SlideShare uma empresa Scribd logo

Jornal digital 23 10-17

Jornal Correio do Sul

Jornal digital 23 10-17

1 de 24
Baixar para ler offline
Série expõe
casos de pessoas
que têm na fé o
seu pilar
Novo diretório
é eleito e PMDB
tem Nego
Gomes como
presidente
Mulheres sofrem
agressão e
ficam feridas
CORREIO DO SULANO XXVI EDIÇÃO Nº 5.277 R$ 2,00SEGUNDA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2017
www.grupocorreiodosul.com.br
23º13º
Períodos curtos de abertura
intercalados com períodos de
nebulosidade.
Previsão para hoje
Extremo Sul Catarinense
agressão eagressão e
ficam feridas
Segurança – Pág 15
Mulheres sofremMulheres sofrem
Especial – Pág 9
Série expõeSérie expõe
presidentepresidente
Geral – Pág 3
ficam feridasficam feridasficam feridasficam feridasficam feridas
Segurança – Págs 15 e 17
Extremo Sul Catarinense
UL
RELOJOARIA
É ASSALTADA
EM PLENO
CENTRO AO
MEIO-DIA
Rankingavalianossosparlamentares
Pior dos piores
De acordo com o portal “politicos.org.br”,
que divulgou o ranking do desempenho
dos parlamentares de todo o país, o depu-
tado federal Marcos Tebaldi, do PSDB de
Joinville, figura entre o piores legisladores
do Brasil, ocupando a posição de número
590. Apenas outros três parlamentares têm
um desempenho pior que o dele. Várias
situações ajudaram a puxar Tebaldi lá para
baixo, dentre elas a enorme quantidade de
processos que responde na justiça, grande
parte oriundos do período em que foi prefei-
to de Joinville, entre 2003 e 2008. O fato de
usar mais de R$ 300 mil no ano para manter
seu gabinete, na Câmara dos Deputados, e
também de ter faltado quase um terço das
sessões legislativas até agora, ao longo de
2017, contribuiu para que Marcos Tebaldi
figurasse entre os piores legisladores do
país. Vale lembrar que vez ou outra os
tucanos cogitam seu nome para disputar o
governo catarinense, como uma alternativa
ao projeto do senador Paulo Bauer (PDSB).
Vandalismo
Out-door referenciando as aludidas qua-
lidades do deputado federal Jair Bolso-
naro (PSC/RJ), que foi fixado na semana
passada em Araranguá, foi objeto de um
ato vandalismo. A parte inferior de papel
do out-door foi rasgada, e houve também
uma tentativa mal sucedida de incendiá-lo.
Um de seus simpatizantes registrou um
boletim de ocorrência dando conta do fato.
Ainda em relação ao deputado, no que diz
respeito a sua filiação partidária, Bolsonaro
pretende migrar para o PEN, que está em
processo de transformação para se chamar
Patriota. O parlamentar fez uma série de
exigências para viabilizar sua transferência.
Dentre elas a proibição de coligação com
partidos de esquerda, como PT, PCdoB,
PSTU e siglas afins, e também a inclusão,
no estatuto da sigla, de bandeiras como
a redução da maioridade penal, pena de
morte para crimes hediondos e a proibição
do ensino da chamada ideologia de gênero
nas escolas. O estatuto também preverá que
o presidente de honra da sigla terá poder
de arbítrio e de veto, e Bolsonaro deverá
ocupar esta função.
ADVOCACIA EMPRESARIAL
FONE: (48) 3533-0145
C
riado para avaliar o
desempenho de nossos
parlamentares em Bra-
sília, o portal “politicos.
org.br”, divulgou, como
fazanualmente,orankingdodesempenhode
deputados e senadores de todos os Estados
dopaís.Oportaléumainiciativadediversos
profissionais ligados as mais diversas áreas
doconhecimento,incluindocientistaspolíti-
cos,economistas,administradores,filósofos
e advogados, que se dedicam a organizar e
copilar informações obtidas junto a órgãos
oficiais a respeito das atividades de nossos
parlamentares nacionais.
Paraavaliarestesparlamentares,éleva-
do em conta uma série de princípios consi-
derados importantes para o desempenho de
suasfunções,como,porexemplo,apresença
em plenário, os privilégios desfrutados por
eles, a quantidade de processos judiciais
a que respondem, a qualidade do trabalho
legislativo, e diversas outras situações, que
avaliam se o papel de cada um está sendo
bom ou ruim para o país. Do ponto de vista
ideológico, nitidamente o portal tem uma
tendênciasocial-liberal,ligadaaopensamen-
to de centro e de direita, tanto é que deputa-
dosesenadoresfiliadosapartidoscomoPT,
PCdoB e Psol estão entre os que receberam
as piores avaliações. Quem votou a favor
da reforma trabalhista, por exemplo, somou
20 pontos a seu favor no ranking. Já quem
votoucontra,comoodeputadofederaldoPT
catarinense,DécioLima,tevedecrescido20
pontosnoranking.Aindanoquedizrespeito
à questão ideológica, há as exceções, como
é o caso do deputado federal Jorge Boeira,
filiado ao PP, um partido de centro-direita.
Ainda assim ele votou contra a reforma
trabalhista e também contra o projeto da
terceirização de mão de obra, que, em tese,
sãonocivosaosinteressesdostrabalhadores.
Por conta disto, teve decrescido 40 pontos
no ranking geral, assim como perdeu vários
outros pontos por conta de um alinhamento
com o pensamento mais identificado como
de centro-esquerda nas votações em que
participou.
No computo geral, o catarinense que
melhor se saiu na avaliação foi o deputado
Jorginho Mello (PR).Além de figurar como
o melhor parlamentar do Estado, Jorginho
também emplacou como o 11º melhor do
Brasil. Para o vice-prefeito de Araranguá,
PrimoJúnior,queéfiliadodoPRdeJorginho
Mello, a posição do deputado no ranking “é
o resultado de um trabalho que vem sendo
realizado com muita seriedade e responsa-
bilidade”. Conforme ele, o deputado “re-
cebeu a nota máxima no quesito qualidade
legislativa pelos seus votos na Câmara, o
que incluiu a aceitação da denúncia contra
o presidente Michel Temer (PMDB). Ele
também se posicionou contra a criação do
financiamento público de campanha, e não
recebeu pontuação negativa no que diz res-
peito a processos judiciais, porque não está
respondendo a nenhum”.
No que diz respeito aos parlamentares
do Sul do Estado, a deputada Geovânia de
Sá (PSDB) figura na 10ª colocação entre os
catarinenses, e na 163ª entre os do país. Já
RonaldoBenedet(PMDB)éo11ºcatarinen-
se mais bem colocado, e o 201º no ranking
nacional.Porsuavez,JorgeBoeira(PP)está
na 12º colocação entre os catarinenses, e na
256ª entre os parlamentares do país.
Pesquisa Presidencial
Pesquisa realizada pelo Instituto Paraná
Pesquisas, entre os dias 12 e 16 de outubro
passados, com uma amostra de 1.554 entre-
vistados, em 64 municípios, auferiu o senti-
mento do eleitor catarinense em relação ao
pleito nacional e estadual do ano que vem.
No que diz respeito à disputa presidencial,
Jair Bolsonaro (PSC) aparece com 24,7%
das intenções de voto dos catarinenses,
contra 18,3% de Lula da Silva (PT) e 10,8%
de João Dória (PSDB). O tucano é seguido
por Marina Silva (Rede), com 9,6%, e de
Álvaro Dias (Podemos), com 6,7%. Ciro
Gomes (PDT) tem 5,7% e Joaquim Barbosa
(S/P) 5,3% das intenções. Os que votam
em outros candidatos, em nenhum, ou que
não sabem ainda em quem votar, somaram
18,9%. Conforme o Paraná Pesquisas, o le-
vantamento foi estratificado segundo sexo,
faixa etária, grau de escolaridade e posição
geográfica, de acordo com dados do IBGE,
tendo margem de erro de 2,5%, e grau de
confiança de 95%.
Amin lidera em SC
Levando em conta os mesmos critérios
técnicos do tópico anterior, o Instituto
Paraná Pesquisas também auferiu o senti-
mento dos catarinenses em relação à disputa
governamental de 2018. De acordo com o
Instituto, Esperidião Amin (PP) tem 30%
das intenções de voto, sendo seguido por
Paulo Bauer (PSDB) com 20,3% e por
Mauro Mariani (PMDB), com 9,9%. Décio
Lima (PT) aparece com 8,5% e Jorginho
Mello (PR) com 5,1% das intenções. Já
Gelson Merísio (PSD) tem a preferência
de 4,5% dos eleitores catarinenses para
disputar o Governo do Estado ano que
vem. Conforme o levantamento, 21,7%
não sabem em quem votar, ou não votarão
em ninguém para o governo. A excelente
pontuação de Esperidião Amin poderá
ser um complicador e tanto para o projeto
de Gelson Merísio de chegar ao governo,
trazendo o PP a reboque. Não é de hoje
que líderes progressistas, como o deputado
estadual José Milton Scheffer, têm dito que
seu partido quer coligar com o PSD, mas
que “a ordem da composição terá que ser
muito bem discutida”.
Rolando Christian CoelhoRolando Christian Coelho
JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
rolando_coelho@hotmail.com (48) 99945.6787
POLÍTICA
“A vontade de realizamos algo é fundamental para a conquista,
mas só isto não basta. Precisamos nos preparar para a missão a
ser enfrentada. De nada adianta querer pescar, se não tivermos
uma rede ou uma vara de pesca”.
Mao Tse Tung (1893/1976)
Ex-presidente da China
3Geral Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
E
m uma eleição
tranquila e ani-
mada na tarde de
sábado, o PMDB de Sombrio
elegeu seu novo diretório de
forma unânime, com 30 no-
vos membros e 15 suplentes,
em uma chapa com nomes
antigos do partido como Neri
Coelho, e novos, como Davi
Grundler e Régis Böhrer.
Logo depois das 17h,
quando se encerrou a vota-
ção, os membros do diretório,
presididos pelo filiado mais
velho, Neri Coelho, elegeram
também por aclamação o
novo presidente do partido,
Nego Gomes, que atualmente
também preside à Câmara
Municipal de Vereadores.
“Hoje é um dia especial
por encerrar meu mandato
com grande presença dos
filiados e demonstrar essa
união e força desse partido
que me acolheu muito bem
e que juntos ganhamos duas
eleições em Sombrio e fize-
mos a maior transformação
da história do município com
uma gestão séria e voltada ao
nosso povo”, disse o agora
ex presidente, Carlos Alano.
Durante a votação esti-
veram presentes os deputa-
dos estadual, Manoel Mota,
e federal, Ronaldo Benedet,
e de membros de outros
partidos que fazem parte da
coalizão que governa Som-
brio, como a vice-prefeita,
Gislaine Cunha, do PR.
“Lotamos a Câmara
Municipal de Vereadores e
confraternizamos de forma
muito unida e alegre esse
momento novo que o PMDB
começa a viver a partir de
agora, fortalecido e com mais
ânimo para seguir trabalhan-
do em prol de um município
melhor com a população
mais feliz”, comentou o
prefeito Zênio Cardoso, que
trabalhou diretamente au-
xiliando na formação das
chapas.
A nova executiva do
PMDB tem Nego Gomes
presidente, Carlos Roberto
Gomes, 2º vice presidente,
Jeriel Gregorine Isoppo, Mi-
lena Simone como 1ª secre-
tária,Adriana Cecília Coelho
Januário, 2ª secretária, Ade-
nir Duarte, Tesoureiro, David
Coelho Grundler e Jander
da Rosa Colares, Vogais e
Novo Diretório
Entregue ordem para reforma de quadra
AvenidaCantuárioéoficialmenteinaugurada
NegoGomeséeleitoporaclamação
Em reunião realizada no
gabinetedaAgênciadeDesen-
volvimento Regional (ADR)
de Araranguá na tarde de sex-
ta-feira, foi entregue a ordem
de serviço para a Construtora
PaiseFilhos,paraexecuçãoda
obra de reforma da quadra de
esportes da EEB Eremeta Sou-
za, escola da rede estadual de
ensinolocalizadanodistritode
Hercílio Luz, em Araranguá.
A ordem de serviço foi
entregue pelo secretário exe-
cutivo da ADR, Heriberto
Afonso Schmidt, ao diretor
da empresa vencedora do
processo licitatório, Marconi
Biff. Participaram do ato a
gerente regional de Educação,
CelinaHobolddaRosa;geren-
te regional de infraestrutura,
engenheiro Jocilon Coelho;
A manhã de sexta-feira,
foi especial em Balneário
Arroio do Silva. A adminis-
tração municipal inaugurou
oficialmente a pavimentação
com lajotas da avenida Can-
tuário dos Santos Vieira. A
obra foi realizada através do
financiamento do Badesc e
o investimento foi de R$946
mil, o qual será pago pela
atual gestão.
A inauguração contou
com a presença do prefeito
Juscelino da Silva Guimarães,
o Mineiro, a primeira-dama
Claudete Guimarães, o vice-
-prefeito Carlos Scarsanella,
o deputado estadual José Nei
Ascari, o presidente da Câ-
mara de Vereadores, Sér-
diretora da escola, Marisa
Mafalda Erotildes Quintino;
presidente da APP, Nivaldo
Daminelli; deputado estadual
Rodrigo Minotto; vereadores
Neno Fontoura e Diego Pires,
entre outras lideranças.
Cinco empresas haviam
participado do processo lici-
tatório realizado pela ADR,
e a Construtora Pais e Fi-
lhos apresentou a proposta
vencedora, no valor de R$
68.149,81. Inicialmente serão
retiradas as madeiras do local,
queforamdoadasàAssociação
de Pais e Professores para rea-
proveitamento e no local, será
construída quadra de concreto
usinado polido, além da pin-
tura das faixas de marcação.
O cronograma da obra é de 60
dias, porém, a previsão é de
que em 30 dias a quadra seja
entregue.
gio Policarpo, os vereadores
Greyce Copetti, Elvio Zocche,
Vanderlei de Souza (Lei), se-
cretários municipais, diretores
e demais lideranças, além da
comunidade.
“Quero cumprimentar
a administração municipal e
toda sua equipe pela conquis-
ta, além de cumprimentar a
comunidade, que é a grande
beneficiada com esses inves-
timentos. Voltar ao Arroio no
momento da entrega de uma
obra é muito gratificante, até
porque acompanhamos toda
a luta incansável que foi feita
para que este momento pudes-
se acontecer”, registrou José
Nei, que continua se colocan-
do a disposição do município.
A obra possibilita melhor
acessoàzonaoeste,bemcomo
A obra na quadra que
possui 600 metros quadrados
é muito aguardada pela co-
munidade escolar. “Estamos
muito felizes com o início da
reforma, tenho três filhos na
escola e esperamos há anos
por esta melhoria. A quadra
vai ser muito bem-vinda para
utilização de toda comunidade
escolar”, disse Nivaldo.
O secretário executivo da
ADR Araranguá, Heriberto
Afonso Schmidt, concorda
com a importância do ato para
o distrito de Hercílio Luz.
“Agradecemos ao governador
Raimundo Colombo, ao vice-
-governador Eduardo Moreira
e ao Secretário de Educação
Eduardo Deschamps por dis-
ponibilizarem os recursos para
esta ação tão aguardada pelos
moradores do distrito de Her-
cílio Luz”, acrescentou.
ao lado sul da cidade. “Esta é a
primeira obra inaugurada nes-
ta gestão, mas virão outras. Eu
vou continuar lutando e indo
em busca de novas conquistas,
podem ter certeza”, garantiu o
prefeito.
A pavimentação em lajo-
tas é de extrema importância
para a cidade e os moradores
comemoraram a conquista. A
residência de Ro Amaral fica
localizada na avenida e ela fez
questão de acompanhar o ato
de inauguração. “Ficou uma
maravilha aqui. Facilitou a
vida dos moradores e embele-
zou a cidade”, registrou.
Os alunos da Apae do
Arroio do Silva também se
fizeram presentes, junto com
a equipe da entidade, e acom-
panharam a solenidade.
Araranguá
Arroio do Silva
Sombrio
Novo diretório misturou veteranos e gente nova à frente da sigla em Sombrio
Obra era requisitada pela população, que celebrou a inauguração
Edson Martins da Rosa como
líder na Câmara.
“É uma felicidade imen-
sa me tornar presidente desse
partido que tanto amo, que
vem desde o meu pai, que
sou filiado desde meus 18
anos e que agora quero aju-
dar ainda mais a fortalecê-lo,
para trabalhar por Sombrio e
pela região”, concluiu Nego
Gomes.
4 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
5Especial Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
A
s a v ó s
continu-
am nos
dando as
dicas de
sempre: um chazinho cura
qualquer coisa. Alho para a
gripe, carqueja para desin-
toxicar, malva para aquela
infecção... Enfim, de acordo
com Ernesta Voloski Apo-
linário, que trabalha há 30
anos na Pastoral da Saúde de
Jacinto Machado, existe erva
para tudo. Para aproveitar
o conhecimento de pessoas
como Ernesta, a Epagri e a
Cooperja, além da Secretaria
Municipal de Saúde, criaram
o horto de plantas medicinais,
um espaço cheio de saúde e
beleza. Com a correria do dia
a dia, as pessoas não plantam
mais nos quintais, e tendem a
buscar modos mais rápidos e
Jovem oferece solidariedade e internautas elogiam
Horto oferece
saúde em ervas
medicinais
Na quinta-feira passada,
uma família de Santa Rosa
do Sul recebeu a triste notí-
cia de que um ente querido
seu havia perdido a vida em
um acidente de caminhão
em São Paulo. Na hora da
dor da perda, muita gente
fica desorientada e tratar de
assuntos burocráticos para
transladar um corpo de uma
cidade distante acaba se tor-
nando um transtorno. Para
tentar facilitar esse momen-
to, um jovem sombriense
que mora em São Paulo se
ofereceu, comentando na
postagem do jornal Correio
do Sul sobre o acidente, que
poderia auxiliar nos trâmites
referentes à liberação do
corpo do caminhoneiro. A
atitude chamou atenção de
leitores do jornal, que elo-
giaram o rapaz. O homem
solidário se chama Josiel
da Rosa Silvano, e já há seis
anos mora na cidade pau-
lista. “Minha família toda é
daí, eu sou o único moran-
do em São Paulo”, contou
ele à reportagem, que quis
conversar sobre a iniciativa
de Josiel acerca da família
do acidentado, que ele diz
que não conhecia. “Não
pensei nem duas vezes.
Sempre ajudei as pessoas
sem pensar na recompen-
sa. No dia 30 de setembro
estava em Sombrio e levei
doações no Lar do Idoso.
É uma coisa minha que as
pessoas estão perdendo, o
amor ao próximo”, explica
ele. Josiel ainda comenta
que atitudes como a dele
nem deveriam ser novida-
de, mas que a humanidade
Horto oferece cás, sucos, saladas e muita saúde trazida de antigamente
Sombrio/São Paulo
práticos de aliviar a dor quan-
do ela aperta. “Comodismo, é
mais fácil comprar na farmá-
cia do que fazer um chá. Só
que faça e entregue nas mãos.
Ao invés de fazer um chá,
que é algo natural, preferem
algo químico, que age mais
rápido”, reclama Ernesta. Ela
conheceu o poder das plantas
com a família, ainda bem jo-
vem, e levou o conhecimento
para a vida. “Tem erva para
tudo, e pode juntar algumas
para fazer um chá”, continua.
Junto às colegas de pastoral,
ela confecciona sabão, poma-
das, e vendem em encontros e
eventos. Ela diz que mantém
muitos tipos de plantas em
casa, e que todos os tipos são
procurados por quem quer
aliviar algum desconforto
na saúde. “Na minha casa,
as pessoas buscam de tudo,
para emagrecer, para dor de
cabeça. E lá tem muita erva”,
Aline Bauer
Jacinto Machado
Mundo Melhor
está muito individualista.
“Acho que o mundo seria
melhor, mas isso vai piorar.
Perdemos aquele espírito
de comunidade, os meus
vizinhos de porta eu nem
conheço. As pessoas estão
ficando mais egoístas”,
diz. Porém, apesar dos in-
dicativos negativos, Josiel
continua ajudando quem
puder, esperando algo me-
lhor das pessoas. “Há, sim,
esperança da gente mudar.
O povo se junta quando
algo acontece de ruim, só
abraçamos o desconhecido
comenta. A extensionista da
Epagri,AlineHahnFernandes,
diz que o espaço é para isso
mesmo, fazer a população
buscar algo mais natural. “A
procura tem aumentado cada
vez mais nos eventos que
fazemos aqui durante o ano.
A pessoas buscam saber mais,
perguntar, e é isso que nós
queremos, que as pessoas se
interessem”, defende. Além
de saúde, o horto visa também
propagar o saber sobre as ervas
medicinais e seus poderes. “O
horto resgata as espécies que
estas gerações mais jovens não
conhecem. Queremos recupe-
rar esse conhecimento. Se não
repassarmos isso, vai acabar se
perdendo.Aqui é um espaço de
disseminação de informação”,
relata. O vice-presidente da
Cooperja concorda. Segundo
ele, as pessoas mais velhas
conhecem o quanto os chás são
importantesefazembem.“Ou-
vindo os mais velhos, até hoje
eles usam chás, ervas, e menos
remédios químicos. Aqui é
tudo natural e o chá cura tam-
bém”, declaraAntonio Moacir
De None. Ele ainda conta que
o horto faz parte do programa
social da cooperativa. “Nessa
área havia um espaço para se
pensar nesse local de ervas
medicinais.Comainiciativada
pastoral, incentivamos doando
o material, como a cobertura
do ambiente, as pedras, demos
oportunidades para que elas
pudessem aprender mais e
aperfeiçoarem”, conta. São
cerca de 80 espécies plantadas
no horto, mas ainda há espaço
para outras. Por volta de 30
pessoas estão envolvidas na
ação, inclusive no cultivo das
ervas. Vários termos desig-
nam formas de se buscar uma
vida mais saudável através
das plantas, como nutracêuti-
cas, medicinais, bioativas, as
Pancs – Plantas Alimentícias
Não-Convencionais – que são
ervas que podem ser consumi-
das como saladas apesar de
serem diferentes da tradicional
alface, além de sucos e chás.
Mudas podem ser doadas do
hortoparaquemquiserteruma
amostra desse belo e variado
quintal na sua casa. Além de
ser saudável, toda essa nature-
za pertinho de casa é de encher
os olhos.
quando o pior acontece, só
damos um bom dia para al-
guém se alguma coisa ruim
aconteceu. Eu acho que a
mídia e a política podem
nos influenciar a mudar. A
gente deseja o melhor para o
mundo, que o núcleo fami-
liar tenha que ser a base da
educação, é de onde surge
o caráter da pessoa. Que-
remos paz no mundo, uma
comunidade mais unida”,
pondera. Além de Josiel,
torcemos também para que
exemplos como o dele, um
dia, sejam cotidianos.
6 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

