SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 9 de dezembro de 2016
Página2
Cuide da sua
mente neste
fim de ano
Págin7
Ajuda no
combate a
dengue
Sexta-feira, Sábado e Domingo, 9, 10 e 11 de dezembro de 2016
Saúde
naMedida
A
Secretaria de Saúde de Ermo mantém
desde o ano passado o programa Saú-
de na Medida, com a supervisão de
várias profissionais, como nutricionista, fisio-
terapeuta, psicóloga e médico.
Durante sua execução, o programa auxiliou
os participantes a reduzir o excesso de gor-
dura corporal e consequentemente diminuir
os riscos de desenvolvimento de doenças
cardiovasculares (AVC, infarto), melhorando
a qualidade de vida.
Os encontros semanais durante quatro me-
ses continham palestras educativas e práticas
de atividade física para potencializar a perda
de peso. Vários membros dos grupos teste-
munharam que alcançaram perda de peso,
redução de medidas, melhora da qualidade
do sono, diminuição das dores articulares e
melhora da autoestima.
O Saúde na Medida foi um dos exemplos de
ações positivas na região.
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 9 de dezembro de 20162
E
stamos perto do fim de 2016!
Além da organização das fes-
tas, normalmente esse é o pe-
ríodo em que as pessoas se dedicam
para colocar as finanças em ordem
e planejar as férias e o próximo ano.
Todas essas coisas são importantes,
mas há algo extremamente preciso
nessa época, que muitas pessoas
deixam de lado: a organização da
mente.
Quem não chega aos últimos meses
do ano cansado, com a cabeça cheia
de reflexões sobre o ano que fica para
trás e ansioso sobre o que está por
vir? É uma mistura de sensações po-
sitivas e negativas que varia de indiví-
duo para indivíduo, mas normalmente
inclui alívio, satisfação, alegria, medo,
ansiedade, frustração, entre muitas
outras. Por isso, independente do
estado atual, neste período é preciso
diminuir o ritmo, desacelerar o pensa-
mento e reorganizar a mente para vi-
venciar tudo de maravilhoso que 2017
pode oferecer.
Fazer uma análise produtiva sobre
alguns pontos do ano que se encer-
ra pode ajudar a enxergar as nossas
deficiências e acertos no quesito rea-
lização, fazendo-nos compreender
melhor os acontecimentos para redi-
recionar nossas atitudes e pensamen-
tos em busca de novas conquistas.
Separei seis itens que podem ajudar
na realização desta autoanálise. Veja:
Propósitos: pergunte para si mes-
mo o que efetivamente realizou dos
Eduardo Shinyashiki
Cuide da sua mente
neste fim de anopropósitos estabelecidos no início do
ano;
Ações: verifique quais ações funcio-
naram e quais não deram certo na
conquista dos objetivos;
Foco: analise suas metas e verifique
se elas permanecem no próximo ano.
Caso elas não façam mais parte dos
planos, redirecione o foco;
Competências: identifique quais
conhecimentos precisam ser apri-
morados e quais as competências e
aptidões a serem fortalecidas para a
conquista dos antigos ou novos obje-
tivos;
Pensamento: pense sempre no seu
objetivo e imagine como será quando
ele for alcançado. Isso ajuda a fixa-lo
na mente e evita eventuais desâni-
mos em relação aos desafios encon-
trados no percurso;
Acertos: mesmo que algo não tenha
saído como previsto, em muitas coi-
sas com certeza você acertou. Re-
lembre esses acertos e comemore os
resultados conquistados.
Por meio dessa análise, você perce-
berá que é possível traçar - de novo e
de forma diferente - os melhores ca-
minhos para a realização de sonhos,
metas e planos. Consciente disso, a
sua mente irá relaxar e você estará
pronto para construir o 2017 que você
merece!
Eduardo Shinyashiki é palestrante,
consultor organizacional, conferencis-
ta nacional e internacional e especia-
lista em Desenvolvimento das Com-
petências de Liderança aplicadas à
Administração e Educação.
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 9 de dezembro de 2016 3
A
sede daAssociação de Pais eAmi-
gos dos Excepcionais (Apae) de
Araranguá, sediou o campeonato
Alfa Jiu-Jitsu pro Apae. Participaram do
