SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 43
Como Vender Mais,
Sempre e Melhor?
Palestrante
Claudio Goldberg
Consultor Sênior do Instituto MVC
Professor da Fundação Getulio Vargas
Professor do Instituto Superior de Administração e Economia do
Mercosul.
Professor Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Palestrante da Associação Brasileira de Marketing Direto Palestrante da ABA
-Associação Brasileira de Anunciantes.
Formação: Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.
Graduado em Ciências Políticas pela Escola Superior de Guerra. Pós graduado em
Marketing,Varejo pela Fundação Getulio Vargas. Mestrado em Economia pela UCAM.
Autor de artigos publicados no I SI HT M
N G
VC, SDR, GOLRH, VendaMais. (BASE RIO)
Comecemos pelas questões que nos afligem
• Você está satisfeito com os resultados de suas
vendas ?
– Provavelmente não.

• Você sabe o que fazer para vender mais e
melhor?
– Provavelmente não.

• Você sabe por que respondeu não para as
duas perguntas acima?
– Provavelmente sim.
Os clientes são difíceis... Por quê
HÁ UM MUNDO
QUE
ESTÁ
ACABANDO ...

...E UM MUNDO
QUE
ESTÁ
COMEÇANDO !

É um mundo de opções ...
A crescente exigência ...
O que é mais importante na vida de
uma empresa ?
Vendas!!!!
Sem elas a empresa não sobrevive!
Nada acontece até alguém vender alguma coisa !
Vendedor
Profissão mais antiga do mundo!!!
or
ded

en
oV
ad
Er
r a?
áE
éa
rj
sa
es
edo
al ,
nd
fin
Ve
A
uo
o
Vender não é mais um ato voluntarioso!

Há a necessidade de construir
uma relação de confiança !!!
Inteligência Emocional
 Pensamentos

 Sentimentos

1. AUTOMOTIVAÇÃO
 Ações

2. EMPATIA
3. COMUNICAÇÃO

 Resultados

4. AUTOCONTROLE
As características mais comuns dos
vendedores muito bem sucedidos
Automotivação – procuram enxergar o lado bom da situação
Automotivação – procuram enxergar o lado bom da situação
(Princípio da Flexibilidade);
(Princípio da Flexibilidade);



As características mais comuns dos
vendedores muito bem sucedidos



Empatia – Respeitar as opções dos outros, pois os clientes são
Empatia – Respeitar as opções dos outros, pois os clientes são
diferentes, agem e pensam de forma diferente. Não julgue, apenas
diferentes, agem e pensam de forma diferente. Não julgue, apenas
compreenda..
compreenda
Muito além do Não!
Algumas formas praticas de utilizar este
conceito numa negociação:
“Entendo por que se sentem assim. É totalmente razoável dada a experiência
“Entendo por que se sentem assim. É totalmente razoável dada a experiência
que tiveram. A minha experiência, entretanto, foi diferente”.
que tiveram. A minha experiência, entretanto, foi diferente”.
Quando seu cliente diz “Seu preço é muito alto”, você fica tentado a refutar a
Quando seu cliente diz “Seu preço é muito alto”, você fica tentado a refutar a
afirmação com outra afirmação: “Mas este produto é da melhor qualidade que
afirmação com outra afirmação: “Mas este produto é da melhor qualidade que
existe”! A outra parte será mais receptiva se, antes, você reconhecer sua opinião e
existe”! A outra parte será mais receptiva se, antes, você reconhecer sua opinião e
dizer: “Sim, você está absolutamente certo, nosso preço é mais elevado. E isso
dizer: “Sim, você está absolutamente certo, nosso preço é mais elevado. E isso
significa que você estará comprando um produto de mais alta qualidade, maior
significa que você estará comprando um produto de mais alta qualidade, maior
confiabilidade e melhor atendimento”!
confiabilidade e melhor atendimento”!
“Posso entender por que sua opinião em relação a isto é tão forte, e eu
“Posso entender por que sua opinião em relação a isto é tão forte, e eu
respeito. Deixe-me explicar, porém, como vejo a situação”.
respeito. Deixe-me explicar, porém, como vejo a situação”.
“Concordo plenamente com o que você está querendo dizer.
“Concordo plenamente com o que você está querendo dizer.
O que você talvez não tenha levado em consideração é o
O que você talvez não tenha levado em consideração é o
seguinte...”
seguinte...”
As características mais comuns dos
vendedores muito bem sucedidos



Foco no cliente -- Saber identificar as necessidades, desejos e
Foco no cliente Saber identificar as necessidades, desejos e
expectativas dos Clientes, buscando atendê-los plenamente
expectativas dos Clientes, buscando atendê-los plenamente
(fazer o diagnóstico );
(fazer o diagnóstico );
As características mais comuns dos
vendedores muito bem sucedidos



Boa comunicação – A arte de ser entendido
Boa comunicação – A arte de ser entendido
Encontrando as respostas:
O que você precisa saber ?
Antes de decidirmos quais perguntas
faremos,devemos definir o que queremos
saber dos clientes
Perguntas Abertas
Perguntas Abertas

T écn ica d o
fu n il
Perguntas Fechadas
Perguntas Fechadas
O interesse primário (O que eles querem )
Estas informações nos dizem exatamente
o que o produto deve fornecer.
Assim sendo nos permitem identificar
qual será a solução a ser apresentada
O Critério de compra (Requisitos da Venda)
Estas são informações relativos aos aspectos
específicos do produto como tamanho,
cor,velocidade, garantia ou disponibilidade.
Se pudermos atender aos critérios,a venda
poderá ser concretizada
Outras considerações (o que os clientes
gostariam de ter)
Estas são informações nos permitem ter uma
visão holistica do cliente e descobrir
necessidades adicionais.
O motivo dominante da compra(Por que eles
a desejam)
Estas informações nos permitem identificar
a motivação emocional da compra e sermos
diferentes dos demais vendedores.
Em termos simples, posicionar o benefício
As características mais comuns dos
vendedores muito bem sucedidos



Saber ouvir – O mais importante na comunicação é ouvir
Saber ouvir – O mais importante na comunicação é ouvir
o que não foi dito (ouvir x escutar)
o que não foi dito (ouvir x escutar)
O entendimento do Processo de Venda
O entendimento do Processo de Venda
começa pelo conhecimento da
começa pelo conhecimento da
anatomia humana ...
anatomia humana ...

