SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Baixar para ler offline
Vereador conta
como enfrentou
a depressão
Emergência do
Hospital Dom
Joaquim/Isev
está aberta
Gaivota Beach
Bike reúne
mais de 100
ciclistas
CORREIO DO SULANO XXVI EDIÇÃO Nº 5.331 R$ 2,00SEGUNDA-FEIRA, 15 DE JANEIRO DE 2018
www.grupocorreiodosul.com.br
30º23º
Variação de nuvens e pancadas
de chuva localizadas a qualquer
hora do dia.
Previsão para hoje
Extremo Sul Catarinense
EmergênciaEmergência dodododo
Saúde – Pág 3
está abertaestá abertaestá abertaestá aberta
Sombrio - Pág 3
ciclistasciclistas
Esporte - Pág 18
Extremo Sul Catarinense
Polícia - Pág 13Polícia - Pág 13Polícia - Pág 13Polícia - Pág 13
CORPO DE RAPAZ
É ENCONTRADO NO
RIO ARARANGUÁ
Brasilquersanto,nãopresidente
Dom Joaquim
Final de semana com polêmica envolvendo
o funcionamento do Hospital Dom Joaquim,
deSombrio,queéadministradopeloInstituto
Isev. De um lado, a médica Cynthia Mota
Lima emitindo nota, dando conta da suposta
falta de insumos, medicamentos e profissio-
nais para atender a população na referida
unidade de saúde, aconselhando, até mesmo,
às pessoas a buscarem atendimento na UPA
de Araranguá, ou no Hospital Regional (!).
Do outro lado, o diretor administrativo do
Dom Joaquim, Walmiro Charão Júnior, res-
saltandoqueasreferidasalegaçõesdamédica
“não condizem com a realidade”. Em meio a
história, a médica, que respondia pelo corpo
clínico do Dom Joaquim foi destituída de
suas funções. Esperança da população é de
que tudo não passe de um desentendimento
administrativo, porque ninguém aguenta
mais esta instabilidade do atendimento da
saúde pública de nossa região.
Mobilização
Coordenador regional do PT, vereador som-
briense MarcelloAreão, que é pré-candidato
a deputado estadual este ano, está ajudando
a organizar os petistas do Extremo Sul que
deverão ir até Porto Alegre, no próximo dia
24, participar da mobilização em prol do ex-
-presidente Lula. Os comandos regionais do
PT de todo o país têm trabalhado no mesmo
sentido, tentando mobilizar milhares de pes-
soas, para que estas, literalmente, invadam
Porto Alegre durante o julgamento de Lula,
que acontece no Tribunal Regional Federal,
da 4ª Região, e que poderá confirmar uma
pena de mais de nove anos de cadeia no caso
do triplex do Guarujá (SP). Do ponto de vista
meramentedaCiênciaPolítica,amobilização
é um tiro no pé, já que a Justiça Federal não
irá querer passar por franzina diante de uma
mobilização totalmente parcial. Negociação
com o judiciário deveria se dar meramente
nos bastidores, como acontece com o Supre-
mo de Gilmar Mendes. Aliás, que falta faz
um Gilmarzão na vida de Lula.
ADVOCACIA EMPRESARIAL
FONE: (48) 3533-0145
S
e formos seguir a lógica
pseudo-moralista dos
eleitores brasileiros,
vai ser difícil alguém
chegar a Presidência
da República através da eleição na-
cional deste ano. Lula da Silva (PT)
não serve para o cargo, afinal de
contas, é o tal chefe da quadrilha que
desencadeou o Mensalão e a Lava
Jato. Alias, se bobear, antes do final
do mês poderá estar na cadeia, depois
do julgamento, em segunda instância,
do processo que o condenou hà nove
anos e meio de prisão. Jair Bolsonaro
(PSC) também não serve. Seu pa-
trimônio é maior do que aquilo que
ele ganhou nos últimos anos, o que
prova que há algo de podre no reino
da Dinamarca. Ele chega ao ponto de
receber auxílio moradia, mesmo ten-
do apartamento próprio em Brasília,
o que é uma vergonha.
Geraldo Alckmin (PSDB), então,
é uma aberração política, quando
o assunto é moralidade. Há anos o
Ministério Público investiga casos
de superfaturamento e pagamento de
propina na construção de linhas de
metrô em São Paulo. Dinheiro grosso,
já que são bilhões de reais envolvidos
com comissão de 5% sobre as obras
realizadas. Ninguém sabe, aliás, por-
que Alckmin quer tanto dinheiro.
Álvaro Dias (Podemos) é outro
que deveria olhar para o espelho
quando fala em imoralidade na es-
fera pública. O atual senador, que
comandou o Paraná entre 1987 e
1991, teve coragem de entrar com
processo contra o governo de seu
Estado solicitando aposentadoria
retroativa, relativa a mais de 20 anos
depois de ter deixado o comando do
governo estadual. O povo do Paraná,
aliás, não parece dever muito a Álvaro
Dias, já que desde 1971 ele pula de
um cargo público para outro, sempre
com salários abastados.
E o que dizer então de Marina
Silva, que foi eleita senadora pelo
PT do Acre, em 1994, reeleita em
2002, mas não renunciando em 2009,
quando deixou o PT para se filiar ao
PV. A legislação é bem clara, dando
conta de que o político que deixar
seu partido deliberadamente, perde
seu mandato, salvo em caso de fusão
partidária ou janela de transferência, o
que não era o caso. Na prática Marina
exerceu um mandato de senadora por
três anos de forma totalmente irregu-
lar. O PT não exigiu o mandato para
seu suplente por conveniência, e a
Justiça Eleitoral não o fez por covar-
dia. Vale lembrar que Marina sempre
se posicionou contrária a pesquisas
com células-tronco, que podem salvar
milhares de vidas, contra projetos
que criminalizam a homofobia, além
de projetos que visem a redução da
maioridade penal. Tudo por conta de
dogmatismo religioso, em um país
cuja Constituição Federal diz sermos
um Estado laico.
Michel Temer (PMDB) e Henri-
que Meireles, depois de um aumento
de R$ 17,00 no salário mínimo dis-
pensam comentário. Quanto a Ciro
Gomes (PDT), melhor nem falar. Vai
que ele me dá um soco na cara.
Pelo que se vê, pisar no rabo dos
outros é uma maravilha. Problema é
encarar o tamanho do próprio rabo.
Rafuagem
Prefeituras dos municípios balneários de
nossa região deveriam promover campanha
publicitária, visando o aumento do nível
de civilização de determinados grupos que
frequentam as praias aqui do Extremo Sul.
Carros com som ensurdecedor, lixo nas
ruas e áreas de banho, cachorros, levados
por seus donos, tomando banho no mar em
meio a banhistas, garrafas quebradas nas
ruas e avenidas, e gente bêbada dirigindo,
são algumas das situações vivenciadas com
frequência em Araranguá, Arroio do Silva,
Balneário Gaivotae Passo deTorres.Trata-se
de uma gama que, por óbvio, não tem a mí-
nima ideia do que é o conviver social, e, por
conta disto, não deveria viver em sociedade.
Mas,porcontadoesforçoquetodosdevemos
fazer para oportunizar a civilidade coletiva,
campanhas de conscientização seriam bem
vindas, ainda que a ação policial enérgica
nunca deva ser dispensada.
Nome Novo
Presidente da Associação dos Delegados da
Polícia Civil de Santa Catarina, a Adepol,
Ulisses Gabriel, que é natural de Turvo, está
sendo cotado para disputar aAssembleia Le-
gislativa pelo PSD. O delegado, que atua na
Divisão de Investigação Criminal, a DIC, de
Criciúma,possuialtograuderelacionamento
com a cúpula do PSD Estadual, e vem sendo
estimulado a concorrer como deputado esta-
dual desde que foi reeleito para o comando
da Adepol, ano passado. Com a ida do ex-
-deputado estadual Zé Nei Ascari, então no
PSD, para o Tribunal de Contas do Estado,
o partido acabou ficando com um vazio
existencialnoSulcatarinense.Oex-deputado
estadual Júlio Garcia seria o sucessor natural
de Zé Nei. No entanto, sua aliança com o
deputado federal João Rodrigues (PSD),
com vistas ao governo, em detrimento dos
interesses do governador Raimundo Colom-
bo (PSD) e de Gelson Merísio (PSD), estão
fazendo com que a base do partido repense
este apoio que seria natural a Garcia.
Rolando Christian CoelhoRolando Christian Coelho
JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
rolando_coelho@hotmail.com (48) 99945.6787
POLÍTICA
“O poder público, em sua essência, é bom e humano. O
mau não está no poder, mas na ganância das pessoas que
se esquecem de seu compromisso com o povo e agem
meramente em prol de si mesmas”.
Getúlio Vargas (1882/154)
Ex-presidente do Brasil
3Saúde Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
N
a última quinta-
-feira, depois de
participar do lan-
çamento do Janeiro Branco
em Sombrio, o criador da
campanha nacional, psicólogo
Leonardo Abrahão, deu uma
palestra na Câmara de Vere-
adores. Chamado a falar, o
presidente da Casa, Fabiano
Pinho, surpreendeu e comoveu
o público ao contar sobre um
grave problema de saúde men-
tal que enfrentou.
Em 2013, quando perdeu
o irmão de 23 anos por morte
súbita, o vereador viu-se as
voltas com um turbilhão de
sentimentos e obrigações que
o deixaram bastante abalado.
Ele conta que tinha falado por
telefone com o irmão por volta
das 10 horas da noite, e os dois
se encontrariam no dia seguin-
te.Porém,duranteamadrugada
o rapaz passou mal e morreu.
Com os pais sem condições
A população de Sombrio
eaprópriadireçãodoHospital
Dom Joaquim (HDJ) Isev de
Sombrio,foramsurpreendidos
no sábado, com um comu-
nicado tornado público pela
médica Cyntia Mota Elchan-
dy Lima, diretora técnica do
HDJ. Na nota, ela anunciava
que“caracterizoofechamento
do pronto socorro, a partir
de hoje, sábado, dia 13 de
janeiro”. Em seguida, o ad-
ministrador do hospital, Wal-
miro Charão Júnior, divulgou
uma nota de esclarecimento,
negando as denúncias feitas
pela diretora técnica e afir-
mando que o pronto socorro
mantinha-se aberto.
Mente Sã
Hospital mantém emergência aberta
Fabiano fala sobre o período em que teve depressão
A médica, entre outras
coisas, disse que faltam con-
dições de trabalho para os
profissionais, materiais e me-
dicamentos. Causa estranheza
o fato de ela, antes de anunciar
o fechamento do pronto so-
corro, pedir aos socorristas
bombeiros e do Samu, que
encaminhem os pacientes a
UPA, em Araranguá, ou ao
Hospital Regional, este sim
completamente fechado há
mais de uma semana e sem
previsão de abertura.
A reportagem do Correio
do Sul, na tarde de sábado,
entrou em contato com a
gerente regional de Saúde Pa-
trícia Paladini, que informou
ter recebido os dois avisos,
o da médica informando o
fechamento da emergência,
e em seguida o do diretor
administrativo, o que a deixou
mais tranquila. Na mesma
tarde, a reportagem esteve no
Dom Joaquim e encontrou
a emergência aberta. Duas
funcionárias foram vistas e
disseram que a situação era
tranquila e que tinha médica
plantonista.
Segundo Waldiro, a dra
Cyntia tinha sido demitida um
dia antes, na sexta-feira, por
estar “norteada por interesses
pessoais não atendidos pela
administração, em detrimento
aos interesses coletivos do
corpo clínico e da instituição”.
Um novo diretor técnico
deve ser anunciado nos pró-
ximos dias.
Marivânia Farias
Sombrio
Sombrio
Vereador expõe seu drama pessoal
emocionais de tomar qualquer
decisão, coube a Fabiano enca-
minhar todas as medidas para o
enterro e atender a burocracia
exigida nestas situações. Cum-
priu tudo sem descanso até que
setediasapósaperdadoirmão,
ele passou mal em uma madru-
gada. “Achei que eu também ia
morrer e que a nossa família ia
acabar”, disse. Foi levado ao
hospital com a pressão arterial
explodindo e pouco depois se
recuperou fisicamente, mas a
sua mente continuava doen-
te. Sem conseguir contornar a
tristeza sozinho, Pinho procu-
rou ajuda especializada. “Sou
a prova viva de que se pode
superar esses problemas, com
ajuda da família, de amigos
e do psiquiatra, eu superei”,
atesta.
Incentivado pelo Correio
do Sul, parceiro da campanha
Janeiro Branco, o presidente
da Câmara gravou um depoi-
mento contundente sobre a sua
experiência. O vídeo pode ser
assistido no facebook de Pinho
e no do Grupo Correio do Sul.
“Depois da noite que pas-
sei mal, eu não queria mais sair
de casa e nem ver ninguém,
só a minha família. Fui no
psicólogo e ele disse que era
síndrome do pânico. Quem me
conhecia dizia ‘o Pinho só ri e
é muito comédia’, mas eu te-
nho meus medos e problemas,
como todo mundo. Fiquei oito
meses abaixo de medicamento
contraadepressãoeasíndrome
do pânico. Eu não queria falar
com ninguém, só com a famí-
lia. Com a graças de Deus e o
apoio de familiares e amigos,
hoje estou curado. Desejo que
estas palavras cheguem a quem
precisa, e digo, procure ajuda
psiquiatra, ninguém está esca-
pe de adoecer. Eu tive amigos
que se suicidaram e quero mos-
trar que a gente deve buscar
ajuda sempre que precisar”.
Acompanhe parte do
relatodeFabianoPinho
G.C.S LTDA - ME
Comercial:
l48l 3533.0870
comercial@grupocorreiodosul.com.br
Diretor Geral
diretor@grupocorreiodosul.com.br
Redação:
Aline Bauer
editor@grupocorreiodosul.com.br
Publicações legais:
tomaz@grupocorreiodosul.com.br
Financeiro
financeiro@grupocorreiodosul.com.br
Radio 93FM
radio93fm@grupocorreiodosul.com.br
Diagramação/Arte:
Erivaldo Ferreira (Aldo)
cristian@grupocorreiodosul.com.br
Sul Gráfica
sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br
Circulação/Assinatura
l48l 3533.0870
assinaturas@grupocorreiodosul.com.br
Scanned by CamScanner
4 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
5Religião Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
Zaida acompanha no Chile a visita do papa Francisco
Mulher vai ao Chile ver o papa Francisco
“Vou até vocês como
peregrino da alegria do Evan-
gelho, para compartilhar com
todos a paz do Senhor e con-
firmá-los numa única espe-
rança”, disse o papa Francisco
que, nesta segunda-feira, dará
início à 22ª Viagem Apostóli-
ca Internacional de seu ponti-
ficado, visitando inicialmente
o Chile e depois o Peru.Asex-
ta viagem à América Latina
termina no dia 22, quando ele
retorna a cidade do Vaticano.
“Desejo encontrar-me
com vocês, olhá-los nos olhos,
ver seus rostos e, em meio a
todos, sentir a proximidade de
Deus, sua ternura e misericór-
dia que nos abraça e consola”,
declarou o papa que, em sua
U
m apaixo-
nado pela
h i s t ó r i a
cristã, por
Cristoepor
Israel.Assimpodeserdescritoo
jovem microempresário Lucas
Padilha, de 30 anos, que já este-
mensagem de vídeo enviada
aos povos dos dois países,
falou da fé do amor aos irmãos
descartados pela sociedade:
“Quero ser partícipe de suas
alegrias, tristezas, dificulda-
des e esperanças, e dizer-lhes
que não estão sós, que o Papa
está com vocês, que a Igreja
inteira os acolhe e os guarda”.
Da Diocese de Criciúma,
a leiga Zaida Leffa realizará
um sonho, ao participar da
visita na cidade de Santia-
