Jornal digital 4641_seg_06042015

470 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
470
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal digital 4641_seg_06042015

  1. 1. Gaivota GaivaRunningreúne mais de120atletas 17Página Feiranapraçagera negócioseamizades www.grupocorreiodosul.com.br ANO XXIV EDIÇÃO Nº 4.642 SEGUNDA-FEIRA, 6 DE ABRIL DE 2015 R$ 2,00 Grupo 23º 19º Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense PolíciaGeral Geral Devotosfazem caminhadaaooratório doMeninoJesus Presoumdos envolvidosnamorte deempresário Sexta-Feira Santa Passo de Torres Maracajá 11Página 13Página4 e 5Páginas Jacinto Machado 3Página Prefeiturafazplano deaçãocontrao mosquitodadengue
  2. 2. Política Jarbas Vieira Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015 jarbas@grupocorreiodosul.com.br (48) 9966.5326 CHARGEPor:CAZO “Não sei do que se trata, certamente é uma denúncia vazia de alguém mal intencionado, movido, ou por inimizade, ou por motivação política”. Ele disse: ‘ ‘Senador Luiz Henrique (PMDB) sobre a denúncia de que teria usado sua influência para fazer uma paciente “furar” a fila do SUS. Ronaldoquerequiparmelhorosconselhosrurais P refeito de Balneário Gaivota, Ronaldo Pe- reira (PP), esteve reu- nido com o deputado estadual José Milton Scheffer (PP) para solicitar o apoio na obtenção de recursos para aquisição de equipamentos agrícolas para o Município. O pedido teve ori- gem através do debate com os Conselhos Rurais de Desenvolvi- mento Agropecuário do Campo e do Caverá, que ressaltaram a necessidade dos equipamentos para ampliar e melhorar o aten- dimento ao pequeno agricultor. “Iremos tratar junto ao Governo PrefeitodeSombrio,ZênioCardoso(PMDB),tomouumamedida acertada ao promover o retorno do vereador Nego Gomes (PMDB) ao Poder Legislativo. O parlamentar, pela experiência acumulada dos demaismandatos,cumprecommaestriaopapeldeferrenhodefensor doGoverno.Comousemargumento,Negodefende!Àsvezes,chegaa parecerumadvogadoquesenãoconsegueconvencer,tentaconfundir o“júri”mudandoofocodadiscussão.Édojogo,edesdequenãofalte com a verdade, a manobra é válida no calor do debate. Aliás, apesar do outono, o clima na Casa Legislativa esquentou! (48) 3522-3777 e a Secretaria de Agricultura a viabilização dos equipamentos que são fundamentais para dar condições dignas e melhorar a renda dos nossos agricultores”, frisou o parlamentar. Apesar de a Secretaria de Agricultura estar sob o comando do PMDB, com Férias agendadas Prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaini (PSD), já programou período de férias a partir de 17 de abril, quando passará o comando do Poder Executivo ao vice, Fernando Borges (PP). Na mesma data, o peessedista irá inaugurar a galeria de ex-prefeitos do Município. o deputado Moacir Sopelsa, Zé Milton vai aproveitar seu bom trânsito pelo Governo do Estado para atender a demanda. Não é! Disposto a destacar a bem sucedida trajetória do proprietá- rio da agência AM Formaturas, Antônio João Pereira, o Tonhão, o vereador Kila Ghellere (PSB) estará propondo na sessão do dia 8 de abril, quarta-feira, que o empresário seja homenageado com o Título de Cidadão Araran- guaense.Paidecincofilhosefilho de agricultores, Tonhão nasceu em Santa Rosa do Sul e desde os cinco anos de idade teve que trabalhar para ajudar a família. Quando tinha 13 anos começou a trabalhar numa fábrica de mó- veis, atividade que executou por treze anos na mesma empresa. Depois, já em 1975, Tonhão trabalhou junto com seu irmão na Fábrica de Móveis Andremar, empresa da qual era um dos fundadores. Já entre os anos de 1989 e 1990, ele foi presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas deAraranguá.Oempresáriotam- bém chegou a ser presidente do PPdaCidadedasAvenidas,tendo seunomeaventadoparaalgumas disputas eleitorais. Nego em ação! Cotovelo Indicações e nomeações do PSD de Balneário Arroio do Silva para funções na SDR deixaram líderes da sigla em outros municípios um tanto quanto insatisfeitos. Havia um “prévio” entendimento de que estes cargos seriam destinados a outras praças. Problemas a vista para o deputado José Nei Ascari. www.vitaanalise.lablaudo.com.br
  3. 3. Geral 3Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015 que frisou a consciência ambiental. “É uma excelente iniciativa de todos estes parceiros, inclusive da co- munidade, que prestigia o trabalho dos expositores. A tendência é que este even- to cresça e envolva ainda mais moradores”, planeja o secretário da Art Jan, Wanderley Tomasi. José Bendo Monteiro, empresá- rio e morador do centro de Jacinto Machado, destaca a importância de manter o projeto. “Vim comprar peixe e sei da qualidade do alimento. É sempre bom poder contar com produtos naturais bem pertinho de casa”, finaliza Monteiro. As próximas feiras também ocorrerão das 8 às 17 horas e o desejo é que já sejam realizadas na Rua Coberta que está sendo construídaaoladodaigreja matriz, o que possibilita maior conforto para exposi- tores e clientes. Raquelinformaquecultiva maracujá, mamão, uva, banana, abacaxi, granola, peixes,verduras,legumese outrostantosalimentosque até perdeu a conta. AFeiraSaboreseSabe- res Populares é organizada pelaEpagri,prefeituraeAs- sociaçãodosArtistaseAmi- gos da Cultura de Jacinto Machado(ArtJan).Alémdo comérciodealimentos,arte- sanatos e roupas também estãopresentes.Outrastrês edições já estão agendadas para este ano: em julho, outubro e dezembro. “Rea- lizamos duas em 2014 e foi um sucesso. É uma forma de integrar a comunidade e oportunizar a agricultura das nossas famílias, muito presente em nosso municí- pio”,destacaaextensionista ruralsocialdaEpagri,Aline Hahn Fernandes. Para a diretora de Tu- rismo da prefeitura, Aline Matias Bernardo, o evento só é possível porque existe muitaparceriaentrecomer- ciantesesetorempresarial. “Todosajudam,doamservi- ço ou produtos e apoiam de forma incondicional a feira. Agradecemos pela força”, reconheceaservidorapúbli- ca. O Instituto Federal Ca- tarinense também marcou presença.Oartesanatoino- vadordefibradabananeira também foi apresentado ao público e chamou atenção por retratar a realidade cultural e a história de Ja- cinto nos produtos. Clubes demães,PastoraldaSaúde e Pastoral da Criança tam- bém marcaram presença. O troca-troca de roupas foi um dos setores em alta, já Parceria auxilia > JACINTO MACHADO As tradicionais feiri- nhas de cidade do interior ainda estão bem vivasnaregião.JacintoMa- chado é um grande exem- plo a ser seguido com o espírito de parceria e ajuda ao próximo, como ocorre na Feira Sabores e Sabe- res Populares. A terceira edição do evento ocorreu na Quinta-Feira Santa e uniu 14 expositores e cerca de 400 clientes. O que se encontra neste tipo de ini- ciativa é,além de produtos coloniais, artesanatos e alimentos caseiros e sem agrotóxicos, muitos sorri- sos e abraços, já que todos se conhecem e aproveitam para jogar conversa fora e partilharsaberesesabores. Uma das feirantes que pode ensinar muito é Ra- quel Mantovane Manarim, uma das pioneiras na área em Jacinto Machado. “Não frequento o supermercado. Tudo que minha família e eu consumimos é cultiva- do na minha propriedade, na comunidade de Dois Irmãos, em Jacinto. É uma formadenosalimentarmos melhor e garantir saúde a todos sem agrotóxicos. Então, aproveito as feiras para compartilhar com o público”, relata Raquel, que nesta última edição comercializoutilápia,carpa, banana, doces em conserva e outros alimentos produzi- dos por ela. A feirante, que tem três açudes em seu sítio,defendeaorganização de mais feiras nas praças pois, na sua opinião “é bem a cara de Jacinto Machado e e sua forte agricultura familiar”. Só para resumir, Evento reuniu 14 expositores que atenderam cerca de 400 pessoas em nove horas. Mais três edições já estão agendadas ³Pessoas vão a feira fazer compras, conhecer as novidades e bater papo, movimentando centro da cidade ³Grupo da região que tem o apoio da Ceprag Rafael Andrade Feira na praça integra comunidade Negócio e Amizade EscolasparticipamdeEncontroCooperjovem > PRAIA GRANDE ‘Educando para a co- operação’ foi tema do 4º Encontro Estadual do Pro- grama Cooperjovem que o Serviço Nacional deApren- dizagemdoCooperativismo (Sescoop/SC) promoveu na última semana de março, em Florianópolis. O evento reuniu 200 educadores de 79escolase26cooperativas parceiras do programa em Santa Catarina, propor- cionando a interação e o intercâmbiodeexperiências entre os participantes, vi- sandofortalecerasaçõesdo Cooperjovem este ano. Dozeprofessoresdases- colas apoiadas pela Ceprag estiveram presentes junta- mente com a coordenadora doprogramanacooperativa DilceCittadiniMaciel. Para elas,umdospontosaltosfoia palestra ‘A arte do aprender e do conviver: o caminho do conhecimento’, com Eduardo Shinyashiki,palestrante,con- sultor, escritor, conferencista nacional e internacional e especialista em desenvolvi- mento das competências de liderança aplicadas à admi- nistração e à educação. Paralelo ao encontro aconteceu o Fórum da Coopa de Futebol Cooperativo, pro- jeto idealizado pelo Projeto Cooperação e executado em parceria com o Sescoop/ SC em 2014, envolvendo 36 escolas participantes do Programa Cooperjovem que aderiram ao projeto. O Fórum foi conduzido por Fabio OtuziBrotto, com apresentação de painéis e rodas de conversa sobre as boas práticas que foram vivenciadas pelas escolas e avaliação. “Foi visível a sa- tisfaçãodosprofessorescom o encontro”, avalia Dilce.
