Jornal digital 4790_sex_06112015

207 visualizações

Publicada em

Correio do Sul

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
207
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal digital 4790_sex_06112015

  1. 1. www.grupocorreiodosul.com.br ANO XXv EDIÇÃO Nº 4.790 sexta-feira, sábado e domingo, 6, 7 e 8 de novembro de 2015 R$ 2,00 Grupo 19º 16º Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense Nota de Esclarecimento CONVÊNIO COM O HOSPITAL DOM JOAQUIM A administração municipal de Balneário Gaivota desde o início da atual gestão tem voltado suas ações para cada vez mais proporcio- nar a população serviços de qualidade nas diversas áreas de sua responsabilidade, principalmente na saúde. Entre os investimentos, Balneário Gaivota tem firmado diversos con- vênios, entre eles, com a empresa que administra o Hospital Dom Joaquim, localizado no município de Sombrio. Recentemente a equipe gestora do hospital emitiu um comunicado informando o porquê não estaria atendendo os gaivotenses na insti- tuição, alegando falta de pagamento por parte do governo municipal. Todavia, importante esclarecer os motivos da suspensão do repasse de valores: Acontabilidade da prefeitura orientou a administração municipal para que seja suspenso o pagamento do convênio, por impedimento le- gal, tendo em vista que as prestações de contas da administração do Hospital Dom Joaquim necessitam ser regularizadas, eis que diver- sas divergências existentes. De acordo com a repartição diversas vezes manteve contato via te- lefone para que a administração do Dom Joaquim apresentasse do- cumentos para regularizar as contas, o que até o presente momento não aconteceu. Por este motivo, a administração de municipal, através da Secreta- ria de Arrecadação e Finanças, está realizando a notificação escrita para que as diversas irregularidades apontadas pela contabilidade sejam solucionadas pela administradora do Dom Joaquim. Somente após a regularização da prestação de contas é que as duas parcelas ainda não pagas poderão ser realizadas. A gestão dos recursos municipais necessita cautela, sendo que é Geral Geral Geral Casallutanajustiça porguardadeafilhado Usodemotoagiliza açãodaPolíciaMilitar Trabalhadoréesmagado entredoisveículos Sombrio Aprovado Acidente 3 7 11 Página Página Página 4 e 11 4Página Revolta Comunidade protesta contra situação de estrada ilegal realizar novos pagamentos sem que as contas apresentadas estejam regulares. Podendo, inclusive, caso não regularizadas, o mu- nicípio solicitar a restituição de valores, o que espera não acontecer. Tamanha a preocupação com a saúde do gaivotenses que recente- mente a Secretaria de Saúde Municipal publicou o levantamento dos atendimentos realizados no município, dando conta que em 01 ano foram oferecidas mais de 22 mil consultas, 440 pequenas cirurgias, 11 mil exames e entregues quase 2 milhões de medicamentos. Há meses a Secretaria de Saúde de Balneário Gaivota têm realizado deslocamentos com pacientes nas ambulâncias do município para o Hospital Regional deAraranguá e outros hospitais da região, uma vez que encontrava dificuldades no atendimento no Dom Joaquim. Importante ainda informar que na atual administração Balneário Gai- vota repassou através de convênio para o Hospital Dom Joaquim, lo- calizado em Sombrio, o valor de 560 mil reais e que somente realizará o pagamento das parcelas restantes do convênio quando houver a regularização da prestação de contas, o que espera ocorra em breve. Esclarece ainda que a forma de prestação de contas está prevista no convênio firmado com a administração do hospital, o que deveria ser prontamente observado por aquela entidade, o que não ocorreu. O governo de Balneário Gaivota entende e se preocupa com a angús- tia da população gaivotense e não está medindo esforços para uma breve resolução do caso. Informa ainda que a Secretaria de Saúde está de prontidão, com seus gestores, servidores e veículos, caso seja necessário continuar en- caminhando os pacientes para os demais hospitais da região, se a administração do Dom Joaquim continuar a negar atendimento aos cidadãos gaivotenses.
  2. 2. Política Jarbas Vieira Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 2015 jarbas@grupocorreiodosul.com.br (48) 9966.5326 CHARGEPor:CAZO “Com o aumento da carga horária os policiais ou estão trabalhando, ou estão na escala de plantão, isso é um crime, estão transformando os policiais em escravos. Se falta gente, chame os concursados”. Ele disse: ‘ ‘Deputado estadual Dirceu Dresch (PT) sobre a situação da Polícia Militar no Estado. Gaivota se manifesta sobre hospital P refeitura de Balneário Gaivota emitiu uma Nota de Esclarecimen- to, a respeito da polêmica sobre os atendimentos no Hospital Dom Joaquim. Os pacientes do municí- pio que procuram o hospital não têm recebido atendimento sob a alegação de atraso no repasse do convênio firmado entre o Municí- pio e o Isev – proprietário da Casa de Saúde. Na nota, a prefeitura confirma a supressão do repasse referente a dois meses, mas alega que a falha é do Instituto, que não presta contas corretamente a respeito dos valores repassados. “A contabilidade da prefeitura O deputado estadual Ma- noel Mota (PMDB) elaborou três emendas ao PL 354/2015 (Plano Plurianual - PPA 2016- 2019) privilegiando obras de infraestrutura no sul de Santa Catarina. O parlamentar in- cluiu a duplicação da SC 447, que liga Araranguá a Balneário Arroio do Silva; construção de centro de eventos em Araran- guá e construção de ciclovia na SC 449, que liga Sombrio a Balneário Gaivota. “Poderia ter incluído diversas obras, mas destaquei essas três para real- mente conseguir a verba junto ao governo do estado. Quem muito pede, pouco tem”, diz (48) 3522-3777 Mota inclui emendas no PPAProjeto que deu certo Presidente da Câmara de Vereadores de Sombrio, Ademir Cardoso, o Dimi (PMDB), representou o Poder Legislativo na solenidade de entrega dos certificados a quatro jovens que participaram do Projeto Oficina Pro- fissionalizante, de autoria do Poder Judiciário, destinado a adolescentes que praticaram atos infracionais. Neste caso, o adolescente participa dos cursos, com duração de sete meses, ao invés de praticar medidas sócio- -educativas. Vários deles já foram inseridos no mercado de trabalho. Firme Suplente de vereador de Sombrio, Joelmo Silveira, diz que continua firme no PPS e com objetivo traçado para 2016: concorrer novamente a uma vaga na Câmara de Vereadores. “Se Deus quiser serei candidato e dessa vez, quem sabe, me ele- gendo entre os 11 vereadores de Sombrio”, comenta. orientou a Administração Muni- cipal para que seja suspenso o pagamento do convênio, por im- pedimento legal, tendo em vista que as prestações de contas da administração do Hospital Dom Joaquim necessitam ser regulari- zadas, eis que diversas divergên- cias existentes. De acordo com a repartição diversas vezes manteve contato via telefone para que a administração do Dom Joaquim apresentasse documentos para regularizar as contas, o que até o presentemomentonãoaconteceu. Por este motivo, a Administração Municipal, através da Secretaria de Arrecadação e Finanças, está realizando a notificação escrita para que as diversas irregulari- dades apontadas pela contabi- lidade sejam solucionadas pela administradora do Dom Joaquim. Somente após a regularização da prestação de contas é que as duas parcelas ainda não pagas poderão ser realizadas”, diz a nota que também lembra o montante de R$ 560 mil repassados pela atual Administração para o funciona- mentodohospital.OIsevcontesta as irregularidades apontadas, afir- mando que as prestações foram feitas da forma correta, como nos meses anteriores. Enquanto não há solução para o imbróglio, a prefeitura vem disponibilizando ambulâncias para o transporte de pacientes para outros hospitais da região que atendem pelo SUS. Se não houver atendimento, como não está acontecendo, é provável que a Administração gaivotense sinta-se desobrigada a pagar pelos serviços nos referidos meses. Mota. O deputado ainda explica que duas outras de suas priori- dades já estão incluídas no orça- mento e por isso não foi possível incluí-las nas emendas: a SC 108, que liga Jacinto Machado a Praia Grande e a rodovia do trecho Maracajá/Ilhas.
  3. 3. preconiza que o menor devepermanecerdeprefe- rência com a família antes de qualquer outra provi- dência. O ECA inclusive aceitaoconceitodefamília extensa ou ampliada, que inclui parentes como tios e padrinhos. Naaçãoemquepedem a mudança na decisão, Jailson e Darci levantam questionamentos relati- vos à pessoa que adotou o menor. “Segundo infor- mações obtidas por eles, seria uma funcionária do abrigo que teria se afeiço- ado ao menino, e suspeita- -se que a mesma sequer fazia parte do Cadastro Nacional de Adoção”, diz umtrechodaação.Onome problema com as drogas, mas alegou sentir amor pelo filho e pediu que ele lhe fosse devolvido. Os padrinhos acabaram não conseguindo ficar com a criança. Nessas alturas, o menino já estava em um lar substituto, enquanto irmãos dele estavam com parentes em Sombrio. Em julhode2013,omeninofoi legalmente adotado pela família com quem estava vivendo. Os padrinhos nunca se conformaram com a decisão, que, acreditam, fere o Estatuto da Crian- ça e do Adolescente, que > Sombrio Inconformados e há quatro anos tentan- doreverterumadecisãoju- dicial. Este é o resumo da situação enfrentada pelo casal Jailson de Oliveira e Darci Feliciano, mora- dores do bairro Januária, em Sombrio. Em outubro de 2011 eles ingressaram com um pedidodeguardaerespon- sabilidade de um sobrinho e afilhado que tem pais usuários de drogas. Preo- cupadoscomaconvivência do menino com os pais dependentes químicos, JailsoneDarciasseguram que sempre conviveram e cuidaram dele, a quem acabaram se afeiçoando bastante. A situação chegou a umpontoemqueacriança, queestavacomsetemeses de vida, foi recolhida, por determinação judicial, a Casa-Lar de Araranguá. Os tios se prontificaram a ficar com ela e dizem que foram alvo de um estudo social, exigência legal nes- tes casos, e o estudo teria comprovado a idoneidade do casal, bem como o fato de possuírem boa condi- ção financeira e afetiva para criar o menor. Mes- mo assim Jailson e Darci reclamam que foram proi- bidos de visitar o afilhado enquanto ele permaneceu naCasa-Lar.Oprocessose arrastou na justiça e em 2012 o Ministério Público se manifestou contrário a guarda ser entregue aos tios e padrinhos. Ao mesmo tempo, a mãe do menino reconheceu ter Geral 3Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 2015 Da redação Casal luta pela guarda de sobrinho Sofrimento ³Jailson e Darci ainda têm esperança de conseguir anular adoção de afilhado Eles não veem o menino que foi adotado por outra família desde que ele tinha sete meses, mas não desistem de tê-lo de volta e local de quem adotou são mantidos em sigilo pela justiça. Eles ainda lutam pela adoção do afilhado, enquanto o Ministério Públicoenfatizaqueexiste um conflito entre o casal e os pais do menino, o que seria prejudicial a ele, que continuaria tendo contato com os pais mesmo depois de adotado pelos tios. No entanto, Jailson e Darci afirmam que os pais do garoto não moram mais em Sombrio há dois anos. Norecursodeapelação apresentado ao juiz da 2ª Vara Civel da Comarca de Sombrio em setembro desteano,oadvogadoJosé Luís de Jesus enfatiza que os seus clientes – Jailson e > região Nos últimos dois dias a Polícia Militar cumpriu três mandados de prisão na região. O primeiro foi na quarta- -feira, em Torres. Lá en- contrava-se um homem que cumpria pena no regime semi-aberto em Balneário Gaivota. Po- rém, como não respeitou as regras impostas pela Justiça, foi decretado que ele deveria voltar ao regime fechado. O homem tinha sido preso e condenado por tráfico de drogas e foi conduzido novamente para um pre- sídio de Santa Catarina. Já na tarde de quin- ta a Polícia Militar reali- zou encaminhamento de um homem que estava em uma clínica de recu- peração de dependentes químicos localizada no município de Santa Rosa do Sul. Segundo infor- mações, ele não teria PM cumpre três mandados na região comparecido em uma audiência no fórum de Sombrio onde era tes- temunha. O homem foi conduzido até o fórum para prestar esclareci- mentos. O terceiro manda- do era para ser apenas uma condução até o fó- rum para que Gilnei Rodrigues Pinto fosse testemunha em uma au- diência.Seunomeestava constando como preso, mas ao sair do fórum os policiais encontraram Gilnei trabalhando em uma obra. Foi consta- tado que o mesmo não estava preso e sim tinha um mandado de prisão também em regressão de regime. Ele tinha sido julgado e condenado por furto. Levado ao fórum, segundoaPolíciaMilitar Gilneitambémfoiautua- do por falso testemunho. Ele foi conduzido para a delegacia e posterior- mente a um presídio. Darci – “sempre mantive- ram laços estreitos de afi- nidade e afetividade com o menor, e seu maior desejo é ter consigo o sobrinho e afilhado, pois dedicam a eleimensoamorecarinho, além de possuírem todas as condições sociais e fi- nanceirasparaassumirem a sua criação”. Darci conta que inclusive tem em casa um quarto especialmente preparado para receber o menino. Ela e o marido entendem a necessidade de manter a criança afas- tada dos pais biológicos, e garantem que estão dis- postosaassumirqualquer compromisso perante a justiçadequeprotegeriam e zalariam pelo bem estar do pequeno que hoje está com quase cinco anos de idade. Desde que ele era um bebê de colo, os pa- drinhos não o veem mais. Jailson e Darci têm dois filhos,jáadultos,esãopro- prietários de um comércio no bairro Januária. Suspeitas