go, no Chile, onde seu filho
mais velho reside há mais de
11 anos. Zaida sonhava, em
2013, participar da Jornada
Mundial da Juventude, no Rio
de Janeiro, mas por conta da
hospitalização de seu esposo,
acometido, na época, por um
AVC, os planos de ver o papa
ve cinco vezes no país onde fica
parte da chamadaTerra Santa, e
aonde volta em janeiro.
O Correio do Sul con-
versou com Lucas sobre seu
interesse e suas impressões do
país, que em 2018 vai comple-
tar 70 anos de existência, uma
jovem democracia encravada
no conturbado Oriente Médio.
Acompanheaentrevista:
de perto foram adiados.
“Meu filho sabia dessa
frustração que eu tinha de
não poder ter visto o santo
padre quando veio ao Brasil
e, assim que soube que iria
para o Chile, providenciou
minha viagem e o ingresso
para participar da missa.Viajo
ansiosa para ver o papa, para
pedir uma bênção para a nossa
diocese, para a nossa paróquia
e para a minha comunidade.
O papa representa meu norte,
é uma bússola que indica o
caminho para onde eu seguir.
Eu o sigo muito. Concordo
com tudo e tento viver o que
ele diz. Ele é um dos maiores
líderes dos últimos tempos
que conheci dentro de nossa
Igreja. Sua linguagem é sim-
ples; fala de uma forma que
C.S:Comoequandosur-
giu teu interesse por Israel?
Lucas: Venho de um lar
cristão, e Israel sempre me
pareceu algo incrível. A bíblia
foi escrita em Israel, na Terra
Santa,Síria,Egito.Eulia,ouvia
falar e achava fascinante, por
causa das escrituras, pelos
locais onde Jesus passou, então
tinha interesse em conhecer
Passo de Torres
Marivânia Farias
Sombrio
Boa Viagem
UmhomemdefénaTerraSantadesde bem novo.
C.S:Depois de cinco via-
gens, qual a tua impressão
sobre o povo de lá?
Lucas: Realmente é um
povo incrível, com boa educa-
ção e muito inteligente. O país
fica no meio do deserto, e usa
um sistema de irrigação que
faz a agricultura se desenvol-
ver. É tudo organizado, e eles
sabem viver entre eles, apesar
dos problemas. Tem bairro em
Jerusalém que é judeu, outro
islâmico, e eles convivem.
C.S: Em que Israel é
mais diferente do Brasil?
Lucas: Amaior diferença
pra mim é a educação, que aqui
não chega nem perto de lá.
Desdepequenoselesaprendem
duas línguas e os pais investem
muito nos filhos.Tudo que eles
podem fazer pela formação do
filho, eles fazem. Diferente
daqui, em que muitos filhos
ficam largados.
Outra grande diferença é
na tecnologia. Lá eles têm os
melhores hospitais e outros
serviços. Tem ainda a questão
do exército, pois meninos e
meninas desde cedo amam a
pátria. Aqui as pessoas não
querem servir o exército, e lá
é um orgulho.
C.S: Os dois países são
semelhantes em algum as-
pecto?
Lucas: Tem algumas
questões da geografia. Vi mui-
ta plantação de banana e de
morango lá também,e tem o
Mar Meditarrâneo; faz calor
noverãoenoinverno,comparo
Jerusalém com a nossa serra
catarinense,parachegarlásobe
uma serra e até neva às vezes.
C.S: O que mais te sur-
preendeu e emocionou nestas
visitas?
Lucas: Surpreendeu o
fato de ser um país que tem
fronteiras estreitas e fica no
meio do deserto, com muita
pedra… e no meio disso se
vê bastante vida, plantações.
Certa vez passei do Egito pra
Israel pelo mesmo deserto e
foi surpreendente, pois do lado
israelense era tudo verde, e no
egípcio só o deserto.
E me emocionou ver tudo
queestánabíblia.Descobrique
qualquer lombinha é chamada
demonte,gosteideaprenderna
realidade, que não é como eu
imaginava. O Mar da Galiléia,
por exemplo, é tipo a Lagoa do
Sombrio.
Um cristão não tem como
não se emocionar, saber que
Cristo passou por ali.
C.S: Em algum momen-
to sentisse insegurança ou
visse violência devido ao
conflito com os palestinos?
Lucas:Não,andeiameia-
-noite por Jerusalém, onde tem
mais atritos, sem problema
algum. Eles não mexem com
turista, mesmo porque vivem
do turismo, a questão é entre
eles, judeu não entra em bairro
muçulmano e muçulmano não
entra em bairro judeu.
Tenhomaismedodeandar
no Rio de Janeiro e Porto Ale-
gre. Lá a gente vê o exército
na rua, soldados armados, mas
sente segurança e não medo.
nos faz entender o que ele
quer, os objetivos a que quer
chegar, é muito claro, trans-
parente. Esse amor que ele
tem pelos menos favorecidos,
pelas crianças, pelos doentes,
especiais que ele encontra no
caminho: a gente vê esse ca-
rinho e isso atrai todo mundo
e nos mostra quem ele é”,
enaltece a mulher.
Zaida, que já exerceu di-
versos serviços e ministérios
na Igreja, é natural de Torres
e atualmente reside na comu-
nidade Rosa do Mar, em Passo
de Torres, onde é ministra das
Exéquias e da Palavra, além
de coordenadora da Pastoral
do Dízimo na Paróquia São
João Batista, que atende os
municípios de Passo de Torres
e São João do Sul.
6 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
14 PublicidadeJornal Correio do Sul
Sexta-Feira, 25 de Agosto de 2017
Av. Papa João XXIII, 438, Parque das Avenidas, Sombrio - SC
Areforma da Escola Municipal Nivaldo Rosa, que iniciou na
última semana, estará concluída antes no início do ano letivo da
rede municipal de ensino de Maracajá, marcado para 19 de feve-
reiro. O prefeito em exercício, Ademir de Oliveira, a diretora de
Educação,CristianeSant'Anaeochefedegabinete,LuizMartine-
lo,visitaramainstituiçãoescolarnamanhãdequinta-feira,dia11.
A obra está sendo executada pela empresa Kamilla Constru-
ções, de Criciúma. De acordo comAdemir, a reforma está orçada
em R$ 32mil, paga com recursos próprios. Conforme ele, "estão
sendo feitos reparos no telhado, pintura das salas, além da troca
do reboco de alguns espaços".
Segundo a diretora de Educação, a unidade escolar, que até
2016 era denominada Escola Municipal 12 de Maio, atende cerca
de 460 alunos. "Queremos entregar a obra no dia 10 do próximo
mês, para que os alunos Iniciem o ano letivo em um ambiente
mais agradável e possam desfrutar das melhorias feitas pela ad-
ministração", frisou.
A programação da temporada de verão 2018 de Balneário
Arroio do Silva contou com uma atração diferenciada neste
fim de semana. No sábado, diversas atividades recreativas e
de lazer movimentaram a praça central.
Uma parceria entre a administração municipal, Center Sho-
pping, Sesc e Senac, oportunizou uma tarde agradável para
crianças, jovens e adultos.As tendas foram montadas ao lado
da Secretaria de Turismo e muitas opções foram oferecidas.
Tevepinturasemrosto,pulacorda,bambolê,jogosdeconcen-
tração,brincadeirascombola,espaçoparaleitura,contaçãode
histórias,exercíciofísicofuncionalorientadoporprofissionais
e música ao vivo.
Todas as atividades foram realizadas nas sombras das árvores
dapraçaereunirammuitasfamílias.Enquantoacriançadabrin-
cava,osadultoscurtiramosomdeAlexSantose,nasequência,
de Duo Maré. Os pais e familiares puderam ainda usufruir do
espaço da leitura e compartilhar histórias com os pequenos.
"Emumambienteagradável,emmeioànaturezaecomabrisa
da praia, as famílias tiveram a oportunidade de passar horas
agradáveis.Agradecemosasparceriasnarealizaçãodestatarde
recreativa", frisou o prefeito Juscelino da Silva Guimarães.
Oclimaagradávelenvolvendobrincadeiras,atividadesdiversas
e música ao vivo teve início às 15h e seguiu até o final do dia.
A tarde recreativa, envolvendo as atividades de lazer e entre-
tenimento, será realizada em mais uma edição no próximo dia
27 de janeiro.
Atividades de lazer
movimentam a praça
Escola recebe reforma
A
Fundação do Meio Ambiente (Fatma) emitiu
na sexta-feira,o quinto relatório das condi-
ções das praias desta temporada de verão. As
coletas foram feitas entre 8 e 12 deste mês e,
dos 215 pontos avaliados, 62,8% (135) estão
próprios para banho. O relatório completo está no www.fatma.
sc.gov.br ou no aplicativo Praias SC, disponível para Android.
Apesar do aumento dos pontos próprios para banho em
relação à análise da semana anterior, os técnicos alertam que al-
gumas coletas foram feitas antes da grande quantidade de chuva
que caiu em Santa Catarina nos últimos dias. “Sempre alertamos
para que os banhistas evitem o banho de mar, principalmente se
for próximo a saídas de rios e galerias pluviais, por um período
de até 24 horas após as chuvas, mesmo que no local tenha uma
placa afirmando que está próprio para banho”, avisa o técnico
de laboratório Marlon Daniel da Silva.
Para dizer se um ponto é próprio ou impróprio para banho,
JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
FOTO:JAMESTAVARES/ARQUIVOSECOM
Crianças plantando mudas é
uma aposta dupla no futuro.
Crescem elas, crescem as
plantas, cresce a esperança.
“Muitos deles são indisciplinados, e sabemos da
dificuldade que é para o comércio e o centro”
Joaber Fermiano , da Igreja Amor e Graça, sobre
andarilhos alimentados pela igreja em Sombrio
Fatma alerta
para banho
após chuva
a Fatma anali-
sa a presença
da bactéria Es-
cherichia Coli,
presente em fe-
zes de animais
e humanos. São
necessárias cin-
co coletas con-
secutivas para se obter o resultado. “Começamos a colher as
amostras para o início da temporada em 6 de novembro. Quando
em 80% das análises a quantidade da bactéria é inferior a 800
por 100 mililitros, o ponto é considerado próprio”, Silva.Além
da estrutura da fundação, outros dois laboratórios parceiros
contribuem para as análises.
Todas as praias da região têm pontos analisados, em Ara-
ranguá, Arroio do Silva,Gaivota e Passo de Torres.
EntretenimentoEntretenimentoNovelas - Horóscopo - Diversão
Cruzadinha Novelas
I
nácio leva Mariana para
a casa de Henriqueta, e
Tereza estranha que Del-
fina não o tenha impedido.
Reinaldo vê Eunice saindo
do hospital e se preocupa.
Bernardo sugere que Pe-
pito transfira o negócio das
geleias para um galpão, eAl-
zira se desespera com o possível afastamento de Balbina.
Maria Vitória pede que José Augusto volte para Portugal
com ela e Vicente. Carolina fala com Vicente eArtur sobre
a vontade de fazer um recital no Grêmio Cultural. Lucerne
pensa em como encontrar alguém.
Tempo de Amar -18h
R
odolfo constata que
Afonso está vivo.Afon-
so sofre ao saber da
morte de Crisélia. Augusto
avisa a Catarina que eles
irão ao funeral de Crisélia.
Virgílio alerta Amália sobre
Afonso. Rebeca entrega a
Afonso uma carta escrita
por Crisélia. Rodolfo demonstra interesse por Catarina.
Olegário comenta com Lupércio que considera estranha
a história contada por Afonso sobre seu sumiço. Rodolfo
tenta impressionar Catarina. Diana fica intrigada com o
interesse de Virgílio.
G
ustavo avisa a Sophia
que Raquel será a
juíza no processo da
guarda de Tomaz. Lívia fala
sobre seu novo namorado
para Sophia, sem mencionar
seu nome. Josafá ensina
Tomaz a soltar pipa. Lívia
se enfurece ao saber que o
filho está na casa de Mercedes. A Grande Mãe incentiva
Samuel a assumir sua orientação sexual. Estela sugere
que Gael ajude Clara a ficar com Tomaz. Duda revela a
Adriana a história que Laerte contou antes de morrer.
Amaro se preocupa ao saber que a família de Estela.W
OOutroLadodoParaíso-21h
Deus Salve o Rei -19h
Rapidinhas
Áries 21/03 a 20/04
21/04 a 20/05
21/05 a 20/06
21/06 a 20/07
21/07 a 20/08
21/08 a 20/09
21/09 a 20/10
21/10 a 20/11
21/11 a 20/12
21/12 a 20/01
21/01 a 20/02
21/02 a 20/03
Leão
HoróscopoHoróscopo
Sagitário
Gêmeos Libra Aquário
Touro
A amplitude de coisas para se fazer neste dia, irá
te ajudar a tomar melhores decisões. Os números
que se referem a marte te ajudarão bastante.
Usará a sua intuição de forma acertada durante
este dia.
Sua garganta estará com um pouco de pigarro.
Isso pode indicar que sua teimosia está atrapa-
lhando. Tudo indica que é a falta de atividade de
mercúrio em relação a sua constelação. Deve
mudar um pouco sua personalidade.
Aduplicidade voltará a incomodá-lo durante o dia.
Precisará usar mais sua inteligência para superar.
Tente evitar um contato muito próximo com pes-
soas de leão. Porém não será um dia tão ruim,
pois Marte e Mercúrio trarão alguns benefícios.
Neste você tende a diminuir a sensibilidade e
problemas fortes de emoção. Marte irá gerar uma
grande influência para você se recuperar. Porém
ainda haverá algumas indisposições. Deve pas-
sar bem, mas seja mais prudente.
Cosmicamente fluíra tudo muito bem. Poucas
intervenções acontecerão no seu dia. Procure
manter essa fluidez exaltando seus pontos fortes
e positivos. Sua relação com Áries tende a ser
reciprocamente de cordialidades.
Irá identificar muito bem determinados padrões
nas pessoas. Isso será causado provavelmente
pelo que se passa em Urano. Tende a fazer mais
uso da sua praticidade elevando um pouco mais
a organização do ambiente.
Manterá a tranquilidade na maior parte do dia.
Alguns acontecimentos podem mexer um pouco
com você. Com tudo a paz tende a prevalecer. No
que pode ser entendido como uma continuidade
das atividades em saturno.
Suas colocações serão feitas de forma muito mais
profunda. Isso pode te tornar mais chato entre os
seus amigos. Porém Urano pode vir lhe ajudar
nesta questão despertando o seu espírito trans-
formador. Para deve mudar algumas opiniões.
Sua propensão para novas ideias será bloqueada.
Procure uma filosofia mais amena que de mais
sentido aos seus objetivos. O fogo só irá te ajudar
no processo de novas ideias. Porém acredite e
desista daquilo que você quer.
Asua forma simples de viver será motivo de orgu-
lho.Algumas pessoas que conhece reconhecerão
esta sua qualidade. Dificilmente sofrerá revés
hoje. Júpiter te beneficiará neste aspecto tão
realista de sua parte. Siga em frente.
Para encontrar o equilíbrio emocional, dependerá
muito da relação com os signos Gêmeos e Libra
do elemento Ar. Por outro lado você mostrará de
certa forma muito quieto sem muitas reações.
Envolva-se em atividades mais apaixonantes.
O seu estado de espírito estará mais elevado
neste período. Com as atividades positivas de
Netuno em relação ao seu signo tende a ser mais
condescendente com os que o rodeiam. Também
irá se apresentar mais amável.
Virgem Capricórnio
Câncer Escorpião Peixes
Após passar temporada em Portugal, Gio-
vanna Antonelli retornou ao Rio de Janeiro. No
próximo mês, a atriz retorna à TV com a próxi-
ma novela das 21h, Segundo Sol.Neste fim de
semana, Giovanna brindou seus seguidores do
Instagram com foto em que aparece relaxando