campeonato os alunos da associação,
do projeto social Meia Guarda, alunos
da academia Giusti de Araranguá, da
academia Alfa Jiu-Jitsu de Arroio do Sil-
va e da academia Fusion, de Araranguá,
totalizando em cerca de 300 competido-
res.
O evento quis promover a inclusão so-
cial entre os alunos da associação, do
projeto social e demais participantes, as
categorias foram divididas em mirim, in-
fantil, infanto-juvenil, juvenil e adulto, nas
modalidades olímpica e paraolímpica.
A iniciativa de promover o campeonato
foi do professor voluntário de jiu-jitsu da
Apae e do projeto Meia Guarda Daniel
Smania e a associação abraçou a ideia.
“O jiu-jitsu melhora a confiança, autoes-
tima e coordenação motora dos prati-
cantes, incentiva o respeito ao próximo
e os alunos aprendem a lidar com suas
limitações”, revelou Daniel.
Segundo Daniel, mais de 700 pessoas
passaram pelo ginásio da Apae e os três
primeiros colocados de cada categoria
receberam medalha. “A competição foi
excelente, superou todas as expectati-
vas, quero agradecer toda a direção da
Apae, professores e envolvidos, a equi-
pe técnica de arbitragem e os organi-
zadores, além dos patrocinadores, pois
sem eles o campeonato não teria acon-
tecido”, disse.
Este foi o primeiro campeonato de jiu-
-jitsu promovido, em parceria, pela Apae
eAlfa Jiu-Jitsu e Daniel está confiante de
Finalizada Lista
Regional de
MedicamentosCom a coordenação da Gerência Regional de Saúde, por
meio do Setor de Farmácia, profissionais de saúde de vá-
rios municípios do Extremo-Sul participaram de uma reu-
nião que teve como principal resultado a finalização de
uma lista regional de medicamentos, a serem disponibili-
zados nas farmácias públicas do Sistema Único de Saúde
dos 15 municípios da região.
Acoordenadora do grupo, farmacêuticaAdaiane Darós, ex-
plica que na reunião de trabalho foram ainda incluídos na
lista quatro medicamentos fitoterápicos presentes na Re-
lação Nacional de Medicamentos. O objetivo é oferecer à
população que procure pelos postos de saúde os principais
medicamentos que atendam às suas necessidades.
As ações integram a criação da Comissão de Farmácia e
Terapêutica Regionalizada, instância de caráter consultivo
e deliberativo, de assessoria das Secretarias Municipais
de Saúde, vinculadas ao Colegiado de Gestão Regional
de Saúde, que está em fase final e terá em sua compo-
sição profissionais de saúde com várias formações, espe-
cialmente farmacêuticos, médicos, enfermeiros, cirurgiões
dentistas e assistentes sociais das 15 prefeituras da região.
que terão vários campeonatos nos próxi-
mos anos. “Tomara que entre no calen-
dário da Apae”, torce.
Para a assistente social daApae, Juliana
Grisard Carvalho, as aulas de jiu-jitsu fa-
vorecem o desenvolvimento motor e psi-
cológico do aluno, bem como a inserção
social. “O jiu-jitsu trabalha o autocontrole
do aluno, além da questão motora traba-
lha a questão mental, já que eles extra-
vasam seus níveis de estresse dentro do
tatame. É um projeto bem bacana, social
e inclusivo, ele engloba tanto o esporte,
quanto a inclusão social”, ponderou.
A diretora da Apae de Araranguá, Clarin-
da De Vila, revelou que na manhã desta
segunda-feira, dia 28, foi feita uma reu-
nião pedagógica na associação, onde o
evento foi avaliado de forma muito posi-
tiva. “Houve um envolvimento muito bom
tanto dos familiares,quanto dos que esti-
veram ali presentes, nós vimos a alegria
dos pais, por os filhos estarem ali envol-
vidos com alunos de outras academias,
para nossos alunos não teve competição
e sim participação, eles acompanharam
todo o campeonato, foi um dia bem sig-
nificativo para eles”, avaliou.
Clarinda afirma que a intenção da as-
sociação é de que o campeonato e as
aulas de jiu-jitsu continuem. “Nossa in-
tenção é que o projeto continue, que nós
continuemos criando estrutura para que
aconteça outras vezes, o Daniel, que é
professor dos alunos trabalha de forma
voluntária e nós já pensamos em fazer
outros campeonatos. Tenho certeza,