  4. 4. 4 Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015 Ajoelhada na porta da Igreja Ma- triz Nossa Senhora Mãe dos Homens, em Araranguá, na tarde da Sexta-Feira Santa, dona Otília Benedet, de 70 anos, rezava sem se incomodar com o lugar incômodo. Para quem crê, a falta de banco, com a igreja cheia, não é desculpa para não rezar. “Tenho uma fé imensa em Deus, e a fé nos cura”, diz a senhora que teve que retirar os dois seios devido Milagre sem promessa crianças, assim como Nos- sa Senhora é simpática às mães. A dona de casa Sirlei de Almeida, 42, viu o filho de 7 anos sofrer de uma anemia profunda, com sintomas iniciais de leucemia.As orações para Jesus e Maria surtiam efeito, e o filho hoje é sau- dável, já com 14 anos. As- sim como ela, há 29 anos peregrina até o oratório a dona de casa Cármen Lúcia, 52, especialmente para agradecer pela cura de um filho doente. Foi vendo a sogra peregrinar, que Cármen resolveu ini- ciar a tradição. O montador de má- quinas Osmar Santos, o popular Moca, 53, ca- minha até o oratório há mais de dez anos com a família,apenas por devo- ção. "O que Jesus sofreu na cruz por nós não tem preço, e a gente caminhar até aqui é oferecer um Djonatha Geremias Centenas caminham pela madrugad Sexta-Feira Santa > ARARANGUÁ Segundo a Bíblia, fé é "a certeza das coisas que não se pode ver" (Hebreus 11:1), e foi justamentepelaféquepu- deram ser vistas centenas de famílias peregrinando emAraranguá na madru- gadadaSexta-feiraSanta. Gente que caminhava até o Oratório Menino Jesus de Praga para agradecer bençãos recebidas. O Cor- reio do Sul caminhou com algumas dessas pessoas e conheceu histórias como a de Franciele Rosa, que levou aos pés da imagem do Menino Jesus o peque- no Miguel, seu filho de apenas um ano de idade. "Eu não podia engravidar, e ele é o meu milagre", conta a mãe, que segue a tradição que está na família há gerações. Ainda criança, Edile- ne Augusto participava com a mãe todo ano na procissão. Hoje, aos 45 anos,elacontinuafazendo a romaria, agora com a filha Franciele. A fé que acompanha a família há gerações garantiu tam- bém a próxima. Aos 20 anos, Franciele se viu com um problema no útero Famílias mantêm tradição e participam de peregrinação até Oratório Menino Jesus de Praga para paga e não podia engravidar. Porém, ela e o marido, o carpinteiro Osni Santana Júnior, focaram as preces no Menino Jesus e em Nossa Senhora Mãe dos Homens. Após dois anos de tratamento clínico e oração, o resultado deu positivo. O Menino Jesus, para os fiéis, tem sido um bom intercessor nas causas que envolvem filhos e ³Durante toda a madrugada o pequeno oratório ficou lotado por romeiros que foram pagar ou fazer promessa pouco do nosso tempo, do nosso corpo, para mos- trar que somos gratos a Ele", comenta Moca. A maioria das família eramde Araranguá e de BalneárioArroio do Silva, mashouvetambémquem se programou com oito horas de antecedência para uma caminhada que começou em Turvo. A tradição da cami- nhada ao oratório come- çou em 1980, quando o local era ainda mais dis- creto, à beira da estrada geral que leva ao Morro dos Conventos. Segundo o escritor e pesquisador religioso Vâner Luiz Ba- tista de Carvalho, o Vani- nho, a devoção ao Menino Jesus de Praga foi trazida à cidade por um homem chamado EveraldoApolo- nio Remor Berti em 1975. Neste ano, Vaninho levou uma imagem que veio da Itália, por enco- menda, para ocupar um local de destaque no ora- tório. O Bambino Jesus fica em um altar lateral, diante de um fundo preto, para acesso da comunida- de. Já a imagem anterior será retirada para uma restauração e depois re- tornará ao oratório.Apri- meira imagem que o ora- tório recebeu foi roubada e quebrada por vândalos anos atrás e precisou ser substituída. Ao lado do oratório, há um cruzeiro de velas, onde os fiéis as acendem em homenagem ao Menino Jesus. Pelos pequenos ao câncer. Venceu a doença sem der- ramar uma lágrima sequer, e sem ape- lar para promessas. “Sempre acreditei que se Nossa Se- nhora Mãe dos Homens achasse que eu merecia, me protegeria sem que eu prometesse algo em troca”, conta. Portanto, se prostar de joelhos a porta da igreja foi apenas mais um ato de fé para dona Otília, tão comum quan- to conversar com Deus em oração.