na piscina de um hotel em Rio das Pedras, litoral
fluminense.
Cauã Reymond aproveitou o último sábado
(13) para passear com a filha, Sofia. A menina
é fruto do relacionamento do ator com Grazi
Massafera.Só de bermuda, o ator caminhou pela
areia e não tirou os olhos da herdeira, que estava
acompanhada de alguns amiguinhos.Na praia,
Cauã ainda se encontrou com um amigo e os
dois colocaram o papo em dia.
JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
9Segurança Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
Fazendaacionapolíciasaofiscalizarempresa
Uma equipe de fiscaliza-
ção da Secretaria de Estado
Fazenda precisou acionar a
Justiça e as Polícias Militar e
Civil para conseguir concluir
a operação Inari, em Turvo.
O empresário envolvido é re-
corrente em autuações fiscais
por promover o transporte e
entrega de arroz sem o acom-
panhamento de documentos
fiscais. “Fomos até a empresa
com a suspeita de que ela
continuava operando na co-
mercialização sem a devida
emissão de notas fiscais ou
emitindo os documentos com
valores inferiores aos devidos,
mas os trabalhos de obtenção
de informações fiscais, cópia
de documentos e de mídias
digitais foi dificultado após a
chegada do contador e do ad-
Ronda Policial
- Na manhã de sexta-feira, por volta das 11h30min, uma guarnição da Polícia Militar de Ara-
ranguá foi acionada via Central de Operações da Polícia Militar (Copom- 190), para atender
uma ocorrência de atrito verbal (bate boca) no bairroArapongas.
No local, os policiais militares se depararam com duas mulheres que após uma discussão,
acabaram se atracando.
Diantedofato,restoulavradoumtermocircunstanciadoemdesfavordasenvolvidasnobarraco.
-Na mesma manhã de sexta, por volta das 6h, uma guarnição da Polícia Militar deAraranguá
foi chamada para atender uma ocorrência de violência doméstica no bairro Nova Divinéia.
Os policiais se depararam no local com um casal em vias de fato, sendo que ambos apre-
sentavam lesões aparentes. Também estavam na casa os filhos do casal, de dois anos e um
recém-nascido de 16 dias.
O relato do casal foi divergente, e após revista pessoal, os policiais militares localizaram uma
porção de 8,6 gramas de maconha no bolso do homem. O Conselho Tutelar foi acionado para
verificar a situação das crianças e o casal encaminhado à Central de Polícia.
- Na noite de quinta-feira, 11, por volta das 22h, uma guarnição da Polícia Militar de Balneário
Arroio do Silva em rondas abordou um veículo em atitude suspeita que transitava pelo centro
do município.
Durante buscar veicular, os policiais localizaram uma porção de maconha e um envelope de
papel seda.Um termo circunstanciado foi lavrado contra o homem.
- Passava pouco do meio-dia de sexta-feira, quando uma guarnição da Polícia Militar de Bal-
neárioArroio do Silva foi acionada via Central de Operações da Polícia Militar (Copom- 190),
para atender uma ocorrência de violência doméstica no bairro JardimAtlântico.
Nolocal,avítimarelatouaospoliciaismilitaresqueseucompanheirotemapresentadocompor-
tamentoviolentoequehádiasaameaçacomumaespingarda.Diantedainformação,aguarnição
fezumabuscanaresidência,eencontrouaarmaemumdoscômodos.Trata-sedeumacarabina
de pressão modificada para calibre .22.Também foram localizadas, duas munições calibre .22.
O homem recebeu voz de prisão e foi encaminhado à delegacia.
- EmAraranguá, uma guarnição da Polícia Militar em rondas pelo residencial Flor do Campo
flagrouumhomemcomercializandodrogas.Nomomentodaabordagem,ohomemquevendia
drogasaoutrotentoufugir,porémfoiabordadoemseguida.Comeleospoliciaismilitaresloca-
lizaram 17 pedras de crack e R$ 43,00 em dinheiro, sendo o homem ainda relatou ter vendido
quatro pedras anteriormente. Ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Central de Polícia.
A
Comissão de Se-
gurança Pública,
Assuntos Prisio-
nais e Direito Criminal da
Subseção da OAB de Araran-
guá realizou em 2017 uma
vistoria no Presídio Regional
vogadodocontribuinte”,relata
o auditor fiscal Felipe Naderer.
Diante do embaraço à
ação fiscal, a equipe de fis-
calização solicitou auxílio da
Polícia Militar e da Polícia
Civil de Turvo. Além disso,
comunicouofatoàPromotoria
Regional da Ordem Tributária
do Ministério Público do Es-
tado de Santa Catarina, que
solicitou ordem judicial para a
continuidade do cumprimento
da diligência fiscal, pronta-
mente deferida pelo Poder
Judiciário. Os dados dos com-
putadores apreendidos serão
copiados com equipamentos
que impedem alteração de
informações na mídia original
para posterior análise dos au-
ditores fiscais.
O gerente de fiscalização
da Fazenda, Rogério Mello,
explica que cabe aos auditores
de Araranguá (PRA). A ins-
peção foi acompanhada pelos
advogados Aulus Eduardo
Teixeira de Souza; Gabriel De
Lucca; Juliano Peres Destro e
Marjorie Timboni Alano. O
grupo reuniu informações que
agora contemplam um amplo
relatório. O documento tem
fiscais proceder as verificações
fiscais independentemente de
suspeita de fraudes e confron-
tar os fatos geradores realiza-
dos pelos contribuintes com
os valores que estão sendo
declarados e recolhidos de
imposto. “Constatadas di-
vergências, temos o dever
funcional de lançar o tributo
sonegado com a multa e juros
cabíveis”, afirma Mello. Em
2017 foram realizadas 275
operações fiscais para cobrar
os valores de imposto que são
devidos à sociedade em forma
deeducação,segurança,saúde,
infraestrutura, entre outros
serviços públicos.
Nome da operação: Inari
lembra divindade do arroz e do
êxito. O nome foi escolhido
diante do principal produto
comercializado pela empresa
envolvida.
por objetivo, além de descre-
ver e prestar informações aos
órgãos do sistema de justiça e
à sociedade, externar eventuais
descumprimentos normativos
previstos no ordenamento jurí-
dico e apontar soluções.
Para Aulus Eduardo, pre-
sidente da Comissão de Se-
Turvo
Araranguá
Vistoria
Comissão de Assuntos Prisionais
de Araranguá inspeciona presídiogurança Pública, Assuntos
PrisionaiseDireitoCriminalda
Subseção deAraranguá, diante
da situação de crise que afeta o
sistema carcerário catarinense,
a atuação dos organismos de
garantia do estado de direito,
especialmente a Ordem dos
Advogados do Brasil em Santa
Catarina, por suas subseções,
é fundamental. “Faz parte do
dever institucional a proteção
da democracia e da ordem
jurídica justa para o alcance da
efetiva justiça. Medidas como
essainspeçãopermitemacons-
tatação da real situação em que
vivem aqueles que estão sob a
tutela do Estado”, disse Aulus
Eduardo.Ainda de acordo com
ele,“oconhecimentodasinfor-
mações permite a construção e
oaperfeiçoamentodaspolíticas
públicas voltadas ao sistema
prisional e com vistas ao ade-
quadoecorretoatendimentoda
lei é que se faz necessária essa
atuação proativa”.
Entre as conclusões do
trabalho, estão aspectos como
superlotação, saúde precária,
direitos humanos e garantias
legais violadas na execução
penal, rebeliões e fugas de
presos, reincidência delituosa
decorrente de políticas públi-
cas ineficientes e um modelo
econômico social excludente.
Em Santa Catarina, especial-
mente nos municípios que
compõem a região do extremo
sul e o Presídio Regional de
Araranguá, a indicação às uni-
dades prisionais, é para que a
atuação estatal viabilize meios
na resolução dos problemas,
atravésdeaçõesquefomentem
a aplicação prática de medidas
destinadas a promover as ga-
rantiasdedignidade,condições
de vivência sócio educativa no
âmbitodasunidadesprisionais,
e na garantia dos direitos fun-
damentais.Presídio Regional foi visitado por comissão de Segurança da OAB de Araranguá
10 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
Um homem que valoriza as pequenas coisas
E
le não tem um parafuso a menos, tem é vários a mais, todos muito bem aperta-
dos e formando uma mente empresarial, corajosa e confiante. Seu Hilário, que
com a família toca a Casa do Parafuso em Araranguá, conta com bom-humor
uma história que nada mais é que uma lição. Sempre acompanhado de um
brilho nos olhos carregados de orgulho, ele não esconde detalhes que fizeram
toda a diferença na história de sucesso. Para seu Hilário, o mais importante da vida são os
parafusos, pequenos, mas que mantém toda a estrutura de pé.
JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
ALISSANDRA PAGANINI
ali@grupocorreiodosul.com.br facebook.com/alissandrapaganini
EmpresarialEmpresarial
De Luiz Alves
Eu sou de Luiz Alves, ao lado de
Blumenau. Era praticamente uma
aldeia, não tinha nada. Tive que ficar
na roça até os 18 anos, e contra a
vontade dos pais eu fui à cidade
procurar emprego.
Quero ser chefe
Eu não sabia escrever. Eu estudei 13 anos direto para
aprender a ler e escrever. Só desenhava o nome. Quando
cheguei à empresa que fabricava parafuso, e como metido
que sou, perguntei para um senhor de lá o que eu precisava
para ser chefe. Ele me disse: Estudar. Fui estudar, fiquei 15
anos nessa empresa e gerenciei.
De mudança
Depois que me aposentei, eu pretendia ficar um tempo pa-
rado. Trabalhava em Indaial. Mas eu tinha um compromisso
comigo, que depois que eu me aposentasse faria algo para
mim, não bateria mais cartão. Um colega meu queria abrir
uma empresa no sul do estado, e me convidou para isso. Um
tempodepois,chegueiemcasaedisseparaminhaesposae
disse: Olha, não dá. Vamos para o sul morar lá. Vivíamos em
Blumenau. Sem nem saber que existia mar aqui, vim morar
nosul.Nodiaseguinteviemosprocurarumacasaparamorar.
Aventura
Naquelesábadoviemosparacá,ealugamosumacasa.Sem
nem terminar as aulas das crianças, nos aventuramos e nos
mudamos para o sul. Vim representando a empresa para no
máximo 3 anos. Falei para o meu patrão: Vou abrir a região
para ti, mas depois vou abrir algo para mim, uma loja de
parafuso, que foi o que eu fiz a vida toda. Nos aguentamos
10 anos. Em 1997 nos mudamos, no ano seguinte abrimos
um atacado, ficamos seis anos de aluguel. Eu tinha 30 mil
quilos de estoque em casa. Aí, alugamos uma lojinha ao
lado da casa para vender. Os filhos adolescentes e a esposa
tocaram a loja.
Vinte Anos
Compramos logo após um imóvel e nos mudamos. Como é
umserviçocorreto,semprecomaajudadeDeus,hojetemos
a família toda, até nora, filhos, netos começando… Todos
aqui dentro. São 20 anos de empreendedorismo nesse mês.
O amor, Salvi
ASalvi era de LuizAlves também, e eu a conheci nas Bodas
de Prata dos meus pais. Foram convidadas ela e a mãe dela
para a festa. Ela tinha 14 anos. Casamos 3 anos depois e
fez 37 anos dia 7 de julho que somos casados. Formamos
os três filhos, e ela foi estudar depois de casada. Ela me
ensinou a ser gente, a respeitar as pessoas. É uma bênção.
O amor não é mais o mesmo, é maior. Só cresce.
Sem Hora
Do dia em que me aposentei, decidi que não ia mais usar
relógio. Não vou parar nunca mais, vou trabalhar sempre.
Eu não me vejo sentado sem fazer nada, em um dia útil que
os outros trabalham.
Colecionador de Parafusos
Hoje nós temos 99% dos parafusos que existem no mercado
nacional, independente de qualquer coisa. Somos colecio-
nadores de parafuso, porca e roela. É uma fixação. O que
eu fiz a vida inteira.
O clã
Aminha família é um exemplo. Sou eu, Salvelina, os 3 filhos,
4 netos, sempre tementes a Deus, e nos apoiando em tudo.
Estamos sempre juntos, e um não faz uma peixada sem
chamar os outros.
Lição
Nós temos, na vida, a obrigação de respeitar as pessoas,
indiferente de qualquer coisa. Você tem um compromisso
com a vida, de ser dar bem. Por que assim você pode dar às
pessoas algo interessante, como uma palavra de conforto,
ou uma ideia.Assim você sempre terá pessoas ao seu lado.
12 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
*PARCELAS À PARTIR DE R$458,89
CONSÓRCIOS PARA IMÓVEIS
INVISTA NOS SEUS PROJETOS
DE FORMA ECONÔMICAE SEGURA
www.consorciomenegalli.com.br
13Segurança Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
PM registra queda de roubos e furtos
Planoprevêreduçãodemortesnotrânsito
Em2017,aPolíciaMilitar
realizou um amplo trabalho
com ações preventivas e fis-
calizatórias no município de
Araranguá. Para o comando da
corporação, o resultado apre-
sentado ao final do ano mostra
o sucesso desse trabalho.
Analisando os números
de 2017, constata-se a con-
siderável redução de 19,8%
de ocorrências de furto em
relação ao ano anterior. Em
2016 ocorreram 685 furtos, e
em2017essenúmerodiminuiu
para 549, ou seja, 136 furtos
deixaram de acontecer.
Em relação aos roubos,
também houve redução de 5%,
caindo de 140 para 134.
Sobre a redução dos cri-
mes contra o patrimônio, o
comandante do 19º Batalhão
de Polícia Militar, tenente-
-coronel Maike Adriano Val-
gas, declarou: “Há tempos a
O índice de mortes no
trânsito deve ser reduzido pela
metade num prazo de dez anos.
Esse é o objetivo do Plano Na-
cional de Redução de Mortes e
Lesões no Trânsito (Pnatrans),
criado pela Lei 13.614/2018,
quefoipublicadanasexta-feira
no Diário Oficial da União.
A proposta, de autoria
do ex-deputado federal Beto
Albuquerque (PSB-RS) e co-
autoria do deputado Paulo
Foletto (PSB-ES), inclui no
Código Brasileiro de Trânsito
um regime de metas anuais
para a redução do número de
vítimas no trânsito.
De acordo com o projeto,
as metas devem ser fixadas
pelo Conselho Nacional de
Trânsito (Contran) para cada
um dos Estados da Federação.
No caso do Distrito Fe-
deral, as metas serão definidas
mediante propostas fundamen-
tadas dos Conselho Estadual
de Trânsito (Cetran) e do Con-
selho de Trânsito do Distrito
Federal (Contrandife).
O texto prevê que os ór-
gãos deverão realizar consultas
e audiências públicas para
ouvir as manifestações da so-
ciedade sobre as metas, além
de campanhas públicas perma-
nentes, promover a divulgação
de balanços e a fiscalização de
açõesecumprimentodemetas.
Segundo Albuquerque,
o objetivo é diminuir, pela
metade, o índice nacional de
mortos em acidentes de trân-
sito no país, no prazo de dez
anos, mesma meta do Plano
Global para a Década deAções
2011-2020 da Organização das
Nações Unidas (ONU).
“Finalmente o Brasil terá
uma lei com metas que cumpre
a orientação da ONU sobre a
década de Redução de Mortes
P
o r v o l t a d a s
8h30min deste do-
mingo, populares
