SlideShare uma empresa Scribd logo

Jornal digital 4949_qua_29062016

O documento discute a possibilidade de municipalização do Hospital Regional de Araranguá (HRA) que atualmente é administrado pela SPDM. Representantes de entidades e vereadores debateram o tema em reunião e o especialista Celso Dellagiustina argumentou contra a municipalização alegando riscos para Araranguá e impedimentos legais. A decisão final foi de não assinar contrato para municipalização enquanto não for decidida a melhor alternativa.

1 de 20
Baixar para ler offline
www.grupocorreiodosul.com.br
ANO XXVI EDIÇÃO Nº 4.949
QUARTA-FEIRA, 29 DE JUNHO DE 2016
R$ 2,00
Grupo
23º 10º
Variação de Nebulosidade - Períodos curtos de sol
intercalados com períodos de nuvens.
Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense
Social
Estado e prefeituras
inauguram três Cras na região
Página 5
Especial Geral Segurança
3 11 13Página Página Página
Câmaraeentidades
queremdiscutirmais
municipalizaçãodoHRA
Prefeiturafazsérie
deinauguraçõese
pagametadedo13º
Homemmorre
trabalhandoem
pátiodesupermercado
Debate Sombrio Fatalidade
Grupo de Sandro converge para César
Empresário Beto Biava (PP), que
disputará a Prefeitura de Timbé do
Sul, já está praticamente acertado
com o PSDB para a composição da
chapa majoritária que encabeçará.
Em princípio, sua candidata a vice de-
verá ser a vereadora Tati Alexandre,
que cumpre seu terceiro mandato e já
disputou a prefeitura em 2008, quan-
do perdeu para o atual prefeito, Eclair
Alves Coelho (PMDB), por apenas
sete votos. Já pela situação, o PMDB
de Eclair ainda não definiu se o seu
candidato será o vice-prefeito Luciano
Moro ou o vereador Gelson Corrêa, o
Polenta. Em princípio, Luciano pare-
ce ter a preferência do partido para
a disputa, por já estar totalmente
entrosado com o executivo municipal.
EmTimbé BemAfim
AnimadoGrandes: vices
ADVOCACIA EMPRESARIAL
FONE: (48) 3533-0145
“Na arte da política, é melhor retroceder um metro quando
não se tem certeza, do que avançar um centímetro”.
Correio do Sul
Quarta-feira,
29 de junho de 2016
rolando_coelho@hotmail.com
(48) 9945.6787
Mao Tsé Tung (1893/1976)
Ex-presidente da China
Bioquímico Cristian Rosa (PP) já
nãoescondemaisseudesejodeconcor-
rer como candidato a vice de Gilberto
Oliveira (PP) no pleito municipal de
Sombrio. De acordo com ele, a preten-
são de ser vice nunca foi escondida de
ninguém. “Não vejo nada demais em
uma chapa pura do PP. Temos um
partido forte e quanto maior a repre-
sentatividade na majoritária, maior
vai ser o engajamento da militância
nacampanha”,comenta.Emprincípio,
umdosempecilhosdeumadobradinha
entre Gilberto e Cristian está no fato
de ambos serem diretamente ligados
ao deputado estadual José Milton
Scheffer (PP). Gilberto é assessor do
parlamentar. Já Cristian surgiu na
política pelas mãos de Zé Milton.
Pré-candidato do PSDB a Prefei-
turadeMeleiro,RogildoBordgnon,diz
quedisputaráoexecutivoindependen-
te de quaisquer articulações que este-
jam sendo orquestradas pelas demais
siglas de seu município. Em princípio,
o PSD de Santina Izé Rosa deverá ter
o PMDB de Ica Costa como seu vice.
Já o PP do prefeito Nei Zanette tem
buscado entendimento com o PSB
de Eder Matos para a composição de
umadobradinha.Nesteentendimento
é possível até mesmo que o PP abra
mão da cabeça de chapa em favor
de Eder, com o objetivo de combater
Santina, que é a candidata do atual
vice-prefeitoEveraldoMartins,oBeno
(PSD). Fechadas estas duas frentes, a
eleição ficaria, teoricamente, bipolari-
zada, o que, em princípio, não inibe as
pretensões de Rogildo, que já está pro-
curandoumpartidoparacomporcomo
seuvice.Homologadasuacandidatura,
o PSDB de nossa região teria quatro
candidatos a prefeito. Os outros três
emanarão de Maracajá, com Arlindo
Rocha, o Láli, de Ermo, com Marcos
Leone de Oliveira, o Marquinhos, e de
Balneário Gaivota, com Everaldo dos
Santos, o Kekinha.
Dois principais partidos da região,
PMDB e PPparecem já ter assimilado
aideiadeatuarcomocoadjuvantesnos
pleitos municipais. Os peemedebistas
serão vice neste ano em Balneário
Gaivota, Balneário Arroio do Silva,
Ermo e Meleiro. Já o PP indicará o
vice em São João do Sul, Passo de
Torres, Santa Rosa do Sul, Maracajá
e Morro Grande. Afora estes casos, os
progressistasaindapodemserviceem
Meleiro, caso apoiem o PSB de Eder
Matos,eemTurvo,casoaceitemparti-
cipar de uma chapa única encabeçada
pelo PMDB de Tiago Zilli. Há ainda
os casos de São João do Sul, onde o
PMDB sequer estará na majoritária
composta de forma única entre PSD
e PP, e de Ermo, onde o PP só apoiará
a dobradinha PSD/PMDB. Este en-
fraquecimento das grandes siglas é
fruto do evidente fracionamento das
forças políticas de todos os municípios
da região. Até a década de 1990, todo
partido tinha duas, três, e até quatro
alas. Hoje em dia, o líder político des-
contente simplesmente abandona sua
sigla e funda outra, enfraquecendo os
grandes, a quem, geralmente, passa a
combater.
G
rupo formado por oito
partidos de Araranguá, e
que está sob a batuta do
prefeito Sandro Maciel
(PT), está convergindo cada vez mais
para a candidatura do empresário Cé-
sar Cesa (PMDB) a prefeito. De forma
franca, representantes do grupo têm
conversado tanto com César quanto
com o ex-prefeito Mariano Mazzuco
Neto (PP), tentando chegar a um de-
nominador comum que viabilize uma
aproximação oficial em relação a um
ou ao outro.
A maioria dos líderes do PT, PDT,
PSB, PRB, PPS, DEM, PSDB e PCdoB
tem mostrado muito mais simpatia ao
projeto de César do que de Mariano.
Em princípio isto tem se dado porque
César não tem nada fechado no que
diz respeito a composição de sua chapa
majoritária.Sendoassim,avagadevice
está totalmente aberta, e apta a receber
umdospartidosdoG-8.JáMarianotem
duas situações delicadas para resolver
junto àqueles que já o estão apoiando.
NoPSDháumaveladaquedadebraços
entre os vereadores Giancarlo Soares
de Souza e Cabo Loro para saber quem
será o vice de Mariano. Paralelo a isto,
há a franca disposição do empresário
Júnior Menegalli (PR) de também
compor como vice do PP. Diante dos fa-
tos, Mariano não tem nem muito o que
oferecer ao G-8, já que suas demandas
internas ainda não estão sequer enca-
minhadas.
Outro problema é que Mariano não
está disposto a abrir escancaradamen-
te sua coligação para um rosário de
partidos. Em princípio ele almeja uma
aproximação com o grupo liderado por
Sandro, mas sugere que apenas algu-
mas siglas venham para sua coligação,
de modo a não inchá-la. Como o G-8
prometeu fidelidade eterna, por ora isto
não é possível.
Por fim, há uma tendência natural
de aproximação com o PMDB por uma
questão puramente política. É que
durante grande parte do mandato de
Sandro o PMDB lhe apoiou no legisla-
tivo, já o PPfez de tudo para atrapalhar
sua vida. É muito provável que se não
fosse a consideração que Sandro tem
por Mariano, de quem já foi vice, as
conversações com os progressistas nem
tivessem sido iniciadas, e a convergên-
cia já tivesse se dado de forma natural
em direção ao PMDB.
Fechada a aliança com o PMDB,
a grande questão será saber quem
comporá como vice de César Cesa. Em
princípio o G-8 dispõe do presidente
da Câmara Municipal Rony da Silva
(DEM),dovereadorKilaGhellere(PSB)
e do advogado André Alves (PSDB).
Paralelo a eles orbita ainda o nome do
empresárioBetoCoan(PTB),quefoium
dos primeiros a se aproximar de César
Cesa com vistas a 2016. Se dependesse
de Sandro Maciel, o vice seria Kila Ghel-
lere, que sempre foi seu aliado de forma
incondicional.Sandro,noentanto,nãoéa
personificação do G-8, que poderá tentar
emplacar outro nome. Neste contexto o
nome de Beto Coan fica deslocado, pois
ele não faz parte do grupo liderado pelo
prefeito. Todavia, é justamente este des-
locamentoquepoderálheabrirasportas,
afinaldecontas,emnãosendointegrante
doG-8elepoderiaserocandidatoconsen-
sual para todos. Esta teoria não é muito
fácil de ser engolida, mas a retórica já
derrubou ou implantou impérios.
Neste quadro, saem de cena Mau-
reci Rodrigues (PRB) e Hilário Destro
(PSB), nomes que vinham se dispondo
a ser apenas candidatos a prefeito pelo
G-8. A eles, num primeiro momento, só
estacondiçãointeressava.Numprimei-
ro momento.
defendeu Rony.
Na quinta-feira, a
partir das 16h, o vice-
-governador Eduardo
Pinho Moreira e o se-
cretário de Saúde João
Paulo Kleinübing estarão
reunidos com o prefeito de
ArarangáSandroRoberto
Maciel e com o secretário
executivo do Consórcio
Intermunicipal de Saú-
de (CIS-Amesc), Ricardo
Ghellere, na Câmara de
Vereadores.Maisumavez
serádebatidaamunicipa-
lização.
Palestrantedeontem,
Dellagiustina,mostrou-se
contrário a municipaliza-
ção do Hospital Regional
deAraranguá. “O governo
do estado é responsável
e preside o Conselho das
Secretarias Municipais de
Saúde de Santa Catarina,
explicou a diferença entre
gestãoegerência,destacou
exemplos de como funcio-
nam vários hospitais no
estado e disse conhecer
tanto a história quanto a
realidade do HRA.
Ao final da discussão,
o presidente da Câmara,
Rony da Silva, anunciou
que a decisão do legisla-
tivo e das entidades de
classe é de que não ocorra
a assinatura do contrato
para municipalização do
Hospital Regional en-
quanto não for decidido
sobre qual a melhor alter-
nativa. “O tema é comple-
xo, interfere diretamente
na vida da população,
merece e deve ser cuida-
dosamente analisado”,
Especial 3Correio do Sul
Quarta-feira,
29 de junho de 2016
³Discussão desta terça-feira foi a segunda desta semana e mais uma ainda será realizada, sempre tendo a gestão do HRA em pauta
> ARARANGUÁ
Amudança da ges-
tão do Hospital
Regional de Araranguá
(HRA) foi discutida por
mais de três horas, na
manhã de ontem, na Câ-
mara de Vereadores. Re-
presentantesdeentidades
de classe e vereadores
debateram intensamente
a possibilidade de mu-
nicipalização do serviço.
O governo do estado já
evidenciou que planeja
rescindir o contrato com a
SPDM, que administra o
hospital.
Durante o encontro
desta terça-feira, o médi-
co e advogado Celso Luiz
Dellagiustina, que atua
junto ao Conselho Par-
lamentar de Saúde da
Assembleia Legislativa
Histórico de crises
Com suas obras iniciadas em 1979, o Hospital Regional de Araranguá - HRA - foi
