Jornal digital 4792_ter_10112015

206 visualizações

Publicada em

Correio do Sul

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
206
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal digital 4792_ter_10112015

  1. 1. www.grupocorreiodosul.com.br ANO XXv EDIÇÃO Nº 4.792 terça-feira, 10 de novembro de 2015 R$ 2,00 Grupo 25º 19º Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite. Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense 4 e 11 Protestodecaminhoneiros 3Página Praia Grande Refém fala sobre horas de medo nas mãos de bandidos Caminhoneirosqueapoiamamobilizaçãoqueteveinício ontem em vários estados,fizeram na noite de ontem um ato em Sombrio. Eles interromperam o trânsito na BR 101 no sentido norte-sul, próximo ao trevo do Japonês. Pneus foram queimados na pista e até às 22h20min, a Polícia Rodoviária Federal não tinha chegado ao local. Uma fila rapidamente se formou no local. Ninguém quis assumir ter dado início ao protesto e nem sabiam dizer por quanto tempo se estenderia. Os automóveis estavam passando pela via marginal.
  2. 2. Política Jarbas Vieira Correio do Sul Terça-feira, 9 de novembro de 2015 jarbas@grupocorreiodosul.com.br (48) 9966.5326 CHARGEPor:CAZO “Esperamos efetivamente que aqueles que estão envolvidos nessa mobilização, que têm único objetivo de desgaste político, que possam colocar acima de qualquer outra questão os interesses da população brasileira”. Ele disse: ‘ ‘Ministro da Comunicação Social, Edinho Silva (PT), sobre a greve dos caminhoneiros. Diretoradohospitalcontestaaçãodaprefeitura L uciana Sperling, diretora do ISEV, que administra o Hospital Dom Joaquim esteve ontem na Câmara de Vereadores de Sombrio, comentando e contestando o motivo do cancela- mento do contrato por parte da prefeitura de Balneário Gaivota com a instituição. Abaixo transcrevo algumas das falas da administradora para depois comentar a respeito do imbróglio: “Entendemos que a situação das prefeituras é difícil por conta da crise, como é em todo o Brasil, mas não en- tendemos essa alegação de falta de prestação de serviços”. “Hoje o Estado nos deve R$ 317 mil em procedimentos. Tínhamos uma promessa no início do ano do secretário de Estado, João Paulo Kleinubing, que nos pagaria pelos serviços prestados posteriormente, o que até agora não aconteceu”. “Não somos credenciados no Estado, não somos obri- gados a atender SUS enquanto não tivermos contratua- lização”. “Hoje o ISEV/HDJ tem um déficit de R$ 787 mil, que está sendo bancado pelo ISEV”. “Na nota a prefeitura diz que repassou R$ 560 mil ao hospital. O que me preocupa é o R$ 560 mil. Me ajudem a achar esse dinheiro, estamos precisando muito dele. (...) Eu não vou conseguir prestar conta desse recurso, já que eu não recebi”. “Estamos usando classificação de risco e ninguém vai morrer. Mas o SAMU já está ciente que não somos mais referência para o Município”. “Se estão querendo fechar o ISEV Dom Joaquim não vão conseguir, o povo de Sombrio não vai deixar”. (48) 3522-3777 Pato Em pronunciamento on- tem, na tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado esta- dual Manoel Mota (PMDB) disse que são os deputados da região que pagam o pato pelo mau estado das rodovias catarinenses. “A população cobra da gente, mas não temos a caneta, apenas essa tribuna para reivindicar”, comentou. O deputado, entre- tanto, mostrou-se solidário ao governo lembrando o excesso de chuva que assola o Estado. “Cadê o sol, parece que ele foi embora e não mais voltou”, completou. - Inicialmente é preciso ressaltar que a Câmara de Sombrio não é o foro ideal para a discussão desse assunto, como também bem lembrou o vereador Lucas Tadeu Coelho (PMDB). Se a Prefeitura de Balneário Gai- vota suspendeu ou cancelou o contrato, motivando o não atendimento de seus munícipes no Dom Joaquim, o local correto para o debate é a Câmara de Vereadores de Gaivota. Ficou nítido o constrangimento dos vereadores sombrienses em opinar a respeito do problema do vizinho. - Não sei se por inocência, ou maldade, mas a administradora do ISEV fez uma interpretação equivocada da nota emitida pela prefeitura, no que tange ao montante de R$ 560 mil repassados ao Dom Joaquim. O valor citado leva em conta os três anos da atual Administração Mu- nicipal. Não é demais lembrar que o Hospital Dom Joaquim já existia e funcionava antes de ser arrematado pelo Instituto, mesmo que em condições longe das ideais. - É visível que está ocorrendo uma série de equívocos e também má condução do processo, de ambas as partes, aumentando significa- tivamente o problema. Quem esteve na Câmara, ou puder acompanhar a gravação da sessão, perceberá que o assunto virou uma espécie de questão pessoal para administradora do ISEV, assim como também há relatos que o mesmo tratamento esteja sendo dado na prefeitura de Gaivota. Parece que a preocupação maior é mostrar quem está certo, ou, errado, e não solucionar o problema. Todos perdem com essa queda de braços. A população que não pode ser atendida no Dom Joaquim, a Prefeitura que tem que buscar convênios e providenciar transporte para outras cidades e o ISEV/HDJ que deixa de receber recursos que auxiliem seu custeio. Desapegado Contrariando seus an- tecessores (Cabo Loro, José Hilson Sasso e Ozair Banha da Silva), o atual presidente da Câmara de Vereadores, Rony da Silva (PMDB), não se furta em passar o comando do Po- der Legislativo ao atual vice, Kila Ghelere (PSB). A ascen- são do vice já foi possibilitada em duas oportunidades neste ano. Para 2016, a expectativa que Kila assuma a presidência por um período maior, ou até mesmo encerre o mandato como Chefe do Poder Legisla- tivo Municipal. OAB Nos próximos dias será conhecido o novo presidente da OAB/SC, que sucederá o advogado Tullo Cavallazzi Filho no posto estadual. Com uma gestão de resultados, Cavallazzi obteve vitórias con- sistentes, como o pagamento da Defensoria Dativa, a criação da Procuradoria de Prerroga- tivas e a fiscalização rigorosa contra o exercício irregular da profissão. Tem tudo para eleger Paulo Brincas como seu sucessor.
  3. 3. eles queriam só infor- mação, mas me enganei e me tornei o segundo refém da quadrilha”, diz o vigilante. Ontem ele mim questionado se para a frente tinha saída. Eu respondi que não, somente se voltassem o percurso. Achei que > Praia Grande Após passar qua- se oito horas em companhia de bandidos fortemente armados que poderiam dar fim a vida dos dois reféns a qual- quer momento, o vigi- lante do PostoAmbiental do Rio do Boi conseguiu fugir e contar sua histó- ria com exclusividade ao Correio do Sul. Como quatro dos cin- co assaltantes que na tarde de sexta-feira rou- baram uma agência do Banrisul em Cambará do Sul ainda não foram pre- sos, o vigilante preferiu que sua imagem e nome não fossem divulgados. Depois do assalto o ban- do fugiu em direção a Praia Grande pela Serra do Faxinal e no cami- nho tomou o trabalhador como refém. Segundo ele, os marginais se mostra- vam prontos para ma- tar ou morrer enquanto buscavam uma forma de fugir da grande operação policial que rapidamente foi montada em Praia Grande. O rapaz disse que estava trabalhando no posto ambiental e não tinha recebido nenhuma informação sobre o as- salto. Até que por volta das 16h40min um táxi que vai rotineiramente ao posto se aproximou. Acostumado, o trabalha- dor não deu importância. Foi quando os bandidos saíram do carro, um de- les usando um capuz e armado com fuzil e revólver. “Chegaram em Especial 3Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 Refém fala sobre horas de terror Assalto a Banco ³Trabalhador não quis mostrar rosto, mas contou momentos de medo na mata Vigilante que ficou mais de sete horas na mira dos assaltantes de banco de Cambará do Sul conta como conseguiu manter a esperança e fugir Depoimento “Todo o grupo já estava muito cansado pela fuga e ao cair da noite falavam da ne- cessidade de chegar até a comunidade de Pedra Branca, onde segundo eles teriam comida. A noite vi a sorte chegar ao nosso lado na forma de lanternas que vinham na nossa direção. Era a polícia muito próxima, mas o bando novamente se afastou e fugiu. Mesmo assim eu não poderia perder a esperança e continuei focado em encontrar uma forma de fugir. Foi quando chegamos em uma estrada e seguimos até uma placa escrita Pedra Branca. Como sabia da intenção deles de ir até lá, su- geri que seguíssemos pela estrada. Alguns minutos depois vi uma luz, parecia um farol, mas como era uma curva logo desapareceu. Para nossa sorte era a polícia e eu alertei o bando. Era quase meia-noite. Nos jogamos para o meio do mato e eu caí para a parte direita da estrada junto de uma outra pessoa e outros foram para a parte esquerda. Caímos em um barranco e fui deslizando para baixo e depois segui me arrastando. Ainda com medo perguntei quem estava ali junto e para meu alívio era o outro refém. Continuamos nos arrastando uma boa parte do trajeto e quando estávamos longe dos bandidos saímos correndo em direção a viatura da polícia. Foi uma enorme sensação de alívio. Corremos até os policiais e deitamos no chão nos identificando. Fomos revistados e depois levados ao IML para ver se tinha lesão e depois a delegacia de Praia Grande. Somente depois fomos liberados e pudemos ver nossas famílias”. já estava recuperado do susto e ainda brincou que teve que segui-los imediatamente. “Claro que naquela situação não > Timbé do Sul O corpo de um ho- mem foi encontrado na madrugada de ontem em Timbé do Sul. A Polícia Militar foi avisada e acio- nou o Instituto Médico legal(IML)deAraranguá, Corpo é encontrado em lavoura de arroz que recolheu os restos mortais.Ocadáverestava em uma cancha de arroz, na localidade de Amola Faca,emestadoavançado deputrefaçãoeatéanoite de ontem não tinha sido identificado. O homem teria morrido afogado. daria pra dizer: o cara, espera aí que tenho que pentear o cabelo para sair com vocês”. O bando usou o rádio comunicador do vigilante para ir acompanhando a movimentação na região. Após uma troca de tiros com a polícia eles aban- donaram o Montana em que estavam e seguiram a pé pela mata fechada. O bandido que estava fe- rido foi deixado para trás e algumas horas depois o grupo ouviu pelo rádio que o comparsa tinha morrido e que um policial estava ferido. “Na mata fechada teve pouca conversa, eu e o outro refém somente cumpríamos as ordens. Eles foram bem claros dizendo que se eles mor- ressem nós também mor- reríamos, então era para não vacilar. Não sofremos agressão e quando nos pe- diam orientação geográfi- ca dávamos as sugestões de coordenadas. Enquan- to a gente caminhava na mata eu aproveitava para ganhar tempo e pensar em uma forma de fugir”, disse o refém. Um dos momentos de maior tensão foi quando um dos bandidos cismou de que o rádio comuni- cador tinha rastreador. Confuso com o aparelho, perguntou se a polícia po- deria ouvi-los. O vigilante explicou que não, mesmo assim o bando pensou em quebrar o rádio, mas depois preferiam apenas tirar a bateria. Segundo o vigilante a polícia passou perto da quadrilha pelo menos três vezes, ficando a pou- cos metros de prender todos. A mata fechada, no entanto, dificultava a visão e facilitava que se escondessem. Quando a presença da polícia era detectada os bandidos recuavam em direção a serra, tentando ficar lon- ge do campo aberto e das casas, já que poderiam ser localizados pelo heli- cóptero da Polícia Militar que também estava na operação. Por medo, várias ve- zes os bandidos escolhe- ram trajetos complexos e cansativos dando voltas em grandes morros e abrindo carreiros a facão. Na edição de amanhã acompanhe a conversa do Correio do Sul com o policial militar que foi baleado durante a ope- ração.