encontraram o corpo de um
jovem, vestindo bermuda
azul, sem camisa, usando
uma corrente e uma pulseira,
boiando no RioAraranguá, na
estrada geral que dá acesso a
localidade de Ilhas. A Polícia
Polícia Militar desenvolve um
profundo trabalho de preven-
ção e fiscalização na cidade.
Na esfera da prevenção, efe-
tuamos rondas nas escolas,
comércios, patrulhamento
diário no centro e bairros da
cidade, bem como, realizamos
o programa Rede de Vizinhos.
Já no âmbito da fiscaliza-
ção, realizamos operações
policiaismilitaresdiariamente,
que resultaram na apreensão
no Trânsito. Cada ente federa-
do terá que ter metas a serem
alcançadas. Somos o país mais
violento do mundo no trânsi-
to”, afirma.
O socialista explica que o
texto foi inspirado em experi-
ências de países como França
e Espanha, que reduziram em
mais de 60% as mortes em
ruas, avenidas e rodovias, com
políticas de combate à violên-
cia no trânsito.
No país, ocorrem por ano
40 mil mortes, que geram um
impacto de aproximadamente
R$25bilhõesemdespesascom
hospitais e benefícios como
auxílio-doençaeaposentadoria
por invalidez.
De acordo com o projeto,
a cada ano os conselhos de
trânsito e a Polícia Rodoviária
Federal enviarão ao Contran
um relatório analítico sobre o
cumprimentodasmetasfixadas
para o ano anterior, expondo
as ações e os projetos ou pro-
gramas, com os respectivos
orçamentos,pormeiodosquais
se pretende cumprir as metas
propostas para o ano seguinte.
Em setembro de cada ano,
as metas fixadas serão divulga-
dasduranteaSemanaNacional
de Trânsito, assim como o de-
sempenho (absoluto e relativo)
Militar foi acionada e, em se-
guida, o Corpo de Bombeiros
de Araranguá, que retirou o
cadáver da água, pois este
estava preso em galhos. O
Instituto Médico Legal (IML)
também foi acionado.
Chegando ao local, os
bombeiros verificaram que
o corpo estava à cerca de 5
metros da margem do rio,
apresentando sinais de putre-
fação.Ainda ontem de manhã,
de drogas, armas, prisões de
criminosos procurados pela
justiça e remoções de veículos
irregulares, muitos desses que
poderiam ser utilizados para o
cometimento de crimes. Pode-
-se destacar, ainda, a participa-
ção da comunidade através do
Fórum de Segurança Pública e
o apoio dos poderes Judiciário,
Legislativo e Executivo que
colaboraram com a doação de
novas viaturas em 2017.”
de cada estado e do Distrito
Federal no cumprimento das
metas anteriores.
Essas informações, assim
como os detalhes dos dados
levantados e das ações reali-
zadas por tipo de via (federais,
estaduaisemunicipais),ficarão
à disposição do público na
internet.
Até o dia 31 de março de
cada ano serão divulgados os
índices de mortes no trânsito
relativos a cada estado por
grupos de habitantes e veículos
no ano anterior.
Entretanto, com base em
índices parciais, apurados no
decorrer do ano, os conselhos
detrânsitopoderãorecomendar
aos integrantes do Sistema
NacionaldeTrânsitoalterações
nasações,projetoseprogramas
emdesenvolvimentoouprevis-
tos com o objetivo de atingir as
metas fixadas.
A partir da análise de de-
sempenho dos estados, o Con-
tran deverá elaborar e divulgar,
também durante a Semana
Nacional de Trânsito, duas
classificações ordenadas dos
estados e do Distrito Federal:
uma referente ao ano analisado
e outra que considere a evolu-
ção do desempenho desde o
início das análises.
Será divulgado ainda rela-
tório a respeito do cumprimen-
to do objetivo geral de metas.
o rapaz foi identificado pela
família como sendo Dionata
Viana Rodrigues, mais conhe-
cido como Diony, de 24 anos,
morador da Lagoa dos Este-
ves, no Balneário Rincão, que
estava desaparecido desde a
madrugada de sexta-feira, 12.
O jovem foi visto pela última
vez por volta das 3 horas da
madrugada, no bairro Quarta
Linha, em Criciúma, quando
se despediu de amigos para
Araranguá
País
Gislaine Fontoura
Araranguá
Fiscalização
Mistério
CorpoéencontradonorioAraranguáir embora, porém não apare-
ceu em casa. No sábado seu
veículo havia sido localizado
próximo ao bairro Laranjinha
e a carteira de motorista no
bairro São Domingos, ambos
em Criciúma. De acordo com
informações extra-oficiais,
Diony foi vítima de assalto.
Bombeiros retiraram corpo do rio e família reconheceu como sendo Dionata (detalhe)
Policiais militares estão a frente de ações de prevenção
14 Publicações LegaisJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
EDITAL DE INTIMAÇÃO
ARLINDO EDÍLIO DA ROSA, Titular do TABELIONATO DE NOTAS E PROTESTOS DE TÍTULOS
desta Comarca de Sombrio, situado na Av. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48) 3533-0318 - CEP
88960-000, atendimento das 08:00h - 12:00h e 14:00h - 18:00h, faz saber na forma da Lei aos que
o presente EDITAL virem, que se encontram nesse tabelionato para serem protestados, decorrido
o prazo legal de 03 (três) dias úteis, por não terem sido encontrados nos endereços fornecidos, ou
por se recusarem a tomar conhecimento, os títulos cujos responsáveis estão abaixo discriminados.
Ficam esclarecidos, também, de que nesse mesmo prazo poderão apresentar resposta escrita, que
não impedirá a lavratura do protesto.
PROT. .................................................APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ
Prot: 165037; Devedor(es): BENTA MARTINS CARDOSO - 579.844.099-00, End: Tv. João
Manoel Scheffer, 260, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: AYMORE
CREDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO; Sac: AYMORE CREDITO, FINANCIAMENTO E
INVESTIMENTO; Tit: 00057572880 ; Apr: PORTAL DE DOCUMENTOS S/A; VEN: 07/10/2017; Esp:
Cédula de Crédito Bancária por Indicação; Val: R$ 1.742,33 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$
58,08.Apontamento R$ 17,00 - Selo R$ 1,90 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 34,00 - Condução
R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 58,08.
Prot: 165030; Devedor(es): BRUNA DOS SANTOS BARRIM DE SOUZA - 101.046.449-31, End:
Rua Telegrafista Adolfo Coelho, 742, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced:
JEFFERSON JOAQUIM MATIAS EIRELI - ME; Sac: JEFFERSON JOAQUIM MATIAS EIRELI - ME;
Tit: 3355A ; Apr: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL; VEN: 26/12/2017; Esp: Duplicata Venda Mercantil
por Indicação; Val: R$ 293,37 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 58,08. Apontamento R$ 17,00
- Selo R$ 1,90 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 34,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$
0,00- Total Emolumentos R$ 58,08.
Prot: 165066; Devedor(es): EDSON DE QUADROS VARGAS - ME - 08.413.466/0001-20, End:
Av.Quintino Manoel Domingos, 799, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: FAZENDA
NACIONAL - DIV ATIVA-SIMPLES NACIONAL; Sac: FAZENDA NACIONAL - DIV ATIVA-SIMPLES
NACIONAL; Tit: 91414009160 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL; VEN: À
VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 14.379,36 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 58,08.
Apontamento R$ 17,00 - Selo R$ 1,90 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 34,00 - Condução R$
7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 58,08.
Certifico, para os devidos fins, que o presente edital foi afixado no mural da serventia em: 15/01/2018.
Sombrio - SC, 15/01/2018
ESTADO DE SANTA CATARINA
MUNICÍPIO DE SOMBRIO
EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº. 002/2018
PROCESSO SELETIVO - EDITAL 001/2016 (SAÚDE)
Pelo presente Edital, O PREFEITO MUNICIPAL DE SOMBRIO - SC, em exercício, Senhora.
Gislane Dias da Cunha, vem a público convocar o candidato aprovado no Processo Seletivo –
001/2016, (SAUDE), abaixo relacionado, sendo que o referido candidato deverá apresentar-se no
prazo de 10 (dez) dias, no Departamento de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Sombrio,
munidos dos documentos exigidos pelo Edital de Processo Seletivo Edital nº. 001/2016, (Saúde),
para contratação imediata:
DISCIPLINA: 15 - FISIOTERAPEUTA
Nome do Candidato Classificação Schayane Homem Borba 3º
Município de Sombrio- SC 12 de janeiro de 2018.
Gislane Dias da Cunha
Prefeito Municipal e.e
ESTADO DE SANTA CATARINA
MUNICÍPIO DE MELEIRO
AVISO DE LICITAÇÃO
PREGÃO PRESENCIAL N.º 003/2018
A PREFEITURA MUNICIPAL DE MELEIRO torna público para conhecimento dos interessados que
no dia 01/02/2018 às 09:00 horas estará realizando a reunião de recebimento das propostas do
PREGÃO PRESENCIAL N.º 003/2018, objetivando a AQUISIÇÃO DE UM TRATOR AGRÍCOLA
NOVO, OBJETIVANDO O CUMPRIMENTO DO CONTRATO DE REPASSE OGU 844397/2017,
FIRMADO ENTRE O MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO E O
MUNICIPIO DE MELEIRO, CONFORME ESPECIFICAÇÕES NO TERMO DE REFERENCIA DO
ANEXO I DESTE EDITAL.
A integra do Edital e maiores informações poderá ser obtido na Prefeitura Municipal de Meleiro, sito
a Rua Sete de Setembro, nº 371, Centro – Meleiro/SC, no horário das 07:00 as 13:00 horas, de
Segunda a Sexta-Feira ou pelo fone 048-3537-8400.Aretirada do Edital poderá ser feita no endereço
acima citado ou através da disponibilização no site do município HYPERLINK “http://www.meleiro.
sc.gov.br”www.meleiro.sc.gov.br.
Meleiro/SC, 12 de janeiro de 2018.
ROGILDO BORDIGNON
Prefeito Municipal em Exercício
EDITAL DE CONVOCAÇÃO
DE ASSEMBLEIA GERAL
ORDINÁRIA DA APV
ASSOCIAÇÃO DE PROPRIETÁRIOS
DE VEÍCULOS AUTOMOTORES DO SUL
Pelo presente Edital, nos termos de seu Estatuto Social
(artigo 14) a APV – Associação de Proprietários de Veículos
Automotores do Sul, pessoa jurídica de direito privado,
criada sob a forma de associação, inscrita no CNPJ sob nº
22.728.584/0001-59, com sede a Avenida Presidente João
Goulart, nº 35, bairro Cidade Alta, Município de Araranguá,
através de seu Presidente, nos termos do artigo 16 do Estatuto
Social da APV, CONVOCA todos os seus associados a
comparecerem à Assembleia Geral Ordinária que se realizará
no dia 25 de janeiro de 2018, às 15h:00min (quinze horas),
em primeira convocação, e às 15h:30min em segunda e última
convocação, com qualquer número de associados, no salão
principal do Praiano Centro de Eventos, localizado na Rodovia
ARA227, nº 1575, Bairro Lagoa da Serra, emAraranguá - SC,
CEP: 88900-000, para deliberarem sobre a seguinte Ordem
do Dia:
• Lançamento da Promoção 2018
• Alterações do Estatuto
• Prestação de Contas
• Assuntos diversos
Araranguá(SC), 15 de janeiro de 2018.
Marcos Patricio - Presidente
15Segurança Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
Dilmar foi levado a delegacia depois de dar trabalho a PM, fugindo pela praia
Homem detido estava também com dinheiro suspeito
Barreirapegahomemcommandadodeprisão
Depois de correria PM recupera veículo
MoradoresseunemparaRededeVizinhos
Um homem com man-
dado de prisão foi preso em
uma blitz de trânsito. O fato
aconteceu na sexta-feira, por
volta das 2h20 da madrugada,
em uma barreira montada
pela Polícia Militar no posto
da Operação Veraneio de
Passo de Torres.
A guarnição policial mi-
litar abordou uma Honda Biz
de placa IXH5981,de Torres,
conduzida por um homem
que carregava um caroneiro.
Quando consultado o nome
dos dois, foi verificado que
o caroneiro da moto, Vladi-
milso Lopes Ferreira, estava
com mandado de prisão ativo
no Rio Grande do Sul, e ime-
diatamente recebeu voz de
prisão. Os policiais também
revistaram os dois abordados,
sendo que Vladimilso tinha
no bolso a quantia de R$
Uma ação policial cha-
mou a atenção de quem estava
pelas ruas, por volta das 11
horas deste domingo, nos mu-
nicípios de Balneário Gaivota
e Sombrio. Tratava-se de um
motorista que furou a barreira
policial da praia, empreenden-
do fuga e sendo capturado no
Centro de Sombrio.
Segundo o capitão Luiz
Paulo Fernandes, o veículo
usado pelo fugitivo tinha re-
gistro de roubo.
As viaturas da região fo-
ram acionadas pelos policiais
quetrabalhavamnabarreirada
Gaivota, e que comunicaram
que um Honda Fit estava em
fuga em direção a Sombrio
pela rodovia José Tiscoki.
Uma viatura fez o acom-
panhamentodocarroquefugia
em alta velocidade e após o
condutor cometer diversas
Na noite da quarta-feira
passada, moradores da rua
Antônio Severino de Souza,
reuniram-se na sede do 19º
Batalhão da Polícia Militar,
em Araranguá, para formar
uma Rede de Vizinhos. Tam-
bém estiveram presentes o as-
pirante-a-oficialFilipeTharles
Bilhalva, o 3º sargento Márcio
Davi Gerlach e a soldado Car-
la de Luca Linhares.
O projeto firmado entre
a comunidade e o 19º BPM,
comandado pelo tenente-
-coronel Maike Adriano Val-
gas, constitui-se em pequenos
núcleos de moradores de
determinado bairro ou mais
N
a última quinta-
-feira,por volta
das 23horas, a
Polícia Militar de Balneário
Gaivota realizou um longo
acompanhamento de um veí-
culo suspeito que fugia pelas
ruas da praia, chamando a
atenção da população.
Segundo a PM, estava
sendo feita ronda pelo Centro
da cidade, próximo a Quarta
Avenida, quando os policiais
avistaram a motocicleta Ya-
mahaYBR150 Factor com a
placa QIU 5339, saindo da
faixa de areia para seguir pela
avenida Beira Mar.
1.944,55. Ele não soube ex-
plicar a origem do dinheiro,
que acabou apreendido.
Segundo a PM, Vladi-
milso é conhecido no meio
policial por ter registros por
tráfico de drogas, e como es-
infrações de trânsito, como
ultrapassagens proibidas e
excesso de velocidade, os mi-
litares de Sombrio consegui-
ram fazê-lo parar em frente ao
Posto Ipiranga, na rua Caetano
Lumertz.
O homem foi identificado
como João Gabriel da Silva
Fisch, e segundo os policiais
ele relatou que fugiu porque
não possui carteira de habili-
tação. Para surpresa da PM, ao
especificamente determinada
rua, que se reúnem com o
propósito de conscientizar os
demais moradores a participa-
rem ativamente da segurança
de todos.
O projeto tem o objetivo
O condutor ao ver a via-
tura, fez o retorno e começou
a fugir em alta velocidade, se-
guindo pela areia.Aguarnição
chegou a dar ordem de parada
ao motociclista, que não a
acatou. A PM então iniciou
o acompanhamento da moto,
que atravessou um monte de
areia em uma antiga saída da
orla para a Quinta Avenida.
Para conseguir continuar a
perseguição, a guarnição teve