  4. 4. Geral4 Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 2015 ³Daminelli, Zênio e Zulma na apresentação Olhem por nós, implora comunidade Aline Bauer Pelo Amor de Deus Moradores da estrada que liga Jacinto a Praia Grande fizeram ontem mais um protesto, embaixo de chuva e no meio do pantano ³Moradores usaram tratores para fechar a estrada e protestar contra o descaso disso, é um incentivo a leitura”, afirma. A pedagoga Analucia Silva da Rosa avalia que, “o gibi vem a contribuir para a educação infantil de uma maneira diverti- da. Há 22 anos atuo na educação e nunca havia sido lançado nada nesse sentido”, completou. Para o prefeito, com o material os pequenos poderão entender o con- ceito de cidadania e admi- nistração. “Eu levei para a minha neta de quatro anos e percebi a impor- tância da interação que causa na própria família. Da mesma forma na esco- > Sombrio A prefeitura de Sombrio, através da Assessoria de Comuni- cação e em parceria com a Secretaria de Educa- ção, elaborou um gibi educativo para a rede de ensino do município, que traz em seu conteú- do tudo o que está sendo realizado de melhorias em Sombrio. A entrega foi feita pelo prefeito Zênio Cardoso na ma- nhã desta quinta-feira, para os profissionais da educação. O gibi foi desenvol- vido para alunos que cursam até a quinta série. De uma forma mais atrativa que o convencional, elas irão conhecer o Super Som- brio, personagem que apresentará as obras. A ilustração é do artista Luan de Souza. De acordo com a secretária de Educa- ção Zulma Simon, é a primeira vez que a prefeitura lança uma revista infantil. “Desta forma as crianças esta- rão informadas do que está sendo feito no mu- nicípio. Não só elas, mas os pais também. Além Gibi é apresentado a educação la irá trazer para sala de aula com os alunos”, aposta. Em princípio serão quatro mil exemplares distribuídos nas escolas da rede de ensino do município. Em seu in- terior o gibi possui jogos educativos que trazem a história de Sombrio para o conhecimento infantil, como palavras cruzadas, caça-palavra, entre outros. A criança que responder correta- mente as questões ga- nhará um jogo de dados e através dele conhecerá outras potencialidades do município. era geral, visto que uma patrola foi encaminhada ao local pela Secretaria Regional,e após trabalhar por um dia ficou parada. Os moradores, munidos de sete tratores e maqui- nários, patrolaram simbo- licamente um quilômetro da via, sem se preocupar com a chuva que caía in- cessantemente na tarde de ontem. “Com chuva também dá para traba- lhar. É só ter vontade”, ressaltou Vilmor Pagani- ni, presidente da Coope- rativa de Irrigação de Ja- cinto Machado(Coijam). De acordo com os mo- radores, a última patro- lagem foi há mais de oito meses, e não resolveu o problema. “Já nos disse- ram que havia uma verba do governo para sair, que é de quase R$326 mil para todas as estradas da nossa região. Estamos esquecidos aqui e somos uma comunidade muito rica, que produz muito”, completa Vilmor.Alan Jo- hnes Francisco Damiane também é morador do Te- nente e estava em um dos tratores usados no protes- notícia negativa muitas vezes no Correio do Sul, foi trancada ontem por quase uma hora, por mo- radores das comunidades de Tenente e Sanga da Paca. “É uma vergonha isso aqui. Já prometeram e não vieram fazer nada”, contou Dionis Brognoli Belletini, que tem família em Tenente.Aindignação > Jacinto machado Mais uma estrada que figura na lista de piores da região, foi causa de um protes- to na tarde de ontem. A SC 108, que liga Ja- cinto Machado a Praia Grande, que já rendeu to. “Não dá para andar. Não tem condições. A situação aqui é horrível”, disse ele. Fábio Dealvec- chia, que planta arroz na comunidade e em Turvo, trafega pela SC 108 to- dos os dias carregando maquinários, adubo e até a produção de grãos de um município para outro. “São 2 horas e 20 minutos de Turvo até aqui com o caminhão. Às vezes eu dou a volta e ando mais de 64 quilômetros, desviando da estrada pela BR101. Mas não dá para andar com o caminhão com um trator em cima na BR. Não dá para trabalhar assim”, concluiu Fábio. Toda a comunidade está indignada com a situação queseestendepormaisde 30anos.Ototal,emexten- ção, é de 36 quilômetros de estrada. A promessa dos habitantes, é que, se nada for feito, mais pes- soas serão chamadas e a ‘patrolagem’ com tratores irá até Jacinto Machado.
  5. 5. vítimas afogadas no mar. Ao todo, 40 guarda vidas realizaram as provas de recertificação e 33 foram aprovados,ossetereprova- dos terão que fazer o curso de Formação de Guarda Vidas Civis. São oferecidas 40 va- gas de guarda vidas para Balneário Arroio do Silva e 20 para Morro dos Con- ventos. Os candidatos a recertificação que forem aprovados começarão a trabalhar no final do mês de novembro. Os aprova- dos no Curso de Formação começarão a trabalhar em dezembro. Política Rolando Christian Coelho Geral 5Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 2015 Crítica deve ser real para ter solução T enho acompanhado alguns de- sabafos de cidadãos comuns, nas redes sociais, no que diz respeito às administrações municipais de nossa região. Tais desabafos têm me feito refletir sobre a necessidade que os governos têm de investir em infor- mação, para que as pessoas tenham ciência de como funciona a gestão pública. Grosso modo, a nítida impressão que tenho é que as pessoas não têm a menor noção do que é uma prefeitura, e de como ela funciona. Em princípio as pessoas parecem pen- sar que o caixa da prefeitura é um só, e que dele pode sair dinheiro para qualquer tipo de despesa. Esses dias uma mulher se dedi- cou a cobrar da prefeitura de seu município investimento no atendimento do posto de saúde de seu bairro. Neste sentido pediu que o prefeito parasse de “gastar dinheiro com a compra de equipamentos para o setor de obras”. Equipamentos, que, diga- -se de passagem, haviam sido comprados com uma emenda parlamentar. Na prática uma coisa não tinha nenhu- ma relação com a outra. O melhoramento no atendimento do posto é uma questão de gestão e investimento em pessoal. Já a compra dos equipamentos via emenda parlamentar é fruto do chamado dinheiro carimbado vindo de Brasília. De um modo geral as pessoas também confundem muito dinheiro em caixa com capacidade de investimento. O fato de uma prefeitura ter R$ 1 milhão em caixa não significa que ela poderá investir este valor onde quiser, isto porque os municípios precisam investir percentuais mínimos, ou máximos, na maioria dos setores. Nova- mente grosso modo, este R$ 1 milhão não poderia ir totalmente para a saúde, por exemplo, porque a prefeitura precisaria investir no mínimo 25% de seu orçamento em educação. A confusão pela falta de informação é generalizada e acaba trazendo mais prejuízo do que benefício. É que a crítica infundada acaba tendo duas cosequências bem nítidas. A primeira diz respeito a falta de interesse do agente público em resolver o problema abordado, já que o reclaman- te estaria “falando besteira”. A segunda diz respeito ao fato do reclamante estar disseminando a ideia de que tudo é fácil e, diante disto, facilmente resolvível. Esta impressão acaba desestimulando o debate real, que poderia ser de fato propositivo a sociedade. Preparando guarda-vidas Boa Forma > ArArAnguá/Arroio OCorpodeBombei- ros deAraranguá realizou na terça e quarta- -feira, o curso de Recerti- ficação de Guarda Vidas Civis.Ocursodeformação inicianapróximasegunda- -feira, e segue até o dia 10 de dezembro. Ambos são paraoscandidatosjáapro- vados nas provas teóricas e físicas. No Curso de Recerti- ficação participaram can- didatos a guarda vidas civis que já trabalharam na última temporada e não tiveram nenhuma al- teração durante o serviço, conformeexplicouocoorde- nadordepraiadoCorpode Bombeiros de Araranguá, sargento Juan Fernandes. Segundo Fernandes, na terça-feira pela ma- nhã foram realizados os exames toxicológicos para todos os candidatos, na parte da tarde as provas foramdeAtendimentoPré- -Hospitalar(APH),corrida e aula teórica. Na quarta as provas foram de nado na piscina, anilha, apnéia e simulação de resgates de Desabafo Estava em uma lanchonete tomando café quando uma senhora pediu para que a atendente do caixa colocasse crédito no seu celular. A senhora devia ter uns 75 anos. Ela pediu para que a atendente lhe ajudasse a ver quanto ainda restava de crédito. Quando foi informada que havia somente pouco mais de R$ 1,00 a senho- ra não se conteve. “Meu Deus. Eu tinha colocado R$ 18,00 e fiz só umas duas ligações. Que coisa, eu não consigo mais pagar as minhas contas. Tudo hoje em dia é na base do dinheiro. Que saudade da minha juventude, quando a gente era feliz com duas mudas de roupa e pouca coisa na mesa. Onde será que isto vai parar? Eu pensei que ia trabalhar para chegar na minha idade e ter um Brasil melhor. No fim tá sendo o contrário”, desabafou. Cabo Loro no PSD Vereador e ex-presidente da Câmara de Araranguá, Cabo Loro (Pros), disse que só está esperando a abertura da janela de transferência partidária para se filiar ao PSD. Sua intenção é a de concorrer nova- mente a vereador, de preferência coligado na proporcional com o PP, do ex-prefeito Mariano Mazzuco. Cabo Loro não escon- de o desejo do voos maiores, como uma composição com os progressistas para a disputa majoritária, mas diz ter ciência de que uma situação como esta depende de inúmeros fatores correlatos. “Vou para o PSD, e almejando uma coligação com o PP, para tentar minha reeleição à Câmara. Este é o objetivo principal. O que puder ser agregado a mais no projeto político de 2016, melhor”, comenta. Dom Joaquim e Gaivota (I) Prefeitura de Balneário Gaivota emitiu nota dando conta do porquê suspendeu os repasse de R$ 25 mil, que vinha fazendo mensalmente, ao Institu- to de Saúde e Educação Vida, responsá- vel pela manutenção do Hospital Dom Joaquim, de Sombrio. De acordo com a prefeitura, o Isev precisa regularizar sua prestação de contas junto ao executivo, de modo a viabilizar a possibilidade da continuidade do recebimento. Por ora, duas parcelas mensais estão com seus pagamentos suspensos. Por sua vez, sem o pagamento, o Dom Joaquim não tem atendido a população gaivotense. Por consequência disto, a prefeitura tem deslocado as pessoas que necessitam de atendimento hospitalar para outros hospitais da região. Dom Joaquim e Gaivota (II) Não há dúvidas de que o melhor cami- nho para se resolver a questão envolvendo o Dom Joaquim e o município de Balneário Gaivota é o entendimento. Por não estar vinculadoaoSistemaÚnicodeSaúde,ohos- pital não é obrigado a atender a população gaivotense.Sóatendiajustamenteporconta do convênio firmado com a prefeitura. O primeiropassonestesentidoprecisaserdado peloInstitutodeSaúdeeEducaçãoVida,que precisa,defato,regularizarsuaprestaçãode contas. Concretizado este ato, seria de bom alvitre o executivo gaivotense desse sequên- ciaaorepassequevinhafazendo,demodoa nãoseracusadonofuturoporummalmaior, quepossaeventualmenteacometeralgumde seuscidadãos,pelafaltadeumatendimento imediato de ordem hospitalar. Gislaine Fontoura ³Candidatos a guarda-vidas passaram por mais uma bateria de provas e exames ³Aluno do curso de emergência aceita doar sangue > ArArAnguá O Corpo de Bombei- ros de Araranguá esteve presente na manhã desta quinta feira,na Unidade de ProntoAtendimento (UPA) com cerca de 25 alunos do Curso Avançado de Aten- dimento em Emergência (CAAE). A pedido do Lions Clube Centro o grupo foi doar sangue aproveitando a presença do Hemosc no local. “Oconvitefoifeitopelo Lions e atendido pronta- mente por nós, já está no sangue do bombeiro ajudar opróximo”,disseosargento. O programa de doação de sangue emAraranguá é umaparceriadaprefeitura, do Lions Clube Centro e do Hemosc de Criciúma. A coleta é realizada toda Alunos de bombeiros doam sangue primeira quinta-feira do mês, das 9 às 16 horas, com intervalo de almoço. Cem fichas são distribuídas e normalmente o número de doadores ultrapassa o número de fichas.