  4. 4. Geral4 Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 ³Altair continua na ativa depois de aposentadoria Gaivota terá 9 pontos de comércio Temporada Este ano interessados em vender produtos na praia terão que apresentar propostas e participar de concorrência pública ³Ambulantes e outros comerciantes precisam se adequar as exigências da lei tempo de serviço e, aos 51 anos, continua traba- lhando. “Com essa idade, não iria parar, não é? Mas há necessidade também”, conta, econclui:“Seaapo- sentadoria fosse melhor, aproveitaria mais a vida”. Altair Batista, que ocupa uma vaga de gerente de supermercado em Som- brio, aos 55 anos diz que continuaatrabalharpelos dois motivos: “Um pouco é por gosto e também por precisar. Enquanto tiver saúde, vou indo. Mas se a aposentadoria fosse me- lhor, eu não trabalharia”, declara o gerente. Para Osmar Nunes, o motivo da baixa remune- ração das aposentadorias é a sobrecarga do governo junto a Previdência. “As coisas deviam ser mais divididas. É tudo sobre o INSS, aí não tem como ras com recursos de R$ 43 mil e mão de obra da Secretaria de Obras. Já a Defesa Civil Estadual dará as pontes de trans- posição. “Agora estamos no aguardo destas partes superiores para que as- sim, haja acesso seguro aos moradores das duas comunidades”, declarou o prefeito Eclair Alves Coelho. A parceria com o ór- gão estadual e federal é > Sombrio Muita gente acredi- ta que vai trabalhar a vida toda e quando atin- gir a idade exigida pela Previdência Social, vai se aposentar e realizar tudo aquilo que deixou para depois, como aque- la viagem tão sonhada, organizar seu tempo e poder cultivar uma hor- ta, passear, deixar de se preocupar com horários e emprego. Mas na rea- lidade, não é bem assim. De acordo com Os- mar Nunes, presidente da Associação de Apo- sentados de Araranguá, o índice de pessoas que voltam a trabalhar de- pois de se aposentar por tempo de serviço ou por idade pode variar de 40 a 50%.Agrande maioria continua no batente por necessidade, para com- plementar a renda, já que o valor do benefício pago pelo INSS é consi- derado pequeno.Alguns, que exercem funções de comando em empresas maiores, quando se apo- sentam recebem menos do que ganhavam no emprego, e voltam a ati- vaparamanteromesmo padrão de vida. Edio da Silveira Pires aposentou-se por > Timbé do Sul Estão finalizadas as cabeceiras de con- creto das comunidades de Figueira Bordignon e Figueira Aléssio. As pontes e cabeceiras vêm de encontro com a decre- tação de emergência de Timbé do Sul, na enxur- rada que o município foi atingido em fevereiro. A prefeitura assumiu a construção das cabecei- Existe trabalho depois da aposentadoria Cabeceiras aguardam pontes de concreto pagar o justo aos apo- sentados”. E completa “aposentadorianoBrasil não é benefício, é quase castigo.” Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), decada100aposentados, 25 continuavam traba- lhando para se manter e apenas um possuía independência finan- ceira em 2014, e a ten- dência é piorar, já que 2015 e 2016 serão anos de recessão econômica. Aparentemente,aqueles que achavam que iam se aposentar o ano que vem têm fortes motivos para continuar no emprego, vistoqueovalormáximo pago a um beneficiado é de R$ 4.663,00, mas quase ninguém recebe o teto,amaioriamalchega a dois salários mínimos. festejada.“ADefesaCivil estáinvestindoemobras de infraestrutura que resolvam os problemas decorrentesdasenxurra- das, com a substituição da ponte de madeira em Figueira Bordignon e a construção de ponte em Figueria Aléssio, ambas em concreto”, relatou a coordenadora municipal da Defesa Civil de Tim- bé do Sul, Josélia Scot Pezente. tradicionaisvendedoresde picolés - e comércio tem- porário em geral, que são restaurantes, lancherias, pizzarias, sorveterias, ba- res e lojas de vestuário. Neste ano, além do alvará temporário haverá a concorrência pública sobre permissão para uso de pontos comerciais na avenida Beira Mar para os traillers, food trucks, towners e semelhantes que desejam vender seus produtos, e que poderão explorar a atividade ainda neste verão. Interessados devem procurar o Departamento de Licitação para apre- sentar a proposta ou en- tão conhecer os pontos disponíveis. “Serão nove vias públicas onde pode- rão ser comercializados produtos”, explica o se- cretário de Administra- ção e Finanças Jeferson Raupp. A concorrência acontecerá pela primeira vez no balneário. O prefeito Ronaldo Pereira da Silva, frisa a importância de proce- dimentos como estes, já que o município aponta um crescimento ano após ano. “O nosso balneário precisa de decisões e me- didas para regulamentar e definir o crescimento de forma sustentável e orga- nizada, por isto estamos no caminho certo e dando oportunidade a todos”. Todos os editais estão disponíveis no site da pre- feituradeBalneárioGaivo- ta no endereço eletrônico: balneariogaivota.sc.gov.br. do edital, como o período de licença, cuidados com os resíduos, higiene para manipulaçãodealimentos e penalidades em caso de não cumprimento dos requisitos exigidos pela Vigilância Sanitária e órgãos da Saúde Federal, Estadual e Municipal, além das regras para os diferentes tipos de co- mércios. As categorias de al- varás são para comércio ambulante, de redes, can- gas, vestuários em geral, artesanato, carrinhos de picolé e coco, bebidas em caixas térmicas e seme- lhantes; ambulante mo- torizado - trailers, chur- rasquinho, food trucks e demais atividades que utilizam veículo, como os > balneário GaivoTa Interessadosemtra- balhar como ven- dedores ambulantes ou em abrir um comércio na temporada de verão em Balneário Gaivota já podem procurar o Depar- tamento de Fiscalização parasecadastrareretirar o alvará. No edital publicado na última sexta-feira constam as exigências que devem ser cumpridas por quem deseja explorar as atividades comerciais no município até 31 de março de 2016. De acordo com o se- cretário de Arrecadação e Finanças Julian Do- mingos, é necessário ter atenção às orientações
  5. 5. irá colocar os corações nos pára-brisas dos carros, a intenção dos amigos é que as pessoas tenham uma alegre surpresa ao encon- traremseuscarros,quando estiverem voltando para casa após uma semana de trabalho. No domingo, dia 15, o grupo irá fazer a ação no Centro da cidade, na praça Hercílio Luz, aproveitando oeventodomunicípioTarde na Praça, onde os corações comasfrasesdepositivida- de serão distribuídas. Os amigos criaram um evento no Facebook para divulgar,éoAraranguáDia MundialdaGentilezaeum grupo no WhatsApp para facilitar a comunicação dos voluntários. “Queremos que essa ação desperte nas pesso- as o quanto é importante desejar um bom dia, boa tarde, dizer ‘tu és muito importante’, enfim, que a gentilezavolteafazerparte do cotidiano das pessoas em casa, no trabalho, com os vizinhos, com os desco- nhecidos, em todo lugar”, declarou Ferreira. O araranguaense tam- bém convida as pessoas a participarem. “Quem qui- ser nos acompanhar será muitobem-vindo”,afirmou. Política Rolando Christian Coelho Geral 5Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 Mariano diz que decide em 90 dias E x-prefeito de Araranguá, em- presário Mariano Mazzuco Neto (PP), diz que deverá se decidir quanto a uma possível candidatura ao comando do executivo municipal, ano que vem, dentro de 90 dias. De acordo com ele, até lá qualquer trata- tiva neste sentido precisará ceder espaço a reflexão. “Tenho que refletir muito, mas muito mesmo. E as reflexões se dão em dois sentidos. Uma de cunho pessoal e outra de cunho partidário. Primeiro eu tenho que perguntar a mim mesmo se estou disposto a mais uma campanha. Depois disto preciso ver e sentir se eu sou a melhor alternativa para meu partido”, comenta. De acordo com ele o PP terá candidato a prefeito independente de quaisquer ou- tros desdobramentos na política municipal. As tratativas com outros partidos, com vistas à composição de uma coligação neste sentido, já estariam sendo feitas. “O PSD é um dos partidos com quem temos conver- sado com mais frequência. A sintonia está perfeita e ele já pode ser considerado um aliado para 2016. Pelo menos é o que eu tenho sentido”, ressalta Mariano. O ex-prefeito acredita que várias outras siglas acabarão se agregando ao projeto que deverá ser encabeçado pelos progressistas. Todavia, ele prefere não citar que siglas serão estas, por certo para evitar o assédio de outros partidos sobre elas. “O projeto ainda está se construindo. O que posso dizer é que temos grandes chances de ter uma boa e grande coliga- ção”, enfatiza. Conforme Mariano, caso ele não se dis- ponha a concorrer novamente à prefeitura ano que vem, os dois principais nomes do partido para o embate seriam o de Dilnei Almeida, que já concorreu a prefeito e foi derrotado em 2012, e o do vereador Daniel Viriato Afonso. Nenhum dos dois, no en- tanto, dispõe do mesmo consenso interno que é deferido a Mariano. É justamente por conta disto que o nome do ex-prefeito é preferencial. De um modo geral, o que se percebe é que Mariano quer concorrer novamente. No entanto, está na dependência do ajus- tamento de questões de ordem profissional e empresarial, para entrar de vez na briga pelo executivo ano que vem. ADVOCACIA EMPRESARIAL FONE: (48) 3533-0145 Doe Sentimentos Gentileza > ArArAnguá Basta uma boa ideia e vontade de colocá-la em prática. É o que pensa Paulo Ferreira, que junto de familiares e um grupo de amigos, estáorganizandoumaação para este fim de semana na Cidade das Avenidas. O projeto que foi batizado de Doe Sentimentos tem o propósitodelevarpalavras de positividade para as pessoas. “Esta ação foi criada por uma amiga de São Paulo e ela deu o nome de Doe Sentimentos, que nada mais é do que criar estes corações com frases e palavras de otimismo, de positividade e despertar nas pessoas a importância dagentilezaquecaiutãode moda.Agentereclamatan- to que nada muda, nossa ideia aqui é despertar nas pessoas que para mudar, àsvezes,bastaumaatitude simples, como dar um bom dia, boa tarde, com licença, por favor”, explica Paulo. Oorganizadorexplicou que a ação não tem nenhu- ma conotação ou ligação com partidos políticos ou religiõesequefoiplanejada devido ao Dia Mundial da Gentileza, que é comemo- rado em 13 de novembro. Conforme Paulo, o projeto deAraranguáestáincluído numa ação que vai aconte- cer simultaneamente em todo o Brasil e que consiste em reunir voluntários que entregarãoadesconhecidos coraçõesdepapelcommen- sagens sobre a gentileza, autoestima e pensamentos positivos. “O objetivo principal é despertar nas pessoas o sentimento de que a vida real e a felicidade são cons- tituídasporaçõessimplese que tudo depende do modo comoescolhemosencará-la com seus infinitos ensina- mentos”, ponderou Paulo. Eleeosamigospreten- dem mostrar que através de um gesto singelo