20130305 relationship between Sandro Suzart, SUZART, and google inc to federa...
20130305 relationship between Sandro Suzart, SUZART, and google inc to federa...20130305 relationship between Sandro Suzart, SUZART, and google inc to federa...
20130305 relationship between Sandro Suzart, SUZART, and google inc to federa...Sandro Santana
 

Mais procurados (20)

Jornal digital 17 10-17
Jornal digital 17 10-17Jornal digital 17 10-17
Jornal digital 17 10-17
 
Jornal digital 08 08-18
Jornal digital 08 08-18Jornal digital 08 08-18
Jornal digital 08 08-18
 
Jornal digital 31 07-18
Jornal digital 31 07-18Jornal digital 31 07-18
Jornal digital 31 07-18
 
Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018
 
Jornal digital 4955_qui_07072016
Jornal digital 4955_qui_07072016Jornal digital 4955_qui_07072016
Jornal digital 4955_qui_07072016
 
Jornal digital 17 08-17
Jornal digital 17 08-17Jornal digital 17 08-17
Jornal digital 17 08-17
 
Jornal digital 28 12-16
Jornal digital 28 12-16Jornal digital 28 12-16
Jornal digital 28 12-16
 
Jornal digital 09 08-18
Jornal digital 09 08-18Jornal digital 09 08-18
Jornal digital 09 08-18
 
Jornal digital 25 07-17
Jornal digital 25 07-17Jornal digital 25 07-17
Jornal digital 25 07-17
 
Jornal digital 15-03-17
Jornal digital 15-03-17Jornal digital 15-03-17
Jornal digital 15-03-17
 
Jornal digital 02 08-18
Jornal digital 02 08-18Jornal digital 02 08-18
Jornal digital 02 08-18
 
Jornal digital 6 de janeiro de 2017
Jornal digital   6 de janeiro de 2017Jornal digital   6 de janeiro de 2017
Jornal digital 6 de janeiro de 2017
 
Jornal digital 4871_ter_07032016
Jornal digital 4871_ter_07032016Jornal digital 4871_ter_07032016
Jornal digital 4871_ter_07032016
 
Jornal digital 04-01-18
Jornal digital 04-01-18Jornal digital 04-01-18
Jornal digital 04-01-18
 
Jornal digital 13 07-17
Jornal digital 13 07-17Jornal digital 13 07-17
Jornal digital 13 07-17
 
Jornal digital 07 08-18
Jornal digital 07 08-18Jornal digital 07 08-18
Jornal digital 07 08-18
 
20130305 relationship between Sandro Suzart, SUZART, and google inc to federa...
20130305 relationship between Sandro Suzart, SUZART, and google inc to federa...20130305 relationship between Sandro Suzart, SUZART, and google inc to federa...
20130305 relationship between Sandro Suzart, SUZART, and google inc to federa...
 