82

1

Boca

2

Ouvidos

O u v ir m a is e
Fa la r m e n o s . . .
O Processo da Venda

PAC
Prospecção e
Pré Abordagem
Abordagem
Argumentação
Negociação
FECHAMENTO

PLANEJAMENTO

Ação

Conquista
Prospecção
• Prospeção de clientes potenciais é
para vendas o que as sementes são
para o jardim.Se não plantarmos
sementes,não teremos flores
Por quê o planejamento é fundamental?
Iniciar uma relação
Iniciar uma relação
comercial sem ter feito
comercial sem ter feito
a pré-abordagem é o
a pré-abordagem é o
mesmo que ir a um
mesmo que ir a um
encontro as escuras:
encontro as escuras:
não saberemos o que
não saberemos o que
encontrar ou esperar
encontrar ou esperar
quando chegarmos ao
quando chegarmos ao
local.
local.
Pré Abordagem
“Agora vejamos. Estivemos juntos durante 10 minutos.
Posso afirmar que você não sabe nada sobre mim,
Minha empresa,nossos produtos,nossos
concorrentes,nosso mercado ou nossos desafios.
O que era mesmo que você estava tentando me
vender?”
(Ponto de vista de um comprador)
Pré Abordagem
As necessidades
da empresa
Produtos
atuais.
Benefícios
Informações de
esperados.
pré-abordagem

O Comprador
Personalidade,
características

O processo de compra
Quem participa do processo?
Quem é o cliente do cliente ?
Como é o dia a dia da empresa?
Você já teve um encontro de vendas com alguém que
após uns 20 minutos revela que é ele que não decide ?
Consumo

Influência

quem efetivamente utiliza

quem influencia

Compra

quem executa a ordem

Decisão
quem decide o que, como, quando, onde
A Abordagem
Por que esta é a etapa da venda em
que o vendedor perde grande
número de possíveis clientes ?
Abordagem

Porque é a etapa onde o cliente coloca
“desculpas “ para não dar oportunidade
do vendedor argumentar
Alguns exemplos :
 Não tenho tempo
 Não estou interessado
 Desculpe , mas agora não posso
conversar
Desafio: Como contornar a relutância do
potencial comprador na abordagem inicial
IMAGINE A SEGUINTE SITUAÇÃO:
Você é vendedor da Editora do Brasil e sabe que este período é critico para o faturamento de
sua empresa, que pode significar inclusive o resultado de 1 ano inteiro de vendas. Seu
gerente já divulgou a campanha do mês, bem como, a relação de novos produtos para serem
oferecidos ao mercado. Claudio Goldberg é coordenador do ensino médio da escola Castelo
Branco, localizada na zona norte do Rio de Janeiro. Esta escola é um ”prospect” muito
importante e especial pois se conseguir um pedido de “adoção de lista” certamente irá bater
sua meta do ano e deixar seu gerente “feliz da vida”. O problema é que este coordenador,
pessoa muito ocupada e sem disponibilidade de tempo nunca pode receber sua visita de
venda. Sabendo que ele é o tomador de decisão principal e após diversas tentativas sem
resultado,você descobre que ele estará no hall de um prédio comercial amanhã e terá a
oportunidade de abordar o assunto com ele durante a subida do elevador. Apesar da tensão,
você observa que dispõe de apenas 1 minuto – o tempo máximo de subida do elevador- para
abordá-lo e tentar além de vender a imagem de sua empresa, obter a adoção da lista de seu
produto/serviço.

Continuação
Desafio: Como contornar a relutância do
potencial comprador na abordagem inicial
O QUE VOCÊ DIRIA A ELE?
Dicas:
• As escolas concorrentes estão cobrando mensalidade 15% mais baixas
que a Castelo Branco;
• O perfil dos alunos são de classe média baixa cujos pais se preocupam
em economizar na compra do material didático e não didático escolar;
• Os pais dos alunos buscam conveniência para a compra e praticidade
para que os livros caibam nas mochilas de seus filhos ;
• O posicionamento da escola é de oferecer ensino de “alta qualidade”
Argumentação
“Muitos vendedores se preocupam tanto
com o que é o produto, que se
esquecem de dizer para que eles
servem”
VALOR

AVALIAÇÃO
AVALIAÇÃO
SUBJETIVA
SUBJETIVA

=

CONJUNTO DE
CONJUNTO DE
BENEFÍCIOS
BENEFÍCIOS

Como vender mais?
Como vender mais?

Valor =

Benefício
Custo

CUSTOS
CUSTOS
N o m e o fe re ç a ro up a s .
ã

O fe re ç a -m e um a a p a rê nc ia bo nita e
a tra e nte !

N o m e o fe re ç a s a p a to s .
ã

O fe re ç a -m e c o m o d id a d e p a ra m e us p é s e o
p ra z e r d e c a m inha r!

N o m e o fe re ç a c a s a .
ã

O fe re ç a -m e s e g ura nç a , c o m o d id a d e e um
lug a r lim p o e fe liz !

N o m e o fe re ç a livro s .
ã

O fe re ç a -m e ho ra s d e p ra z e r e o be ne fíc io
d o c o nhe c im e nto !
Não me ofereçam coisas ...
Não me ofereçam coisas ...
A negociação
• Tenha em mente o que você quer e o que
está disposto a dar em troca
• Negocie bem para não precisar dispor de
todas as cartas
• Faça outro lutar pela concessão
• Nem sempre o presente mais caro é o que
causa maior impacto
• Não conceda demais, nem muito
rapidamente, isto sempre aumenta o desejo
• Peça algo em troca.
Fechamento
• Abordagem direta:
•
• Se fizermos suas alterações posso
passar a lista de adoção?
• Uma pergunta honesta, direta e sem
rodeios.
• Suposição :
• Já que estamos de acordo com as
especificações do produto,o
Sr.poderia me dizer qual a
quantidade?
• O Sr. Prefere que façamos a
remessa para que localidade ?
• Quando o cliente não se
compromete mas também não faz
nenhuma objeção.
• Alivia a responsabilidade do cliente
que não quer assumir que você lhe
vendeu.

Ganho Imediato:

•

Você mencionou que este ano
sua escola realmente
estimular o interesse de seus
alunos em aprender
matemática. Se me a aprovar
a indicação deste livro posso
garantir que irá ter resultados
específicos já no próximo ano
letivo

•

Útil por oferecer benefício
imediato em contraponto a um
atraso (prejuízo)”
•

Escolha alternativa:
O Sr. prefere à vista com desconto ou financiado ?
Neste fechamento o vendedor aproveita o fato do cliente ter
necessidades múltiplas. Ao ter indagada a sua preferência, o cliente
estará respondendo afirmativamente ao fechamento do pedido, pois
demonstra como quer ter preenchida a sua necessidade.

•

Converter uma objeção em um motivo de compra.
Após o vendedor solicitar o pedido – (Posso fechar o pedido agora?) o
cliente poderá responder:
-Não porque eu preciso receber urgente e você não tem a pronta
entrega!
O vendedor diz: Se eu garantir a entrega imediata posso fechar o
pedido?
Usando este fechamento, o vendedor precisa começar com a palavra
“ Se”.
Sutileza Invertida
Há alguma razão pela qual nós
não podemos fazer o pedido?
Fazer uma pergunta invertida, de
forma que a resposta será negativa,
porém com significado “Sim”.
Mude o paradigma
Se você deseja
Se você deseja
pequenas mudanças,
pequenas mudanças,
trabalhe seu
trabalhe seu
comportamento;
comportamento;
Se você deseja
Se você deseja
realmente mudanças
realmente mudanças
significativas, trabalhe
significativas, trabalhe
seus paradigmas
seus paradigmas
A palavra chave: Diferenciação
• Se você não for distinto,
você será extinto

Tom Peters
“Toda manhã na África, uma gazela
acorda sabendo que terá que correr
mais rápido do que o leão mais
veloz para não morrer.
Toda manhã na África, um leão
acorda sabendo que terá que correr
mais rápido do que a gazela mais
lenta, ou morrerá de fome.
Não faz diferença se você é
leão ou gazela.
Quando o sol nascer, é melhor
começar a correr.”
Como participante dessa atividade
você poderá receber por E-mail
uma assinatura gratuita do I ig ht
ns
M
VC, publicação voltada à gestão
de talentos e aumento da
performance organizacional.
O I ig ht M trata de assuntos
ns
VC
ligados ao desenvolvimento de
pessoas e organizações.