  6. 6. Fundado em 5 de Junho de 1990 - Dia Mundial do Meio Ambiente Jornalista Rolando Christian Sant’ Helena Coelho - Fundador Jornal Correio do Sul Publicações legais: Tomaz Fonseca Selau l48l 9985.8573 tomaz@grupocorreiodosul.com.br Financeiro l48l 3533.0870 financeiro@grupocorreiodosul.com.br Comercial: l48l 3533.0870 comercial@grupocorreiodosul.com.br Diretor Geral Jabson Muller l48l 9955.5313 jabsonmuller@grupocorreiodosul.com.br Diagramação/Arte: Cristian Mello l48l 3533-0870 correiodosul@grupocorreiodosul.com.br Sul Gráfica Junior Muller l48l 9931.4716 sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br Redação: Marivânia Farias l48l 9995.9290 editor@grupocorreiodosul.com.br Política: Jarbas Vieira l48l 9966.5326 jarbas@grupocorreiodosul.com.br Radio 93FM Cássia Pacheco l48l 9912.9588 radio93fm@grupocorreiodosul.com.br Circulação/Assinatura l48l 3533.0870 assinaturas@grupocorreiodosul.com.br Rua João José Guimarães,176, Centro - Sombrio/SC - Fone: (48) 3533 0870 Editora: J. R. Pereira - ME CNPJ 17.467.695/0001-19 C.S. Empresa Jornalística LTDA. Geral6 Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 2015 Sabemos que a diplomacia e as relações do Brasil estão muito concentradas em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. Por isso, temos que integrar SC ao resto do Brasil, fazer com que seja mais conhecida e que isso aumente as nossas relações em todos os cantos do mundo. Governador Raimundo Colombo, ontem, na abertura da 1ª Conferência Nacional de Relações Internacionais, em Florianópolis, promovido pela Secretaria de Assuntos Internacionais “ ” Um chamado contra o preconceito PeloEstado A agora deputada federal Angela Albino (PCdoB-SC) estreou ontem em sessões solenes da Câmara dos Deputados, na homenagem aos 120 anos do Tratado de Amizade e Relações Diplomáticas entre o Brasil e o Japão, com a presença do príncipe japonês, Akishino, e da princesa Kiko. A proximidade da parlamentar com a comunidade japonesa é muito forte. Como deputada estadual, Angela apresentou na Assembleia Legislativa de SantaCatarinaoProjetodeLei283.4/2010,quesetornouaLeiestadual15.324 instituindo a Semana Estadual da Amizade Brasil- Japão. A data comemorativa foi criada com base na história da passagem dos primeiros japoneses em solo brasileiro. Há registros de que, em 1803, quatro japoneses, náufragos do barco Wakamiya-maru, salvos pelo navio de guerra russo Nadiezhda, vi- sitaram nosso país. Fundeados nas proximidades da Ilha de Anhatomirim, desembarcaram perto do Forte Santana, na antiga cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis. “Essa relação centenária é muito vigorosa. Embora a imigração japonesa tenha começado em 1808, em Santa Catarina esse fato histórico é motivo de orgulho para nós.” A deputada aproveitou a oportunidade para chamar a atenção para os casos de preconceito contra imigrantes: “No momento em que mundo vê com muita tristeza o modo como estão sendo tratadas as imigrações em outros lugares do planeta, é importante resgatar que o nosso país é fruto de todas as imigrações, inclu- sive dos japoneses, com quem aprendemos muito nas áreas de agricultura, cultura, maricultura e outros segmentos. Um país que se permite abraçar os imigrantes é sempre mais rico do aqueles que se fecham”, analisou. Preocupação Lideranças de São Francis- co do Sul foram a Brasília participar de au- diência com o ministro dos Portos, Helder Barbalho, para debater as consequências da proposta de remarcação dos limites do porto público. A poligonal proposta, que pode abrir espaço para novo termi- nal privado, é vista com preocupação pela comunidade. O município de 45 mil habi- tantes tem 80% de sua economia vincula- dos ao porto. O deputado Mauro Mariani (PMDB-SC) abriu canal de entendimento com o secretário nacional de Políticas Por- tuárias, Fábio Lavor. Envolvimento O líder do PMDB na As- sembleia,AntonioAguiar,querenvolvero Centro Administrativo do Estado no pro- cesso. É que o Porto de São Francisco do Sul Porto de São Francisco do Sul é uma autarquia do Governo do Estado de San- ta Catarina, a renovação da Delegação foi feita em 28 de novembro de 2013, com va- lidade até 30.11.2015. Encontra-se em pro- cessodeanálisenaSEP-SecretariadePor- tos, a Delegação em caráter permanente . EspaçoBRDE Estão abertas as inscrições para o calendário de eventos 2016 do Espaço Cultural BRDE. Os interessados em realizar exposições e apresentações na sede do banco, no Centro de Floria- nópolis, devem apresentar propostas em envelope, postado ou entregue no local, destinado ao Espaço Cultural Governador Celso Ramos (Av. Hercí- lio Luz, nº 617, Florianópolis – SC, CEP 88020-000). As inscrições ficam abertas até 15 de dezembro. Regulamento e fi- cha de inscrição podem ser encontrados no site do BRDE, que você acessa pelo link http://goo.gl/a3LyLZ Andréa Leonora ��orian�po�i�� ����orian�po�i�� �� 06Nov15 Homenagemaopioneiro Primeiro médico em Santa Catarina a realizar um transplante de córneas, o oftalmologista Henrique Packter, de 79 anos, será o homenageado pelo de- putado Romildo Titon (PMDB) com a Comenda do Legislativo Catarinense, da Assembleia Legislati- va, no dia 23. Gaúcho radicado em Santa Catarina, ele é uma das maiores referências da especialidade no estado. Foi fundador do Banco de Olhos de Cri- ciúma, pioneiro para o Sul catarinense em Cirur- gia Refrativa, um procedimento de catarata com implante de lente intraocular, e cirurgia de desco- lamento de retina. Entre outros projetos, criou, na gestão do então prefeito de Criciúma Eduardo Pinho Moreira, o Proje- to Ver, que atendia gratuitamente a população dos bairros periféricos da cidade na área de oftalmologia. Divulgação
  7. 7. Geral 7Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 2015 ³Policiais militares formam unidade que patrulha o município usando motos Maior agilidade Ocorrências atendidas pela Rocam: foram atendidas atende- ram252ocorrências,sendo 12 acidentes, o que permi- tiuqueasviaturasficassem livres para o atendimento de outras situações. Além disso, amenizaram consi- deravelmente duas ques- tões que geravam muitos pedidos da população: os estacionamentos irregu- lares e o barulho causado pormotosquetransitavam comdescargalivre(aberta). Para essas irregularidades foram lavrados 45 autu- ações, retiradas de circu- lação 97 motocicletas e 11 automóveis. Na repressão ao crime, os números também são robustos: 21 criminosos foram presos; 5 adolescen- tes apreendidos;3veículos furtados recuperados; uma arma de fogo apreendida; 55 gramas de maconha e 2 pedras de crack foram recolhidas. > ArArAnguá ARocam (Rondas Ostensivas Com Apoio de Motocicletas) é uma modalidade de poli- ciamento iniciada em Ara- ranguá há quatro meses e tem sido reconhecida pela população da cidade tanto pela ostensividade quanto pela resolução de problemas relacionados ao trânsito e à criminalidade. Fazem parte da Ro- cam os soldados Willyan ClaytonAlves Bosco, Eder- son Gomes Machado, Feli- pe Nunes, Tiago Luiz Cle- mes e Almir Costa Araujo Junior. Uma breve análise dos quatro primeiros meses de atividade é suficiente para quesejamconstatadosbons resultados. Neste período A população tem apro- vadootrabalho. “Desdeque as motocicletas da Polícia Militar começaram a fazer rondasconstantesnacida- de,principalmentenaárea central, percebemos uma mudança drástica. Tinha muitas pessoas suspeitas na praça que hoje já não aparecem mais”, declarou ErnaniBecker,de76anos. José Farias, 58, trabalha na Praça Hercílio Luz há 25 anos e afirmou: “Havia muitos usuários de drogas aqui e com a presença da Rocam mudou muito, pois são realizadas abordagens e rondas continuamente. Esse assunto sempre é comentado aqui em meu comércioetodosestãomui- tofelizescomapresençada Polícia Militar”. O chefe da seção de comunicação social do 19º BPM, tenente Diego Schwartz, declara que “o trabalho agilizou o aten- dimento das ocorrências, pois as motos podem se locomover com maior fa- cilidade que as viaturas, sendo eficaz inclusive no acompanhamento tático dos veículos conduzidos por criminosos. Resolve- ram as questões do uso de drogas na praça central e amenizaramosproblemas de ocupações irregulares das vagas destinadas aos idosos e deficientes físicos nos estacionamentos, o que havia gerava mui- tas reclamações por parte da população”. Por sua vez, o comandante da 1ª companhia do 19º BPM, capitão Alberto Cardoso Cichela, assevera que a ³Prefeito Nelson elogia empenho de participantes Cursobeneficiasetordealimentos > SAntAroSAdoSul Aconteceunaúltima terça-feira no auditório da prefeitura de Santa Rosa do Sul o encerra- mento do curso de Boas PráticasnaManipulação de Alimentos, ministra- dopeloprofessorMarlon MatosdoSenac.Aototal 20 pessoas saíram habi- litadas. Arealizaçãodocurso foi uma parceria entre a prefeitura, Coopersol e Senac. A cooperativa organizou, promoveu e coordenouaqualificação juntocomoSenac.Apre- feitura apoiou cedendo o local e subsidiando o custo das aulas para os agricultores e funcio- nários das empresas de alimentoslocais.Comos certificados em mãos, as empresas conseguem a regularização e legalização de seus empreendimen- tos, visando assegurar a qualidade na manipulação de alimentos dentro dos padrõeslegaisdavigilância sanitária. Ocursotevecargahorá- riade20horasefoidividido em quatro módulos que aconteceram todas as ter- ças-feiras a noite no mês de outubro.Paraaempresária Katia Ramos,foi uma con- quista para o setor alimen- tício.“Euemaisseisfun- cionários participamos desse aperfeiçoamento, sefôssemospagarporisso seriauminvestimentode R$400,00porfuncionário mais o deslocamento até Criciúma. Além disso, o curso era uma exigência imediatadavigilânciasa- nitária. Agradeço o apoio da administração muni- cipal, pois isso facilitou e agilizou nosso trabalho”, concluiu. BalançomostraresultadodaRocam Positivo Da redação ATIVIDADE REALIZADA Quantidade de ocorrências 1 Averiguação de indivíduo em atitude suspeita 45 2 Outros tipos de policiamento/Rondas/Buscas 38 3 Veículo não registrado e/ou licenciado 31 4 Dirigir veículo sem CNH ou permissão 22 5 Postos de policiamento Ostensivo motorizado 13 6 Remoção de veículos em caso de infração 12 7 Apreensão de tóxicos 12 8 Veículo com cor/característica alterada 10 9 Queixas diversas 8 10 Operação Barreira 7 11 Posse de tóxicos ou entorpecentes 5 12 Apoio a Órgãos de Justiça 4 13 Acidente de veículo com danos materiais 4 14 Dirigir com CNH vencida há mais de 30 dias 4 15 Estacionar impedindo movimentação de outro veículo. 4 16 Vias de fato ou agressão 3 TOTAL 222 região é beneficiada com a atuação da Rocam e, prin- cipalmente,comogabarito dos policiais militares que atuam diretamente neste grupamento. “Os policiais da Rocam ampliaram o alcance dos locais de patru- lhamentoquenãopossibili- tava o emprego do homem apé,oupelascaracterísticas do terreno, impossibilitasse o acesso de viaturas, seu sucesso foi imediato. Desde a criação ficou evidente a diminuição dos furtos na área central e nos prin- cipais bairros da cidade conforme se verificou nas estatísticas”, finaliza Ci- chela.
