www.grupocorreiodosul.com.br
ANO XXV EDIÇÃO Nº 4.714
SEGUNDA-FEIRA, 20 DE JULHO DE 2015
R$ 2,00
Grupo
25º 19º
Sol com muit...
Política
Jarbas Vieira
Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015
jarbas@grupocorreiodosul.com.br
(48) 9966.5326
CH...
ve com o transtorno. Foi
quando o filho, hoje com
sete anos, foi diagnosti-
cado. Desde 2012 ela e
outras mães tentam for-...
O único hospital tur-
vense tem 80 leitos, 54 fun-
cionários e faz em média
trêsatendimentospormês.
Como tantos outros fil...
Política
Rolando Christian Coelho
Geral 5Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015
Deputados novatos invadem regiã...
Fundado em 5 de Junho de 1990 - Dia Mundial do Meio Ambiente
Jornalista Rolando Christian Sant’ Helena Coelho - Fundador J...
³Mulheres que se dedicam a produção de artesanato com fibra se organizam
³Objetos produzidos com fibras de bananeira e tab...
Entretenimento Novelas - Horóscopo - Diversão
Cruzadinha
Novelas
Além do Tempo -18h
I love Paraisópolis -19h
Babilônia -21...
Geral 9Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015
³farmacêuticos recebem orientação sobre ações
Da redação
> REGIÃO...
10 Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015 Publicidade
Geral 11Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015
³Famílias participando de atividades conjuntas
³Trabalhos da Scr...
Publicidade12 Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015
Geral 13Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015
³Casais levaram animal de estimação, filhos e netos, e muita gen...
Publicidade14 Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015
Polícia 15Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015
³ - Uma guarnição da Polícia Militar de Maracajá realizava ron...
Mot:Faltadepagamento;Ced:CANTOMATERIALDECONSTRUCAO
LTDA; Sac:CANTOMATERIALDECONSTRUCAOLTDA; Tit:15;Apr:
FCDL;VEN:28/12/201...
Publicidade 17Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015
18 Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015 Publicidade
Entrevista 19Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015
[PeloEstado] - Como foi o
primeiro semestre de 2015
para a ...
SEGUNDA-FEIRA, 20 DE JULHO DE 2015
> ARARANGUÁ
Domingo de bom
futebol e Cen-
tro de Treinamentos
Emerson Almeida lota-
do. Dois grandes jogos
definiram os pr...
2 Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015
³Reunião define normas para campeonato.
> ARROIO DO SILVA
O campeonato...
Política 3Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015
Cleder Maciel
Atendimento de Quarta a Segunda-Feira.
Av Getuli...
4 Correio do Sul
Segunda-feira,
20 de julho de 2015
Sombriense
Brasileirão Série B
Brasileirão Série A
Primeira e terceira...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal digital 4714 seg-20072015

410 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
410
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal digital 4714 seg-20072015

  1. 1. www.grupocorreiodosul.com.br ANO XXV EDIÇÃO Nº 4.714 SEGUNDA-FEIRA, 20 DE JULHO DE 2015 R$ 2,00 Grupo 25º 19º Sol com muitas nuvens. Pancadas de chuva à tarde e à noite. Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense Geral Esporte Mãesdeautistas lutam pororganização UniãoeSantaCruzsão finalistasdo Municipal Por Amor Araranguá 3Página Caderno Esporte Famílias aproveitam Tarde na Praça Lazer 13Página
  2. 2. Política Jarbas Vieira Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 jarbas@grupocorreiodosul.com.br (48) 9966.5326 CHARGEPor:CAZO “Tem um bando de aloprados no Palácio do Planalto que vive desse tipo de circunstância, de criar constrangimento”. Ele disse: ‘ ‘Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), em guerra declarada ao Governo Dilma. Professor Jusa e Teco no comando do PP E m clima festivo, o PP de Sombrio realizou sua convenção na última sexta-feira, elegendo a nova exe- cutiva para o comando da sigla nospróximosdoisanos.Comojáse previa,oex-prefeitoProfessorJusa é o novo presidente do partido, tendocomoviceoempresárioTeco Silvério,quejáocupavaocargona executiva anterior. A experiência e o fato de ser uma das referências progressistascredenciamoex-pre- feito a fazer um bom trabalho no comando do PP. Antes da aclama- ção, Jusa disse que o trabalho será voltado para o fortalecimento da Empresário Beto Coan, hoje no PTB, não esconde o desejo de participar ativamente da próxima eleição em Araranguá. Beto acredita que sua votação a deputado federal na cidade (2.615 votos), na época pelo PDT, o credencia a estar na linha de frente do pleito mu- nicipal. No final de semana o empresário surpreendeu ao divulgar uma foto com o presi- dente estadual do PMDB e vice- -governador Eduardo Moreira, em seu gabinete com o seguinte comentário: “Apesar do dia ter sido intenso e proveitoso, a satisfação fica ainda maior quando os nossos sonhos e (48) 3522-3777 Nome para 2016 Como a fruta não cai longe do pé, o jovem empresário Cristian Rosa Custódio, filho de Jucemar Custódio, candidato a prefeito de Sombrio na última eleição, deve se lançar candi- dato a vereador pelo PSDB em 2016. Proprietário da Kamura Sports, com lojas em Sombrio, Araranguá e Crici- úma, Cristian (na foto com o suplente de deputado estadual Dóia Guglielmi) deve se valer de seu envolvimento com o esporte e focar no eleitorado jovem do município. Os planos do PSDB são de eleger pelo menos dois dos onze vereadores. Hoje, o partido está sem representantes no Poder Legislativo. sigla e preparação para a eleição dopróximoano,semsepreocupar deimediatocomadefiniçãodeum candidato. “Eu sempre disse nas reuniões. A imprensa está no seu papel de especular e apresentar Um encontro e suas interpretações! Pinta de... Quem circulou com bastante desenvoltura pela convenção do PP de Sombrio foi a esposa do de- putadoestadualJoséMiltonSche- ffer (PP), Juçara Borba Scheffer. Chegou ao salão cedo, conversou com muita gente e não economi- zou nos sorrisos e abraços. Estava à vontade, diferente de outros pré-candidatos do partido! tadoestadualJoséMiltonScheffer, o deputado federal Jorge Boeira e o ex-secretário nacional do Ministério das Cidades, Leodegar Tiscoski, além de progressistas de São João do Sul, Balneário Gaivo- ta, Araranguá, Santa Rosa do Sul, MaracajáeJacintoMachado.OPP convidoueesperavaapresençade representantes de outros partidos no Município, como PSD e PSDB, o que acabou não acontecendo. todos os cenários. Mas nós temos que trabalhar para apresentar um projeto viável que faça o PP ter umacandidaturasólidaem2016”, comentou. Dentre as lideranças presentes, destaque para o depu- objetivos passam a ser atingidos. Com trabalho, dedicação e fé, os resultados passam a ser inevitá- veis. Rumo a construção de um novo projeto, para uma nova Araranguá”. Beto estaria indo para o PMDB, ou o PTB estaria tratando de uma coligação com o partido do vice-governador, que anda um tanto dividido na cidade? Perguntas que por enquanto ficam no ar!
  3. 3. ve com o transtorno. Foi quando o filho, hoje com sete anos, foi diagnosti- cado. Desde 2012 ela e outras mães tentam for- mar em Araranguá uma Associação de Amigos dos Autistas (AMA). O grupo enfrenta dificuldade de todo tipo. Faltam recursos e dados sobre o transtorno e elas reclamam que nem a Secretaria Municipal de Educação nem a de Saúde se interessam pelo assun- to. As próprias famílias parecem pouco interessa- das. “Pedimos encareci- damente que os pais nos procurem”, pede Thaís. Segundo ela, 57 crianças com idade entre zero e dez anossãoautistasnomuni- cípio, mas existem muitas outras não contatadas e não diagnosticadas. Mesmo o conhecimen- to sobre o transtorno do espectro autista tendo au- mentadonosúltimosanos, o diagnóstico costuma ser demorado. Thaís passou por três neuropediatras atéLeoVictorserdiagnos- ticado.Eleestavacomtrês anos.Ecomoqualquerdifi- culdade, quanto mais cedo começar a ser enfrentada, melhor. Thaís começou a pro- curar ajuda porque Leo estava demorando a cami- nhar e falar. “Eu lia sobre autismo, só que meu filho nãoseencaixavanaquelas descrições.Averdadeéque cada autista tem carac- terísticas específicas”,diz Thaís. Leo não gosta de a mudança do professor a cada ano, quando ele é admitido em caráter tem- porário. Se para qualquer aluno esta mudança pode ser prejudicial, para o au- tista ela é motivo de um verdadeiro conflito, pois uma das principais carac- terísticasdotranstornoéa necessidade de rotina que se alterada pode provocar enormeansiedadeeoutras reaçõesgraves. Háquatro anos,Thaíssabebemcomo é a rotina de quem convi- pela Escola do Legislativo daAssembleiaLegislativa, lotou o salão comunitário da Vila São José. A maio- ria dos participantes era professor, muitos deles de Apae, também parceira na iniciativa. Uma das preocupações das escolas e dos pais é justamente a falta de preparo dos profissionais de educação para lidar com o trans- torno do espectro autista, denominaçãooficialdodis- túrbio. Também preocupa Geral 3Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 Marivânia Farias Grupo procura pais de autistas Onde Estão? > ARARANGUÁ Desde que foi diagnos- ticadopelaprimeiravezde forma ordenada, em 1943, o autismo se mantém um mistério para a maioria das pessoas. Uma coisa, porém, mudou bastante, demaneiraassustadora.A projeção dos especialistas era de que a cada dez mil nascimentos, uma criança seria autista. Hoje esta projeção está em apenas 50 nascimentos para um autista. Mas onde estão todasestascrianças,eseus pais? É o que quer saber ThaísCustódio(fotocapa), que coordena um pequeno grupo de mães de autistas e que ajudou a organizar um seminário realizado na sexta-feira, sobre esse tema, em Araranguá. Oencontro,promovido Mulheres que têm filhos com o transtorno tentam, sem sucesso, mobilizar outras famílias para buscar atendimendimento especializado. Seminário discute o tema Alegrias e tristezas ³Palestras alertaram para necessidade de mais informação sobre o transtorno ³José com as voluntárias da Ufacs na festa > SOMBRIO AUnião Feminina de Assistência a Comunida- deSombriense(Ufacs)re- alizou na noite de sábado umafestajulinasolidária. Aarrecadaçãoserádoada a José Arcângelo Vuolo Torassi, que é paraplé- gico há dez anos, vítima de um acidente de moto. Ele mora com uma irmã no bairro São José,em Sombrio, e está sem fazer fisioterapia há um ano. O recurso vai ajudar a custear algumas sessões e outras necessidades da família. Festaarrecadarecurso paracadeirante Zé, como é chamado, era agricultor e hoje rece- be benefício da Previdên- ciaSocialquenãochegaa umsaláriomínimoemeio. Airmã não trabalha fora, pois o homem de 40 anos não pode ficar sozinho, já que além das pernas ele tem pouca coordenação sobre os movimentos das mãos. Sem atendimento especializado,suapreocu- paçãoéaospoucosperder a mobilidade dos braços queconquistoucommuito esforço. “Eu sinto que já estou com mais dificulda- de de mexer os braços”, diz ele. barulho, não gosta de al- terar sua rotina, tem difi- culdade de interagir com outras crianças e para falar, mas é carinhoso, aprende, frequenta o en- sino regular e a Apae, que não é especializada para atender autistas, mas têm profissionais dispostos a ajudar. Em meio a essa luta, Thaís tem várias alegrias. Amaioréoamorquesente equerecebedofilho,outra é o fato de não enfrentar preconceito. “As pessoas são solidárias, compre- endem o comportamento dele quando explico, são carinhosas com o Leo”. Antes de finalizar a mãe dá uma dica: um cachorro é um ótimo companheiro para a criança autista. Quemquiserconhecer Leo pode acessar o emo- cionante vídeo ‘Leo Victor e o autismo’, publicado na internet por Thaís. “Ao ter um filho diagnosticado com autismo, alguns pais entram numa espécie de luto e custam a sair” Thaís Custódio