Visite Nosso Site www.institutomvc.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Téncicas de Abordagem - Vendas Externas
Téncicas de Abordagem - Vendas ExternasTéncicas de Abordagem - Vendas Externas
Téncicas de Abordagem - Vendas ExternasWilson Domingueti
 
Técnicas de Vendas
Técnicas de VendasTécnicas de Vendas
Técnicas de Vendaselbaiano
 
Treinamento atendimento, vendas e fechamento
Treinamento atendimento, vendas e fechamentoTreinamento atendimento, vendas e fechamento
Treinamento atendimento, vendas e fechamentotrainertek
 
Varejo técnicas de vendas
Varejo   técnicas de vendasVarejo   técnicas de vendas
Varejo técnicas de vendasPeter otaneR
 
Técnicas vendas sky%20_renova[1]
Técnicas vendas sky%20_renova[1]Técnicas vendas sky%20_renova[1]
Técnicas vendas sky%20_renova[1]wagnermcloud
 
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendasAgendor
 
Pronatec vendedor - tec vendas#3
Pronatec   vendedor - tec vendas#3Pronatec   vendedor - tec vendas#3
Pronatec vendedor - tec vendas#3Andrea Fiuza
 
Atendimento & Vendas
Atendimento & VendasAtendimento & Vendas
Atendimento & VendasTalita Aquino
 
Curso atendimento e vendas
Curso atendimento e vendasCurso atendimento e vendas
Curso atendimento e vendasNathalie Maicá
 
Compilado tecnicas de vendas
Compilado tecnicas de vendasCompilado tecnicas de vendas
Compilado tecnicas de vendasemiliogm
 
Etapas da venda escola do varejo
Etapas da venda   escola do varejoEtapas da venda   escola do varejo
Etapas da venda escola do varejoHenrique Marques
 
5 técnicas de abordagens de vendas externas
5 técnicas de abordagens de vendas externas 5 técnicas de abordagens de vendas externas
5 técnicas de abordagens de vendas externas Agendor
 
APRESENTAÇÃO- TREINAMENTO SOBRE VENDAS PASSO 3
APRESENTAÇÃO- TREINAMENTO SOBRE VENDAS PASSO 3APRESENTAÇÃO- TREINAMENTO SOBRE VENDAS PASSO 3
APRESENTAÇÃO- TREINAMENTO SOBRE VENDAS PASSO 3REGIS SILVA
 
Técnicas de Vendas - Análise de Vendas
Técnicas de Vendas - Análise de VendasTécnicas de Vendas - Análise de Vendas
Técnicas de Vendas - Análise de VendasPreOnline
 

Mais procurados (20)

Téncicas de Abordagem - Vendas Externas
Téncicas de Abordagem - Vendas ExternasTéncicas de Abordagem - Vendas Externas
Téncicas de Abordagem - Vendas Externas
 
Vendedor de Valor - 50 segredos de vendas
Vendedor de Valor - 50 segredos de vendasVendedor de Valor - 50 segredos de vendas
Vendedor de Valor - 50 segredos de vendas
 
Técnicas de Vendas
Técnicas de VendasTécnicas de Vendas
Técnicas de Vendas
 
sales
salessales
sales
 
Treinamento atendimento, vendas e fechamento
Treinamento atendimento, vendas e fechamentoTreinamento atendimento, vendas e fechamento
Treinamento atendimento, vendas e fechamento
 
Varejo técnicas de vendas
Varejo   técnicas de vendasVarejo   técnicas de vendas
Varejo técnicas de vendas
 
Técnicas vendas sky%20_renova[1]
Técnicas vendas sky%20_renova[1]Técnicas vendas sky%20_renova[1]
Técnicas vendas sky%20_renova[1]
 
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
 
Pronatec vendedor - tec vendas#3
Pronatec   vendedor - tec vendas#3Pronatec   vendedor - tec vendas#3
Pronatec vendedor - tec vendas#3
 
Atendimento & Vendas
Atendimento & VendasAtendimento & Vendas
Atendimento & Vendas
 
Curso atendimento e vendas
Curso atendimento e vendasCurso atendimento e vendas
Curso atendimento e vendas
 
Compilado tecnicas de vendas
Compilado tecnicas de vendasCompilado tecnicas de vendas
Compilado tecnicas de vendas
 
Tecnicas de Vendas
Tecnicas de VendasTecnicas de Vendas
Tecnicas de Vendas
 
Etapas da venda escola do varejo
Etapas da venda   escola do varejoEtapas da venda   escola do varejo
Etapas da venda escola do varejo
 
5 técnicas de abordagens de vendas externas
5 técnicas de abordagens de vendas externas 5 técnicas de abordagens de vendas externas
5 técnicas de abordagens de vendas externas
 
Slide processo de vendas
Slide  processo de vendasSlide  processo de vendas
Slide processo de vendas
 
APRESENTAÇÃO- TREINAMENTO SOBRE VENDAS PASSO 3
APRESENTAÇÃO- TREINAMENTO SOBRE VENDAS PASSO 3APRESENTAÇÃO- TREINAMENTO SOBRE VENDAS PASSO 3
APRESENTAÇÃO- TREINAMENTO SOBRE VENDAS PASSO 3
 
Técnicas de Vendas
Técnicas de VendasTécnicas de Vendas
Técnicas de Vendas
 
COACHING, TREINAMENTO E TÉCNICAS DE VENDAS.
COACHING, TREINAMENTO E TÉCNICAS DE VENDAS.COACHING, TREINAMENTO E TÉCNICAS DE VENDAS.
COACHING, TREINAMENTO E TÉCNICAS DE VENDAS.
 
Técnicas de Vendas - Análise de Vendas
Técnicas de Vendas - Análise de VendasTécnicas de Vendas - Análise de Vendas
Técnicas de Vendas - Análise de Vendas
 

Semelhante a Como vender mais e melhor

Como Vender Mais E Melhor
Como Vender Mais E MelhorComo Vender Mais E Melhor
Como Vender Mais E Melhorguesta4d7ab
 
Negociação e Vendas
Negociação e VendasNegociação e Vendas
Negociação e VendasAnielle8
 
Vendas com foco comportmental
Vendas com foco comportmentalVendas com foco comportmental
Vendas com foco comportmentalSimone Casas
 
ppttcnicasdevendasprof-130708100809-phpapp02.pdf
ppttcnicasdevendasprof-130708100809-phpapp02.pdfppttcnicasdevendasprof-130708100809-phpapp02.pdf
ppttcnicasdevendasprof-130708100809-phpapp02.pdfMichellinePoncianoSi
 
Workshop vendas 2 (1)
Workshop vendas 2 (1)Workshop vendas 2 (1)
Workshop vendas 2 (1)Ellen Vargas
 
Metodologiadevendas
MetodologiadevendasMetodologiadevendas
Metodologiadevendascesar
 
Curso Técnica de Vendas - Grupo MFG
Curso Técnica de Vendas - Grupo MFGCurso Técnica de Vendas - Grupo MFG
Curso Técnica de Vendas - Grupo MFGgrupomfg
 