que entre nossos alunos, temos talentos
que vão se desenvolver e continuar no
esporte e eles adoram, o que eles mais
pedem é que as aulas de jiu-jitsu conti-
nuem”, contou.
Jiu Jitsu beneficia
alunos da Apae
Fotos: Alfa Jiu-Jitsu
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 9 de dezembro de 20164
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 9 de dezembro de 2016
5
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 9 de dezembro de 20166
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 9 de dezembro de 2016 7
H
oje é Dia D de combate a
dengue em Santa Catarina,
mas o ano inteiro foi de pre-
ocupação no combate a dengue na re-
gião. Em Balneário Arroio do Silva, as
crianças e adolescentes que partici-
pam das atividades do Centro de Re-
ferência de Assistência Social (Cras)
foram incentivadas a entrar nesta luta.
Entre outras atividades, elas recebe-
ram a visita da equipe da vigilância
epidemiológica do município. Os pro-
fissionais falaram sobre a importância
do combate ao mosquito Aedes Ae-
gypti, transmissor da dengue, Zika e
Chikungunya, e passaram orientações
importantes.
As crianças puderam ver de perto
o mosquito e receberam várias dicas
de prevenção, em especial nos cuida-
dos que se deve ter para evitar água
parada. “É importante que as crian-
ças aprendam e saiam daqui levando
orientações importantes aos pais, fa-
miliares e vizinhos. Todos nós preci-
samos fazer a nossa parte”, ressaltou
na época a coordenadora da vigilância
epidemiológica, Franciele Ramos.
As palestras feitas durante o ano
são uma forma de aproximar a vigi-
lância epidemiológica da comunida-
de, além de disseminar ainda mais as
orientações pertinentes. “Destacamos
as características do mosquito Aedes
aegypti e orientamos que quem en-
contrar algum mosquito parecido deve
nos procurar na vigilância epidemioló-
gica”, completou.
Manter a caixa de água fechada
com a tampa, encher pratinhos dos
vasos com areia, guardar garrafas va-
zias de cabeça para baixo, colocar o
lixo no lixo e evitar pneus velhos em
pátios e terrenos foram algumas dicas
repassadas para evitar o acúmulo de
água parada.
Mudança no Conselho de SaúdeUm Projeto de Lei de autoria da administração muni-
cipal de Araranguá propõe alterações na composição re-
presentativa do Conselho Municipal de Saúde (CMS). A
proposta estabelece que o Conselho seja composto por re-
presentantes dos usuários pelos seguintes órgãos: União
das Associações de Moradores (Uama), Representante da
Pastoral da Criança e Pastoral da Juventude, Rede Femi-
nina de Combate ao Câncer, Sindicato dos Trabalhadores
Rurais, Associação dos Aposentados de Araranguá, repre-
sentantes das Igrejas Evangélicas, dos Conselhos Locais
de Saúde, da Associação Empresarial de Araranguá (Aci-
va).
Já as entidades de trabalhadores de saúde terão partici-
pação no Conselho Municipal de Saúde por meio de repre-
sentante das Unidades de Saúde do município, Associação
Brasileira de Odontologia, Sindicato dos Trabalhadores em
Estabelecimentos de Saúde de Criciúma e Região, Consór-
cio Intermunicipal de Saúde (Cis/Amesc).
O governo municipal e os prestadores de serviço inte-
grarão o CMS através de representantes indicados pela
Secretaria Municipal de Saúde, Hospital Regional, Corpo
de Bombeiros de Araranguá e Universidade Federal de
Santa Catarina (Ufsc).
O CMS foi criado em cumprimento ao disposto na Lei
Orgânica do município e é um órgão colegiado, delibera-
tivo, normativo, fiscalizador e consultivo responsável pelo
Sistema Único de Saúde- SUS, em Araranguá.
Entre suas principais atribuições estão a de estabelecer
diretrizes e normatizar as fixadas pela Conferência Munici-
pal de Saúde, adequando-as à realidade epidemiológica e
à capacidade organizacional dos serviços, para elaboração
do Plano Municipal de Saúde.
A alteração na composição é justificada pela extinção
de alguns órgãos e o acréscimo de outras entidades.
Ajuda no combate
a dengue
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 9 de dezembro de 20168

