A Comunicação com o Público e o Consumidor na Pequena Empresa

381 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
381
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Comunicação com o Público e o Consumidor na Pequena Empresa

  1. 1. A Comunicação com o Público e o Consumidor na Pequena Empresa José Paulo Moreira de Oliveira Consultor do MVC www.institutomvc.com.br
  2. 2. É o redator unicamente preocupado em mostrar que sabe. Para ele, o importante não é informar o leitor e sim valorizar os esforços despendidos para a obtenção da informação. Não importa a eficácia da mensagem, pois o importante é tentar vender uma imagem de conhecimento, esforço e competência. Resultam daí textos prolixos, com profusão de tecnicismos, períodos longos e detalhes irrelevantes, perfeitamente dispensáveis.
  3. 3. COMPRAS/CONTRATAÇÕES DE SERVIÇOS Analisamos exaustivamente esses itens e constatamos, após longos e laboriosos estudos, que os procedimentos adotados, quanto aos quesitos compras e contratações de serviços, estão consoante a legislação vigente. COMPRAS/CONTRATAÇÕES DE SERVIÇOS Os procedimentos estão de acordo com a legislação.
  4. 4. É uma variante do Sabichão. O Modernoso está unicamente preocupado em vender uma imagem de sintonia com as idéias administrativas dos gurus norteamericanos. Qual papagaio, o modernoso repete, à exaustão, uma série de frases de efeito, com o objetivo único de se autopromover. Resultam daí textos incompreensíveis, repletos de palavras inusitadas, de modismos lingüísticos e de termos técnicos, inseridos apenas para compor um jogo de aparências.
  5. 5. Modernoso gosta de atingir patamares, alavancar processos, desenvolver atitudes pró-ativas e otimizar resultados. Para ele, é preciso tirar decisões, priorizar espaços, encontrar soluções a nível de país. Ele não vive sem o beach-soccer, o delivery, o coffee-break e o evento in company, atividades que devem ser inicializadas para melhorar o empowerment. Ele não convive; vivencia. Ele não anexa, atacha. Para o perfeito mix, falta apenas adotar randomicamente, enquanto seres humanos, atitudes emblemáticas.
  6. 6. É o redator unicamente preocupado em dizer que conhece o seu lugar dentro da estrutura hierárquica da organização. A linguagem previsível, escorregadia e sinuosa reflete uma preocupação com as instâncias de poder. O submisso evita correr riscos pelo leitor, não surpreende. Ele, antes de tudo, abusa de expressões como salvo melhor juízo - que o eximem de qualquer responsabilidade. Resultam daí o uso abusivo de chavões burocráticos, o excessivo emprego de expressões de tratamento e a ausência absoluta de objetividade.
  7. 7. 1. O primeiro parágrafo é o mais importante. Nele você diz o que pretende ao destinatário. Evite recheá-lo com "pérolas" do tipo:  Sirvo-me da presente para...  Tem esta a finalidade de...  Temos a honra de informálo de...  Vimos por meio desta...  Por esta informamos...  Vimos submeter à alta apreciação de V.Sª... 2. Evite os fechos tradicionais de cortesia do tipo:  "Sendo o que se nos apresenta para o momento"  "Sem mais para o momento"  "Sem mais"  "Sem outro particular"  "No aguardo de suas iluminadas críticas a respeito, subscrevemo-nos"  "Aproveitamos o ensejo para renovar os nossos protestos da mais elevada estima e consideração"
  8. 8. Pessimista por natureza, o sofredor está impregnado da síndrome do servidor público, para o qual nada de bom acontece nem pode acontecer. A eterna nuvem negra que o circunda é prenúncio de que, se a vida está ruim, conforme-se: certamente as coisas vão piorar. A burocracia se nutre da notável contribuição do sofredor, gerando ainda mais sofrimento.
  9. 9. FUNORT E Brasília, 18 de dezembro de 2000. De: CETED/PG Para: Nádia Albuquerque Assunto: Seu Pedido de concessão de bolsa de estudo no Exterior Lamentamos informar que, cumprindo determinação da Direção desta Fundação, todos os pedidos de concessão de bolsas de estudo no exterior, que seriam liberados em 15 de dezembro, foram indeferidos. Essa decisão objetiva acatar as mais recentes deliberações do Governo Federal no que diz respeito à contenção de gastos em nossa Instituição. No entanto, como a dotação orçamentária para o próximo ano já foi liberada, seu pedido será atendido em 25 de março de 2001. Contamos com a sua compreensão. La ra c y A D. Co s ta . Coordenadora do CETED
  10. 10. 1. O que o Leitor precisa saber ? 2. Para que o Leitor precisa dessas informações ? 3. Que tipo de conhecimento o Leitor tem do assunto ? 4. Que canal será usado para passar a mensagem ?
  11. 11. Como participante dessa atividade você poderá receber por E-mail uma assinatura gratuita do Insight M B eran/Terra, publicação voltada à gestão de VC/ um talentos e aumento da performance organizacional. O Insight M /B eran /Terra trata de assuntos ligados VC um ao desenvolvimento de pessoas e organizações Você só P recisa Enviar : Nome ; Função ; Empresa Endereço; E-mail Nome do Evento que Participou Para: costacurta@terra.com.br ou mvcmt@uninet.com.br Visite Nosso Site www.institutomvc.com.br

×