PASSOS DA VENDA
PASSOS DA VENDA PASSOS DA VENDA
PASSOS DA VENDA Uenes Gomes
 
De que adianta produzirmos se não soubermos como vender
De que adianta produzirmos se não soubermos como venderDe que adianta produzirmos se não soubermos como vender
De que adianta produzirmos se não soubermos como vendermarcoslutherodeoliveira
 
9 dicas para ser um expert em vendas difíceis
9 dicas para ser um expert em vendas difíceis9 dicas para ser um expert em vendas difíceis
9 dicas para ser um expert em vendas difíceisAgendor
 
Atendimento e Vendas: Oferta Qualificada.
Atendimento e Vendas: Oferta Qualificada.Atendimento e Vendas: Oferta Qualificada.
Atendimento e Vendas: Oferta Qualificada.Wandick Rocha de Aquino
 
Atendimento VS Imagem da Empresa
Atendimento VS Imagem da EmpresaAtendimento VS Imagem da Empresa
Atendimento VS Imagem da EmpresaDaniela Alexandra
 
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.R Gómez
 
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.R Gómez
 

Semelhante a Como vender mais e melhor (20)

Como Vender Mais E Melhor
Como Vender Mais E MelhorComo Vender Mais E Melhor
Como Vender Mais E Melhor
 
Negociação e Vendas
Negociação e VendasNegociação e Vendas
Negociação e Vendas
 
Vendas com foco comportmental
Vendas com foco comportmentalVendas com foco comportmental
Vendas com foco comportmental
 
ppttcnicasdevendasprof-130708100809-phpapp02.pdf
ppttcnicasdevendasprof-130708100809-phpapp02.pdfppttcnicasdevendasprof-130708100809-phpapp02.pdf
ppttcnicasdevendasprof-130708100809-phpapp02.pdf
 
Treinamento de vendas
Treinamento de vendasTreinamento de vendas
Treinamento de vendas
 
Workshop vendas 2 (1)
Workshop vendas 2 (1)Workshop vendas 2 (1)
Workshop vendas 2 (1)
 
Metodologiadevendas
MetodologiadevendasMetodologiadevendas
Metodologiadevendas
 
Conhecendo as Necessidades do Cliente no Varejo
Conhecendo as Necessidades do Cliente no VarejoConhecendo as Necessidades do Cliente no Varejo
Conhecendo as Necessidades do Cliente no Varejo
 
Curso Técnica de Vendas - Grupo MFG
Curso Técnica de Vendas - Grupo MFGCurso Técnica de Vendas - Grupo MFG
Curso Técnica de Vendas - Grupo MFG
 
COMO CONTORNAR OBJEÇÕES.pptx
COMO CONTORNAR OBJEÇÕES.pptxCOMO CONTORNAR OBJEÇÕES.pptx
COMO CONTORNAR OBJEÇÕES.pptx
 
PASSOS DA VENDA
PASSOS DA VENDA PASSOS DA VENDA
PASSOS DA VENDA
 
Guia de vendas
Guia de vendasGuia de vendas
Guia de vendas
 
De que adianta produzirmos se não soubermos como vender
De que adianta produzirmos se não soubermos como venderDe que adianta produzirmos se não soubermos como vender
De que adianta produzirmos se não soubermos como vender
 
Fundamentos de vendas Corporativas
Fundamentos de vendas Corporativas Fundamentos de vendas Corporativas
Fundamentos de vendas Corporativas
 
9 dicas para ser um expert em vendas difíceis
9 dicas para ser um expert em vendas difíceis9 dicas para ser um expert em vendas difíceis
9 dicas para ser um expert em vendas difíceis
 
De Vendedor Para Gerente De Clientes
De Vendedor Para Gerente De ClientesDe Vendedor Para Gerente De Clientes
De Vendedor Para Gerente De Clientes
 
Atendimento e Vendas: Oferta Qualificada.
Atendimento e Vendas: Oferta Qualificada.Atendimento e Vendas: Oferta Qualificada.
Atendimento e Vendas: Oferta Qualificada.
 
Atendimento VS Imagem da Empresa
Atendimento VS Imagem da EmpresaAtendimento VS Imagem da Empresa
Atendimento VS Imagem da Empresa
 
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.
 
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.
Treinamento de atendimento ao cliente e trabalho em equipe.
 

Mais de INSTITUTO MVC

TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO E COMUNICAÇÃO
TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO E COMUNICAÇÃOTÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO E COMUNICAÇÃO
TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO E COMUNICAÇÃOINSTITUTO MVC
 
Palestra a importância_de_compartilhar_o_conhecimento_nas_organizações
Palestra a importância_de_compartilhar_o_conhecimento_nas_organizaçõesPalestra a importância_de_compartilhar_o_conhecimento_nas_organizações
Palestra a importância_de_compartilhar_o_conhecimento_nas_organizaçõesINSTITUTO MVC
 
COMUNICAÇAO ESCRITA
COMUNICAÇAO ESCRITACOMUNICAÇAO ESCRITA
COMUNICAÇAO ESCRITAINSTITUTO MVC
 
Venda consultiva e geração de valor do conhecimento à ação
Venda consultiva e geração de valor   do conhecimento à açãoVenda consultiva e geração de valor   do conhecimento à ação
Venda consultiva e geração de valor do conhecimento à açãoINSTITUTO MVC
 
Persuasão e influência
Persuasão e influência Persuasão e influência
Persuasão e influência INSTITUTO MVC
 
UNIVERSIDADE CORPORATIVA - ASPECTOS A CONSIDERAR
UNIVERSIDADE CORPORATIVA - ASPECTOS A CONSIDERARUNIVERSIDADE CORPORATIVA - ASPECTOS A CONSIDERAR
UNIVERSIDADE CORPORATIVA - ASPECTOS A CONSIDERARINSTITUTO MVC
 
Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...
Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...
Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...INSTITUTO MVC
 
Conarh 2014 por que falham os programas de td
Conarh 2014 por que falham os programas de td Conarh 2014 por que falham os programas de td
Conarh 2014 por que falham os programas de td INSTITUTO MVC
 
Manual para desenvolvimento de uma universidade corporativa slides
Manual para desenvolvimento de uma universidade corporativa   slidesManual para desenvolvimento de uma universidade corporativa   slides
Manual para desenvolvimento de uma universidade corporativa slidesINSTITUTO MVC
 
Gestao do tempo e organizacao do trabalho
Gestao do tempo e organizacao do trabalhoGestao do tempo e organizacao do trabalho
Gestao do tempo e organizacao do trabalhoINSTITUTO MVC
 
Marketing e vendas de T&D
Marketing e vendas de T&DMarketing e vendas de T&D
Marketing e vendas de T&DINSTITUTO MVC
 
Indicadores de resultados e sua eficácia como ferramenta para o RH
Indicadores de resultados e sua eficácia como ferramenta para o RHIndicadores de resultados e sua eficácia como ferramenta para o RH
Indicadores de resultados e sua eficácia como ferramenta para o RHINSTITUTO MVC
 
Universidade Corporativa II - Caminho para o Autodesenvolvimento
Universidade Corporativa II - Caminho para o AutodesenvolvimentoUniversidade Corporativa II - Caminho para o Autodesenvolvimento
Universidade Corporativa II - Caminho para o AutodesenvolvimentoINSTITUTO MVC
 
Universidade Corporativa I - Caminho para o Autodesenvolvimento
Universidade Corporativa I - Caminho para o AutodesenvolvimentoUniversidade Corporativa I - Caminho para o Autodesenvolvimento
Universidade Corporativa I - Caminho para o AutodesenvolvimentoINSTITUTO MVC
 