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Família: Participação Cidadã
Família: Participação CidadãFamília: Participação Cidadã
Família: Participação Cidadã
Vocação
 
A Gestão da Saúde em São Bernardo do Campo - SP: um estudo sobre as atribuiçõ...
A Gestão da Saúde em São Bernardo do Campo - SP: um estudo sobre as atribuiçõ...A Gestão da Saúde em São Bernardo do Campo - SP: um estudo sobre as atribuiçõ...
A Gestão da Saúde em São Bernardo do Campo - SP: um estudo sobre as atribuiçõ...
Fabio Souza
 
Programacao comunicacao oral_mostra
Programacao comunicacao oral_mostraProgramacao comunicacao oral_mostra
Programacao comunicacao oral_mostra
Iranildo Ribeiro
 
Informe saúde outubro (1)
Informe saúde outubro (1)Informe saúde outubro (1)
Informe saúde outubro (1)
neepssuerj
 
Cegov 2014 - mds c1 caderno de estudos
Cegov   2014 - mds c1 caderno de estudosCegov   2014 - mds c1 caderno de estudos
Cegov 2014 - mds c1 caderno de estudos
fabiosmas
 

Mais procurados (17)

Família: Participação Cidadã
Família: Participação CidadãFamília: Participação Cidadã
Família: Participação Cidadã
 
JORNAL ARTE VIDA - JAV 8ª edição
JORNAL ARTE VIDA - JAV 8ª ediçãoJORNAL ARTE VIDA - JAV 8ª edição
JORNAL ARTE VIDA - JAV 8ª edição
 
A Gestão da Saúde em São Bernardo do Campo - SP: um estudo sobre as atribuiçõ...
A Gestão da Saúde em São Bernardo do Campo - SP: um estudo sobre as atribuiçõ...A Gestão da Saúde em São Bernardo do Campo - SP: um estudo sobre as atribuiçõ...
A Gestão da Saúde em São Bernardo do Campo - SP: um estudo sobre as atribuiçõ...
 
Plano de Educação Permanente da São Paulo Carinhosa na Saúde - 10/08/2015
Plano de Educação Permanente da São Paulo Carinhosa na Saúde - 10/08/2015Plano de Educação Permanente da São Paulo Carinhosa na Saúde - 10/08/2015
Plano de Educação Permanente da São Paulo Carinhosa na Saúde - 10/08/2015
 
Nasf orientações
Nasf orientaçõesNasf orientações
Nasf orientações
 
Caderno nasf 39 2014
Caderno nasf 39   2014Caderno nasf 39   2014
Caderno nasf 39 2014
 
Programacao comunicacao oral_mostra
Programacao comunicacao oral_mostraProgramacao comunicacao oral_mostra
Programacao comunicacao oral_mostra
 
Resolução 09 de 15042014
Resolução 09 de 15042014Resolução 09 de 15042014
Resolução 09 de 15042014
 
Relatório final de estágio
Relatório final de estágio Relatório final de estágio
Relatório final de estágio
 
Informe saúde outubro (1)
Informe saúde outubro (1)Informe saúde outubro (1)
Informe saúde outubro (1)
 
Cronograma aulas futsal
Cronograma aulas futsalCronograma aulas futsal
Cronograma aulas futsal
 
Cegov 2014 - mds c1 caderno de estudos
Cegov   2014 - mds c1 caderno de estudosCegov   2014 - mds c1 caderno de estudos
Cegov 2014 - mds c1 caderno de estudos
 
Projeto de intervenção slides
Projeto de intervenção slidesProjeto de intervenção slides
Projeto de intervenção slides
 
INFORMATIVO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL DE IRAUÇUBA-JANEIRO DE 2018
INFORMATIVO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL DE IRAUÇUBA-JANEIRO DE 2018INFORMATIVO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL DE IRAUÇUBA-JANEIRO DE 2018
INFORMATIVO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL DE IRAUÇUBA-JANEIRO DE 2018
 
Livro pdf gestão pública em saúde 1.3
Livro pdf  gestão pública em saúde 1.3Livro pdf  gestão pública em saúde 1.3
Livro pdf gestão pública em saúde 1.3
 
A descentralização municipalização da política de assistencia social e o con...
A descentralização  municipalização da política de assistencia social e o con...A descentralização  municipalização da política de assistencia social e o con...
A descentralização municipalização da política de assistencia social e o con...
 
Pes2013
Pes2013Pes2013
Pes2013
 

Destaque

Destaque (20)

Jornal digital 5057 seg_05122016
Jornal digital 5057 seg_05122016Jornal digital 5057 seg_05122016
Jornal digital 5057 seg_05122016
 
Jornal digital 5058 ter_06122016
Jornal digital 5058 ter_06122016Jornal digital 5058 ter_06122016
Jornal digital 5058 ter_06122016
 
Jornal digital 5061 sex_09122016
Jornal digital 5061 sex_09122016Jornal digital 5061 sex_09122016
Jornal digital 5061 sex_09122016
 
Jornal digital 5057 qua_07122016
Jornal digital 5057 qua_07122016Jornal digital 5057 qua_07122016
Jornal digital 5057 qua_07122016
 
Guia de Compras 14-12-16
Guia de Compras 14-12-16Guia de Compras 14-12-16
Guia de Compras 14-12-16
 
Jornal digital 5062 seg_12122016
Jornal digital 5062 seg_12122016Jornal digital 5062 seg_12122016
Jornal digital 5062 seg_12122016
 
Jornal digital 5060 qui_08122016
Jornal digital 5060 qui_08122016Jornal digital 5060 qui_08122016
Jornal digital 5060 qui_08122016
 
