é VOCÊ!pessoa que deverá mudar é VOCÊ!
  24. 24. Sementes do Amanhã Erasmo Carlos Ontem o menino que brincava me falou Que hoje é semente do amanhã Para não ter medo que esse tempo vai passar Não se desespere não, nem pare de sonhar Nunca se entregue, nasça sempre com as manhãs Deixe a luz do sol brilhar no céu do seu olhar Fé na vida, fé no homem, fé no que virá Nós podemos tudo Nós podemos mais  Vamos lá fazer o que será

×