  4. 4. O único hospital tur- vense tem 80 leitos, 54 fun- cionários e faz em média trêsatendimentospormês. Como tantos outros filan- trópicos da região, precisa reforçarocaixacomeventos que vão desde rifa a bazar com produtos da Receita Federal, realizados no ano passado, até almoço para 800 pessoas como o deste domingo.Emtodosoresul- tado é animador, diz o ad- ministradorEvandroPeck. “A comunidade sempre colabora. Hoje os funcioná- rios estão trabalhando de forma voluntária, temos o Especial4 Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 Foto:Acicri.com.br Foto:PortalSatc apoio do Movimento de Ir- mãos, do comércio, da pre- feituraqueénossaparceira sempre e do chefe Motta, que também veio volunta- riamente”, disse Evandro ontem, quando o Parque de Eventos começava a re- ceberopúblico.Naentrada estava exposto o projeto da reforma que é também um novo conceito de saúde pública. Os corredores vão receber nomes. Um deles será voltado as questões mais administrativas, ou- tros dois terão o nome de Corredor Alegria e vão ganhar quadros coloridos; o seguinte será o Corredor Túnel do Tempo e contará, através de fotos antigas, a história do hospital. Por fim estará o Corredor da Poesia, expondo mensa- gens de esperança e de conforto,pequenospoemas emoldurados. Além disso eles receberão nova pintu- ra, instalação de barra de proteção,novasluminárias com lãmpadas de LED e outras melhorias. > TURVO Paredes frias, tris- tes, cinzas e assus- tadoras. Corredores escu- ros, monótonos e também assustadores.Assimcostu- mam ser os hospitais, mas em Turvo essa realidade deve mudar. Com uma feijoada re- alizada ontem, a admi- nistração do Hospital São Sebastiãoesperaarrecadar recursos para reformar e dar um novo visual aos corredores do prédio. Com recursos de uma feijoada, administração do São Sebastião vai reformar corredores que vão ganhar nomes Hospital quer espantar a tristeza Humanização Marivânia Farias Contrata: A empresa Carlota Costa Confecções LTDA, localizada na Avenida Central, nº60 Nova Guarita, Sombrio/SC. Está contratando PCD/ Pessoa com deficicência. Interessados, podem comparecer na em- presa com currículo das 7hrs00 ás 17hrs00. Ou se preferir, encaminhar o currículo por e-mailcomercial@carlotacosta.com.br AC: Currículo PCD. ³Projeto mostra as reformas e a denominação que cada corredor deve receber ³Chefe Motta a vontade entre quantidade de comida ³Equipe é importante ao sucesso do mestre cuca ingressos vendidos Motta preparou quase uma tone- lada de alimentos com au- xílio, também voluntário, depessoasdacidade.Qua- sesemprecombomhumor. Não nega que quando algo desanda, como uma co- mida queimar, é capaz de chutar as panelas, depois revelaalgoespantoso:“gos- toquandoalgodáerrado”,e explica: “é quando a gente precisa se superar. Airton Senna dizia isso, que ten- preparar um evento para 500 pessoas. Tudo pronto, lá foi o arroz para o fogo, mas quem diz de ele co- zinhar. “Chegou o horário de servir e nada, o povo começou a ir pra fila pra comer e nada. Fizemos o que pudemos e botamos o arroz na mesa. Ninguém comeu nada. Quando nos demos conta o arroz era João da Silva Motta se tornou célebre como o ChefeMotta,umexcelente cozinheiro que acredita ter recebido um dom através das mãos. Assim como al- gumas pessoas usam as mãos para tocar gaita, o que ele não consegue fazer, ele sabe cozinhar, e muita gente não, racioci- na. Se é um dom, ele vem de Deus e agradecer por essa graça é o que o faz ser figura comum em eventos beneficentes, em que não cobranadaparaemprestar seu prestígio a causas que considera nobres, como a feijoada do hospital São Sebastião de Turvo. Seu trabalho começa semprenavéspera,quando cerca de 80% do trabalho é feito. É é muito trabalho. Tendo como média cem gramas de feijão por pes- soa, para satisfazer os 800 Esta história será con- tada como exemplo para quem já passou por uma tremenda saia justa e pensou em desistir da profissão. Saiba que o que não nos mata, pode nos fortalecer. Com nome consolida- do e em ascensão, Chefe Motta certa vez trocou o fornecedor de arroz ao Cozinhar é falar com Deus Arroz ruim pra cachorro tava sempre superar a si mesmo”.Masquandotudo dá muito certo, também é bomdemais.“Quandouma pessoa cozinha apaixona- damente,elaconversacom Deus”, filosofa. Morando em um sítio e oficialmente aposentado, Chefe Motta fez em junho 12 eventos, nem todos be- neficentes, pois também precisa ganhar a vida, em- bora se diga satisfeito com o que tem. pra cachorro, não pra ser humano”, conta ele sobre a situação mais difícil que enfrentou na profissão. E agradece por o fornecedor não estar presente, ou provavelmente cometeria umaloucura.“Dojeitoque eu fiquei, eu matava ele, juro que matava”, diz. Quem nunca passou por uma situação extre- mamente constrangedora esentiuaterrívelsensação de ter que enfrentar o dia seguinte? “Voce faz cem eventos bons, mas basta um fracasso pra perder tudo”, diz o mestre cuca. O jeito é erguer a cabeça e seguir em frente, ensina. A lição é que mesmo os grandes chefes erram, nem por isso eles deixam de ser grandes.
  5. 5. Política Rolando Christian Coelho Geral 5Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 Deputados novatos invadem região C umprindo seus primeiros man- datosnaAssembleiaLegislativa, deputadosRicardoGuidi(PPS), Rodrigo Minotto (PDT) e Clei- ton Salvaro (PSB) não têm perdido tempo quandooassuntoéaampliaçãodesuasbases. Os três parlamentares, que são radicados na região de Criciúma, mas que têm franco acesso aos municípios de nossa região, vêm fazendo sistemáticas visitas políticas aqui no Extremo Sul focados em três objetivos bási- cos: consolidar os espaços já conquistados, ampliar as bases nos municípios onde seus partidos são atuantes, e criar as siglas onde elas não existem. Dos três parlamentares, o que mais tem estadopresenteporaquiéodeputadoRicardo Guidi, que tem construído carreira no rastro de seu pai, o ex-deputado Altair Guidi (PPS). Político das antigas, Altair tem o mapa da movimentaçãopolíticaemnossaregião,oque permiteaRicardoerrarmenos,maximizando seus avanços. No que diz respeito a Minotto e Salvaro, o que se percebe é um maior empenho do segundo em ‘criar partido’. E esta preocu- pação é reflexo justamente do fato do PSB praticamente não existir em Santa Catarina. A sigla ainda é um embrião político em nosso Estado, realidade que não é diferente no Sul catarinense. Já Minotto começou bem seu mandato no que diz respeito às questões partidárias, mas sofreu um golpe da inexperiência que acaboujogandoumbalded’águanotrabalho que o PDT havia começado em nossa região após sua eleição. Em março ele e o ministro do Trabalho, Manoel Dias, anunciaram que haviam articulado e conseguido liberação da licença ambiental para que a Serra do Faxi- nal, em Praia Grande, pudesse ser asfaltada. O anúncio foi feito com grande pompa, mas acabounãoseconfirmando.Apartirdeentão pairou uma névoa de desconfiança sobre o PDT, que, aliado a outros fatores, engessou o trabalhodopartidoporumbompardemeses. Não é tarefa fácil para nenhum dos três jovens líderes abrir espaço em meio às estru- turas políticas já consolidadas. No entanto, nenhum têm se omitido ao desafio, o que é sinal de que estão dispostos ao trabalho. A bem da verdade, quanto antes conseguirem consolidar suas bases, melhor para a região, pois ajudarão a encurtar ainda mais o cami- nho entre o Extremo Sul e o poder central do Estado, colaborando de maneira mais rápida para a resolução ou o encaminhamento de nossas demandas. Moradores querem rua Reivindicação > ARARANGUÁ Moradores da área de terra si- tuada no limite geográfico entre o Loteamento Pai- querê e Balneário Morro dos Conventos, situada há aproximadamente dez quilômetros do Centro da cidade, querem a abertu- ra de uma estrada entre as duas localidades. O pedido será apre- sentado a Câmara Muni- cipal pelo vereador Kila Ghellere. No final de semana passado,membrosdoPro- jeto Orla, que discutem a ocupação, zoneamento, preservação e desenvol- vimento sustentável do litoral araranguaense, estiveram no local, onde ainda existem os resquí- cios de uma antiga rua que fazia a interligação viária entre Morro dos Conventos e Paiquerê. A reabertura do caminho, porém, foi descartada. “Moradores me infor- maram que nesse ponto havia rede de ilumina- ção pública, mas está há muitos anos desativado. A passagem não existe mais”, comentou Kila. Na sua opinião, o Poder Público Municipal precisa encontrar uma maneira de viabilizar uma nova ligação viária entre Morro dosConventosePaiquerê. Por questões ambientais, o trânsito de veículos pela praia é proibido pelo Mi- nistério Público Federal. Com isso, os moradores dessas duas comunidades só possuem ligação viária entre si pela rodoviaARA- 227. “Isso gera transtor- nos, oferece como única alternativa de tráfego um grande contorno e au- menta a possibilidade de acidentes. Outra conse- ³Espaço é considerado de preservação e está fechado Jusa confirmado PP de Sombrio confirmou a eleição do ex-prefeito Professor Jusa para o comando municipal do partido, em convenção reali- zada na sexta-feira à noite. Jusa pregou a união partidária e a busca da ampliação do leque de alianças como forma de retomar o comando da Prefeitura Municipal no pleito do ano que vem. Ele é um dos cotados do partido para uma nova disputa, a exemplo de outros nomes, como os empresários HélioMatos,AdemirCardoso,CristianRosa e Mário César Silvério. O PP almeja, em princípio, uma aliança com PSD, PSDB e PT. O PSD, que esteve com os progressistas