Jornal digital 03 09-18
Jornal digital 03 09-18Jornal digital 03 09-18
Jornal digital 03 09-18
 
Jornal digital 5057 seg_05122016
Jornal digital 5057 seg_05122016Jornal digital 5057 seg_05122016
Jornal digital 5057 seg_05122016
 
Jornal digital 4982 seg_15082016
Jornal digital 4982 seg_15082016Jornal digital 4982 seg_15082016
Jornal digital 4982 seg_15082016
 

Semelhante a Jornal digital 23 10-17

Semelhante a Jornal digital 23 10-17 (20)

Jornal digital 10 10-2018
Jornal digital 10 10-2018Jornal digital 10 10-2018
Jornal digital 10 10-2018
 
Jornal digital 10 08-18
Jornal digital 10 08-18Jornal digital 10 08-18
Jornal digital 10 08-18
 
Jornal digital 04 09-2018
Jornal digital 04 09-2018Jornal digital 04 09-2018
Jornal digital 04 09-2018
 
Jornal digital 4903_seg_25042016
Jornal digital 4903_seg_25042016Jornal digital 4903_seg_25042016
Jornal digital 4903_seg_25042016
 
Jornal digital 5032_qua_26102016
Jornal digital 5032_qua_26102016Jornal digital 5032_qua_26102016
Jornal digital 5032_qua_26102016
 
Jornal digital 05 11-2018
Jornal digital 05 11-2018Jornal digital 05 11-2018
Jornal digital 05 11-2018
 
Jornal digital 07 08-17
Jornal digital 07 08-17Jornal digital 07 08-17
Jornal digital 07 08-17
 
Jornal digital 05 09-2018
Jornal digital 05 09-2018Jornal digital 05 09-2018
Jornal digital 05 09-2018
 
Jornal digital 5063 ter_13122016
Jornal digital 5063 ter_13122016Jornal digital 5063 ter_13122016
Jornal digital 5063 ter_13122016
 
Jornal digital 02 10-2018
Jornal digital 02 10-2018Jornal digital 02 10-2018
Jornal digital 02 10-2018
 
Jornal digital 30 11-17
Jornal digital 30 11-17Jornal digital 30 11-17
Jornal digital 30 11-17
 
Jornal digital 5016_seg03102016
Jornal digital 5016_seg03102016Jornal digital 5016_seg03102016
Jornal digital 5016_seg03102016
 
Jornal digital 24 07-18
Jornal digital 24 07-18Jornal digital 24 07-18
Jornal digital 24 07-18
 
Jornal digital 17 10-17
Jornal digital 17 10-17Jornal digital 17 10-17
Jornal digital 17 10-17
 
Jornal digital 19 07-18
Jornal digital 19 07-18Jornal digital 19 07-18
Jornal digital 19 07-18
 
Jornal digital 5062 seg_12122016
Jornal digital 5062 seg_12122016Jornal digital 5062 seg_12122016
Jornal digital 5062 seg_12122016
 
Jornal digital 4985 qui_18082016
Jornal digital 4985 qui_18082016Jornal digital 4985 qui_18082016
Jornal digital 4985 qui_18082016
 
Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018
 
Jornal digital 14 07-17
Jornal digital 14 07-17Jornal digital 14 07-17
Jornal digital 14 07-17
 
Jornal digital 18 09-2018
Jornal digital 18 09-2018Jornal digital 18 09-2018
Jornal digital 18 09-2018
 

Mais de Jornal Correio do Sul (20)

Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018
 
Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018
 
Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018
 
Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018
 
Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018
 
Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018
 
Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018
 
Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018
 
Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018
 
Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018
 
Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018
 
Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018
 
Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018
 
Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018
 
Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018
 
Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018
 
Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018
 
Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018
 
Jornal digital 20 11-2018
Jornal digital 20 11-2018Jornal digital 20 11-2018
Jornal digital 20 11-2018
 
Jornal digital 19 11-2018
Jornal digital 19 11-2018Jornal digital 19 11-2018
Jornal digital 19 11-2018
 