de gentileza pode-se devolver osorrisoaquemmaispreci- sa.Paraointernacionalista, exercendo a gentileza, o querer bem, o amor frater- nal, a compaixão e a soli- dariedade a vida pode ter outro significado, fazendo o bem sem esperar nada em troca. Em Araranguá a ação irá ocorrer em dois dias. No sábado, dia 13, o grupo, formado por 32 pessoas, Em Ermo (I) Prefeito de Ermo, Aldoir Cadorin, o Zica (PSD), diz ter convicção que PMDB e PP estarão em sua coligação no ano que vem, com o objetivo de disputar o comando da prefeitura. De acordo com ele, a dobradinha com seu atual vice, Elias Nagel, que deixou o PTB e se filiou ao PMDB, deverá ser mantida. “Tudo está convergindo para isto. A partir de janeiro o PMDB já passará a ocupar cargos de relevância dentro da prefeitura, assim como o PP. O clima é de total entrosamento”, ressalta. A aliança composta por PSD, PMDB e PP, tem também o reforço do DEM. Frente a Frente Enquantoemmuitosmunicípiosainde- finiçãoquantoa2016aindaéquasecomple- ta,emSantaRosadoSulastratativasvisando o próximo pleito municipal estão para lá de adiantadas.OPSDlançará,pornaturalidade, o atual prefeito Nelson Cardoso de Oliveira a reeleição. O PP já admite que Nelmo Eme- rim deverá concorrer novamente como seu candidato a vice, sacramentando a dupla. Na oposição o nome o nome da ex-prefeita Geci de Oliveira Casagrande (PMDB) é pra- ticamente consensual. Para compor como seu vice, tem se ressaltado cada vez mais o nome do vereador Ademar dos Santos, o Faustão (PMDB). Em Ermo (II) Mesmo com amplas chances de vitória em 2016, prefeito Zica Cadorin pretende convidar o ex-prefeito Marcos Leone de Oliveira, o Marquinhos (PSDB), para se agregar a seu projeto administra- tivo, o que evitaria o lançamento de uma candidatura de oposição no município. Marquinhos tem tentado articular seu retorno a prefeitura. Neste sentido vinha apostando suas fichas no PTB e também no PMDB, partido que agora se aliou a Zica. Uma dobradinha de oposição composta apenas pelo PSDB e PTB acaba sendo quase inodora no município. Dian- te dos fatos, o embarque em um projeto de chapa única parece ser o mais sensato aos oposicionistas. Inédito DobradinhaentrePPePMDBemBalne- ário Arroio do Silva já não é considerada de todo absurda. Os dois partidos, que rivaliza- ramnasprimeirastrêseleiçõesnomunicípio deformavisceral,têmconversadosobreesta possibilidade, ainda que nas entrelinhas e longe dos holofotes. É que pelo menos oito siglas de Arroio têm sentado para tentar compor um projeto de oposição ao prefeito Evandro Scaini (PSD), e todas têm anseios pessoais. Todos sabem que uma composição entre PP e PMDB, apoiado pelos demais integrantes do grupo, seria o ideal, mas os egos nem sempre cedem à razão. Nome na- tural para encabeçar a chapa, vice-prefeito FernandoBorges(PP)desconversaedizque todas as siglas estão em pé de igualdade. Gislaine Fontoura ³Família confecciona cartões com frases que estimulam a gentileza e a paz
  6. 6. Fundado em 5 de Junho de 1990 - Dia Mundial do Meio Ambiente Jornalista Rolando Christian Sant’ Helena Coelho - Fundador Jornal Correio do Sul Publicações legais: Tomaz Fonseca Selau l48l 9985.8573 tomaz@grupocorreiodosul.com.br Financeiro l48l 3533.0870 financeiro@grupocorreiodosul.com.br Comercial: l48l 3533.0870 comercial@grupocorreiodosul.com.br Diretor Geral Jabson Muller l48l 9955.5313 jabsonmuller@grupocorreiodosul.com.br Diagramação/Arte: Cristian Mello l48l 3533-0870 correiodosul@grupocorreiodosul.com.br Sul Gráfica Junior Muller l48l 9931.4716 sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br Redação: Marivânia Farias l48l 9995.9290 editor@grupocorreiodosul.com.br Política: Jarbas Vieira l48l 9966.5326 jarbas@grupocorreiodosul.com.br Radio 93FM Cássia Pacheco l48l 9912.9588 radio93fm@grupocorreiodosul.com.br Circulação/Assinatura l48l 3533.0870 assinaturas@grupocorreiodosul.com.br Rua João José Guimarães,176, Centro - Sombrio/SC - Fone: (48) 3533 0870 Editora: J. R. Pereira - ME CNPJ 17.467.695/0001-19 C.S. Empresa Jornalística LTDA. Geral6 Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 Prazo a mais para pagar o ICMS PeloEstado O governo do Estado vai prorrogar o prazo de pagamento de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para empresas localizadas nos municípios que decretaram situação de emergência e/ou calamidade pública devido as enchentes ocorridas em Santa Catarina no mês de outubro. O anúncio foi feito pela Secretaria de Estado da Fazen- da nesta segunda-feira, data da publicação do decreto no Diário Oficial do Estado (DOE). A medida vale para empresas localizadas nos municípios de Itajaí, Lebon Régis, Agronômica, Botuverá, Caxambu do Sul, Dona Emma, Ituporanga, Laurentino, Presidente Getúlio, Rio do Oeste, Rio do Sul, Taió e Vidal Ramos. Para esses estabelecimentos, que devem também apresentar laudo caracterizando os danos ocorridos, o ICMS de outubro, que seria pago no dia 10 de novembro, poderá ser efetuado até 20 de dezembro. “Como forma de ajudar o empresariado local a se reerguer, tomamos a decisão de ampliar o prazo de pagamento do ICMS, acreditando que esta seja a me- lhor maneira de auxiliar as vítimas desta catástrofe”, afirma o secretário da Fazenda, Antonio Gavazzoni. Outras cidades também devem ser beneficia- das pelo decreto ainda nesta semana. Medidas semelhantes foram tomadas pela Fazenda em casos anteriores de enchentes, deslizamentos e tragédias naturais como aquela que ocorreu em Xanxerê, em abril, e em Saudades e Coronel Freitas, em junho. As empresas que se enquadrarem podem solici- tar a prorrogação via internet (www.sef.sc.gov.br), mediante aplicativo pró- prio a ser disponibilizado no Sistema de Administração Tributária (SAT). O benefício não se aplica às empresas enquadradas no Simples Nacional cuja prorrogação depende de legislação federal. Entretanto, o secretário Gavaz- zoni adiantou que o Estado está pleiteando a extensão do benefício também para essas empresas junto ao Comitê Gestor do Simples Nacional. Não terão enquadramento ainda as operações com combustíveis, gás, energia elétrica e serviço de comunicação, as entradas de bens ou mercadorias importados e o imposto devido por substituição tributária. Campo sustentável Governador Rai- mundo Colombo aceitou convite para fazer a conferência de abertura do Se- minário Estadual de Desenvolvimen- to Rural, com o tema “A sustentabili- dade da produção e a conservação dos recursos naturais”. A informação é do presidente da Federação dos Traba- lhadores Rurais Agricultores e Agri- cultoras Familiares (Fetaesc), José Walter Dresch. O evento vai acontecer de 25 a 27, na sede da entidade, em São José. São esperadas 400 lideranças e profissionais da área. Soluções ambientais A Fundação do Meio Ambiente (Fatma) divulgou on- tem os ganhadores da 17ª edição do Prêmio Fritz Müller. Após sete anos de interrupção, o prêmio recebeu 56 inscri- ções que concorreram em 13 categorias distintas. Entre empresas e organizações públicas ganhadoras, destaque para a BMW (Gestão Ambiental), o Grupo RIC (Controle de Poluição Atmosférica) e a Portonave (Gestão Socioambiental). Os troféus serão entregues no dia 8 de de- zembro, em evento na sede da Federa- ção das Indústrias (Fiesc). Andréa Leonora Florianópolis - 10Nov15 /sebraesc @Sebrae_SC Para melhorar a gestão e a produtividade e trazer mais inovação para seu negócio, conte conosco. SUA VIDA É SE SUPERAR A CADA DIA? ESTAMOS JUNTOS. Sobnovadireção Na manhã de ontem, a Executi- va estadual do PMDB teve sua primeira reunião conduzida pelo novo presidente do parti- do, deputado Mauro Mariani. Ele avaliou o encontro como “produtivo e objetivo”. Uma das pautas foi a modernização do partido. Também ficou defi- nido que o deputado Valdir Cobalchini vai coordenar as ações nos muni- cípios onde ainda há pendências para definição de candidatos a prefeitos. Já o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Carlos Chiodini, e os representantes da Fundação Ulysses Guimarães vão tratar do documento com as propostas do PMDB catarinense para o Con- gresso Nacional da Fundação, no dia 17, em Brasília. PMDB-SC O desembarque do PMDB do governo federal é só questão de tempo. O partido precisa buscar o seu próprio caminho. Deputado Mauro Mariani, presidente do PMDB-SC, no domingo (8) à noite, em entrevista a uma emissora de TV regional de Joinville “ ”
  7. 7. Publicidade 7Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015
  8. 8. Entretenimento Novelas - Horóscopo - Diversão Novelas Além do Tempo -18h Totalmente Demais -19h A Regra do Jogo -21h E liza conta à mãe sobre os olhares de Dino. Rafael volta da Europa e conversa com Charles. Lu vai com Max na boate e conhece Rafael. Jacaré ameaça Lu e Rafael na saída de uma boate e Jonatas ajuda os dois. Eliza tenta se defender de Dino, que acaba sofrendo um acidente. Gilda orienta Eliza a fugir para não ser acusada de assassinato. Eliza consegue carona com Bino e viaja para o Rio de Janeiro. B ernardo pede que Emília conceda mais tempo a Vitória para deixarseupalaceteeLíviaouve.RaulseaproximadeGemae pedeparatirarfotosdela.Líviaofereceumquartodehotelpara Vitória,maselarecusaaajuda.MassimorecebeBiancaeFelíciano aeroporto.VitóriaserecusaadeixarsuacasaeRobertoentregaum laudomédicoaooficialdejustiçaparaprorrogarseuprazo.Alberto aconselha Lívia a não brigar com Emília por causa deVitória. Lívia temumpesadelo. M erlôconsegueumaarmaparaJuliano.Orlandogarante aLaraquefugirácomela.WallacesugerequeJucatra- teDomingasbemparavenderacasadaesposa.Juca écarinhosocomDomingas,eelaexigequeIraquese afaste dela. Juliano sequestra Dante para levá-lo até o casarão onde encontrou Zé Maria. Faustini alerta a polícia sobre o rapto de Dante. Belisa insiste para que Lara revele a verdade sobre Orlando para sua família. Dante e Juliano sofrem um acidente. Rapidinhas Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 Áries 21/03 a 20/04 Sevocêprezardeverdadedeterminadarelação-dequalquer natureza-atenteparaquesuaalergiaaformalidadesnãopre- judique essa aliança. Há chance de consolidação de algo no campo financeiro, mas terá de agir em conjunto com outros. Leão 21/07 a 20/08 Sagitário 21/11 a 20/12 egredos existem para que sejam mantidos, e agora mais do que nunca. Se você está pesquisando algo, que fique em segredo por enquanto. Só assim terá garantia de sucesso. Apelos sociais mexem com suas emoções, respondaaumamigo. Gêmeos 21/05 a 20/06 Altos e baixos com Lua e Urano em ângulo áspero, indi- cando contradições entre liberdade e apego, costume e invenção. Rupturas e quebras mentais não casam bem com associações hoje. Foco no trabalho e ajuda de pessoaspróximas. Libra 21/09 a 20/10 Tudo vai entrando no caminho certo, com Vênus em seu signo. A saúde melhora, diminui a carga de trabalho, você ganha visibilidade na dose certa, se