  5. 5. Especial 5Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015 Política Rolando Christian Coelho O s dois primeiros anos de ad- ministração do governo do prefeito de Sombrio Zênio Cardoso(PMDB),foramam- plamente comemorados por caciques do PP, principaladversáriodoatualmandatáriodo município. Mais preocupado com o geren- ciamento da máquina pública do que com a realização de obras, Zênio dava a entender que faria um governo tecnocrata, com uma ou outra realização pontual. Às portas da reeleição, justificaria o engessamento do Paço Municipal como consequência do re- cebimento de uma supostaherançamaldita dos progressistas, que por certo revidariam, acusando o peemedebista de inoperância. Mas o fato é que o alvorescer de 2015 co- meça a mudar a cara do governo de Zênio Cardoso,colocando muitaspulgasatrásdas orelhas do PP. As mudanças no escopo do governo de Zênio estão ligadas principalmente a uma série de obras iniciadas no centro de Sombrio, mais especificamente no que diz respeito a revitalização da avenida Nereu Ramos e da rua Caetano Lummertz, assim como o projeto de construção do Calçadão na avenida Getúlio Vargas. Estas três vias concentram a maioria absoluta do trânsito no centro do município, o que pressupõe que seus melhoramentos serão levados em altacontapelossombrienses.Ironicamente, oCalçadãodaBeiraMar,inauguradorecen- temente pelo prefeito progressista Ronaldo Pereira da Silva, em Balneário Gaivota, Zênio começa a preocupar PP serve de parâmetro para demonstrar que obras desta envergadura de fato chamam muito a atenção da população, enaltecendo a imagem do chefe do executivo. Paralelo a estas obras, Zênio também vem levando adiante seu projeto de ligar o centro da cidade ao distrito de Guarita, em um trajeto de cerca de quatro quilômetros. A sequência da pavimentação da avenida Ne- reuRamosatéGuaritateráumamploimpac- toeconômiconomunicípio,jáqueensejaráa valorização de dezenas de hectares de terras que historicamente permaneciam à margem do processo de negociação imobiliária. Zênio também tem tocado várias outras obras. Algumas controversas, como a cons- trução de uma unidade de saúde junto ao Complexo Esportivo Antônio Sant’ Helena, mas sem dúvidas as ligadas ao setor viário da sede do município são as que mais cha- mam a atenção. E chamam porque, de fato, nenhum outro município de nossa região consegue ter vias públicas tão demeritórias como as do centro de Sombrio. Por conta disto a revitalização mudará completamente a cara da sede municipal. Diante dos fatos, o PP, que até o final de 2014 estava rindo até de tropeção, começa a se preocupar, e com razão. É que se tudo correr dentro dos conformes, Zênio terá um discurso convincente ano que vem. Isto não significará vitória, mas, no mínimo, pé de igualdade com uma oposição que vinha se consolidandocomofrancafavoritadiantedo pleito de 2016. Haja partido Como se não bastassem os 32 parti- dos já existentes no país, outros 21 estão tendo seus pedidos de registro analisados pelo Tribunal Superior Eleitoral. Tem partido para tudo quanto é gosto, dentre eles o Partido Pirata, o Partido da Mulher Brasileira, o Partido Militar Brasileiro e o Partido da Construção Imperial. Há também iniciativas no mínimo curiosas, como a que pede a refundação da Arena, a Aliança Renovadora Nacional, que deu sustentação ao regime militar nas décadas de 1960 e 1970. Aproximação Visita do deputado federal Jorge Boeira (PP) ao presidente da Assembleia Legislativa, Gelson Merísio (PSD), na semana passada, pode não ter sido nada casual. Ela aconteceu na quarta-feira, um dia depois de Merísio ter alfinetadooPMDBedeclaradoamoresaospro- gressistas em entrevista de ampla repercussão estadual. Não à toa também, participaram do encontro o presidente do PP Estadual, Jores Ponticelli, e o deputado Sílvio Dreveck (PP), líder do governo de Raimundo Colombo na Assembleia. No resumo da ópera o que se vê é o PP caminhando a passos largos na direção do PSD, quem sabe com a franca intenção de fazerreavivarafamosadobradinhaentrePFL/ PDS das décadas de 1980 e 1990. Diga-se de passagem, a dupla era quase imbatível. Incomodados Cada vez mais próximo do PMDB ligado ao deputado Manoel Mota e ao pre- sidente da Câmara de Araranguá, Rony da Silva, prefeito Sandro Maciel (PT) padece de uma tremenda incógnita. É que cada vez mais o rosário de pequenos partidos que lhe apóiam dão a entender que pre- tendem seguir outro caminho caso seja selada a dobradinha PT/PMDB ano que vem. Por óbvio, os pequenos já pressentem que seriam esmagados pela presença do PMDB em um eventual segundo mandato de Sandro. Fusão dificultada Nova legislação aprovada pelo Tribunal Superior Eleitoral proíbe que partidos criados a menos de cinco anos sejam objeto de fusão com outras siglas. É o caso do PSD, Pros, Solidariedade e PEN. Diante da iminente aprovaçãopeloCongressoNacionaldaleique proíbe coligações proporcionais a partir do ano que vem, a fusão entre siglas de menor expressãopassouaserconsideradacomouma alternativaplausívelparaevitarosumiçodelas através das urnas. Com exceção do PSD, que tem café no bule, as outras três fatalmente serão pulverizadas a partir de 2016. Em nos- sa região, a mais expressiva filiação em um partido sob franca ameaça é a dos vereadores araranguaensesCaboLoroeGiancarloSoares de Souza, no Pros. Na tarde da Sexta-Feira San- ta, o casal Antônio Serafim e Darci Panato Serafim fez o que faz todos os anos. Se dirigiu a Igreja Matriz de Turvo acompa- nhado pela família. Se os filhos crescem e nem todos podem acompanhar os pais, a fé e a tradição católica começam a ser ensinadas aos netos. Antônio e Darci foram a igreja acompanha- dos de uma filha e dois netos. Rezaram em silêncio e antes de sair beijaram a imagem do Cristo Morto. Algumas coisas somente são ensinadas com o exemplo. Sombrio Durante a progra- mação da Semana San- ta, católicos de Sombrio realizaram no entarde- cer da sexta-feira uma caminhada da Igreja Matriz Santo Antônio ao Lar do Idoso, no bairro São Luiz. Levando velas e parando para rezar as ‘estações’ da via sacra, dezenas de fieis acom- panharam a celebração coordenada pelo padre Daniel Pagani. Entre a multidão estava Ester Lopes Generoso, acom- panhada pela filha e o genro. Aos 67 anos, ela Na semana que antecedeu a pás- coa, as escolas e creches de Balneário Arroio do Silva desenvolveram diversas atividades especiais. Na Escola Muni- cipal Jardim Atlântico, profissionais e estudantes se envolveram no projeto Pascal que tem como objetivo valorizar e resgatar o verdadeiro significado da vida cristã. Dentre as atividades, a escola reali- zou um dia voltado para apresentações de teatro, músicas, poemas e jogral. Família unida Velas iluminam os caminhos Páscoa na escola DIVERSÃOELAZERGARANTIDOS QUARTA,SÁBADOEDOMINGO BR101-KM413-ARARANGUÁ ada em nome da fé agar promessa ou simplesmente agradecer pela vida se queixa da falta de fé dos jovens. “Eles não têm respeito por mais nada. Nem a Semana da Pai- xão respeitam”, criticou. Depois seguiu acom- panhando os cantos e orações. “Enquanto Deus me der força, eu participo”, finalizou.
  6. 6. Fundado em 5 de Junho de 1990 - Dia Mundial do Meio Ambiente Jornalista Rolando Christian Sant’ Helena Coelho - Fundador Jornal Correio do Sul Publicações legais: Tomaz Fonseca Selau l48l 9985.8573 tomaz@grupocorreiodosul.com.br Financeiro Joice Ramos l48l 8802.5883 financeiro@grupocorreiodosul.com.br Comercial: Igor Borges l48l 9968.6084 comercial@grupocorreiodosul.com.br Diretor Geral Jabson Muller l48l 9955.5313 jabsonmuller@grupocorreiodosul.com.br Diagramação/Arte: Cristian Mello l48l 3533-0870 correiodosul@grupocorreiodosul.com.br Sul Gráfica Junior Muller l48l 9931.4716 sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br Redação: Marivânia Farias l48l 9995.9290 editor@grupocorreiodosul.com.br Política: Jarbas Vieira l48l 9966.5326 jarbas@grupocorreiodosul.com.br Radio 93FM Cássia Pacheco l48l 9912.9588 radio93fm@grupocorreiodosul.com.br Circulação/Assinatura l48l 3533.0870 assinaturas@grupocorreiodosul.com.br Rua João José Guimarães,176, Centro - Sombrio/SC - Fone: (48) 3533 0870 Editora: J. R. Pereira - ME CNPJ 17.467.695/0001-19 C.S. Empresa Jornalística LTDA. Publicidade6 Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015
  7. 7. Publicidade 7Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015