Jornal digital 23 10-17

  • 1. Série expõe casos de pessoas que têm na fé o seu pilar Novo diretório é eleito e PMDB tem Nego Gomes como presidente Mulheres sofrem agressão e ficam feridas CORREIO DO SULANO XXVI EDIÇÃO Nº 5.277 R$ 2,00SEGUNDA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2017 www.grupocorreiodosul.com.br 23º13º Períodos curtos de abertura intercalados com períodos de nebulosidade. Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense agressão eagressão e ficam feridas Segurança – Pág 15 Mulheres sofremMulheres sofrem Especial – Pág 9 Série expõeSérie expõe presidentepresidente Geral – Pág 3 ficam feridasficam feridasficam feridasficam feridasficam feridas Segurança – Págs 15 e 17 Extremo Sul Catarinense UL RELOJOARIA É ASSALTADA EM PLENO CENTRO AO MEIO-DIA
  • 2. Rankingavalianossosparlamentares Pior dos piores De acordo com o portal “politicos.org.br”, que divulgou o ranking do desempenho dos parlamentares de todo o país, o depu- tado federal Marcos Tebaldi, do PSDB de Joinville, figura entre o piores legisladores do Brasil, ocupando a posição de número 590. Apenas outros três parlamentares têm um desempenho pior que o dele. Várias situações ajudaram a puxar Tebaldi lá para baixo, dentre elas a enorme quantidade de processos que responde na justiça, grande parte oriundos do período em que foi prefei- to de Joinville, entre 2003 e 2008. O fato de usar mais de R$ 300 mil no ano para manter seu gabinete, na Câmara dos Deputados, e também de ter faltado quase um terço das sessões legislativas até agora, ao longo de 2017, contribuiu para que Marcos Tebaldi figurasse entre os piores legisladores do país. Vale lembrar que vez ou outra os tucanos cogitam seu nome para disputar o governo catarinense, como uma alternativa ao projeto do senador Paulo Bauer (PDSB). Vandalismo Out-door referenciando as aludidas qua- lidades do deputado federal Jair Bolso- naro (PSC/RJ), que foi fixado na semana passada em Araranguá, foi objeto de um ato vandalismo. A parte inferior de papel do out-door foi rasgada, e houve também uma tentativa mal sucedida de incendiá-lo. Um de seus simpatizantes registrou um boletim de ocorrência dando conta do fato. Ainda em relação ao deputado, no que diz respeito a sua filiação partidária, Bolsonaro pretende migrar para o PEN, que está em processo de transformação para se chamar Patriota. O parlamentar fez uma série de exigências para viabilizar sua transferência. Dentre elas a proibição de coligação com partidos de esquerda, como PT, PCdoB, PSTU e siglas afins, e também a inclusão, no estatuto da sigla, de bandeiras como a redução da maioridade penal, pena de morte para crimes hediondos e a proibição do ensino da chamada ideologia de gênero nas escolas. O estatuto também preverá que o presidente de honra da sigla terá poder de arbítrio e de veto, e Bolsonaro deverá ocupar esta função. ADVOCACIA EMPRESARIAL FONE: (48) 3533-0145 C riado para avaliar o desempenho de nossos parlamentares em Bra- sília, o portal “politicos. org.br”, divulgou, como fazanualmente,orankingdodesempenhode deputados e senadores de todos os Estados dopaís.Oportaléumainiciativadediversos profissionais ligados as mais diversas áreas doconhecimento,incluindocientistaspolíti- cos,economistas,administradores,filósofos e advogados, que se dedicam a organizar e copilar informações obtidas junto a órgãos oficiais a respeito das atividades de nossos parlamentares nacionais. Paraavaliarestesparlamentares,éleva- do em conta uma série de princípios consi- derados importantes para o desempenho de suasfunções,como,porexemplo,apresença em plenário, os privilégios desfrutados por eles, a quantidade de processos judiciais a que respondem, a qualidade do trabalho legislativo, e diversas outras situações, que avaliam se o papel de cada um está sendo bom ou ruim para o país. Do ponto de vista ideológico, nitidamente o portal tem uma tendênciasocial-liberal,ligadaaopensamen- to de centro e de direita, tanto é que deputa- dosesenadoresfiliadosapartidoscomoPT, PCdoB e Psol estão entre os que receberam as piores avaliações. Quem votou a favor da reforma trabalhista, por exemplo, somou 20 pontos a seu favor no ranking. Já quem votoucontra,comoodeputadofederaldoPT catarinense,DécioLima,tevedecrescido20 pontosnoranking.Aindanoquedizrespeito à questão ideológica, há as exceções, como é o caso do deputado federal Jorge Boeira, filiado ao PP, um partido de centro-direita. Ainda assim ele votou contra a reforma trabalhista e também contra o projeto da terceirização de mão de obra, que, em tese, sãonocivosaosinteressesdostrabalhadores. Por conta disto, teve decrescido 40 pontos no ranking geral, assim como perdeu vários outros pontos por conta de um alinhamento com o pensamento mais identificado como de centro-esquerda nas votações em que participou. No computo geral, o catarinense que melhor se saiu na avaliação foi o deputado Jorginho Mello (PR).Além de figurar como o melhor parlamentar do Estado, Jorginho também emplacou como o 11º melhor do Brasil. Para o vice-prefeito de Araranguá, PrimoJúnior,queéfiliadodoPRdeJorginho Mello, a posição do deputado no ranking “é o resultado de um trabalho que vem sendo realizado com muita seriedade e responsa- bilidade”. Conforme ele, o deputado “re- cebeu a nota máxima no quesito qualidade legislativa pelos seus votos na Câmara, o que incluiu a aceitação da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB). Ele também se posicionou contra a criação do financiamento público de campanha, e não recebeu pontuação negativa no que diz res- peito a processos judiciais, porque não está respondendo a nenhum”. No que diz respeito aos parlamentares do Sul do Estado, a deputada Geovânia de Sá (PSDB) figura na 10ª colocação entre os catarinenses, e na 163ª entre os do país. Já RonaldoBenedet(PMDB)éo11ºcatarinen- se mais bem colocado, e o 201º no ranking nacional.Porsuavez,JorgeBoeira(PP)está na 12º colocação entre os catarinenses, e na 256ª entre os parlamentares do país. Pesquisa Presidencial Pesquisa realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas, entre os dias 12 e 16 de outubro passados, com uma amostra de 1.554 entre- vistados, em 64 municípios, auferiu o senti- mento do eleitor catarinense em relação ao pleito nacional e estadual do ano que vem. No que diz respeito à disputa presidencial, Jair Bolsonaro (PSC) aparece com 24,7% das intenções de voto dos catarinenses, contra 18,3% de Lula da Silva (PT) e 10,8% de João Dória (PSDB). O tucano é seguido por Marina Silva (Rede), com 9,6%, e de Álvaro Dias (Podemos), com 6,7%. Ciro Gomes (PDT) tem 5,7% e Joaquim Barbosa (S/P) 5,3% das intenções. Os que votam em outros candidatos, em nenhum, ou que não sabem ainda em quem votar, somaram 18,9%. Conforme o Paraná Pesquisas, o le- vantamento foi estratificado segundo sexo, faixa etária, grau de escolaridade e posição geográfica, de acordo com dados do IBGE, tendo margem de erro de 2,5%, e grau de confiança de 95%. Amin lidera em SC Levando em conta os mesmos critérios técnicos do tópico anterior, o Instituto Paraná Pesquisas também auferiu o senti- mento dos catarinenses em relação à disputa governamental de 2018. De acordo com o Instituto, Esperidião Amin (PP) tem 30% das intenções de voto, sendo seguido por Paulo Bauer (PSDB) com 20,3% e por Mauro Mariani (PMDB), com 9,9%. Décio Lima (PT) aparece com 8,5% e Jorginho Mello (PR) com 5,1% das intenções. Já Gelson Merísio (PSD) tem a preferência de 4,5% dos eleitores catarinenses para disputar o Governo do Estado ano que vem. Conforme o levantamento, 21,7% não sabem em quem votar, ou não votarão em ninguém para o governo. A excelente pontuação de Esperidião Amin poderá ser um complicador e tanto para o projeto de Gelson Merísio de chegar ao governo, trazendo o PP a reboque. Não é de hoje que líderes progressistas, como o deputado estadual José Milton Scheffer, têm dito que seu partido quer coligar com o PSD, mas que “a ordem da composição terá que ser muito bem discutida”. Rolando Christian CoelhoRolando Christian Coelho JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 rolando_coelho@hotmail.com (48) 99945.6787 POLÍTICA “A vontade de realizamos algo é fundamental para a conquista, mas só isto não basta. Precisamos nos preparar para a missão a ser enfrentada. De nada adianta querer pescar, se não tivermos uma rede ou uma vara de pesca”. Mao Tse Tung (1893/1976) Ex-presidente da China
  • 3. 3Geral Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 E m uma eleição tranquila e ani- mada na tarde de sábado, o PMDB de Sombrio elegeu seu novo diretório de forma unânime, com 30 no- vos membros e 15 suplentes, em uma chapa com nomes antigos do partido como Neri Coelho, e novos, como Davi Grundler e Régis Böhrer. Logo depois das 17h, quando se encerrou a vota- ção, os membros do diretório, presididos pelo filiado mais velho, Neri Coelho, elegeram também por aclamação o novo presidente do partido, Nego Gomes, que atualmente também preside à Câmara Municipal de Vereadores. “Hoje é um dia especial por encerrar meu mandato com grande presença dos filiados e demonstrar essa união e força desse partido que me acolheu muito bem e que juntos ganhamos duas eleições em Sombrio e fize- mos a maior transformação da história do município com uma gestão séria e voltada ao nosso povo”, disse o agora ex presidente, Carlos Alano. Durante a votação esti- veram presentes os deputa- dos estadual, Manoel Mota, e federal, Ronaldo Benedet, e de membros de outros partidos que fazem parte da coalizão que governa Som- brio, como a vice-prefeita, Gislaine Cunha, do PR. “Lotamos a Câmara Municipal de Vereadores e confraternizamos de forma muito unida e alegre esse momento novo que o PMDB começa a viver a partir de agora, fortalecido e com mais ânimo para seguir trabalhan- do em prol de um município melhor com a população mais feliz”, comentou o prefeito Zênio Cardoso, que trabalhou diretamente au- xiliando na formação das chapas. A nova executiva do PMDB tem Nego Gomes presidente, Carlos Roberto Gomes, 2º vice presidente, Jeriel Gregorine Isoppo, Mi- lena Simone como 1ª secre- tária,Adriana Cecília Coelho Januário, 2ª secretária, Ade- nir Duarte, Tesoureiro, David Coelho Grundler e Jander da Rosa Colares, Vogais e Novo Diretório Entregue ordem para reforma de quadra AvenidaCantuárioéoficialmenteinaugurada NegoGomeséeleitoporaclamação Em reunião realizada no gabinetedaAgênciadeDesen- volvimento Regional (ADR) de Araranguá na tarde de sex- ta-feira, foi entregue a ordem de serviço para a Construtora PaiseFilhos,paraexecuçãoda obra de reforma da quadra de esportes da EEB Eremeta Sou- za, escola da rede estadual de ensinolocalizadanodistritode Hercílio Luz, em Araranguá. A ordem de serviço foi entregue pelo secretário exe- cutivo da ADR, Heriberto Afonso Schmidt, ao diretor da empresa vencedora do processo licitatório, Marconi Biff. Participaram do ato a gerente regional de Educação, CelinaHobolddaRosa;geren- te regional de infraestrutura, engenheiro Jocilon Coelho; A manhã de sexta-feira, foi especial em Balneário Arroio do Silva. A adminis- tração municipal inaugurou oficialmente a pavimentação com lajotas da avenida Can- tuário dos Santos Vieira. A obra foi realizada através do financiamento do Badesc e o investimento foi de R$946 mil, o qual será pago pela atual gestão. A inauguração contou com a presença do prefeito Juscelino da Silva Guimarães, o Mineiro, a primeira-dama Claudete Guimarães, o vice- -prefeito Carlos Scarsanella, o deputado estadual José Nei Ascari, o presidente da Câ- mara de Vereadores, Sér- diretora da escola, Marisa Mafalda Erotildes Quintino; presidente da APP, Nivaldo Daminelli; deputado estadual Rodrigo Minotto; vereadores Neno Fontoura e Diego Pires, entre outras lideranças. Cinco empresas haviam participado do processo lici- tatório realizado pela ADR, e a Construtora Pais e Fi- lhos apresentou a proposta vencedora, no valor de R$ 68.149,81. Inicialmente serão retiradas as madeiras do local, queforamdoadasàAssociação de Pais e Professores para rea- proveitamento e no local, será construída quadra de concreto usinado polido, além da pin- tura das faixas de marcação. O cronograma da obra é de 60 dias, porém, a previsão é de que em 30 dias a quadra seja entregue. gio Policarpo, os vereadores Greyce Copetti, Elvio Zocche, Vanderlei de Souza (Lei), se- cretários municipais, diretores e demais lideranças, além da comunidade. “Quero cumprimentar a administração municipal e toda sua equipe pela conquis- ta, além de cumprimentar a comunidade, que é a grande beneficiada com esses inves- timentos. Voltar ao Arroio no momento da entrega de uma obra é muito gratificante, até porque acompanhamos toda a luta incansável que foi feita para que este momento pudes- se acontecer”, registrou José Nei, que continua se colocan- do a disposição do município. A obra possibilita melhor acessoàzonaoeste,bemcomo A obra na quadra que possui 600 metros quadrados é muito aguardada pela co- munidade escolar. “Estamos muito felizes com o início da reforma, tenho três filhos na escola e esperamos há anos por esta melhoria. A quadra vai ser muito bem-vinda para utilização de toda comunidade escolar”, disse Nivaldo. O secretário executivo da ADR Araranguá, Heriberto Afonso Schmidt, concorda com a importância do ato para o distrito de Hercílio Luz. “Agradecemos ao governador Raimundo Colombo, ao vice- -governador Eduardo Moreira e ao Secretário de Educação Eduardo Deschamps por dis- ponibilizarem os recursos para esta ação tão aguardada pelos moradores do distrito de Her- cílio Luz”, acrescentou. ao lado sul da cidade. “Esta é a primeira obra inaugurada nes- ta gestão, mas virão outras. Eu vou continuar lutando e indo em busca de novas conquistas, podem ter certeza”, garantiu o prefeito. A pavimentação em lajo- tas é de extrema importância para a cidade e os moradores comemoraram a conquista. A residência de Ro Amaral fica localizada na avenida e ela fez questão de acompanhar o ato de inauguração. “Ficou uma maravilha aqui. Facilitou a vida dos moradores e embele- zou a cidade”, registrou. Os alunos da Apae do Arroio do Silva também se fizeram presentes, junto com a equipe da entidade, e acom- panharam a solenidade. Araranguá Arroio do Silva Sombrio Novo diretório misturou veteranos e gente nova à frente da sigla em Sombrio Obra era requisitada pela população, que celebrou a inauguração Edson Martins da Rosa como líder na Câmara. “É uma felicidade imen- sa me tornar presidente desse partido que tanto amo, que vem desde o meu pai, que sou filiado desde meus 18 anos e que agora quero aju- dar ainda mais a fortalecê-lo, para trabalhar por Sombrio e pela região”, concluiu Nego Gomes.