comunica melhor e sua aparência brilha de novo. É só contornar a pressa dos outrosepronto! Aquário 21/01 a 18/02 Touro 21/04 a 20/05 Associado,consultor,parceiro,cliente,cônjuge:todoscontam hojecomachancedeexpandirsuaschancesdevenceruma parada. Mas você tem que mostrar entusiasmo, fé, conven- cimentonoquefaz.Filhoseamorestêmalgoavercomisso. Virgem 21/08a20/09 Clima astral ainda um tanto tenso para você, que anda com pressa, ansioso em manter ou expandir seu raio de ação. Seu desejo de ser livre, de mandar no próprio nariz, deve render alguns olhares feios. Modere a ânsia de ser o primeiro. Capricórnio 21/12 a 20/01 Ótimasegunda-feiraparavocêquecontacomumamigo ponta firme, leal e disposto a ir até o fim num projeto comum. Decisão sobre clube ou participação em enti- dade ou grupo é para hoje. E as perspectivas de sucesso sãograndes. Câncer 21/06 a 20/07 SoleJúpiteremângulofluentefavorecemcrescimentoemo- cional,expansãocriativaefertilidadeemtodososcampos.A LuaemLibraatraiatençõesparaafamília,masimprevistosno trabalho pedem intervenção imediata e inovadora. Escorpião 21/10 a 20/11 Hojepodeserumdiaespecialparavocê-quereúneobrilho eascondiçõesnecessáriasparacolocaremmarchaalgoque podemexercommuitagente,melhorandoavidacomum. Acomunicaçãoseráseuinstrumentodepoder. Peixes 19/02 a 20/03 Mercúrio, Netuno e Plutão formam um bela trinca de pes- quisa, investigação e esclarecimento de pontos obscuros -em qualquer campo de estudo! Vá por aí. Obscuridades reveladas, você tem de se manter humilde e não se fazer notar por enquanto. O Sol em Escorpião focaliza a força dos antepassados e da família no momento. Por meio dessa percepção de que você faz parte de um clã, descobrirá forças ocultas a seufavor.Comumtrabalhodepesquisa,obterámelhoria financeira. DevoltaàtelinhacomoLaraemARegradoJogo, novela exibida na faixa das 21h, na Globo, Carolina Dieckmann interpreta uma mulher abandonada por Orlando (Eduardo Moscovis) e já sente que a torcida porumromancecomopolicialDante(MarcosPigossi) jáexiste,apesardelesteremfeito-atéagora-somente uma cena. CarolinaadiantaqueDanteficaráinteressadopor Laraassimqueaconhecer.Ela,noentanto,aindaes- taráenvolvidacomOrlando,porqueméapaixonada. “A Lara tem caráter e ama o Orlando, acredita que ele a abandonou por algum motivo nobre, para salvar sua vida. Houve uma preocupação em deixar claro para o público que ela não era só uma amante. Até a cena de sexo entre os personagens mostrou pouco. A primeira camada ali era o amor”, disse a atriz ao jornal O Globo. Em excelente forma aos 37 anos, Carolina se sentelisonjeadacomoselogiosquerecebe,masacha engraçado ter que responder perguntas sobre isso. “Opovojáviutantoaminhabarriga,nãohánada de diferente nela. Fico feliz com os elogios, mas as pessoasqueremumaexplicaçãoeeunãotenhouma resposta. Acho que é fruto da genética e de anos de exercícios”, destacou. Ela contou ainda que desde que começou a gravar, há um mês, só conseguiu ir a um treino com ChicoSalgado,seupersonaltrainer,comquemmalha duasvezesporsemanahabitualmente.Aproximidade dos 40, aliás, não a preocupa. “Fico feliz com a minha trajetória profissional e, principalmente,porquenãoabdiqueidavidapessoal. Tive dois filhos, estou junto deles sempre, tenho um casamento sólido”. A atriz disse ao jornal que pensa muito em ter mais filhos, mas não biológicos. “Nãoqueromaisengravidar,queroadotar.Mas isso não será agora”. Sintonia fina com as tendências mundiais, conexão sen- sível com a vontade das massas por justiça e equilíbrio. E o que você vai fazer com isso? O Sol em Escorpião diz: brilhe apontando a transformação; aparecerão apoios nahoracerta.
  9. 9. Tânia DuarTe Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 tania@grupocorreiodosul.com.br facebook.com/tania.duartecoelho ³ Promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo de Santa Catarina (Sescoop) o 13º Encontro Estadual de Mulheres Cooperativistas teve como tema ‘Cooperação, equilíbrio e bem-estar’, e aconteceu nos dias 29 e 30, em Florianópolis. A Credija enviou 30 representantes para o evento, marcado por palestras que visam estimular e fortalecer práticas de cooperação e liderança no cooperativismo, aliado às atividades de lazer, realizadas anualmen- te, sempre com inovações. ³ Depois de encerrar mais um Outubro Rosa de muito trabalho, as mulheres da Rede feminina de Combate ao Câncer de Araranguá voltam às atividades normais. ³ Grupos de dança de Praia Gran- de posam para foto depois de bela apresentação no Festival de Cultura do município. ³ A jovem vereadora Annie de Souza Marques, da Câmara Mirim de Araranguá, tem recebido apoio e companhia da mãe Fernanda Souza nas sessões. ³ Na última terça (3), as ho- menagens foram para o em- presário, historiador e escritor meleirense Eder Matos. No domingo, 01, ele recebeu o carinho da esposa Jani Mota e dos filhos Larissa e Guilherme, seus pais e familiares num almoço no antigo casarão da Beira Rio. Parabéns! 48 3533.0762 48 8804.2871
  10. 10. 10 Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 Publicidade
  11. 11. plo, ou na constituição de importantes organizações como cooperativas e asso- ciações. “Os desafios para o pleno desenvolvimento ruralcontinuameaEpagri estáàdisposiçãoparacomo apoio das lideranças locais seguir os próximos 40 anos contribuindo com o mu- nicípio de Turvo”, conclui Reginaldo. Possui uma área de 3.089 km², com 16 municí- pios ocupando seu território Araranguá, Arroio do Silva, Ermo, Jacinto Machado, Maracajá, Meleiro, Morro Grande, Timbé do Sul, Tur- vo, Criciúma, Forquilhinha, Içara, Nova Veneza, Side- rópolis, Treviso e Balneário Rincão. ORioAraranguápossui suas nascentes localizadas na Serra Geral e deságua no Oceano Atlântico, com um comprimento de todos os cursos d`água de 5.916 Km e vazão média de 40 m³/sformadopelosseguintes cursos d`água: Mãe Luzia, Itoupava,Amola Faca, Jun- diá, Cachorrinho, Engenho Velho, Figueira, Rocinha, Manoel Alves, Sanga do Coqueiro, Turvo, Sangão, Fiorita,SãoBento,Criciúma e dos Porcos, próximo a foz, entre outros. recebê-lo, documentos e procedimentos necessá- rios para acessá-lo. “Aqui acolhemos e encaminha- mos para aquisição do BPC e acompanhamos a família do beneficiário”, diz Ronise. O Centro de Referên- cia desenvolve atividades em grupo, dentre eles, o grupo de familiares e beneficiários do BPC, uma vez por semana, todas as segundas-feiras. “O objetivo principal é trabalhar a lógica dos direitos, o acesso a políti- ca de assistência social e outras políticas públicas”, esclareceu Ronise. Elisete CristinaArce- Geral 11Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 Muita gente desconhece Benefício de Prestação Continuada, que o Centro ajuda a encaminhar para idosos e deficientes A bacia ³Durante encontros os particpantes recebem orientação de vários especialistas ³Equipe comemora inauguração do escritório > Região Nesta quinta-feira, às 14horas,nasededoCetrar/ Epagri de Araranguá será entregue o Plano Estraté- gico de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio Araranguá aos mais de 330 mil moradores, re- presentados pelas 45 enti- dades membro do Comitê Araranguá. Esta é a primeira vez que as águas do extremo sul catarinense terão seu uso planejado. O Plano de Recursos Hídricos foi contratado pelo governo do estado com recursos garan- tidos pelo Banco Mundial e Fundo Estadual de Recur- sos Hídricos. A Bacia Hidrográfica do Rio Araranguá é um dos pontos considerados críticos em Santa Catarina emrelaçãoàdisponibilidade hídrica e à qualidade das águas, devido ao acelerado > TuRvo Depois de 40 anos no mesmo local, a Epagri de Turvo inaugurou na última sexta-feira, seu novo endereço. Agora, o escritório funciona junto à prefeituranoantigoprédio do Fórum, em um espaço cedido pela administração municipal. Na cerimônia que marcou o início dos tra- balhos da Epagri em novo ambiente, estiveram pre- sentes as principais lide- ranças do setor rural de Turvo e secretários mu- nicipais. Além do novo local, a Epagri de Turvo também foi contemplada com um crescimento econômico que nãoandaparaleloaumplane- jamento adequado, o que tem resultadoemumgrandecom- prometimento de seus recur- sos naturais, especialmente a água. Oestudo,quelevoudois anosparaserconcluído–entre agostode2013anovembrode 2015 - determina as condicio- nantes essenciais para o uso racional,ecológicoeeconômico daságuasporindústrias,agro- pecuária, geração de energia, lazer,mineração,entreoutros. Divididoemtrêsetapaso trabalhofoirealizadopelaem- presaProfillEngenharia,com participação da sociedade e refleteasituaçãodaságuasda bacia, identificando os proble- mas e potenciais relacionados a esse recurso. O estudo foi concluído com seis metas e 33 ações estratégicas, sendo 12 delas prioritárias, que precisam ser implantadas em curto prazo, ou seja, dentro de 5 anos. veículo para o trabalho de assistência técnica junto as famílias rurais turvenses. Para o gerente regional da Epagri, Reginaldo Ghel- lere, nas últimas quatro dé- cadas a Epagri esteve junto dacomunidadeturvensecom importantes conquistas, seja com a implantação de novas técnicas de cultivo como no arroz irrigado, por exem- Região recebe plano de recurso hídrico Epagri inaugura novo escritório > Região Os idosos com 65 anos ou mais, e a pessoa com deficiência de qualquer idade, com im- pedimento de trabalhar de longo prazo, de natu- reza física, mental, inte- lectual ou sensorial que comprovem não possuir meios para se sustentar nem de ser atendido pela família, podem requerer o Benefício de Prestação Continuada (BPC) no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Sombrio. Todos os serviços prestados pelo CRAS são gratuitos. De acordo com a coor- denadora Ronise Fabiana Menezes Euler, o Cras orienta sobre os docu- mentosnecessáriosepode agendar e encaminhar o requerente ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Muitos idosos têm dificuldade em entender o que é o BPC, quem pode Cras orienta sobre direito ao BPC Social Sobre o BPC O Benefício de Prestação Continuada é um direito constitucional, regulamentado pela Lei Orgânica de Assistência Social (Loas), no valor de um salário mínimo. Não é uma aposentadoria ou pensão, mas sim um benefício assistencial. O beneficiário não precisa ter contribuído anteriormente para a previdência social. no frequenta o centro há um ano e meio. “Eu não sabia da existência do Cras. Fui convidada para participar das reuniões do BPC e desde que comecei eu não larguei mais. Foi uma bênção, pois aqui tem psicólogo, assistente social, e oficina de arte- sanato que completa o nosso dia. É realmente uma terapia”, disse. O prefeito Zênio Car- doso visitou o grupo du- rante o ano e se emocio- nou com os depoimentos dos participantes, seja através do grupo BPC ou de outras atividades, como o grupo Gerar Vi- das.