que descer um barranco de
areia com a viatura.
Os policiais, com apoio
das viaturas da Operação Ve-
raneio, seguiram até a Rua L,
onde o rapaz foi abordado.Ali,
no cruzamento com a Rua 14,
tava com mandado de prisão
em aberto, foi encaminhado
para a delegacia de Passo de
Torres, onde não foi recebi-
do, sendo então conduzido
pela PM para o presídio de
Araranguá, onde foi recebido.
consultaraplacadoautomóvel
no sistema foi constatado que
estava tudo legal, sendo a pla-
ca IQE-9012 de Santa Cruz do
Sul/RS, mas ao verificar o nú-
mero do chassi foi constatado
que o Honda Fit tinha placas
IQJ2904 de Sapucaia do Sul/
RS, com registrado de roubo.
João Gabrielfoi condu-
zido a delegacia da Polícia
CivildeSombrioeteveocarro
apreendido.
de inibir a ocorrência de atos
ilícitos na localidade e tam-
bémdeconscientizarechamar
a população para mais próxi-
mo da Polícia Militar e dos
demais órgãos de segurança
pública.
o homem já estava tentando
esconder a moto na entrada de
uma residência, que segundo
ele disse depois, seria da sua
namorada.
Ao ser alcançado, o ho-
mem foi identificado como
Dilmar Baltazar da Silva, e
no bolso de sua roupa estava
um pote contendo 18 pedras
de crack, que totalizava 3.2
gramas. A droga encontrava-
-se embalada em um plástico
preto, pronta para o comércio.
Segundo os policiais, Dil-
mar revelou que cada pedra
valia em torno de R$10,00.As
pedraseamotoforamaprendi-
das e o homem conduzido para
delegacia da Polícia Civil.
Passo de Torres
Gaivota/Sombrio
Araranguá
Balneário Gaivota
Dois Coelhos
PMperseguemotoeencontracrack
16 PublicidadeJORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
ESTOQUE DE
MAIOR
SEMINOVOS
DO LITORAL NORTE
Aproveite
995,00
R$
ENTRADA + 48X
TANQUE CHEIO
PELÍCULA+
+
VerãoCOMPLETO
A promoção VERÃO COMPLETO é válida somente para a versão Lifan X60 Talent 2017/2018, com a condição de parcelamento
com entrada de R$ 35.990,00 e saldo em 48 parcelas de R$ 995,00. Incluso também na promoção VERÃO COMPLETO o
abastecimento completo do tanque de combustível e a colocação de película no veiculo adquirido.
Promoção válida até 31/01/2018 ou enquanto durar o estoque. Imagens meramente ilustrativas.
Para outras condições de pagamento ou demais versões da Lifan X60 consulte nosso setor de vendas através do telefone 51 3626.2222.
IMAGENSMERAMENTEILUSTRATIVAS
17Publicidade Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
Gaivota Beach Bike
reúne fãs de ciclismo
Balneário Gaivota
Arroio do Silva
04-11-18-19-20-25
03-04-24-29-37-39
CONCURSO
1.743
DUPLA SENA
13/01
18-36-43-54-65
CONCURSO
4.5180
QUINA
13/01
01-05-14-23-35-45
CONCURSO
2.004
MEGA SENA
13/01
JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
Bons jogos foram reali-
zados em mais uma rodada do
praiano do Sobre as Ondas, no
centro do BalneárioArroio do
Silva.Natardedoúltimosába-
do 13, quatro partidas foram
disputadaspelacategorialivre.
Na primeira, o Maracajá/
Espigão Grande bateu o Jean
Calçados/Avenida pelo placar
de 1 x 0. Com essa vitória o
time vencedor se classificou
em primeiro lugar, já o Jean
Calçados está esperando o re-
sultado do jogo entre Sponjas
e Bom Jesus, que se enfrentam
no próximo sábado, e a equipe
torce pela vitória do Bom Je-
sus para passar de fase.
No segundo jogo da tarde
oVimoendo/Frigorífico Dval-
le/Cia das Ferragens ganhou
de 4 x 2 do Timbé do Sul. A
equipe do Vimoendo chega a
três vitórias em 3 jogos, com
100% de aproveitamento e se
classificou em primeiro lugar
do grupo, já o Timbé do Sul
também se classificou, em
segundo lugar.
Por fim, teve a partida que
marcou 8 gols, em que Ma-
racajá/Centro e Forquilhinha
empataram em 4 x 4. Com
esse resultado o Maracajá está
eliminado e o Forquilhinha se
classificou em segundo lugar
do grupo C.
P
ara quem
ama ou está
conhecendo
o ciclismo, a
distância e o
horário da pedalada não são
problemas, ainda mais quan-
do se trata de estar ao lado de
mais 100 ciclistas. Por este
motivo, pode-se dizer que
o 3º Gaivota Beach Bike foi
um sucesso em Balneário
Gaivota.
O evento que é uma
parceria da Secretaria de
Turismo, Cultura e Esporte
do município com a Mattric
Sports aconteceu na manhã
deste domingo, com muito
sol e otimismo por parte dos
mais de 100 participantes
que percorreram grandes
extensões do balneário, pas-
sando pela área central, beira
mar, percorrendo também o
interior, como as localidades
de Palmeira, Figueirinha,
Rio Novo eAnita Garibald e
retornando a beira mar pela
parte sul.
Vitor Tuor, representan-
te da Mattric Sports agrade-
ceu a todos que participaram
de mais uma edição."A cada
ano o Gaivota Beach Bike
vem ganhando mais força
e melhorias para os atletas,
esperamos que no próxi-
mo, além de um número
Rodada decisiva no praiano do Sobre as Ondas
ainda maior de participan-
tes, possamos trazer mais
novidades" comentou ao
lembrar que o Kit do Atleta
incluiu além da camiseta do
evento uma foto do ciclista
no trajeto.
Guilherme Scherer, pre-
sidente do Conselho Muni-
cipal de Turismo (Comtur),
esteve representando a Se-
cretaria de Turismo, Cultura
e Esportes, e deu boas vindas
aos inscritos. "São pessoas
que amam andar de bike, o
agradecimento é por estarem
aqui em nosso município
participando das atividades
do Viva Verão 2018".
O 3º Gaivota Beach Bike
contou com 3 percursos,
divididos entre as catego-
rias Iniciante (6km), Sport
(27km) e a Pró (52km).
Fechando a rodada, o
Ronald Teixeira Imóveis sur-
preendeu e ganhou de 5 x 2
do Verdinho, que é o atual
campeão, e com essa derrota
o Verdinho acabou eliminado
já na primeira fase e o Ronald
se garantiu na primeira fase de
classificação.
Veteranos
Já no domingo 14, dois
jogos pela categoria vetera-
nos. No primeiro, Bio Fitness
Academia e SNW FC/JVJ
Empreendimentos, empata-
ram em 1 x 1, os dois times
estrearam e já somaram os
seus primeiros pontos na
tabela de classificação. Em
seguida jogo entre atual cam-
peão e atual vice campeão,
revanche do ano passado,
e o time da Família goleou
de 5 x 1 a Polissport/AM
Formaturas.
Próxima rodada
No próximo final de se-
manaaconteceaúltimarodada
da primeira fase de classifica-
ção da categoria livre e tam-
bém a penúltima da categoria
veteranos. No sábado 20, so-
mente uma partida para encer-
raracategorialivreetrêsjogos
dos veteranos. As15h15min
jogam Família x Bio Fitness
pela categoria veteranos. Em
seguida, às 16h30min na livre
tem Sponjas Beer/Plantar x
Bom Jesus.
Depois jogam pelos ve-
teranos Amigos x Amigos do
Chico e fechando a rodada se
enfrentam SNW FC/JVJ Em-
preendimentos x Polissport/
AM Formaturas.
19Geral Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
[PeloEstado] - A Ocesc é uma
das mais importantes enti-
dades do segmento no Brasil.
Qual o diferencial?
Luiz Vicente Suzin - A Ocesc
completou 46 anos de história
em 2017. A fundação foi em 28
de agosto de 1971 e, ao longo
desse período, tornou-se uma
das mais atuantes entidades
do setor, coordenando ações
que são referência em todo o
país, em grande parte por con-
ta do próprio caráter da nossa
gente, empenhada, dedicada,
participativa. Nesse ritmo, o
Serviço Nacional de Aprendi-
zagem do Cooperativismo em
Santa Catarina (Sescoop-SC),
parte do Sistema Ocesc, com-
pletou 18 anos e promoveu
intensa qualificação profis-
sional, envolvendo dirigentes,
conselheiros, colaboradores e
cooperados, além de seminá-
rios para assessores jurídicos,
assessores de comunicação, se-
cretárias e gestores.
[PE] - A tendência é de cres-
cimento?
Suzin - Sim. O cooperativis-
mo catarinense tem crescido
acima da média, especialmen-
te com relação ao aumento
das operações e à expansão
do número de associados.
Cresceu 15% em 2016. Na
verdade, as cooperativas ig-
noraram a recessão de 2015
e 2016 e continuaram cres-
cendo, com foco no mercado
e aperfeiçoamento constante
da gestão. As 265 cooperati-
vas catarinenses reúnem mais
de 2 milhões de associados,
mantêm 58 mil empregos di-
PeloEstado Retrospectiva 2017 - Perspectivas 2018
O presidente da Organização das Cooperativas (Ocesc), Luiz Vicente Suzin,
concedeu essa entrevista exclusiva à reportagem da Coluna Pelo Estado
para fazer um balanço do setor em 2017 e projetar o comportamento para
2018. Ele se declara otimista e destaca que o cooperativismo catarinense,
referência no país, cresce acima da média, resultado do perfil do cooperado,
do trabalhador do estado. “As cooperativas ignoraram a recessão de 2015
e 2016 e continuaram crescendo, com foco no mercado e aperfeiçoamento
constante da gestão”, explica. Suzin ainda falou sobre o empenho para
aumentar cada vez mais a participação das mulheres e das jovens lideranças
no sistema. Da mesma forma, a Ocesc trabalha firmemente o tema da
Intercooperação, trabalho integrado entre cooperativas para melhorar a
qualidade dos serviços prestados aos cooperados e à sociedade.
retos e faturam mais de R$
31,5 bilhões por ano. Passa-
mos ao largo da crise.
[PE] - As expectativas são
boas para 2018?
Suzin - Estamos otimistas.
No plano interno, teremos
uma boa safra e não deve
faltar matéria-prima para a
agroindústria. Não haverá
aquela escassez acentuada
de milho no mercado interno
como ocorreu em 2016, por
exemplo. Os preços dos grãos
devem reagir e o ano será bom
para os produtores rurais e,
por extensão, para toda a
economia brasileira. No pla-
no externo, acreditamos na
ampliação das exportações
do agronegócio brasileiro.
[PE] - O fato de ser ano de elei-
ções gerais pode atrapalhar?
Suzin - Ao contrário. Será
uma oportunidade para se
discutir o atual estágio da
agricultura e do agronegócio
brasileiro. E ressaltar as prio-
ridades para o setor, de modo
que façam parte do programa
de governo dos candidatos.
Com certeza a agricultura es-
tará na pauta da campanha
eleitoral porque a sociedade
brasileira reconhece, hoje, a
importância do setor primá-
rio como a locomotiva da eco-
nomia nacional, especialmen-
te nesses tempos de crise.
[PE] - Como foi 2017 para as
cooperativas de crédito, em
forte expansão?
Suzin - Também tivemos boas
notícias neste segmento. As
cooperativas de crédito foram
autorizadas, por lei aprovada
no ano passado, a administra-
rem recursos dos municípios.
Essa reivindicação vinha sen-
do defendida pela Ocesc, pela
Organização das Cooperati-
vas Brasileiras (OCB) e pela
Frente Parlamentar do Coo-
perativismo (Frencoop) junto
ao Banco Central. O Projeto
de Lei Complementar (PLP)
100/2011, que permite que
as cooperativas de crédito
possam captar depósitos de
prefeituras e de outros entes
públicos municipais, foi apro-
vado no plenário da Câmara
dos Deputados e do Senado.
O ramo de crédito, em Santa
Catarina, apresenta o maior
número de associados e a se-
gunda posição em movimen-
to econômico no contexto do
cooperativismo do estado. As
62 cooperativas de crédito re-
únem 1,3 milhão de coopera-
dos, mantêm 7.356 emprega-
dos e movimentaram R$ 5,2
bilhões em 2016. Essa inova-
ção facilitará a vida das ad-
ministrações dos municípios
brasileiros que não contam
com bancos oficiais. As coo-
perativas de crédito, como as
de todos os ramos, cumprem
um relevante papel social.
Estão presentes em todas as
cidades, prestando serviços
aos correntistas, às empre-
sas e, agora, ao Poder Públi-
co municipal. Com certeza,
milhares de brasileiros serão
beneficiados.
[PE] - A cada ano as mulheres
ganham mais espaço no setor
produtivo. Não é diferente no
cooperativismo. Qual o papel
da Ocesc nesse processo?
Suzin - Atualmente, entre os
2,1 milhões de associados à
Ocesc, cerca de 800 mil são
mulheres. Elas participam de
assembleias, comitês, grupos
de estudos, cursos e vêm ga-
nhando espaço também nos
quadros diretivos. Exercem
papel fundamental na evolu-
ção do cooperativismo e por
isso nós as incentivamos. En-
tre as iniciativas que estimu-
lam a participação feminina
no segmento está o Encon-
tro de Mulheres, promovido
anualmente pelo Sescoop-SC.
Em 2017, o evento reuniu
cerca de 900 mulheres, entre
lideranças, cooperadas, espo-
sas de cooperados e colabora-
doras de cooperativas, além
de autoridades políticas e do
cooperativismo.
[PE] - Também há uma aten-
ção especial para os jovens.
Suzin - Trabalhamos para es-
timular as jovens lideranças
cooperativistas. O Programa
JovemCoop, também do Ses-
coop-SC), formou 151 jovens
e seis coordenadores de seis
cooperativas em 2017. Parti-
ciparam turmas da Auriver-
de, Cooper A1, Cooperitaipu,
Sicoob, Creditapiranga e Co-
opervil/Sicoob Videira. Os
jovens passaram por sensibi-
lização e nove módulos, que
abordaram temas como edu-
cação cooperativista, prota-
gonismo, relacionamento fa-
miliar e interpessoal, gestão
rural e organização do qua-
dro social. Cada cooperativa
também constituiu sua Co-
missão Juvenil. O programa
é focado na sucessão fami-
liar e permite que os jovens
tenham uma boa base para
iniciar sua caminhada no co-
operativismo. Por isso, o Sis-
tema aposta no JovemCoop e
acredita no potencial desses
jovens, que são, certamente,
o futuro do movimento.
[PE] - A Ocesc tem trabalhado
bastante o tema da Intercoope-
ração. Fale sobre isso.
Suzin - Intercooperação é um
assunto que vem se fortalecen-
do cada vez mais. É o sexto
princípio do cooperativismo
internacional e significa que
as cooperativas trabalham
de forma integrada para ser-
vir melhor a seus cooperados.
Além de estar presente no dia
a dia do nosso segmento, o as-
sunto foi amplamente deba-
tido no Fórum de Dirigentes
realizado no ano passado. Ao
falar sobre “Intercooperação e
alianças estratégicas”, o con-
sultor e empresário Marcelo
Prado sugeriu alianças estra-
tégicas ancoradas nos diferen-
ciais comparativos e, também,
na competência central de
cada um para a geração de va-
lor aos parceiros. Ele destacou
que essas alianças produzem
resultados notáveis: os par-
ceiros estruturados atingem
90% de sucesso e as empresas
engajadas obtêm 20% a mais
de lucratividade. São resulta-
dos que nos incentivam a dar
mais e mais atenção para a
iniciativa.
“Com certeza a agricultura
estará na pauta da
campanha eleitoral”
Editado por Andréa Leonora
redacao@peloestado.com.br
Com Assessoria de Imprensa/Ocesc
LUIZ VICENTE SUZIN
SEGUNDA-FEIRA, 15 DE JANEIRO DE 2018