construído e equipado com recursos do governo federal e pertence à Fundação
Hospitalar de Santa Catarina. Apesar de concluídas as obras em 1983, foi
inaugurado em 17 de janeiro de 1986 e iniciou as atividades em julho.
Várias entidades já o administraram:
FundaçãoBeneficenteSãoCamilo,FundaçãoHospitalardeAraranguá(composta
por representantes da comunidade) que permaneceu apenas 44 dias na
administração;FundaçãoHospitalardeSantaCatarina.AprefeituradeAraranguá
administrou o hospital entre 10 de abril de 1991 e 27 de novembro de 1992. Foi
substituída pela Associação Beneficente Deputado Affonso Ghizzo (formada por
representantes da comunidade) até fevereiro de 1995. Com a saída dessa última
Associação o HRA foi fechado e assim permaneceu até o dia 4 de abril de 1995,
quando foi reaberto pela (Fucri/Unesc).
Emmaiode2012aUnescdeixouagestão,quepassouaserexercidapeloInstituto
SAS. Um ano depois, em junho de 2013, a Secretaria de Saúde firmou contrato
com a SPDM.
Entidades contra
FreionamunicipalizaçãodoHRA
Hospital Regional
legalmente e constitucio-
nalmente pela saúde pú-
blica. A municipalização
faria com que Araranguá
assumisse um risco muito
grande”,enfatizou.Segun-
do ele, desde que assumiu
a gestão do hospital, em
maio de 2013, aAssociação
Paulista Para o Desen-
volvimento da Medicina
(SPDM)recebeuaproxima-
damente R$ 43 milhões do
governodoestadoecontra-
partida investiu pouco em
melhorias e reformas.
O especialista explicou
quealegislaçãonãopermi-
te que a municipalização
seja compartilhada com os
demais 14 municípios da
região. Também impede
queagestãosejarepassada
diretamente para consór-
cios intermunicipais, como
o CIS/Amesc.
Nove dos 15 verea-
dores participaram da
reunião, assim como re-
presentantes da Aciva
(Associação Empresa-
rial), Sindilojas, OAB,
CDL, Sindicont e Uama
(União dasAssociações de
Moradores). “É consenso
entre nós que o Hospital
Regional não deva ser
municipalizado. Ao mes-
mo tempo reivindicamos
maior transparência na
gestão e na prestação de
contas”, disse o presidente
da Aciva Kleber Frigo.
JABSON MULLER
Correio do Sul
Quarta-feira,
29 de junho de 2016
jabsonmuller@grupocorreiodosul.com.br
(48) 9955.5313
A partir desta quinta-feira, as emissoras de rádio
e televisão ficam proibidas de transmitir programas
apresentados ou comentados por pré-candidatos às
eleições.
Vale lembrar que, com as alterações impostas
pela reforma eleitoral as convenções partidárias são
permitidas de 20 de julho a 5 de agosto. Com o fim do
prazo das convenções, as emissoras de rádio e televisão
devem ficar atentas, pois o calendário eleitoral passa
a prever outras proibições. A propaganda eleitoral gra-
tuita no rádio e na televisão começa em 26 de agosto e
termina em 29 de setembro, três dias antes do pleito.
Fora do ar
Doze municípios catarinenses assinaram nesta terça-feira,em Florianópo-
lis, contrato de financiamento do Programa BRDE Municípios. O investimen-
to total será de R$ 23,2 milhões. Em sua maioria, os contratos financiarão in-
vestimentos das prefeituras em pavimentação e aquisição de equipamentos.
Os recursos serão destinados através de repasses do BNDES e FGTS.
Para este programa, o BRDE disponibiliza linhas de financiamento.
Na região, o único município a assinar contrato foi Araranguá, no valor de
R$ 4.833.000,00.
Outros dois municípios assinaram contratos com o Badesc. Pavimenta-
ção de vias e obras de infraestrutura serão os principais destinos dos R$ 64
milhões que o Governo do Estado e o Badesc estão liberando para 26 cidades
catarinenses. O governador Raimundo Colombo; o presidente da Agência de
Fomento de Santa Catarina, José Caramori; e representantes das prefeituras
contempladas participaram da cerimônia de assinatura dos contratos do pro-
grama Badesc Cidades em ato na tarde desta terça-feira, em Florianópolis.
Na região participaram Arroio do Silva, com recursos para pavimentação - R$ 1 milhão – e
Santa Rosa do Sul, também para pavimentação, R$ 1,2 milhões.
Municípios assinam contrato com BRDE e Badesc
Encerrada a fase de estruturação interna do Partido Progressista de Turvo, a sigla agora muda
o foco e centra suas atenções visando o pleito de outubro. Sem nenhuma definição sobre o projeto
de chapa única, o Partido lançou três nomes como pré-candidatos a prefeitura: Vanderlei Januário,
Cláudio Alberto Damo e Arlindo Manenti. A ideia agora é conversar com outrospartidos para definir o
projeto eleitoral.
PP de Turvo apresenta seus nomes
Trabalhando até o fim
Mesmo sem pretensão de concorrer a reeleição,
o prefeito de São João do Sul não para. Ontem João
Rubens inaugurou o Cras no município e vem acom-
panhando de perto as obras que estão em andamento.
Na foto João Rubens vistoriando a pavimentação
asfáltica nas comunidades de Passo Magnus e Glorinha.
Foi formada na semana passada a comissão pro-
visória do PCdoB em Sombrio, com a colaboração do
ex-vereador Douglas Matos, de Criciúma, e do coorde-
nador macrorregional Lucas Casagrande.
Na reunião da nova equipe os integrantes esco-
lheram a professora Simone Vieira como pré-candida-
ta do partido a vereadora.
Dion fora do páreo
nitários com foco principal
emfamíliasquenecessitam
da assistência social.
As novas unidades be-
neficiarão centenas de fa-
mílias dos três municípios.
Em São João do Sul, por
exemplo, 500 são acom-
panhadas pelo Cras, com
visitas, orientação e enca-
minhamento. Dona Maria
de Oliveira Borges, de 67
anos, faz parte do Grupo de
Idosos Amizade, do Serviço
de Convivência e Fortaleci-
mento de Vínculos. “Eu era
muito tímida, quase não
saíadecasa.Aquifizmuitos
amigos e adoro participar
das atividades. Ficamos
muito felizes com esta sede,
porque teremos um espaço
próprio para podermos nos
reunir”, agradeceu.
sendoquecadaumapossui
emmédia169metrosqua-
dradosereceberáaindado
estado toda a mobília.
Os Cras foram cons-
truídos em terrenos cedi-
dos pelas prefeituras, que
também fazem a gestão
através do setor de Assis-
tência Social.
Segundo Geraldo Al-
thoff, 117 obras (89 Cras e
28 Creas) que integram o
Pacto pela Proteção Social
com investimento total de
R$ 34 milhões estão sendo
inauguradas em Santa
Catarina.
OCraséumaunidade
deproteçãosocialbásicado
Sistema Único de Assis-
tência Social (Suas) com
objetivo de fortalecer os
vínculosfamiliaresecomu-
Geral 5Correio do Sul
Quarta-feira,
29 de junho de 2016
al
> REGIÃO
Novas unidades do
Centro de Refe-
rênciadeAssistênciaSocial
(Cras) foram entregues
nesta terça-feira, pelo go-
verno do estado,aos muni-
cípiosdeSantaRosadoSul,
São João do Sul e Meleiro.
Osprédiosforaminau-
gurados pelo secretário de
Estado da Assistência So-
cial, Trabalho e Habitação
GeraldoAlthoff,pelosecre-
tário executivo da Agência
deDesenvolvimentoRegio-
nal Ivan Gabriel Milanez
ÁvilaepelosprefeitosJoão
RubensdosSantos,Nelson
Cardoso e Jonnei Zanette.
O investimento na
construção das três sedes
foi superior a R$ 1 milhão,
Três sedes de Cras são inauguradas
Social
³Sede própria do Cras de Meleiro foi inaugurada com presença de secretário
³Ponte em Engenho Velho evita transtornos
³Prefeito Ronaldo Pereira (dir) assina convênio
Prefeituras recebem recursos de convênios
> REGIÃO
Asemanainicioucom
aassinaturadeconvênios
com três municípios na
sede da Agência de De-
senvolvimento Regional
(ADR) de Araranguá.
Juntas, as prefeituras
de Morro Grande, Santa
Rosa do Sul e Balneário
GaivotareceberãoR$635
mildogovernodoestado.
As assinaturas fo-
ram firmadas na tarde
de segunda-feira com os
prefeitos Valdionir Ro-
cha, de Morro Grande;
Ronaldo Pereira, de Bal-
neário Gaivota e Nelson
Cardoso de Oliveira,de
Santa Rosa do Sul.
O convênio com
a prefeitura de Morro
Grande visa o alarga-
mento, elevação e drena-
gem da rodovia que liga
o centro à comunidade de
SantaBárbara,nomontan-
te de R$ 549mil, sendo R$
395 mil concedidos pelo es-
tado.“Seráumaobramuito
importante,quebeneficiará
maisde100famíliasecerca
de 14 aviários localizados
naquela região”, destacou
o prefeito.
ParaSantaRosaocon-
vênio prevê o auxílio finan-
ceiro no valor de R$ 150
mil, sem contrapartida da
prefeitura, para custeio e
manutenção dos serviços
de saúde,como adquirir
medicamentos, viabilizar
gruposdeorientaçãoetra-
tamento de saúde mental.
Jáoconvêniofirmadocom
Gaivota repassa recursos
para aquisição de uma
ambulância, no valor glo-
bal de R$ 145 mil, sendo
R$ 85 mil do estado e o
restantedaadministração
municipal.
Obras aumentam segurança no campo
> JACINTO MACHADO
Paraquemmoraetra-
balha no campo, trafegar
com segurança pelas es-
tradas é uma das grandes
prioridades. Responsável
pela maior malha viária
municipal da região, a
administração de Jacinto
Machado procura manter
atrafegabilidadeemtodaa
extensãodesuasestradas.
Em uma das ações recen-
tesdaSecretariadeObras,
várias delas receberam
seixorolado,oquepermite
que se mantenham em
condições melhores, mes-
mo em períodos chuvosos.
Uma das regiões a
receber estes serviços foi
a que compreende a es-
trada Zé Polaco, entre as
localidades de Morro Azul
e Pinheirinho do Meio. No
trechodecercadesetequi-
lômetros, que serve tam-
bémdeacessoaoCentrode
TradiçõesGaúchas(CTG),
foram colocados 84 ca-
çambas do material base.
“Essa é uma área com
muito cultivo de arroz,
de fumo e de maracujá.A
estradaemboascondições
garante uma tranquilida-
demaiornahoradeescoar
essa produção e facilita
a vida dos moradores”,
salientaosecretárioAdair
deAlmeida.
Na comunidade de
Engenho Velho, foi feita
também a reforma da
pontequepassasobreorio
FundodoEngenhoVelho.
“Aqui, a travessia se com-
plicava principalmente
nos períodos de chuva,
quandoaáguasubiaepas-
sava por cima da ponte”,
explica o secretário.
Para contornar o pro-
blema, a ponte foi amplia-
da, recebeu novos drenos
de concreto e a desem-
bocadura do córrego foi
alargadanasproximidades
da passagem, garantindo
vazão suficiente para evi-
tarqueaáguafiquerepre-
sada a ponto de se elevar.
“Dessa forma, não haverá
necessidadedeinterditara
ponte quando chover e as
pessoas poderão trafegar
comsegurançadeumlado
a outro”, afirmaAdair.
Publicidade6 Correio do Sul
Quarta-feira,
29 de junho de 2016

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Jornal digital 20 12-16
Jornal digital 20 12-16Jornal digital 20 12-16
Jornal digital 20 12-16
 