  12. 12. 12 Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 Geral
  13. 13. > ArArAnguá Os moradores da rua Augusto Cândido Costa, nas proximi- dades do Residencial Agatha, no bairro Co- loninha, presenciaram logo no início da manhã desta segunda-feira, um veículo pegando fogo no meio da rua. Um Fiat Uno ver- melho, de placas MKO 0336, foi totalmente consumido pelas cha- mas. O fato ocorreu por volta das 6 horas, quan- delegado regional Die- go Harcher De Haro. A campanha visa arreca- dar brinquedos novos e usados, em bom estado de conservação, que se- rão distribuídos para Segurança 13Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 ³ Delegado regional Diego apresenta campanha para alegrar o natal das crianças carentes Gislaine Fontoura çou na tarde de ontem, a campanha Doe um Brinquedo e Multiplique Sorrisos. O lançamento para a imprensa ocorreu na Delegacia Regional e foi apresentado pelo > ArArAnguá APolícia Civil de Araranguá lan- Troquebrinquedosporsorrisos Solidariedade Gislaine Fontoura ³Polícia Civil prende Willian e recupera produtos ³Carro foi visto queimando estacionado na rua > Arroio do SilvA No domingo,agentes da Divisão de Investiga- ção Criminal (DIC), em diligências no Balneário Arroio do Silva, prende- ram em flagrante o gaú- cho Willian de Oliveira dos Santos, de 25 anos, pelos crimes de adulte- ração de sinal identificar de veículo, receptação e posse de droga para consumo próprio. Na madrugada de domingo a residência de Fabiano Elias, noArroio do Silva, foi invadida por margi- nais, enquanto a família dormia no piso superior. Da casa foi furtada uma motocicletaYamahaTTR de trilha e um televisor, tênis e outros objetos. Ao saberem do ocor- rido, os policiais civis da DIC passaram a traba- lhar no caso e logo após o meio-dia localizaram os objetos furtados. A moto estava abandona- da em meio ao mata- gal, nos fundos do Motel Caravelle, no acesso ao Balneário. No mesmo pátio de Willian havia uma segun- da casa não habitada, de madeira, onde de acordo com o delegado Jorge Gi- raldi eram desmanchadas motocicletas, pois havia ferramentas e várias peças espalhadas pelo assoalho, além de uma moto semi-desmontada, da marca Honda, com a numeração do chassi e do do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar foram acionados para atender a ocorrência. A PM con- feccionou um boletim de ocorrência, porém ne- nhum suspeito foi iden- tificado. DIC encontra desmanche Carro pega fogo na rua motor destruída. Uma placa de prefixo MFD 4543 foi localizada no imóvel e pertence à uma Honda/FAN 125, furtada em Araranguá no dia 19 de abril. Também foi localizado um pé de ma- conha plantada no pátio. Willian, preso em flagrante, até a tarde de ontemaguardavanacela daDICsuaremoçãopara um presídio. Quatro bombeiros militares estiveram no local e encontraram o automóvel já carboniza- do. Aproximadamente 500 litros de água foram utilizados para a extin- ção do fogo. Polícia Civil lança campanha ‘Doe um Brinquedo e Multiplique Sorrisos’ para o Natal de crianças carentes as crianças carentes do município na época do Natal. De Haro explicou que quando assumiu a Delegacia Regional, há aproximadamente um mês, teve a ideia de usar a visibilidade que a De- legacia Regional tem e para fazer algo positivo, que é a solidariedade. “Apesar do tempo curto que nós temos, juntamos com algumas policias que já fazem trabalho solidário e criamos o projeto”, revelou. O delegado explicou que caixas de coleta estarão disponíveis nas delegacias de Araran- guá, inclusive na De- legacia Regional, onde funciona o Ciretran, para que as pessoas pos- sam fazer suas doações. Segundo De Haro, os brinquedos arreca- dados serão distribuídos a crianças carentes de três creches municipais, do Jardim Cibele, Vila São José e Arapongas e também para as crian- ças que frequentam o Centro de Referência de Assistência Social (Cras). A autoridade po- licial ressaltou que não serão aceitas doações em dinheiro, somente brinquedos,que devem ser encaminahdos as delegacias até o dia 1º de dezembro. A entrega será realizada entre os dias 14 a 18 de dezembro por um grupo de poli- ciais civis. O público alvo da campanha é formado por crianças carentes de zero a seis anos.
  14. 14. Publicidade14 Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015
  15. 15. Polícia 15Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 Fraude ³Foto Jornal Gazeta mostra o material recolhido ³Policiais federais e agentes da Receita cumpriram vários mandados de prisão e de busca e apreensão > ArArAnguá Chegou ontem a Santa Cruz do Sul/ RS o material apreendi- do na semana passada em Araranguá por uma força- -tarefacompostapelaPolícia Federal, Receita Federal e Procuradoria da Fazenda Nacional. A empresa ara- ranguaense, que não teve o nomedivulgado,foipegana OperaçãoHuno,decombate ao mercado clandestino de cigarros. A ação ocorre nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Pará. No total, houve determinação judicial de apreensão de 59 imóveis, 47 veículos e con- Empresa é pega na Operação Huno tas bancárias, patrimônio que totaliza aproximada- mente R$ 80 milhões. As investigações, in- seridas na Operação Sen- tinela, foram iniciadas em setembro de 2014, tendo ³ -GuarniçõesdaPolíciaMilitarforamacionadasnamanhã desábado,paraatenderumfurtodeveículoqueocorrerana árearuraldeMorrodosConventos,emAraranguá.Conforme relatadopelavítima,trêshomenschegaramaolocalefurta- ramseuFox,decorprata.Emseguida,policiaismilitaresde Maracajá viram o carro e passaram a acompanhá-lo. Após abordagem, os suspeitos foram identificados e receberam vozdeprisão. OFoxfoirecuperadoeentreguenadelegacia. ³ - Também no sábado, mas por volta das 22h20min, as guarnições da Polícia Militar de Araranguá foram aciona- das pelo 190 para verificar um motorista embriagado no bairroMatoAlto.Nolocal,ospoliciaisabordaramohomem que conduzia um Ford/Fiesta. Ele aceitou fazer o teste do bafômetro, que apresentou como resultado 0,92mg/L, confirmandoabebedeira.Omotoristarecebeuvozdeprisão. RondaPolicial o contrabando como foco. No curso dos trabalhos desvendou-se esquema muito maior, responsá- vel pela prática de outras infrações penais e tribu- tárias. Os crimes abran- gem associação criminal, receptação, falsificação de documentos, sonegação fiscal, exportação irregular de fumo, contrabando de cigarros, adulteração de produtos entregues a con- sumoepiratariademarcas registradas. Os investigados utili- zavam empresas de facha- da e laranjas para desviar tabaco. Parte desse fumo era fornecido para fábri- cas no Paraguai por meio de exportação irregular e retornava ao Brasil como cigarro industrializado contrabandeado. O res- tante seguia para fábricas clandestinas de cigarros localizadas nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Além de depreciarem a capacidade produtiva da indústria nacional e pro- moverem concorrência des- lealcomosempresáriosque atuam de maneira regular, os criminosos impactaram a economia da região em valoresimpressionantes.Ao todo, estima-se em R$ 2,1 bilhõesototaldedívidasdos investigados com a União. Foram recolhidos, também emAraranguá,documentos, computadores,fumodesvia- do, máquinas industriais empregadas na produção clandestina, arrecadação *Informações e fotos sites da Receita Federal e do jornal Gazeta do Sul de dinheiro, cheques, ouro e pedras preciosas. Ontem alguns desses materiais apreendidos em Araranguá começaram a chegar em Santa Cruz do Sul, sede da operação, para serem analisados. Foram cerca de 15 carretas car- regadas de fumo e maqui- nários. Conforme o delegado adjunto da Receita Fede- ral de Santa Cruz, Wilson Müller, a empresa é suspei- ta de ser responsável por abastecer outras indústrias clandestinas de contraban- do. O local vinha sendo mo- nitorado pela investigação hátempo.“Quandoaequipe chegou lá, se defrontou com uma grande quantidade de produção completamente incompatível com o do- cumentário fiscal que a empresa vinha apresen- tando”, declarou o delegado ao jornal Gazeta do Sul, de Santa Cruz do Sul.