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Jornal digital 20 09-2018
Jornal digital 20 09-2018Jornal digital 20 09-2018
Jornal digital 20 09-2018
 
Jornal digital 18 09-2018
Jornal digital 18 09-2018Jornal digital 18 09-2018
Jornal digital 18 09-2018
 
Jornal digital 03 09-18
Jornal digital 03 09-18Jornal digital 03 09-18
Jornal digital 03 09-18
 
Jornal digital 5046_sex_18112016
Jornal digital 5046_sex_18112016Jornal digital 5046_sex_18112016
Jornal digital 5046_sex_18112016
 
Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018
 
Jornal digital 17-02-17
Jornal digital 17-02-17Jornal digital 17-02-17
Jornal digital 17-02-17
 
Jornal digital 04 09-2018
Jornal digital 04 09-2018Jornal digital 04 09-2018
Jornal digital 04 09-2018
 
Brasil Economico 080114
Brasil Economico 080114Brasil Economico 080114
Brasil Economico 080114
 
Jornal digital 04 04-18
Jornal digital 04 04-18Jornal digital 04 04-18
Jornal digital 04 04-18
 
Jornal digital 16-03-17
Jornal digital 16-03-17Jornal digital 16-03-17
Jornal digital 16-03-17
 
Jornal digital 24 08-18
Jornal digital 24 08-18Jornal digital 24 08-18
Jornal digital 24 08-18
 
Jornal digital 4672_qua_20052015
Jornal digital 4672_qua_20052015Jornal digital 4672_qua_20052015
Jornal digital 4672_qua_20052015
 
O Dia Digital - INOCENTE NA CADEIA
O Dia Digital - INOCENTE NA CADEIAO Dia Digital - INOCENTE NA CADEIA
O Dia Digital - INOCENTE NA CADEIA
 
Jornal digital 20 02-18
Jornal digital 20 02-18Jornal digital 20 02-18
Jornal digital 20 02-18
 
Jornal digital 14 06-17
Jornal digital 14 06-17Jornal digital 14 06-17
Jornal digital 14 06-17
 
Jornal digital 09 10-17
Jornal digital 09 10-17Jornal digital 09 10-17
Jornal digital 09 10-17
 
Jornal digital 4919_ter_17052016
Jornal digital 4919_ter_17052016Jornal digital 4919_ter_17052016
Jornal digital 4919_ter_17052016
 
Jornal digital 4987 seg_22082016
Jornal digital 4987 seg_22082016Jornal digital 4987 seg_22082016
Jornal digital 4987 seg_22082016
 
Jornal digital 29 06-18
Jornal digital 29 06-18Jornal digital 29 06-18
Jornal digital 29 06-18
 
Jornal digital 17 10-17
Jornal digital 17 10-17Jornal digital 17 10-17
Jornal digital 17 10-17
 

Semelhante a Jornal digital 15 01-18 (20)

Jornal digital 5057 seg_05122016
Jornal digital 5057 seg_05122016Jornal digital 5057 seg_05122016
Jornal digital 5057 seg_05122016
 
Jornal digital 27 11-17
Jornal digital 27 11-17Jornal digital 27 11-17
Jornal digital 27 11-17
 
Jornal digital 15-02-17
Jornal digital 15-02-17Jornal digital 15-02-17
Jornal digital 15-02-17
 
Jornal digital 4932_seg_06062016
Jornal digital 4932_seg_06062016Jornal digital 4932_seg_06062016
Jornal digital 4932_seg_06062016
 
Jornal digital 01-06-17
Jornal digital 01-06-17Jornal digital 01-06-17
Jornal digital 01-06-17
 
Jornal digital 16 01-18
Jornal digital 16 01-18Jornal digital 16 01-18
Jornal digital 16 01-18
 
Jornal digital 13 12-17
Jornal digital 13 12-17Jornal digital 13 12-17
Jornal digital 13 12-17
 
Jornal digital 30 01-18
Jornal digital 30 01-18Jornal digital 30 01-18
Jornal digital 30 01-18
 
Jornal digital 01 03-18
Jornal digital 01 03-18Jornal digital 01 03-18
Jornal digital 01 03-18
 
Jornal digital 4894_seg_11042016
Jornal digital 4894_seg_11042016Jornal digital 4894_seg_11042016
Jornal digital 4894_seg_11042016
 
Jornal digital 18 12-17
Jornal digital 18 12-17Jornal digital 18 12-17
Jornal digital 18 12-17
 
Jornal digital 04 05-18
Jornal digital 04 05-18Jornal digital 04 05-18
Jornal digital 04 05-18
 
Jornal digital 08 02-18
Jornal digital 08 02-18Jornal digital 08 02-18
Jornal digital 08 02-18
 
Jornal digital 07 08-17
Jornal digital 07 08-17Jornal digital 07 08-17
Jornal digital 07 08-17
 
Jornal digital 23 01-18
Jornal digital 23 01-18Jornal digital 23 01-18
Jornal digital 23 01-18
 
Jornal digital 06 04-18
Jornal digital 06 04-18Jornal digital 06 04-18
Jornal digital 06 04-18
 
Jornal digital 16 08-17
Jornal digital 16 08-17Jornal digital 16 08-17
Jornal digital 16 08-17
 
Jornal digital 15-03-17
Jornal digital 15-03-17Jornal digital 15-03-17
Jornal digital 15-03-17
 
Jornal digital 19 01-18
Jornal digital 19 01-18Jornal digital 19 01-18
Jornal digital 19 01-18
 
Jornal digital 10 11-17
Jornal digital 10 11-17Jornal digital 10 11-17
Jornal digital 10 11-17
 

Mais de Jornal Correio do Sul (20)

Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018
 
Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018
 
Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018
 
Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018
 
Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018
 
Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018
 
Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018
 
Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018
 
Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018
 
Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018
 
Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018
 
Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018
 
Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018
 
Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018
 
Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018
 
Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018
 
Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018
 
Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018
 
Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018
 
Jornal digital 20 11-2018
Jornal digital 20 11-2018Jornal digital 20 11-2018
Jornal digital 20 11-2018
 