  8. 8. Entretenimento Novelas - Horóscopo - Diversão Cruzadinha Novelas Sete Vidas -18h Alto Astral -19h Babilônia -21h L aura pede ajuda a Gustavo para se ver livre das chanta- gens de Marcos. Ricardo recebe o atestado de óbito de Aparecida dos Santos. Fernando revela a Scarlett que a reconheceu mesmo em seu disfarce de Cidinha. Gaby conta a Manuel que Bélgica cortou seu cabelo e ameaçou entregar Suzana à polícia. Fernando avisa a Scarlett que Adriana quer ficar com sua herança. Manuel comunica a Scarlett que Bélgica fará a faxina em seu lugar. V inícius apresenta o projeto de Irene em seu lugar. Ma- rina mostra uma foto antiga de Miguel para ele. Irene descobre o golpe de Vinícius e o expulsa de sua casa. Júlia discute com Edgard para jantar com seus irmãos. Marina combina de sair com Taís e Pedro, e João/Miguel tenta disfarçar seu incômodo. Irene conta para Lígia por que terminou seu romance com Vinícius. Bernardo vê Durval gastar o dinheiro de Marlene com apostas. V inícius pede que Regina o deixe se explicar. Rafael encontra o endereço de Lauro e Teresa fica apreensiva. Paula decide alugar um apartamento no Leme. Karen convoca Luís Fernando para voltar para casa e Norberto co- memora. Helô vê Guto insultar Rafael e Ivan. Aderbal tem uma ideia para construir uma nova rodoviária em Jatobá. Inês descobre que Evandro trai Beatriz. Diogo reclama da implicância de Dora com sua profissão. Rapidinhas Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015 Áries 21/03 a 20/04 Cuidado com atitudes impulsivas, que podem promover dificuldadesnosrelacionamentos.Éhoradevalorizarmaiso senso de parceria e de colaboração. A medida que o domin- go avança, as emoções tendem a se intensificar. Leão 21/07 a 20/08 Sagitário 21/11 a 20/12 Importantesdefiniçõesemrelaçãoàvidaafetivaeemocio- naldossagitarianos.Ardentedesejodeseexpressarmais deacordocomasuaindividualidade.Respeiteasopiniões alheiasenãosesintaodonodaverdade. Gêmeos 21/05 a 20/06 Reflexões sobre as energias e situações relacionadas à vida afetiva, geminiano. É um dia importante para o contatocomcriançaseoensinamentoqueessecontato produz.Éumafasedeexpressãomaiordesuaidentidade emocional,commaisautenticidade. Libra 21/09 a 20/10 Otemamaisimportanteparaoslibrianosnestemomento continuasendoorelacionamento.Éumafasesignificativa para você estar mais consciente de seus sentimentos, necessidades e relações. Atitudes inovadoras e comple- tamentediferentesdeantessãonecessáriasnasrelações. Aquário 21/01 a 18/02 Atitudes pacíficas e harmoniosas geram paz em seus relacionamentos. É um momento importante para se desenvolvermaisemocionaleespiritualmente.Leituras, conversasereflexõesestãoestimuladasnestedomingo. Touro 21/04 a 20/05 Esta é uma fase de despedida de velhas atitudes e padrões, taurino.Éummomentoderefletir,defazerumbalançoede observarasconsequênciasdesuasatitudes.Tenhaatividades e interesses que beneficiem uma vida mais saudável. Virgem 21/08a20/09 Um domingo interessante para você refletir sobre os seus valores mais essenciais. É hora de agir com mais equilíbrio e temperança em relação às finanças. A fase atual estimula uma grande renovação e transformação na vida dos virginianos. Capricórnio 21/12 a 20/01 Reflexões sobre as parcerias no âmbito pessoal e profissional, capricorniano. O equilíbrio emocional, a tolerânciaeadiplomaciasãoimportantespararealizar os seus objetivos. É uma fase de redefinições de sua identidade na família. Câncer 21/06 a 20/07 Para um bom desempenho profissional, é importante que esteja emocionalmente bem. Momento de fortes percep- ções, relacionadas à casa, família e relacionamentos. Estar equilibradointeriormenteajudaemimportantesrealizações na carreira. Escorpião 21/10 a 20/11 Procurerestaurarassuasenergiaseestaremambientes positivos,escorpiano.Éummomentodereflexõesede um reequilíbrio energético. Valorize mais a saúde, os momentos de descanso e reflita. Peixes 19/02 a 20/03 Reflexõessobrecomovocêestáequacionandoosseusvalores comosdeoutraspessoas.Importantesquestõesfinanceirasa decidiremumaparceriaafetivaoudenegócios.Éumafasede desenvolvimento de suas habilidades e potenciais. Horóscopo Não se feche em certezas e conceitos rígidos, leonino. Ouça mais o que as pessoas têm a lhe dizer e apreenda esses ensinamentos. O dia é importante para priorizar o diálogoeasrelaçõesquelhesãopositivas. Uma verdadeira catarse coletiva entre mulheres -- e homens -- de distintas idades. É exatamente isso que acontece noshow de Luan Santana. Prestes a lançar seu quarto DVD da carreira, que chega às lojas em 22 de abril, o fenômeno sertanejo de apenas 24 anos, há 8 na estrada, falou em entrevista à revista Canal Extra sobre sua realização profissional. “Comcertezaabsolutachegueiaonde queria. Tudo que vier agora é além do que eu sonhava. Na verdade, o que vivo hoje já é mais do que esperava. Eu só agradeço. Não peço mais nada. Se morrer amanhã, estou feliz”. Disposto a alavancar sua música em outros idiomas, Luan traz no novo trabalho referências de Elvis Presley, Beatles e Col- dplay. Ele ainda sonha em atuar. “Seria muito legal atuar. Fiz partici- pação em Malhação 2011 e 2014), Morde e Assopra (2011) e Cheias de Charme (2012). Como apresentador, eu tiraria de letra. Já para atuar eu precisaria estudar antes”, disse ele à Canal Extra. Com mais de 14 milhões de fãs, só em seu perfil no Facebook, Luan tem total consciência da importância de seus seguidores e ameniza as extravagâncias sem limites que cometem para chegar perto dele. “Fico superemocionado toda vez que recebo demonstração de carinho, desde que não ponham em risco a saúde. Às vezes fico preocupado quando acampam na semana do show, passando fome, frio, deixando de fazer as coisas. Isso me assus- ta um pouco. Acho que não precisa tanto”. Solteiro,ocantornuncaescondeuque se relaciona com fãs. Mas toma cuidado para que ninguém fantasie que uma única noite garante o título de senhora Santana e nem que alguém passe a persegui-lo.
  9. 9. Publicidade 9Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015
  10. 10. Publicidade10 Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015
  11. 11. Geral 11Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015 Município aparece no relatório da Vigilância Estadual entre os infestados de mosquito, embora ainda sem a doença Da redação > PASSODETORRES Oúltimo relatório da Diretoria de Vigilância Epidemioló- gica (Dive) da Secretaria de Estado da Saúde lista Passo de Torres entre os municípios considerados infestados pelo mosquito transmissor da dengue. Passo é o único municí- pio da região a figurar na relação, cuja definição é realizada de acordo com a disseminação e manu- tenção dos focos. Segundo a Dive, de 1º de janeiro a 1º de abril, foram confirmados Prefeitura monta planodecombate 983 casos de dengue em Santa Catarina. Do to- tal, 787 são autóctones (transmissão dentro do Estado), 55 importados (transmissão fora do Es- tado), um caso indeter- minado (não é possível determinar o local pro- vável de infecção) e 140 estão em investigação para definir o lugar de transmissão. De acordo com o con- trole da Diretoria, até o momento, foram iden- tificados 3.276 focos do aedes aegypti. Os muni- cípios de Balneário Cam- boriú, Chapecó, Coronel Freitas, Guarujá do Sul, Guatambu, Itajaí, Itape- > TIMBÉ DO SUL A BR 285, denomina- da em 2011 como Rodovia Abel Dal Pont, é conhe- cida principalmente pela Serra da Rocinha, trecho de 30 km que liga São José dos Ausentes/RS a Timbé do Sul e que deve receber asfalto. A ordem de serviço para a pavimentação foi assinada em Timbé do Sul, pela ministra Ideli Salvatti, em outubro de 2013. Contudo, ainda não foram iniciadas as obras. “Acreditávamos que a empresa responsável ini- ciaria na mesma semana. Mas, para os Governos Estadual e Federal o pra- zo não segue conforme imaginávamos”, declarou o prefeito, Eclair Alves Coelho. Em fevereiro o Cor- reio do Sul fez duas re- portagens sobre a Serra e noticiou a informação repassada pelo Departa- mento Nacional de Infra- estrutura de Transpor- te (Dnit) de que a obra começaria em março. A primeira semana de abril já se foi e nada aconteceu. PioraasituaçãodaSerradaRocinha Enquanto aguardava, a administração municipal de Timbé do Sul se res- ponsabilizou por manter a estrada trafegável somente até a subida da Rocinha, acreditando que até março a obra seria iniciada. Vendo que mais uma previsão não foi cumprida, o município assumiu mais o mês de abril para patrolamento dos sete quilômetros de estrada, que não são os mais críticos. A Serra em si está bas- tante precária e as reclama- ções dos motoristas são cons- tantes. “ASerra é passagem de muitos veículos que vêm e vão ao Rio Grande do Sul. São contabilizados a média de 50 a 60 caminhões por dia com carga de madeira e outros produtos, que apresentam sobrepeso”, relatou o secretário de Obras de Timbé do Sul, Edualdo Serafin. A falta de manuten- ção foi agravada com a queda de duas barreiras prejudicando a passa- gem dos motoristas. “Em menos de um ano já tom- baram um caminhão de madeira, um ônibus, um automóvel que resultou na morte de quatro pes- soas e agora, na última terça-feira, um caminhão de combustível. Gosta- ríamos que o Governo Federal nos olhasse com melhores olhos, pois nos sentimos abandonados”, frisou Eclair. ³Prefeito Godinho coordenou discussão sobre medidas de combate ao mosquito ³Caminhão de transporte de combustível virou ma, Joinville, Palmitos, Passo de Torres, Pinhal- zinho, Planalto Alegre, São Miguel do Oeste, Serra Alta, Xanxerê e Xaxim são considerados infestados. Na quarta-feira pas- sada, o prefeito de Passo de Torres Juarez Godinho Scheffer recebeu a biólo- ga da Secretaria de Esta- do da Saúde e responsá- vel pela 22ª Gerência de Saúde, Sabrina Fernan- des Cardoso, para dis- cutir a situação.Sabrina se mostrou preocupada com os focos do mosquito em todo o extremo sul, mesmo até o momen- to não havendo pessoas Dengue infectadas, e destacou que a forma mais eficaz de combater a doença é eliminar os focos do mos- quito. Após ser discutida a situação do município e levantadas ideias de combate efetivo aos cria- douros, foi elaborado um plano de ação que será imediatamente posto em prática através da cam- panha Todos Contra a Dengue. Entre as ações a serem colocadas em prá- ticas estão a contratação de mais um agente de fiscalização, mobilização de todas as secretarias e entidades do município, intensificação da fiscali- zação e conscientização nas escolas. Além disso, os terrenos que estive- rem sujos e com entulhos serão notificados pela prefeitura e os proprietá- rios terão sete dias para fazer a limpeza, após este prazo serão multados. Se mesmo assim não houver providência a prefeitura irá realizar a limpeza cobrando o serviço junto ao IPTU. Outra decisão é que todas as ações serão registradas através de fotos e relatórios para posterior comprovação aos órgãos estaduais e federais de que o muni- cípio está fazendo a sua parte e incentivando a população a fazer a sua.