  • 4. 4 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
  • 5. 5Especial Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 A s a v ó s continu- am nos dando as dicas de sempre: um chazinho cura qualquer coisa. Alho para a gripe, carqueja para desin- toxicar, malva para aquela infecção... Enfim, de acordo com Ernesta Voloski Apo- linário, que trabalha há 30 anos na Pastoral da Saúde de Jacinto Machado, existe erva para tudo. Para aproveitar o conhecimento de pessoas como Ernesta, a Epagri e a Cooperja, além da Secretaria Municipal de Saúde, criaram o horto de plantas medicinais, um espaço cheio de saúde e beleza. Com a correria do dia a dia, as pessoas não plantam mais nos quintais, e tendem a buscar modos mais rápidos e Jovem oferece solidariedade e internautas elogiam Horto oferece saúde em ervas medicinais Na quinta-feira passada, uma família de Santa Rosa do Sul recebeu a triste notí- cia de que um ente querido seu havia perdido a vida em um acidente de caminhão em São Paulo. Na hora da dor da perda, muita gente fica desorientada e tratar de assuntos burocráticos para transladar um corpo de uma cidade distante acaba se tor- nando um transtorno. Para tentar facilitar esse momen- to, um jovem sombriense que mora em São Paulo se ofereceu, comentando na postagem do jornal Correio do Sul sobre o acidente, que poderia auxiliar nos trâmites referentes à liberação do corpo do caminhoneiro. A atitude chamou atenção de leitores do jornal, que elo- giaram o rapaz. O homem solidário se chama Josiel da Rosa Silvano, e já há seis anos mora na cidade pau- lista. “Minha família toda é daí, eu sou o único moran- do em São Paulo”, contou ele à reportagem, que quis conversar sobre a iniciativa de Josiel acerca da família do acidentado, que ele diz que não conhecia. “Não pensei nem duas vezes. Sempre ajudei as pessoas sem pensar na recompen- sa. No dia 30 de setembro estava em Sombrio e levei doações no Lar do Idoso. É uma coisa minha que as pessoas estão perdendo, o amor ao próximo”, explica ele. Josiel ainda comenta que atitudes como a dele nem deveriam ser novida- de, mas que a humanidade Horto oferece cás, sucos, saladas e muita saúde trazida de antigamente Sombrio/São Paulo práticos de aliviar a dor quan- do ela aperta. “Comodismo, é mais fácil comprar na farmá- cia do que fazer um chá. Só que faça e entregue nas mãos. Ao invés de fazer um chá, que é algo natural, preferem algo químico, que age mais rápido”, reclama Ernesta. Ela conheceu o poder das plantas com a família, ainda bem jo- vem, e levou o conhecimento para a vida. “Tem erva para tudo, e pode juntar algumas para fazer um chá”, continua. Junto às colegas de pastoral, ela confecciona sabão, poma- das, e vendem em encontros e eventos. Ela diz que mantém muitos tipos de plantas em casa, e que todos os tipos são procurados por quem quer aliviar algum desconforto na saúde. “Na minha casa, as pessoas buscam de tudo, para emagrecer, para dor de cabeça. E lá tem muita erva”, Aline Bauer Jacinto Machado Mundo Melhor está muito individualista. “Acho que o mundo seria melhor, mas isso vai piorar. Perdemos aquele espírito de comunidade, os meus vizinhos de porta eu nem conheço. As pessoas estão ficando mais egoístas”, diz. Porém, apesar dos in- dicativos negativos, Josiel continua ajudando quem puder, esperando algo me- lhor das pessoas. “Há, sim, esperança da gente mudar. O povo se junta quando algo acontece de ruim, só abraçamos o desconhecido comenta. A extensionista da Epagri,AlineHahnFernandes, diz que o espaço é para isso mesmo, fazer a população buscar algo mais natural. “A procura tem aumentado cada vez mais nos eventos que fazemos aqui durante o ano. A pessoas buscam saber mais, perguntar, e é isso que nós queremos, que as pessoas se interessem”, defende. Além de saúde, o horto visa também propagar o saber sobre as ervas medicinais e seus poderes. “O horto resgata as espécies que estas gerações mais jovens não conhecem. Queremos recupe- rar esse conhecimento. Se não repassarmos isso, vai acabar se perdendo.Aqui é um espaço de disseminação de informação”, relata. O vice-presidente da Cooperja concorda. Segundo ele, as pessoas mais velhas conhecem o quanto os chás são importantesefazembem.“Ou- vindo os mais velhos, até hoje eles usam chás, ervas, e menos remédios químicos. Aqui é tudo natural e o chá cura tam- bém”, declaraAntonio Moacir De None. Ele ainda conta que o horto faz parte do programa social da cooperativa. “Nessa área havia um espaço para se pensar nesse local de ervas medicinais.Comainiciativada pastoral, incentivamos doando o material, como a cobertura do ambiente, as pedras, demos oportunidades para que elas pudessem aprender mais e aperfeiçoarem”, conta. São cerca de 80 espécies plantadas no horto, mas ainda há espaço para outras. Por volta de 30 pessoas estão envolvidas na ação, inclusive no cultivo das ervas. Vários termos desig- nam formas de se buscar uma vida mais saudável através das plantas, como nutracêuti- cas, medicinais, bioativas, as Pancs – Plantas Alimentícias Não-Convencionais – que são ervas que podem ser consumi- das como saladas apesar de serem diferentes da tradicional alface, além de sucos e chás. Mudas podem ser doadas do hortoparaquemquiserteruma amostra desse belo e variado quintal na sua casa. Além de ser saudável, toda essa nature- za pertinho de casa é de encher os olhos. quando o pior acontece, só damos um bom dia para al- guém se alguma coisa ruim aconteceu. Eu acho que a mídia e a política podem nos influenciar a mudar. A gente deseja o melhor para o mundo, que o núcleo fami- liar tenha que ser a base da educação, é de onde surge o caráter da pessoa. Que- remos paz no mundo, uma comunidade mais unida”, pondera. Além de Josiel, torcemos também para que exemplos como o dele, um dia, sejam cotidianos.
  • 6. 6 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
  • 7. A Secretaria Municipal de Obras de Balneário Arroio do Silva trabalhou nos últimos dias na extensão da calçada em frente ao Centro deApoio aoTurista, no Centro. O canteiro central que havia em frente, que era um pouco mais eleva- do, foi desmanchado. No local foi dado continuidade ao calçamento, estendendo a área de circulação aos pedestres e dando um novo visual à área central.Arua BarrigaVerde, no trecho central que dá acesso ao mar, também ficou um pouco mais larga. O prefeito Juscelino da Silva Guimarães, o Mineiro, esteve na tarde de sexta-feira acompanhando os trabalhos e confe- rindodepertoasmodificações.Osecretáriodeobras,Jaime Silveira da Silva, bem como a equipe da administração municipal, também acompanharam as mudanças. O prefeito Tiago Zilli aproveitou o lançamento do projeto Vereador Mirim, acontecido na última segunda-feira, para cele- brar a passagem do Dia do Professor, comemorado no domingo. “Parabenizo aqui a todos o empenho na educação do município. Turvo é referência em outros municípios na educação. É com o estudo que se faz um grande município”, discursou. No mesmo evento, ele também falou sobre a inauguração da nova biblio- teca, que será “um espaço moderno, para acolher aos nossos estudantes”. A administração está em busca de recursos para a mobília do local. A obra deve ser entregue no ano que vem. EducaçãoempautaemTurvo Modificação no Centro A Secretaria Municipal de Saúde de Morro Grande promoveu na tarde de sexta- -feira, um encontro com mulheres mor- rograndenses na Praça da Prefeitura. Na ocasião, as presentes tiveram momentos de descontração com muita dança e atividades físicas, em comemoração aos trabalhos dedicados à conscientização neste Outubro Rosa. O mês se torna um movimento internacional que visa levantar a bandeira sobre a importância de um diagnóstico precoce e da prevenção contra o câncer de mama. "Outubro está sendo com trabalhos intensos com a JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 Precisamos plantar com carinho, para colher com amor, é o que aprendem os alunos de Arroio do Silva em projeto sobre horta sustentável. Presidente da Câmara de Vereadores de Araranguá, Daniel Viriato Afonso, sobre as obras na Serra da Rocinha "Se as promessas forem cumpridas dentro do prazo que imaginamos, poderemos em ter muitos investimentos e negócios gerados aqui na região. Vamos continuar cobrando para que isso aconteça” Mulheres celebram Outubro Rosa conscientização e prevenção por intermédio de palestras, con- sultas e exames. As mulheres morrogranden- ses devem vir até a secretaria de saúde e tirar as suas dúvidas”, comentou a Secretária de Saúde de Morro Grande, Eduarda Brovedan.
  • 8. EntretenimentoEntretenimentoNovelas - Horóscopo - Diversão Cruzadinha Novelas V icente ajuda Maria Vitória. Teodoro pede que Lucerne o avise caso saiba do paradeiro de Maria Vitória. Inácio pede que Lucinda visite o em- pório em busca de notícias de Maria Vitória. Justino se anima com a ideia de fazer uma dupla musical com Inácio. Emília confronta Lucinda sobre Inácio. O jovem misterioso continua a perseguir Olímpia. Maria Vitória encontra Vicente novamente e conhece Carolina. Reinaldo conversa com Celeste sobre sua saúde. Tempo de Amar -18h M alagueta e Júlio se enfrentam. Eric se assusta com o orça- mento da festa que Bebeth quer promover para os fun- cionários do hotel. Neide acusa Sandra Helena de ladra. Bebeth comenta com Luíza que desconfia de Ma- lagueta. Rúbia gosta de saber que Pedrinho abrirá uma loja. Douglas avisa a Sandra Helena que ela não poderá mais se hospedar no hotel. Sandra Helena volta para a casa de Dulcina. Tânia incentiva Lourenço a não desistir de Luíza. C lara e Josafá imploram para Jonas parar de procurar esmeraldas. Jonas provoca uma explo- são e é soterrado. Merce- des tem uma visão e alerta Clara. Clara avisa a Josafá que trabalhará como profes- sora no quilombo. Raquel apresenta Clara para as crianças e ela se surpreende ao saber que Renato presta assistência médica no mesmo povoado. Nádia comenta com Bruno que Sophia esconde uma filha fora do país. Gael viaja para o Jalapão e pede para conhecer o campo de capim dourado. AForça do Querer-21h Pega Pega -19h Rapidinhas Áries 21/03 a 20/04 21/04 a 20/05 21/05 a 20/06 21/06 a 20/07 21/07 a 20/08 21/08 a 20/09 21/09 a 20/10 21/10 a 20/11 21/11 a 20/12 21/12 a 20/01 21/01 a 20/02 21/02 a 20/03 Leão HoróscopoHoróscopo Sagitário Gêmeos Libra Aquário Touro Não haverá muitas alterações, tende a ser um dia mais estável que o habitual. Marte e Vênus influenciarão igualmente, por isso não espere por mudanças tão bruscas. Procurar algo novo pode lhe aliviar essa fase amena. Irá ter um dia com pouca influência da Lua, pois ela irá apenas provocar um pouco a sua teimosia. Já o planeta Vênus irá ressaltar um lado que explore mais as suas habilidades principalmente para superar esta dificuldade. Neste momento irá sofrer uma mudança um pouco negativa influenciada por Júpiter, que aplicará uma força no seu lado mais disperso e desligado. Tente ser comunicativo sem desviar a atenção dos seus objetivos. No geral tende a se sentir muito bem ao lado das pessoas que você tanto gosta. Marte exaltará muito bem a sua afetuosidade deixando você mais carinhoso. Pode em poucos momentos ser melancólico, porém de forma tênue. Alealdade que está dentro de você será reconhe- cida por alguém que desconfiava de você. Netuno passará por esta constelação fortalecendo esse seu aspecto decidido e enfático. Cuidado para não ceder ao seu lado inflexível. Estará muito exigente e perfeccionista e irá aca- bando decepcionar algumas pessoas. Vênus é quem afetará negativamente para que isso venha acontecer. Porém você pode acender a luz da coerência neste dia. Vai pairar sobre este signo a força de seu planeta regente Vênus.Asua habilidade mais significativa o equilíbrio lhe deixará mais tranquilo para agir du- rante o dia. Não obstante ainda sim terá dificuldade para algumas decisões. Durante as atividades do seu irá mostrar uma forte intensidade para executar aquilo que você precisa. Algumas dificuldades que irão ocorrer poderão ser identificadas pela sua qualidade de forte percepção no ambiente. Neste dia será Plutão que irá demonstrar uma atividade maior sobre a sua constelação.Tenderá agir de forma mais irresponsável e descom- prometida com suas atividades. Precisará de coragem para superar. Alguns acontecimentos hoje dependerão da sua forma de pensar, é necessário que mostre sua qualidade de ser realista e não fique preso a ilusões gananciosas que não vão te levar a nada. A Lua agirá negativamente nesta constelação. Será envolvido por situações turbulentas e de muitas alternâncias, isto por causa do conflito entre Saturno e Mercúrio para com a sua constelação. É bom que você tente procurar executar suas atividades ao ar livre. Irá se sentir bem e com poucas alterações, porém voltará a estar mais carinhoso e amável. A me- lancolia e os pensamentos depreciativos tendem a sumir durante o dia. Vênus lhe dará bastante força para tanto. Virgem Capricórnio Câncer Escorpião Peixes Anitta tem sido bem discreta no que se refere ao seu relacionamento com o empresário Thiago Magalhães. Mas neste sábado (21), ela surgiu em um clique raro ao lado do noivo. Na foto, com- partilhada pelo colunista Léo Dias, do jornal "O Dia" e do "Fofocalizando", Anitta abraça Thiago, e os dois sorriem para a câmera. A cantora usa um figurino branco. Nesta semana, o jornalista, que está escre- vendo uma bio- grafia da cantora, revelou que Anit- ta e Thiago vêm circulando de alianças - ela na mão esquerda. A estrela brasileira e o empresário, que estão juntos há três meses, teriam trocado alianças no Ama- zonas há uma se- mana, quando a cantora gravou o clipe "Is That For Me", em parceira com o DJ Alesso. Aatriz JulianaAlves pelo visto está encantada com a experiência de ser mãe.Tanto que resolveu celebrar o primeiro mês de vida da pequena Yo- landa com uma foto fofa e um texto emocionado. JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