em 2012, hoje está aliado ao governo do prefeito Zênio Cardoso (PMDB). PSDB e PT estão à disposição do mercado eleitoral, à procura da melhor coligação. Doze metas Presidente do PDT de Sombrio, Celso Rogério de Souza, diz que seu partido irá elaborar um plano de 12 metas para apre- sentar a sociedade neste segundo semestre. Estas metas estarão ligadas a um projeto de desenvolvimento para o município, focadas principalmente na geração de emprego e renda, como também na proteção do meio ambienteenodesenvolvimentosustentável. Para a elaboração das metas, Celso ressalta que serão ouvidos os filiados da sigla em um evento específico para tratar do assunto. “Temos discutido muito questões ligadas ao crescimento de Sombrio e as ações que podem colaborar para que o município se consolide de vez. O que queremos agora é colocar tudo isto no papel para tornar oficial nossas intenções”, comenta o presidente. Sem perspectivas PSDB catarinense está sendo franca- mente prejudicado pela crise econômica nacional. Partido já tem a promessa de ingressar de mala e cuia no governo de Raimundo Colombo (PSD), no entanto, a máquina governamental, por ora, não tem como suportar o aumento de custo de sua estrutura. Por conta da retenção nas despe- sas e do explícito corte de custos, os tucanos permanecem apenas no aquecimento. Um dos grandes prejudicados com isto é o su- plentededeputadoestadualDóiaGuglielmi (PSDB),quemantémaesperançadeocupar umacadeiranaAssembleiaLegislativa.Para isto, um dos atuais deputados do PSDB precisaria ocupar uma Secretaria de Estado ou autarquia. O problema é que além de não abrir espaços, Colombo tem é cortado muitosdosqueexistem.Pelospróximosoito meses, aliás, nada deverá mudar. Morro Grande PMDBdeMorroGrandetempressionado ex-prefeito Ênio Zuchinalli para que assuma sua condição de pré-candidato ao executivo ano que vem. Ênio tem dito que está fora do processoeapontaseufilhoSamuelZuchinalli comoonomealternativoparaenfrentarasur- nascontraoatualprefeitoVadoRocha(PSD). Os peemedebistas, no entanto, não parecem dispostosaquerercorrerriscos.Internamente Ênio desponta como nome consensual da sigla, reflexo direto do empreendedorismo com que conduziu seu município por dois mandatosconsecutivos.Todavia,oex-prefeito diz estar focado nas atividades empresariais dafamília,queacaboudeixandoemsegundo plano depois que foi eleito pela primeira vez em 2004. Aliás, não é incomum empresários que já foram prefeitos nunca mais quererem saber de política. Dizem que o prejuízo é irrecuperável. quência dessa falta de op- ções viárias, é o prejuízo a econômico, pois muitas pessoas que visitam esses locais desiste de chegar ao outro devido a distância. Ou seja, essa carência afeta diretamente mora- dores e empreendedores”, argumenta o vereador. O empresário Ronal- do Fadanelli, o Nado, pro- prietário de uma pousada no Morro dos Conventos, lamenta a situação. “A falta de ligação viária pelo interior dessas duas comunidades balneárias ocasiona uma série de transtornos. Temos que nos mobilizar e cobrar uma solução. O problema persiste há anos”, afir- mou. Para o empresário José Luiz Eckert, que pos- sui residência no Morro dos Conventos, o muni- cípio tem que pensar em preservar, mas não pode esquecer de incentivar o progresso. “Há anos so- fremos com a inexistência de uma rua que ofere- ça acesso entre as duas localidades. Com essa situação perdem os mo- radores, empreendedores e turistas. Infelizmente o direito de ir e vir está sen- do desrespeitado”. Quem também defende a criação de uma via pública direta entre às duas praias é o empresário Vunivaldo Minotto, morador do Lo- teamento Paiquerê. “Inú- meros motivos justificam esse pedido. Para mim o principal deles está asso- ciadoasegurançapública. Hoje existe apenas uma rua de acessoà rodovia. Imaginem se ocorresse um infortúnio num des- ses eventos do Morro dos Conventos, como é que às pessoas poderiam deixar o local?”, advertiu.
  6. 6. Fundado em 5 de Junho de 1990 - Dia Mundial do Meio Ambiente Jornalista Rolando Christian Sant’ Helena Coelho - Fundador Jornal Correio do Sul Publicações legais: Tomaz Fonseca Selau l48l 9985.8573 tomaz@grupocorreiodosul.com.br Financeiro Joice Ramos l48l 8802.5883 financeiro@grupocorreiodosul.com.br Comercial: Igor Borges l48l 9968.6084 comercial@grupocorreiodosul.com.br Diretor Geral Jabson Muller l48l 9955.5313 jabsonmuller@grupocorreiodosul.com.br Diagramação/Arte: Cristian Mello l48l 3533-0870 correiodosul@grupocorreiodosul.com.br Sul Gráfica Junior Muller l48l 9931.4716 sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br Redação: Marivânia Farias l48l 9995.9290 editor@grupocorreiodosul.com.br Política: Jarbas Vieira l48l 9966.5326 jarbas@grupocorreiodosul.com.br Radio 93FM Cássia Pacheco l48l 9912.9588 radio93fm@grupocorreiodosul.com.br Circulação/Assinatura l48l 3533.0870 assinaturas@grupocorreiodosul.com.br Rua João José Guimarães,176, Centro - Sombrio/SC - Fone: (48) 3533 0870 Editora: J. R. Pereira - ME CNPJ 17.467.695/0001-19 C.S. Empresa Jornalística LTDA. Geral6 Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015
  7. 7. ³Mulheres que se dedicam a produção de artesanato com fibra se organizam ³Objetos produzidos com fibras de bananeira e taboa Geral 7Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 Ideia por Daniel K. Guolo e Julian Clezar Interativa ideias@iocus.com.br www.iocus.com.br Deixa que o meu sobrinho vai fazer de graça Porque é importante investir em design? Nas propagandas atuais de TV se fala muito de Design, o design do carro, o design da cafeteira, indicando a forma que tal produto possui, e por isso muitas pessoas acabam confundindo o design apenas como desenho. Resumidamente, Design é projeto, pesquisa anseios e necessidades do público, diagnostica o problema, encontra uma solução com uma ou mais ideias para entregar um produto e/ou serviço. Tudo que está em sua volta há design: cadeira, celular e seus aplicativos. Um mundo de coisa que interage com todos os sentidos: Visão, olfato, áudio, paladar e toque. “E qual o benefício do uso do Design na minha empresa?” Sem demagogia ou hipocrisia, são muitos benefícios, a começar pela imagem corporativa da empresa. O público consegue visualizar a personalidade da marca, vendo se ela é moderna ou tradicional, divertida ou séria, isso gera reconhecimento que evita custos desnecessários com marketing e agrega valor a marca. Aumenta competitividade destacando-se no mercado sobre a concorrência. A utilização do design no processo da empresa, ajuda gerenciar novos projetos, otimização de tempo, criação de novas oportunidades de mercado, contribuindo para modernidade da empresa. É notório e mútuo o uso do design em nosso escritório (Iocus). Utilizamos tanto na imagem da nossa marca, mas principalmente no processo de nossos trabalhos. No processo conseguimos identificar problemas de nossos clientes e encontrar solução na qual eles até então não enxergavam. Tal fato que hoje sempre discursamos: “Não vamos fazer o que você (cliente) quer, mas sim, o que você precisa”. Pesquisas internacionais apontam que a cada 1 dólar investido em design, há 5 dólares de retorno. Como todo investimento, o retorno vem de médio á longo prazo, mas satisfatório. Não deixa qualquer um fazer, procure alguém especialista, trará modernidade e prosperidade a seu negócio. Na segunda reportagem sobre o projeto financiado pelo Governo Federal, o Correio do Sul mostra a influência dos parques na região Crescer e Preservar denominada Caminho dos Cânions, formam uma área com a maior concen- tração de cânions do país e contam com verdadeiros ícones da natureza, de relevância internacional, como o Cânion Fortale- za, inclusive almejando a candidatura a Geoparque da Unesco.Neste contexto encontra-se a pequena cidade de Praia Grande, localizada aos pés desses grandes Cânions, com sua cultura,seuscostumes,seu passado, presente e futuro ligados diretamente a na- tureza dessas Unidades de Conservação. Muitas famílias que viviam no entorno do Par- que Nacional Aparados da Serra deixaram suas casas, pequenas proprie- dades familiares, pela di- ficuldade de encontrar alternativas sustentáveis de renda que estivessem de acordo com as regras ambientais e que fossem economicamente viáveis. Desafios para vencer entraves ao turismo > PRAIA GRANDE Oprojetoparaestru- turar, qualificar e promover um roteiro de turismo comunitário em Praia Grande, valorizando os produtos no entorno dos Parques Nacionais Apa- rados da Serra e Serra Geral, surge a partir dos estudosrealizadospelaCâ- mara Técnica de Fomento ao Turismo nos Parques Nacionais, para elabora- ção do Plano de Turismo, realizado em parceria com o Ministério do Turismo, Sebrae, Instituto Chico Mendes da Biodiversida- de (ICMBio) e Associação Brasileira das Empresas deEcoturismoeTurismode Aventura,trabalhoesteque foi concluído em fevereiro de 2014. O Plano de Turis- mo constatou a necessida- de de realização de ações que envolvessem a cadeia produtiva do turismo e as Unidades de Conservação, que promovessem a cul- tura da sustentabilidade, disponibilizando estudos e informações sobre o tu- rismo, e adotando boas práticas empresariais. Os estudos confirma- ram que o artesanato, a agroindústria e os movi- mentos culturais consti- tuem alternativas de de- senvolvimentoeconômicoe sustentável de grande po- tencialidade para a região. Os Parques Nacionais Aparados da Serra e Serra Geral localizados no extre- mo sul catarinense,região Marivânia Farias Essa migração acentuou negativamenteodesenvol- vimento do município, que no ano 2000 contabilizava 7.286 habitantes e em 2007, 7.120. O decréscimo está fortemente associado ao setor rural. Durante esse período o crescimen- to da população urbana foi de 5,3%, enquanto a população rural diminuiu em 11,1%, segundo dados apresentados no Atlas do DesenvolvimentoHumano no Brasil e IBGE em 2010. Diante disso, está bem definido o grande desafio de Praia Grande: convi- ver em harmonia com os parques, preservando e gerando trabalho e ren- da com sustentabilidade. Especificamente na zona de amortecimento do Par- que Nacional Aparados da Serra, foram identificadas 90 pessoas (com uma mé- dia de 4,09 pessoas por família - 22 famílias) que ainda cultivam em suas terras e que mantêm viva aculturadascomunidades do entorno dos cânions. Em seus costumes está o artesanato tradicional, feito com matérias-primas naturais, especialmente de bananeira e também da taboa, vegetação típica da mata que cerca as Uni- dades de Conservação. As mulheres dessas famílias dividem seus dias entre os afazeres domésticos e a produção do artesanato.
