1.2 uma cultura aberta - a cultura grega

550 visualizações

Publicada em

História da Grécia - 10º Ano

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
550
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1.2 uma cultura aberta - a cultura grega

  1. 1. 1.2 Uma cultura aberta à cidade A CULTURA GREGA
  2. 2. O que unia os gregos?  Uma língua comum  Uma religão comum  Uma cultura comum
  3. 3. Os deuses gregos Afrodite – Amor, beleza Apólo – Sol , Luz Ares – Guerra Artémis – Caça Atena – Sabedoria, guerra Démeter – Plantas, colheitas Hefesto – Ferreiro Hera – Casamento, reprodução Héracles – Semideus filho de Zeus, tarefas impossíveis Hermes – Mensageiro dos deuses, Poseidon – deus dos mares Zeus – Deus dos deuses
  4. 4. As grandes manifestações cívico-religiosas  O culto-cívico em Atenas Dever de Dever Cidadania Religioso  As Panateneias (doc.16)  As Grandes Dionisíacas  Teatro – Ésquilo, Sófocles e Eurípedes
  5. 5. Teatro Grego
  6. 6. Os Jogos Pan-helénicos  Jogos Manifestação Religiosa Vários santuários Olímpia Delfos
  7. 7. Santuário de Olímpia
  8. 8. Santuário de Delfos
  9. 9. Os Jogos Pan-helénicos  Jogos – quatro em quatro anos, tréguas sagradas  Cerimónia religiosas em honra de Zeus e provas desportivas (doc. D)  Prémio ?
  10. 10. Os Jogos Pan-helénicos Auriga de Delfos
  11. 11. Os Jogos Pan-hlénicos Jogos Olímpicos  Realizam-se de quatro em quatro anos – santuário de Olímpia (cidade - estado )  Tripla Celebração: o a Zeus o a Hércules o a Pélops – 1º vencedor na corrida de cavalos  Apenas os homens e adolescentes livres de pura ascendência grega podiam participar nas competições olímpicas  As mulheres, os escravos e os metecos não podiam participar dos jogos, e eram disputados com os participantes completamente nus . Jogos Píticos  Realizavam –se de quatro em quatro anos  Celebravam Apolo  Realizavam-se em Delfos  Provas desportivas, concursos musicais e dramáticos
  12. 12. A educação ateniense Em Atenas, é necessário converter os jovens em homens cultos, corajosos, sensíveis, ao belo e empenhados na vida politica da cidade. Doc 19
  13. 13. A educação ateniense Até aos 7 anos, as crianças eram educadas pela mãe no gineceu. A partir daí eram orientadas para os papéis que, mais tarde, deveriam assumir na sociedade: as raparigas ficavam em casa e os rapazes iam a escola e preparavam-se para ser cidadãos.
  14. 14. A educação ateniense  O estado recomendava que aprendessem a nadar, a ler, a escrever e que praticassem exercícios físicos. O currículo compreendia a aprendizagem da leitura, da escrita e da aritmética.
  15. 15. A educação ateniense  A educação intelectual era contemplada com a preparação física a cargo do pedotriba. Exercitar o corpo era considerado tão necessário como exercitar a mente.  Um cidadão tinha um serviço militar a cumprir.
  16. 16. A educação ateniense  A preparação física continuava, a partir dos 15 anos, em escolas próprias, os ginásios. Nos ginásios ensinavam-se também matemática e filosofia.  A educação do cidadão completava-se no exercício da da vida cívica.
  17. 17. A Arquitetura  Arquitectura Grega – Arquitetura Religiosa Templo de Atena-Afaia em Egina Proporção Harmonia Belos
  18. 18. A Arquitetura  Arquitectura Grega – Arquitetura Religiosa Pártenon em Atenas Linhas direitas Racionalidade Simplicidade
  19. 19. A Arquitetura
  20. 20. A Arquitetura
  21. 21. A arquitetura Ordem Dórica  A mais antiga  Mais simples  Capitel liso, sem base
  22. 22. A arquitetura Ordem Jónica ● Mais elegante ● Capitel de volutas, coluna com base
  23. 23. A arquitetura  Templo de Ordem Jónica  Erectéion – dedicado a Atena, Hefesto e Erecteu (mítico rei ateniense) Foi construído entre 421 a 406 a.C
  24. 24. A arquitetura Ordem Coríntia ● Elaborado ● Capitel decorado com motivos vegetais, coluna com base
  25. 25. A arquitetura Templo de Zeus Olímpico em Atenas
  26. 26. A arquitetura O Frontão
  27. 27. A Escultura Características  Naturalismo  Movimento  beleza ideal/ Idealismo  Serenidade  Rigor do pormenor Corpo Perfeito O Discóbolo – Míron 455 a.c.
  28. 28. A escultura  Regra da proporcionalidade da escultura (relação equilibrada entre os vários elementos que a constituem)  Policleto “Cânone”- Escultura “ O Dorífero” 450 a.c.
  29. 29. A escultura  Os Kuroi são jovens nus, esculturas dos séc.VII e VI a.c. Que representam deuses da juventude e plenitude/Apolo/Hermes  Rigidez da posição a lembrar a escultura egípcia, ombros largos, ancas estreitas, braços esticados ao longo do corpo,  Rosto esquemático
  30. 30. A Escultura Escultura Clássica  As formas do corpo tornam-se mais suaves e delicadas.  Deus de olhar sonhador e vago sorriso nos lábios. Autores: Policleto, Fídias, Míron, Praxíteles HERMES brincando com Eros (amor) Séc.IV a.c. Praxíteles

×