Universidade Corporativa - Acertos, erros e visão
Universidade Corporativa - Acertos, erros e visão Universidade Corporativa - Acertos, erros e visão
Universidade Corporativa - Acertos, erros e visão INSTITUTO MVC
 
Universidade corporativa - Nem sempre tudo deu certo
Universidade corporativa - Nem sempre tudo deu certoUniversidade corporativa - Nem sempre tudo deu certo
Universidade corporativa - Nem sempre tudo deu certoINSTITUTO MVC
 
ATENDIMENTO AO CLIENTE COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO
ATENDIMENTO AO CLIENTE COMO DIFERENCIAL COMPETITIVOATENDIMENTO AO CLIENTE COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO
ATENDIMENTO AO CLIENTE COMO DIFERENCIAL COMPETITIVOINSTITUTO MVC
 

Mais de INSTITUTO MVC (20)

TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO E COMUNICAÇÃO
TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO E COMUNICAÇÃOTÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO E COMUNICAÇÃO
TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO E COMUNICAÇÃO
 
Palestra a importância_de_compartilhar_o_conhecimento_nas_organizações
Palestra a importância_de_compartilhar_o_conhecimento_nas_organizaçõesPalestra a importância_de_compartilhar_o_conhecimento_nas_organizações
Palestra a importância_de_compartilhar_o_conhecimento_nas_organizações
 
COMUNICAÇAO ESCRITA
COMUNICAÇAO ESCRITACOMUNICAÇAO ESCRITA
COMUNICAÇAO ESCRITA
 
UNIVENDAS CASO
UNIVENDAS CASOUNIVENDAS CASO
UNIVENDAS CASO
 
Venda consultiva e geração de valor do conhecimento à ação
Venda consultiva e geração de valor   do conhecimento à açãoVenda consultiva e geração de valor   do conhecimento à ação
Venda consultiva e geração de valor do conhecimento à ação
 
Persuasão e influência
Persuasão e influência Persuasão e influência
Persuasão e influência
 
negociação
negociação negociação
negociação
 
Dia1
Dia1Dia1
Dia1
 
UNIVERSIDADE CORPORATIVA - ASPECTOS A CONSIDERAR
UNIVERSIDADE CORPORATIVA - ASPECTOS A CONSIDERARUNIVERSIDADE CORPORATIVA - ASPECTOS A CONSIDERAR
UNIVERSIDADE CORPORATIVA - ASPECTOS A CONSIDERAR
 
Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...
Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...
Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...
 
Conarh 2014 por que falham os programas de td
Conarh 2014 por que falham os programas de td Conarh 2014 por que falham os programas de td
Conarh 2014 por que falham os programas de td
 
Manual para desenvolvimento de uma universidade corporativa slides
Manual para desenvolvimento de uma universidade corporativa   slidesManual para desenvolvimento de uma universidade corporativa   slides
Manual para desenvolvimento de uma universidade corporativa slides
 
Gestao do tempo e organizacao do trabalho
Gestao do tempo e organizacao do trabalhoGestao do tempo e organizacao do trabalho
Gestao do tempo e organizacao do trabalho
 
Marketing e vendas de T&D
Marketing e vendas de T&DMarketing e vendas de T&D
Marketing e vendas de T&D
 
Indicadores de resultados e sua eficácia como ferramenta para o RH
Indicadores de resultados e sua eficácia como ferramenta para o RHIndicadores de resultados e sua eficácia como ferramenta para o RH
Indicadores de resultados e sua eficácia como ferramenta para o RH
 
Universidade Corporativa II - Caminho para o Autodesenvolvimento
Universidade Corporativa II - Caminho para o AutodesenvolvimentoUniversidade Corporativa II - Caminho para o Autodesenvolvimento
Universidade Corporativa II - Caminho para o Autodesenvolvimento
 
Universidade Corporativa I - Caminho para o Autodesenvolvimento
Universidade Corporativa I - Caminho para o AutodesenvolvimentoUniversidade Corporativa I - Caminho para o Autodesenvolvimento
Universidade Corporativa I - Caminho para o Autodesenvolvimento
 
Universidade Corporativa - Acertos, erros e visão
Universidade Corporativa - Acertos, erros e visão Universidade Corporativa - Acertos, erros e visão
Universidade Corporativa - Acertos, erros e visão
 
Universidade corporativa - Nem sempre tudo deu certo
Universidade corporativa - Nem sempre tudo deu certoUniversidade corporativa - Nem sempre tudo deu certo
Universidade corporativa - Nem sempre tudo deu certo
 
ATENDIMENTO AO CLIENTE COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO
ATENDIMENTO AO CLIENTE COMO DIFERENCIAL COMPETITIVOATENDIMENTO AO CLIENTE COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO
ATENDIMENTO AO CLIENTE COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO
 

Último

Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarIedaGoethe
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaaulasgege
 

Último (20)

Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
 

Como vender mais e melhor

  • 2. Palestrante Claudio Goldberg Consultor Sênior do Instituto MVC Professor da Fundação Getulio Vargas Professor do Instituto Superior de Administração e Economia do Mercosul. Professor Universidade Federal do Rio de Janeiro. Palestrante da Associação Brasileira de Marketing Direto Palestrante da ABA -Associação Brasileira de Anunciantes. Formação: Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Graduado em Ciências Políticas pela Escola Superior de Guerra. Pós graduado em Marketing,Varejo pela Fundação Getulio Vargas. Mestrado em Economia pela UCAM. Autor de artigos publicados no I SI HT M N G VC, SDR, GOLRH, VendaMais. (BASE RIO)
  • 3. Comecemos pelas questões que nos afligem • Você está satisfeito com os resultados de suas vendas ? – Provavelmente não. • Você sabe o que fazer para vender mais e melhor? – Provavelmente não. • Você sabe por que respondeu não para as duas perguntas acima? – Provavelmente sim.
  • 4. Os clientes são difíceis... Por quê HÁ UM MUNDO QUE ESTÁ ACABANDO ... ...E UM MUNDO QUE ESTÁ COMEÇANDO ! É um mundo de opções ... A crescente exigência ...
  • 5. O que é mais importante na vida de uma empresa ? Vendas!!!! Sem elas a empresa não sobrevive! Nada acontece até alguém vender alguma coisa !
  • 6. Vendedor Profissão mais antiga do mundo!!! or ded en oV ad Er r a? áE éa rj sa es edo al , nd fin Ve A uo o
  • 7. Vender não é mais um ato voluntarioso! Há a necessidade de construir uma relação de confiança !!!
  • 8. Inteligência Emocional  Pensamentos  Sentimentos 1. AUTOMOTIVAÇÃO  Ações 2. EMPATIA 3. COMUNICAÇÃO  Resultados 4. AUTOCONTROLE
  • 9. As características mais comuns dos vendedores muito bem sucedidos Automotivação – procuram enxergar o lado bom da situação Automotivação – procuram enxergar o lado bom da situação (Princípio da Flexibilidade); (Princípio da Flexibilidade);  
  • 10. As características mais comuns dos vendedores muito bem sucedidos   Empatia – Respeitar as opções dos outros, pois os clientes são Empatia – Respeitar as opções dos outros, pois os clientes são diferentes, agem e pensam de forma diferente. Não julgue, apenas diferentes, agem e pensam de forma diferente. Não julgue, apenas compreenda.. compreenda
  • 11. Muito além do Não! Algumas formas praticas de utilizar este conceito numa negociação: “Entendo por que se sentem assim. É totalmente razoável dada a experiência “Entendo por que se sentem assim. É totalmente razoável dada a experiência que tiveram. A minha experiência, entretanto, foi diferente”. que tiveram. A minha experiência, entretanto, foi diferente”. Quando seu cliente diz “Seu preço é muito alto”, você fica tentado a refutar a Quando seu cliente diz “Seu preço é muito alto”, você fica tentado a refutar a afirmação com outra afirmação: “Mas este produto é da melhor qualidade que afirmação com outra afirmação: “Mas este produto é da melhor qualidade que existe”! A outra parte será mais receptiva se, antes, você reconhecer sua opinião e existe”! A outra parte será mais receptiva se, antes, você reconhecer sua opinião e dizer: “Sim, você está absolutamente certo, nosso preço é mais elevado. E isso dizer: “Sim, você está absolutamente certo, nosso preço é mais elevado. E isso significa que você estará comprando um produto de mais alta qualidade, maior significa que você estará comprando um produto de mais alta qualidade, maior confiabilidade e melhor atendimento”! confiabilidade e melhor atendimento”! “Posso entender por que sua opinião em relação a isto é tão forte, e eu “Posso entender por que sua opinião em relação a isto é tão forte, e eu respeito. Deixe-me explicar, porém, como vejo a situação”. respeito. Deixe-me explicar, porém, como vejo a situação”. “Concordo plenamente com o que você está querendo dizer. “Concordo plenamente com o que você está querendo dizer. O que você talvez não tenha levado em consideração é o O que você talvez não tenha levado em consideração é o seguinte...” seguinte...”
  • 12. As características mais comuns dos vendedores muito bem sucedidos   Foco no cliente -- Saber identificar as necessidades, desejos e Foco no cliente Saber identificar as necessidades, desejos e expectativas dos Clientes, buscando atendê-los plenamente expectativas dos Clientes, buscando atendê-los plenamente (fazer o diagnóstico ); (fazer o diagnóstico );
  • 13. As características mais comuns dos vendedores muito bem sucedidos   Boa comunicação – A arte de ser entendido Boa comunicação – A arte de ser entendido
  • 14. Encontrando as respostas: O que você precisa saber ?
  • 15. Antes de decidirmos quais perguntas faremos,devemos definir o que queremos saber dos clientes Perguntas Abertas Perguntas Abertas T écn ica d o fu n il Perguntas Fechadas Perguntas Fechadas
  • 16. O interesse primário (O que eles querem ) Estas informações nos dizem exatamente o que o produto deve fornecer. Assim sendo nos permitem identificar qual será a solução a ser apresentada
  • 17. O Critério de compra (Requisitos da Venda) Estas são informações relativos aos aspectos específicos do produto como tamanho, cor,velocidade, garantia ou disponibilidade. Se pudermos atender aos critérios,a venda poderá ser concretizada
  • 18. Outras considerações (o que os clientes gostariam de ter) Estas são informações nos permitem ter uma visão holistica do cliente e descobrir necessidades adicionais.
  • 19. O motivo dominante da compra(Por que eles a desejam) Estas informações nos permitem identificar a motivação emocional da compra e sermos diferentes dos demais vendedores. Em termos simples, posicionar o benefício
  • 20. As características mais comuns dos vendedores muito bem sucedidos   Saber ouvir – O mais importante na comunicação é ouvir Saber ouvir – O mais importante na comunicação é ouvir o que não foi dito (ouvir x escutar) o que não foi dito (ouvir x escutar) O entendimento do Processo de Venda O entendimento do Processo de Venda começa pelo conhecimento da começa pelo conhecimento da anatomia humana ... anatomia humana ... 82 1 Boca 2 Ouvidos O u v ir m a is e Fa la r m e n o s . . .
  • 21. O Processo da Venda PAC
  • 23. Prospecção • Prospeção de clientes potenciais é para vendas o que as sementes são para o jardim.Se não plantarmos sementes,não teremos flores
  • 24. Por quê o planejamento é fundamental? Iniciar uma relação Iniciar uma relação comercial sem ter feito comercial sem ter feito a pré-abordagem é o a pré-abordagem é o mesmo que ir a um mesmo que ir a um encontro as escuras: encontro as escuras: não saberemos o que não saberemos o que encontrar ou esperar encontrar ou esperar quando chegarmos ao quando chegarmos ao local. local.