  8. 8. Entretenimento Novelas - Horóscopo - Diversão Novelas Além do Tempo -18h I love Paraisópolis -19h A Regra do Jogo -21h Ú ltimocapítulodeILoveParaisópolis.FiqueligadonoGshow e acompanhe as emoções finais de‘I Love Paraisópolis’! F elipe socorre Lívia. Raul desconfia do motivo de Bernardo ter escolhido visitar Belarrosa. Bento ofendeVitória. Rosa discute com Bento na frente de Alice. Lívia confessa a Anita que está apaixonadaporFelipeepensaemterminaronoivadocomPedro. Alberto lamenta ter cultivado o ódio de Emília por Vitória. Chico perambula pelas ruas e Gema o procura. Felipe desabafa com Afonso sobre Lívia. Melissa teme perder Felipe para Lívia. Severa comentacomZildaqueVitórianãoconseguiusuacasadevolta. T óiadecidedevolveroaneldecompromissoqueRomero lhe deu. Juliano encontra Belisa. Adisabeba e Abner ter- minam o relacionamento. Úrsula se desespera ao saber que Duda engravidou de Vavá. Tina volta a trabalhar na casa de Oziel, que decide se afastar da moça. Adisabeba pede Zé Maria em namoro. Domingas não acredita no interesse de Iraque por ela. Juliano descobre que Zé Maria foi o responsável pela sua prisão. Rapidinhas Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 2015 Áries 21/03 a 20/04 O astral de hoje aponta mais trabalho e muita crítica pra enfrentar ainda.. Antes que suas tarefas estejam terminadas, mostreclaramentesuadisposiçãodetrabalharemconjunto. Cena amorosa aquém de seus sonhos. Leão 21/07 a 20/08 Sagitário 21/11 a 20/12 Todomundoquereesperadevocêmaisdoquepodedar nestes tempos! Você tem limites, mas não importa: seu chefe quer mais organização, pontualidade, resultados. Seráfelizaoarranjarumassistentepráticoeágil. Gêmeos 21/05 a 20/06 O foco de hoje é vida doméstica, família e assuntos correlatos. Muita conversa, alguma preocupação e ne- cessidade de dar atenção a detalhes e pormenores que, sem cuidado seu, atrapalhariam tudo. Organize seu lar commaiseficiência. Libra 21/09 a 20/10 Temcomotornarseusdiasmaisleves?Sim,masantesvocê tem de encarar todos os erros que cometeu. Vire o jogo mudandodaáguaparaovinhosuaatitudecomsubalternos eempregados.Nãopassebatidosobreosdetalhes.... Aquário 21/01 a 18/02 Touro 21/04 a 20/05 Dia bom pra dar continuidade e bom acabamento em quaisquer atividades, focalizando resultados práticos. Você temtudoparasedestacardoconjunto,semfazerforça.Basta agir consoante com sua espontaneidade. Virgem 21/08a20/09 Acento astral em todas as suas qualidades, sinalizando um dia de brilho especial. Tudo é mais fácil quando deixam você livre para criar! Mas não conte com aplau- sos familiares; ali, a desconfiança anda alta. No amor, entendimento! Capricórnio 21/12 a 20/01 Notícias de longe, leituras e informações importantes abrem sua visão de mundo.Você está uma boa semana para planejar viagens, estudos e ampliação de conheci- mento. Um amigo deve ajudar você nessa empreitada interessante. Câncer 21/06 a 20/07 Vocêtemchancesdedescobriralgomaisinteressanteaoseu redor,nasimediaçõesdeondetrabalhaedeondemora.Tudo em prol de um estilo de vida mais leve, apropriado, correto e que não atrapalhe suas aspirações maiores. Informe-se melhor. Escorpião 21/10 a 20/11 Muitosapelossociais,amigosinteressantesetambémum gostinho extra de prazer ao participar de movimentos e organizações que lutam por um mundo mais bacana! O ponto baixo são as finanças: estas não correspondem ao quedeseja. Peixes 19/02 a 20/03 A vida social atrai, e de muitos modos você está sendo con- frontado -opiniões, crenças, visões de mundo, planos estão sendo postos em escrutínio por sócios, parceiros, clientes e até o cônjuge.Tudo precisa de método. O assunto é dinheiro, bens, ganhos, rendimentos, inves- timentos, geração de riqueza. Ótimo dia para tratar do universo das finanças. Faça as perguntas certas e man- tenhaumolhovivonasletrinhasmiúdasdoscontratos. Mesmo depois de passar por poucas e boas por conta do término do casamento com Chimbinha, Joelma ainda conseguiu arranjar disposição e ânimo parajácomeçaracolocarempráticaosprojetosque está pensando para sua carreira solo, que deve ter início em janeiro de 2016. Por meio da internet, a cantora compartilhou com seus seguidores alguns registros de sua prepa- ração para a gravação de seu mais novo videoclipe, que foi feito para a música Pa’Lante, um dos singles quealoiradevelançarlogodepoisdesedespedirda banda Calypso, no dia 31 de dezembro. Com poses pra lá de caprichadas e um figurino bem estiloso, Joelma foi clicada enquanto era ma- quiada para aparecer na frente das câmeras, depois dejátermostrado,tambémpelasredessociais,outros registros dos ensaios que fez para a gravação. Valelembrarque,napróximasegunda-feira(9), JoelmaeChimbinhadevemassinar,noFórumdeReci- fe,ospapéisquevãooficializarodivórcioecolocar,de vez,opontofinalnocasamentode17anosdosdois. Que tristeza. A dançarina Ana Carolina Vieira foi encontrada morta em seu apartamento em São Paulo, na quarta-feira (4). Ela foi estrangulada pelo namorado,AndersonRodriguesLeitão,queconfessou ter cometido o crime por ciúme. AnaCarolinafaziapartedobaletdogrupoAviões do Forró e seu corpo foi encontrado pelo zelador do prédio e por vizinhos, após sentirem um forte cheiro vindo de dentro do apartamento da morena. O rapaz disse ao site G! que brigou com a namorada e a estrangulou sem querer. Percebendo que ela havia morrido, tentou, segundo ele, se matar engolindo chumbinho, mas isso não deu certo. A crueldade foi tamanha, que o rapaz fechou todasasjanelasdoapartamento,acendeuincensose ligouventiladoresparaamenizaroodordocorpomor- to.Andersonresponderápeloscrimesdehomicídioe ocultação de cadáver. Discrimine com clareza quem entra com o que numa sociedade, faça as contas, delimite compromissos e obrigaçõescomunseasquevocêdevecumprirsozinho. Assim terá um dia enriquecedor e sem sobressaltos. Amoremalta.
  9. 9. A querida professora Lise Wildner marcando presença na Mostra Nóis com a energia positiva que contagia seus alunos. Uberlei e Natiele que marcam pre- sença na noite gaivoitense em seu ca- chorro-quente posando para o Mostra Nóis. Romildo black Jogo Rápido com: Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 2015 romildoblack@hotmail.com facebook.com/romildoblack Olá,comodiriaPedroBialnacrônicaFiltro Solar, preocupação é como mascar chicletes para tentar resolver uma equação de álgebra. Entãofocarnosproblemasnãoéocaminhopara encontrarasolução.Mesmoassim,éaprimeira ação que costumamos ter. Como a vida é uma sucessãodenossasexperienciasehábitos,acre- dito que agregaria muito na vida se ao invés de ficarbatendoacabeçapensandonosproblemas, as pessoas em algum momento parassem para pensar nas soluções, encontrando nisso novas alternativas, novas forma de viver a vida, um jeito novo de encontrar as respostas que tanto se procura. Emnossomundodepossibilidadesinfinitas háinúmeroscaminhos,massóconseguevê-losa pessoaquebuscaestarsempregerandoenergia boa.Pessoasquemesmocomosproblemas estão sempreagradecendoaspequenasconquistasdo dia a dia, compreendendo que com esse senti- mento estão demonstrando gratidão e gerando mais energias positivas. Então concentre-se e mantenha seu pensa- mento em coisas boas, e verá como as soluções começarão a aparecer em sua vida. Eu fico aqui torcendo por você. FRase Cada sonho que você deixa pra trás, é um pedaço do seu futuro que deixa de existir. Steve Jobs Josemar - o gerente A repórter do Jornal Correio do Sul em Araranguá, Gis- laine Fontoura, que durante o expediente busca as melhores notícias para os leitores desse jornal e nas horas de folga gosta de curtir muito o seu filho!! Fé: Deus Família: Tudo Lugar: Fernando de Noronha Livro: Bíblia Música: Pop Cor: Vermelho Time: Flamengo Esporte: Futebol Mulher: Esposa Cristiane Homem: Pai Gosto: Jogar futebol Odeio: Maldade Medo: Morte Alunos e professores da Escola Nilza Ma- tos Pereira em clima de halloween. Oclair e Andrônico junto de Marlon, bicampeão mundial pela seleção brasileira na noite de quarta em Sombrio. As meninas do Magistério 3 da Escola Jovem de Sombrio colocando em prática um super projeto no CEI Espaço Criança, no bairro São Pedro, em Sombrio. Parabéns, meninas! O agrônomo Cema e sua galera curtindo as lindas trilhas da região! #FoRadoexpediente Essa semana a Coluna Popular homenageará o simpático gerente do Restaurante Japonês, o amigo Josemar Matias Figueiredo, que en- frentou junto de uma grande equipe uma verdadeira maratona no último feriado. Milhares de pessoas passaram por um dos paradouros mais conhecidos do sul do país, o Restaurante Japonês, e Josemar estava a postos para atendê- -las.Aqui ele fala um pouco sobre si no Jogo Rápido Frase “Você pode encarar um erro como uma besteira a ser esquecida, ou como um resultado que aponta uma nova direção.”