Jornal digital 4948_ter_28062016
Jornal digital 4948_ter_28062016Jornal digital 4948_ter_28062016
Jornal digital 4948_ter_28062016
 
Jornal digital 4930_qui_02062016
Jornal digital 4930_qui_02062016Jornal digital 4930_qui_02062016
Jornal digital 4930_qui_02062016
 
Jornal digital 4933_ter_07062016
Jornal digital 4933_ter_07062016Jornal digital 4933_ter_07062016
Jornal digital 4933_ter_07062016
 
Jornal digital 4931_sex_03062016
Jornal digital 4931_sex_03062016Jornal digital 4931_sex_03062016
Jornal digital 4931_sex_03062016
 
Jornal digital 4969_qua_270720162
Jornal digital 4969_qua_270720162Jornal digital 4969_qua_270720162
Jornal digital 4969_qua_270720162
 
Jornal digital 4946_sex_24062016
Jornal digital 4946_sex_24062016Jornal digital 4946_sex_24062016
Jornal digital 4946_sex_24062016
 
Jornal digital 19 06-18
Jornal digital 19 06-18Jornal digital 19 06-18
Jornal digital 19 06-18
 
Jornal digital 4890_ter_05042016
Jornal digital 4890_ter_05042016Jornal digital 4890_ter_05042016
Jornal digital 4890_ter_05042016
 
Jornal digital 4880_seg_21032016
Jornal digital 4880_seg_21032016Jornal digital 4880_seg_21032016
Jornal digital 4880_seg_21032016
 
Jornal digital 4891_qua_06042016
Jornal digital 4891_qua_06042016Jornal digital 4891_qua_06042016
Jornal digital 4891_qua_06042016
 
Jornal digital 4887_qui_31032016
Jornal digital 4887_qui_31032016Jornal digital 4887_qui_31032016
Jornal digital 4887_qui_31032016
 
Jornal digital 4973_ter_02082016
Jornal digital 4973_ter_02082016Jornal digital 4973_ter_02082016
Jornal digital 4973_ter_02082016
 
Jornal digital 4954_qua_06072016
Jornal digital 4954_qua_06072016Jornal digital 4954_qua_06072016
Jornal digital 4954_qua_06072016
 
Jornal digital 07 11-2018
Jornal digital 07 11-2018Jornal digital 07 11-2018
Jornal digital 07 11-2018
 
Jornal digital 4884_seg_28032016
Jornal digital 4884_seg_28032016Jornal digital 4884_seg_28032016
Jornal digital 4884_seg_28032016
 
Jornal digital 4897_qui_14042016
Jornal digital 4897_qui_14042016Jornal digital 4897_qui_14042016
Jornal digital 4897_qui_14042016
 
Jornal digital 4938_ter_14062016
Jornal digital 4938_ter_14062016Jornal digital 4938_ter_14062016
Jornal digital 4938_ter_14062016
 
Jornal digital 4994 qua_31082016
Jornal digital 4994 qua_31082016Jornal digital 4994 qua_31082016
Jornal digital 4994 qua_31082016
 
Jornal digital 4934_qua_08062016
Jornal digital 4934_qua_08062016Jornal digital 4934_qua_08062016
Jornal digital 4934_qua_08062016
 

Destaque (17)

Jornal digital 5031_ter_25102016
Jornal digital 5031_ter_25102016Jornal digital 5031_ter_25102016
Jornal digital 5031_ter_25102016
 
Jornal digital 5052_seg_28112016
Jornal digital 5052_seg_28112016Jornal digital 5052_seg_28112016
Jornal digital 5052_seg_28112016
 
Jornal digital 5046_sex_18112016
Jornal digital 5046_sex_18112016Jornal digital 5046_sex_18112016
Jornal digital 5046_sex_18112016
 
Jornal digital 5011 seg_26092016
Jornal digital 5011 seg_26092016Jornal digital 5011 seg_26092016
Jornal digital 5011 seg_26092016
 
Jornal digital 4964_qua_20072016
Jornal digital 4964_qua_20072016Jornal digital 4964_qua_20072016
Jornal digital 4964_qua_20072016
 
Jornal digital 4960_qui_14072016
Jornal digital 4960_qui_14072016Jornal digital 4960_qui_14072016
Jornal digital 4960_qui_14072016
 
Jornal digital 5014 qui_29092016
Jornal digital 5014 qui_29092016Jornal digital 5014 qui_29092016
Jornal digital 5014 qui_29092016
 
Jornal digital 5054 qua_30112016
Jornal digital 5054 qua_30112016Jornal digital 5054 qua_30112016
Jornal digital 5054 qua_30112016
 
Jornal digital 5041_qua_09112016
Jornal digital 5041_qua_09112016Jornal digital 5041_qua_09112016
Jornal digital 5041_qua_09112016
 
Jornal digital 5040_ter_08112016
Jornal digital 5040_ter_08112016Jornal digital 5040_ter_08112016
Jornal digital 5040_ter_08112016
 
Jornal digital 4932_seg_06062016
Jornal digital 4932_seg_06062016Jornal digital 4932_seg_06062016
Jornal digital 4932_seg_06062016
 
Jornal digital 4848_ter_02022016
Jornal digital 4848_ter_02022016Jornal digital 4848_ter_02022016
Jornal digital 4848_ter_02022016
 
Jornal digital 4965_qui_21072016
Jornal digital 4965_qui_21072016Jornal digital 4965_qui_21072016
Jornal digital 4965_qui_21072016
 
Jornal digital 4913_seg_09052016
Jornal digital 4913_seg_09052016Jornal digital 4913_seg_09052016
Jornal digital 4913_seg_09052016
 
Jornal digital 4922_sex_20052016
Jornal digital 4922_sex_20052016Jornal digital 4922_sex_20052016
Jornal digital 4922_sex_20052016
 
Jornal digital 4926_sex_27052016
Jornal digital 4926_sex_27052016Jornal digital 4926_sex_27052016
Jornal digital 4926_sex_27052016
 
Jornal digital 4918_seg_16052016
Jornal digital 4918_seg_16052016Jornal digital 4918_seg_16052016
Jornal digital 4918_seg_16052016
 

Semelhante a Jornal digital 4949_qua_29062016

Semelhante a Jornal digital 4949_qua_29062016 (18)

Jornal digital 4886_qua_30032016
Jornal digital 4886_qua_30032016Jornal digital 4886_qua_30032016
Jornal digital 4886_qua_30032016
 
Jornal digital 4968_ter_26072016
Jornal digital 4968_ter_26072016Jornal digital 4968_ter_26072016
Jornal digital 4968_ter_26072016
 
Jornal digital 4871_ter_07032016
Jornal digital 4871_ter_07032016Jornal digital 4871_ter_07032016
Jornal digital 4871_ter_07032016
 
Jornal digital 4945_qui_23062016
Jornal digital 4945_qui_23062016Jornal digital 4945_qui_23062016
Jornal digital 4945_qui_23062016
 
Jornal digital 4961_sex_15072016
Jornal digital 4961_sex_15072016Jornal digital 4961_sex_15072016
Jornal digital 4961_sex_15072016
 
Jornal digital 4947_seg_27062016
Jornal digital 4947_seg_27062016Jornal digital 4947_seg_27062016
Jornal digital 4947_seg_27062016
 
Jornal digital 4895_ter_12042016
Jornal digital 4895_ter_12042016Jornal digital 4895_ter_12042016
Jornal digital 4895_ter_12042016
 
Jornal digital 4906_qui_28042016
Jornal digital 4906_qui_28042016Jornal digital 4906_qui_28042016
Jornal digital 4906_qui_28042016
 
Jornal digital 6 de janeiro de 2017
Jornal digital   6 de janeiro de 2017Jornal digital   6 de janeiro de 2017
Jornal digital 6 de janeiro de 2017
 
Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018
 
Jornal digital 4943_ter_21062016
Jornal digital 4943_ter_21062016Jornal digital 4943_ter_21062016
Jornal digital 4943_ter_21062016
 
Jornal digital 4937_seg_13062016
Jornal digital 4937_seg_13062016Jornal digital 4937_seg_13062016
Jornal digital 4937_seg_13062016
 
Jornal digital 12 06-18
Jornal digital 12 06-18Jornal digital 12 06-18
Jornal digital 12 06-18
 
Jornal digital 4910_quar_04052016
Jornal digital 4910_quar_04052016Jornal digital 4910_quar_04052016
Jornal digital 4910_quar_04052016
 
Jornal digital 4924_ter_24052016
Jornal digital 4924_ter_24052016Jornal digital 4924_ter_24052016
Jornal digital 4924_ter_24052016
 
Jornal digital 09 08-18
Jornal digital 09 08-18Jornal digital 09 08-18
Jornal digital 09 08-18
 
Jornal digital 25 07-18
Jornal digital 25 07-18Jornal digital 25 07-18
Jornal digital 25 07-18
 
Jornal digital 4915_qua_11052016
Jornal digital 4915_qua_11052016Jornal digital 4915_qua_11052016
Jornal digital 4915_qua_11052016
 

Mais de Jornal Correio do Sul (20)

Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018
 
Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018
 
Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018
 
Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018
 
Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018
 
Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018
 
Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018
 
Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018
 
Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018
 
Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018
 
Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018
 
Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018
 
Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018
 
Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018
 
Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018
 
Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018
 
Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018
 
Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018
 
Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018
 
Jornal digital 20 11-2018
Jornal digital 20 11-2018Jornal digital 20 11-2018
Jornal digital 20 11-2018
 