Jornal digital 5063 ter_13122016
Jornal digital 5063 ter_13122016Jornal digital 5063 ter_13122016
Jornal digital 5063 ter_13122016
 
Jornal digital 5054 qua_30112016
Jornal digital 5054 qua_30112016Jornal digital 5054 qua_30112016
Jornal digital 5054 qua_30112016
 
Jornal digital 5056 sex_02122016
Jornal digital 5056 sex_02122016Jornal digital 5056 sex_02122016
Jornal digital 5056 sex_02122016
 
Classificado 8 pag (4 e 5 color)
Classificado 8 pag (4 e 5 color)Classificado 8 pag (4 e 5 color)
Classificado 8 pag (4 e 5 color)
 
Jornal digital 5055 qui_01122016
Jornal digital 5055 qui_01122016Jornal digital 5055 qui_01122016
Jornal digital 5055 qui_01122016
 
Jornal digital 14-12-16
Jornal digital 14-12-16Jornal digital 14-12-16
Jornal digital 14-12-16
 
Jornal Digital 15 12-16
Jornal Digital 15 12-16Jornal Digital 15 12-16
Jornal Digital 15 12-16
 
Sintonia da Saúde 16-12-16
Sintonia da Saúde 16-12-16Sintonia da Saúde 16-12-16
Sintonia da Saúde 16-12-16
 
Jornal digital 19 12-16
Jornal digital 19 12-16Jornal digital 19 12-16
Jornal digital 19 12-16
 
Jornal digital 16 12-16
Jornal digital 16 12-16Jornal digital 16 12-16
Jornal digital 16 12-16
 
Jornal digital 20 12-16
Jornal digital 20 12-16Jornal digital 20 12-16
Jornal digital 20 12-16
 
Jornal digital 5 de janeiro de 2017
Jornal digital   5 de janeiro de 2017Jornal digital   5 de janeiro de 2017
Jornal digital 5 de janeiro de 2017
 
Jornal digital 5051_sex_25112016
Jornal digital 5051_sex_25112016Jornal digital 5051_sex_25112016
Jornal digital 5051_sex_25112016
 

Semelhante a Sintonia 08 pag (1, 4, 5 e 8 color)

Jps ppt
Jps pptJps ppt
Jps ppt
PESES
 
Booklet Peso Ideal - AIESEC in Nova
Booklet Peso Ideal - AIESEC in NovaBooklet Peso Ideal - AIESEC in Nova
Booklet Peso Ideal - AIESEC in Nova
Liliane Correia
 
Jps ppt
Jps pptJps ppt
Jps ppt
PESES
 
Jps ppt
Jps pptJps ppt
Jps ppt
PESES
 
Jps ppt
Jps pptJps ppt
Jps ppt
PESES
 

Semelhante a Sintonia 08 pag (1, 4, 5 e 8 color) (20)

Apresentacao jeito de-ser
Apresentacao jeito de-serApresentacao jeito de-ser
Apresentacao jeito de-ser
 
Jps ppt
Jps pptJps ppt
Jps ppt
 
Booklet Peso Ideal - AIESEC in Nova
Booklet Peso Ideal - AIESEC in NovaBooklet Peso Ideal - AIESEC in Nova
Booklet Peso Ideal - AIESEC in Nova
 
Jps ppt
Jps pptJps ppt
Jps ppt
 
Jps ppt
Jps pptJps ppt
Jps ppt
 
Sintonia da saúde 02-08-17
Sintonia da saúde 02-08-17Sintonia da saúde 02-08-17
Sintonia da saúde 02-08-17
 
Jps ppt
Jps pptJps ppt
Jps ppt
 
Sintonia 05-05-17
Sintonia 05-05-17Sintonia 05-05-17
Sintonia 05-05-17
 
Peso Ideal
Peso IdealPeso Ideal
Peso Ideal
 
Guaianas 111
Guaianas 111Guaianas 111
Guaianas 111
 
Sintonia da saúde 23-08-17
Sintonia da saúde 23-08-17Sintonia da saúde 23-08-17
Sintonia da saúde 23-08-17
 
Sessão de Educação para a saúde - Idade escolar
Sessão de Educação para a saúde - Idade escolarSessão de Educação para a saúde - Idade escolar
Sessão de Educação para a saúde - Idade escolar
 
Revista bem estar-20150426
Revista bem estar-20150426Revista bem estar-20150426
Revista bem estar-20150426
 
cartilha-ifce-saude-mental_orientacoes-psicologicas-para-docentes.pdf
cartilha-ifce-saude-mental_orientacoes-psicologicas-para-docentes.pdfcartilha-ifce-saude-mental_orientacoes-psicologicas-para-docentes.pdf
cartilha-ifce-saude-mental_orientacoes-psicologicas-para-docentes.pdf
 