  16. 16. Publicações Legais16 Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 Estado dE santaCatarina PrEfEituraMuniCiPal dE araranGuÁ Estado dE santaCatarina PrEfEituraMuniCiPal dE araranGuÁ Estado dE santaCatarina PrEfEituraMuniCiPal dE araranGuÁ Edital dE intiMaÇÃo ARLINDO EDÍLIO DA ROSA, Titular do TABELIONATO DE NOTAS E PROTESTOS DE TÍTULOS desta Comarca de Sombrio, situado na Av. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48) 3533- 0318 - CEP 88960-000, atendimento das 08:00h - 12:00h e 14:00h - 18:00h, faz saber na forma da Lei aos que o presente EDITAL virem, que se encontram nesse tabelionato para serem protestados, decorrido o prazo legal de 03 (três) dias úteis, por não terem sido encontrados nos endereços fornecidos, ou por se recusarem a tomar conhecimento, os títulos cujos responsáveis estão abaixo discriminados. Ficam esclarecidos, também, de que nesse mesmo prazo poderão apresentar resposta escrita, que não impedirá a lavratura do protesto. PROT. APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ Prot: 140614; Devedor(es): ALMIR COLARES DOS SANTOS - 417.953.859-87, End: Rua João Quartieiro, S/N, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: FAZENDA NACIONAL - DIV.ATIVA-IRPF; Sac: FAZENDA NACIONAL - DIV.ATIVA- IRPF; Tit: 91115006767 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 3.616,63 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 46,96. Prot: 140608; Devedor(es): ANDRE LUIZ BELANTANI - 047.796.989-52, End: Av. Getulio Vargas, 55, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: FAZENDA NACIONAL - DIV.ATIVA-IRPF; Sac: FAZENDA NACIONAL - DIV.ATIVA- IRPF; Tit: 91115006745 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 2.555,71 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 46,96. Prot: 140597; Devedor(es): ELISANDRO SILVA DA ROSA - 020.366.850-21, End: Rua Breno Cardoso, S/N, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: FAZENDA NACIONAL - DIV.ATIVA-IRPF; Sac: FAZENDA NACIONAL - DIV.ATIVA- IRPF; Tit: 91115006677 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 2.008,25 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 46,96. Prot: 140548; Devedor(es): FERNANDA ANDRETTA HAHN - 015.740.680-67, End: Rua Porto Alegre, 343, Balneário Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: BLOQUEAR RASTREAMENTO LTDA; Sac: BLOQUEAR RASTREAMENTO LTDA; Tit: 107143 ; Apr: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL; VEN: 19/10/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 33,80 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 70,13. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 14,18 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 70,13. Prot: 140394; Devedor(es): JANAINA DA SILVA LUIZ - 084.523.839-67, End: Rua I, 1291, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: LAJOSUL MATERIAL PARA CONSTRUCAO LTDA; Sac: LAJOSUL MATERIAL PARA CONSTRUCAO LTDA; Tit: 55917 ;Apr: FCDL; VEN: 10/05/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 95,00 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 75,28. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 19,33 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 75,28. Prot: 140607; Devedor(es): JOSIANE DOS ANJOS MARTINS - 057.432.429-17, End: Tr. Serafim Alves Pereira, 9, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: FAZENDA NACIONAL - DIV.ATIVA-IRPF; Sac: FAZENDA NACIONAL - DIV.ATIVA- IRPF; Tit: 91115006742 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 1.815,70 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 46,96. Prot: 140404; Devedor(es): LUCIANO NUNES DA SILVA - 949.754.340-91, End: Rua W 3, 298, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: COTIPEL COM TINTAS PEÇAS LTDA; Sac: COTIPEL COM TINTAS PEÇAS LTDA; Tit: 0394-178241/01 ;Apr: BANCO DO BRASILSA; VEN: 21/10/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 274,16 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 75,28. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 19,33 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 75,28. Prot: 140615; Devedor(es): MARGARETE COELHO DA ROSA - 501.871.989-34, End: Rua Josino José Pereira, 99999, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: FAZENDA NACIONAL - DIV.ATIVA-IRPF; Sac: FAZENDANACIONAL - DIV. ATIVA-IRPF; Tit: 91115006778 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 2.596,82 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 65,05.Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 9,10 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 65,05. Prot: 140613; Devedor(es): RENATO LUIS DOS SANTOS DA SILVA - 312.085.090-04, End: Av. Getulio Vargas, 41, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: FAZENDA NACIONAL - DIV.ATIVA-IRPF; Sac: FAZENDANACIONAL - DIV. ATIVA-IRPF; Tit: 91115006766 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 6.192,02 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 46,96. Prot: 140487; Devedor(es): TRANSP COM CEREAIS VALENTE LTDA - 80.946.601/0001-20, End: Rua Adolfo Konder, 285, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: POSTO DE MOLAS GAGUINHO LTDA; Sac: POSTO DE MOLAS GAGUINHO LTDA; Tit: NF4298/2316C ;Apr: BANCO DO BRASIL SA; VEN: 13/10/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 1.200,00 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 46,96. Certifico, para os devidos fins, que o presente edital foi afixado no mural da serventia em: 10/11/2015. Sombrio - SC, 10/11/2015 ARLINDO EDÍLIO DA ROSA Edital dE notifiCaÇÃo ContriBuiÇÃo nEGoCial EXErCÍCio dE noVEMBro 2015 Em atendimento ao disposto no parágrafo IV do art. 8º da CF, bem como ao que foi aprovado em assembléias, o SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE CALÇADOS E VESTUARIO AFINS E SIMILARES DE SOMBRIO E REGIAO representante dos trabalhadores da(s) categoria(s)profissional em indústria de calçados; indústria de bola de couro; indústria de tamancos, saltos, formas de pau, oficiais de alfaiates; costureiros(a) nas indústrias de confecções de roupas; nas indústrias de guarda chuvas e bengalas; nas indústrias de luvas, bolsas e pele de resguardos; nas indústrias de pente, botões e similares; indústrias de chapéus de senhoras; nas indústrias de material de segurança e proteção ao trabalho; nas indústrias de selarias, artigo de couro para rodeio, todos com abrangência territorial intermunicipal, nos município de Balneário Arroio do Silva/SC, Balneário Gaivota/SC, Ermo/SC, Passo de Torres/SC, Praia Grande/SC, Santa Rosa do Sul/SC, São João do Sul/SC e Sombrio/SC, NOTIFICA as empresas que deverão descontar a Contribuição Negocial de seus empregados no mês de Novembro de 2015 e efetuar o respectivo recolhimento até 10/12/2015 junto à Caixa Econômica Federal. O referido recolhimento deverá ser efetuado em guias próprias emitidas pelo sindicato. As empresas que não possuírem acesso as guias, poderão solicitá-las através do telefone (48) 35332455 ou retirá-las pessoalmente em nossa sede social situada na Rua Breno Cardoso n. 202, bairro centro, em Sombrio/SC. Fica também as empresas cientificadas que o não recolhimento desta Contribuição ao Sindicato notificante, estarão sujeitas às sanções legais. O direito de oposição ao desconto pretendido pelo sindicato, através de manifestação individual, pessoal e por escrito, discordando do desconto da contribuição, na sede profissional, até 10(dez) dias antes da data aprazada para o desconto, qual seja, 20/11/2015. SOMBRIO, 10 de novembro de 2015. MOIZEIS ANTONIO MARTINS Presidente aViso dE liCitaÇÃo Edital nº 128/2015 - ModalidadE PrEGÃo PrEsEnCial OBJETO: REGISTRO DE PREÇOS objetivando a aquisição de gás de cozinha, P13 e P45, a serem utilizados nas unidades de ensino infantil e fundamental do Município de Araranguá, assim como nos demais setores da estrutura administrativa e fundos, cujas especificações encontram-se detalhadas no termo de referência anexo. TIPO DA LICITAÇÃO: Menor Preço por Item ENTREGA DOS ENVELOPES: Até às 13h45min; do dia 20 de novembro de 2015, no Serviço de Protocolo Geral da Prefeitura, sito à Rua Dr. Virgulino de Queiróz, 200, centro. ABERTURA DOS ENVELOPES: Às 14h00min do dia 20 de novembro de 2015, na sala de reuniões do Departamento de Licitações da Prefeitura. REGIMENTO: Leis Federais 8.666/93 e 10.520/02, Lei Complementar 123/2006, Lei Complementar 147/2014 e Decreto Municipal nº 2.676/05. EDITAL COMPLETO E INFORMAÇÕES: Está à disposição dos interessados no horário de expediente da Prefeitura, no endereço eletrônico; www.ararangua.sc.gov.br, e afixado no mural, localizado no hall de entrada da sala do Departamento de Licitações da Prefeitura. Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (fax) 0XX48 3521.0929 ou pelo e-mail: licitacao@ararangua. sc.gov.br Araranguá, SC, 09 de novembro de 2015. Sandro Roberto Maciel Prefeito Municipal Liliane Silva de Souza Pregoeira lEi nº 3.382, dE 26 dE outuBro dE 2015. AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A ADERIR AO PROGRAMA BADESC CIDADES E TOMAR EMPRÉSTIMO JUNTOAO BADESC –AGÊNCIADE FOMENTO DO ESTADO DE SANTA CATARINA S/A E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Prefeito do Município de Araranguá Senhor Sandro Roberto Maciel, faz saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte lei: Art. 1º - Fica o Poder Executivo autorizado a aderir ao Programa Badesc Cidades. Art. 2º - A adesão ao Programa Badesc Cidades propiciará o aporte de recursos ao Município para financiamento de projetos de engenharia, construção de viadutos, pontes, trapiches, passarelas, implantação de sinalização viária, abrigosdeônibus,pavimentação, urbanização e arborização de vias urbanas, drenagem pluvial, terminais rodoviários e passeios públicos; Aquisição de máquinas e equipamentos, destinados à realização de obras de infraestrutura e serviços públicos. Art. 3º - Para atendimento das necessidades financeiras do programa de investimentos mencionados no artigo 2º, fica o Poder Executivo autorizado a tomar empréstimo junto ao BADESC – Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina S/A, com recursos do Programa Badesc Cidades, até o montante de R$ 7.000.000,00 (sete milhões de reais). Parágrafo único - Em garantia aos empréstimos estabelecidos neste Artigo, fica o Poder Executivo autorizado a oferecer a vinculação de quotas partes do ICMS e/ou FPM, para pagamento do principal, juros, tarifas bancárias e outros encargos da operação de crédito. Art. 4º - Para dar continuidade ao Programa Badesc Cidades, o Poder Executivo consignará nos projetos de lei orçamentários dos anos subseqüentes, as dotações necessárias a formação do Programa, bem como para cumprimento dos compromissos com encargos dos empréstimos tomados. Art. 5º - Por conta dos financiamentos estabelecidos no Artigo 3º desta Lei, o Município pagará encargos máximos de 5,5% (cinco vírgula cinco por cento) ao ano, acrescido da taxa SELIC (variação acumulada das taxas médias apuradas no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, divulgada pelo Banco Central do Brasil), ou, no caso de sua extinção, o indexador que a substituir. Art. 6º Os recursos provenientes da operação de crédito a que se refere esta Lei deverão ser consignados como receita no Orçamento ou em créditos adicionais, nos termos do inc. II, § 1º, art. 32, da Lei Complementar 101/2000. Art. 7º Os orçamentos ou os créditos adicionais deverão consignar as dotações necessárias às amortizações e aos pagamentos dos encargos anuais, relativos aos contratos de financiamento a que se refere o artigo primeiro. Art. 8º Fica o Chefe do Poder Executivo autorizado a abrir créditos adicionais destinados a fazer face aos pagamentos de obrigações decorrentes da operação de crédito ora autorizada. Art. 9º - Esta Lei entra em vigor na data da sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, 26 de outubro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de Administração, em 26 de outubro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração lEi nº 3.383, dE 26 dE outuBro dE 2015. AUTORIZAO PODER EXECUTIVO MUNICIPALARECEBER EM DOAÇÃO IMÓVEIS PERTENCENTES AO ESTADO DE SANTA CATARINA. O Prefeito Municipal Sandro Roberto Maciel, no uso das suas atribuições legais faz saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara aprovou e ele sanciona a seguinte lei: Art. 1º Fica autorizado ao Poder Executivo Municipal, receber em doação dois (02) imóveis pertencentes ao Estado de Santa Catarina, sendo um deles com área de 2.500,00m², registrado sob o nº 27.559 e o outro com área de 520,50m², matriculado sob o nº 25.814, ambos perante ao 1º Tabelionato de Notas, Protestos, Títulos e Registro de Imóveis da Comarca deAraranguá, totalizando uma área de 3.020,50m², onde está edificada a antiga EEB Bernardino Sena Campos, cadastrada no Sistema de Gestão patrimonial da Secretaria do Estado da Administração sob o nº 01442. Art. 2º - O Município recebe os imóveis objetos desta Lei, sem qualquer ônus, exceto aqueles provenientes da transferência das escrituras ao Município. Art. 3º -As despesas oriundas desta Lei correrão por conta de itens próprios do orçamento vigente. Art. 4º Esta lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 5º Revogam-se as disposições em contrario.