  12. 12. 12 Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015 Publicidade
  13. 13. Polícia 13Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015 ³Polícia prende um e está atrás de outros envolvidos Caso Jorge Simon minal (DIC). Os policiais descobriram que a proprie- tária do veículo, moradora dobairroSãoSebastiãoem Criciúma,haviaregistrado uma ocorrência na última segunda-feira, dizendo que na noite de sábado homens armados haviam roubado seu veículo usan- do as expressões “perdeu, desce, perdeu”. Essa mu- lher foi ouvida na DIC de Araranguá e retratou-se das afirmações, dizendo que o roubo era falso e que havia emprestado o carro para um tio ir comprar cigarro. Este tio, por ser usuário de crack, foi até a Vila Progresso e lá um traficante chamado Alex entregou cinco pedras de crack pelo empréstimo do veículo. Alex estaria com a namorada e um homem conhecido como ‘Peruca’. Com as informações da- das pela tia e pelo sobri- nho, Alex foi identificado como Alexsander Gonçal- ves Henrique e ‘Peruca’ é Anderson Nascimento da Silva. O delegado Jor- ge Giraldi pediu a prisão temporária deAlex e ele foi preso na manhã de quinta- -feira, na casa de seus pais, no bairro Progresso, em Criciúuma. Quanto a Anderson, morreu no último dia 30 quando fu- gindo em uma perseguição policial colidiu a Saveiro furtada que dirigia em um poste. Trazido à sede da DIC, Alex confessou que juntamente com Peruca e outros três indivíduos veio > MARACAJÁ Na madrugada do domingo de 29 de março, marginais invadi- ramaresidênciadoempre- sário Jorge Simon, de 81 anos de idade, morador de Maracajá, que dormia ao lado da esposa Valentina Junckes Simon,74. Após envenenarem os cães que estavam no pátio e arrom- barem a porta da casa os bandidos se depararam com o casal e na reação o idoso levou um tiro e fale- ceu poucas horas depois no hospital. Sua esposa ficou feridalevementenoombro. Os assaltantes saíram sem levar nada e na fuga Preso um dos envolvidos no crimebateram o veículo em que estavam e roubaram a mo- tocicletadeumadolescente que trafegava pela Vila Beatriz. Do motociclista roubaram a Honda/CG 150, Fan, de cor preta, de placa MKQ 8871, e um telefone celular Iphone. O automóvel utilizado pelos marginais, um Gol de cor branca e placas CYQ 3182, foi abandonado próximo ao CTG da localidade de Verdinho, em Criciúma. As investigações ini- ciais ficaram a cargo do de- legado Jair Pereira Duar- te, titular da delegacia de Maracajáeposteriormente foram repassadas à Divi- são de Investigação Cri- > MORRO GRANDE Oito pessoas se per- deram na trilha do cânion do Realengo, entre Timbé do Sul e Morro Grande foi resgatado pelo Batalhão de Operações deAéreas de Santa Catarina na manhã desábado.Ogrupo,forma- do por cinco homens e três mulheres, estava perdido desde sexta-feira a noite. Às 19h eles conseguiram entrar em contato com Grupoéresgatadodoscânions os bombeiros de Criciúma por celular e enviaram uma mensagemcomalocalização porGPSsolicitandoosocorro. Segundo o capitão San- dro Fonseca, que comandou o resgate, o grupo saiu de Monte Grande e caminhou cerca de 7 km até subirem a um platô. Ao retornar, não encontraram a trilha de des- cidaepassaram cercadeseis horas buscando o caminho antes de pedir socorro. Uma equipe de quatro bombeiros de Criciúma foi atender a ocorrência por terra e chegou ao local por volta da meia noite e viu o grupo, mas sem conseguir chegar até o local. Devido à dificuldade de acesso, pediramapoioàequipeAr- canjo,deFlorianópolis,que só pode voar na manhã de sábado. O helicóptero de- colou da Capital às 7h e os bombeiros resgataram as pessoas, de duas em duas. A operação foi finalizada por volta das 8h30. Todos passam bem. a Maracajá e enquanto aguardava nas imediações do posto de gasolina, os demais saíram para “fazer umacasa”evoltarammeia hora após, assustados. Na fuga colidiram o veículo e roubaram uma moto. O motociclista, vítima do roubo, reconheceu por fotografia Peruca como sendo um dos quatro que lhe roubaram. Outras di- ligências serão realizadas para identificação dos ou- tros envolvidos, sendo que um deles é adolescente e também mora no bairro Progresso. Alexsandro foi detido no dia 30 de Janei- ro no Arroio do Silva, com outros quatro homens, sendo que um deles esta- va armado. Segundo Gi- raldi, o bando estava em Araranguá para roubar a casa do prefeito Sandro Maciel. A operação até aqui contou com os agentes da DIC e da delegacia de Maracajá e com o apoio dos agentes da DIC de Criciúma e do delegado Ari José Soto Riva. •Informaçãoes do Diário Catarinense
  14. 14. Publicidade14 Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015
  15. 15. Entrevista 15Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015 [PeloEstado] - Um dos ob- jetivos da SDS é garantir o desenvolvimento equili- brado entre as diferentes regiões do estado. Como isso ocorre? Carlos Chiodini - Essa é uma meta do governo Raimundo Co- lombo: distribuir os índices de crescimento. Estamos mapeando as regiões de maior potencial de crescimento, respeitando as vo- cações regionais e, num planeja- mento mais macro, identificando os elos faltantes da nossa econo- mia. Que tipo de representação do setor produtivo falta em Santa Catarina? Só com essa resposta poderemos unir os interesses. Ao mesmo tempo, estamos sendo pró-ativos na busca por investi- mentos de determinados setores em regiões do interior do nosso estado, com destaque para toda a região da BR-116 e também da BR-280. São regiões com grande potencial de crescimento, bem localizadas, com disponibilidade de terras, de recursos naturais e de mão de obra, itens que atraem investimentos. No entanto, todas as demais regiões receberão a mesma atenção e o nosso esforço. [PE] - Algum setor está mais no foco de interesse do governo? Chiodini - Esse trabalho está sendo feito de forma científica. Em parceria com a Federação das Indústrias (Fiesc), estamos estru- turando uma agência de atração de investimentos que vai pro- fissionalizar a busca por investi- mentos ao mesmo tempo em que vai buscar das as respostas que os investidores demandarem. O pri- meiro passo na estruturação des- sa agência é justamente um estu- do para levantar os elos faltantes na economia catarinense e que nossas características, de locali- zação geográfica, populacional, PeloEstado Entrevista CARLOS ALBERTO CHIODINI Natural de Jaraguá do Sul, é secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS). Começou na vida político-partidária aos 17 anos, em 1999, quando se filiou ao PMDB. Já aos 23 anos respondia pela presidência do diretório municipal do partido. Assumiu como suplente na Assembleia Legislativa em 2008 e em 2009. Foi eleito em 2010 (40,2 mil votos) e reeleito em 2014 (49,2 mil votos). Atuou como diretor do Porto de São Francisco do Sul durante o governo de Luiz Henrique da Silveira. O secretário recebeu a reportagem da Coluna Pelo Estado em seu gabinete e mostrou que, apesar do pouco tempo à frente da SDS - tomou posse em 4 de fevereiro -, já tem domínio sobre os vários assuntos da pasta. Além de seis diretorias, que tratam do estímulo