Jornal digital 4949_qua_29062016

  • 1. www.grupocorreiodosul.com.br ANO XXVI EDIÇÃO Nº 4.949 QUARTA-FEIRA, 29 DE JUNHO DE 2016 R$ 2,00 Grupo 23º 10º Variação de Nebulosidade - Períodos curtos de sol intercalados com períodos de nuvens. Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense Social Estado e prefeituras inauguram três Cras na região Página 5 Especial Geral Segurança 3 11 13Página Página Página Câmaraeentidades queremdiscutirmais municipalizaçãodoHRA Prefeiturafazsérie deinauguraçõese pagametadedo13º Homemmorre trabalhandoem pátiodesupermercado Debate Sombrio Fatalidade
  • 2. Grupo de Sandro converge para César Empresário Beto Biava (PP), que disputará a Prefeitura de Timbé do Sul, já está praticamente acertado com o PSDB para a composição da chapa majoritária que encabeçará. Em princípio, sua candidata a vice de- verá ser a vereadora Tati Alexandre, que cumpre seu terceiro mandato e já disputou a prefeitura em 2008, quan- do perdeu para o atual prefeito, Eclair Alves Coelho (PMDB), por apenas sete votos. Já pela situação, o PMDB de Eclair ainda não definiu se o seu candidato será o vice-prefeito Luciano Moro ou o vereador Gelson Corrêa, o Polenta. Em princípio, Luciano pare- ce ter a preferência do partido para a disputa, por já estar totalmente entrosado com o executivo municipal. EmTimbé BemAfim AnimadoGrandes: vices ADVOCACIA EMPRESARIAL FONE: (48) 3533-0145 “Na arte da política, é melhor retroceder um metro quando não se tem certeza, do que avançar um centímetro”. Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016 rolando_coelho@hotmail.com (48) 9945.6787 Mao Tsé Tung (1893/1976) Ex-presidente da China Bioquímico Cristian Rosa (PP) já nãoescondemaisseudesejodeconcor- rer como candidato a vice de Gilberto Oliveira (PP) no pleito municipal de Sombrio. De acordo com ele, a preten- são de ser vice nunca foi escondida de ninguém. “Não vejo nada demais em uma chapa pura do PP. Temos um partido forte e quanto maior a repre- sentatividade na majoritária, maior vai ser o engajamento da militância nacampanha”,comenta.Emprincípio, umdosempecilhosdeumadobradinha entre Gilberto e Cristian está no fato de ambos serem diretamente ligados ao deputado estadual José Milton Scheffer (PP). Gilberto é assessor do parlamentar. Já Cristian surgiu na política pelas mãos de Zé Milton. Pré-candidato do PSDB a Prefei- turadeMeleiro,RogildoBordgnon,diz quedisputaráoexecutivoindependen- te de quaisquer articulações que este- jam sendo orquestradas pelas demais siglas de seu município. Em princípio, o PSD de Santina Izé Rosa deverá ter o PMDB de Ica Costa como seu vice. Já o PP do prefeito Nei Zanette tem buscado entendimento com o PSB de Eder Matos para a composição de umadobradinha.Nesteentendimento é possível até mesmo que o PP abra mão da cabeça de chapa em favor de Eder, com o objetivo de combater Santina, que é a candidata do atual vice-prefeitoEveraldoMartins,oBeno (PSD). Fechadas estas duas frentes, a eleição ficaria, teoricamente, bipolari- zada, o que, em princípio, não inibe as pretensões de Rogildo, que já está pro- curandoumpartidoparacomporcomo seuvice.Homologadasuacandidatura, o PSDB de nossa região teria quatro candidatos a prefeito. Os outros três emanarão de Maracajá, com Arlindo Rocha, o Láli, de Ermo, com Marcos Leone de Oliveira, o Marquinhos, e de Balneário Gaivota, com Everaldo dos Santos, o Kekinha. Dois principais partidos da região, PMDB e PPparecem já ter assimilado aideiadeatuarcomocoadjuvantesnos pleitos municipais. Os peemedebistas serão vice neste ano em Balneário Gaivota, Balneário Arroio do Silva, Ermo e Meleiro. Já o PP indicará o vice em São João do Sul, Passo de Torres, Santa Rosa do Sul, Maracajá e Morro Grande. Afora estes casos, os progressistasaindapodemserviceem Meleiro, caso apoiem o PSB de Eder Matos,eemTurvo,casoaceitemparti- cipar de uma chapa única encabeçada pelo PMDB de Tiago Zilli. Há ainda os casos de São João do Sul, onde o PMDB sequer estará na majoritária composta de forma única entre PSD e PP, e de Ermo, onde o PP só apoiará a dobradinha PSD/PMDB. Este en- fraquecimento das grandes siglas é fruto do evidente fracionamento das forças políticas de todos os municípios da região. Até a década de 1990, todo partido tinha duas, três, e até quatro alas. Hoje em dia, o líder político des- contente simplesmente abandona sua sigla e funda outra, enfraquecendo os grandes, a quem, geralmente, passa a combater. G rupo formado por oito partidos de Araranguá, e que está sob a batuta do prefeito Sandro Maciel (PT), está convergindo cada vez mais para a candidatura do empresário Cé- sar Cesa (PMDB) a prefeito. De forma franca, representantes do grupo têm conversado tanto com César quanto com o ex-prefeito Mariano Mazzuco Neto (PP), tentando chegar a um de- nominador comum que viabilize uma aproximação oficial em relação a um ou ao outro. A maioria dos líderes do PT, PDT, PSB, PRB, PPS, DEM, PSDB e PCdoB tem mostrado muito mais simpatia ao projeto de César do que de Mariano. Em princípio isto tem se dado porque César não tem nada fechado no que diz respeito a composição de sua chapa majoritária.Sendoassim,avagadevice está totalmente aberta, e apta a receber umdospartidosdoG-8.JáMarianotem duas situações delicadas para resolver junto àqueles que já o estão apoiando. NoPSDháumaveladaquedadebraços entre os vereadores Giancarlo Soares de Souza e Cabo Loro para saber quem será o vice de Mariano. Paralelo a isto, há a franca disposição do empresário Júnior Menegalli (PR) de também compor como vice do PP. Diante dos fa- tos, Mariano não tem nem muito o que oferecer ao G-8, já que suas demandas internas ainda não estão sequer enca- minhadas. Outro problema é que Mariano não está disposto a abrir escancaradamen- te sua coligação para um rosário de partidos. Em princípio ele almeja uma aproximação com o grupo liderado por Sandro, mas sugere que apenas algu- mas siglas venham para sua coligação, de modo a não inchá-la. Como o G-8 prometeu fidelidade eterna, por ora isto não é possível. Por fim, há uma tendência natural de aproximação com o PMDB por uma questão puramente política. É que durante grande parte do mandato de Sandro o PMDB lhe apoiou no legisla- tivo, já o PPfez de tudo para atrapalhar sua vida. É muito provável que se não fosse a consideração que Sandro tem por Mariano, de quem já foi vice, as conversações com os progressistas nem tivessem sido iniciadas, e a convergên- cia já tivesse se dado de forma natural em direção ao PMDB. Fechada a aliança com o PMDB, a grande questão será saber quem comporá como vice de César Cesa. Em princípio o G-8 dispõe do presidente da Câmara Municipal Rony da Silva (DEM),dovereadorKilaGhellere(PSB) e do advogado André Alves (PSDB). Paralelo a eles orbita ainda o nome do empresárioBetoCoan(PTB),quefoium dos primeiros a se aproximar de César Cesa com vistas a 2016. Se dependesse de Sandro Maciel, o vice seria Kila Ghel- lere, que sempre foi seu aliado de forma incondicional.Sandro,noentanto,nãoéa personificação do G-8, que poderá tentar emplacar outro nome. Neste contexto o nome de Beto Coan fica deslocado, pois ele não faz parte do grupo liderado pelo prefeito. Todavia, é justamente este des- locamentoquepoderálheabrirasportas, afinaldecontas,emnãosendointegrante doG-8elepoderiaserocandidatoconsen- sual para todos. Esta teoria não é muito fácil de ser engolida, mas a retórica já derrubou ou implantou impérios. Neste quadro, saem de cena Mau- reci Rodrigues (PRB) e Hilário Destro (PSB), nomes que vinham se dispondo a ser apenas candidatos a prefeito pelo G-8. A eles, num primeiro momento, só estacondiçãointeressava.Numprimei- ro momento.
  • 3. defendeu Rony. Na quinta-feira, a partir das 16h, o vice- -governador Eduardo Pinho Moreira e o se- cretário de Saúde João Paulo Kleinübing estarão reunidos com o prefeito de ArarangáSandroRoberto Maciel e com o secretário executivo do Consórcio Intermunicipal de Saú- de (CIS-Amesc), Ricardo Ghellere, na Câmara de Vereadores.Maisumavez serádebatidaamunicipa- lização. Palestrantedeontem, Dellagiustina,mostrou-se contrário a municipaliza- ção do Hospital Regional deAraranguá. “O governo do estado é responsável e preside o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde de Santa Catarina, explicou a diferença entre gestãoegerência,destacou exemplos de como funcio- nam vários hospitais no estado e disse conhecer tanto a história quanto a realidade do HRA. Ao final da discussão, o presidente da Câmara, Rony da Silva, anunciou que a decisão do legisla- tivo e das entidades de classe é de que não ocorra a assinatura do contrato para municipalização do Hospital Regional en- quanto não for decidido sobre qual a melhor alter- nativa. “O tema é comple- xo, interfere diretamente na vida da população, merece e deve ser cuida- dosamente analisado”, Especial 3Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016 ³Discussão desta terça-feira foi a segunda desta semana e mais uma ainda será realizada, sempre tendo a gestão do HRA em pauta > ARARANGUÁ Amudança da ges- tão do Hospital Regional de Araranguá (HRA) foi discutida por mais de três horas, na manhã de ontem, na Câ- mara de Vereadores. Re- presentantesdeentidades de classe e vereadores debateram intensamente a possibilidade de mu- nicipalização do serviço. O governo do estado já evidenciou que planeja rescindir o contrato com a SPDM, que administra o hospital. Durante o encontro desta terça-feira, o médi- co e advogado Celso Luiz Dellagiustina, que atua junto ao Conselho Par- lamentar de Saúde da Assembleia Legislativa Histórico de crises Com suas obras iniciadas em 1979, o Hospital Regional de Araranguá - HRA - foi construído e equipado com recursos do governo federal e pertence à Fundação Hospitalar de Santa Catarina. Apesar de concluídas as obras em 1983, foi inaugurado em 17 de janeiro de 1986 e iniciou as atividades em julho. Várias entidades já o administraram: FundaçãoBeneficenteSãoCamilo,FundaçãoHospitalardeAraranguá(composta por representantes da comunidade) que permaneceu apenas 44 dias na administração;FundaçãoHospitalardeSantaCatarina.AprefeituradeAraranguá administrou o hospital entre 10 de abril de 1991 e 27 de novembro de 1992. Foi substituída pela Associação Beneficente Deputado Affonso Ghizzo (formada por representantes da comunidade) até fevereiro de 1995. Com a saída dessa última Associação o HRA foi fechado e assim permaneceu até o dia 4 de abril de 1995, quando foi reaberto pela (Fucri/Unesc). Emmaiode2012aUnescdeixouagestão,quepassouaserexercidapeloInstituto SAS. Um ano depois, em junho de 2013, a Secretaria de Saúde firmou contrato com a SPDM. Entidades contra FreionamunicipalizaçãodoHRA Hospital Regional legalmente e constitucio- nalmente pela saúde pú- blica. A municipalização faria com que Araranguá assumisse um risco muito grande”,enfatizou.Segun- do ele, desde que assumiu a gestão do hospital, em maio de 2013, aAssociação Paulista Para o Desen- volvimento da Medicina (SPDM)recebeuaproxima- damente R$ 43 milhões do governodoestadoecontra- partida investiu pouco em melhorias e reformas. O especialista explicou quealegislaçãonãopermi- te que a municipalização seja compartilhada com os demais 14 municípios da região. Também impede queagestãosejarepassada diretamente para consór- cios intermunicipais, como o CIS/Amesc. Nove dos 15 verea- dores participaram da reunião, assim como re- presentantes da Aciva (Associação Empresa- rial), Sindilojas, OAB, CDL, Sindicont e Uama (União dasAssociações de Moradores). “É consenso entre nós que o Hospital Regional não deva ser municipalizado. Ao mes- mo tempo reivindicamos maior transparência na gestão e na prestação de contas”, disse o presidente da Aciva Kleber Frigo.