  8. 8. Entretenimento Novelas - Horóscopo - Diversão Cruzadinha Novelas Além do Tempo -18h I love Paraisópolis -19h Babilônia -21h G aboorientaEsterareforçarasegurançadasuacasaaodes- cobrirqueGregoestevelá.SorayaeGabocomentamsobre amortedeTiago,eJúniorescutaaconversadosdois.Gabo vai até Paraisópolis e avisa a Grego para se afastar de sua família. Clarice exige que Mari fique longe de seus filhos e acusa a me- nina de estar interessada apenas no dinheiro deTomás. Izabelita confundeMaricomSorayaeaquestionasobreamortedeTiago. A riel consegue resgatar Emília do incêndio, mas a casa fica destruída.Vitória torce para que Emília não tenha resistido ao incêndio. Gema e Chico cuidam de Emília, que pede para a amiga olhar por Lívia. Bento conduz Vitória à antiga casa de Bernardo e Emília. Botelho aconselha Gema a conversar com Lívia sobre o estado de saúde da mãe. Melissa visita o convento com Felipe e os dois assistem à partida de Lívia para Santarrosa. Bento mostra interesse por Anita. Emília delira de febre. B eatriz e Murilo entram no apartamento de Evandro, que consegue imobilizar o suposto assaltante. Inês vai com a políciaatéoapartamentodeEvandroedesconfiadahistória contada por Beatriz. Beatriz descobre que o rapaz que a acom- panhava não era Murilo. Murilo se enfurece quando Olga avisa querepartirá odinheiro daindenização deseu ex-maridoentre seus dois filhos. Gabi convenceValeska a aceitar Osvaldo como funcionário. Zélia comunica a Ivete que Filó venderá o salão. Rapidinhas Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 Áries 21/03 a 20/04 Simplicidade e humildade são as palavras-chave deste domingo aos arianos. É o momento de reconhecer o que você precisa melhorar em termos emocionais e de saúde. Podehaverfavorecimentoparaosseusprojetosdetrabalho. Leão 21/07 a 20/08 Sagitário 21/11 a 20/12 Lua e Vênus se encontram no setor profissional dos sa- gitarianos. É um momento em que tende a olhar para o trabalhoeacarreiracommaisânimoeesperança.Poderá obterofavorecimentodemulheresnosetordecarreira. Gêmeos 21/05 a 20/06 Melhorias domésticas e familiares estão estimuladas no atualmomento.Éhoradeseaprimoraremocionalmente e cultivar os vínculos familiares. Alegrias relacionadas à família,àsemoçõesevidaprivada. Libra 21/09 a 20/10 Faça uma profunda reflexão sobre como tem agido emocionalmente. Poderá ser necessário contar com apoio terapêuticoparaatravessaresseperíodo.Éummomentode profundaslimpezaseeliminaçõesemocionais. Aquário 21/01 a 18/02 Perceba a necessidade de eliminar velhas atitudes emo- cionais.Omomentoéimportanteparaacertosligadosàs finanças e relacionamentos. É uma fase que exigira um profundodesapegodosaquarianos. Touro 21/04 a 20/05 Perceba a cura que somente o amor pode proporcionar, taurino. Este é um momento de estar mais consciente de seussentimentoseemoções.Projetoscriativoseprofissionais estão beneficiados. Virgem 21/08a20/09 Nesta segunda temos o movimento de Lua eVênus em seu signo. É um período que estimula uma conexão maiorcomosseussentimentos.Éhoradeaprimoramen- to e discernimento emocional aos virginianos. Capricórnio 21/12 a 20/01 Um momento interessante para projetar viagens e estu- dos.Éhoradecompreenderasnuancesespirituaisenvol- vidasemseusrelacionamentos.Odesenvolvimentodafé eotrabalhointeriordeaprimoramentoestãoestimulados. Câncer 21/06 a 20/07 Excelente momento para conversar mais com as pessoas e estimularointelecto.Asnegociaçõeserelaçõesdocotidiano estão favorecidas. Desenvolva os seus projetos mentais e criativos. Escorpião 21/10 a 20/11 O apoio e o afeto dos amigos é fundamental neste mo- mento.Éhoradeorganizardeumamaneiramaisclaraos seusprojetos.Éumafasequeestimulaapoioserealizações significativas. Peixes 19/02 a 20/03 Hoje é muito benéfico aos relacionamentos piscianos. É um momento que estimula um entendimento maior com as pessoas. Os contatos de trabalho estão favorecidos no atual período. Poderá haver benefícios em questões financeiras e pro- fissionais. É um momento em que tende a se valorizar maisemocionaleprofissionalmente.Desenvolvaosseus potenciais,omomentoéfavorávelparaisso. Solteirice não combina com Nicole Bahls e a beldade deu adeus ao luto pelo fim do namoro com Alessandro Bassane, que anunciou pelo Instagram o rompimento, em maio deste ano. Apesar de insistir em dizer que só trabalha, a apresentadora pode ter um novo affair, dez anos mais jovem, segundo afirma a coluna Retratos da Vida, do jornal Extra. A publicação afirma que a morena de 29 anos está conhecendo melhor o empre- sário Matheus Machado, de 19. O moço, que não é famoso, comanda com os pais uma empresa de semijoias que vai lançar uma linha assinada pela ex-panicat. Os dois se conheceram durante as ne- gociações e Nicole já tem aparecido com Matheus em alguns eventos. Eles foram fotografados juntos na peça 220 Volts, de Paulo Gustavo, e depois foram dançar na última edição do Baile da Favorita, na Zona Sul carioca. A amigos, ela tem dito que está feliz e que não se importa com a diferença de idade entre eles, pois sempre gostou de homens mais novos. Por enquanto a relação não foi assumida por ambos, mas a famíla do rapaz está dando apoio aos dois, segun- do contou uma amiga de Nicole ao jornal.
  9. 9. Geral 9Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 ³farmacêuticos recebem orientação sobre ações Da redação > REGIÃO AGerência de Saúde da Secretaria do Desenvolvimento Regional (SDR) de Araranguá rea- lizou na sexta-feira uma reunião técnica com profis- sionais farmacêuticos dos 15 municípios da região. A pauta da reunião foi à implantação dos POPs (Procedimentos Operacio- nais Padrão) e Comissão de Farmácia, com objetivo de minimizar o processo de judicialização (quando os pacientes vão a Justiça para conseguir medica- SDR discute judicialização na saúde Otimização mentos). O secretário regional Ademir da Silva,o Dema, participou da abertura do encontro e falou da impor- tância da integração entre osfarmacêuticoseaGerên- cia de Saúde visando mais otimização do trabalho, diminuindo o número de pedidos de medicamentos e exames pela via judicial. A Gerência de Bens Judiciais da Secretaria de Estado da Saúde é a responsável pela logística de distribuição dos medica- mentos e insumos judiciais à Regional de Saúde de Araranguá e solicitou que fosse cobrado na íntegra a aplicação dos Procedimen- tos Operacionais Padrão na distribuição dos medi- camentos/insumos da via judicial. “Nosso objetivo é buscar a garantia de que todos os meios propostos pelo Sistema Único de Saú- de (SUS) sejam utilizados pelos profissionais, evitan- do a judicialização desne- cessária e possibilitando o cumprimento daquelas onde realmente necessita”, explica a gerente de Saú- de Patrícia Gomes Jones Paladini. As demandas judiciais de medicamentos e in- sumos é uma atividade desenvolvida em conjunto pelo Estado e municípios, mas coube a Regional orga- nizar os procedimentos ad- ministrativos e as respon- sabilidades que devem ser adotadas nas demandas judiciais de prestação de assistênciaasaúde.“Sendo assim, o intuito da reunião foi para que todos os mu- nicípios participem e cola- borem para que possamos concretizar a padronização dosprocedimentosjudiciais dentro dos parâmetros desejados, conferindo efi- cácia no atendimento aos usuários e a otimização de gastosexcessivosnoscofres públicos”, finaliza Adaia- ne Daros, farmacêutica bioquímica da Secretaria Regional. > REGIÃO Após nove meses de acompanhamento de sua gestão,lideradospeloHos- pital Samaritano de São Paulo em parceria com o Cealag(CentrodeEstudos Leopoldo Ayrosa Galvão) da Santa Casa de São Pauloeacompanhadopela Secretaria de Atenção à Saúde, do Ministério da Saúde, 14 hospitais con- quistam reconhecimento e referência pelo Programa de Apoio ao Desenvolvi- mento Institucional do Sistema Único de Saúde Sob consultoria e acompanhamento do Cealag e do Hospital Sa- maritano de São Paulo, participaramdesteprojeto 14 hospitais filantrópicos de três micro-regiões de SantaCatarina(Criciúma, > ARROIO DO SILVA A administração mu- nicipal do Arroio do Silva vai mobilizar a comuni- dade contra as hepatites virais. Vinte e oito de julho é o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites, por isso, todos os municípios vão intensificar a campa- Hospitais concluem projeto de gestão Mobilização contra as hepatites TubarãoeAraranguá),coma finalidadedeelevarodesem- penhogerencialeamelhoria da qualidade da assistência prestada. Em 24 meses de desen- volvimentodoprojeto,oshos- pitaisforampreparadospara criar um Comitê Regional que possibilite a troca de ex- periências entre as institui- ções da região; desenvolver, implantar e monitorar um roldeindicadoresgerenciais eassistenciais;implementar oplanejamentoestratégicoe parâmetrosdehumanização, além de avaliações periódi- cas por meio de ferramentas da qualidade utilizando-se osquestionáriosdeavaliação do Programa de Controle de Qualidade Hospitalar ou o instrumento do próprio Cealag. ParaLuizMariaRamos Filho, Superintendente de nha e disseminar informa- ções sobre as doenças. Nodia25,sábado,inicia a campanha de mobiliza- ção com o Dia D, quando os postos de saúde estarão abertas durante todo o dia disponibilizando vacinação contra a hepatite B e teste rápido para o diagnóstico da doença. “O objetivo é divul- Responsabilidade Social do Hospital Samaritano de São Paulo, “o objetivo é consolidar a mudança no processo de gestão, impri- mindo-se como consequên- cia o cuidado de qualidade paracomopacientecliente, quesetorna,efetivamente, o centro das atenções”. Culminando com o término do projeto pelo Hospital Samaritano, será realizadanestaterça-feira, naUnesc(Universidadedo ExtremoSulCatarinense), a cerimônia de apresenta- ção dos projetos desenvol- vidos pelos hospitais, além de mesa de debate com os organizadores, Hospital Samaritano de São Paulo, Cealag e Fehosc (Fede- ração das Santas Casas, Hospitais e Entidades Fi- lantrópicas do Estado de Santa Catarina). garotema,principalmente porque hepatite C tem alta incidência na região Sul”,dizacoordenadorada vigilância epidemiológica, Franciele Ramos. No Dia D as Unidades de Saúde Paulo Lupinn (Centro)eMarinhoMiguel deSouza(Erechim)estarão abertas das 8h às 17h.