Sintonia da saúde 03-01-18
Sintonia da saúde 03-01-18Sintonia da saúde 03-01-18
Sintonia da saúde 03-01-18
 
Anais Fórum Saúde Mental Infantojuveni
Anais  Fórum Saúde Mental InfantojuveniAnais  Fórum Saúde Mental Infantojuveni
Anais Fórum Saúde Mental Infantojuveni
 
DISSERTAÇÃO PROJETO TERAPEUTICO SINGULAR
DISSERTAÇÃO PROJETO TERAPEUTICO SINGULARDISSERTAÇÃO PROJETO TERAPEUTICO SINGULAR
DISSERTAÇÃO PROJETO TERAPEUTICO SINGULAR
 
Jps
JpsJps
Jps
 
Mundo ki Caminhos para o desenvolvimento Humano e Organizacional
Mundo ki  Caminhos para o desenvolvimento Humano e OrganizacionalMundo ki  Caminhos para o desenvolvimento Humano e Organizacional
Mundo ki Caminhos para o desenvolvimento Humano e Organizacional
 
1_Guia_Saude mental_adolescentes_11_14anos_.pdf
1_Guia_Saude mental_adolescentes_11_14anos_.pdf1_Guia_Saude mental_adolescentes_11_14anos_.pdf
1_Guia_Saude mental_adolescentes_11_14anos_.pdf
 

Mais de Jornal Correio do Sul

Mais de Jornal Correio do Sul (20)

Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018
 
Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018
 
Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018
 
Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018
 
Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018
 
Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018
 
Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018
 
Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018
 
Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018
 
Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018
 
Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018
 
Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018
 
Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018
 
Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018
 
Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018
 
Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018
 
Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018
 
Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018
 
Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018
 
Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018
 

Sintonia 08 pag (1, 4, 5 e 8 color)