  • 4. JABSON MULLER Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016 jabsonmuller@grupocorreiodosul.com.br (48) 9955.5313 A partir desta quinta-feira, as emissoras de rádio e televisão ficam proibidas de transmitir programas apresentados ou comentados por pré-candidatos às eleições. Vale lembrar que, com as alterações impostas pela reforma eleitoral as convenções partidárias são permitidas de 20 de julho a 5 de agosto. Com o fim do prazo das convenções, as emissoras de rádio e televisão devem ficar atentas, pois o calendário eleitoral passa a prever outras proibições. A propaganda eleitoral gra- tuita no rádio e na televisão começa em 26 de agosto e termina em 29 de setembro, três dias antes do pleito. Fora do ar Doze municípios catarinenses assinaram nesta terça-feira,em Florianópo- lis, contrato de financiamento do Programa BRDE Municípios. O investimen- to total será de R$ 23,2 milhões. Em sua maioria, os contratos financiarão in- vestimentos das prefeituras em pavimentação e aquisição de equipamentos. Os recursos serão destinados através de repasses do BNDES e FGTS. Para este programa, o BRDE disponibiliza linhas de financiamento. Na região, o único município a assinar contrato foi Araranguá, no valor de R$ 4.833.000,00. Outros dois municípios assinaram contratos com o Badesc. Pavimenta- ção de vias e obras de infraestrutura serão os principais destinos dos R$ 64 milhões que o Governo do Estado e o Badesc estão liberando para 26 cidades catarinenses. O governador Raimundo Colombo; o presidente da Agência de Fomento de Santa Catarina, José Caramori; e representantes das prefeituras contempladas participaram da cerimônia de assinatura dos contratos do pro- grama Badesc Cidades em ato na tarde desta terça-feira, em Florianópolis. Na região participaram Arroio do Silva, com recursos para pavimentação - R$ 1 milhão – e Santa Rosa do Sul, também para pavimentação, R$ 1,2 milhões. Municípios assinam contrato com BRDE e Badesc Encerrada a fase de estruturação interna do Partido Progressista de Turvo, a sigla agora muda o foco e centra suas atenções visando o pleito de outubro. Sem nenhuma definição sobre o projeto de chapa única, o Partido lançou três nomes como pré-candidatos a prefeitura: Vanderlei Januário, Cláudio Alberto Damo e Arlindo Manenti. A ideia agora é conversar com outrospartidos para definir o projeto eleitoral. PP de Turvo apresenta seus nomes Trabalhando até o fim Mesmo sem pretensão de concorrer a reeleição, o prefeito de São João do Sul não para. Ontem João Rubens inaugurou o Cras no município e vem acom- panhando de perto as obras que estão em andamento. Na foto João Rubens vistoriando a pavimentação asfáltica nas comunidades de Passo Magnus e Glorinha. Foi formada na semana passada a comissão pro- visória do PCdoB em Sombrio, com a colaboração do ex-vereador Douglas Matos, de Criciúma, e do coorde- nador macrorregional Lucas Casagrande. Na reunião da nova equipe os integrantes esco- lheram a professora Simone Vieira como pré-candida- ta do partido a vereadora. Dion fora do páreo
  • 5. nitários com foco principal emfamíliasquenecessitam da assistência social. As novas unidades be- neficiarão centenas de fa- mílias dos três municípios. Em São João do Sul, por exemplo, 500 são acom- panhadas pelo Cras, com visitas, orientação e enca- minhamento. Dona Maria de Oliveira Borges, de 67 anos, faz parte do Grupo de Idosos Amizade, do Serviço de Convivência e Fortaleci- mento de Vínculos. “Eu era muito tímida, quase não saíadecasa.Aquifizmuitos amigos e adoro participar das atividades. Ficamos muito felizes com esta sede, porque teremos um espaço próprio para podermos nos reunir”, agradeceu. sendoquecadaumapossui emmédia169metrosqua- dradosereceberáaindado estado toda a mobília. Os Cras foram cons- truídos em terrenos cedi- dos pelas prefeituras, que também fazem a gestão através do setor de Assis- tência Social. Segundo Geraldo Al- thoff, 117 obras (89 Cras e 28 Creas) que integram o Pacto pela Proteção Social com investimento total de R$ 34 milhões estão sendo inauguradas em Santa Catarina. OCraséumaunidade deproteçãosocialbásicado Sistema Único de Assis- tência Social (Suas) com objetivo de fortalecer os vínculosfamiliaresecomu- Geral 5Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016 al > REGIÃO Novas unidades do Centro de Refe- rênciadeAssistênciaSocial (Cras) foram entregues nesta terça-feira, pelo go- verno do estado,aos muni- cípiosdeSantaRosadoSul, São João do Sul e Meleiro. Osprédiosforaminau- gurados pelo secretário de Estado da Assistência So- cial, Trabalho e Habitação GeraldoAlthoff,pelosecre- tário executivo da Agência deDesenvolvimentoRegio- nal Ivan Gabriel Milanez ÁvilaepelosprefeitosJoão RubensdosSantos,Nelson Cardoso e Jonnei Zanette. O investimento na construção das três sedes foi superior a R$ 1 milhão, Três sedes de Cras são inauguradas Social ³Sede própria do Cras de Meleiro foi inaugurada com presença de secretário ³Ponte em Engenho Velho evita transtornos ³Prefeito Ronaldo Pereira (dir) assina convênio Prefeituras recebem recursos de convênios > REGIÃO Asemanainicioucom aassinaturadeconvênios com três municípios na sede da Agência de De- senvolvimento Regional (ADR) de Araranguá. Juntas, as prefeituras de Morro Grande, Santa Rosa do Sul e Balneário GaivotareceberãoR$635 mildogovernodoestado. As assinaturas fo- ram firmadas na tarde de segunda-feira com os prefeitos Valdionir Ro- cha, de Morro Grande; Ronaldo Pereira, de Bal- neário Gaivota e Nelson Cardoso de Oliveira,de Santa Rosa do Sul. O convênio com a prefeitura de Morro Grande visa o alarga- mento, elevação e drena- gem da rodovia que liga o centro à comunidade de SantaBárbara,nomontan- te de R$ 549mil, sendo R$ 395 mil concedidos pelo es- tado.“Seráumaobramuito importante,quebeneficiará maisde100famíliasecerca de 14 aviários localizados naquela região”, destacou o prefeito. ParaSantaRosaocon- vênio prevê o auxílio finan- ceiro no valor de R$ 150 mil, sem contrapartida da prefeitura, para custeio e manutenção dos serviços de saúde,como adquirir medicamentos, viabilizar gruposdeorientaçãoetra- tamento de saúde mental. Jáoconvêniofirmadocom Gaivota repassa recursos para aquisição de uma ambulância, no valor glo- bal de R$ 145 mil, sendo R$ 85 mil do estado e o restantedaadministração municipal. Obras aumentam segurança no campo > JACINTO MACHADO Paraquemmoraetra- balha no campo, trafegar com segurança pelas es- tradas é uma das grandes prioridades. Responsável pela maior malha viária municipal da região, a administração de Jacinto Machado procura manter atrafegabilidadeemtodaa extensãodesuasestradas. Em uma das ações recen- tesdaSecretariadeObras, várias delas receberam seixorolado,oquepermite que se mantenham em condições melhores, mes- mo em períodos chuvosos. Uma das regiões a receber estes serviços foi a que compreende a es- trada Zé Polaco, entre as localidades de Morro Azul e Pinheirinho do Meio. No trechodecercadesetequi- lômetros, que serve tam- bémdeacessoaoCentrode TradiçõesGaúchas(CTG), foram colocados 84 ca- çambas do material base. “Essa é uma área com muito cultivo de arroz, de fumo e de maracujá.A estradaemboascondições garante uma tranquilida- demaiornahoradeescoar essa produção e facilita a vida dos moradores”, salientaosecretárioAdair deAlmeida. Na comunidade de Engenho Velho, foi feita também a reforma da pontequepassasobreorio FundodoEngenhoVelho. “Aqui, a travessia se com- plicava principalmente nos períodos de chuva, quandoaáguasubiaepas- sava por cima da ponte”, explica o secretário. Para contornar o pro- blema, a ponte foi amplia- da, recebeu novos drenos de concreto e a desem- bocadura do córrego foi alargadanasproximidades da passagem, garantindo vazão suficiente para evi- tarqueaáguafiquerepre- sada a ponto de se elevar. “Dessa forma, não haverá necessidadedeinterditara ponte quando chover e as pessoas poderão trafegar comsegurançadeumlado a outro”, afirmaAdair.
  • 6. Publicidade6 Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016
  • 7. Aline Bauer Geral 7Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016 Curso de Libras incentiva inclusão OdontoSesc faz Mostra Ação Sorriso > ARARANGUÁ Com o objetivo de ampliar o universo da comunicação e promo- ver a inclusão dos alu- nos surdos na escola e sociedade, a Gerência Regional de Educação, por meio da Supervisão de Educação Básica e > SOMBRIO Com o atendimen- to de mais de seis mil alunos das escolas mu- nicipais e estaduais de Sombrio, o projeto Odonto-Sesc concluiu a série de palestras sobre saúde bucal. Na quinta e sexta-feira passadas, tendo como local o gi- násio da Escola Básica Municipal Alcides de Profissional, e coordena- ção do setor de Educação Especial, está promovendo um curso intermediário de Libras (Linguagem de Sinais). O curso que co- meçou no dia 20 tem carga horária de 48 horas e é ministrado na Escola Cas- tro Alves, em Araranguá, encerrando em dezembro. Souza Pereira, do bairro Raizeira, foi realizada a Mostra Ação Sorriso, com a visita de dois mil alunos. “Foi o fechamento da série sobre saúde bucal.Apróxi- ma etapa será a realização depalestrascom otemase- xualidadeparaalunosdo5º ao 9º ano”, explica a assis- tentesocialdoOdonto-Sesc Camila Cechinel da Silva. A Mostra Ação Sorriso cativou as crianças com O público-alvo é for- mado pelos pais e/ou responsáveis pelo aluno surdo, professores que atuam na rede estadual ou municipal de ensino e acadêmicos dos cursos de pedagogia e fonoau- diologia. As aulas são dadas pelo professor Herlon Charles Motta atividades como cinema, contação de histórias e orientação do dentista. O projeto Odonto- -Sesc atua na restaura- ção e prevenção bucal da população, através da carreta móvel, ins- talada ao lado da Igreja Matriz. Até o dia 12 de julho, o projeto pretende atender gratuitamente em torno de três mil pessoas. ³Estudantes mostraram roupas confeccionadas com material de reciclagem Arte Ecológica plicou a professora Kelyn Amoroso, uma das realiza- doras do projeto, junto com a colega Marilva Botelho. Não por acaso a atividade é desenvolvida em junho, o mês em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente. O primeiro desfile foi em 2015, e fez tanto su- cesso que as professoras resolveram repetir a ex- periência. “Através destas ações, os alunos aprendem a reutilizar o que tem em casa. Além disso, esse pro- jeto trabalha com a coleti- vidade e a consciência do grupo. É muito válido”, defende Kelyn. > SOMBRIO Preservaçãoemoda. Esseseramoscon- ceitosaseremtrabalhados no projeto Desfile Reciclá- vel da Escola Municipal Alda Santos de Vargas. A edição 2016 aconteceu na última sexta-feira, e contou com modelos bem criativos feitos para rea- proveitar materiais des- cartáveis e se vestir. “A proposta é que cada classe desenvolva um ou dois modelos e confeccione as roupas. Depois fazemos o desfile e a avaliação”, ex- Modavaidolixoapassarela Cerca de 350 estudan- tes estiveram envolvidos na elaboração e desfile das peças, que eram avaliadas porumacomissãojulgado- ra. Ao final houve premia- ção e distribuição de lem- brancinhas. “Nós não nos envolvemos no processo deconfecçãodasroupas,só nosmobilizamosembusca de premiação e medalhas. Esse projeto ajuda muito a conscientizar sobre o meio ambiente”, ressalta uma das diretoras da escola, Magali Abatti Colares. De acordo com ela, o Desfile Reciclável já faz parte do calendário escolar. Epensarquetudonas- ceudaideiadeumaaluna. Fabrina Montovani, que hoje cursa o sétimo ano, discutia com uma amiga sobre feiras de ciências e mencionouumdesfilepara conscientizar sobre o meio ambiente. “Eu soube que havia um desfile assim em SantaRosa,efaleicommi- nhaamiga.Acheilegalque todo mundo aqui abraçou a ideia”, conta a garota. Segundo Fabrina, a ação faz, sim, muita diferença. “Acho que quem assiste o desfile, adquire alguma consciência”, completa. Com roupas produzidas a partir de jornal, garra- fa PET e até sacolas de supermercado, os alunos discutem a reciclagem, o meio ambiente e o futuro. VENDE-SE TERRENO MEDINDO 12X30 RUA OSMAR BECKAUSER, PARQUE DAS AVENIDAS, SOMBRIO/SC TELEFONE 48 98237110 (TIM)