  17. 17. Publicações Legais 17Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 Estado dE santaCatarina PrEfEituraMuniCiPal dE araranGuÁ Estado dE santaCatarina PrEfEituraMuniCiPal dE araranGuÁ Estado dE santaCatarina PrEfEituraMuniCiPal dE araranGuÁ Estado dE santaCatarina PrEfEituraMuniCiPal dE araranGuÁ Estado dE santaCatarina PrEfEituraMuniCiPal dE araranGuÁ Estado dE santaCatarina PrEfEituraMuniCiPal dE araranGuÁ Estado dE santaCatarina PrEfEituraMuniCiPal dE araranGuÁ lEi nº 3.384, dE 26 dE outuBro dE 2015. TORNAPARAFINS URBANOS ÁREADE TERRALOCALIZADA NO MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ. O Prefeito Municipal Sandro Roberto Maciel, no uso das suas atribuições legais faz saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara aprovou e ele sanciona a seguinte lei: Art. 1º Torna para fins urbanos a área de terra rural localizada no Município de Araranguá, constante da matricula n° 71.935, com área total de 101.148,52m². Art. 2º Esta lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrario. Prefeitura Municipal de Araranguá, 26 de outubro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de Administração, em 26 de outubro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração lEi nº 3.385, dE 26 dE outuBro dE 2015. TORNA PARA FINS URBANOS ÁREAS DE TERRAS LOCALIZADAS MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ. O Prefeito Municipal em exercício Sandro Roberto Maciel, no uso das suas atribuições legais faz saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara aprovou e ele sanciona a seguinte lei: Art. 1º Torna para fins urbanos a área de terra rural localizada no Município de Araranguá, constante da matricula n° 66.573, com área total de 40.524,64m². Art. 2º Esta lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrario. Prefeitura Municipal de Araranguá, 26 de outubro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de Administração, em 26 de outubro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração lEi nº 3.386, dE 26 dE outuBro dE 2015. DISPÕE SOBRE ALTERAÇÃO AO CAPUT E ARTIGOS 1º, 2º E 3º DE LEI Nº 1.774, DE 10 DE OUTUBRO DE 1997. O Prefeito Municipal de Araranguá, no uso das suas legais atribuições faz saber a todos os habitantes do município que a Câmara aprovou e ele sanciona a seguinte lei: Art. 1ºALei Municipal nº 1.774, de 10 de outubro de 1997 passará a dispor sobre o Sistema Municipal de Controle, Avaliação, Auditoria e Regulação no âmbito do Sistema Único de Saúde; Art. 2º O Sistema Municipal de Controle, Avaliação, Auditoria e Regulação, que obedecerá às normas gerais fixadas pela União ao disposto nesta lei; Art. 3º O artigo 2º da Lei nº 1.774/1997 será acrescido dos incisos IV, V e VI: IV – REGULAÇÃO: conjunto de atos e ações realizados pela Equipe de Regulação, prevista pelo Pacto pela Saúde (Portaria/ GM nº 399 de 22 de fevereiro de 2006). A Política de Regulação da Atenção à Saúde tem como objetivo implementar uma gama de ações meio que incidam sobre os prestadores, públicos e privados, de modo a orientar uma produção eficiente, eficaz e efetiva de ações de saúde, buscando contribuir na humanização destas ações. Devendo portanto articular e integrar mecanismos que permitam aos gestores regular as ações e serviços de saúde, tais como: fazer dos contratos pactos entre gestores e prestadores; reformular as atividades de controle assistencial e da avaliação da atenção à saúde; desenvolver os protocolos assistenciais e implementar a regulação do acesso por meio dos complexos reguladores; lEi nº 3.387, dE 26 dE outuBro dE 2015. DENOMINA“RUAPATRÍCIASOARES DE SOUZA”AATUALRUA QUE INICIA NO ENTRONCAMENTO COM A RODOVIA TINHO REUS,A1.800 METROS DO INÍCIO DARODOVIA, NO BAIRRO OPERÁRIA, NESTE MUNICÍPIO. O Prefeito Municipal em exercício Sandro Roberto Maciel, no uso das suas atribuições legais faz saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara aprovou e ele sanciona a seguinte lei: Art. 1º Fica denominada “RUA PATRÍCIA SOARES DE SOUZA” a atual Rua que inicia no entroncamento com a Rodovia Tinho Reus, à 1.800 metros do inicio da Rodovia, no Bairro Operária, neste município. Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data da sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, 26 de outubro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de Administração, em 26 de outubro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração lEi nº 3.388, dE 26 dE outuBro dE 2015. DENOMINA “RUA HENRIQUE SOUZA” A ATUAL RUA I (CONHECIDA COMO BELVEDERE), DO LOTEAMENTO VISTA ALEGRE DO SUL, NO BAIRRO URUSSANGUINHA, NESTE MUNICÍPIO. O Prefeito Municipal em exercício Sandro Roberto Maciel, no uso das suas atribuições legais faz saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara aprovou e ele sanciona a seguinte lei: Art. 1º Fica denominada “RUAHENRIQUE SOUZA” a atual Rua I (conhecida como Belvedere), no loteamento Vista Alegre do Sul, no bairro Urussanguinha, neste Município. Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data da sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, 26 de outubro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de Administração, em 26 de outubro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração lEi nº 3.390, dE 05 dE noVEMBro dE 2015. AUTORIZA O PODER EXECUTIVO CEDER MÁQUINA AO MUNICÍPIO DE BALNEÁRIO ARROIO DO SILVA. O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições emanadas da Lei Orgânica do Município, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte lei: Art. 1º Fica o Poder Executivo Municipal autorizado ceder à Administração do Município de Balneário Arroio do Silva, a máquina do tipo Rolo Compactador pertencentes à frota Municipal deAraranguá, para realização de serviços transitórios, no período de um dia. Parágrafo único. Acompanhará a máquina mencionada no caput o pessoal próprio e capacitado da Administração Municipal de Araranguá. Art. 2º Pela cessão da máquina o Município de Balneário Arroio do Silva recolherá o preço público fixado pela Administração Municipal de Araranguá para uso da hora máquina. Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 4º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 05 de novembro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de Administração, em 05 de novembro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração lEi nº 3.391, dE 05 dE noVEMBro dE 2015. ALTERAA EMENTA E ART. 1º, DA LEI MUNICIPAL Nº 1.606, DE 12 DE DEZEMBRO DE 1995. O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições emanadas da Lei Orgânica do Município, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte lei: Art. 1º A Emenda da Lei Municipal nº 1.606/95, passa a vigorar com a seguinte redação: “RECONHECE DE UTILIDADE PÚBLICAAASSOCIAÇÃO IRMÃ CARMEM”. Art. 2º OArt. 1º, da Lei Municipal nº 1606/95, passa a vigorar com a seguinte redação: “Fica reconhecida de utilidade pública a ASSOCIAÇÃO IRMÃ CARMEM, fundada no dia 28 de dezembro de 1994”. Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 4º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 05 de novembro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de Administração, em 05 de novembro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração Prefeitura Municipal de Araranguá, 26 de outubro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de Administração, em 26 de outubro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração V – COMPLEXO REGULADOR: é composto por estrutura denominada CENTRAL DE REGULAÇÃO DE CONSULTAS E EXAMES, que é responsável pela regulação do acesso dos pacientes às consultas especializadas, aos Serviços de Apoio Diagnose e Terapia – SADT, bem como aos demais procedimentos ambulatoriais especializados ou não, oferecidos dentro do universo da Secretaria Municipal da Saúde diretamente, por contratados ou prestadores de serviço; VI – CENTRAL DE REGULAÇÃO DE CONSULTAS E EXAMES: Aestruturação dos Complexos Reguladores exige um quantitativo de profissionais capacitados, responsáveis pela execução de ações específicas; Parágrafo Primeiro: Os perfis dos profissionais que devem atuar junto às estruturas de regulação são: a) Coordenador: Profissional de Enfermagem ou Médico responsável pelas questões relativas ao funcionamento global central de regulação em conformidade com as diretrizes e rotinas estabelecidas. São atribuições da coordenação: Estudo das demandas e filas de espera, instituir as escalas de trabalho e conduzir as relações de pactuação, contato com prestadores de serviço, agendamento de exames não regulados de baixa complexidade. b) Regulador: Profissional Médico que executa a avaliação técnica de laudos, promovendo o agendamento de consultas e o processo de internação dos pacientes, baseado em critérios clínicos, com ênfase nos protocolos de regulação. Uma das funções reguladoras mais importantes é o processo de autorização para realização de procedimentos e pela distribuição de cotas para os procedimentos ambulatoriais, sendo atribuições básicas dos profissionais de regulação: 1. Atuar sobre a demanda reprimida de procedimentos regulados; 2. Definir a distribuição de cotas; 3. Monitorar a demanda que requer autorização