Jornal digital 15 01-18

  • 1. Vereador conta como enfrentou a depressão Emergência do Hospital Dom Joaquim/Isev está aberta Gaivota Beach Bike reúne mais de 100 ciclistas CORREIO DO SULANO XXVI EDIÇÃO Nº 5.331 R$ 2,00SEGUNDA-FEIRA, 15 DE JANEIRO DE 2018 www.grupocorreiodosul.com.br 30º23º Variação de nuvens e pancadas de chuva localizadas a qualquer hora do dia. Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense EmergênciaEmergência dodododo Saúde – Pág 3 está abertaestá abertaestá abertaestá aberta Sombrio - Pág 3 ciclistasciclistas Esporte - Pág 18 Extremo Sul Catarinense Polícia - Pág 13Polícia - Pág 13Polícia - Pág 13Polícia - Pág 13 CORPO DE RAPAZ É ENCONTRADO NO RIO ARARANGUÁ
  • 2. Brasilquersanto,nãopresidente Dom Joaquim Final de semana com polêmica envolvendo o funcionamento do Hospital Dom Joaquim, deSombrio,queéadministradopeloInstituto Isev. De um lado, a médica Cynthia Mota Lima emitindo nota, dando conta da suposta falta de insumos, medicamentos e profissio- nais para atender a população na referida unidade de saúde, aconselhando, até mesmo, às pessoas a buscarem atendimento na UPA de Araranguá, ou no Hospital Regional (!). Do outro lado, o diretor administrativo do Dom Joaquim, Walmiro Charão Júnior, res- saltandoqueasreferidasalegaçõesdamédica “não condizem com a realidade”. Em meio a história, a médica, que respondia pelo corpo clínico do Dom Joaquim foi destituída de suas funções. Esperança da população é de que tudo não passe de um desentendimento administrativo, porque ninguém aguenta mais esta instabilidade do atendimento da saúde pública de nossa região. Mobilização Coordenador regional do PT, vereador som- briense MarcelloAreão, que é pré-candidato a deputado estadual este ano, está ajudando a organizar os petistas do Extremo Sul que deverão ir até Porto Alegre, no próximo dia 24, participar da mobilização em prol do ex- -presidente Lula. Os comandos regionais do PT de todo o país têm trabalhado no mesmo sentido, tentando mobilizar milhares de pes- soas, para que estas, literalmente, invadam Porto Alegre durante o julgamento de Lula, que acontece no Tribunal Regional Federal, da 4ª Região, e que poderá confirmar uma pena de mais de nove anos de cadeia no caso do triplex do Guarujá (SP). Do ponto de vista meramentedaCiênciaPolítica,amobilização é um tiro no pé, já que a Justiça Federal não irá querer passar por franzina diante de uma mobilização totalmente parcial. Negociação com o judiciário deveria se dar meramente nos bastidores, como acontece com o Supre- mo de Gilmar Mendes. Aliás, que falta faz um Gilmarzão na vida de Lula. ADVOCACIA EMPRESARIAL FONE: (48) 3533-0145 S e formos seguir a lógica pseudo-moralista dos eleitores brasileiros, vai ser difícil alguém chegar a Presidência da República através da eleição na- cional deste ano. Lula da Silva (PT) não serve para o cargo, afinal de contas, é o tal chefe da quadrilha que desencadeou o Mensalão e a Lava Jato. Alias, se bobear, antes do final do mês poderá estar na cadeia, depois do julgamento, em segunda instância, do processo que o condenou hà nove anos e meio de prisão. Jair Bolsonaro (PSC) também não serve. Seu pa- trimônio é maior do que aquilo que ele ganhou nos últimos anos, o que prova que há algo de podre no reino da Dinamarca. Ele chega ao ponto de receber auxílio moradia, mesmo ten- do apartamento próprio em Brasília, o que é uma vergonha. Geraldo Alckmin (PSDB), então, é uma aberração política, quando o assunto é moralidade. Há anos o Ministério Público investiga casos de superfaturamento e pagamento de propina na construção de linhas de metrô em São Paulo. Dinheiro grosso, já que são bilhões de reais envolvidos com comissão de 5% sobre as obras realizadas. Ninguém sabe, aliás, por- que Alckmin quer tanto dinheiro. Álvaro Dias (Podemos) é outro que deveria olhar para o espelho quando fala em imoralidade na es- fera pública. O atual senador, que comandou o Paraná entre 1987 e 1991, teve coragem de entrar com processo contra o governo de seu Estado solicitando aposentadoria retroativa, relativa a mais de 20 anos depois de ter deixado o comando do governo estadual. O povo do Paraná, aliás, não parece dever muito a Álvaro Dias, já que desde 1971 ele pula de um cargo público para outro, sempre com salários abastados. E o que dizer então de Marina Silva, que foi eleita senadora pelo PT do Acre, em 1994, reeleita em 2002, mas não renunciando em 2009, quando deixou o PT para se filiar ao PV. A legislação é bem clara, dando conta de que o político que deixar seu partido deliberadamente, perde seu mandato, salvo em caso de fusão partidária ou janela de transferência, o que não era o caso. Na prática Marina exerceu um mandato de senadora por três anos de forma totalmente irregu- lar. O PT não exigiu o mandato para seu suplente por conveniência, e a Justiça Eleitoral não o fez por covar- dia. Vale lembrar que Marina sempre se posicionou contrária a pesquisas com células-tronco, que podem salvar milhares de vidas, contra projetos que criminalizam a homofobia, além de projetos que visem a redução da maioridade penal. Tudo por conta de dogmatismo religioso, em um país cuja Constituição Federal diz sermos um Estado laico. Michel Temer (PMDB) e Henri- que Meireles, depois de um aumento de R$ 17,00 no salário mínimo dis- pensam comentário. Quanto a Ciro Gomes (PDT), melhor nem falar. Vai que ele me dá um soco na cara. Pelo que se vê, pisar no rabo dos outros é uma maravilha. Problema é encarar o tamanho do próprio rabo. Rafuagem Prefeituras dos municípios balneários de nossa região deveriam promover campanha publicitária, visando o aumento do nível de civilização de determinados grupos que frequentam as praias aqui do Extremo Sul. Carros com som ensurdecedor, lixo nas ruas e áreas de banho, cachorros, levados por seus donos, tomando banho no mar em meio a banhistas, garrafas quebradas nas ruas e avenidas, e gente bêbada dirigindo, são algumas das situações vivenciadas com frequência em Araranguá, Arroio do Silva, Balneário Gaivotae Passo deTorres.Trata-se de uma gama que, por óbvio, não tem a mí- nima ideia do que é o conviver social, e, por conta disto, não deveria viver em sociedade. Mas,porcontadoesforçoquetodosdevemos fazer para oportunizar a civilidade coletiva, campanhas de conscientização seriam bem vindas, ainda que a ação policial enérgica nunca deva ser dispensada. Nome Novo Presidente da Associação dos Delegados da Polícia Civil de Santa Catarina, a Adepol, Ulisses Gabriel, que é natural de Turvo, está sendo cotado para disputar aAssembleia Le- gislativa pelo PSD. O delegado, que atua na Divisão de Investigação Criminal, a DIC, de Criciúma,possuialtograuderelacionamento com a cúpula do PSD Estadual, e vem sendo estimulado a concorrer como deputado esta- dual desde que foi reeleito para o comando da Adepol, ano passado. Com a ida do ex- -deputado estadual Zé Nei Ascari, então no PSD, para o Tribunal de Contas do Estado, o partido acabou ficando com um vazio existencialnoSulcatarinense.Oex-deputado estadual Júlio Garcia seria o sucessor natural de Zé Nei. No entanto, sua aliança com o deputado federal João Rodrigues (PSD), com vistas ao governo, em detrimento dos interesses do governador Raimundo Colom- bo (PSD) e de Gelson Merísio (PSD), estão fazendo com que a base do partido repense este apoio que seria natural a Garcia. Rolando Christian CoelhoRolando Christian Coelho JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 rolando_coelho@hotmail.com (48) 99945.6787 POLÍTICA “O poder público, em sua essência, é bom e humano. O mau não está no poder, mas na ganância das pessoas que se esquecem de seu compromisso com o povo e agem meramente em prol de si mesmas”. Getúlio Vargas (1882/154) Ex-presidente do Brasil
  • 3. 3Saúde Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 N a última quinta- -feira, depois de participar do lan- çamento do Janeiro Branco em Sombrio, o criador da campanha nacional, psicólogo Leonardo Abrahão, deu uma palestra na Câmara de Vere- adores. Chamado a falar, o presidente da Casa, Fabiano Pinho, surpreendeu e comoveu o público ao contar sobre um grave problema de saúde men- tal que enfrentou. Em 2013, quando perdeu o irmão de 23 anos por morte súbita, o vereador viu-se as voltas com um turbilhão de sentimentos e obrigações que o deixaram bastante abalado. Ele conta que tinha falado por telefone com o irmão por volta das 10 horas da noite, e os dois se encontrariam no dia seguin- te.Porém,duranteamadrugada o rapaz passou mal e morreu. Com os pais sem condições A população de Sombrio eaprópriadireçãodoHospital Dom Joaquim (HDJ) Isev de Sombrio,foramsurpreendidos no sábado, com um comu- nicado tornado público pela médica Cyntia Mota Elchan- dy Lima, diretora técnica do HDJ. Na nota, ela anunciava que“caracterizoofechamento do pronto socorro, a partir de hoje, sábado, dia 13 de janeiro”. Em seguida, o ad- ministrador do hospital, Wal- miro Charão Júnior, divulgou uma nota de esclarecimento, negando as denúncias feitas pela diretora técnica e afir- mando que o pronto socorro mantinha-se aberto. Mente Sã Hospital mantém emergência aberta Fabiano fala sobre o período em que teve depressão A médica, entre outras coisas, disse que faltam con- dições de trabalho para os profissionais, materiais e me- dicamentos. Causa estranheza o fato de ela, antes de anunciar o fechamento do pronto so- corro, pedir aos socorristas bombeiros e do Samu, que encaminhem os pacientes a UPA, em Araranguá, ou ao Hospital Regional, este sim completamente fechado há mais de uma semana e sem previsão de abertura. A reportagem do Correio do Sul, na tarde de sábado, entrou em contato com a gerente regional de Saúde Pa- trícia Paladini, que informou ter recebido os dois avisos, o da médica informando o fechamento da emergência, e em seguida o do diretor administrativo, o que a deixou mais tranquila. Na mesma tarde, a reportagem esteve no Dom Joaquim e encontrou a emergência aberta. Duas funcionárias foram vistas e disseram que a situação era tranquila e que tinha médica plantonista. Segundo Waldiro, a dra Cyntia tinha sido demitida um dia antes, na sexta-feira, por estar “norteada por interesses pessoais não atendidos pela administração, em detrimento aos interesses coletivos do corpo clínico e da instituição”. Um novo diretor técnico deve ser anunciado nos pró- ximos dias. Marivânia Farias Sombrio Sombrio Vereador expõe seu drama pessoal emocionais de tomar qualquer decisão, coube a Fabiano enca- minhar todas as medidas para o enterro e atender a burocracia exigida nestas situações. Cum- priu tudo sem descanso até que setediasapósaperdadoirmão, ele passou mal em uma madru- gada. “Achei que eu também ia morrer e que a nossa família ia acabar”, disse. Foi levado ao hospital com a pressão arterial explodindo e pouco depois se recuperou fisicamente, mas a sua mente continuava doen- te. Sem conseguir contornar a tristeza sozinho, Pinho procu- rou ajuda especializada. “Sou a prova viva de que se pode superar esses problemas, com ajuda da família, de amigos e do psiquiatra, eu superei”, atesta. Incentivado pelo Correio do Sul, parceiro da campanha Janeiro Branco, o presidente da Câmara gravou um depoi- mento contundente sobre a sua experiência. O vídeo pode ser assistido no facebook de Pinho e no do Grupo Correio do Sul. “Depois da noite que pas- sei mal, eu não queria mais sair de casa e nem ver ninguém, só a minha família. Fui no psicólogo e ele disse que era síndrome do pânico. Quem me conhecia dizia ‘o Pinho só ri e é muito comédia’, mas eu te- nho meus medos e problemas, como todo mundo. Fiquei oito meses abaixo de medicamento contraadepressãoeasíndrome do pânico. Eu não queria falar com ninguém, só com a famí- lia. Com a graças de Deus e o apoio de familiares e amigos, hoje estou curado. Desejo que estas palavras cheguem a quem precisa, e digo, procure ajuda psiquiatra, ninguém está esca- pe de adoecer. Eu tive amigos que se suicidaram e quero mos- trar que a gente deve buscar ajuda sempre que precisar”. Acompanhe parte do relatodeFabianoPinho G.C.S LTDA - ME Comercial: l48l 3533.0870 comercial@grupocorreiodosul.com.br Diretor Geral diretor@grupocorreiodosul.com.br Redação: Aline Bauer editor@grupocorreiodosul.com.br Publicações legais: tomaz@grupocorreiodosul.com.br Financeiro financeiro@grupocorreiodosul.com.br Radio 93FM radio93fm@grupocorreiodosul.com.br Diagramação/Arte: Erivaldo Ferreira (Aldo) cristian@grupocorreiodosul.com.br Sul Gráfica sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br Circulação/Assinatura l48l 3533.0870 assinaturas@grupocorreiodosul.com.br Scanned by CamScanner
  • 4. 4 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
  • 5. 5Religião Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 Zaida acompanha no Chile a visita do papa Francisco Mulher vai ao Chile ver o papa Francisco “Vou até vocês como peregrino da alegria do Evan- gelho, para compartilhar com todos a paz do Senhor e con- firmá-los numa única espe- rança”, disse o papa Francisco que, nesta segunda-feira, dará início à 22ª Viagem Apostóli- ca Internacional de seu ponti- ficado, visitando inicialmente o Chile e depois o Peru.Asex- ta viagem à América Latina termina no dia 22, quando ele retorna a cidade do Vaticano. “Desejo encontrar-me com vocês, olhá-los nos olhos, ver seus rostos e, em meio a todos, sentir a proximidade de Deus, sua ternura e misericór- dia que nos abraça e consola”, declarou o papa que, em sua U m apaixo- nado pela h i s t ó r i a cristã, por Cristoepor Israel.Assimpodeserdescritoo jovem microempresário Lucas Padilha, de 30 anos, que já este- mensagem de vídeo enviada aos povos dos dois países, falou da fé do amor aos irmãos descartados pela sociedade: “Quero ser partícipe de suas alegrias, tristezas, dificulda- des e esperanças, e dizer-lhes que não estão sós, que o Papa está com vocês, que a Igreja inteira os acolhe e os guarda”. Da Diocese de Criciúma, a leiga Zaida Leffa realizará um sonho, ao participar da visita na cidade de Santia- go, no Chile, onde seu filho mais velho reside há mais de 11 anos. Zaida sonhava, em 2013, participar da Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, mas por conta da hospitalização de seu esposo, acometido, na época, por um AVC, os planos de ver o papa ve cinco vezes no país onde fica parte da chamadaTerra Santa, e aonde volta em janeiro. O Correio do Sul con- versou com Lucas sobre seu interesse e suas impressões do país, que em 2018 vai comple- tar 70 anos de existência, uma jovem democracia encravada no conturbado Oriente Médio. Acompanheaentrevista: de perto foram adiados. “Meu filho sabia dessa frustração que eu tinha de não poder ter visto o santo padre quando veio ao Brasil e, assim que soube que iria para o Chile, providenciou minha viagem e o ingresso para participar da missa.Viajo ansiosa para ver o papa, para pedir uma bênção para a nossa diocese, para a nossa paróquia e para a minha comunidade. O papa representa meu norte, é uma bússola que indica o caminho para onde eu seguir. Eu o sigo muito. Concordo com tudo e tento viver o que ele diz. Ele é um dos maiores líderes dos últimos tempos que conheci dentro de nossa Igreja. Sua linguagem é sim- ples; fala de uma forma que C.S:Comoequandosur- giu teu interesse por Israel? Lucas: Venho de um lar cristão, e Israel sempre me pareceu algo incrível. A bíblia foi escrita em Israel, na Terra Santa,Síria,Egito.Eulia,ouvia falar e achava fascinante, por causa das escrituras, pelos locais onde Jesus passou, então tinha interesse em conhecer Passo de Torres Marivânia Farias Sombrio Boa Viagem UmhomemdefénaTerraSantadesde bem novo. C.S:Depois de cinco via- gens, qual a tua impressão sobre o povo de lá? Lucas: Realmente é um povo incrível, com boa educa- ção e muito inteligente. O país fica no meio do deserto, e usa um sistema de irrigação que faz a agricultura se desenvol- ver. É tudo organizado, e eles sabem viver entre eles, apesar dos problemas. Tem bairro em Jerusalém que é judeu, outro islâmico, e eles convivem. C.S: Em que Israel é mais diferente do Brasil? Lucas: Amaior diferença pra mim é a educação, que aqui não chega nem perto de lá. Desdepequenoselesaprendem duas línguas e os pais investem muito nos filhos.Tudo que eles podem fazer pela formação do filho, eles fazem. Diferente daqui, em que muitos filhos ficam largados. Outra grande diferença é na tecnologia. Lá eles têm os melhores hospitais e outros serviços. Tem ainda a questão do exército, pois meninos e meninas desde cedo amam a pátria. Aqui as pessoas não querem servir o exército, e lá é um orgulho. C.S: Os dois países são semelhantes em algum as- pecto? Lucas: Tem algumas questões da geografia. Vi mui- ta plantação de banana e de morango lá também,e tem o Mar Meditarrâneo; faz calor noverãoenoinverno,comparo Jerusalém com a nossa serra catarinense,parachegarlásobe uma serra e até neva às vezes. C.S: O que mais te sur- preendeu e emocionou nestas visitas? Lucas: Surpreendeu o fato de ser um país que tem fronteiras estreitas e fica no meio do deserto, com muita pedra… e no meio disso se vê bastante vida, plantações. Certa vez passei do Egito pra Israel pelo mesmo deserto e foi surpreendente, pois do lado israelense era tudo verde, e no egípcio só o deserto. E me emocionou ver tudo queestánabíblia.Descobrique qualquer lombinha é chamada demonte,gosteideaprenderna realidade, que não é como eu imaginava. O Mar da Galiléia, por exemplo, é tipo a Lagoa do Sombrio. Um cristão não tem como não se emocionar, saber que Cristo passou por ali. C.S: Em algum momen- to sentisse insegurança ou visse violência devido ao conflito com os palestinos? Lucas:Não,andeiameia- -noite por Jerusalém, onde tem mais atritos, sem problema algum. Eles não mexem com turista, mesmo porque vivem do turismo, a questão é entre eles, judeu não entra em bairro muçulmano e muçulmano não entra em bairro judeu. Tenhomaismedodeandar no Rio de Janeiro e Porto Ale- gre. Lá a gente vê o exército na rua, soldados armados, mas sente segurança e não medo. nos faz entender o que ele quer, os objetivos a que quer chegar, é muito claro, trans- parente. Esse amor que ele tem pelos menos favorecidos, pelas crianças, pelos doentes, especiais que ele encontra no caminho: a gente vê esse ca- rinho e isso atrai todo mundo e nos mostra quem ele é”, enaltece a mulher. Zaida, que já exerceu di- versos serviços e ministérios na Igreja, é natural de Torres e atualmente reside na comu- nidade Rosa do Mar, em Passo de Torres, onde é ministra das Exéquias e da Palavra, além de coordenadora da Pastoral do Dízimo na Paróquia São João Batista, que atende os municípios de Passo de Torres e São João do Sul.
  • 6. 6 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 14 PublicidadeJornal Correio do Sul Sexta-Feira, 25 de Agosto de 2017 Av. Papa João XXIII, 438, Parque das Avenidas, Sombrio - SC