  • 9. 9Geral Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 Fé Colaboradores participam de aperfeiçoamento profissional Série traz história de quem tem na crença seu alicerce Há quem diga que é pre- ciso ‘estar feliz’ para ‘fa- zer outras pessoas felizes’. Acreditando nessa máxima, o Sombrio Moda Shopping deu início em agosto a um processo de aperfeiçoamento profissional e pessoal, visan- do a melhoria da qualidade de vida de todos os seus colaboradores e, consequen- temente, o bom atendimento aos clientes que visitam o empreendimento. “No mo- mento atual, não basta con- tarmos com bons produtos, variedade, preços baixos e condições para pagamento. Precisamos oferecer também um ambiente convidativo, e isso diz respeito muito mais do que somente à estrutura do shopping. As pessoas são o nosso bem mais valioso”, ex- plica Luciano Martins, lojista epresidentedoSombrioModa Shopping. Ministrado por Sibele Borba, coaching com mais de dez anos de atuação na área educacional, o processo de aperfeiçoamento prossegue até novembro, com encontros frequentes em que serão deba- tidos temas da vida pessoal e profissional entre os mais de cem colaboradores de todas as lojas, manutenção e adminis- tração do Sombrio Moda Sho- pping. “É uma oportunidade das pessoas conhecerem mais asimesmas,contribuindopara melhorar sua vida pessoal e profissional”, destaca Sibele. Para abranger a totalidade dos colaboradores, o aperfei- çoamento acontece em dois turnos, no auditório da CDL de Sombrio. Centro comercial des- tacado nas regiões extremo sul catarinense e litoral norte Sombrio Do verbo mirare, “maravilhar-se”, o mi- lagre é um acontecimento dito extraordinário que, à luz dos sentidos e conhecimentos até então disponíveis, não possuindo explicação científica ainda conhecida, dá-se de forma a sugerirumaviolaçãodas leisnaturaisqueregem os fenômenos ordinários. Ou seja, um milagre é aquilo que se vê e se sente, mas que a ciência não é capaz de comprovar. Existem inúmeros acontecimentosdogênerorelatadosdesde1858, quando a primeira visão foi documentada, mas ninguém consegue mensurar o que é isso a não ser quem vivenciou um milagre. Dona Inês Paganini Fregulia, por exemplo, garante que viveu um há 18 anos atrás, quando sobreviveu a uma hepatite em estado avançado. Aquele ano era de alegria para a família, já que o filho caçula estava para se casar e a construção da casa do casal estava a todo vapor. Por questões financeiras, eram os próprios irmãos que estava levantando a moradia. Foi nesse momento que a dona de casa se sentiu mal. “Comecei a ficar ruim, mas a gente sendo mãe, esconde as coi- sas. Já fazia uns 15 dias que eu não conseguia comer direito. Nunca esperava que fosse sério. Somos uma família muito unida, e eu não queria que eles soubessem que eu estava me sentindo mal. Então eu sempre dava desculpa de que estava fazendo comida para eles, que estavam na construção. É sempre o sonho da mãe ver os filhosbemcolocados”,relembraela.Edeixando a própria saúde de lado, Inês foi empurrando a situação, até que não deu mais para esconder. “Minhasfilhasenorasnotaramqueaminhapele estava amarelada. Foi quando falei, que estava cada dia pior, fraca. Eles ficaram preocupados e eu me senti culpada, pensando que poderia ter O jornal Correio do Sul traz aos leitores nesta semana uma série especial sobre fé, a crença das pessoas em Deus, jeová, Buda, ou qualquer que seja a entidade. Para elas, o importante é acreditar que tudo vai dar certo, e orar. Para abrir a série, a história de Dona Inês, senhora do interior de Praia Grande que sentiu a mudança em sua vida e que acredita piamente que a cura veio através da fé. Praia Grande Nossa Senhora Aparecida me cuidado bem antes se tivesse contado tudo”, relata. E a notícia assustadora veio para ameaçar a alegria da família. “Dentro de dois dias, fiquei toda amarela, fui me consultar e meu fígado es- tava todo igual a uma gelatina. O médico queria que eu me internasse na hora, mas eu ainda fui para casa, peguei minhas coisas, para depois ir ao hospital. Eu só me sentia fraca”, conta. As perspectivas não eram nada boas. Logo veio a transferência de Praia Grande para Criciúma. “Eu fiquei em uma situação inacreditável, mas nunca desisti, e sempre pensei: o que for para ser, vai ser”, recorda. Mas dona Inês, sempre serena, diz que aceita tudo o que lhe for enviado. “Eu sempre dizia que estava bem, pedia que não se preocupassem”. O médico mandou que a família recorresse a remédios caseiros, por que não havia mais o que fazer no hospital.As irmãs da dona de casa quiseram fazer uma corrente de oração para Nossa Senhora Aparecida, e com toda a fé e a família reunida, as orações come- çaram. “Sempre tive a minha fé, e eu recorria à Nossa Senhora, crente que ela me ajudaria. Eu só queria deixar meus filhos, cada um com sua casinha”, relembra. Foram dias difíceis, cheios deincertezasemuitasorações,atéqueamelhora começou. “Eu penso que foi um milagre. Eu fiquei 40 dias sem me levantar, inchada, sem caminhar, e graças a Deus eu estou aqui.Agora me diz, você acha que não foi um milagre? A minha fé é acreditar em Deus, e tudo confiar Nele”, declara. Ela não tem a menor dúvida de que foi a sua fé quem a salvou, e relatos assim existem por todo lugar e muitos pensarão que deve haver uma explicação, mas alguém se atreve a contrariar um relato vívido de alguém que tem uma fé pura e verdadeira? gaúcho,oSombrioModaSho- pping é conhecido principal- mente por preços e variedade de produtos; mas, através des- te aperfeiçoamento realizado de forma continuada, busca também se tornar referência em atendimento. “Desde a nossa inauguração, sentimos o quanto a população aqui da região e também os visitantes gaúchos são simpáticos ao SombrioModaShopping.Nos tornarmos melhores na forma como os recebemos é nosso jeitoderetribuirtodoocarinho que as pessoas têm pelo que fazemos”, salienta Luciano.
  • 10. 10 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
  • 11. 11Geral Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 C ostumei- r a m e n t e se lê nas p á g i n a s do Jornal Correio do Sul ou em suas redes sociais, matérias falan- do da prisão de muitas pes- soas envolvidas com algum crime, homens, mulheres ou até mesmo casais que tem uma família e filhos. Uma parte delicada no momento da prisão, é os filhos, que são separados de seus pais. Alguns são encaminhados para Casa Lar pelo Conselho Tutelar, e outros ficam com algum responsável. A reportagem do jornal Correio do Sul procurou a mãe de Paula da Silva, 32 anos, que foi presa em 2 de agosto de 2015 por tráfico de drogas, cumpriu parte da pena presa e posteriormente foi colocada em liberdade sendo novamente presa por Filhos do tráfico Avó cria netos enquanto filha cumpre pena Com a filha presa por tráfico, Marlene cuida com dificuldade dos 4 netos Sombrio regressão de pena em maio de 2016.Amulher tem quatro filhos, duas meninas de 14 e 6 anos, e dois meninos um de 7 e outro de 2 anos que atualmente são criados pela vó, Marlene Magnus da Silva, de 52 anos. Marlene concordou re- ceber a reportagem do jornal Correio do Sul e falar de como é a vida de seus netos. A mulher iniciou a conversa relatando que acredita na ino- cência de sua filha e a droga que encontraram na casa dela na época era de um conhecido dela, e por isso espera que a justiça seja feita. Marlene mora no interior de Sombrio com seu esposo duas filhas e os quatro netos, filhos de Paula, e tem uma renda de aproximadamente dois salários mínimos. Ela confessa ter de ter muito jogo de cintura para manter suas contas em dia, pois mesmo com a simplicidade, tem custos como aluguel, luz, gás, e tem apenas seu salário e o salário de seu esposo. Referente as crianças ela explica que são crianças são amorosa, pois Paula também sempre foi uma muito cari- nhosa com seus filhos, mas em alguns momento quando os mais velhos ficam com saudade da mãe o coração da vó fica partido, pois não há nada o que fazer, e “é algo que somente o tempo podar dar jeito”. A vó explica que so- mente o pai da menina mais velha pagava pensão à filha, mas há mais de um ano o hmem não dá nem dinheiro e muito menos atenção para sua neta. Já o pai dos outros três já foi colocado na justiça, no entanto até o momento o homem não foi encontrado. Enquanto isso a avó segura as pontas. Segundo Marlene as crianças não são nenhum pouco violentas e muito menos revoltadas, têm uma vida feliz no campo onde estudam. A rotina é simples. As crianças chegam em casa, trocam de roupa e vão fazer as tarefas, depois acompanha o avô no pasto junto do re- banho e também ajudam nos afazeres da casa. Para a avó,s são crianças felizes. “Tirando a mais velha que esse ano teve uns proble- minhas nas notas, os outros estão com notas surpreenden- tes na escola e isso e motivo de orgulho para vó”, comenta Marlene, que lembra que um outro filho, que também está preso, Fernando da Silva, tem um filho de 10 anos, que está sendo cuidado por sua mãe. Referente as visitas no presídio, além do problema de levar as crianças devido às revistas e a tentativa de fazer a visita assistida, tam- bém tem a questão dos custos que a vó tem quando vai matar a saudade da mãe de seus netos. Marlene já ficou quatro meses sem ver a filha, por causa dos muitos gastos com advogados, comida que leva à filha, dinheiro para remédios e transporte, já que Paula está presa em Tubarão. Marlene relata que não é uma vida fácil, pois não é um futuro que se espera para os filhos, mas acaba tendo de se aprende a ver tudo de forma diferente e independe de onde a mãe de seus netos esteja, se inocente ou culpa- da, as crianças têm que ter um lar junto de alguém que possa dar amor a carinho. É essa certeza que dá força para vó para continuar. “No dia que o conselho tutelar me ligou falando que minha filha estava indo para cadeia e me preguntou se eu queria ficar com as crianças, pois caso contrário elas iriam pra Casa Lar, na hora implorei para que o conselho me trouxesse meus netos o mais rápido possível, por que eles sempre terão a vó por eles”, finaliza.
  • 12. 12 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
  • 13. E m toda a região é difícil quem nun- ca ouviu falar do Doutor Agenor. Um senhor res- peitável, figura conhecida por quem tem filhos peque- nos, alguém que viu Turvo crescer. Agenor Simon, um apaixonado por sua terra natal, é fruto de uma família agricultora, esteve no semi- nário, estudou em Curitiba, e é um dos mais respeitados pediatras daAmesc. Comuni- cativo, fala o essencial sem deixar nenhum detalhe para trás, gosta de criar relações com as pessoas e apesar da profissão corrida, mantém as raízes com uma boa pescaria no sítio. O doutor é do tipo de pessoa que faz da vida, sua empresa, investindo em disposição, administrando o tempo, recebendo em sereni- dade... Para ele, o verdadeiro retorno é os sorriso de uma criança saudável. JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 ALISSANDRA PAGANINI ali@grupocorreiodosul.com.br facebook.com/alissandrapaganini EmpresarialEmpresarial Origem Sou filho aqui de Turvo mesmo, nasci em um pedacinho do interior, chamado Turvo Baixo. A minha família é toda de agricultores, e eu sou o mais novo de quatro irmãos. Vocação Desde pequeno eu gostava de conhecer sobre doença. A mãe era a única que fazia injeção ali na região, e aplicava penicilina nas pessoas. Eu já me interessava por isso, queria saber o que a pessoa tinha, por que ela estava doença. Agenor e o grão de feijão Tem um senhor aqui, que ele é vendedor de rifa, mas ele era funcionários da prefeitura. E eu lembro que ele passou lá em casa, pediu um copo de água, e reclamou de estar com o pé inchado, por que tinha se ferido com um prego. Eu ouvi aquilo e disse, ‘olha, dizem que o que é bom para isso é partir um grão de feijão no meio e colocar em cima da ferida, que desinflama’, e depois de uma semana ele passou lá para me agradecer, e hoje em dia ele ainda me vê e lembra da história. Então, eu sempre senti esse dom. Currículo Saí do interior para estudar. Fiz o ginásio, entrei para o seminário mas acabei abandonando, depois fiz vestibular e não passei no primeiro ano. Fiz meio ano de cursinho em Curitiba, e entrei na faculdade federal de Florianópolis. Fiz me especializar em Curitiba, e em 1986 voltei para o Turvo. Comecei a trabalhar no hospital, e trabalho já há muitos anos nos postos de Turvo e Ermo. Quando surgiu o Samu, também entrei. Família Sou casado com a Maria de Fátima, tenho três filhos, um neto de 9 meses. Uma filha é médica, outro é agrônomo e outro faz engenharia ambiental, se forma no fim do ano. O homem com dom para doutorPediatria Quando a gente termina a faculdade, não sabe o que vai querer. Sabe o que não quer, aquela especialidade que não se identifica. Eu queria vir pra minha terra, não tinha pediatra na região, e eu gostava de criança. Aí juntei as duas coisas e fiz pediatria. E eu faria de novo. Acho que não é o financeiro o mais importante, é a realização pesso- al. Para mim não tem nada melhor que aliviar o sofrimento de um bebezinho, aliviar a dor. Já estou sentindo isso na pele com meu neto, que tinha muita cólica, aquilo aperta o coração da gente. Então acalentar, pegar no colo, e ver que ele se alivia, é gratificante demais. Fora do Consultório Como vim da roça, é lá que tiro meu stress. Lá onde o pai morava, ficou pra mim, então mantenho aquilo ainda. Tenho alguns animais lá, uma lavourinha. Então é para onde eu vou, pescar que é meu hobby maior. Às vezes um bate-papo com os amigos também. Comunicativo Eu sinto que tenho essa empatia com as pessoas, gosto de conversar com todo mundo, cumprimentar as pessoas. Acho isso interessante. Os outros não acham muito, mas eu me acho meio tímido.
  • 14. 14 PublicidadeJORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 5ANOSDE GARANTIA COMPRESSOR 1ANODE GARANTIA TOTAL VENDAS INSTALAÇÃO MANUNTENÇÃO Av. Nereu Ramos, Nº786, Centro - Sombrio Chame no Whats Por R$1.399,00á vista Ligue e agende uma visita 12000 Btus Limpeza a partir de R$ 69,00 9000 Btus Q/F A Verificarregrasdapromoção/imagensmeramenteilustrativas. (48) 3533-3645 (48) 9.9961-2222 1ANODE GARANTIA TOTAL FrioFrio Preçosomentemedianteanossainstalação,instal.nãoinclusa,limpezaapenasparaarde7000btus.s/deslocamento Por R$ 1.799,00 1+4 de R$ 379,80ou Mais Conforto & Mais Economia CONTROLE REMOTO LUMINOSO21°c FILTRO ANTIPOEIRA TURBO