à economia e ainda de temas como recursos hídricos e mudanças climáticas, compõem a estrutura da SDS a Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico (Agesan), a Agência Reguladora de Serviços Públicos (Agesc), o InstitutodeMetrologia(Imetro-SC),oCentrodeInformáticaeAutomação (Ciasc), a Junta Comercial (Jucesc), a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação (Fapesc) e a Fundação do Meio Ambiente (Fatma). nossa cultura empreendedora, nos tornam capazes de receber. Concomitantemente, há ações para fortalecer a nossa indústria já existente, que é multidiversa, e também empreendimentos de base tecnológica, onde temos po- tencial para ampliação. Temos de 300 a 400 empresas nesse segmento, que faturam em torno de 3 bilhões de reais ao ano. Por- tanto, são empresas de alto valor agregado, baixo impacto ambien- tal, ou seja, sustentáveis, e que absorvem mão de obra mais qua- lificada e melhor remunerada. [PE] - Quando essa agência de atração de investimentos deve começar a operar? Chiodini - O contrato já foi fir- mado. Estamos em planejamen- to e estudos. Acredito que no se- gundo semestre a agência entra em operação, envolvendo não só a SDS, mas várias secretarias, como Fazenda, Relações Inter- nacionais e a própria SC Parce- rias. E a busca não será restrita a investidores brasileiros. Vamos buscar também no exterior. [PE] - Há alguma negociação sobre a qual já possa falar? Chiodini - Temos alguns pro- jetos que já vinham sendo tra- tados. Nesse início de ano, com o momento econômico que vi- vemos, não há nada novo e de porte. Posso adiantar que esta- mos em contato com a Embraer e que nos próximos dias virá um representante da empresa a San- ta Catarina para tratar da insta- lação, em Florianópolis, de um Centro de Pesquisa e Inovação. É um exemplo de empreendimen- to de base tecnológica. Mas vale lembrar que também temos que fortalecer o empreendedor ca- tarinense. Tenho percebido que quando vem um investimento internacional ganha muita aten- ção e o nosso empreendedor, que está lá no interior do estado, que quer fazer uma ampliação e precisa de 1, 2 ou 5 milhões de reais, está à margem do proces- so. Muitas vezes sequer conhece os programas de incentivo que o Estado oferece, como o Prodec, o Pró-Emprego. Nossa função é popularizar o conhecimento em torno dos programas, ampliar o acesso a eles e, por meio dessa ação, melhorar a competitivida- de das nossas empresas. [PE] - Um dos programas importantes é o Juro Zero para microempreendedor individual (MEI). Chiodini - Sim. Na terça-feira (31 de março) tivemos uma data emblemática, quando foram en- tregues cheques com os emprés- timos para três MEIs de Mare- ma, no Oeste, a única cidade que faltava aderir ao programa. Isso mostra a capilaridade do Juro Zero e o sucesso que alcançou, uma vez que distribui, mensal- mente, em torno de 3 milhões de reais para esse segmento empre- sarial, sendo que cada crédito é de no máximo 3 mil reais. Além de não haver cobrança de juros em caso de adimplência, ou seja, a última das oito parcelas, que equivale aos juros, é assumida pelo governo, o MEI recebe con- sultoria e orientações sobre ges- tão do Sebrae-SC, sem custos. E a inadimplência é próxima de zero! Com os empréstimos feitos para empresários de Marema, atingimos todos municípios ca- tarinenses. Desde novembro de 2011, quando foi lançado, o Juro Zero já emprestou mais de R$ 100 milhões. É um valor injetado na economia e que se multiplica. Pelo êxito e pelo que representa para a nossa economia, estuda- mos ampliar o Juro Zero, tanto em prazos quanto em valores. [PE] - O senhor também tem tratado do Bem Mais Sim- ples. É um esforço para re- duzir a burocracia? Chiodini - O Bem Mais Sim- ples abrange outro público prioritário da nossa economia, que é o empreendedor da mi- cro e pequena empresa. Afinal, 98,5% das empresas catari- nenses são desse segmento. Trata-se de uma evolução do Simples, apresentada no dia 26 de fevereiro pela presidente Dilma Rousseff e o ministro Afif Domingos (ministro de Estado- Chefe da Secretaria da Micro e Pequena Empresa), e traz ino- vações à própria Lei do Simples, principalmente no que tange à abertura e ao fechamento de empresas. Está sendo aplicado experimentalmente no Distrito Federal e estamos trabalhando para que Santa Catarina seja o primeiro estado a aplicar o pro- grama no seu dia a dia. No iní- cio de março protocolamos essa intenção durante reunião com o ministro Afif. A vantagem é dar mais agilidade aos processos e simplificar a vida do nosso em- preendedor. O Bem Mais Sim- ples vai envolver as prefeituras e vamos promover, por meio do Sebrae nacional, uma con- sultoria com ampla capacitação para os servidores da Jucesc e da Fatma. Em parceria com o Conselho Regional de Contabi- lidade (CRC), vamos capacitar também os contabilistas à luz da nova lei. E devemos estender essa capacitação aos empreen- dedores que estão começando agora. A legislação ainda tra- mita no Congresso Nacional. Como está em regime de urgên- cia e é uma pauta positiva, não deve sofrer restrições de ordem política no Congresso. A expec- tativa do ministro é que esteja pronta no mês de abril. [PE] - O senhor tem visitado prefeitos, pedindo atenção para o Cadastro Ambiental Rural, o CAR. Por que esse empenho? Chiodini - O CAR é um pro- grama de governo que envolve várias secretarias. Há uma co- brança muito grande dos órgãos reguladores, especialmente do Ministério do Meio Ambiente e do Ibama, para a efetivação e ampliação do número de cadas- tros, considerando que o prazo para isso termina em maio. San- ta Catarina teve um acréscimo considerável no último mês, de 15%, acumulando 45% de novos cadastros no ano. Mas temos que evoluir muito para atingir 100%, até porque Santa Catarina é o es- tado com mais propriedades ru- rais no Brasil. Somos o segundo estado com o maior número de cadastros, atrás apenas de Minas Gerais. Ainda assim, das nossas 350 mil propriedades rurais, so- mente 70 mil realizaram o Ca- dastro Ambiental Rural. E temos praticamente um mês para rea- lizar tudo o que falta, principal- mente porque o governo federal não tem demonstrado a intenção de ampliar o prazo, que acaba em 6 de maio. Por isso estamos empreendendo, em parceria com as prefeituras, um esforço maior. Queremos animar esse proces- so, passando para as secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs) o número de adesões por município. Assim, aquele braço do governo lá na base vai poder trabalhar com o prefeito, com o sindicato rural, com as associa- ções, para que tenhamos maior adesão e possamos cumprir as metas. Isso é importante para que o produtor não seja prejudi- cado com impedimentos de aces- sarprogramaselinhasdecrédito. Além disso, trata-se de uma evo- lução nas práticas ambientais. “Temos que fortalecer o empreendedor de SC” Andréa Leonora | Foto: Fábio Lima Florianópolis - 06Abr15 CENTRAL DE DIÁRIOS TRINTA E DOIS INTEGRADOS DIÁRIOS INTEGRADOS PRESENÇA EM 62% DE SC PeloEstado peloestado@centraldediarios.com.br www.centraldediarios.com.br