  10. 10. 10 Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 Publicidade
  11. 11. Geral 11Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 ³Famílias participando de atividades conjuntas ³Trabalhos da Scretaria de Obras recomeçaram > SOMBRIO Aprefeitura de Sombrio retomou já na sexta-feira algumas das obras que estão em andamento na cidade, as- sim que o sol deu seu pri- meiro sinal. “O que temos de coisa para fazer neste ano e meio de gestão não é brincadeira. Então te- mos que aproveitar cada amostra de tempo bom, cada colher de chá que o sol nos dá, para trabalhar e diminuir os transtornos que a população sofre com Sol devolve as máquinas as ruas abertura de buracos para fazerdrenagemeobrasde qualidade”, disse o prefei- to Zênio Cardoso. Além de reparos nos danos causados pelo ex- cesso de água que caiu na região na semana passada,foram reinicia- dos os serviços na rua Caetano Lumertz, no Centro, e os trabalhos nas construções e reformas de quatro postos de saúde e três novas escolas. Mesmo com os mais de 107 milímetros de chuva que caíram em Sombrio, nenhuma casa foi alagada, ninguém pre- cisou deixar sua moradia, Sem Demora Da redação ou erguer móveis, e nem as ruas foram tomadas por cheias, antes comuns a cada período extenso de tempo chuvoso. “Fizemos um trabalho de prevenção com a Secretaria Muni- cipal de Obras, Samae e Defesa Civil, mapeamos e colocamos em relatórios locaisondetínhamosmais problemas e conseguimos limpar valos, canos de esgoto e de drenagem, com isso nenhuma cheia ou reclamação foi regis- trada”,explicouoprefeito. Zênio se mostrou ain- da consciente em relação aos buracos no Centro da cidade, mas usou a frase que tem dito ultimamente e garantiu que eles estão com os dias contados. “Não existe omelete sem quebrar os ovos. É preciso abrir as vias para rea- lizar pavimentações de qualidade e com prazo de validade longo. Conheço cada rua, cada buraco destes abertos e também não gosto de passar de carro por eles, sou cidadão também e ando nas ruas. Todos serão fechados e a cidade, em poucos meses, estará completamente transformada”, garante o prefeito, que lançou em 2014 um pacote com mais de R$ 30 milhões em obras que ele garante terminar até o fim de seu mandato. o > ARARANGUÁ Com o tema: ‘Minha Família, como está?’ Será realizado de 8 a 14 de agosto a 6ª Se- mana da Família de Araranguá. De acor- do com o secretário de Assistência Social e Habitação, Eduardo Chico Merêncio, a sexta edição da Semana da Família terá atividades nas comunidades e enti- dades do município com debates sobre o tema e palestra. A comissão organizadora já reali- zou dois encontros para acertar os detalhes da programação. “O tema nos convi- da a refletir sobre como está a nossa família e o que podemos fazer para manter ou restaurar os laços familiares. Cada dia haverá um assunto a ser debatido e palestras para pais e filhos. Nes- te ano o diferencial é o maior engajamento das entidades”, destaca. A Semana da Famí- lia é amparada pela lei municipal 2890/2010, de autoria do então vereador Eduardo Merêncio, hoje secretário e tem como realizadores o Governo do Município, por meio das Secretarias de Assis- tência Social e Habitação, Educação, Subsecretaria de Cultura, Paróquia Cristo Redentor da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Paróquia Nossa Senhora Mãe dos Ho- mens, Paróquia Sagrada Família, Comunidade Evangélica Cristo é Vida, Colégio Murialdo e Igreja do Evangelho Quadran- gular. Semana da Família já tem programação Programação: Dia 8 – Sábado 9 às 17h – Panfletagem na Praça Hercílio Luz Dia 9– Domingo Dia dos Pais – Cele- bração de abertura da Semana da Família em todas as comunidades e igrejas. Durante a semana nas famílias, escolas, entidades e demais órgãos públicos serão abordados os temas: Dia 10– Segunda-feira O Amor é a nossa missão. A família plena- mente viva Dia 11 – Terça-feira Pais saudáveis, filhos felizes. 19h30min – Palestra com Gustavo Balbinot, com o tema Espiritu- alidade do cuidador: caminho da animosi- dade – pais saudáveis, filhos felizes. Dia 12 – Quarta-feira Diga Sim sempre que possível; Não quando necessário; Dia 13– Quinta-feira Pais, Filhos e Outros Dia 14 – Sexta-feira Restaurando os Laços Familiares.
  12. 12. Publicidade12 Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015
  13. 13. Geral 13Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 ³Casais levaram animal de estimação, filhos e netos, e muita gente participou Da redação > ARARANGUÁ “Se a Praça Castro Alves é do povo, como o céu é do avião”, Domingo é dia de ir para a praça canta o compositor baia- no Caetano Veloso, o mesmo já se pode di- zer da Praça Hercílio Luz, em Araranguá, que neste domingo foi tomada pela população, em mais uma Tarde na Praça. Pessoas de todas as idades marcaram presença no evento realizado ontem pelo gabinete do prefeito Sandro Maciel e com o apoio organizacional das agências Aspekto Comunicação e Gálatas Mídias e Eventos. Em cada canto da praça havia um atrati- vo gratuito para crian- ças, jovens, adultos e idosos se divertirem com mesa de pacal,pião, amarelinha, taco, bara- lho, futebol, voleibol, just dance, piscina de bolinhas, cama elásti- ca, ouvir boa música e o mais importante, reu- nir a família, conversar e rever amigos. “Aqui a gente vê o prefeito brin- cando com as crianças e jovens. Isso é raro em nossa região. Espero que continue cada vez melhor”, avaliou o casal Roseli e Donato, que estava acompanhado da filha Mariluci, genro e as netas Lara e Laris- sa. Num outro canto da praça, jogando dominó com o filho Luan, estava dona Mara Baltazar, que demonstrou sua alegria. “Pra mim um sonho realizado, de ver as famílias reunidas na praça aos domingos”, comentou. Nem mesmo os ani- mais de estimação fi- caram em casa, prova disso foi o casal Osmar e Eva, que levou o cão Sami para passear na Praça Hercílio Luz. “ Ele também merece um passeio neste dia ma- ravilhoso”, disseram. O policial militar Agui- naldo Mateus também estava satisfeito com a família na praça e fez questão de parabenizar o prefeito pela inicia- tiva. “Essa atitude é muito legal, sempre que pudermos estaremos aqui”, disse. O diretor da agência Aspekto Comunicação, José Felisberto Pereira, agradeceu ao gabine- te do prefeito Sandro Maciel por convidar as agências Gálatas e Aspekto para serem parceiras desta inicia- tiva. O prefeito, ao lado da esposa Rose e dos fi- lhos estava eufórico com mais uma edição do Tar- de na Praça. Sandro foi o articulador de várias brincadeiras, partici- pando com as crianças, jovens, adultos e dando atenção aos idosos do Lar São Vicente de Pau- lo que lá compareceram. A Tarde na Praça deste domingo, 19, teve a participação de várias pessoas voluntárias que se propuseram a aju- dar nas atrações cultu- rais, como os cantores Jonas Soares, Jervis Paim, Gabriel e Tadeu da harmônica,com a sonorização do Cláudio Benevenuto e alegria dos palhaços Docinho e Salgadinho, entre ou- tros. No próximo domin- go, a organização será da Procuradoria Jurídi- ca da prefeitura.
  14. 14. Publicidade14 Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015
  15. 15. Polícia 15Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 ³ - Uma guarnição da Polícia Militar de Maracajá realizava rondas e abordou um ve- ículo. Ao ser consultado o nome do condutor no sistema foi verificado que ele possuía antecedentes criminais e que estava com mandado de prisão em aberto. O motorista foi encaminhado a Central de Polícia. ³ - Uma guarnição da PM do Arroio do Silva foi acionada para atender uma ocorrência de furtoaresidência.ACentraldeEmergência(190)recebeuinformaçõesquedeumhomem havia furtado uma casa e ainda estaria por perto. A guarnição efetuou buscas e abordou um rapaz que estava com várias peças de roupas, e possuía as mesmas características passadas pela vítima, que o reconheceu, e era seu ex-genro. O rapaz disse que teria ido buscarsuasroupas,porémlevousomenteasroupasdoex-cunhado,filhodadonadacasa. ³ - A PM do Arroio realizava rondas no bairro Jardim Atlântico quando abordou um mo- tociclista em atitude suspeita. Ele conduzia uma Yamaha sem habilitação e estava com 2 gramas de maconha. ³ - Os bombeiros de Araranguá tiveram muito trabalho na madrugada de sábado, no Arroio do Silva. Dois incêndios aconteceram quase que simultâneos. O primeiro atingiu uma casa mista localizada na Praia da Meta, que estava vazia. Pouco depois, por volta de 2h30min da madrugada, mais uma casa pegou fogo. Esta pertence ao vereador Dionei de Souza Teixeira, o Moranguinho. O fogo atingiu aproximadamente 42m² do imóvel e ninguém se feriu. RondaPolicial ³Polícia Militar queimou drogas apreendidas durante as rondas e operações Da redação > ARARANGUÁ APolícia Militar de Araranguá inci- nerou, nas dependências da Renovadora de Pneus Irmãos da Estrada, as substâncias tóxicas apre- endidas nas suas ocorrên- cias envolvendo termos circunstanciadosporposse de drogas. PM incinera drogas apreendidas Foram realizadas mais de 50 apreensões no primeirosemestrede2015 comusuáriosdedrogasna região do 19º Batalhão de Polícia Militar (19°BPM). Outra ação da Polícia Militar resultou em bene- fícioparaaCasa-LarIrmã Carmen. Uma aparelha- gem de som apreendida pela PM em ocorrência de perturbação foi liberada judicialmenteembeneficio da instituição. Na tarde de quinta- -feira,a seção técnica de Gestão do Sistema Inte- grado de Segurança Pú- blica (SISP), em cumpri- mento à determinação judicial, fez a entrega de uma aparelhagem de som apreendida em um termo circunstanciadodepertur- bação do trabalho ou sos- sego alheios ao diretor da Casa-Lar João Izé Rosa. > ARARANGUÁ Apesar da duplicação da BR 101, as estradas da região continuam pro- vocando muitas mortes. A última vítima foi regis- trado no acesso ao bairro > PASSO DE TORRES O posto da Cidasc de Passo de Torres, loca- lizado ao lado da ponte Homem morre no trecho antigo da BR Ataque ao posto da Cidasc Barranca, em Araranguá, no trecho antigo da BR 101. O acidente aconteceu por volta das 13 horas de sábado, envolvendo um Fiat Uno Mille com placas IKU 3427 de Araranguá, que trafegava da Barranca em direção a rodovia. Ao entrar na pista, o automóvel cortou de concreto, foi atingido com pedras na noite sexta- -feira. O fato seria apenas um ato de vandalismo de adolescentes, não fosse o fato do fiscal que estava no local na hora ter recebido a frente de um caminhão que trafegava no sentido sul/norte. O Fiat foi atin- gido em cheio e jogado do outro lado da pista. O motorista Ademir Hess- mann,de55anos,morreu na hora. Havia um pas- sageiro com Ademir, que sofreu ferimentos leves. ameaças de morte em um papel. A polícia investiga o caso, já que a mulher do fiscal também é fiscal, só que do meio ambiente, em Torres.