  • 15. 15Segurança Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 Insegurança Assalto a relojoaria à luz do dia Traficante em fuga é detido por PM Populares combatem incêndio em borracharia Tentativa de homicídio Carro usado no crime foi encontrado logo depois A ação policial aconteceu na noite de sexta-feira, quando a Polícia Militar de Sombrio realizava rondas no bairro São Luiz, próximo ao Bar do Brás. Os policiais avistaram dois indivíduos em atitude suspeita. Segundo a PM o jovem J.S.J. obedeceu a ordem da PM já um segundo D.N. tentou fu- gir pulando o muro de várias residências sendo capturado posteriormente. Durante a re- vistaapolíciaencontroudrogas que tinham sido dispensadas por D.N. Na madrugada de sexta- -feira, por volta da 1h30min, moradores da rua Vidal Ra- mos, em Balneário Gaivota, acordaram assustados sentin- do um forte cheiro de fumaça e ouvindo barulho de fogo. Ao sair na rua para ver o que estava acontecendo, se depararam com dois focos de incêndio, em uma garagem e outro no porão existente na borracharia anexo ao posto Uma mulher de 55 anos foivítimadetentativadehomi- cídio,naSC108,nobairroSão Luiz, emTurvo. O crime ocor- reu no início da manhã deste domingo, tendo como autor o companheiro da vítima, de 58 anos. Segundo informações, o advogadodoacusadoprocurou a Polícia Militar de Turvo, por volta das 09h40min, para avisar que havia uma mulher mortanopátiodeumaempresa daquela localidade. Imediata- mente militares se deslocaram para o local do crime e encon- N a manhã de sex- ta-feira,porvolta das 11h50min, dois homens armados realiza- Sombrio Balneário Gaivota Turvo Sombrio As drogas que foram joga- dasnochãoeramtrêspetecasde cocaína e 14 pedras de crack. Com D.N. foram encontradas R$293,00 em diversas cédulas, escondidos na sua cueca e na sua meia. Já com J.S.J. foi encontrado R$17,00. Segundo de combustível localizado na entrada da cidade. O fogo consumia rapidamente pneus existentes no local. Os moradores acionaram o Corpo de Bombeiros e a Po- lícia Militar, e com medo que o fogo se espalhasse podendo atingir o posto de combus- tível, populares iniciaram o controle das chamas usando mangueiras e baldes d’água. Em um trabalho conjunto com mais seis de moradores trabalharam incansavelmen- traram a mulher desmaiada e muito ensanguentada, após ter sido agredida com violên- cia com um tijolo maciço na cabeça e no rosto. Diante da gravidade dos ferimentos, o Corpo de Bombeiros de Turvo foi acionado para socorrer a vítima. No local, os socorris- tas perceberam que a mulher estava consciente, confusa, si- nais vitais alterados, devido as agressões na região do crânio e face. A vítima apresentava hipotermia (temperatura bai- xa),dilataçãodaspupilas,além de vários ferimentos. Após o atendimento pré-hospitalar, a Polícia Militar existem várias denúncias dando conta de que os dois homens têm envolvi- mento com tráfico de drogas. Diante dos fatos ambos rece- beram voz de prisão e foram conduzidos para delegacia da Policia Civil de Sombrio. te durante vários minutos, todos conseguiram conter as chamas. O Corpo de Bombeiros chegou realizando o rescaldo e avaliação do loca. Devido os focos serem em locais diferentes, os moradores acre- ditam tratar-se de um incêndio criminoso. Próximo ao local, uma casa que funcionava a operação veraneio da Policia Militartambémfoiincendiada esseano,sendocompletamen- te destruída. a mulher foi conduzida ao Hospital de Turvo. Conforme relatos, a vítima foi até o local, onde trabalha o companheiro. Pela manhã o casal discutiu e a mulher pegou um tijolo e jogou contra ele. Como ela errou, o homem então pegou o mesmo tijolo e a agrediu com violência até que desmaiasse, continuandocomasagressões. Acreditando que ela estivesse morta, o acusado foi até a casa deumirmãoecontouquehavia matado a mulher. A vítima so- breviveu e, apesar das intensas buscas atrás do acusado, a PM não o localizou. ram um assalto na Relojoaria e Ótica Trespach, na avenida Getúlio Vargas, no Centro de Sombrio. Segundo a Po- lícia Militar, que atendeu a ocorrência, tratava-se de dois indivíduos bem vestidos que entraram na relojoaria e sacan- do duas pistolas anunciaram o assalto. Após pegar determi- nada quantia em dinheiro que não foi divulgada, os bandidos fugiram em um veículo Ci- troën C3 de cor branca. A Polícia fez buscas na região e ainda na tarde de sexta-feira, por volta das 18h, encontrou o veículo usado no crime da joalheria. A PM chegou ao veículo através da denúncia de um morador do Centro, que observou um Citroën C3 de cor branca com placas de Porto Alegre(RS), que estava próximo a sua casa na rua EdílioAntônio da Rosa. O automóvel ficou parado durante várias horas no local. Segundo o Capitão Luiz Paulo Fernandes, comandante da Polícia Militar de Sombrio, ao verificar o chassi do auto- móvel se teve a informação de que o carro tinha sido roubado último dia 17 de outubro, no município de Bagé(RS). Em revista foi encontrado dentro do veículo um rádio comuni- cador, que de acordo com a PM não captava a frequência da Polícia Militar de Santa Catarina, mas acredita-se que o rádio era usado para comu- nicação entre os assaltantes. O veículo foi encaminhado para Polícia Civil e perícias e pos- teriormente encaminhado ao pátio.Orádiocomunicadorfoi apreendido. As investigações continuam através do setor de investigação da Polícia Civil de Sombrio.
  • 16. 16 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 14 PublicidadeJornal Correio do Sul Sexta-Feira, 25 de Agosto de 2017 Av. Papa João XXIII, 438, Parque das Avenidas, Sombrio - SC Av. Papa João XXIII, 438, Parque das Avenidas, Sombrio - SC
  • 17. 17Segurança Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 Denunciado Maisumtraficanteéretiradodasruas Homem sofre acidente em engenho de arroz e fica gravemente ferido Caae de Turvo participa de curso de APH Mulher é perseguida e baleada Após denúncia, Polícia Civil prendeu traficante e apreendeu menores Nos primeiros minutos de sexta-feira, por volta de 0h10min, o Corpo de Bom- beiros de Turvo foi acionado para atender uma ocorrência de envolvendo queda de ní- vel na estrada geral Morro Chato. Ao chegarem no local Na noite de quinta-feira, os alunos do Curso Avança- do de Atendimento a Emer- gências (Caae) participaram de um simulado de Atendi- mento Pré-Hospitalar (APH). Com o simulado, 21 alunos passaram por uma experi- ência do dia a dia da cor- poração, pois a prática foi realizada o mais próximo da realidade do atendimento dos bombeiros. O simulado foi Na tarde desta sexta- -feira, logo após o meio-dia, uma mulher foi vítima de tentativa de homicídio, no bairro Polícia Rodoviária. Ela estava transitando em uma motocicleta Honda Biz e foi perseguida por um au- tomóvel de cor preta. Para se livrar da perseguição, a vítima procurou abrigo em uma casa próxima, momento em que o veículo parou e um homem que estava no interior efetuou um disparo de arma de fogo contra ela. Os agentes prisionais Jorge da Silva Padilha e An- docles Wuskly de Souza, estavam estacionando no posto de saúde do bairro, A Divisão de Inves- tigação Criminal (DIC) da Polícia Civil de Araranguá recebeu denúncias de que no bairro Arapongas, nas proximidades de uma das travessas da rua Girassol, existia uma casa de madeira, em que dois in- divíduos estavam traficando Gislaine Fontoura Turvo Turvo Gislaine Fontoura Araranguá Gislaine Fontoura Araranguá da ocorrência, os militares constataramqueavítimahavia caído de aproximadamente cinco metros. O homem, que estava um engenho de arroz no momento do acidente, foi encontrado pelos socorristas consciente e orientado,porémcomossinais vitais alterados, apresentando perfuração, com hemorragia coordenado pelo BCP Jonas Zanette, que recebeu auxílio onde levariam alguns presos para consultar, quando perce- beram a movimentação. De imediato eles correram para atender a mulher, quando o atirador percebeu a presença dos agentes, acelerou o carro, efetuando ainda mais dois disparos contra a mulher, atingindo a perna. Avítima foi socorrida pe- no abdômen e traumatismo crânio encefálico. De acordo com informa- ções repassadas ao Corpo de Bombeiros, a vítima cami- nhava por uma passarela que liga os silos, quando sofreu a queda. Após atendimento pré-hospitalar, o homem foi encaminhadopelosbombeiros ao Hospital de Turvo. de bombeiros comunitários já formados. los agentes prisionais e levada ao posto de saúde, onde rece- beuosprimeirosatendimentos para posteriormente ser enca- minhada ao Hospital Regional de Araranguá (HRA). De acordo com informações da Polícia Militar, a mulher não soube informar aos militares quem seria o autor da tentativa de homicídio. entorpecentes. Diante das informações, investigadores da DIC, coor- denados pelo delegado Lucas Rosa, se dirigiram até a resi- dência e realizaram a aborda- gem dos suspeitos, durante a revista pessoal, os policias encontraram uma porção de maconha no bolso de um dos investigados.Nasequênciafoi realizadaaabordagemdemais dois suspeitos, dentro da casa Em busca pela residência, os policiais civis localizaram mais duas porções de maco- nha, embaladas e prontas para a venda, pesando 40 gramas. Dois cadernos com a conta- bilidade do tráfico também foramencontrados,bemcomo papel para embalar a droga e apetrechos que, segundo o delegado Lucas, indicam que o local estava sendo utilizado exclusivamente para o tráfico de drogas. Diante do ocorrido, todos os envolvidos, dois menores e um homem, de 31 anos, foram conduzidos à Central de Plantão Policial (CPP) de Araranguá, além da droga e de objetos apreendidos. O ho- mem foi autuado em flagrante por tráfico de entorpecentes, associação para o tráfico e corrupção de menores.
  • 18. 18 GeralJORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 EDITAL DE INTIMAÇÃO ARLINDO EDÍLIO DA ROSA, Titular do TABELIONATO DE NOTAS E PROTESTOS DE TÍTULOS desta Comarca de Sombrio, situado na Av. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48) 3533-0318 - CEP 88960-000, atendimento das 08:00h - 12:00h e 14:00h - 18:00h, faz saber na forma da Lei aos que o presente EDITAL virem, que se encontram nesse tabelionato para serem protestados, decorrido o prazo legal de 03 (três) dias úteis, por não terem sido encontrados nos endereços fornecidos, ou por se recusarem a tomar conhecimento, os títulos cujos responsáveis estão abaixo discriminados. Ficam esclarecidos, também, de que nesse mesmo prazo poderão apresentar resposta escrita, que não impedirá a lavratura do protesto. PROT. .................................................APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ Prot: 162322; Devedor(es): ALIRIO DA SILVA MARTINS - 029.218.989-34, End: Rua Oito, 1026, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: DB S.A COM DE MOVEIS E ELET. BERLANDA; Sac: DB S.A COM DE MOVEIS E ELET. BERLANDA; Tit: 21396/6 ; Apr: DB S.A COMERCIO DE MOVEIS E ELETRODOMEST; VEN: 20/04/2017; Esp: Duplicata Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 723,60 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 84,68. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 50,65 - Condução R$ 17,53 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 84,68. Prot: 162218; Devedor(es): ELISIANE CARDOSO SCHMITT - 19.370.732/0001-00, End: Estrada Geral, 826, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: PROCURADORIA- GERAL FEDERAL (INMETRO-SGI); Sac: PROCURADORIA-GERAL FEDERAL (INMETRO-SGI); Tit: L0309F077 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL FEDERAL (INMETRO-SGI); VEN: À VISTA; Esp: Certidão de DívidaAtiva; Val: R$ 217,33 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 118,08.Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 50,65 - Condução R$ 50,93 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 118,08. Prot: 162272; Devedor(es): GRÉGORI VOTRI ROLDÃO - 020.747.180-04, End: Av. Ema, 890, Balneário Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: MIGUEL FERREIRA VOTRI ROLDÃO; Sac: ; Tit: 0300293-45.2017.8.24.0069 ; Apr: MIRIAN ROSANE FERREIRA; VEN: 31/08/2017; Esp: titulo sentença judicial; Val: R$ 4.428,75 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 94,32. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 50,65 - Condução R$ 27,17 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 94,32. Prot: 162318; Devedor(es): MARILANE VIEIRA VALNETIM - 050.199.779-26, End: Estrada Geral, 336, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: DB S.A COM DE MOVEIS E ELET. BERLANDA; Sac: DB S.A COM DE MOVEIS E ELET. BERLANDA; Tit: 136867/8 ; Apr: DB S.ACOMERCIO DE MOVEIS E ELETRODOMEST; VEN: 22/07/2015; Esp: Duplicata Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 590,00 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 84,68. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 50,65 - Condução R$ 17,53 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 84,68. Certifico, para os devidos fins, que o presente edital foi afixado no mural da serventia em: 23/10/2017. Sombrio - SC, 23/10/2017 ARLINDO EDÍLIO DA ROSA