  10. 10. 10 Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 2015 Publicidade
  11. 11. vel. O Fiat Uno conduzido por Isau Silveira Genero- so, de 69 anos, seguia no sentido São João do Sul Praia Grande e bateu na traseira do caminhão, atingindo Carlos. O moto- rista alegou que não viu o caminhão. Imediatamente foram acionados o Samu, Corpo de Bombeiros, Polícia Mi- litar, e Polícia Rodoviária Estadual para atender a ocorrência. O trabalhador ficou gravemente ferido, trancado ente os dois veí- culos, necessitando de um trabalho de força tarefa para conseguir retirá-lo das ferragens. Posterior- mente Carlos foi transfe- rido de uma ambulância para a UTI Móvel e após conduzido para o Hospital Polícia 11Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 2015 Trabalhador fazia coleta do lixo quando foi atingido por automóvel que bateu na traseira do caminhão, ficando bastante ferido ³- Na madrugada de terça, por volta das 3h20min, as guarnições da Polícia Militar de Araranguá foram acionadasparaverificardenúnciadefurtodegadona localidade de Morro do Pronto. No local os policiais militares recuperaram o gado em meio a mata. ³- Uma guarnição da Polícia Militar de Araranguá foi acionada na tarde de quarta-feira para verificar denúncia de furto em empresa situada no bairro Lagoão. No local os policiais foram informados que os possíveis autores teriam fugido num veículo Ford Belina. Em diligências nas proximidades, foi locali- zado o veículo abandonado, bem como os objetos furtados da empresa. Tudo foi entregue na entregue na delegacia. ³-Jáestavaanoitecendoquandoumaguarniçãoda PolíciaMilitardeAraranguáabordouumamotocicleta eduranteverificaçãodadocumentaçãofoiconstatado que o condutor não possuía habilitação e que o ve- ículo estava com licenciamento atrasado. Na sequ- ência, o condutor de 19 anos, desacatou os policiais militares durante a realização dos procedimentos de trânsito. Foi lavrado um Termo Circunstanciado pelo crime de desacato em desfavor do rapaz que ficou obrigado a comparecer ao juizado especial criminal. RondaPolicial ³Várias pessoas ajudaram a retirar Carlos Alberto do meio do caminhão e do Fiat Gislaine Fontoura > São João do Sul Por volta das 9h da manhãdestaquinta- -feira, um grave acidente chamou atenção dos mo- radores de Timbopeba no município de São João do Sul. O acidente aconteceu em uma curva da SC 290, nachegadaacomunidade. Segundo a informa- ção, um caminhão coletor de lixo da prefeitura de São João estava parado na pista, pois a rodovia estadual não possui acos- tamento, para que fosse realizada a coleta. Chovia no momento em que o funcionárioCarlosAlberto Muller de Matos, de 24 anos, voltava para a parte traseira do caminhão e foi atingido por um automó- Homem é esmagado por veículo Perigo > ArArAnguá Pelo menos um es- tabelecimento que co- mercializa armas em Araranguá está na mira do Grupo de Atuação Especial de Combate as Organizações Crimino- sas (Gaeco), que esteve na cidade na quarta- -feira. Conforme publi- cação no site do Mi- nistério Público (MP), estão sendo cumpridos 24 mandados de busca e apreensão em muni- cípios da Grande Flo- rianópolis e do Sul do Estado e já foram presos temporariamente três comerciantes de armas - um em Criciúma e dois Operação Gatilho chega a Araranguá em Biguaçu. Segundo informações repassadas por telefone pela assessoria de im- prensa do MP, além dos três presos temporaria- mente, foram presos mais oito em flagrante durante a operação nos municípios de Palhoça, Biguaçu, San- to Amaro da Imperatriz, São José e Criciúma. Os presos temporários foram levados para o presídio de Biguaçu. A informação é de que o comerciante preso em Criciúma tem uma filial de sua loja em Araranguá. Aoperação apura o co- mércio irregular de arma de fogo e munições e é re- sultado de investigações que começaram há seis meses pela Promotoria Criminal da Comarca de Biguaçu, a partir de uma denúncia ao Exército de que os comerciantes não adotavam procedimentos legais nas vendas de ar- mas de diversos calibres. Conformeaassessoria de imprensa do MP, os comerciantes cometeram crimes previstos no Esta- tuto do Desarmamento, principalmente no artigo 17, que trata sobre o co- mércio ilegal de armas de fogo. As autorizações para vender armas estavam vencidaseoscomerciantes não estavam informando o exército das armas que eram vendidas para clien- tes em geral. Além do Gaeco, uma Força Tarefa constituída pelo Ministério Público, Polícia Civil, Polícia Mi- litar, Polícia Rodoviária Federal e Secretaria de Estado da Fazenda, a ope- ração conta com o apoio operacional do Batalhão Regional de Araranguá em estado grave. O acidente parou o trânsito por alguns mi- nutos na rodovia e atraiu muitos curiosos que pa- ravam para ver o que estava acontecendo. Os motoristas do caminhão de lixo e do Fiat foram até o destacamento da Polícia Militar para os procedi- mentos necessários. A reportagem conver- sou com Isau, condutor do automóvel. Ele contou que mora em Timbopeba e que estava voltando do centro de São João onde tinha ido fazer alguns exames médicos e próxi- mo a curva, com a chuva atrapalhando, não perce- beu o caminhão parado na pista. apartamento de dois quartos, com garagem, localizado próximo ao Beto Gil Bairro: Barranca - Araranguá R$ 400,00 Contato: 9922-5227 ou 3522-1729 Aluga-se Devido ao feriado do Dia da Independência (07 de setembro) a próxima sessão da Câmara de Vereadores de Turvo será realizada no dia 14 de setembro. INFORMATIVO DA CÂMARAMUNICIPAL DEVEREADORESDETURVO de Operações Policiais Especiais(Bope(,Agência Central de Inteligência (ACI), 21º Batalhão de Polícia Militar e Guar- nição Especial de Santo Amaro da Imperatriz, da Polícia Militar, além do Instituto Geral de Perícias (IGP). O Exér- cito Brasileiro também cooperacomostrabalhos por meio de levantamen- todaáreadeinteligência e da intensificação da fiscalização dos produtos controlados. AreportagemdoJor- nal Correio do Sul ligou para o 28º GAC de Cri- ciúma para saber quais estabelecimentos comer- ciais estão autorizados a vender armas de fogo em Araranguá e falou com o tenente Becker, que de- clarouquenãopassariaa informação por telefone.
  12. 12. Publicações Legais12 Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 2015 1 ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DO MUNICÍPIO DE BALNEÁRIO GAIVOTA EDITAL – SME Nº 01/2015 – ACT 2016 - PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR, ORIENTADOR EDUCACIONAL, SUPERVISOR ESCOLAR, PSICÓLOGO, FONOAUDIÓLOGO, NUTRICIONISTA, MONITOR DE TRANSPORTE ESCOLAR, AUXILIAR DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR, AUXILIAR DE BIBLIOTECA E AUXILIAR DE ENSINO DE EDUCAÇÃO EM CARÁTER TEMPORÁRIO. A PREFEITURA MUNICIPAL DE BALNEÁRIO GAIVOTA–SC, através da Comissão de Processo Seletivo Simplificado de ACT, nomeada pelo Decreto nº 078 de 01 de outubro de 2015, no uso de suas atribuições legais, abre inscrições para realização do processo seletivo para admissão em caráter temporário de Professor de Educação Física (Educação Infantil ao 9º ano), Professor de Arte (Educação Infantil ao 9º ano e EJA – Educação de Jovens e Adultos), Professor de Língua Inglesa (1º ao 9º ano e EJA), Professor de Ensino Fundamental (Pedagogo – 1º ao 5º ano), Professor de Educação Infantil (Pedagogo–Berçário ao Pré-escolar), Professor de Ensino Religioso (1º ao 9º ano), Professor de História (6º ao 9º ano e EJA), Professor de Geografia (6º ao 9º ano e EJA), Professor de Língua Portuguesa (6º ao 9º ano e EJA), Professor de Matemática (6º ao 9º ano e EJA), Professor de Ciências (6º ao 9º ano e EJA), Professor de Educação Ambiental (6º ao 9º ano), Orientador Educacional, Supervisor Escolar, Psicólogo, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Monitor de Transporte Escolar, Auxiliar de Administração Escolar, Auxiliar de Biblioteca e para Auxiliar de Ensino de Educação da Rede Pública Municipal, com base na Lei nº 637, de 29 de dezembro de 2009 e alterações e Lei nº 673, de 16 de abril de 2010, o qual se regerá de acordo com as normas estabelecidas neste Edital, para atuarem junto a Rede Municipal de Ensino no ano letivo de 2016. 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1 O processo seletivo será realizado sob a responsabilidade da Comissão do Processo Seletivo (SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO). 2. DAS INSCRIÇÕES 2.1 Ficam abertas as pré-inscrições para os cargos de Professor de Educação Física (Educação Infantil ao 9º ano), Professor de Arte (Educação Infantil ao 9º ano e EJA), Professor de Língua Inglesa (1º ao 9º ano e EJA), Professor de Ensino Fundamental (Pedagogo – 1º ao 5º ano), Professor de Educação Infantil (Pedagogo – Berçário ao pré-escolar), Professor de Ensino Religioso (1º ao 9º ano), Professor de História (6º ao 9º ano e EJA), Professor de Geografia (6º ao 9º ano e EJA), Professor de Língua Portuguesa (6º ao 9º ano e EJA), Professor de Matemática (6º ao 9º ano e EJA), Professor de Ciências (6º ao 9º ano e EJA), Professor de Educação Ambiental (6º ao 9º ano) Orientador Educacional, Supervisor Escolar, Psicólogo, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Monitor de Transporte Escolar, Auxiliar de Administração Escolar, 2 Auxiliar de Biblioteca e para Auxiliar de Ensino de Educação que atuarão nas Escolas de Ensino Fundamental e Centros de Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino de Balneário Gaivota. 2.2 O candidato poderá se inscrever simultaneamente em duas opções, citados no item 2.1, salvo que o mesmo poderá assumir no máximo 40 horas semanal. 2.3 A pré-inscrição somente será efetuada via internet, no período de 07 de novembro de 2015 a 06 de dezembro de 2015. Para efetivar a sua pré-inscrição o candidato deverá seguir os seguintes passos: a) Acessar o endereço eletrônico: http://www.processosseletivos.com.br/balneariogaivota ; b) Ler atentamente o edital, preencher o Formulário de Pré-inscrição no portal, imprimindo o comprovante que foi gerado. 2.4 Os candidatos que não tiverem equipamentos ou acesso a Internet para efetivar a sua inscrição, poderão dirigir-se ao Telecentro Municipal, situado na Avenida Santa Catarina, Centro, Balneário Gaivota onde serão disponibilizados computadores para viabilizar a sua inscrição no processo seletivo. 2.5 O candidato ao preencher o formulário de pré-inscrições on-line e/ou assinar comprovante de validação da inscrição torna-se ciente e o único responsável pelas informações prestadas e validadas. 2.6 O candidato inscrito como portador de deficiência deverá mencionar a sua condição no Formulário de Pré-inscrição on-line. 2.6.1 Ao comprovar ser portador de deficiência o mesmo deverá preencher o Anexo II deste edital anexando laudo médico e encaminhando para a Secretaria Municipal de Educação. 2.6.2 A solicitação será encaminhada à junta médica do município para que possa ser analisada e deferida ou indeferida conforme resposta da junta médica e parecer jurídico. 2.7 Requisitos indispensáveis para a inscrição do candidato: a) Ter nacionalidade brasileira; b) Estar quite com as obrigações resultantes da legislação eleitoral, e, quando do sexo masculino, estar quite também, com as obrigações do serviço militar; c) Gozar de boa saúde, condição que será comprovada, quando do processo de admissão, através do atestado médico; d) Não ter sofrido, quando no exercício de cargo, função ou emprego público, demissão a bem do serviço público ou por justa causa, fato a ser comprovado, no ato de admissão, por meio da assinatura de regular termo de declaração; e) Não ter antecedentes criminais, achando-se no pleno exercício de seus direitos civis e políticos; f) Possuir a escolaridade exigida na forma deste edital e estar legalmente habilitado para o exercício do cargo. g) Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos, a completar na data da admissão. 