  • 8. Entretenimento Novelas - Horóscopo - Diversão Novelas Êta mundo bom -18h Haja Coração -19h Velho Chico -21h A raújo convence Sandra a ceder às ameaças de Celso. CunegundesnãogostadeverMafaldacomZédosPorcos e pede que Quinzinho afaste o funcionário da fazenda. SeverosesurpreendeaoencontraIldetrabalhandonodancing. Romeu revela a Clarice que Filomena voltou para a fazenda da família. Candinho lamenta a falta de notícias de Filomena. Celso pede ajuda a Dantas para enfrentar Sandra e Araújo. Braz aconselha Severo a aceitar o pedido de Diana. M artimnãoseconformaporTerezaesconderdeMiguel a chegada de Sophie. Luzia se anima com a visita de Lucas a Olívia. Carlos vai ao encontro de Sophie. Iolanda convence Afrânio a não brigar com Martim. Martim provoca Afrânio. Sophie questiona Miguel sobre seus sentimentos e ele desconversa. Olívia diz a Lucas que está con- fusa.LuziacontapraOlíviaqueMigueltrouxesuanamoradada França para o Brasil. T ancinha diz a Apolo que Beto está à procura de Carmela. Carmela conta a Beto que Tancinha gostou de seu beijo. Giba não aparece na apresentação à imprensa e Adriana decide colocar Apolo como piloto. Apolo tem um ótimo de- sempenho na pista, mas o público acredita que foi Giba quem dirigiu o carro. Bruna vê Giovanni com Camila. Rebeca recebe flores de Pedro Bertolucci. Penélope pergunta a Tamara se ela interrompeu seu tratamento. Rapidinhas Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016 Áries 21/03 a 20/04 Paratomardecisõesseráumdiatranquilo,noqualvocêtende a tomar iniciativa. O Sol será importante nessa trajetória de conquistas. Apresentará bastante coragem para enfrentar pequenas dificuldades. Leão 21/07 a 20/08 Sagitário 21/11 a 20/12 O bom humor levará você a ter uma perspectiva mais otimistadavida.Tudoissolheproporcionarumexcelente bemestar,Júpitereoelementofogoteajudarão.Sigacom coragemeperspicácianessasuaempreitada. Gêmeos 21/05 a 20/06 Irá variar suas opiniões influenciadas por Júpiter, o que lhe deixará em uma situação desconfortável. Tente usar suacuriosidadeparaexplorarmelhoroambienteaoseu redor.LugaresaoArlivretefavorecerão. Libra 21/09 a 20/10 O diálogo será a forma na qual você chegará ao senso comumecommaistranquilidade.Saturnoauxiliaránoseu projeto de busca de tranquilidade. Procure não se deixar distrairporproblemasdepequenaimportância. Aquário 21/01 a 18/02 Touro 21/04 a 20/05 Irá influenciar algumas pessoas com suas opiniões sobre o gosto em relação a várias coisas. Seja perseverante e não desista daquilo que acredita. Não obstante Vênus irá ajudar a manter esse espirito vitorioso. Virgem 21/08a20/09 A falta de organização no seu ambiente de trabalho lhe deixarámuitoirritado.Acabaráporseincomodarmesmo em lugares públicos.Vênus pode ser o vilão, busque na praticidade o caminho para chegar no seu objetivo. Capricórnio 21/12 a 20/01 Não irá se esconder perante momentos desafiadores, suacompetitividadevaiauxiliarnesterepto.Martenesta constelaçãodarámaisforçaparavocê.Aresponsabilidade tendeanãoteabandonarnessajornada. Câncer 21/06 a 20/07 Despertará uma forte capacidade de compreender sinais que aparecerão durante o dia. Júpiter para esta constelação será generoso e ajudará para transluzir melhor as ideias e as relações com pessoas mais incompatíveis. Escorpião 21/10 a 20/11 Entrardecabeçaemumaideiaseráafrasechaveparaoseu dia.Uranointerviráaseufavorparaircommaiorprofundi- dade aos seus objetivos. Porém não tente controlar tudo aomesmotemposaibadividirastarefas. Peixes 19/02 a 20/03 Estar junto de você será uma experiência muito boa, pela energiaqueirátrasbordardevocê.Romantismoseráapalavra querenovaráoseudia.Netunopassaráserenamenteporesta constelação tão amorosa e carinhosa. Despertaráumafortecapacidadedecompreendersinais que aparecerão durante o dia. Júpiter para esta cons- telação será generoso e ajudará para transluzir melhor asideiaseasrelaçõescompessoasmaisincompatíveis. Muito do seu lado mais irrequieto e agitado irá estar pre- senteumbomperíododuranteodia.Mercúriobloqueará um pouco mais a sua capacidade de modificar sua forma depensar.Dialoguemaiscompessoasdiferentes. Valesca Popozuda teve que passar por uma cirurgia de emergência e continua in- ternada em um hospital do Rio de Janeiro, depois de ter alguns problemas com seu silicone nos seios. De acordo com o cirurgião plástico Fernando Bianco, a funkeira teve uma contratura muscular, após o encapsu- lamento da prótese direita. A cantora sentiu fortes dores na região, ainda na última semana, e procurou o médi- co, na última sexta-feira (24), quando soube que teria que fazer uma operação de emer- gência. Para não cancelar os shows do fim de semana, ela se apresentou normalmente, mesmo com dor, e foi até o hospital, já para se internar e realizar o procedimento, na segunda-feira (27). “Depois do susto que passei, graças a Deus já estou bem e sem riscos. Nos meus últimos shows, sentia umas dores, mas acreditei que fosse normal pelos esforços habituais das apresentações. Quando fui ao médico, ele me pediu que internasse o mais rápidopossível,paratrocarmosapróteseque tinha dado problema. Foi uma correria, mas, agora, estou tranquila e já sem dores. O Dr. Fernando Bianco me tranquilizou e disse que logo volto a trabalhar e ter uma vida 100% normal”, afirmou a própria Valesca, que, ali- ás, deve ter alta ainda nesta terça-feira (28). ³Leo mostra ferimentos e diz que volta ao hospital
  • 9. Publicidade 9Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016
  • 10. Fundado em 5 de Junho de 1990 - Dia Mundial do Meio Ambiente Jornalista Rolando Christian Sant’ Helena Coelho - Fundador Jornal Correio do Sul Publicações legais: tomaz@grupocorreiodosul.com.br Financeiro financeiro@grupocorreiodosul.com.br Comercial: l48l 3533.0870 comercial@grupocorreiodosul.com.br Diretor Geral Jabson Muller l48l 9955.5313 diretor@grupocorreiodosul.com.br Diagramação/Arte: correiodosul@grupocorreiodosul.com.br Sul Gráfica sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br Redação: editor@grupocorreiodosul.com.br Radio 93FM radio93fm@grupocorreiodosul.com.br Circulação/Assinatura l48l 3533.0870 assinaturas@grupocorreiodosul.com.br Rua João José Guimarães,176, Centro - Sombrio/SC - Fone: (48) 3533 0870 Editora: GCS Ltda - ME CNPJ 17.467.695/0001-19 Geral10 Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016 Recursos para cidades de SC E m um único dia foram assinados, em Florianópolis, convênios para repasse de recursos a municípios no valor de quase R$ 87 milhões. O primeiro evento foi do Badesc, envolvendo R$ 63,6 milhões para 26 cidades. Os recursos serão usados principalmente em pavimentação de ruas, aquisição de imóveis, empreendimentos comunitários e transporte escolar. O presidente da Agência de Fomento do Estado, José Caramori, destacou que desde 2011 a linha Badesc Cidades financiou R$ 826 milhões em 457 contratos com 230 municípios. E anunciou que ainda no governo Raimundo Colombo/Eduardo Moreira será atingida a marca de R$ 1 bilhão, “investi- dos nas prefeituras de todo o estado de Santa Catarina, do maior ao menor município, independentemente de partido, de tamanho e de região”. O pre- feito de Chapecó, Luciano Buligon, falou em nome dos prefeitos e comentou o impacto da crise sobre as contas dos municípios, ressaltando a importân- cia da injeção de recursos. Para o presidente da Assembleia Legislativa, Gelson Merisio (PSD), os contratos são uma oportunidade de investimento para atender às demandas das comunidades. Ele também falou sobre a gra- vidade da situação econômica do país. “Os prefeitos têm tido a compreen- são por parte do governo do Estado. Ações como a de hoje dão fôlego aos municípios.” Ao encerrar o ato do Badesc, o governador Colombo deixou claro que não está otimista em relação ao segundo semestre e afirmou que o maior impacto da crise é sobre o poder público, que não tem como redu- zir despesas ou folha. Disse que, por força da própria crise, é crescente a demanda por serviços públicos de saúde, de educação e de atenção social. Mas concluiu com motivação: “Não temos o direito de desanimar. Não te- mos oportunidade de desistir. Para nós só tem uma ação: vencer”. Dali, Colombo seguiu para outro ato de assinatura de contratos com municípios, dessa vez no BRDE. Foram atendidos 12 municípios com valor total de R$ 23,2 milhões, também para pavimentação e aquisição de equipamentos. Entretanto, o BRDE Municípios tem mais R$ 66,1 milhões em análise e o vaçlor financiado pode chegar a R$ 89,3 milhões. Quem aposta na estratégia de dividir para vencer aplicada ao deputado Meri- sio, presidente do PSD-SC, e ao governa- dor Raimundo Colombo, do mesmo par- tido, pode estar perdendo tempo. Ontem, no evento do Badesc, eles demonstraram muita cordialidade e absoluta sintonia nos discursos, com agradecimentos mútuos. Empresas chegando? Ainda no ato de assinatura do Badesc, o governador voltou a dar a receita que o Estado está seguindo para manter a competitividida- de: não aumentar impostos e manter os investimentos. Em consequência dessa política, anunciou para hoje a reunião com três empresas que poderão gerar 5 mil empregos em Santa Catarina e ainda a provável vinda de uma multinacional que hoje está instalada em um dos es- tados vizinhos do Sul. A Coluna Pelo Estado buscou informações complemen- tares junto a secretarias de Estado, mas recebeu como resposta que as conversas ainda são sigilosas e os negócios estão em fase de prospecção. Turismo Depois de assinar, na segun- da-feira (27), a ordem de serviço para construção de Centro de Atendimento ao Turista em Itapema, o secretário estadu- al de Turismo, Cultura e Esporte, Filipe Mello, estará hoje em Garuva e em Dio- nísio Cerqueira para novas assinaturas com o mesmo objetivo. O investimentos nas obras, que devem estar concluídas em até dois anos, será de R$ 1,5 milhão. Os recursos são do governo federal e do Estado. Os terrenos foram cedidos pelas prefeituras. Por Andréa Leonora redacao@peloestado.com.br 29/Jun/2016 Tocha em SC Polícia Militar apresentou os preparati- vos para o revezamento da tocha olím- pica, que vai passar por 21 cidades de Santa Catarina, podendo chegar a 22, se for confirmada a inclusão de Brusque no roteiro. O Major Luciano Gabriel Thiele explicou que há um destacamento de 50 policiais para acompanhar o percurso, preparados para cumprir desde a segurança da tocha até enfrentamento a ações terroristas. Haverá ainda, em retaguarda, equipes do Choque para desobstru- ções rápidas, em caso de manifestações. A tocha entra no estado pelo Oeste (São Lourenço, Chapecó e Concórdia) no dia 3 de julho, vai ao Rio Grande do Sul e retorna no dia 9 de julho, com saída no dia 13 rumo ao Paraná, depois de passar por Sombrio, Araranguá, Criciúma, Tubarão, Laguna, Palhoça, São José, Florianópolis, Biguaçu, Balneário Camboriú, Itajaí, Ilhota, Gaspar, Blu- menau, Jaraguá do Sul, São Francisco do Sul e Joinville. DivulgaçãoPMSC