prévia, por meio de AIH e APAC; 4. Verificar as evidências clínicas das solicitações e o cumprimento dos protocolos de regulação, por meio da análise de laudo médico; 5. Autorizar ou não a realização do procedimento; 6. Definir a alocação da vaga e dos recursos necessários para o atendimento; 7. Avaliar as solicitações de alteração de procedimentos já autorizados e a solicitação de procedimentos especiais, além de orientar e avaliar o preenchimento dos laudos médicos. c) Operador de Regulação: Profissional da área de Enfermagem de nível médio responsável pelo agendamento de procedimentos não regulados a partir das solicitações de exames enviadas pelas unidades de saúde, abertura de escalas de profissionais, prestar informações através de telefone e e-mail aos colaboradores das ESFs. d) Administrador de Banco de Dados: responsável pela manutenção e refinamento das informações, apoiando a equipe de desenvolvimento para definição de tabelas, índices, adaptações, monitoramento, identificação de falhas no sistema de informações e atividades afins. Art. 4º O §1° do artigo 3º da Lei 1774/1997 fica acrescido que as equipes de Controle, Avaliação, Auditoria e Regulação serão formadas por servidores da Secretaria de Saúde, designados pelo Secretário Municipal de Saúde, para exercício da função. Art. 5º Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação. Art.6º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, 26 de outubro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de Administração, em 26 de outubro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração
  18. 18. > ArArAnguá Aequipe da Asso- ciação Irmã Car- men (Casa-Lar) jogou no domingo contra o Irineu de Joinville, pela tercei- ra rodada do returno do Campeonato Catarinense Infantil – Etapa Litoral. O time araranguaense não conseguiu um bom resul- tado e acabou deixando a competição. Os atletas da Casa- -Lar entraram em campo determinados em buscar a vitória e a classificação, porém o adversário não deu trégua e o jogo foi bas- tante equilibrado, sendo que as equipes tiveram algumas oportunidades de gol, porém sem êxito. Com o tempo instá- vel e o campo pesado as equipes retornaram para o segundo tempo de par- tida com o mesmo ritmo. Somente aos 13 minutos de jogo que o Irineu con- seguiu abrir o placar. Em um erro da marcação, onde o jogador deles con- seguiu a bola e em veloci- dade bateu cruzado, sem chances para o goleiro da Casa-Lar, fazendo 1 x 0, para o Irineu. A Casa-Lar precisa- va da vitória, com isso a equipe partiu para o contra-ataque para bus- car o empate, mas aca- bou desfalcada, já que Anderson Barbosa fez falta e acabou expulso da partida. “Com um jogador a menos o jogo ficou mais aberto e o adversário aca- bou conseguindo crescer na partida e fez mais dois gols”, relatou o técnico Deivid Fernandes, mais conhecido por Bolinho. CasaLarperdeedeixaCatarinense Terça-feira, 10 de novembro de 2015 ³ 06-13-28-32-41CONCURSO 3.929 QUINA 09/11 Copa LUD ³ 05-06-07-09-10 ³ 11-12-14-17-19 ³ 20-21-22-23-25 CONCURSO 1.282 LOTO FÁCIL 09/11 ElogiosaRenatoAugusto,papo comKaká:1ºtreinodoBrasil > porto Alegre O primeiro treino da seleção brasileira, início dapreparaçãoparaosjo- gos contraArgentina, na quinta-feira, e Peru, dia 17, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, teve 13 jogadores em campo, cinco na aca- demia, dois chegando ao hotel e outros três ainda a caminho do país. Com desfalques, Dunga organizou uma atividade focada em tra- balhos de espaço curto, sempre com competição entreosatletas.Alémdos três goleiros, Alisson, Je- ffersoneCássio,estavam no gramado os zagueiros David Luiz e Gil, os vo- lantes Luiz Gustavo e Elias, os meias Oscar, Willian, Lucas Lima, Re- natoAugusto e Kaká, e o atacante Douglas Costa. Outros cinco atletas fizeram musculação, já que entraram em campo por seus clubes no últi- mo domingo: o zagueiro Miranda, os laterais- -esquerdos Filipe Luís e DouglasSantos,ovolante Fernandinhoeoatacante Ricardo Oliveira. A Se- leção treinou no CT do Corinthians, pela proxi- midade com o aeroporto de Guarulhos e o hotel onde se concentra. Por falar em hotel, NeymareDanielAlvesse apresentaram enquanto oscompanheirossuavam a camisa. Irão completar a delegação até a manhã de terça-feira o lateral- -direito Danilo, o zaguei- ro Gabriel Paulista e o atacante Hulk. Durante todo o tem- po, Renato Augusto re- cebeu aplausos, elogios e gritos de incentivo do treinador. Convocado paraosjogoscontraChi- le e Venezuela, no mês passado, ele não entrou em campo. A expectativa da comissão técnica é de presença máxima do grupo no treino desta terça-feira, novamente no CT. Na quarta, a pre- paração será encerrada na Arena Corinthians, pela manhã, antes da viagem para Buenos Aires. Brasil e Argentina jogarão na quinta-feira, às 22h (de Brasília), no estádio Monumental de Nuñez. O clássico terá transmissão da TV Globo, do Sportv e do GloboEsporte.com, que também vai acompa- nhar todos os detalhes em Tempo Real. Com o resultado de 3 x 0, a equipe da Casa-Lar acabou desclassificada. “Apesar de não ter classi- ficado realizamos um bom campeonato. A maioria dos times são clubes, dife- rente de nós, que mesmo diante das adversidades conseguimos nos destacar. Foram 13 jogos, 5 vitórias, 5 empates, 3 derrotas, 21 gols, 13 gols sofridos, tota- lizando 51% de aproveita- mento”, avaliou Bolinho. As equipes Sub-11, Sub-13 e Sub-15 parti- cipam também do Cam- peonato Regional de Es- colinhas (Copa Lud). No sábado, dia 7, a categoria Sub-13 enfrentou aAcade- mia de Futebol Criciúma, e acabou perdendo nos pênaltis. Apartida foi bastante equilibrada, e logo aos 15 minutos em uma jogada pelo setor esquerdo do ata- que da Casa-Lar, no rebote Dennis Francisco abriu o placar, fazendo 1 x 0 para a equipe araranguaense. No segundo tempo o ritmo de jogo permane- ceu, onde os dois times buscavam o gol, mas em um erro da arbitragem o adversário acabou empa- tado em 1 x 1. Comempateapartida foi definida nas penali- dades e a Academia de Futebol Criciúma acabou vencendo por 5 x 4. Os pê- naltis da Casa-Lar foram batidos por Léo, Henrique, Gustavo, João Orige e GustavoEndller.Comesse resultado, a equipe acabou desclassificada. Já as equi- pes Sub-11 e Sub-15 jogam no sábado, dia 14.
  19. 19. feminina e o favoritismo do time Amigas do Vôlei foi confirmado com a vitória de 3 a 0 sobre o The Friends, parciais de 25x10, 25x13 e 25x16. Acapitã Simone rece- beu o troféu das mãos do professor Claudiovani, treinador das equipes de vôlei de Sombrio. Logo depois, no nai- pe masculino, jogo mais equilibrado. A experi- ência dos jogadores da velha guarda sombriense na equipe Juvenil, contra > Sombrio Terminou na tar- de do último do- mingo o Campeonato Sombriense de Vôlei 2015, primeira edição da competição na moda- lidade que tem um bom número de praticantes no município com os tí- tulos do Amigas do Vôlei no naipe feminino e do Falcons, no masculino. A primeira partida da tarde foi na categoria Política 19Correio do Sul Terça-feira, 10 de novembro de 2015 Amigas e Falcons são campeões do vôlei fomos os primeiros a realizar o Campeonato de Sinuca. Hoje alguns outros municípios reali- zam a competição, mas nós fomos os pioneiros”, frisou Roni Gaúcho. O objetivo da com- petição é promover a in- tegração entre os bares oportunizando momen- tos de diversão ao longo do ano no município. Campeonato Municipal de Sinuca encerra com grande confraternização entre bares > Arroio do SilvA O 7º Campeonato MunicipaldeSinucaEn- tre Bares de Balneário Arroio do Silva encerrou commuitacomemoração e confraternização. Na noite da última sexta- -feira, dia 06, as equipes campeãs receberam a premiação. O troféu de cam- peão foi para a equipe do Bar do Gaúcho, que venceu pelo terceiro ano consecutivo. Além do troféu, as medalhas fo- ram entregues aos com- petidores: Roni Gaúcho, Jair, Jorge, Binho, Dadi, Schimitz,Caco,Baianoe Toninho. Na segunda coloca- ção o troféu foi entregue para o Bar dos Silva; a terceira colocação foi para a equipe Bola Oito e o quarto lugar foi para o Bar Real. Dos competidores, dois deles ainda foram destacados. O Melhor Taqueador foi Jorge Luiz Florentino e o Ta- queador Revelação foi Antonio Carlos Ramos Felisbino. Ambos rece- beram troféus. A premiação con- tou com a presença do prefeito Evandro Scaini e do diretor municipal de esportes, Cleberson Vieira (Chico), além de integrantes das equipes participantes e familiares. O evento é uma orga- nização do Roni Gaúcho e tem apoio da administra- ção municipal de Balneá- rio Arroio do Silva. “Estamos contentes em ser referência, já que a juventude do Falcons. Mas a força da juven- tude venceu e o Falcons fez 3 sets a 2, com par- ciais de 25x22, 20x25, 23x25, 25x16 e 15x07. "Só de fazer esse grande jogo todos já es- tão de parabéns, mas quero agradecer a cada tome, a cada jogador, que nos ajudou a pro- mover esse esporte que temos tanta tradição no Brasil", disse o Prefeito Zênio Cardoso, antes da premiação. apartamento de dois quartos, com garagem, localizado próximo ao Beto Gil Bairro: Barranca - Araranguá R$ 400,00 Contato: 9922-5227 ou 3522-1729 Aluga-se
  20. 20. terça-feira, 10 de novembro de 2015

×