2.8O candidato poderá obter informações técnicas referentes ao Formulário de Pré-inscrição, através do e- mail: suporte@processosseletivos.com.br. 3 3. DOS DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA VALIDAÇÃO DA INSCRIÇÃO: 3.1 O candidato, para validar a sua inscrição no presente Processo Seletivo, após preenchimento do Formulário de Pré-inscrição, deverá comparecer no período de 07/12/2015 à 11/12/2015, das 07h30m às 11h30m na Secretaria Municipal de Educação de Balneário Gaivota, situada na Avenida Guanabara, 452 – Bloco B – Bairro Turimar – Balneário Gaivota/SC, com os documentos abaixo listados: a) Formulário de Pré-inscrição; b) CPF e Carteira de Identidade (original e cópia); c) Documentos para comprovação de cursos de aperfeiçoamento ou atualização (original e cópia); d) Documentos para comprovação de tempo de serviço (original e cópia); e) Comprovante de habilitação profissional ou de escolaridade exigida para o cargo pleiteado, curso de pós-graduação, mestrado e doutorado na área da educação (original e cópia); f) Para os candidatos que não concluíram o curso superior, deverá apresentar, obrigatoriamente, Declaração de Frequência atualizada, constando a fase que está cursando (original e cópia); g) O candidato que apresentar certidão de colação de grau deverá, obrigatoriamente, no dia da admissão, apresentar o diploma de conclusão do curso (original e cópia). h) Declaração de não ter sofrido no exercício da função pública nenhuma penalidade disciplinar, caso tenha trabalhado no ano de 2015 em órgão público. Esta declaração deve ser expedida pelo próprio órgão. (anexo I) 3.2 Não haverá validação da inscrição por correspondência. 3.3 O candidato inscrito como portador de deficiência deverá entregar no ato da validação da inscrição o laudo médico atestando a espécie e o grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença – CID, bem como a provável causa da deficiência; 3.4 As informações prestadas no Formulário de Pré-inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato. Reserva-se à Comissão do Processo Seletivo o direito de não homologar a inscrição do candidato que não preencher o respectivo documento de forma completa e correta, bem como fornecer dados inverídicos ou falsos. 3.5 No momento da validação será emitido um comprovante de inscrição onde o candidato deverá assinar concordando com termos prescritos na sua inscrição. 4. DO DEFERIMENTO DAS INSCRIÇÕES 4.1 As inscrições que preencherem todas as condições deste edital serão divulgadas e deferidas pela autoridade competente no dia 16 de dezembro de 2015. O ato de deferimento será divulgado no site http://www.processosseletivos.com.br/balneariogaivota, onde estarão indicados o nome do candidato e o seu número de inscrição. 4.2 No mesmo local serão publicadas a relação das inscrições indeferidas. 4 5. DOS CARGOS, ÁREAS/DISCIPLINAS, FORMAÇÃO MÍNIMA CÓDIGO CARGO HABILITAÇÃO 5.1.1 Professor de Ensino Fundamental (Pedagogo - 1º ao 5º ano) Habilitado – Diploma de conclusão de curso superior de Pedagogia (Habilitação em séries iniciais) e Histórico escolar. Não habilitado – Declaração atualizada de frequência a partir da 2ª fase do Curso de Graduação em Pedagogia. 5.1.2 Professor de Educação Infantil (Pedagogo –Berçário ao Pré- escolar) Habilitado – Diploma de conclusão de curso superior de Pedagogia (Habilitação em educação infantil) e Histórico escolar. Não habilitado – Declaração atualizada de frequência a partir da 2ª fase do Curso de Graduação em Pedagogia. 5.1.3 Professor de Educação Física (Educação Infantil ao 9º ano) Habilitado – Diploma de conclusão de curso superior em licenciatura em Educação Física. Não habilitado – Declaração atualizada de frequência a partir da 2ª fase do curso de Graduação em Licenciatura em Educação Física. 5.1.4 Professor de Arte (Educação Infantil ao 9º ano e EJA) Habilitado – Diploma de conclusão de curso superior em licenciatura em Arte. Não habilitado – Declaração atualizada de frequência a partir da 2ª fase do curso de Graduação em Licenciatura em Arte. 5.1.5 Professor de Língua Inglesa (1º ao 9º ano e EJA) Habilitado – Diploma de conclusão de curso superior em licenciatura em Língua Inglesa. Não habilitado – Declaração atualizada de frequência a partir da 2ª fase do curso de Graduação em Licenciatura em Língua Inglesa. 5.1.6 Professor de Ensino Religioso (1º ao 9º ano) Habilitado – Diploma de conclusão de curso superior em Ciências da Religião. Não habilitado – Declaração atualizada de frequência a partir da 2ª fase do curso de Ciências da Religião. 5.1.7 Professor de História (6º ao 9º ano e EJA) Habilitado – Diploma de conclusão de curso superior em licenciatura em História. Não habilitado – Declaração atualizada de frequência a partir da 2ª fase do curso de Graduação em Licenciatura em História. 5.1.8 Professor de Geografia (6º ao 9º ano e EJA) Habilitado – Diploma de conclusão de curso superior em licenciatura em Geografia. Não habilitado – Declaração atualizada de frequência a partir da 2ª fase do curso de Graduação em Licenciatura em Geografia. 5.1.9 Professor de Língua Portuguesa (6º ao 9º ano e EJA) Habilitado – Diploma de conclusão de curso superior em licenciatura em Língua Portuguesa. Não habilitado – Declaração atualizada de frequência a partir da 2ª fase do curso de Graduação em Licenciatura em Língua Portuguesa. 5.1.10 Professor de Matemática (6º ao 9º ano e EJA) Habilitado – Diploma de conclusão de curso superior em licenciatura em Matemática. Não habilitado – Declaração atualizada de frequência a partir da 2ª fase do curso de Graduação em Licenciatura em Matemática. Estado dE santaCatarina PrefeituraMuniciPal de BalneÁriO GaiVOta
  13. 13. Publicações Legais 13Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 2015 5 5.1.11 Professor de Ciências (6º ao 9º ano e EJA) Habilitado – Diploma de conclusão de curso superior em licenciatura em Ciências. Não habilitado – Declaração atualizada de frequência a partir da 2ª fase do curso de Graduação em Licenciatura em Ciências. 5.1.12 Professor de Educação Ambiental (6º ao 9º ano) Habilitado – Diploma de conclusão de curso superior em licenciatura em Ciências. Não habilitado – Declaração atualizada de frequência a partir da 2ª fase do curso de Graduação em Licenciatura em Ciências. 5.1.13 Auxiliar de Ensino de Educação. Certificado de conclusão do ensino médio Magistério ou ensino médio. 5.1.14 Orientador Educacional Habilitação em nível superior na área de Pedagogia, com habilitação em Orientação Educacional. 5.1.15 Supervisor Escolar Habilitação em nível superior na área de Pedagogia, com habilitação em Supervisão Educacional. 5.1.16 Psicólogo Habilitação em nível superior na área especifica + registro no órgão fiscalizador. 5.1.17 Fonoaudiólogo Habilitação em nível superior na área especifica + registro no órgão fiscalizador. 5.1.18 Nutricionista Habilitação em nível superior na área especifica + registro no órgão fiscalizador. 5.1.19 Auxiliar de Administração Escolar Habilitação em nível médio 5.1.20 Auxiliar de Biblioteca Habilitação em nível médio 5.1.21 Monitor de transporte escolar Habilitação em nível médio 6. JORNADA DE TRABALHO 6.1 A jornada de trabalho são destinados aos cargos seguindo a tabela: CÓDIGO CARGO Jornada de Trabalho 6.1.1 Professor de Ensino Fundamental e Educação Infantil – Pedagogo 20 horas ou 40 horas semanais. 6.1.2 Professor de Educação Física (Educação Infantil ao 9º ano) Educação Infantil ao 9° ano – 10 horas, 20 horas, 30 horas ou 40 horas semanais. 6.1.3 Professor de Arte (Educação Infantil ao 9º ano e EJA) Educação Infantil ao 9° ano – 10 horas, 20 horas, 30 horas ou 40 horas semanais. EJA – 10 horas semanais. 6.1.4 Professor de Língua Inglesa (1º ao 9º ano e EJA) 1° ao 9° ano – 10 horas, 20 horas, 30 horas ou 40 horas semanais. EJA – 10 horas semanais. 6.1.5 Professor de Ensino Religioso (1º ao 9º ano) 1° ao 9° ano – 10 horas, 20 horas, 30 horas ou 40 horas semanais. 6.1.6 Professor de História (6º ao 9º ano e EJA) 6° ao 9° ano – 10 horas, 20 horas, 30 horas ou 40 horas semanais. EJA – 10 horas semanais. 6.1.7 Professor de Geografia (6º ao 9º ano e EJA) 6° ao 9° ano – 10 horas, 20 horas, 30 horas ou 40 horas semanais. EJA – 10 horas semanais. 6 6.1.8 Professor de Língua Portuguesa (6º ao 9º ano e EJA) 6° ao 9° ano – 10 horas, 20 horas, 30 horas ou 40 horas semanais. EJA – 10 horas semanais. 6.1.9 Professor de Matemática (6º ao 9º ano e EJA) 6° ao 9° ano – 10 horas, 20 horas, 30 horas ou 40 horas semanais. EJA – 10 horas semanais. 6.1.10 Professor de Ciências (6º ao 9º ano e EJA) 6° ao 9° ano – 10 horas, 20 horas, 30 horas ou 40 horas semanais. EJA – 10 horas semanais. 6.1.11 Professor de Educação Ambiental (6º ao 9º ano) 6° ao 9° ano – 10 horas, 20 horas, 30 horas ou 40 horas semanais. 6.1.12 Auxiliar de Ensino de Educação 30 horas semanais. 6.1.13 Orientador Educacional 20 horas ou 40 horas semanais 6.1.14 Supervisor Escolar 20 horas ou 40 horas semanais 6.1.15 Psicólogo 20 horas ou 40 horas semanais 6.1.16 Fonoaudiólogo 20 horas ou 40 horas semanais 6.1.17 Nutricionista 20 horas ou 40 horas semanais 6.1.18 Auxiliar de Administração Escolar 40 horas semanais 6.1.19 Auxiliar de Biblioteca 40 horas semanais 6.1.20 Monitor de transporte escolar 40 horas semanais 7. DA ETAPA DO PROCESSO SELETIVO 7.1 O processo seletivo constará de 01 (uma) etapa: a) Prova de títulos: (escolaridade, cursos de aperfeiçoamento ou atualização e tempo de serviço), de caráter classificatório. 7.2 Da prova de títulos 7.2.1 Da avaliação do nível de escolaridade A avaliação do nível de escolaridade será feita através de certificados ou diplomas de licenciatura na área a que concorre, curso de pós-graduação, mestrado e doutorado na área da educação, de acordo com a tabela de pontos abaixo: Cargo: Professor, Orientador Educacional, Supervisor Escolar, Psicólogo, Fonoaudiólogo, Nutricionista. Tabela de Pontos de Nível de escolaridade Título Comprovantes Exigidos Valor unitário Quantidade Máxima Pontuação Máxima Doutorado Diploma devidamente registrado. 200 1 200 Mestrado Diploma devidamente registrado. 150 1 150 Especialização (pós- graduação) Diploma devidamente registrado. 100 1 100 7 Licenciatura na Área Diploma devidamente registrado ou provisoriamente para os formandos, certidão de colação de grau. 50 1 50 Cargo: Auxiliar de Ensino de Educação Título Comprovantes Exigidos Valor unitário Quantidade Máxima Pontuação Máxima Pedagogia Diploma de conclusão de curso superior de Pedagogia. 200 1 200 Cursando Pedagogia Documento comprobatório que está cursando pedagogia (a partir da 2ª fase) 150 1 150 Ensino Médio Magistério Diploma do magistério ou diploma de curso superior na área da Educação 100 1 100 Ensino Médio Histórico escolar original emitida pela instituição de ensino 50 1 50 Cargo: Auxiliar de Administração Escolar, Auxiliar de Biblioteca e Monitor de Transporte Escolar. Título Comprovantes Exigidos Valor unitário Quantidade Máxima Pontuação Máxima Curso Superior Diploma de conclusão de curso superior. 150 1 150 Ensino Médio Magistério Diploma do magistério ou diploma de curso superior na área da Educação 100 1 100 Ensino Médio Histórico escolar original emitida pela instituição de ensino 50 1 50 7.2.2 Os títulos serão somente para o nível de classificação e não serão considerados para os vencimentos. 7.3 Da avaliação dos cursos de aperfeiçoamento ou atualização. 