  16. 16. Mot:Faltadepagamento;Ced:CANTOMATERIALDECONSTRUCAO LTDA; Sac:CANTOMATERIALDECONSTRUCAOLTDA; Tit:15;Apr: FCDL;VEN:28/12/2011;Esp:DuplicatadeVendaMercantilporIndicação; Val:R$340,00+JurosLegais(1%a.m.);Emol.:R$46,96.Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - ConduçãoR$5,71-DigitalizaçãoR$0,00- TotalEmolumentosR$46,96. Prot:136903;Devedor(es):TEREZINHAELIDASILVA-829.402.660-34, End:Av.AlvimManoelCardoso,S/N,Sombrio;Tip:Normal; Mot:Faltade pagamento;Ced:UNICREDSULCATARINENSE; Sac:SANDROTUR COMERCIALEAGENCIA; Tit:EKO708704;Apr:BANCOBRADESCO SA ; VEN: 01/07/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 131,95 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 70,13. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 14,18 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 70,13. Prot: 136852; Devedor(es): VERA LUCIA BARBOSA DA SILVA - 409.863.570-49,End:Rua7,731,BalneárioGaivota;Tip:Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: L.L. ROTH ME; Sac: L.L. ROTH ME; Tit: 415-13 ; Apr: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL; VEN: 05/07/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 820,00 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 70,13. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 14,18 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 70,13. Certifico, para os devidos fins, que o presente edital foi afixado no mural da serventia em: 20/07/2015. Sombrio - SC, 20/07/2015 -ARLINDO EDÍLIO DAROSA 16 Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 Publicações Legais ATO 004/CP/MS/ED1/15/ADM DEVOLUÇÃOTAXADE INSCRIÇÃO CONFORME RETIFICAÇÃO 003 DO EDITAL CARGO AUXILIAR DE ENSINO INFANTIL O PREFEITO MUNICIPAL do município de Sombrio, Estado de Santa Catarina, no uso de suas atribuições legais, juntamente com a Comissão Municipal de Concurso Público, de acordo com a Retificação 003 do edital: RESOLVE: Após análise das legislações Municipais e Federais, por unanimidade, decide que para exercer o cargo de auxiliar de ensino infantil, o candidato deverá ter habilitação mínima em ensino médio na modalidade magistério/normal, nos termos do Anexo III-A, da Lei Municipal 1.416/03, e dos artigos 62 e 63, inciso I, da Lei Federal nº 9.394/96, conforme retificação nº 03 do edital. Para os candidatos que já efetuaram o pagamento da taxa de inscrição e não se enquadram mais no requisito acima, terão suas inscrições canceladas e poderão requerer o valor pago da EDITAL DE INTIMAÇÃO ARLINDO EDÍLIO DA ROSA, Titular do TABELIONATO DE NOTAS E PROTESTOS DE TÍTULOS desta Comarca de Sombrio, situado na Av. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48) 3533-0318 - CEP 88960-000, atendimento das 08:00h - 12:00h e 14:00h - 18:00h, faz saber na forma da Lei aos que o presente EDITAL virem, que se encontram nesse tabelionato para serem protestados, decorrido o prazo legal de 03 (três) diasúteis,pornãoteremsidoencontradosnosendereçosfornecidos,ou por se recusarem a tomar conhecimento, os títulos cujos responsáveis estão abaixo discriminados. Ficam esclarecidos, também, de que nesse mesmo prazo poderão apresentar resposta escrita, que não impedirá a lavratura do protesto. PROT. APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ Prot: 136936; Devedor(es): AGENOR FELICIANO DA CRUZ - 036.549.549-28, End: Rua Demétrio José Coelho, sn, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: M.C.C. MATERIAIS DE CONSTRUÇÃOLTDAME; Sac:M.C.C.MATERIAISDECONSTRUÇÃO LTDAME; Tit: 850/17 ;Apr: BANCO DO BRASILSA; VEN: 10/07/2015; Esp:DuplicatadeVendaMercantilporIndicação; Val:R$445,00+Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 46,96. Prot: 136870; Devedor(es): FLAMARION DE BORBA COELHO - 02.750.141/0001-57, End: Rua José Joaquim Cardoso, 870, Sombrio; Tip:Normal; Mot:Faltadepagamento;Ced:BANCOCOOPERATIVO SICREDI SA; Sac: JOAO DE MATOS PEREIRAEIRELI; Tit: 29984/01 ; Apr: BANCO BRADESCO S A ; VEN: 30/06/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 1.533,33 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 46,96. Prot:136940;Devedor(es):MARIANAPEREIRAZITTO-052.182.569-51, End:ruaI,20,BalneárioGaivota;Tip:Normal; Mot:Faltadepagamento; Ced: COTIPEL COM TINTAS PEÇAS LTDA; Sac: COTIPEL COM TINTASPEÇASLTDA; Tit:20265-175230/02;Apr:BANCODOBRASIL SA; VEN: 07/07/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val:R$152,00+JurosLegais(1%a.m.);Emol.:R$46,96.Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - ConduçãoR$5,71-DigitalizaçãoR$0,00- TotalEmolumentosR$46,96. Prot:136847;Devedor(es):RAQUELFONTANAARAUJO-027.197.739- 64, End: Rua K, S/N, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento;Ced:ESEBOLDDASILVAME; Sac:ESEBOLDDASILVA ME; Tit: 938 ; Apr: FCDL; VEN: 13/07/2015; Esp: Duplicata de Venda MercantilporIndicação; Val:R$591,20+JurosLegais(1%a.m.);Emol.: R$ 75,28.Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 19,33 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 75,28. Prot: 136931; Devedor(es): ROSANE BECKER LAMARCK - 454.101.350-91, End: Rua Emanuel Wurffel, 97, Sombrio; Tip: Normal; Estado de Santa Catarina Prefeitura Municipal de Sombrio Edital n.º 001/2015 de CONCURSO PÚBLICO ANEXO VI REQUERIMENTO DE VALOR PAGO CARGO AUXILIAR ENSINO INFANTIL Eu ______________________________________________________, portador do documento de CPF nº ____________________, inscrito no Concurso Público – Edital 001/2015 da Prefeitura Municipal de Sombrio, residente e domiciliado a Rua/Av._____________________________________________________________ _____ nº____, Bairro___________________, Cidade____________, Estado____, CEP____________. Venho REQUER a Vossa Senhoria DEVOLUÇÃO do valor pago da taxa de inscrição do cargo de Auxiliar de Educação Infantil, inscrição número: ________________________, por não atender a retificação 003 do edital. Informo que o valor pago a maior a ser devolvido é de R$ _____________ e deve ser depositado na seguinte conta bancária: Banco: ___________________________________________________________________ [ ] Conta em seu Nome [ ] conta de terceiro Titular da Conta: ______________________________________________________________ Número da Agência: ___________________________________________________________ Número da conta: _____________________________________________________________ Tipo da conta: [ ] corrente [ ] Poupança – número da operação __________ Nestes Termos firma a presente declaração e Pede Deferimento do requerimento _________________, ______ de ____________ de 2015 (local e data) _______________________________________ Assinatura do Declarante/Requerente Estado de Santa Catarina Prefeitura Municipal de Sombrio Edital n.º 001/2015 de CONCURSO PÚBLICO ANEXO VI REQUERIMENTO DE VALOR PAGO CARGO AUXILIAR ENSINO INFANTIL Eu ______________________________________________________, portador do documento de CPF nº ____________________, inscrito no Concurso Público – Edital 001/2015 da Prefeitura Municipal de Sombrio, residente e domiciliado a Rua/Av._____________________________________________________________ _____ nº____, Bairro___________________, Cidade____________, Estado____, CEP____________. Venho REQUER a Vossa Senhoria DEVOLUÇÃO do valor pago da taxa de inscrição do cargo de Auxiliar de Educação Infantil, inscrição número: ________________________, por não atender a retificação 003 do edital. Informo que o valor pago a maior a ser devolvido é de R$ _____________ e deve ser depositado na seguinte conta bancária: Banco: ___________________________________________________________________ [ ] Conta em seu Nome [ ] conta de terceiro Titular da Conta: ______________________________________________________________ Número da Agência: ___________________________________________________________ Número da conta: _____________________________________________________________ Tipo da conta: [ ] corrente [ ] Poupança – número da operação __________ Nestes Termos firma a presente declaração e Pede Deferimento do requerimento _________________, ______ de ____________ de 2015 (local e data) _______________________________________ Assinatura do Declarante/Requerente seguinte forma: a) Preencher o requerimento do anexo I deste ato, informando o número do banco, agência e da conta corrente para devolução do valor. b) Protocolar o requerimento na Prefeitura Municipal de Passos Maia ou enviá-lo através das agências dos correios com SEDEX/ AR para Prefeitura Municipal de Sombrio, Av. Nereu Ramos, 861, Centro, Sombrio – SC, CEP - 88960-000 c) O município fará a devolução do valor pago em até 15 dias após recebimento do requerimento. d) O candidatos que queiram se inscrever em outro cargo deverá solicitar a devolução e se inscrever normalmente para outro cargo e pagar o boleto correspondente. Município de Sombrio – SC, 17 de julho de 2015. Zênio Cardoso Prefeito Municipal
  17. 17. Publicidade 17Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015
  18. 18. 18 Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 Publicidade
  19. 19. Entrevista 19Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 [PeloEstado] - Como foi o primeiro semestre de 2015 para a indústria do estado? Glauco Côrte - Os indicadores mostram desaquecimento das atividades industriais no primei- ro semestre de 2015 comparado a 2014: caíram produção, vendas, exportações, importações e houve perda de ritmo nas contratações. O índice de atividade econômica do Banco Central, que é uma pré- via do PIB (Produto Interno Bru- to) e engloba outros setores, tam- bém mostra retração econômica para Santa Catarina, com queda de 1,77% até maio, contra queda de 2,78% do Brasil. Em igual perí- odo do ano passado estava positi- voem3,78%.Asvendasdocomér- cio varejista ampliado declinaram 7% no período (cresceram 5,6% em 2014) e a produção industrial registrou queda de 7,4% (-0,4% em igual período de 2014). A in- dústria de transformação abriu 12 mil postos de trabalho contra 28 mil no ano anterior. A geração de empregos total, incluindo todas as atividades econômicas de Santa Catarina, ficou em 21 mil contra 61,8 mil em 2014. [PE] - Santa Catarina tem tido resultados melhores que o restante do país. Que índi- ces comprovam isso e o que explica essa diferença? Côrte - A economia de Santa Ca- tarina é mais diversificada, não sendo tão concentrada nos seto- res que sentem impacto maior da crise, como o automobilístico. Por outro lado, temos uma agroin- dústria forte e competitiva. Nosso melhor indicador é o emprego. A indústria de Santa Catarina lide- rou a geração de postos de traba- lho em relação aos demais esta- dos. Até maio foram 12 mil vagas criadas na indústria de transfor- mação. Paraná abriu 3,5 mil, Rio Grande do Sul 7 mil e São Paulo eliminou 24,7 mil empregos. O desempenho de nossa construção civil também está melhor que o do país em termos de emprego (cria- ção de 2,7 mil novos postos até PeloEstado Entrevista GLAUCO JOSÉ CÔRTE O presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) fez, nessa