  • 25. Pré Abordagem “Agora vejamos. Estivemos juntos durante 10 minutos. Posso afirmar que você não sabe nada sobre mim, Minha empresa,nossos produtos,nossos concorrentes,nosso mercado ou nossos desafios. O que era mesmo que você estava tentando me vender?” (Ponto de vista de um comprador)
  • 26. Pré Abordagem As necessidades da empresa Produtos atuais. Benefícios Informações de esperados. pré-abordagem O Comprador Personalidade, características O processo de compra Quem participa do processo? Quem é o cliente do cliente ? Como é o dia a dia da empresa?
  • 27. Você já teve um encontro de vendas com alguém que após uns 20 minutos revela que é ele que não decide ? Consumo Influência quem efetivamente utiliza quem influencia Compra quem executa a ordem Decisão quem decide o que, como, quando, onde
  • 28. A Abordagem Por que esta é a etapa da venda em que o vendedor perde grande número de possíveis clientes ? Abordagem Porque é a etapa onde o cliente coloca “desculpas “ para não dar oportunidade do vendedor argumentar Alguns exemplos :  Não tenho tempo  Não estou interessado  Desculpe , mas agora não posso conversar
  • 29. Desafio: Como contornar a relutância do potencial comprador na abordagem inicial IMAGINE A SEGUINTE SITUAÇÃO: Você é vendedor da Editora do Brasil e sabe que este período é critico para o faturamento de sua empresa, que pode significar inclusive o resultado de 1 ano inteiro de vendas. Seu gerente já divulgou a campanha do mês, bem como, a relação de novos produtos para serem oferecidos ao mercado. Claudio Goldberg é coordenador do ensino médio da escola Castelo Branco, localizada na zona norte do Rio de Janeiro. Esta escola é um ”prospect” muito importante e especial pois se conseguir um pedido de “adoção de lista” certamente irá bater sua meta do ano e deixar seu gerente “feliz da vida”. O problema é que este coordenador, pessoa muito ocupada e sem disponibilidade de tempo nunca pode receber sua visita de venda. Sabendo que ele é o tomador de decisão principal e após diversas tentativas sem resultado,você descobre que ele estará no hall de um prédio comercial amanhã e terá a oportunidade de abordar o assunto com ele durante a subida do elevador. Apesar da tensão, você observa que dispõe de apenas 1 minuto – o tempo máximo de subida do elevador- para abordá-lo e tentar além de vender a imagem de sua empresa, obter a adoção da lista de seu produto/serviço. Continuação
  • 30. Desafio: Como contornar a relutância do potencial comprador na abordagem inicial O QUE VOCÊ DIRIA A ELE? Dicas: • As escolas concorrentes estão cobrando mensalidade 15% mais baixas que a Castelo Branco; • O perfil dos alunos são de classe média baixa cujos pais se preocupam em economizar na compra do material didático e não didático escolar; • Os pais dos alunos buscam conveniência para a compra e praticidade para que os livros caibam nas mochilas de seus filhos ; • O posicionamento da escola é de oferecer ensino de “alta qualidade”
  • 31. Argumentação “Muitos vendedores se preocupam tanto com o que é o produto, que se esquecem de dizer para que eles servem”
  • 32. VALOR AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO SUBJETIVA SUBJETIVA = CONJUNTO DE CONJUNTO DE BENEFÍCIOS BENEFÍCIOS Como vender mais? Como vender mais? Valor = Benefício Custo CUSTOS CUSTOS
  • 33. N o m e o fe re ç a ro up a s . ã O fe re ç a -m e um a a p a rê nc ia bo nita e a tra e nte ! N o m e o fe re ç a s a p a to s . ã O fe re ç a -m e c o m o d id a d e p a ra m e us p é s e o p ra z e r d e c a m inha r! N o m e o fe re ç a c a s a . ã O fe re ç a -m e s e g ura nç a , c o m o d id a d e e um lug a r lim p o e fe liz ! N o m e o fe re ç a livro s . ã O fe re ç a -m e ho ra s d e p ra z e r e o be ne fíc io d o c o nhe c im e nto !
  • 34. Não me ofereçam coisas ... Não me ofereçam coisas ...
  • 35. A negociação • Tenha em mente o que você quer e o que está disposto a dar em troca • Negocie bem para não precisar dispor de todas as cartas • Faça outro lutar pela concessão • Nem sempre o presente mais caro é o que causa maior impacto • Não conceda demais, nem muito rapidamente, isto sempre aumenta o desejo • Peça algo em troca.
  • 36. Fechamento • Abordagem direta: • • Se fizermos suas alterações posso passar a lista de adoção? • Uma pergunta honesta, direta e sem rodeios. • Suposição : • Já que estamos de acordo com as especificações do produto,o Sr.poderia me dizer qual a quantidade? • O Sr. Prefere que façamos a remessa para que localidade ? • Quando o cliente não se compromete mas também não faz nenhuma objeção. • Alivia a responsabilidade do cliente que não quer assumir que você lhe vendeu. Ganho Imediato: • Você mencionou que este ano sua escola realmente estimular o interesse de seus alunos em aprender matemática. Se me a aprovar a indicação deste livro posso garantir que irá ter resultados específicos já no próximo ano letivo • Útil por oferecer benefício imediato em contraponto a um atraso (prejuízo)”
  • 37. • Escolha alternativa: O Sr. prefere à vista com desconto ou financiado ? Neste fechamento o vendedor aproveita o fato do cliente ter necessidades múltiplas. Ao ter indagada a sua preferência, o cliente estará respondendo afirmativamente ao fechamento do pedido, pois demonstra como quer ter preenchida a sua necessidade. • Converter uma objeção em um motivo de compra. Após o vendedor solicitar o pedido – (Posso fechar o pedido agora?) o cliente poderá responder: -Não porque eu preciso receber urgente e você não tem a pronta entrega! O vendedor diz: Se eu garantir a entrega imediata posso fechar o pedido? Usando este fechamento, o vendedor precisa começar com a palavra “ Se”.
  • 38. Sutileza Invertida Há alguma razão pela qual nós não podemos fazer o pedido? Fazer uma pergunta invertida, de forma que a resposta será negativa, porém com significado “Sim”.
  • 39.
  • 40. Mude o paradigma Se você deseja Se você deseja pequenas mudanças, pequenas mudanças, trabalhe seu trabalhe seu comportamento; comportamento; Se você deseja Se você deseja realmente mudanças realmente mudanças significativas, trabalhe significativas, trabalhe seus paradigmas seus paradigmas
  • 41. A palavra chave: Diferenciação • Se você não for distinto, você será extinto Tom Peters
  • 42. “Toda manhã na África, uma gazela acorda sabendo que terá que correr mais rápido do que o leão mais veloz para não morrer. Toda manhã na África, um leão acorda sabendo que terá que correr mais rápido do que a gazela mais lenta, ou morrerá de fome. Não faz diferença se você é leão ou gazela. Quando o sol nascer, é melhor começar a correr.”
  • 43. Como participante dessa atividade você poderá receber por E-mail uma assinatura gratuita do I ig ht ns M VC, publicação voltada à gestão de talentos e aumento da performance organizacional. O I ig ht M trata de assuntos ns VC ligados ao desenvolvimento de pessoas e organizações. Visite Nosso Site www.institutomvc.com.br