7.3.1 A avaliação dos cursos de aperfeiçoamento ou atualização na área da educação será feita através de cursos de aperfeiçoamento ou atualização, frequentados, ministrados e concluídos no período de janeiro de 2014 a outubro de 2015, obedecida a tabela de pontos abaixo: 7.3.2 O número máximo de horas de curso será de 100 horas, alcançando no máximo 10 pontos. Número de Horas Pontuação Comprovantes Exigidos 10 horas 1,0 ponto Diplomas ou certificados devidamente registrados, expedido por instituição credenciada pelo MEC, CEE ou SME, contendo a assinatura do responsável, carga horária e período de realização. 7.4 Da avaliação do tempo de serviço. 7.4.1 A avaliação do tempo de serviço será feita através de atestado de tempo de serviço no magistério da rede pública ou particular de Santa Catarina e de outros estados, e obterá a pontuação de 0,1 (zero vírgula um) ponto para cada mês completo de tempo de serviço, limitando-se a 25 (vinte e cinco) anos, totalizando o máximo de 30 (trinta) pontos. 8 7.4.1.1 No cálculo de pontos por tempo de serviço computar-se-á como um mês a fração igual ou superior a 15 dias. 7.4.2 Para receber a pontuação relativa ao tempo de serviço no magistério, o candidato deverá comprovar através de: I. Para exercício de atividade em instituição privada ou instituição pública que adote o Regime Celetista para o quadro funcional será necessária a comprovação através de: Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) contendo as páginas: identificação do trabalhador, registro do empregador que informe o período (com início e fim, se for o caso) e qualquer outra página que ajude na avaliação, por exemplo, quando há mudança na razão social da empresa; II. Para exercício de atividade em instituição pública que adote o regime estatutário será necessária a comprovação do tempo de serviço que informe o período, com início e fim, emitida pelos seguintes órgãos: a. Unidade Escolar, quando se tratar de magistério público estadual; b. Secretaria de Educação do Município, quando se tratar de tempo de serviço municipal (Setor de Pessoal da Prefeitura Municipal); c. Secretaria da Educação do Estado de origem, quando se tratar de magistério público de outros Estados; d. Setor de Recursos Humanos do Órgão Federal ou de Unidade Escolar, quando se tratar de magistério público federal e particular, respectivamente; 7.4.3 Para efeito de pontuação relativa ao título de tempo de serviço no magistério o atestado/certidão emitido deverá conter o nome do órgão por extenso, não se aceitando abreviaturas. 7.4.4 Para efeito de pontuação relativa ao título de tempo de serviço no magistério não será considerada sobreposição de tempo nos documentos apresentados, mesmo que em instituições diferentes. 7.4.5 Não será computado para efeito de pontuação ao título de tempo de serviço no magistério, o tempo de serviço do servidor aposentado ou com processo de aposentadoria em tramitação. 7.4.6 Não será computado também, o tempo de estágio, nem o tempo de trabalho voluntário exercido na condição de estudante. 7.4.7 O tempo de serviço será considerado até a data de 31 de outubro de 2015. 8. DA CLASSIFICAÇÃO NO PROCESSO SELETIVO 8.1 Os candidatos considerados selecionados serão ordenados e classificados pela área/disciplina e pela habilitação mínima exigida em listagens distintas: habilitados e não habilitados, de acordo com a sua inscrição no Processo Seletivo, segundo a ordem decrescente de pontuação final, expressa em 03 (três) algarismos. 8.2 A classificação se dará pelo seguinte critério: soma da pontuação obtida na prova de títulos mais a soma dos pontos obtidos no tempo de serviço mais a soma dos pontos obtida na contagem de horas de curso. 8.3 No caso de empate na classificação terá preferência para nomeação, sucessivamente, o candidato que: a) Obtiver idade igual ou superior a sessenta anos, até o último dia de inscrição neste processo seletivo, conforme o disposto no parágrafo único do artigo 27 da Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003 (Estatuto do Idoso);
  14. 14. Publicações Legais14 Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 2015 9 b) Tiver maior idade. 8.4 A chamada dos candidatos selecionados será efetuada obedecendo à ordem de classificação, mediante a existência de vagas. 8.5 A classificação do candidato não dará garantia de que o mesmo venha assumir uma vaga. As vagas serão disponibilizadas conforme necessidade da Secretaria Municipal de Educação. 9. DO PRAZO PARA RECURSOS 9.1 O candidato poderá interpor recurso no seguinte caso e prazo: a) Com relação à homologação das inscrições, no prazo de 02 (dois) dias, a contar do primeiro dia útil subsequente ao da publicação do edital de homologação das inscrições. b) Com relação à divulgação da classificação parcial, no prazo de 02 (dois) dias, a contar do primeiro dia útil subsequente ao da sua publicação. c) O recurso deverá ser individual, devidamente fundamentado, com a indicação daquilo que o candidato se julga prejudicado, juntando cópia dos comprovantes, devendo o mesmo ser dirigido a Comissão do Processo Seletivo, entregue e protocolado na Secretaria Municipal de Educação de Balneário Gaivota/SC das 7h30m as 11h30m. 10. DA ESCOLHA DE VAGAS 10.1 A escolha de vagas obedecerá rigorosamente à classificação, de acordo com o horário, data e local informado no anexo III deste edital (cronograma do edital). 10.2 A escolha de vaga deve ser feito pelo titular da inscrição. 10.3 O candidato deverá escolher a vaga existente de acordo com a jornada de trabalho citada no item deste edital. 10.4 O candidato que escolher vaga e não assumir no tempo previsto será eliminado do processo seletivo. 10.5 O prazo de se apresentar na unidade de trabalho será o seguinte: a) Para a 1ª chamada – o primeiro dia de atividades na unidade de trabalho; b) Para a 2ª chamada e demais – 24 (vinte e quatro) horas a partir do contato via telefone ou pessoalmente. 10.6 O profissional contratado ficará vinculado a Secretaria Municipal de Educação, onde poderá ocorrer mudança de local de trabalho e alteração de jornada de trabalho, sempre que necessário. 10.7 O candidato contratado ficará em permanente avaliação, caso seu aproveitamento não seja satisfatório, será rescindido seu contrato. 10.8 A avaliação de desempenho neste caso será comprovada através de relatórios, onde no mínimo 02 (duas) pessoas da referida escola e 01 (uma) coordenadora de ensino correspondente, assinem cada um deles; 10.9 O candidato que tiver seu contrato rescindido em função do ocorrido no subitem 10.7 não poderá optar por outra vaga durante o ano letivo de 2016 e implicará no indeferimento de sua inscrição para o ano letivo de 2017. 10.10 O candidato que não se apresentar no dia e horário determinado para a escolha da vaga, bem como aquele presente que não aceitar nenhuma das vagas oferecidas, continuará na ordem de classificação, entretanto, deverá aguardar o término da lista de candidatos para uma nova chamada. 10 10.11 Após a primeira escolha de vagas, o candidato será chamado conforme as necessidades surgidas no decorrer do ano letivo de 2016, em ordem classificatória, por telefone (até 03 tentativas), e deverá dar a resposta no momento em que for oferecida a vaga. Será de responsabilidade do candidato a sua não localização (mudança de número do telefone, não receber recados, etc.) passando, então, para o fim da listagem. 10.12 O candidato terá dois dias úteis para se apresentar no Setor Pessoal munidos da documentação exigida para o contrato e assim assumir as aulas/ ou vaga escolhida. Passando o prazo, fica a Secretaria de Educação autorizada a dar continuidade à chamada dos demais candidatos, respeitando a sequência da ordem de classificação. Caso o candidato não se apresentar no prazo determinado, será excluído do processo seletivo. 11. DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIAS. 11.1 Ficam delegadas competência à empresa AIR SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: a) Gerenciamento das inscrições e publicação nos meios eletrônicos; b) Disponibilizar emissão dos documentos de pré-inscrições e inscrição de forma automatizada através de software especializado online; c) Implantação e configuração da automação do processo seletivo simplificado; d) Suporte técnico e acompanhamento online das inscrições. 11.2 Ficam atribuídos a Comissão do Processo Seletivo: a) Elaborar o edital; b) Prestar informações sobre o processo seletivo; c) Validar as informações prestadas pelo candidato na prova de títulos; d) Deferir e indeferir as inscrições e apreciar recursos; e) Receber e apreciar os recursos previstos neste edital; f) Homologação das etapas do processo seletivo. 12. DAS VAGAS DESTINADAS A CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA 12.1 As pessoas portadoras de deficiência são asseguradas o direito de inscrição no Processo Seletivo, Modalidade - Emprego Público de que trata este Edital, nos termos do Decreto Federal nº. 3.298/99. 12.2 São reservados 5% das vagas abertas por este edital, para cada cargo, aos portadores de deficiência de conformidade com o inciso VIII do art. 37 da Constituição Federal e Decreto Federal nº. 3.298/99, e suas alterações, Decreto Federal nº. 5.296/2004 e suas alterações e na Lei Federal nº. 7.853/1989, caso não houver candidato inscrito ou aprovado as vagas reservadas serão disponibilizadas para os demais candidatos aprovados. 12.3 O Direito de concorrer à reserva de vagas será definido pelo laudo apresentado no ato da inscrição, conforme item 3.3 deste edital, o qual será avaliado e homologado pelo médico do trabalho do município. 12.4 Caso o candidato inscrito como portador de deficiência não se enquadre nas categorias definidas no Art. 4, incisos I a V, do Decreto Federal nº. 3.298/99, a homologação de sua inscrição se dará na listagem geral de candidatos e não na listagem específica para portadores de deficiência. 12.5 O candidato portador de deficiência que, no ato da inscrição não declarar esta condição ou não atender as condições de deficiência determinada neste Processo Seletivo, terá sua inscrição inválida, 11 passando a concorrer unicamente como candidato não portador de deficiência e não poderá impetrar recurso em favor de sua situação. 13. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS 13.1 A inscrição do candidato implicará no conhecimento tácito de todas as informações contidas neste edital, mediante compromisso expresso no Comprovante de Inscrição, no aceite das condições do Processo Seletivo, nos termos em que se acharem estabelecidas, dos quais não poderá alegar desconhecimento em hipótese alguma. 13.2 A aprovação do candidato neste processo não cria direito à admissão e esta, quando se der, respeitará a ordem de classificação das listas: habilitados e não habilitados. 13.3 Se aprovado e convocado o candidato, por ocasião da contratação, deverá apresentar todos os documentos exigidos pelo presente Edital bem como outros que lhe forem solicitados, acarretando, o descumprimento deste requisito, na perda do direito à vaga e consequente não contratação. 13.4 É de inteira responsabilidade do candidato o acompanhamento dos Editais e seus anexos que serão publicados no site das inscrições mencionado anteriormente, no site oficial do Município e afixados no mural na Secretaria Municipal de Educação de Balneário Gaivota/SC. 13.5 O ato de inscrição implica na aceitação destas e demais condições do presente Edital e do Regulamento de Processo Seletivo e, em caso de classificação e contratação, a observância do regime jurídico nele indicado, bem como do regimento interno da Prefeitura de Balneário Gaivota/SC. 13.6 O processo seletivo de que trata este Edital terá validade para o ano letivo de 2016. 