  16. 16. AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL Nº63/2015 - MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL OBJETO: REGISTRO DE PREÇOS para eventuais e futuras contratações de empresa do ramo pertinente objetivando a manutenção, instalação e fornecimento de peças para aparelhos de ar condicionado nas dependências de toda a estrutura administrativa do município de Araranguá, cujas especificações encontram-se detalhadas no Termo de Referência anexo ao edital de licitação. TIPO DA LICITAÇÃO: Menor Preço por Item ENTREGA DOS ENVELOPES: Até às 10h15min; do dia 20 de abril de 2015, no Serviço de Protocolo Geral da Prefeitura, sito à Rua Dr. Virgulino de Queiróz, 200, centro. ABERTURA DOS ENVELOPES: Às 10h30min do dia 20 de abril de 2015, na sala de reuniões do Departamento de Licitações da Prefeitura. REGIMENTO: Leis Federais 8.666/93 e 10.520/02, Lei Complementar 123/2006 e Decreto Municipal nº 2.676/05. EDITAL COMPLETO E INFORMAÇÕES: Está à disposição dos interessados no horário de expediente da Prefeitura, no endereço eletrônico; www.ararangua.sc.gov.br, e afixado no mural, localizado no hall de entrada da sala do Departamento de Licitações da Prefeitura. Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (fax) 0XX48 3521.0929 ou pelo e-mail: licitacao@ ararangua.sc.gov.br Araranguá, SC, 04 de abril de 2015. Sandro Roberto Maciel - Prefeito Municipal Liliane Silva de Souza - Pregoeira AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL Nº64/2015 - MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL OBJETO: Contratação de empresa do ramo pertinente para execução de estudo técnico objetivando a viabilização das informações e estatísticas para realização de processo licitatório para contratação de transporte coletivo urbano no município de Araranguá, cujas especificações encontram-se detalhadas no Termo de Referência anexo ao edital de licitação. TIPO DA LICITAÇÃO: Menor Preço por Item AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL Nº66/2015 - MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL OBJETO: REGISTRO DE PREÇOS para eventuais e futuras aquisições de placas de sinalização, placas indicativas, tintas, cones, cavaletes e serviços de pintura para manutenção das vias, departamento de trânsito, cujas especificações encontram-se detalhadas no Termo de Referência anexo ao edital de licitação. TIPO DA LICITAÇÃO: Menor Preço por Item ENTREGA DOS ENVELOPES: Até às 15h15min; do dia 20 de abril de 2015, no Serviço de Protocolo Geral da Prefeitura, sito à Rua Dr. Virgulino de Queiróz, 200, centro. ABERTURA DOS ENVELOPES: Às 15h30min do dia 20 de abril de 2015, na sala de reuniões do Departamento de Licitações da Prefeitura. REGIMENTO: Leis Federais 8.666/93 e 10.520/02, Lei Complementar 123/2006 e Decreto Municipal nº 2.676/05. EDITAL COMPLETO E INFORMAÇÕES: Está à disposição dos interessados no horário de expediente da Prefeitura, no endereço eletrônico; www.ararangua.sc.gov.br, e afixado no mural, localizado no hall de entrada da sala do Departamento de Licitações da Prefeitura. Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (fax) 0XX48 3521.0929 ou pelo e-mail: licitacao@ ararangua.sc.gov.br ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ Publicações Legias16 Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015 ENTREGA DOS ENVELOPES: Até às 13h45min; do dia 20 de abril de 2015, no Serviço de Protocolo Geral da Prefeitura, sito à Rua Dr. Virgulino de Queiróz, 200, centro. ABERTURA DOS ENVELOPES: Às 14h00min do dia 20 de abril de 2015, na sala de reuniões do Departamento de Licitações da Prefeitura. REGIMENTO: Leis Federais 8.666/93 e 10.520/02, Lei Complementar 123/2006 e Decreto Municipal nº 2.676/05. EDITAL COMPLETO E INFORMAÇÕES: Está à disposição dos interessados no horário de expediente da Prefeitura, no endereço eletrônico; www.ararangua.sc.gov.br, e afixado no mural, localizado no hall de entrada da sala do Departamento de Licitações da Prefeitura. Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (fax) 0XX48 3521.0929 ou pelo e-mail: licitacao@ ararangua.sc.gov.br Araranguá, SC, 04 de abril de 2015. Sandro Roberto Maciel - Prefeito Municipal Liliane Silva de Souza - Pregoeira Araranguá, SC, 04 de abril de 2015. Sandro Roberto Maciel - Prefeito Municipal Liliane Silva de Souza - Pregoeira “EDITAL DE CONVOCAÇÃO” O SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DO VALE DO ARARANGUÁ e a FECOMERCIO – FEDERAÇÃO DO COMERCIO DO ESTADO DE SANTA CATARINA, no uso das atribuições estatutárias, convocam os membros da categoria econômica do comercio varejista e atacadista das cidades de Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Ermo, Jacinto Machado, Maracajá, Meleiro, Morro Grande, Passo de Torres, Praia Grande, Santa Rosa do Sul, São João do Sul, Sombrio, Timbé do Sul e Turvo, para a ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA a realizar-se no Auditório da CDL de Araranguá, sito a Avenida Getulio Vargas, 352 – 1o. andar, sala 22, emAraranguá/SC, dia 09 de abril de 2015, quinta-feira, às 18 horas em primeira convocação e não havendo quorum às 18 horas e 30 minutos em segunda e última convocação, a fim de deliberarem o seguinte:CONCEDER PODERES PARA O SINDICATO E A FEDERAÇÃO NEGOCIAR E CELEBRAR A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DA CATEGORIA, PARA O PERÍODO DE 2015/2016. Araranguá, 06 de abril de 2015. JADNA ZENILDA FARIAS - PRESIDENTE “EDITAL DE CONVOCAÇÃO” O SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DO VALE DO ARARANGUÁ e a FECOMERCIO – FEDERAÇÃO DO COMERCIO DO ESTADO DE SANTA CATARINA, no uso das atribuições estatutárias, convocam os membros da categoria econômica do comercio varejista e atacadista das cidades de Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Ermo, Jacinto Machado, Maracajá, Meleiro, Morro Grande, Passo de Torres, Praia Grande, Santa Rosa do Sul, São João do Sul, Sombrio, Timbé do Sul e Turvo, para a ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA a realizar-se no Auditório da CDL de Araranguá, sito a Avenida Getulio Vargas, 352, 1o. andar, sala 22, em Araranguá/SC, dia 09 de abril de 2015, quinta-feira, às 19 horas e 15 minutos em primeira convocação e às 19 horas e 30 minutos em segunda e última convocação, a fim de deliberarem o seguinte: AUTORIZAR O SINDICATO E A FEDERAÇÃO A INSTITUIR A CONTRIBUIÇÃO NEGOCIAL PATRONAL 2015/2016. Araranguá, 06 de abril de 2015. JADNA ZENILDA FARIAS - PRESIDENTE