Notas do Editor

  1. Depende de diversos fatores ..... Na verdade o que as pessoas querem é algo fácil tipo “como vender mais sem fazer força, sem mudar o que estou fazendo e, principalmente, sem me incomodar muito”. Infelizmente a má notícia é que Isso me porem isso simplesmente não existe.
  2. Depende de diversos fatores ..... Na verdade o que as pessoas querem é algo fácil tipo “como vender mais sem fazer força, sem mudar o que estou fazendo e, principalmente, sem me incomodar muito”. Infelizmente a má notícia é que Isso me porem isso simplesmente não existe. 1) O que oferecemos para o cliente que tem custo alto mas o cliente não valoriza? Quais fatores poderiam ser cortados ou diminuídos sem grandes perdas? 2) O que o cliente realmente valoriza e deveria ser explorado/aumentado ao máximo? 3) Quais fatores poderiam ser criados como novidade – coisas que nunca foram feitas antes pela concorrência? Onde podemos realmente inovar?
  3. Produtos e serviços oferecidos ao mercado estão ficando cada vez mais parecidos. Compradores atingiram um estágio de maturidade nunca antes experimentado - compram no ritmo de sua necessidade e não no tempo de seus fornecedores. Aliás, a oferta - na maior parte dos setores produtivos - já superou a demanda. O cliente, hoje, tem inúmeras opções de compra e pode escolher a oferta que melhor se adequa às suas necessidades e desejos. Além de ter um leque enorme de opções a sua frente, o cliente está mais consciente, mais bem informado, mais exigente, não aceita qualquer produto que lhe seja "empurrado goela
  4. Será que haveria motoristas se alguém não tivesse vendido carros ; Será que haveria operários se alguém não tivesse vendido casas ; Será que haveria produtos de beleza se alguém não tivesse vendido perfumes , batom e etc… Será que uma Editora de 64 anos existiria se alguém não tivesse vendido livros didáticos Isto é emocionante pois nós vendedores somos lideres, fazemos as coisas realmente acontecerem Podemos até dizer que somos o elo de ligação a face , o rosto da empresa O melhor disto tudo é que aqueles que conseguem construir fortes relações comerciais conseguem ser muito bem remunerados
  5. Nitiche – resultados diferentes fazendo a mesma coisa O que você esta fazendo , seus conorrentes também estão O que é uma relação de confiança – é uma combinação de habilidades de comunicação interepessoal: Saber ouvir , passar credibilidade e profissionalismo, comunicar , empatia
  6. DEFININDO O SUCESSO EM VENDAS
  7. No cemitério, um sujeito estava colocando flores no túmulo de um parente, quando vê um chinês colocando um prato de arroz na lápide ao lado. Ele se vira para o chinês e pergunta:         - Desculpe, mas o senhor acha mesmo que o defunto virá comer o arroz?         E o chinês responde:         - Sim, quando o seu vier cheirar as flores!!!
  8. Uitlize a tática do “SIM , MAS” para reconhecer o ponto de vista da outra parte e, sem contestá-lo, expressar uma visão contrária.
  9. É como eu digo Tem duas palavras que abrem muitas portas : puxe e empurre Um famoso sábio estava a morte e centenas de seus discipulos à sua volta se amontoavam para ouvir a última mensagem do santo homem Seu mais dileto discípulo tomou coragem e disse: Mestre não nos deixe sem uma última palavra de sabedoria ,estamos todos esperando por sua mensagem Por alguns instantes o silêncio imperou e muitos começaram a chorar acreditando que o sábio homem havia falecido ; contudo de repente o homem sussorou com grande dificuldade e disse: a vida é como uma xicará de chá Os demais presentes ouviram aquelas palavras e um alvoroço tomou conta do ambiente. O mestre disse que a vida é como uma xicará de chá e reptiam o mantra dizendo uns aos outros Todos estavam perplexos até que alguém perguntou : Mas por que mesmo que a vida é uma xicará de chá ? Pouco a pouco todos se perguntavam a mesma coisa e a pergunta foi indo de pessoa a pessoa até chegar aos ouvidos do disc Ipulo dilteto que tomando coragem perguntou Venerável mestre por que a vida é como uma xicará de chá Com a última centelha de vida que lhe restava o mestre respondeu Tudo bem então a vida não é como uma xicará de chá
  10. DEFINA O RUMO DA CONVERSA. ISSO OFERECE AO OUVINTE UM MAPA CLARO E DÁ A VOCÊ UM PONTO DE REFERÊNCIA SE ENCONTRAR DIGRESSÕES DESNECESSÁRIAS. AO ESTABELECER UMA BASE, VOCÊ CONTROLA A CONVERSA! UTILIZE, POR EXEMPLO, AS FRASES A SEGUIR PARA ESTABELECER UM MAPA: “Sr. Lucas, preciso fazer três perguntas a respeito da situação de sua conta.” “Sr. Roberto, vejo que o senhor está interessado em nossos produtos. Deixe-me apresentá-los ao senhor.” EXEMPLO DO JÔ SOARES: UMA ENTREVISTA SÓ RENDE SE VOCÊ FOR UM BOM ENTREVISTADOR, OU SEJA, FAZER AS PERGUNTAS CERTAS.
  11. NÃO SE DEVE INICIAR COM PERGUNTA FECHADA. A TÉCNICA DO FUNIL SIGNIFICA COMEÇAR COM PERGUNTAS GENÉRICAS ESTIMULANDO O CLIENTE A FALAR E UTILIZANDO A PERGUNTA FECHADA PARA OBTER CONCORDÂNCIA OU NÃO. Perguntas Abertas: São perguntas que admitem mais do que um tipo de resposta e que exigem que a pessoa pense um pouco antes de responder, já que as respostas podem ser longas. Costumam começar com “como” ou “o que”. É recomendável que você evite perguntas que comecem por “Por que”. Elas podem fazer com que a pessoa se sinta julgada e, assim, se desencoraje a responder de forma franca e aberta. Perguntas Fechadas: São perguntas que admitem apenas um tipo de resposta. “Você já sabia disso?”. Não há mal nenhum em utilizá-las, desde que não seja com muita freqüência. É adequado utilizá-las para confirmar o seu entendimento sobre algo que o outro tenha falado. Perguntas como “Em quanto tempo você imagina poder conseguir o seu objetivo?” podem ajudar a fechar um assunto.
  12. O que nossos produtos podem fazer por eles Exemplo : Um Laptop – não desejamos ter um laptop queremos a felxibilidade que ele oferece ; Um banco de dados – não é um SW que queremos e sim sua capacidade de armazenar os dados
  13. A maioria dos vendedores apresenta soluções baseado apenas nos critérios de compra Apesar de serem importantes, são apenas parte do quadro Num mercado competitivo , o fato de descobrirmos formas de atender outras necessidades sutis de forma criativa pode fazer a diferença no fechamento de uma venda Podem incluir um serviço , uma garantia , um suporte técnico e etc…..
  14. Considere o exemplo falado do laptop O interesse primário em adquirir é a conveniência de poder sair para trabalhar fora de casa ou do escirtório Mas será que este é o motivo dominante ?? De forma alguma O motivo dominante é sempre a razão emocional subjacente Talvez ele queira o laptop para aumentar sua produtividade e fazer mais trabalhos Ou talvez queira adiantar o trabalho enquanto viaja para poder passar mais tempo com sua família
  15. Zenão de Eleia filosofo grego 430 AC O direito a ser ouvido não inclui o direito de ser levado a sério Um bom ouvinte não é só poupular em todos os lugares mas também depois de um tempo ele aprende alguma coisa
  16. Prospecção de clientes potenciais é para vendas o que as sementes são para o jardim Se não plantarmos sementes, não teremos flores
  17. Por quê o planejamento é fundamental ?
  18. Se todos concordamos que estamos vivendo na era da informação ,então porque a maior parte dos vendodores estão desinformados quando lidam com clientes potenciais ??? E porque tendemos a passar diretamente da descoberta de novas oportunidades à negociação de vendas sem antes DEDICAR TEMPO para conhecer as necessidades basicas do comprador
  19. Quando era mais jovem, e trabalhava na Siemens do Basil como vendedor , tinha enorme dificuldade de agendar um reunião de venda com o gerente de um cliente potencial toda vez que pedia a reunião eles declinavam porque estavam negociando com o concorrente O que eu fiz então ?? Me coloquei no lugar do cliente para entender quem além dele na empresa teria maior vantagem com o uso dos meus produtos Decidi que deveria ser o encarregado da manutenção pois era ele que tinha de levantar no meio da noite caso as maquinas quebrassem O acesso foi mais facil do que imaginava e ele se interessou em testar meus produtos, pois isto podia resolver seus problemas Começou comprando poucas unidades que podia fazer sem autorização da chefia , e após algum tempo fui chamado pela gerência pois agora eles reconheciam valor na minha oferta Professor – indica
  20. Para ser bem sucedido em vendas não se trata de quem você conhece,mas de que quer conhecer você ; Nunca temos uma segunda oportunidade para deixar uma boa impressão. Se não fizermos com que o cliente potencial se interesse nos primeiros 30 segundos não teremos uma segunda oportunidade Declaração de credibilidade – desloca a enfase do vendedor para o cliente potencial ; Fale dos benefícios que empresas similares tem utilizado de forma bem sucedida seus produtos e serviços Ex: poderia lhe mostrar como investir seu dinheiro com os produtos de minha empresa ? Ou poderia lhe fazer algumas perguntas que me permitam entender melhor suas preocupaçòes de poupar dinheiro para a educação de seus alunos ? Utilize algo que capte a atenção
  21. Caracteristica – livro didático p/ crianças em processo de alfabetização ;proejto grafico arrojado com ilustrações e fotos modernas Vantagens - tem atividades que estimulam percepções visuais e auditivas; integrado – 4 livros em apenas 1 volume com as disciplinas do ensino fundamental ; Benefícios – metodologia adotado nas melhores e mais importantes salas de aula das escolas que são suas concorrentes ; Economia p/ os pais de seus alunos; incentiva as descobertas, tornando o aprendizado uma experiência interessante Aquilo que você vende necessariamente não é aquilo que seu Cliente compra.”