  • 1. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 9 de dezembro de 2016 Página2 Cuide da sua mente neste fim de ano Págin7 Ajuda no combate a dengue Sexta-feira, Sábado e Domingo, 9, 10 e 11 de dezembro de 2016 Saúde naMedida A Secretaria de Saúde de Ermo mantém desde o ano passado o programa Saú- de na Medida, com a supervisão de várias profissionais, como nutricionista, fisio- terapeuta, psicóloga e médico. Durante sua execução, o programa auxiliou os participantes a reduzir o excesso de gor- dura corporal e consequentemente diminuir os riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares (AVC, infarto), melhorando a qualidade de vida. Os encontros semanais durante quatro me- ses continham palestras educativas e práticas de atividade física para potencializar a perda de peso. Vários membros dos grupos teste- munharam que alcançaram perda de peso, redução de medidas, melhora da qualidade do sono, diminuição das dores articulares e melhora da autoestima. O Saúde na Medida foi um dos exemplos de ações positivas na região.
  • 2. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 9 de dezembro de 20162 E stamos perto do fim de 2016! Além da organização das fes- tas, normalmente esse é o pe- ríodo em que as pessoas se dedicam para colocar as finanças em ordem e planejar as férias e o próximo ano. Todas essas coisas são importantes, mas há algo extremamente preciso nessa época, que muitas pessoas deixam de lado: a organização da mente. Quem não chega aos últimos meses do ano cansado, com a cabeça cheia de reflexões sobre o ano que fica para trás e ansioso sobre o que está por vir? É uma mistura de sensações po- sitivas e negativas que varia de indiví- duo para indivíduo, mas normalmente inclui alívio, satisfação, alegria, medo, ansiedade, frustração, entre muitas outras. Por isso, independente do estado atual, neste período é preciso diminuir o ritmo, desacelerar o pensa- mento e reorganizar a mente para vi- venciar tudo de maravilhoso que 2017 pode oferecer. Fazer uma análise produtiva sobre alguns pontos do ano que se encer- ra pode ajudar a enxergar as nossas deficiências e acertos no quesito rea- lização, fazendo-nos compreender melhor os acontecimentos para redi- recionar nossas atitudes e pensamen- tos em busca de novas conquistas. Separei seis itens que podem ajudar na realização desta autoanálise. Veja: Propósitos: pergunte para si mes- mo o que efetivamente realizou dos Eduardo Shinyashiki Cuide da sua mente neste fim de anopropósitos estabelecidos no início do ano; Ações: verifique quais ações funcio- naram e quais não deram certo na conquista dos objetivos; Foco: analise suas metas e verifique se elas permanecem no próximo ano. Caso elas não façam mais parte dos planos, redirecione o foco; Competências: identifique quais conhecimentos precisam ser apri- morados e quais as competências e aptidões a serem fortalecidas para a conquista dos antigos ou novos obje- tivos; Pensamento: pense sempre no seu objetivo e imagine como será quando ele for alcançado. Isso ajuda a fixa-lo na mente e evita eventuais desâni- mos em relação aos desafios encon- trados no percurso; Acertos: mesmo que algo não tenha saído como previsto, em muitas coi- sas com certeza você acertou. Re- lembre esses acertos e comemore os resultados conquistados. Por meio dessa análise, você perce- berá que é possível traçar - de novo e de forma diferente - os melhores ca- minhos para a realização de sonhos, metas e planos. Consciente disso, a sua mente irá relaxar e você estará pronto para construir o 2017 que você merece! Eduardo Shinyashiki é palestrante, consultor organizacional, conferencis- ta nacional e internacional e especia- lista em Desenvolvimento das Com- petências de Liderança aplicadas à Administração e Educação.
  • 3. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 9 de dezembro de 2016 3 A sede daAssociação de Pais eAmi- gos dos Excepcionais (Apae) de Araranguá, sediou o campeonato Alfa Jiu-Jitsu pro Apae. Participaram do campeonato os alunos da associação, do projeto social Meia Guarda, alunos da academia Giusti de Araranguá, da academia Alfa Jiu-Jitsu de Arroio do Sil- va e da academia Fusion, de Araranguá, totalizando em cerca de 300 competido- res. O evento quis promover a inclusão so- cial entre os alunos da associação, do projeto social e demais participantes, as categorias foram divididas em mirim, in- fantil, infanto-juvenil, juvenil e adulto, nas modalidades olímpica e paraolímpica. A iniciativa de promover o campeonato foi do professor voluntário de jiu-jitsu da Apae e do projeto Meia Guarda Daniel Smania e a associação abraçou a ideia. “O jiu-jitsu melhora a confiança, autoes- tima e coordenação motora dos prati- cantes, incentiva o respeito ao próximo e os alunos aprendem a lidar com suas limitações”, revelou Daniel. Segundo Daniel, mais de 700 pessoas passaram pelo ginásio da Apae e os três primeiros colocados de cada categoria receberam medalha. “A competição foi excelente, superou todas as expectati- vas, quero agradecer toda a direção da Apae, professores e envolvidos, a equi- pe técnica de arbitragem e os organi- zadores, além dos patrocinadores, pois sem eles o campeonato não teria acon- tecido”, disse. Este foi o primeiro campeonato de jiu- -jitsu promovido, em parceria, pela Apae eAlfa Jiu-Jitsu e Daniel está confiante de Finalizada Lista Regional de MedicamentosCom a coordenação da Gerência Regional de Saúde, por meio do Setor de Farmácia, profissionais de saúde de vá- rios municípios do Extremo-Sul participaram de uma reu- nião que teve como principal resultado a finalização de uma lista regional de medicamentos, a serem disponibili- zados nas farmácias públicas do Sistema Único de Saúde dos 15 municípios da região. Acoordenadora do grupo, farmacêuticaAdaiane Darós, ex- plica que na reunião de trabalho foram ainda incluídos na lista quatro medicamentos fitoterápicos presentes na Re- lação Nacional de Medicamentos. O objetivo é oferecer à população que procure pelos postos de saúde