entrevista exclusiva à Coluna Pelo Estado, uma análise do primeiro semestre para a economia catarinense, observando também o cenário nacional. Ainda que comemore as vantagens de Santa Catarina no momento de crise, como a diversificação de sua indústria, ele enumera: “Caíram produção, vendas, exportações, importações e houve perda de ritmo nas contratações”. Côrte acredita que o segundo semestre não será mais fácil e aponta a crise político-institucional como principal causa do agravamento da situação. Para o líder industrial catarinense, “uma recuperação mais consistente da economia em 2016 dependerá da melhoria do ambiente institucional. Outro condicionante será o mercado externo. Se for mais favorável, dará à indústria melhores condições para compensar, com incremento das exportações, as restrições no plano interno”. maio) e no comércio de material de construção. Porém, os indica- dores positivos vêm perdendo rit- mo nos últimos meses. [PE] - No final de 2014 o se- nhor projetou que 2015 seria um ano difícil, porém com uma expectativa melhor por conta da mudança na equipe econômica do governo fede- ral. Como o senhor avalia a situação agora? Côrte - O script para o segundo semestre já está escrito e segui- remos no ritmo atual. O cenário em 2015 se mostrou pior do que o projetado, sobretudo pela gra- vidade da crise política, que está acentuando as dificuldades da economia, como até as agências internacionais de classificação de risco têm destacado. Uma re- cuperação mais consistente da economia em 2016 dependerá da melhoria do ambiente institucio- nal. Outro condicionante será o mercado externo. Se for mais fa- vorável, dará à indústria melhores condições para compensar, com incremento das exportações, as restrições no plano interno. [PE] - Quais as estratégias da indústria catarinense para vencer esse momento? Côrte - Algumas linhas de ação que farão grande diferença para que a indústria possa sair antes da crise: investir na educação do trabalhador, na inovação, na qua- lidade e no desenvolvimento de novos produtos. Tenho insistido que não podemos deixar a crise tomar conta de nós, ou nos roubar a esperança de um futuro melhor. Temos dados que nos animam neste sentido, como a pesquisa sobre os investimentos progra- mados. Nos últimos cinco anos, sempre que perguntamos sobre a finalidade dos investimentos, nos- sos industriais têm dito que estão priorizando inovação, novos pro- dutos, novos processos, qualidade dos produtos, muito mais do que expansão física das fábricas ou da produção. Trata-se de uma estra- tégia inovadora, de quem disputa presença forte no mercado. [PE] - Quais setores estão so- frendo mais e quais estão re- agindo melhor? Côrte - Os que estão sentindo mais a contração são os relacio- nados à cadeia automobilística, no caso de Santa Catarina, autopeças e metalurgia. É o caso, também, de máquinas, aparelhos e mate- riais elétricos, já que o mercado de eletrodomésticos sente a retração do consumo em decorrência de fa- tores como a diminuição e o custo do crédito, o fim dos incentivos fiscais e a elevação dos preços de energia. Máquinas e equipamen- tos também estão com dificulda- des, devido ao baixo nível de in- vestimentos no país. O segmento madeireiro vai bem, com aumen- to nas exportações, favorecidas pela maior demanda dos Estados Unidos e pela desvalorização do câmbio. Móveis também vão bem, assim como as cerâmicas de re- vestimento, que ainda mantêm um bom desempenho. [PE] - Há informações sobre investimentos adiados ou cancelados? Côrte - A pesquisa do Índice de Confiança do Industrial está no nível mais baixo de toda a série histórica. E a confiança é um dos principais componentes para a decisão sobre novos investimen- tos. Certamente, cada indústria está avaliando o respectivo merca- do e aquelas que estão em setores com perspectiva de contração por período mais longo tendem a pos- tergar investimentos. Por outro lado, temos investimentos novos ocorrendo, como o da Aurora, que na semana passada anunciou a aquisição, por mais de R$ 200 mi- lhões, da unidade da antiga Cha- pecó Alimentos. O grupo alemão Netzsch inaugurou, na última sex- ta-feira (17), em Pomerode, uma nova fábrica e o fez como afirma- ção de confiança na filial brasi- leira e na recuperação do Brasil. Em Concórdia, a Viero Móveis inaugurou, no final de junho, uma nova fábrica e contratou mais 70 trabalhadores. A Pamplona tam- bém acaba de inaugurar uma nova unidade em Rio do Sul. São exemplos de que o nosso indus- trial, embora apreensivo, não está esperando a banda passar. Isso vai nos ajudar a sair antes da crise. [PE] - Como a Fiesc recebeu o pacote de concessões do governo federal? Côrte - Como um alento, pois sig- nifica que o governo, finalmente, reconheceu que, sozinho, não dá conta dos investimentos urgentes que o país precisa fazer em infra- estrutura. As linhas gerais anun- ciadas são positivas. Mas há muito a ser ainda definido e nisso pode estar a diferença entre o sucesso e o fracasso das concessões. Elas precisarão conciliar atratividade para o setor privado com tarifas que não retirem competitividade. [PE] - No final de junho a Fe- deração divulgou sua agenda para a infraestrutura e logís- tica. O que o senhor destaca nesse trabalho e qual sua ex- pectativa? Côrte - A agenda contempla uma série de estudos que traçam um diagnóstico da nossa infraestrutu- ra. Os estudos quantificam aquilo que os que circulam pela BR 282, por exemplo, sentem na prática: a situação é grave. Há poucos dias percorri uma parte dessa impor- tante rodovia e fiquei estarrecido com a má qualidade do seu leito. Os custos logísticos no estado são de R$ 0,14 para cada real fatura- do, enquanto a média brasileira é de R$ 0,12 e no exterior, de R$ 0,09. Fica difícil competir. Nossos portos, embora entre os melho- res do país, precisam de investi- mentos para comportar navios maiores, tendência na navegação internacional. Nos aeroportos não é diferente. Avançamos além da simples produção de diagnósti- cos e apresentamos propostas de projetos que precisam de atenção urgente. A presença das lideran- ças políticas, especialmente do Fórum Parlamentar Catarinense, nos deixou animados quanto à possibilidade de Santa Catarina, com apoio do governo do Estado, avançar na solução dos desafios que estão postos. A união de es- forços será fundamental para isso. [PE] - Como está o Movimen- toAIndústriapelaEducação? Côrte - Educação é pré-requisito para o desenvolvimento sustentá- vel. Tenho insistido que educação é o novo nome do desenvolvimen- to. Neste ano, além de estimular os jovens a serem protagonistas no processo de melhoria da edu- cação catarinense, estamos im- plantando em todo o estado as Câ- maras Regionais do Movimento A Indústria pela Educação, uma ex- tensão do Conselho de Governan- ça estadual nas 16 vice-presidên- cias regionais da Fiesc. A iniciativa promove a articulação e a mobi- lização das lideranças locais para priorizar ações para a superação de dois importantes desafios: ga- rantir que todo trabalhador da indústria tenha escolaridade bá- sica completa até 2024 e forma- ção profissional adequada à sua função. As Câmaras contam com a participação de representantes do setor produtivo, dos sindicatos industriais e dos trabalhadores, cujo comprometimento com a causa fortaleceu o Movimento, e da rede pública, além dos jovens embaixadores do programa Co- nexão Jovem. Destaco, ainda, a entrega, junto com o Secretário Deschamps e representantes da Undime (Meri Terezinha Hang) e dos trabalhadores (Ari Alano), ao governador do Estado, Raimundo Colombo, de uma proposta para que o Dia da Família na Es- cola vire lei. A proposta foi aceita pelo governador, que tem na me- lhoria da qualidade da educação uma de suas principais metas. A participação das famílias na esco- la foi tema de campanha do Movi- mento em 2014. Esse ano, a cam- panha começa em agosto e terá o jovem como foco principal. “Não podemos deixar a crise nos roubar a esperança” Andréa Leonora | Foto: Heraldo Carnieri Florianópolis - 20Jul15 CENTRAL DE DIÁRIOS VINTE E NOVE INTEGRADOS DIÁRIOS INTEGRADOS PRESENÇA EM 62% DE SC PeloEstado peloestado@centraldediarios.com.br www.centraldediarios.com.br
  20. 20. SEGUNDA-FEIRA, 20 DE JULHO DE 2015
  21. 21. > ARARANGUÁ Domingo de bom futebol e Cen- tro de Treinamentos Emerson Almeida lota- do. Dois grandes jogos definiram os primeiros finalistas do campeo- nato municipal de Ara- ranguá. Santa Cruz e Cruzeiro proporciona- ram uma grande partida as suas duas fanáticas torcidas que fizeram bonito e muito barulho. Foram marcados seis gols que agitaram o es- tádio lotado. O jogo começou agi- tado e corrido, com as duas equipes buscando os gols e a vitória. Já no início, o meia Guilherme foi derrubado na área e sofreu pênalti. Ele Segunda-feira, 20 de julho de 2015 ³ 43-52-53-72-80CONCURSO 3.835 QUINA 18/07 Sub-20 Araranguaense ³ Atual campeão Santa Cruz está em mais uma final da competição ³ 27-33-37-39-58-60 CONCURSO 1.724 MEGA SENA 18/07 Equipe bateu o Cruzeiro no clássico do bairro e conquistou vaga na decisão do municipal De virada, Santa Cruz está na final mesmo cobrou e abriu o placar para o Cruzei- ro. Mas não deu muito tempo para comemorar, pois Jean sete empatou a partida em um lindo gol. O jogo continuou em ritmo acelerado e Foguinho, o rápido joga- dor, virou para o atual campeão Sant Cruz. Depois Felipe deixou tudo igual no marcador para o Cruzeiro. Na segunda etapa o Cruzeiro se manteve tocando mais a bola. O treinador Almir Gaúcho fez ótimas substitui- ções e colocou no campo Eduardo, Leandro Lele e Luis Henrique. As substituições surtiram efeito e o time do Santa começou a dominar no- vamente o jogo, impon- do seu ritmo. Porém o gol da virada do tricolor do Mato Alto veio so- mente aos 38 minutos da etapa final,quando os nervos estavam a flor da pele e todos sabiam que um erro poderia ser fatal para ambas as equipes. João Simon fez o terceiro para o Santa e Cleder Maciel o Cruzeiro tentou o em- pate de todas as formas, mas quando o árbitro Laguna já estava de olho no relógio, Leandro Lele ampliou o placar para 4 x 2 e deu núme- ros finais a partida, co- locando o atual campeão mais uma vez na grande final da competição. O Santa Cruz mais uma vez disputa a deci- são do campeonato, e o Cruzeiro saiu de cabeça erguida. Mesmo com o placar contra, saiu com o dever cumprido de fazer um grande campe- onato e com todo o time e comissão técnica de parabéns. Pela categoria sub- 20, outro grande jogo, que também definiu o finalista. O União da Coloninha, jogando me- lhor, conseguiu a vitória em cima do Cruzeiro pelo placar de 3 x 2 e também se garantiu na decisão do campeonato deste ano. Agora Santa Cruz pelos titulares e União pelo sub-20, estão es- perando os adversários que saem dos confrontos entre Independente e São José pelos titulares, e Sant Cruz e São José pelo sub-20, que serão definidos no próximo domingo.