  17. 17. teve percurso de 5,5km, começando na avenida Beira Mar seguindo pelo zona norte do balneário e retornando na faixa de areia mais 2,5k, por onde o participantevoltadaparao ponto de largada. Dias antes da corrida acontecer, o prefeito Ronal- doPereiradaSilvajáhavia anunciadoqueoeventocom certeza passaria a integrar o calendário de atividades domunicípio,hajavistaque apontava ser uma grande disputa. Com o sucesso e a presença dos mais de 120 atletas,omunicípioaponta para ser visitado todos os anos por um número ainda maior de corredores. José Ribamar, atleta que veio de Brusque, para- benizou o governo munici- > BALNEÁRIO GAIVOTA Ogovernodomunicípio deBalneárioGaivotareali- zou a maior corrida rústica desde a sua emancipação, a 1ªGaivaRunning teve a participaçãodemaisde120 atletas. Tempo bom, domingo de páscoa, mas para muito a data foi especial por mar- car história no balneário, comparticipantesdediver- sasregiõesdeSantaCatari- naetambémdoRioGrande do Sul. Ao todo mais de 20 município foram represen- tados, como Florianópolis, Jaraguá do Sul, Estância Velha, Canoas, Orleans, Brusque, Tubarão e claro, de Sombrio e Balneário Gaivota. A corrida de rua Segunda-feira, 6 de abril de 2015 ³ 16-41-63-68-78CONCURSO 3.755 QUINA 04/04 ³ 11-13-14-27-44-56 CONCURSO 1.692 MEGA SENA 04/04 1ªGaivaRunning reúne mais de 120 atletas pal pela 1ªGaivaRunning, quenasuaconcepção,mos- trou organização e qua- lidade na elaboração da prova.Aorganizaçãoestava a cargo da Secretaria de Turismo, Cultura e Espor- tes com a organização da Igreja Bola de Neve que Vende-seTerreno no Bairro Coloninha em Araranguá medindo 57.00M. x 14.80M. Próximo a Escola João Matias. Fone (48) 35371565 / 99594030 gerenciou a competição. “A 1ªGaivaRunningfoisucesso porque a prefeitura tinha muita vontade em realizá- -la e a organização recebeu ajuda do pessoal da Bola deNeve,juntandoumaboa equipe para ajudar no dia” destacou Zenisio da Rosa, diretor de Turismo. Com premiação em 4 categorias masculinas e quatro femininas, todos tambémcorriampeloGeral MasculinoeFeminino,sen- do que, os Locais tinham uma categoria somente para eles. Entre os primeiros do geral, Moacir Gonçalves Pereira, morador da comu- nidade de Lagoa de Fora emBalneárioGaivota,che- gou em 2º na classificação geral, com isto, garantiu o 1º colocado na categoria Local. As fotos do evento também serão disponibi- lizadas para venda com entregaemtodooBrasil,já quehouvefotógrafosdosite FocoRadical, onde o atleta pode escolher a imagem e adquirir pagando com cartão de crédito ou boleto, umdiferencialapresentado na corrida. Confira os vencedores por categorias: Geral Masculino: 1º - Alex Silva (Torres) 2º - Leandro Barbosa (Nova Veneza) 3º - Joel Ascari (Orleans) Geral Feminino 1º Vanessa Reiter (Indaial) 2º Carolina Conceição (Balneário Arroio do Silva) 3º Aline de Souza dos Santos (Forquilhinha) Local: 1º Moacir Gonçalves (Baln. Gaivota) 2º Darci Santos da Silva (Baln. Gaivota) 3º Davi Gonzaga (Sombrio) 16 a 25 anos (Masc) 1º Felipe Torquato (Forquilinha) 2º Lucas Souza Fagundes (Torres) 3º Camilo de Souza Neto (Sombrio) 16 a 25 anos (Fem) 1º Janieli Filippi (Indaial) 2º Adriana Bittencourt (Jaraguá do Sul) 3º Pamela Ribeiro (Araranguá) 26 a 35 anos (Masc) 1º Fernando Alves (Tubarão) 2º Rodolfo Acosta (Passo de Torres) 3º Lucas Tomasi ( Nova Veneza) 26 a 35 anos (FEM) 1º Gisel Andrea ( Criciúma ) 2º Gizeli Zilli (Meleiro) 3º Daniela Teixeira (Sombrio) 36 a 45 anos (Masc) 1º José Ribamar Arruda (Brusque) 2º Junior Cardoso Junior (Içara) 3º Everaldo Eung (Forquilhinha) 36 a 45 anos (Fem) – Retificado 1º Rosa Maria de Souza (Forquilinha) 2º Adriana Cristina Vitor (Balneário Arroio do Silva) 3º Samara Vanzin (Caxias do Sul) Acima de 45 anos (Masc) 1º Hildo Santana (Araranguá) 2º Paulo da Luz (Criciúma) 3º Jocemar Teixeira (Criciúma) Acima de 45 anos (FEM) Silvestre Grasse (Tubarão) Graziele Magnus (Sombrio) Angela Diaz Ferraz ( Torres)
  18. 18. Publicidade18 Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015
  19. 19. > PORTO ALEGRE Com o time repleto de reservas, com o retorno até de Dida ao gol e a volta de Rafael Moura ao banco de reservas, o Inter recebeu o Passo Fundo no Beira-Rio para tentar confirmar a liderança. O placar resistiu no zero até os 26 minutos do segundo tempo, quando Valdívia finalmente conseguiu ba- lançar a rede do goleiro Juliano-umdosdestaques da partida. A vitória sim- ples perdurou até o fim, quando Alex ampliou aos 42. O resultado de 2 a 0 não deixou margem para outra situação, senão a classificação do Inter em primeiro lugar para a dis- puta das quartas de final. O adversário será o Cru- zeiro, às 22h da próxima quarta-feira. Com o triunfo, o Inter Política 19Correio do Sul Segunda-feira, 6 de abril de 2015 Gauchão encerrou a primeira fase com 34 pontos, quatro de vantagem ao segundo colocado, o Grêmio. Já o Passo Fundo acabou fora da zona de classificação, em nono, em função da vi- tória do Novo Hamburgo, que pegou o oitavo lugar e também está nas quartas. No primeiro tempo, Julia- no pegou todas. O Inter foi quem ditou o ritmo do jogo, teve diversas chances de abrir o placar, mas não conseguiu o objetivo em razão do bom trabalho do goleiro do Passo Fundo. Com quatro minutos de jogo, ele havia feito três defesas em finalizações de Valdívia, William e Nil- mar. E não parou por aí. Fez outras três interven- çõesimportantes,ebrilhou em cobrança de escanteio deAlex saltando para des- viar o que poderia resultar em gol olímpico.Artilheiro do Gauchão, Michel teve uma boa oportunidade IntervencePassoFundoetermina primeirafasedoGauchãocomolíder Grêmiojogapouco,cede empateaoSãoJosé > SÃO LEOPOLDO A missão era dura. Além de vencer, tinha que contarcomtropeçodoInter no Beira-Rio. O fato é que o Grêmio sequer conseguiu fazer sua parte na tarde deste domingo, no Cristo Rei, em São Leopoldo, pela última rodada da fase de grupos do Gauchão. Com time misto, o Tricolor errou demais, até na sua antes impecável defesa, e cedeu empate em 1 a 1 com o São José, que ainda sonhava com classificação às quar- tas de final. Para comple- tar, o Colorado superou o Passo Fundo e confirmou a liderança,restandoaotime de Felipão a vice-colocação e a perda de uma série de vitórias que durava sete duelos - mas ainda segue invicto por 11 partidas. O Grêmio chegou a abrir o placar, com Fellipe Bastos, mas desperdiçou muitas chances com Yuri Mamute e, de quebra, vol- tou mal para o segundo tempo. Melhor para o São José, que, com Rafael Car- rilho, deixou tudo igual. Umresultado,todavia,que eliminou o Zequinha, que encerrouoestadualem11º, com 18 pontos. Vice-líder com 30 pon- tos, o Grêmio enfrentará o Novo Hamburgo, pro- vavelmente na próxima quinta-feira, pelas quartas de final. O confronto dessa fase é feito em apenas um jogo,aserrealizadonacasa dotimecommelhorcampa- nha, no caso o Tricolor, que espera o rival na Arena. ao receber livre na área, mas desperdiçou. Mandou chute no palco montado paraoshowdoReiRoberto Carlos no Beira-Rio. Na etapa complemen- tar, o mesmo cenário. Po- rém, as jogadas ofensivas paravam antes de chegar em Juliano. O sistema defensivo do adversário funcionou.Aos15minutos, Rafael Moura, que voltou a figurar no banco de re- servas, teve nova chance. Aguirre colocou o centroa- vante no lugar de Vitinho. Na primeira participação, He-Man cabeceou bem, porém sobre o gol. Era chance atrás de chance. Mas nada de a bolaentrarnogoldoPasso Fundo.Até que Valdívia, o nome que vem resolvendo nos últimos jogos, conse- guiu marcar. Foi aos 26 do segundo tempo. Alex, que não teve atuação de destaque nesse jogo, se recuperou e ampliou o placar aos 42, com uma bomba característica da entrada da área para ga- rantir a liderança do Inter no Gauchão.
  20. 20. SEGUNDA-FEIRA, 6 DE ABRIL DE 2015

×