  • 19. 19Geral Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 [PeloEstado] - A rede de Lojas Havan já conta 102 lojas. Há pla- nos para mais inaugurações ainda em 2017? Luciano Hang - Até o final do ano vamos entregar mais cinco lojas, em Taubaté (SP), Porto Belo (SC), Cascavel (PR), Joaçaba e Navegantes (SC). Vamos fechar o ano de 2017 com 107 lojas. [PE] - Como se explica essa ex- pansão em plena crise? Hang - Nós vínhamos crescendo na faixa dos 40% ao ano, entre 2009 e 2014, em faturamento. Em 2015 crescemos 16% e em 2016, aí sim, seguramos nossos investi- mentos totais e abrimos apenas uma loja. Fizemos um grande trabalho de redução de despesas, com demissões, infelizmente, mu- dança de processos da empresa e solidificamos a gestão. Isso nos deu condições para retomar os investimentos agora, em 2017. Ao longo do ano, no total, serão 13 novas lojas. Em 2018 vamos chegar a 120 unidades no país e a partir daí a meta é abrir 20 lojas por ano nos próximos cinco anos. Queremos chegar a 200 lojas até 2022. Nosso investimento médio anual é de R$ 300 milhões a R$ 400 milhões. O tempo de retor- no varia de acordo com a loja, de dois a cinco anos. [PE] - O país comporta tantas unidades? Hang - Comporta muito mais. Vamos cumprir o planejamento de expansão de 100 em 100 lo- jas a cada cinco anos. Cumprida uma etapa, avaliamos a situação do país e partimos para mais 100. Esse país é muito grande, de ta- manho continental. [PE] - Especificamente para San- ta Catarina, quais os planos? Hang - Devemos inaugurar 20 novas lojas no estado nos próxi- mos dois anos. Vamos ampliar o nosso Centro de Distribuição de Barra Velha, que atende todas as nossas lojas, e abrir pelo me- PeloEstado Entrevista LUCIANO HANG Os catarinenses já se acostumaram a ver a imagem de Luciano Hang, de tempos em tempos, anunciando a abertura de mais uma loja Havan. O entusiasmo que ele imprime nos comerciais é o mesmo que mantém em seu dia a dia. Nascido em Brusque, cidade em que vive até hoje mesmo já tendo se tornado um cidadão do mundo, começou a empreender ainda nos tempos de escola ao abrir, com apenas nove anos, uma revenda de doces. A energia que move o empresário, um colecionador de prêmios, homenagens e títulos, é transmitida às equipes da Havan e fica clara durante a entrevista que concedeu, com exclusividade, à Coluna Pelo Estado. Aqui ele falou um pouco de sua história, dos planos e metas para a rede de lojas, e sobre a situação do país. Nega qualquer pretensão política. Entretanto, defende que está na hora de todos se posicionarem mais enfaticamente. “Como cidadão, não vou me acovardar, deixar de dizer o que penso. Sou contra o politicamente correto. O que for para falar, eu vou falar.” nos uma Havan nas principais cidades catarinenses. Nós acredi- tamos em Santa Catarina. É um estado de excelência, com baixa inadimplência, grande emprega- bilidade e diferenciado do restan- te do país. Vamos dar prioridade a Santa Catarina em nossos investi- mentos, e também ao vizinho Pa- raná, onde voltaremos a investir. [PE] - São muitas as diferenças regionais no que diz respeito à mão de obra? Hang - Noto diferenças não só en- tre estados, mas mesmo entre ci- dades de um mesmo estado. Exis- tem lugares em que as pessoas são focadas no trabalho. Santa Cata- rina se diferencia nessa área. Tem um povo trabalhador, dedicado, que se envolve. E quanto mais para o interior, maior a qualidade do trabalhador. [PE] - Há planos de abrir lojas em outros países, do Mercosul, por exemplo? Hang - Não. Momentaneamente, não. Ainda temos que trabalhar por muitos e muitos anos no Bra- sil, que tem um grande mercado. Não há necessidade de irmos para outros países. Vamos gerar em- prego e renda no nosso país. [PE] - O senhor adquiriu duas grandes e históricas indústrias de Brusque que estão com as ativida- des encerradas. O que planeja? Hang - Nos últimos dois, três meses, compramos a fábrica da Schlösser. Na semana passada adquirimos também a da Carlos Renaux, onde, aliás, tive meu primeiro emprego e fui operário durante sete anos. Meu pai traba- lhou lá por 40 anos e minha mãe, por 30 anos. Vamos fazer lá o Cen- tro Industrial Renaux, que vai abrigar empresas de tinturaria, tecelagem, fiação, confecção, fac- ção, depósitos para indústria e lo- gística, espaços que serão locados. A Havan consome muita produ- ção de Santa Catarina e as empre- sas fornecedoras cresceram junto conosco, precisam de espaço dedi- cado. As duas fábricas têm áreas grandes que foram abandonadas e agora vamos revitalizar para re- ceber, inclusive, esses fornecedo- res. Juntas elas têm 80 mil metros quadrados de área construída. Já a Vila Schlösser vai abrigar uma faculdade da Uniasselvi, escritó- rios de tecnologia, restaurantes, bares. Investimos perto de R$ 70 milhões nas duas aquisições e vamos aplicar mais uns R$ 20 milhões para deixar tudo pronto. [PE] - A comunicação é uma mar- ca forte da Havan. É uma política na qual investe desde o início? Hang - Sou fã da comunicação, dos meios de comunicação. As empresas, principalmente de co- mércio e de serviços, precisam acreditar e apostar na comunica- ção. O ditado de que a propagan- da é a alma do negócio continua valendo. Estamos com campa- nhas fortes em programas como Ratinho, Celso Portiolli, Luciana Gimenez, Teodoro & Sampaio... mas eu voltei a me comunicar diretamente com a população há pouco tempo, quando começa- ram a surgir boatos dizendo que a Havan pertencia a políticos. Se a Havan pertencesse mesmo a um político ou a uma política, já te- ria quebrado! Lamentavelmente, político não sabe dizer não, quer agradar todo mundo e faz o que não deve fazer. Se as empresas fossem tocadas da mesma forma como administram o país, todas já teriam quebrado. Todas. [PE] - A imprensa do interior, é importante na sua estratégia de comunicação? Hang - Muito! A imprensa regio- nal é que fala com a cidade. É através dos jornais e das emisso- ras de rádio locais que as pessoas ficam sabendo o que está aconte- cendo em seus municípios, assun- tos que interessam diretamente a elas. É por meio dessa mídia re- gional que eu falo com o meu con- sumidor, com o meu cliente. [PE] - O senhor acredita no Brasil? Hang - Sou otimista com o Brasil. Vou continuar investindo no país porque acredito! Mas a popula- ção tem que cuidar muito com o seu voto e votar em pessoas que de fato fizeram alguma coisa na vida, que são gestores. Lamen- tavelmente, muitos políticos pro- metem de tudo, gastam mais do que o necessário e quem paga essa conta é a população brasileira. É preciso saber discernir. Apesar de todas as dificuldades, sou esperan- çoso quanto ao futuro do Brasil. Só não vamos manter os planos de investimentos se notarmos que nas próximas eleições votaram er- rado de novo e elegeram alguém que leve o país para trás. É pre- ciso fazer mudanças estruturais e isso exige um governo com força e com a cabeça no lugar. [PE] - O que atrapalha? Hang - O nosso país tem grandes potencialidades. Se o Brasil não tivesse tanta burocracia, cresce- ria de 5% a 10% ao ano com fa- cilidade. Mas o governo, com seus órgãos públicos, com a máquina engessada como é, pede licença para tudo. É inexplicável! Tra- vam a produção e até mesmo o ímpeto empreendedor. E falo de todos os níveis: União, estados e municípios. Um ímpeto doentio por burocracia. Viajo o mundo todo e é inexplicável o que fazem com o empreendedor no Brasil. Aqui travam o próprio desenvol- vimento que poderia gerar inves- timento, tributos, empregos, ren- da, avanços econômicos e sociais. [PE] - Tem pretensões políticas? Hang - Não. Apenas estou me manifestando e tenho notado que nos últimos meses muitas pesso- as, muitas lideranças, têm feito o mesmo. Com o acesso tão fácil às mídias digitais, as pessoas come- çaram a expor a indignação com as mazelas que atingem o Brasil. Não só eu! Sou apenas mais um a reclamar, a expor o que acha que está errado. “Sou um otimista com o Brasil. Vou continuar investindo” Por Andréa Leonora redacao@peloestado.com.br 102 megalojas em 15 estados brasileiros Mais de 1,1 milhão de m² construídos Perto de 13 mil colaboradores diretos e de 62 mil indiretos 09 anos Começa a revender doces na escola. 17 anos É contratado pela Fábrica de Tecidos Carlos Renaux. 21 anos Compra a Tecelagem Santa Cruz, mas continua trabalhando na fábrica de tecidos 24 anos Abre a primeira Havan, de apenas 45 m², com o sócio Vanderlei de Limas, que deixou a parceria há mais de duas décadas 27 anos Pressionado pela demanda, abre a primeira filial e mum espaço maior, hoje a matriz da rede Empreendedor precoce
  • 20. 20 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
  • 21. 21Publicidade Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
  • 22. Grêmio perde para o Palmeiras na Arena e deixa a vice-liderança Porto Alegre Porto Alegre 05-14-18-22-26-50 01-02-06-15-33-48 CONCURSO 1.708 DUPLA SENA 21/10 13-48-54-57-78 CONCURSO 4.512 QUINA 21/10 12-16-17-18-34-37 CONCURSO 1.980 MEGA SENA 21/10 Nem a vitória por 3 a 2 sobre o Criciúma serviu para tranquilizarGutoFerreira,neste sábado, no Heriberto Hülse. Apesar da alegria no acerto das substituições de Camilo e Car- los,queprotagonizaramolance que garantiu os três pontos, o técnicodeixouexplícitooincô- modocomumquestionamento sobre o retorno do Inter após o intervalo. Na partida, o Colorado entrou disposto a garantir o resultado positivo. Em 15 mi- nutos,játinhaaberto2a0,com Maicon Silva (contra) e Víctor Cuesta. Parecia que uma gole- ada seria imposta. Ocorre que o Tigre conseguiu o empate. Em busca da vitória, Guto pro- moveu duas trocas. Substituiu D'AlessandroeWilliamPottker para as entradas de Camilo e Carlos, respectivamente. Deu certo. Aos 38 da etapa final, Camilo lançou Carlos, que garantiu os três pontos. - A equipe tinha corrido bastante no campo pesado de Varginha. Os jogadores co- meçavam a demonstrar certo desgaste. Fomos felizes com a substituição.Crescemosemar- camos. Tivemos uma grande vitória. Nos últimos 14 jogos, são 11 vitórias. Uma média bastante grande, mas temos que seguir porque não há nada garantido. (Estamos) Cada vez mais perto, mas nada garantido - destacou Guto. Guto voltou elogiar o ren- dimento do time. O técnico gostou da produção em grande parte do embate no Heriberto Hülse. Ocorre que, as oportu- nidades criadas, não acabaram convertidas. Com a necessi- Guto vibra com acerto em trocas e diz que Inter foi competente para "matar o jogo" P o d e u m a equipe mudar tanto de um tempo para o outro? O Grê- mio mostrou que sim. No último teste antes do jogo com o Barcelona-EQU, o time acabou derrotado por 3 a 1 para o Palmeiras na tarde deste domingo na Arena. Os gols saíram todos na etapa final. Logo aos dois, Dudu recebeu de Moisés e chutou. A bola desviou em Marcelo Oliveira e entrou. Sete minutos depois, Moisés ampliou, ao aproveitar rebote de Paulo Victor em chute de Borja. Dudu voltou a marcar aos 17, ao completar cruza- mento de Mayke. O Grêmio descontou aos 33 com Michel, após confusão na área. Como o triunfo, o Pal- meiras rouba a vice-liderança dos gaúchos na competição. Ficou com 53 pontos, a seis do líder Corinthians. Na pró- xima rodada, tenta manter o embalo contra o Cruzeiro, em São Paulo. Já o Grêmio cai para a quarta colocação, com 50. Tentará se reencontrar no Brasileirão em duelo contra o Avaí, na Ressacada. Antes disso, no entanto, enfrenta o Barcelona-EQU, quarta-feira, pela ida das semifinais da Libertadores. Em um jogo marcado por muita marcação e pouca ins- piração, Grêmio e Palmeiras realizaram um primeiro tempo equilibrado. Quando tinham posse, as equipes tentavam propor a partida e se lançar ao ataque de forma comedida. Sem a bola, se retraíam e fe- chavam os espaços no campo defensivo. As melhores oportunida- despartiramdos“dribladores”. Do lado do Grêmio, Everton era sempre o jogador mais pe- rigoso quando recebia a bola. Luan também teve uma opor- tunidade, em chute da grande área. Já noVerdão, Keno tenta- va manter a bola fase e exigiu trabalho a Paulo Victor. Borja também teve boa participação JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 e criou uma boa chance. Se a primeira etapa se mostrou com raras oportunida- des de gol, o cenário no segun- do tempo se alterou completa- mente. Melhor em campo, o Palmeiras logo abriu dois gols de vantagem. O primeiro, num chute de Dudu de fora da área e que contou com a sorte.Abola desviou em marcelo Oliveira e enganou Paulo Victor. Com o revés, o Grêmio claramente se desestabilizou o campo e ainda sofreu o terceiro gol. Após boa troca de passes, Mayke cruzou rasteiro e Dudu surgiu livre para completar para as redes. O Tricolor ainda descontou com Michel. Após cobrança de falta de Luan, a zaga do Verdão não afastou, e Michel girou para completar para as redes.Apartir de então, o time paulista valorizou a pos- se de bola e as chances de gol se esvaíram na partida. dade de buscar o resultado, o adversáriodiminuiueacordou. Apesar disso, celebrou o espí- rito de luta para não se abater e confirmar a vitória. - Em boa parte do jogo, fizemos uma partida muito boa, mas o time não sustentou. Sabíamos as dificuldades do jogo. Quando está com 2 a 0 contra, não há nada a perder. O Criciúma, organizadamente, se atirou. Marcou de bola pa- rada e ganhou confiança. Não matamos o jogo. Isso apagaria a chama deles. Eles voltaram mais fortes no intervalo, mas retomamos e vencemos a par- tida - analisou.
  • 23. Gaivota garante vaga na final da Copa Amesc de Bocha Araranguá Baln. Gaivota A academia do Grêmio Fronteira recebeu mais uma novidade. Desde a semana passadaderaminícioàsaulasde CircuitoFuncional.Todaterçae quinta-feira,aprofessoraSabri- na Gobatto repassa treinos, em grupo, aos alunos que buscam mais qualidade de vida. Segundoela,amodalidade fogeaopadrãodostreinosrepe- titivos e é ótimo para diversos fatores. "Elaborado conforme o objetivo do aluno, o Circuito Funcional combina movimen- tos do dia a dia, associados a movimentos específicos do treino, que resulta em maior AAmesc(Associaçãodos Municípios do Extreme sul Catarinense), juntamente com os municípios e seus gerentes esportivos, voltaram a realizar neste ano a Copa Amesc de Bocha. A 10ª edição da com- petição retornou com força novamente contando com a participaçãode13municípios, somando 20 equipes no total. Balneário Gaivota, que é tradicional na competição da bocha, haja vista que nas 9 edições, o município con- quistou 6 vezes o troféu de campeão, sendo que em outra oportunidade ficou com o vice-campeonato. Para este ano, não está sendo diferente a qualidade dos jogadores que represen- tam o Balneário Gaivota, que inscreveu 3 equipes na competição e as 3 avançaram para a fase Semi Final, ou seja, uma das equipes gaivotenses já está garantida na final de 2017, com possibilidade das três conquistarem o troféu de campeão, vice campeão e de 3º Lugar. A equipe "Bal. Gaivota Brasileirão Série A Brasileirão Série B 23Esporte resistência, coordenação moto- ra, força e equilíbrio", destacou Sabrina. E quem tem interesse de fazeraulascombasenoCircuito Funcional, o Grêmio Fronteira estácomvagasabertas.Deacor- do com o gerente de Esportes, Filipe Bertocini, ainda tem va- gas abertas no horário das 07h, 11h e 12h30. "Já iniciamos uma turma no horário das 07h, mas ain- da temos vagas tanto para o horário das 07h, como para o das 11h e 12h30", revelou. As inscriçõespodemserrealizadas na recepção da academia do clube ou na secretaria. Maiores informações: (48) 3522-0447. Aulas de Circuito Funcional começam com tudo no Grêmio Fronteira Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 A" do Bar doAdão se classifi- couem1ºnaChaveAevenceu Sombrio nas Quartas de Finais e está na Semi Final. A equipe "Bal. Gaivota B" do Bar do Valdir passou em 2º na chave B e venceu Sombrio e Jacinto nas Oitavas e Quartas de Finais e também esta na Semi Final. E a Equipe "Bal. Gaivota C" do Rio Novo, passou em 1º na Chave D e vencendo Mara- cajánasQuartaspassandopara as semifinais. Nesta semana as Semi Finais recebem a partida en- tre Balneário Gaivota "A" X Jacinto Machado "C" e Balne- ário Gaivota "B" x Balneário Gaivota "C" em Jogos de Ida e Volta. Para o diretor do departa- mento municipal de esportes, Cleiton Rios Burin, a força e qualidade das equipes está ligada diretamente aos atletas de alto nível que o município possui, bem como as estru- turas das canchas na cidade, fazendo com que o resultado sejam sempre bem expres- sivos.
  • 24. SEGUNDA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2017