  • 11. passam a soma de R$ 1 milhão. A maratona de inau- gurações encerra na sexta- -feira, com a entrega da pavimentação com lajotas sextavadas, drenagem pluvial e calçadas da rua Otávio Tomaz Cardoso do bairro Januária. “São obrasqueintegramoPACs Geral 11Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016 ³Escola do Campo D’água recebeu pintura e ampliação e será inaugurada Servidores recebem metado do 13º > SOMBRIO Oprefeito de Som- brio,ZênioCardo- so, estará cumprindo uma maratona para entregar obras na área da educação epavimentaçãoderuasno município.As obras fazem partedoProgramadeAce- leração do Crescimento de Sombrio (PACS) e do pro- jetoPrefeituranosBairros. Assolenidadesiniciam nesta quarta-feira, às 18 horas, quando será inau- gurada a ampliação e pin- turageraldaEscolaMuni- cipaldeCampoD’água.Às 19h30min será entregue a pavimentação com lajotas sextavadas, drenagem pluvial e sinalização da rua Edite Santos Gomes no bairro São Francisco. Amanhã, às 18h 30min, a prefeitura de Sombrio inaugura me- lhorias em duas ruas da A prefeitura de Som- brio libera esta semana 50% do 13º salário aos servidores municipais para que seja incorpo- rado aos vencimentos de junho. “A metade do abono pago aos 774 ser- vidores ativos e inativos será depositada no dia primeiro de julho, em Prefeiturafazsériedeinaugurações Obras Nova Brasília: a pavi- mentação com lajotas sextavadas, drenagem pluvial e sinalização da rua André Alves Sobri- nho e às 19h30min, a pavimentação, drena- gem pluvial, sinalização e calçadas da Máximo RodriguesdaSilva.Todos os investimentos ultra- de Sombrio e o projeto Prefeitura nos Bairros, ondeprocuramosdaruma atenção especial aquelas ruas que por muitos anos não recebiam este tipo de melhoria que é o cal- çamento com lajotas e o objetivo principal é facili- taravidadosmoradores”, afirma Zênio Cardoso. ³Passarela do cemitério tem estrutura abalada Dnit reforça a sinalização no viaduto > SOMBRIO O Departamento Na- cional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) vem reforçando, nas últimas semanas, a sinalização sobre o viaduto de acesso ao cemitério, no km 437,8 da BR-101 em Sombrio. A medida é necessária para isolar o tráfego de veículos pesadossobreumadaspis- tas, restringindo o tráfego deveículosdegrandeporte (caminhões, ônibus, trato- res) sobre a estrutura, por contadedanosemumadas vigas, afetada depois que trêscaminhõescomcargas altas atingiram o viaduto. O tráfego de veículos leves é feito somente em uma das faixas, sendo o viaduto de pista simples (com duplo sentido de cir- culação). A passagem tem sinalizaçãoprovisóriapara identificar a interrupção parcial. É importante que veículos de grande porte não utilizem a estrutura para travessia, retorno ou acesso, enquanto houver a sinalização. A Unidade Local do DNIT em Tuba- rão, juntamente com a Superintendênciaestadual da autarquia em Florianó- polis já estão elaborando planodeaçãoparareparar a avaria. O tráfego de veículos pesados será restabelecido assimqueaestruturativer sido restaurada. O viaduto de acesso ao cemitério de Sombrio tem 28,8 metros de extensão. folha suplementar no va- lor de quase R$ 900 mil. Valores que somados aos da folha mensal, darão um grande incremento na economia local”, frisa o secretário de Finanças José Sidnei Januário. Para o servidor Francisco da Silva Cor- reia, mais conhecido por Ciso, o reforço no salário vem em boa hora. “Num ano de crise como este que estamos vivendo, receber em dia e mais a metade do décimo é muito bom”, comemora. O prefeito Zênio Car- doso diz que o municí- pio tem dado exemplo de como enfrentar a gra- ve situação financeira. “Conseguimos adiantar aos nossos valorosos ser- vidores uma parte do 13º, sendo que o restante será pago até dezembro. É uma conquista do traba- lhador, é um direito que eles têm e graças a Deus estamos fazendo a nossa parte”, afirma.
  • 12. Publicidade12 Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016
  • 13. cionário de uma empresa de massas de Criciúma, estavadescarregandopro- dutos no estabelecimento quando passou mal e caiu no chão, próximo ao cami- nhão em que estava. O socorrista do su- permercado e seguranças foram até o local prestar apoioeacionaramosbom- beiros, que em poucos ins- tanteschegaramaolocale conduziramohomempara o Hospital Dom Joaquim. Tudo indica que José Ro- berto sofreu um infarto, não resistiu e veio a óbito. Familiareseoproprietário da empresa em que ele trabalhava se deslocaram para Sombrio em seguida. Segurança 13Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016 ³Rudnei de Oliveira ³José Roberto descarregava produtos quando passou mal e caiu no chão Ciclista morre após acidente > SOMBRIO Rudnei de Oliveira Maia,de32anos,morador do bairro Boa Esperança, faleceu no Hospital Dom Joaquim de Sombrio por volta das 23h30min de segunda-feira. Ele se en- volveu em um acidente cerca de duas horas antes, na comunidade de Mor- retinho, na SC 449, que liga Sombrio a Jacinto Machado Rudnei estava seguin- do de bicicleta pela rodovia quando foi atingido por uma motoondeestavaumcasal.A motoseguiadeSombriopara BoaEsperança,ondeRudnei morava. Todos foram conduzi- dos para o Hospital Dom Joaquim, onde Rudnei mor- reu por asfixia, hemorragia pulmonar e trauma torácico grave. > SOMBRIO Por volta das 2 ho- rasdatardedeon- tem,oCorpodeBombeiros de Sombrio foi acionado para atender uma ocor- rência em um supermer- cado no centro da cidade. OentregadorJoséRoberto Milioli, de 49 anos, fun- Homemmorreempátiodemercado Fatalidade RondaPolicial³ -Nofinaldatardedesegunda-feira,PauloRobertodosSantoMatos,de54anos,pediuparaabastecer R$20,00 em um posto de combustível em São João do Sul, às margens da BR 101. Depois ele tentou pagar com uma nota da R$100,00, mas a frentista desconfiou e verificou que o dinheiro era falso. A funcionária acionou a Polícia Militar que foi ao posto e conduziu Paulo Roberto para a Polícia Federal de Criciúma, que trata deste tipo de crime. ³ -Que a DR (discutir a relação) é necessária não é novidade, mas um casal de Sombrio exagerou e virou caso de polícia. A discussão, no bairro Januária, teve de ter intervenção da PM para acalmar os ânimos. O fato aconteceu na madrugada de segunda-feira, quando a PM foi informada de que uma homem estava brigando com a esposa e tinha destruído o carro do casal. Os policiais foram ao local, conversaram com os dois, que desistiram de apresentar queixa um contra o outro,se reconciliaram e voltaram para casa, agora com o carro parcialmente quebrado. O amor é lindo.
  • 14. Geral14 Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016 > TURVO O Conselho Comunitá- rio de Segurança (Conseg) de Turvo, juntamente com o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Conselho Tutelar, Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Educação, realizaram du- rante a semana de 20 a 24 de junho, palestras educa- cionais sobre as drogas. Par- ticiparam 1.032 pessoas das palestras ministradas pelo soldado Edmilson Schmitz. Na última segunda-feira, uma passeata marcou o Dia Mundial de Combate às Drogas, com a presen- ça dos alunos das escolas Jorge Schutz, João Colo- del e Morro Chato, Escola Municipal de Educação Básica Professora Laurita Conseg faz ato contra às drogas Manfredini Bristot e São Luiz. As crianças também participaram de um concurso de car- tazes com o tema ‘Con- tra as Drogas’. O objetivo da passe- ata é chamar a atenção de toda população de Turvo e de outros mu- nicípios, para o grave problema cada vez mais comum no seio familiar. ³Pré-candidatos e representantes de partidos assistiram palestra sobre eleição ³Estudantes participaram de mobilização alertando contra as drogas juízes e chefes de Cartó- rio Eleitoral, já o período da tarde foi aberto aos partidos. “Este evento é realizado com os envolvi- dos no cenário eleitoral, principalmente abordan- do as restrições do que o administrador público e os candidatos não podem fazer durante a campa- nha. O objetivo é colocar a todos, principalmente o > ARARANGUÁ Nestaterça-feira,o MinistérioPúbli- co realizou emAraranguá um Seminário Regional Eleitoral para orientar a populaçãosobrecomoserá o pleito de 2016. Pela manhã, o semi- nário, que aconteceu no auditório da Unisul, foi restrito a promotores, MP Eleitoral realiza seminário Na Lei que não pode fazer, para evitar futuros problemas com a Justiça e com o Mi- nistério Público Eleitoral”, explicouMarcioGaiVeiga, promotor eleitoral da Co- marca de Araranguá. Ele avaliou positivamente o encontro. “Foi muito pro- veitoso, os palestrantes têm um nível muito bom e a linguagem foi muito clara”.
  • 15. Publicidade 15Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016
  • 16. Publicações Legais16 Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016 AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL Nº 17/2016 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL TIPO: MENOR PREÇO UNITÁRIO OBJETO: A presente licitação tem por objeto à aquisição de 150.000 Kg (cento e cinqüenta mil quilogramas) de Sulfato de Alumínio Ferroso Líquido para Tratamento de Água, sendo este aplicado nas Estações de Tratamento de Água do SAMAE. ENTREGA DE ENVELOPES: até as 15h00min do dia 29 de junho de 2016, no Setor de Compras do SAMAE DE ARARANGUÁ, com sede na Rua Expedicionário Iracy Luchina, 711, Urussanguinha. ABERTURA DE ENVELOPES: Às 15h00min do dia 29 de junho de 2016, na sala de reuniões do Setor de Compras do SAMAE de ARARANGUÁ/SC. EDITAL COMPLETO: está à disposição dos interessados no Setor de Compras da Autarquia, durante o horário de expediente, e através do endereço eletrônico: www.samaeararangua.com.br. Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (48) 3524-0837 ramal 226 e através do e-mail: compras.samae@contato.net. Base Legal: Leis Federais nº 10.520/2002 e 8.666/93, LC nº 123/2006, Decreto Municipal nº 2.676/2005 e demais legislações aplicáveis. Araranguá, SC, 14 de junho de 2016. Everson Casagrande Diretor Geral do SAMAE Alex Sandro Pereira Bianchin Diretor Administrativo ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE SOMBRIO ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE DECRETO Nº. 259, DE 27 DE JUNHO DE 2016. PROÍBE A CIRCULAÇÃO DE VEÍCULOS OFICIAIS DA ADMINISTRAÇÃODIRETAEINDIRETADOPODEREXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE SOMBRIO – SC, CONTENDO PUBLICIDADE INSTITUCIONAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE SOMBRIO-SC, Senhor Zenio Cardoso, no uso de suas atribuições legais estabelecidas na Lei Orgânica do Município de Sombrio - SC, de 06 de abril de 1990. DECRETA: Art. 1º. Fica Expressamente proibido a partir do dia 01 de julho de 2016, a circulação de qualquer tipo de veículo oficial da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo do Município de Sombrio – SC, contendo publicidade institucional. Art. 2º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Município de Sombrio - SC, 27 de junho de 2016. Zênio Cardoso Prefeito Municipal Registrado e publicado nesta Secretaria em data supracitada. Jose Sidnei Januário Secretário Municipal deAdministração, Planejamento e Finanças EXTRATO CONTRATUAL Contrato Nº.: 52/2016 Contratante.: PREFEITURA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE. Contratada..: TELAKENT LTDA ME . Objeto.........: AQUISIÇÃO DE 02(DOIS) TOLDOS PARA SER INSTALADOS NO CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL CANTINHO DOS SONHOS E CEI LEÃOZINHO, INCLUINDO A INSTALAÇÃO . Valor..........: R$ 34.200,00 (trinta e quatro mil e duzentos reais . Vigência.....: Início 09/06/2016 Término: 09/09/2016 Licitação.....: PREGÃO PRESENCIAL Nº.: 05/2016 Recursos.....: DOTAÇÃO :. 2.010/4.4.90/DR 01.01 PRAIA GRANDE, 09 de Junho de 2016. EXTRATO CONTRATUAL Contrato Nº.: 53/2016 Contratante.: PREFEITURA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE. Contratada..: BRUBRINQ INDUSTRIA E COMERCIO DE BRINQUEDOS LTDA EPP. Objeto.........: AQUISIÇÃO DE 02 (DOIS) PARQUES INFANTIS PARASEREM INSTALADOS NAPRAÇAPUBLICACACHOEIRA DE FÁTIMA E SCFV – SERVIÇO DE CONVIVENCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS. Valor : R$ 23.160,00 (vinte e três mil e cento e sessenta reais). Vigência.....: Início : 13/06/2016 Término: 13/08/2016 Licitação.....: CONVITE P/ COMPRAS E SERVIÇOS Nº.: 05/2016 Recursos.....: DOTAÇÃO :. 2.019/4.4.90/DR 01.30 e DR 01.00 PRAIA GRANDE, 13 DE JUNHO DE 2016. TOMADA DE PREÇO Nº 5/16 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 15/16 HOMOLOGAÇÃO: 20/06/16 CONTRATADO: ANGOLINI & ANGOLINI LTDA. CONTRATANTE: SERVICO AUT. MUN. DE AGUA E ESGOTO DE ARARANGUA OBJETO: O referido procedimento licitatório vislumbra como escopo a aquisição de tubos e conexões de PVC e FºFº, para aplicação no Reservatório deAço Vitrificado de 1.500 m³ do Morro Centenário, conforme quantidades e especificações descritas no anexo I do presente edital. VALOR DADESPESA: R$ 7.260,00 (sete mil duzentos e sessenta reais) DATA: 28/06/16 - EVERSON CASAGRANDE - Diretor Geral. TOMADA DE PREÇO Nº 5/16 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 15/16 HOMOLOGAÇÃO: 20/06/16 CONTRATADO: SAINT-GOBAIN CANALIZACAO LTDA. CONTRATANTE: SERVICO AUT. MUN. DE AGUA E ESGOTO DE ARARANGUA OBJETO: O referido procedimento licitatório vislumbra como escopo a aquisição de tubos e conexões de PVC e FºFº, para aplicação no Reservatório deAço Vitrificado de 1.500 m³ do Morro Centenário, conforme quantidades e especificações descritas no EDITAL DE INTIMAÇÃO ARLINDO EDÍLIO DA ROSA, Titular do TABELIONATO DE NOTAS E PROTESTOS DE TÍTULOS desta Comarca de Sombrio, situado na Av. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48) 3533-0318 - CEP 88960-000, atendimento das 08:00h - 12:00h e 14:00h - 18:00h, faz saber na forma da Lei aos que o presente EDITAL virem, que se encontram nesse tabelionato para serem protestados, decorrido o prazo legal de 03 (três) dias úteis, por não terem sido encontrados nos endereços fornecidos, ou por se recusarem a tomar conhecimento, os títulos cujos responsáveis estão abaixo discriminados. Ficam esclarecidos, também, de que nesse mesmo prazo poderão apresentar resposta escrita, que não impedirá a lavratura do protesto. PROT. APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ Prot: 148161; Devedor(es): DANIELA DOS SANTOS FERREIRA - 026.225.110-86, End: Rua Alfredo Teixeira da Rosa, 402, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: HILMA MODAS LTDA ME; Sac: HILMA MODAS LTDA ME; Tit: 3729 ; Apr: FCDL; VEN: 01/07/2014; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 8.557,00 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 51,86. Apontamento R$ 15,00 - Selo R$ 1,70 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 30,00 - Condução R$ 6,86 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 51,86. Prot: 148168; Devedor(es): DANILO SANTOS DA CUNHA- DANILO TRANSP - 047.192.189-03, End: Av. Dom Joaquim Domingos de Oliveira, 462, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: BANCO COOPERATIVO DO BRASIL S.A.; Sac: LOPES AUTOPECAS LTDA; Tit: 5282 ; Apr: BANCO DO BRASIL SA; VEN: 20/06/2016; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 111,00 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 51,86. Apontamento R$ 15,00 - Selo R$ 1,70 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 30,00 - Condução R$ 6,86 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 51,86. Prot: 148223; Devedor(es): DILMA DA ROCHA LUIZ - 641.592.569-53, End: rua Beija Flor, 1839, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S.A; Sac: ; Tit: 4360984619 ; Apr: BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S.A; VEN: 28/06/2016; Esp: Nota Promissória; Val: R$ 44.821,60 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 70,96. Apontamento R$ 15,00 - Selo R$ 1,70 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 46,00 - Condução R$ 9,96 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 70,96. Prot: 148226; Devedor(es): JONAS NUNES VIEIRA - 097.858.079-67, End: Rod. Manoel Borges, 268, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: CUNHA & CARDOSO MATERIAIS DE C; Sac: CUNHA & CARDOSO MATERIAIS DE C; Tit: 032 ; Apr: COOPERATIVA DE CREDITO DE LIVRE ADMISSAO; VEN: 17/06/2016; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 320,00 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 80,14. Apontamento R$ 15,00 - Selo R$ 1,70 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 46,00 - Condução R$ 19,14 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 80,14. Certifico, para os devidos fins, que o presente edital foi afixado no mural da serventia em: 29/06/2016. Sombrio - SC, 29/06/2016 ARLINDO EDÍLIO DA ROSA anexo I do presente edital. VALOR DA DESPESA: R$ 1.123,42 (um mil cento e vinte e três reais e quarenta e dois centavos) DATA: 28/06/16 - EVERSON CASAGRANDE - Diretor Geral. TOMADA DE PREÇO Nº 5/16 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 15/16 HOMOLOGAÇÃO: 20/06/16 CONTRATADO: C.E.MACEDO E CIA LTDA - ME CONTRATANTE: SERVICOAUT. MUN. DEAGUAE ESGOTO DE ARARANGUA OBJETO: O referido procedimento licitatório vislumbra como escopo a aquisição de tubos e conexões de PVC e FºFº, para aplicação no Reservatório deAço Vitrificado de 1.500 m³ do Morro Centenário, conforme quantidades e especificações descritas no anexo I do presente edital. VALOR DADESPESA: R$ 12.620,00 (doze mil seiscentos e vinte reais) DATA: 28/06/16 - EVERSON CASAGRANDE - Diretor Geral. TOMADA DE PREÇO Nº 5/16 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 15/16 HOMOLOGAÇÃO: 20/06/16 CONTRATADO: SHALOON CONSTRUCOES INDUSTRIA E COMERCIO EIRELI - CONTRATANTE: SERVICOAUT. MUN. DEAGUAE ESGOTO DE ARARANGUA OBJETO: O referido procedimento licitatório vislumbra como escopo a aquisição de tubos e conexões de PVC e FºFº, para aplicação no Reservatório deAço Vitrificado de 1.500 m³ do Morro Centenário, conforme quantidades e especificações descritas no anexo I do presente edital. VALOR DA DESPESA: R$ 6.745,28 (seis mil setecentos e quarenta e cinco reais e vinte e oito centavos) DATA: 28/06/16 - EVERSON CASAGRANDE - Diretor Geral.
  • 17. Publicidade 17Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016
  • 18. Publicidade18 Correio do Sul Quarta-feira, 29 de junho de 2016
  • 19. Inter consulta Chelsea por Pato, mas espera negociação com Corinthians Terça-feira, 28 de junho de 2016 ³ 17-18-19-24-44CONCURSO 4.117 QUINA 28/06 > PORTO ALEGRE Obom filho à casa torna? Por mais complicado que seja, o so- nho dos torcedores colora- dos de ver Alexandre Pato novamente no Beira-Rio é uma possibilidade. Existe interesse em ambas as partes, mas para o retorno do atacante virar realida- de o clube gaúcho aguarda o desfecho da negociação ³ 05-16-18-26-41-50 ³ 09-23-32-33-42-47 CONCURSO 1.519 DUPLA SENA 28/06 Apósvaias,Grêmiodeixa Bressanforadejogoeterá zagueirodosub-20 > PORTOALEGRE Depois de uma noi- te ruim na Arena, na derrota para o Vitória, o zagueiro Bressan voltaria de suspensão nesta quarta-feira, contra o Santos. Mas o defensor está fora da lista de relacionados do Grêmio e não será opção para Roger Ma- chado. Em seu lugar, entra o zagueiro do time sub-20, Marcos, conhecido como Mar- cão, que fez o primeiro treinamento com o elenco principal nesta terça-feira. Bressan, assim, não completará seu sétimo jogo com a ca- misa tricolor. Marca que complicaria uma eventual transferência para outro clube da Série A, já que ficaria impossibilitado de atu- ar no Brasileirão. Segundonaconhece finalistasdomingo > ARARANGUÁ A Série B do Cam- peonato Municipal de Futebol de Araranguá 2016 - Taça Álvaro Ba- tista Neto, já está em clima de decisão. Neste domingo, dia 3, dois jogos vão definir os fi- nalistas da competição. As partidas das semi- finais serão realizadas em Balneário Morro dos Conventos, no Es- tádio Dite Freitas. Às 13h15min, jogam Vim Moendo e Alto Feliz, e às 15h15min, União “A” enfrenta a Cidade Alta. Os dois times que avan- çaremàdecisãotambém estarão garantidos na elite do Municipal, em 2017. No último domingo, dia 26, oAlto Feliz obte- ve vaga na semifinal ao vencer o Atlético Canis por 1 a 0. Já a Cidade Alta, após empate em 1 a 1 no tempo normal, venceu o Morro dos Con- ventos, por 5 a 4 nas cobranças de pênaltis. O Vim Moendo passou de fase, em jogo disputado no domingo do dia 19, ao vencer nas penalidades o Centenário por 3 a 1. No tempo normal, as equipes empataram sem gols. Na mesma data, o União “A’, venceu por 3 a 1 o Interlagos e também avançou às semis. O evento esportivo é uma promoção da Prefei- tura de Araranguá, por meio da Subsecretaria Municipal de Esportes, conta com patrocínio institucional do Governo Federal, por meio do Mi- nistério do Esporte, via “Programa Futebol Para Todos”, e tem a coorde- nação da JB Esportes, do professor José Búrigo. entre Corinthians, que detémseusdireitosfedera- tivos, com o Chelsea, clube pelo qual está emprestado. O Timão, por sua vez, já avisou que não pretende ceder o atacante a outro clube brasileiro. De férias, o atacante estava em Porto Alegre ao menos até esta segunda- -feira à noite, quando se encontrou com Iarley, hoje coordenador das catego- riasdebasedoInter,numa coincidência. Em grupos de amigos separados, os colegas campeões do Mun- dial com o Colorado em 2006 se cumprimentaram e até posaram para foto em um restaurante da ca- pital gaúcha. Empresário de Pato, Gilmar Veloz diz que a decisão depende do Corinthians. Inclusive, o jogador é aguardado no CT do clube paulista até sexta-feira. 19h30 Vitória x Sport 19h30 Flamengo x Internacional 19h30 Grêmio x Santos 21h00 Coritiba x Atlético-PR 21h00 Chapecoense x Cruzeiro 21h45 São Paulo x Fluminense 21h45 América-MG x Corinthians 19h30 Palmeiras x Figueirense 19h30 Santa Cruz x Ponte Preta 21h00 Atlético-MG x Botafogo 12ª Rodada Quarta - 29/06/2015 Quinta - 30/06/2016
  • 20. QUARTA-FEIRA, 29 DE JUNHO DE 2016