13.7 A classificação final e homologada será divulgada no site das inscrições e afixada no mural da secretaria municipal de educação de Balneário Gaivota no dia 06 de janeiro de 2016. 13.8 Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão do Processo Seletivo. 13.9 Este edital entra em vigor na data de sua publicação. 13.10Revogam-se as disposições em contrário. Balneário Gaivota/SC, 03 de novembro de 2015. Fica homologado o presente edital de processo seletivo SME Nº 01/2015. Rosinéa Alves Ferreira Ronaldo Pereira da Silva Secretária Municipal de Educação Prefeito Municipal 12 Anexo I Governo do Município de Balneário Gaivota Secretaria Municipal de Educação DECLARAÇÃO PARA FINS DE INSCRIÇÃO NO PROCESSO SELETIVO ACT/2016 Identificação da Instituição Pública ou Privada (papel timbrado, razão social, CNPJ, endereço) _______________________________________________________________________ Declaramos que o candidato _____________________________________, portador do CPF nº ___________________________, durante o ano letivo de 2015: ( ) Respondeu processo disciplinar; ( ) Abandonou ao serviço, sem justificação, por 03 (três) dias consecutivos ou 05 (cinco) dias intercalados; ( ) Respondeu ou está respondendo processo de sindicância; ( ) Não se enquadra em nenhum dos itens anteriores (apto). Declaramos, sob as penas do artigo 299 do Código Penal Brasileiro, que as informações constantes deste atestado são a expressão da verdade. Local e data: ___________________, ______/____________/_________. Assinatura e carimbo do responsável pela Instituição. 13 Anexo II Governo do Município de Balneário Gaivota Secretaria Municipal de Educação PARA USO DE CANDIDATOS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS R E Q U E R I M E N T O Nome:_______________________________________________________________ Nº. de Inscrição:__________ RG:_____________________________________, CPF:______________________________________________, Candidato (a) ___________________________________________________________________ Inscrito (a) para a Cargo de:__________________________________________________, Código_____________, Residente:____________________________________________________________________, n°_________, Bairro: __________________________, Fone: (____) _________________, Portador da Necessidade Especiais_________________________________________________, requer a Vossa Senhoria condições especiais para participar do Processo Seletivo da Prefeitura Municipal de Balneário Gaivota SC, conforme Edital de Processo Seletivo n° 01, de 03 de novembro de 2015, anexando para tanto, Laudo Médico, bem como, fotocópia do documento de identidade. Necessito do(s) seguinte(s) recurso(s): ______________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________
  15. 15. Publicações Legais 15Correio do Sul Sexta-feira, 6 de novembro de 201514 ANEXO III CRONOGRAMA DO EDITAL DATA ATIVIDADE De 07/11/2015 a 06/12/2015 Período de Pré-Inscrições on-line (Via Internet) De 07/12/2015 a 11/12/2015 Período de validação das inscrições. LOCAL: Secretaria Municipal de Educação de Balneário Gaivota/SC Das 7h30min até 11h30min 16/12/2015 Divulgação e Deferimento Parcial das Inscrições 17 e 18/12/2015 Prazo para Interpor Recursos quanto ao deferimento das Inscrições. Local: Secretaria Municipal de Educação Das 7h30min até 11h30min 23/12/2015 Homologação das Inscrições Deferidas e Divulgação da Classificação Parcial no site. 30 e 31/12/2015 Prazo para Interpor Recursos quanto a Classificação Parcial Local: Secretaria Municipal de Educação Das 7h30min até 11h30min 06/01/2016 Divulgação e Homologação da Classificação Final Local: Site e mural da Secretaria Municipal de Educação 11/02/2016 Escolha de vagas para professor, orientador educacional, supervisor escolar, psicólogo, fonoaudiólogo, nutricionista. Local: Secretaria Municipal de Educação – às 14h00m. 12/02/2016 Escolha de vagas para monitor de transporte escolar, auxiliar de administração escolar, auxiliar de biblioteca e auxiliar de ensino de educação. Local: Secretaria Municipal de Educação – às 14h00m. Balneário Gaivota, 03 de novembro de 2015. Fica homologado o anexo III do presente edital SME Nº 01/2015, do Cronograma do Edital. Rosinéa Alves Ferreira Ronaldo Pereira da Silva Secretária Municipal de Educação Prefeito Municipal ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DO MUNICÍPIO DE BALNEÁRIOGAIVOTA EDITAL – SME Nº 02/2015 – ACT 2016 - PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS I PARA A EDUCAÇÃO EM CARÁTER TEMPORÁRIO. A PREFEITURA MUNICIPAL DE BALNEÁRIO GAIVOTA–SC, através da Comissão de Processo Seletivo Simplificado de ACT, nomeada pelo Decreto nº 078 de 01 de outubro de 2015, no uso de suas atribuições legais, abre inscrições para realização do processo seletivo para admissão em caráter temporário para AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS I da Rede Pública Municipal de Ensino, com base na Lei nº 341/2003, de 19 de novembro de 2003 e alterações, o qual se regerá de acordo com as normas estabelecidas neste Edital, para atuarem junto a Rede Municipal de Ensino no ano letivo de 2016. 1 – DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1 O processo seletivo será realizado sob a responsabilidade da Comissão do Processo Seletivo (SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO). 2 – DAS INSCRIÇÕES 2.1 Ficam abertas as Pré-inscrições para o cargo de AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS I que atuarão nas Escolas de Ensino Fundamental e Centros de Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino de Balneário Gaivota. 2.2 A pré-inscrição somente será efetuada via internet, no período de 07 de novembro de 2015 a 06 de dezembro de 2015. Para efetivar a sua pré-inscrição o candidato deverá seguir os seguintes passos: a) Acessar o endereço eletrônico: http://www.processosseletivos.com.br/balneariogaivota ; b) Ler atentamente o edital, preencher o Formulário de Pré-inscrição no portal, imprimindo o comprovante que foi gerado. 2.3 Os candidatos que não tiverem equipamentos ou acesso a Internet para efetivar a sua inscrição, poderão dirigir-se ao Telecentro Municipal, situado na Avenida Santa Catarina, Centro, Balneário Gaivota onde serão disponibilizados computadores para viabilizar a sua inscrição no processo seletivo. 2.4 O candidato inscrito como portador de deficiência deverá mencionar a sua condição no Formulário de Pré-inscrição on-line. 2.4.1 Ao comprovar ser portador de deficiência o mesmo deverá preencher o Anexo II deste edital anexando laudo médico e encaminhando para a Secretaria Municipal de Educação. 2.4.2 A solicitação será encaminhada a junta médica do município para que possa ser analisada e deferida ou indeferida conforme resposta da junta médica e parecer jurídico. 2.5 Requisitos indispensáveis para a inscrição do candidato: a) Ter nacionalidade brasileira; b) Estar quite com as obrigações resultantes da legislação eleitoral, e, quando do sexo masculino, estar quite também, com as obrigações do serviço militar; c) Gozar de boa saúde, condição que será comprovada, quando do processo de admissão, através do atestado médico; d) Não ter sofrido, quando no exercício de cargo, função ou emprego público, demissão a bem do serviço público ou por justa causa, fato a ser comprovado, no ato de admissão, por meio da assinatura de regular termo de declaração; e) Não ter antecedentes criminais, achando-se no pleno exercício de seus direitos civis e políticos; f) Possuir a escolaridade exigida na forma deste edital e estar legalmente habilitado para o exercício do cargo. g) Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos, a completar na data da admissão. 2.6 O candidato poderá obter informações técnicas referentes ao Formulário de Pré-inscrição, através do e-mail: suporte@processosseletivos.com.br. 3. DOS DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA VALIDAÇÃO DA INSCRIÇÃO: 3.1 O candidato, para validar a sua inscrição no presente Processo Seletivo, após preenchimento do Formulário de Pré-inscrição, deverá comparecer no período de 07/12/2015 à 11/12/2015, das 07h30m às 11h30m na Secretaria Municipal de Educação de Balneário Gaivota, situada na Avenida Guanabara, 452 – Bloco B – Bairro Turimar – Balneário Gaivota/SC, com os documentos abaixo listados: a) Formulário de Pré-inscrição; b) CPF e Carteira de Identidade (original e cópia); c) Documentos para comprovação de cursos de aperfeiçoamento ou atualização (original e cópia); d) Documentos para comprovação de tempo de serviço (original e cópia); e) Comprovante de Conclusão do Ensino Fundamental ou experiência comprovada na área de atuação. f) Declaração de não ter sofrido no exercício da função pública nenhuma penalidade disciplinar, caso tenha trabalhado no ano de 2015 em órgão público. Esta declaração deve ser expedida pelo próprio órgão. (anexo I) 3.2 Não haverá validação da inscrição por correspondência. 3.3 O candidato inscrito como portador de deficiência deverá entregar no ato da validação da inscrição o laudo médico atestando a espécie e o grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença – CID, bem como a provável causa da deficiência; 3.4 As informações prestadas no Formulário de Pré-inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato. Reserva-se à Comissão do Processo Seletivo o direito de não homologar a inscrição do candidato que não preencher o respectivo documento de forma completa e correta, bem como fornecer dados inverídicos ou falsos. 3.5 No momento da validação será emitido um comprovante de inscrição onde o candidato deverá assinar concordando com termos prescritos na sua inscrição. 4. DO DEFERIMENTO DAS INSCRIÇÕES 4.1 As inscrições que preencherem todas as condições deste edital serão homologadas e deferidas pela autoridade competente no dia 16/12/2015. O ato de homologação será divulgado no site http://www.processosseletivos.com.br/balneariogaivota, onde estarão indicados o nome do candidato, o número de inscrição e a área/disciplina para qual está concorrendo. 4.2 No mesmo local será publicada a relação das inscrições indeferidas. 5. DO CARGO, ÁREA E FORMAÇÃO MÍNIMA. CÓDIGO CARGO HABILITAÇÃO 5.1 Auxiliar de Serviços Gerais I Comprovante de Conclusão do Ensino Fundamental ou experiência comprovada na área de atuação. 6. JORNADA DE TRABALHO 6.1 A jornada de trabalho é destinado ao cargo seguindo a tabela: CÓDIGO CARGO Jornada de Trabalho 6.1.1 Auxiliar de Serviços Gerais I 40 horas semanais. 7. DA ETAPA DO PROCESSO SELETIVO 7.1 O processo seletivo constará de 01 (uma) etapa: a) Habilitação Mínima Exigida +Pontuação(cursos de aperfeiçoamento ou atualização e tempo de serviço), de caráter classificatório. 7.2 Da avaliação dos cursos de aperfeiçoamento ou atualização. 7.2.1 A avaliação dos cursos de aperfeiçoamento ou atualização na área da educação será feita através de cursos de aperfeiçoamento ou atualização, frequentados, ministrados e concluídos no período de janeiro de 2014 a outubro de 2015, obedecida a tabela de pontos abaixo: 7.2.2 O número máximo de horas de curso será de 50 horas totalizando no máximo 05 pontos. Número de Horas Pontuação Comprovantes Exigidos 10 horas 1,0 ponto Diplomas ou certificados devidamente registrados, expedido por instituição credenciada pelo MEC, CEE ou SME, contendo a assinatura do responsável, carga horária e período de realização. Estado dE santaCatarina PrefeituraMuniciPal de BalneÁriO GaiVOta

×