  22. 22. 2 Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 ³Reunião define normas para campeonato. > ARROIO DO SILVA O campeonato muni- cipal de bocha de carpê inicia nesta terça-feira. A disputa será re- alizada a partir das 19h15min no Clube 27 de Outubro, em Timbé do Sul. Neste ano foram for- mados 12 times. Após a cerimônia de abertura serão re- alizadas as disputas em cada chave: Bica X Rocinha (Chave A) ; Cachorro Loko X Bar do Boró (Chave B). Os jogos serão realizados dentro de cada chave sendo que quatro times de cada grupo se classificarão para a próxima fase. O Campeonato Mu- nicipal de Bocha é re- alizado pela prefeitura através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte/ De- partamento de Esportes. Os jogos acontecem as terças e quintas-feiras, no Clube 27 de Outubro. Neste ano o homenagea- do que dá o nome a taça é Valmor da Silva. Campeonato de bocha inicia amanhã > JACINTO MACHADO Em comemoração ao aniversário do municí- pio de Jacinto Machado, que neste dia 23, quinta- -feira, completa 57 anos de emancipação político- -administrativa, a Asso- ciação das Voluntárias do Hospital São Roque com apoio da prefeitura, pro- move a terceira edição do Pernaço Esportivo. O evento que é reali- zado no campo do Estádio Municipal Albino Zanat- ta, com início às 14 horas, reúne competidores dos mais diferentes ramos de atividades e visa unir a comunidade em torno do Hospital São Roque, já que as apostas (com Pernaço comemora 57 anos do município os desafiantes) rendem recursos para manter a instituição de saúde e par- te fica com os apostadores. Ainiciativa surgiu em 2013, quando o vice-pre- feito Adelor Emerich viu que numa cidade gaúcha o pernaço fazia sucesso e em Jacinto Machado não está sendo diferente. O valor de uma aposta simples é de R$ 5,00 e com 8 duplos R$ 10,00 e podem ser adquiridos com as voluntárias do HSR. Entre os competi- dores estão as soberanas da Banarroz, mecânicos, primeiras damas, cabelei- reiros, policiais militares, presidentes de associa- ções, músicos, enfermei- ros, empresários, agri- cultores, cooperativistas, professores, contadores e carreteiros, entre outros. “Vale a pena parti- cipar desta ação para ajudar nosso hospital que precisa do apoio de toda a população. Nós, enquanto prefeitura, destinamos anualmente recursos para a manutenção dos serviços do Hospital São Roque, uma instituição que se confunde com a própria história de nosso município, ao longo dos seus 65 anos”, frisa o prefeito Antonio João de Fáveri. Chave A 1- Bica 2- Rocinha 3- PR Financeira 4- Bandah Choperia 5- Bar Simão 6- Os Motora Chave B 7- Cachorro Loko 8- Bar do Boró 9- Cristal 10-Gurita 11- Os Vingadores 12-Amigos dos Arcaro
  23. 23. Política 3Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 Cleder Maciel Atendimento de Quarta a Segunda-Feira. Av Getulio Vargas - Jardim das Avenidas. Lanches- Tabuas- Cachorros quentes. As duas semifinais foram definidas nas penalidades máximas neste domingo no estádio Severo Scaini Final > ARROIO DO SILVA Balneário Arroio do Silva já defi- niu os seus dois finalistas do campeonato munici- pal deste ano. Os dois jogos das se- mifinais foram realiza- dos neste domingo no estádio Severo Scaini e contaram com um grande público,com as torcidas das quatro equipes envol- vidas. Acadêmicos e Ronald estão na final do municipal No primeiro jogo da tarde, Ronald Teixeira Imóveis e Fusão reali- zaram uma partida de igual, mostrando dois times de muita pegada e com jogadores experien- tes em finais. A partida acabou empatada em 1 x 1 no tempo normal.Nas penalidades o Ronald teve mais competência e ganhou de 4 x 1, sen- do a primeira equipe a conquistar a vaga para a decisão. Na segunda partida estavam em campo duas equipes favoritas ao título deste ano desde o início da competição.Aragana e Acadêmicos entraram em campo com toda experiên- cia dos seus jogadores. Os dois times são bastante qualificados. O Aragana é o atual campeão e o Acadêmicos trouxe este ano um time repleto de rodados jogadores. No tempo normal a partida foi digna de se- mifinal e terminou com empate em 0 x 0. Nas penalidades máximas, o Acadêmicos foi melhor e ganhou de 3 x 1, ga- rantindo sua vaga na decisão. A decisão da competi- ção está marcada para o próximo domingo, quando Ronald Teixeira Imóveis e Acadêmicos disputam o título de campeão deste ano. Além da partida que irá apontar o campeão de 2015, ainda haverá o ceri- monial de encerramento, entrega das premiações e presença de autoridades. Esporte Cleder Maciel (48) 9900 3535 esportes@grupocorreiodosul.com.br https://www.facebook.com/cleder.maciel Exemplo Quero aqui parabenizar o time do Santa Cruz, que mais uma vez chega a decisão do municipal. Equipe bem montada, estruturada. Já disse e volto a frisar que o time do Santa já não é mais time, e sim um grande clube das Avenidas, pela estrutura, torcida, diretoria, organização. Quero também parabenizar o exemplo do amigo Binha, do Gil, Danilo e todos do Cruzeiro, pelo belo exemplo que deram neste domingo. Perderam em campo e saíram de cabeça erguida, cumprimentando os atletas adversários. É assim que se faz futebol, nem todos os dias se ganha, e quando se perde tem que saber perder. Eles deram exemplo neste domingo. Parabéns, Cruzeiro, que deu um banho de orga- nização este ano também, chegando as semifinais nas duas categorias. Isso mostra o trabalho realizado e a organização. Polho de parabéns Merecida a classificação do União pela categoria sub-20. O time do Polho passou pelo Cruzeiro e mostrou que o grupo é unido, que joga junto a muito tempo, joga amistoso a muito tempo. É um time vencedor, time a ser batido, pois a vaga na final, diga-se de passagem, vem com muito empenho e dedicação do Polho e sua diretoria. É também o reflexo de um time que está acostumado a a jogar junto. Será que ainda é sorte E ainda ouço gente falando que o Pet está levando sorte no comando do Tigre, que o time está levando sorte nas últimas partidas. Se em sete partidas não perdeu ainda, é porque o cara entende mesmo. O time está em ascensão e agora que venha o Grêmio amanhã. Claro que com os pés no chão, mas que o time mudou de sete jogos para cá, isso é notável que mudou. O time está focado, jogadores que não estavam jogando nada voltaram a jogar, como é o caso do atacante Lucca. Mantendo os pés no chão, trabalhando sério do jeito que estão, focados e com muita vontade, não tenho dúvidas de que o Tigre voltará a série A no ano que vem. Tênis na Polissport Está acontecendo na Polissport o campeonato de tênis, taça Cesta Básica Tia Vena. O campeonato é da 1 Classe, e conta com 39 participantes. A competição iniciou neste final de semana e devido ao grande número de participantes, já foram realizados 12 jogos, num total de 38. Para o mês que vem acontece o campeonato da 2 Classe. Abraços a todos os participantes e organizadores da competição. Máster Ermo perde O time do máster do Brasil do Ermo jogou no último sábado diante do Mistura, e perdeu de 5 x 2. Os dois gols do Ermo foram anotados por Canário e Ezequiel. A equipe jogou com Nori, Bodinho, Cleito, Roni, Luis, Carlos, Lico, Jegue, André, Toti Molha Coco, Canário e Joacir. Ainda entraram no jogo Ramon Abatti, Ratinho, Ezequiel e Bafinho. Próximo jogo do time será diante do Suec de Araranguá. Contrata: A empresa Gato Mia Confecções LTDA, localizada na Rua Padre João Reitz, nº 1184, Bairro São Luiz, Sombrio/SC. Está contra- tando PCD/ Pessoa com deficiência. Interessados, podem comparecer na empre- sa com currículo das 8hrs00 ás 18hrs00. Ou se preferir, encaminhar o currículo por e-mail aline@gatomia.net AC: Currículo PCD.
  24. 24. 4 Correio do Sul Segunda-feira, 20 de julho de 2015 Sombriense Brasileirão Série B Brasileirão Série A Primeira e terceira divisões terminam primeira fase > SOMBRIO Os jogos deste fim de semana en- cerraram duas das três divisões do Campeonato Sombriense de Futebol Amador 2015. Resta ape- nas uma partida da se- gunda divisão para que a competição encerre toda sua primeira fase. E este jogo, entre Ferruja/Bar do Quindão e São Luiz acon- tece no próximo domingo, quando iniciam as quar- tas de final da terceirona. Os jogos da segun- da divisão aconteceram no estádio Antônio José Luchina e tiveram os seguintes resultados: Parque das Avenidas 3 x 0 Meninos da Vila; e Uni- dos de São Pedro 4 x 1 Pa- raíba. Apenas na semana que vem os confrontos da série B se definem. Pela terceira divisão a única partida teve vi- tória do Motivação sobre Made in Japa por 1 a 0. Na série A, após co- meçar o campeonato mui- to mal o Nova Aliança/ Brasil venceu a segunda consecutiva, por 2 a 1 sobre o Made in Jpa, rebaixou o adversário, eliminou o Ipiranga que torcia por um empate e se classificou para as quartas de final. Outro time que esta- va entre a eliminação e a classificação era o Guari- ta/Aceng, que fez 4 a 1 no rebaixado Nova Brasília e pulou para terceira colocação do grupo, ga- rantindo a vaga e jogando a São Luiz para a quarta colocação. Com os resultados do fim de semana os con- frontos ficaram conforme tabela abaixo: Primeira divisão: 1º A - Guarani x Nova Aliança/Brasil - 4º B 2º A - Coruja x 6Caneco - 3º B 1º B - Amja x São Luiz - 4º A 2º B - Esmasil/Latão x Guarita/Aceng - 3º A Terceira divisão 1º A - Retiro/TelhaBrás x São Pedro - 4º B 2º A - Pelada F.C. x Motivação - 3º B 1º B - São José/Amigos do Baixinho x Guarani JR - 4º A 2º B - Sanga Negra B x Campo D’água/Independente - 3º A

×