os principais medicamentos que atendam às suas necessidades. As ações integram a criação da Comissão de Farmácia e Terapêutica Regionalizada, instância de caráter consultivo e deliberativo, de assessoria das Secretarias Municipais de Saúde, vinculadas ao Colegiado de Gestão Regional de Saúde, que está em fase final e terá em sua compo- sição profissionais de saúde com várias formações, espe- cialmente farmacêuticos, médicos, enfermeiros, cirurgiões dentistas e assistentes sociais das 15 prefeituras da região. que terão vários campeonatos nos próxi- mos anos. “Tomara que entre no calen- dário da Apae”, torce. Para a assistente social daApae, Juliana Grisard Carvalho, as aulas de jiu-jitsu fa- vorecem o desenvolvimento motor e psi- cológico do aluno, bem como a inserção social. “O jiu-jitsu trabalha o autocontrole do aluno, além da questão motora traba- lha a questão mental, já que eles extra- vasam seus níveis de estresse dentro do tatame. É um projeto bem bacana, social e inclusivo, ele engloba tanto o esporte, quanto a inclusão social”, ponderou. A diretora da Apae de Araranguá, Clarin- da De Vila, revelou que na manhã desta segunda-feira, dia 28, foi feita uma reu- nião pedagógica na associação, onde o evento foi avaliado de forma muito posi- tiva. “Houve um envolvimento muito bom tanto dos familiares,quanto dos que esti- veram ali presentes, nós vimos a alegria dos pais, por os filhos estarem ali envol- vidos com alunos de outras academias, para nossos alunos não teve competição e sim participação, eles acompanharam todo o campeonato, foi um dia bem sig- nificativo para eles”, avaliou. Clarinda afirma que a intenção da as- sociação é de que o campeonato e as aulas de jiu-jitsu continuem. “Nossa in- tenção é que o projeto continue, que nós continuemos criando estrutura para que aconteça outras vezes, o Daniel, que é professor dos alunos trabalha de forma voluntária e nós já pensamos em fazer outros campeonatos. Tenho certeza, que entre nossos alunos, temos talentos que vão se desenvolver e continuar no esporte e eles adoram, o que eles mais pedem é que as aulas de jiu-jitsu conti- nuem”, contou. Jiu Jitsu beneficia alunos da Apae Fotos: Alfa Jiu-Jitsu
  • 4. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 9 de dezembro de 20164
  • 5. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 9 de dezembro de 2016 5
  • 6. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 9 de dezembro de 20166
  • 7. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 9 de dezembro de 2016 7 H oje é Dia D de combate a dengue em Santa Catarina, mas o ano inteiro foi de pre- ocupação no combate a dengue na re- gião. Em Balneário Arroio do Silva, as crianças e adolescentes que partici- pam das atividades do Centro de Re- ferência de Assistência Social (Cras) foram incentivadas a entrar nesta luta. Entre outras atividades, elas recebe- ram a visita da equipe da vigilância epidemiológica do município. Os pro- fissionais falaram sobre a importância do combate ao mosquito Aedes Ae- gypti, transmissor da dengue, Zika e Chikungunya, e passaram orientações importantes. As crianças puderam ver de perto o mosquito e receberam várias dicas de prevenção, em especial nos cuida- dos que se deve ter para evitar água parada. “É importante que as crian- ças aprendam e saiam daqui levando orientações importantes aos pais, fa- miliares e vizinhos. Todos nós preci- samos fazer a nossa parte”, ressaltou na época a coordenadora da vigilância epidemiológica, Franciele Ramos. As palestras feitas durante o ano são uma forma de aproximar a vigi- lância epidemiológica da comunida- de, além de disseminar ainda mais as orientações pertinentes. “Destacamos as características do mosquito Aedes aegypti e orientamos que quem en- contrar algum mosquito parecido deve nos procurar na vigilância epidemioló- gica”, completou. Manter a caixa de água fechada com a tampa, encher pratinhos dos vasos com areia, guardar garrafas va- zias de cabeça para baixo, colocar o lixo no lixo e evitar pneus velhos em pátios e terrenos foram algumas dicas repassadas para evitar o acúmulo de água parada. Mudança no Conselho de SaúdeUm Projeto de Lei de autoria da administração muni- cipal de Araranguá propõe alterações na composição re- presentativa do Conselho Municipal de Saúde (CMS). A proposta estabelece que o Conselho seja composto por re- presentantes dos usuários pelos seguintes órgãos: União das Associações de Moradores (Uama), Representante da Pastoral da Criança e Pastoral da Juventude, Rede Femi- nina de Combate ao Câncer, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Associação dos Aposentados de Araranguá, repre- sentantes das Igrejas Evangélicas, dos Conselhos Locais de Saúde, da Associação Empresarial de Araranguá (Aci- va). Já as entidades de trabalhadores de saúde terão partici- pação no Conselho Municipal de Saúde por meio de repre- sentante das Unidades de Saúde do município, Associação Brasileira de Odontologia, Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde de Criciúma e Região, Consór- cio Intermunicipal de Saúde (Cis/Amesc). O governo municipal e os prestadores de serviço inte- grarão o CMS através de representantes indicados pela Secretaria Municipal de Saúde, Hospital Regional, Corpo de Bombeiros de Araranguá e Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc). O CMS foi criado em cumprimento ao disposto na Lei Orgânica do município e é um órgão colegiado, delibera- tivo, normativo, fiscalizador e consultivo responsável pelo Sistema Único de Saúde- SUS, em Araranguá. Entre suas principais atribuições estão a de estabelecer diretrizes e normatizar as fixadas pela Conferência Munici- pal de Saúde, adequando-as à realidade epidemiológica e à capacidade organizacional dos serviços, para elaboração do Plano Municipal de Saúde. A alteração na composição é justificada pela extinção de alguns órgãos e o acréscimo de outras entidades. Ajuda no combate a dengue
  • 8. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 9 de dezembro de 20168