  • 7. Areforma da Escola Municipal Nivaldo Rosa, que iniciou na última semana, estará concluída antes no início do ano letivo da rede municipal de ensino de Maracajá, marcado para 19 de feve- reiro. O prefeito em exercício, Ademir de Oliveira, a diretora de Educação,CristianeSant'Anaeochefedegabinete,LuizMartine- lo,visitaramainstituiçãoescolarnamanhãdequinta-feira,dia11. A obra está sendo executada pela empresa Kamilla Constru- ções, de Criciúma. De acordo comAdemir, a reforma está orçada em R$ 32mil, paga com recursos próprios. Conforme ele, "estão sendo feitos reparos no telhado, pintura das salas, além da troca do reboco de alguns espaços". Segundo a diretora de Educação, a unidade escolar, que até 2016 era denominada Escola Municipal 12 de Maio, atende cerca de 460 alunos. "Queremos entregar a obra no dia 10 do próximo mês, para que os alunos Iniciem o ano letivo em um ambiente mais agradável e possam desfrutar das melhorias feitas pela ad- ministração", frisou. A programação da temporada de verão 2018 de Balneário Arroio do Silva contou com uma atração diferenciada neste fim de semana. No sábado, diversas atividades recreativas e de lazer movimentaram a praça central. Uma parceria entre a administração municipal, Center Sho- pping, Sesc e Senac, oportunizou uma tarde agradável para crianças, jovens e adultos.As tendas foram montadas ao lado da Secretaria de Turismo e muitas opções foram oferecidas. Tevepinturasemrosto,pulacorda,bambolê,jogosdeconcen- tração,brincadeirascombola,espaçoparaleitura,contaçãode histórias,exercíciofísicofuncionalorientadoporprofissionais e música ao vivo. Todas as atividades foram realizadas nas sombras das árvores dapraçaereunirammuitasfamílias.Enquantoacriançadabrin- cava,osadultoscurtiramosomdeAlexSantose,nasequência, de Duo Maré. Os pais e familiares puderam ainda usufruir do espaço da leitura e compartilhar histórias com os pequenos. "Emumambienteagradável,emmeioànaturezaecomabrisa da praia, as famílias tiveram a oportunidade de passar horas agradáveis.Agradecemosasparceriasnarealizaçãodestatarde recreativa", frisou o prefeito Juscelino da Silva Guimarães. Oclimaagradávelenvolvendobrincadeiras,atividadesdiversas e música ao vivo teve início às 15h e seguiu até o final do dia. A tarde recreativa, envolvendo as atividades de lazer e entre- tenimento, será realizada em mais uma edição no próximo dia 27 de janeiro. Atividades de lazer movimentam a praça Escola recebe reforma A Fundação do Meio Ambiente (Fatma) emitiu na sexta-feira,o quinto relatório das condi- ções das praias desta temporada de verão. As coletas foram feitas entre 8 e 12 deste mês e, dos 215 pontos avaliados, 62,8% (135) estão próprios para banho. O relatório completo está no www.fatma. sc.gov.br ou no aplicativo Praias SC, disponível para Android. Apesar do aumento dos pontos próprios para banho em relação à análise da semana anterior, os técnicos alertam que al- gumas coletas foram feitas antes da grande quantidade de chuva que caiu em Santa Catarina nos últimos dias. “Sempre alertamos para que os banhistas evitem o banho de mar, principalmente se for próximo a saídas de rios e galerias pluviais, por um período de até 24 horas após as chuvas, mesmo que no local tenha uma placa afirmando que está próprio para banho”, avisa o técnico de laboratório Marlon Daniel da Silva. Para dizer se um ponto é próprio ou impróprio para banho, JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 FOTO:JAMESTAVARES/ARQUIVOSECOM Crianças plantando mudas é uma aposta dupla no futuro. Crescem elas, crescem as plantas, cresce a esperança. “Muitos deles são indisciplinados, e sabemos da dificuldade que é para o comércio e o centro” Joaber Fermiano , da Igreja Amor e Graça, sobre andarilhos alimentados pela igreja em Sombrio Fatma alerta para banho após chuva a Fatma anali- sa a presença da bactéria Es- cherichia Coli, presente em fe- zes de animais e humanos. São necessárias cin- co coletas con- secutivas para se obter o resultado. “Começamos a colher as amostras para o início da temporada em 6 de novembro. Quando em 80% das análises a quantidade da bactéria é inferior a 800 por 100 mililitros, o ponto é considerado próprio”, Silva.Além da estrutura da fundação, outros dois laboratórios parceiros contribuem para as análises. Todas as praias da região têm pontos analisados, em Ara- ranguá, Arroio do Silva,Gaivota e Passo de Torres.
  • 8. EntretenimentoEntretenimentoNovelas - Horóscopo - Diversão Cruzadinha Novelas I nácio leva Mariana para a casa de Henriqueta, e Tereza estranha que Del- fina não o tenha impedido. Reinaldo vê Eunice saindo do hospital e se preocupa. Bernardo sugere que Pe- pito transfira o negócio das geleias para um galpão, eAl- zira se desespera com o possível afastamento de Balbina. Maria Vitória pede que José Augusto volte para Portugal com ela e Vicente. Carolina fala com Vicente eArtur sobre a vontade de fazer um recital no Grêmio Cultural. Lucerne pensa em como encontrar alguém. Tempo de Amar -18h R odolfo constata que Afonso está vivo.Afon- so sofre ao saber da morte de Crisélia. Augusto avisa a Catarina que eles irão ao funeral de Crisélia. Virgílio alerta Amália sobre Afonso. Rebeca entrega a Afonso uma carta escrita por Crisélia. Rodolfo demonstra interesse por Catarina. Olegário comenta com Lupércio que considera estranha a história contada por Afonso sobre seu sumiço. Rodolfo tenta impressionar Catarina. Diana fica intrigada com o interesse de Virgílio. G ustavo avisa a Sophia que Raquel será a juíza no processo da guarda de Tomaz. Lívia fala sobre seu novo namorado para Sophia, sem mencionar seu nome. Josafá ensina Tomaz a soltar pipa. Lívia se enfurece ao saber que o filho está na casa de Mercedes. A Grande Mãe incentiva Samuel a assumir sua orientação sexual. Estela sugere que Gael ajude Clara a ficar com Tomaz. Duda revela a Adriana a história que Laerte contou antes de morrer. Amaro se preocupa ao saber que a família de Estela.W OOutroLadodoParaíso-21h Deus Salve o Rei -19h Rapidinhas Áries 21/03 a 20/04 21/04 a 20/05 21/05 a 20/06 21/06 a 20/07 21/07 a 20/08 21/08 a 20/09 21/09 a 20/10 21/10 a 20/11 21/11 a 20/12 21/12 a 20/01 21/01 a 20/02 21/02 a 20/03 Leão HoróscopoHoróscopo Sagitário Gêmeos Libra Aquário Touro A amplitude de coisas para se fazer neste dia, irá te ajudar a tomar melhores decisões. Os números que se referem a marte te ajudarão bastante. Usará a sua intuição de forma acertada durante este dia. Sua garganta estará com um pouco de pigarro. Isso pode indicar que sua teimosia está atrapa- lhando. Tudo indica que é a falta de atividade de mercúrio em relação a sua constelação. Deve mudar um pouco sua personalidade. Aduplicidade voltará a incomodá-lo durante o dia. Precisará usar mais sua inteligência para superar. Tente evitar um contato muito próximo com pes- soas de leão. Porém não será um dia tão ruim, pois Marte e Mercúrio trarão alguns benefícios. Neste você tende a diminuir a sensibilidade e problemas fortes de emoção. Marte irá gerar uma grande influência para você se recuperar. Porém ainda haverá algumas indisposições. Deve pas- sar bem, mas seja mais prudente. Cosmicamente fluíra tudo muito bem. Poucas intervenções acontecerão no seu dia. Procure manter essa fluidez exaltando seus pontos fortes e positivos. Sua relação com Áries tende a ser reciprocamente de cordialidades. Irá identificar muito bem determinados padrões nas pessoas. Isso será causado provavelmente pelo que se passa em Urano. Tende a fazer mais uso da sua praticidade elevando um pouco mais a organização do ambiente. Manterá a tranquilidade na maior parte do dia. Alguns acontecimentos podem mexer um pouco com você. Com tudo a paz tende a prevalecer. No que pode ser entendido como uma continuidade das atividades em saturno. Suas colocações serão feitas de forma muito mais profunda. Isso pode te tornar mais chato entre os seus amigos. Porém Urano pode vir lhe ajudar nesta questão despertando o seu espírito trans- formador. Para deve mudar algumas opiniões. Sua propensão para novas ideias será bloqueada. Procure uma filosofia mais amena que de mais sentido aos seus objetivos. O fogo só irá te ajudar no processo de novas ideias. Porém acredite e desista daquilo que você quer. Asua forma simples de viver será motivo de orgu- lho.Algumas pessoas que conhece reconhecerão esta sua qualidade. Dificilmente sofrerá revés hoje. Júpiter te beneficiará neste aspecto tão realista de sua parte. Siga em frente. Para encontrar o equilíbrio emocional, dependerá muito da relação com os signos Gêmeos e Libra do elemento Ar. Por outro lado você mostrará de certa forma muito quieto sem muitas reações. Envolva-se em atividades mais apaixonantes. O seu estado de espírito estará mais elevado neste período. Com as atividades positivas de Netuno em relação ao seu signo tende a ser mais condescendente com os que o rodeiam. Também irá se apresentar mais amável. Virgem Capricórnio Câncer Escorpião Peixes Após passar temporada em Portugal, Gio- vanna Antonelli retornou ao Rio de Janeiro. No próximo mês, a atriz retorna à TV com a próxi- ma novela das 21h, Segundo Sol.Neste fim de semana, Giovanna brindou seus seguidores do Instagram com foto em que aparece relaxando na piscina de um hotel em Rio das Pedras, litoral fluminense. Cauã Reymond aproveitou o último sábado (13) para passear com a filha, Sofia. A menina é fruto do relacionamento do ator com Grazi Massafera.Só de bermuda, o ator caminhou pela areia e não tirou os olhos da herdeira, que estava acompanhada de alguns amiguinhos.Na praia, Cauã ainda se encontrou com um amigo e os dois colocaram o papo em dia. JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
  • 9. 9Segurança Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 Fazendaacionapolíciasaofiscalizarempresa Uma equipe de fiscaliza- ção da Secretaria de Estado Fazenda precisou acionar a Justiça e as Polícias Militar e Civil para conseguir concluir a operação Inari, em Turvo. O empresário envolvido é re- corrente em autuações fiscais por promover o transporte e entrega de arroz sem o acom- panhamento de documentos fiscais. “Fomos até a empresa com a suspeita de que ela continuava operando na co- mercialização sem a devida emissão de notas fiscais ou emitindo os documentos com valores inferiores aos devidos, mas os trabalhos de obtenção de informações fiscais, cópia de documentos e de mídias digitais foi dificultado após a chegada do contador e do ad- Ronda Policial - Na manhã de sexta-feira, por volta das 11h30min, uma guarnição da Polícia Militar de Ara- ranguá foi acionada via Central de Operações da Polícia Militar (Copom- 190), para atender uma ocorrência de atrito verbal (bate boca) no bairroArapongas. No local, os policiais militares se depararam com duas mulheres que após uma discussão, acabaram se atracando. Diantedofato,restoulavradoumtermocircunstanciadoemdesfavordasenvolvidasnobarraco. -Na mesma manhã de sexta, por volta das 6h, uma guarnição da Polícia Militar deAraranguá foi chamada para atender uma ocorrência de violência doméstica no bairro Nova Divinéia. Os policiais se depararam no local com um casal em vias de fato, sendo que ambos apre- sentavam lesões aparentes. Também estavam na casa os filhos do casal, de dois anos e um recém-nascido de 16 dias. O relato do casal foi divergente, e após revista pessoal, os policiais militares localizaram uma porção de 8,6 gramas de maconha no bolso do homem. O Conselho Tutelar foi acionado para verificar a situação das crianças e o casal encaminhado à Central de Polícia. - Na noite de quinta-feira, 11, por volta das 22h, uma guarnição da Polícia Militar de Balneário Arroio do Silva em rondas abordou um veículo em atitude suspeita que transitava pelo centro do município. Durante buscar veicular, os policiais localizaram uma porção de maconha e um envelope de papel seda.Um termo circunstanciado foi lavrado contra o homem. - Passava pouco do meio-dia de sexta-feira, quando uma guarnição da Polícia Militar de Bal- neárioArroio do Silva foi acionada via Central de Operações da Polícia Militar (Copom- 190), para atender uma ocorrência de violência doméstica no bairro JardimAtlântico. Nolocal,avítimarelatouaospoliciaismilitaresqueseucompanheirotemapresentadocompor- tamentoviolentoequehádiasaameaçacomumaespingarda.Diantedainformação,aguarnição fezumabuscanaresidência,eencontrouaarmaemumdoscômodos.Trata-sedeumacarabina de pressão modificada para calibre .22.Também foram localizadas, duas munições calibre .22. O homem recebeu voz de prisão e foi encaminhado à delegacia. - EmAraranguá, uma guarnição da Polícia Militar em rondas pelo residencial Flor do Campo flagrouumhomemcomercializandodrogas.Nomomentodaabordagem,ohomemquevendia drogasaoutrotentoufugir,porémfoiabordadoemseguida.Comeleospoliciaismilitaresloca- lizaram 17 pedras de crack e R$ 43,00 em dinheiro, sendo o homem ainda relatou ter vendido quatro pedras anteriormente. Ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Central de Polícia. A Comissão de Se- gurança Pública, Assuntos Prisio- nais e Direito Criminal da Subseção da OAB de Araran- guá realizou em 2017 uma vistoria no Presídio Regional vogadodocontribuinte”,relata o auditor fiscal Felipe Naderer. Diante do embaraço à ação fiscal, a equipe de fis- calização solicitou auxílio da Polícia Militar e da Polícia Civil de Turvo. Além disso, comunicouofatoàPromotoria Regional da Ordem Tributária do Ministério Público do Es- tado de Santa Catarina, que solicitou ordem judicial para a continuidade do cumprimento da diligência fiscal, pronta- mente deferida pelo Poder Judiciário. Os dados dos com- putadores apreendidos serão copiados com equipamentos que impedem alteração de informações na mídia original para posterior análise dos au- ditores fiscais. O gerente de fiscalização da Fazenda, Rogério Mello, explica que cabe aos auditores de Araranguá (PRA). A ins- peção foi acompanhada pelos advogados Aulus Eduardo Teixeira de Souza; Gabriel De Lucca; Juliano Peres Destro e Marjorie Timboni Alano. O grupo reuniu informações que agora contemplam um amplo relatório. O documento tem fiscais proceder as verificações fiscais independentemente de suspeita de fraudes e confron- tar os fatos geradores realiza- dos pelos contribuintes com os valores que estão sendo declarados e recolhidos de imposto. “Constatadas di- vergências, temos o dever funcional de lançar o tributo sonegado com a multa e juros cabíveis”, afirma Mello. Em 2017 foram realizadas 275 operações fiscais para cobrar os valores de imposto que são devidos à sociedade em forma deeducação,segurança,saúde, infraestrutura, entre outros serviços públicos. Nome da operação: Inari lembra divindade do arroz e do êxito. O nome foi escolhido diante do principal produto comercializado pela empresa envolvida. por objetivo, além de descre- ver e prestar informações aos órgãos do sistema de justiça e à sociedade, externar eventuais descumprimentos normativos previstos no ordenamento jurí- dico e apontar soluções. Para Aulus Eduardo, pre- sidente da Comissão de Se- Turvo Araranguá Vistoria Comissão de Assuntos Prisionais de Araranguá inspeciona presídiogurança Pública, Assuntos PrisionaiseDireitoCriminalda Subseção deAraranguá, diante da situação de crise que afeta o sistema carcerário catarinense, a atuação dos organismos de garantia do estado de direito, especialmente a Ordem dos Advogados do Brasil em Santa Catarina, por suas subseções, é fundamental. “Faz parte do dever institucional a proteção da democracia e da ordem jurídica justa para o alcance da efetiva justiça. Medidas como essainspeçãopermitemacons- tatação da real situação em que vivem aqueles que estão sob a tutela do Estado”, disse Aulus Eduardo.Ainda de acordo com ele,“oconhecimentodasinfor- mações permite a construção e oaperfeiçoamentodaspolíticas públicas voltadas ao sistema prisional e com vistas ao ade- quadoecorretoatendimentoda lei é que se faz necessária essa atuação proativa”. Entre as conclusões do trabalho, estão aspectos como superlotação, saúde precária, direitos humanos e garantias legais violadas na execução penal, rebeliões e fugas de presos, reincidência delituosa decorrente de políticas públi- cas ineficientes e um modelo econômico social excludente. Em Santa Catarina, especial- mente nos municípios que compõem a região do extremo sul e o Presídio Regional de Araranguá, a indicação às uni- dades prisionais, é para que a atuação estatal viabilize meios na resolução dos problemas, atravésdeaçõesquefomentem a aplicação prática de medidas destinadas a promover as ga- rantiasdedignidade,condições de vivência sócio educativa no âmbitodasunidadesprisionais, e na garantia dos direitos fun- damentais.Presídio Regional foi visitado por comissão de Segurança da OAB de Araranguá
  • 10. 10 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
  • 11. Um homem que valoriza as pequenas coisas E le não tem um parafuso a menos, tem é vários a mais, todos muito bem aperta- dos e formando uma mente empresarial, corajosa e confiante. Seu Hilário, que com a família toca a Casa do Parafuso em Araranguá, conta com bom-humor uma história que nada mais é que uma lição. Sempre acompanhado de um brilho nos olhos carregados de orgulho, ele não esconde detalhes que fizeram toda a diferença na história de sucesso. Para seu Hilário, o mais importante da vida são os parafusos, pequenos, mas que mantém toda a estrutura de pé. JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 ALISSANDRA PAGANINI ali@grupocorreiodosul.com.br facebook.com/alissandrapaganini EmpresarialEmpresarial De Luiz Alves Eu sou de Luiz Alves, ao lado de Blumenau. Era praticamente uma aldeia, não tinha nada. Tive que ficar na roça até os 18 anos, e contra a vontade dos pais eu fui à cidade procurar emprego. Quero ser chefe Eu não sabia escrever. Eu estudei 13 anos direto para aprender a ler e escrever. Só desenhava o nome. Quando cheguei à empresa que fabricava parafuso, e como metido que sou, perguntei para um senhor de lá o que eu precisava para ser chefe. Ele me disse: Estudar. Fui estudar, fiquei 15 anos nessa empresa e gerenciei. De mudança Depois que me aposentei, eu pretendia ficar um tempo pa- rado. Trabalhava em Indaial. Mas eu tinha um compromisso comigo, que depois que eu me aposentasse faria algo para mim, não bateria mais cartão. Um colega meu queria abrir uma empresa no sul do estado, e me convidou para isso. Um tempodepois,chegueiemcasaedisseparaminhaesposae disse: Olha, não dá. Vamos para o sul morar lá. Vivíamos em Blumenau. Sem nem saber que existia mar aqui, vim morar nosul.Nodiaseguinteviemosprocurarumacasaparamorar. Aventura Naquelesábadoviemosparacá,ealugamosumacasa.Sem nem terminar as aulas das crianças, nos aventuramos e nos mudamos para o sul. Vim representando a empresa para no máximo 3 anos. Falei para o meu patrão: Vou abrir a região para ti, mas depois vou abrir algo para mim, uma loja de parafuso, que foi o que eu fiz a vida toda. Nos aguentamos 10 anos. Em 1997 nos mudamos, no ano seguinte abrimos um atacado, ficamos seis anos de aluguel. Eu tinha 30 mil quilos de estoque em casa. Aí, alugamos uma lojinha ao lado da casa para vender. Os filhos adolescentes e a esposa tocaram a loja. Vinte Anos Compramos logo após um imóvel e nos mudamos. Como é umserviçocorreto,semprecomaajudadeDeus,hojetemos a família toda, até nora, filhos, netos começando… Todos aqui dentro. São 20 anos de empreendedorismo nesse mês. O amor, Salvi ASalvi era de LuizAlves também, e eu a conheci nas Bodas de Prata dos meus pais. Foram convidadas ela e a mãe dela para a festa. Ela tinha 14 anos. Casamos 3 anos depois e fez 37 anos dia 7 de julho que somos casados. Formamos os três filhos, e ela foi estudar depois de casada. Ela me ensinou a ser gente, a respeitar as pessoas. É uma bênção. O amor não é mais o mesmo, é maior. Só cresce. Sem Hora Do dia em que me aposentei, decidi que não ia mais usar relógio. Não vou parar nunca mais, vou trabalhar sempre. Eu não me vejo sentado sem fazer nada, em um dia útil que os outros trabalham. Colecionador de Parafusos Hoje nós temos 99% dos parafusos que existem no mercado nacional, independente de qualquer coisa. Somos colecio- nadores de parafuso, porca e roela. É uma fixação. O que eu fiz a vida inteira. O clã Aminha família é um exemplo. Sou eu, Salvelina, os 3 filhos, 4 netos, sempre tementes a Deus, e nos apoiando em tudo. Estamos sempre juntos, e um não faz uma peixada sem chamar os outros. Lição Nós temos, na vida, a obrigação de respeitar as pessoas, indiferente de qualquer coisa. Você tem um compromisso com a vida, de ser dar bem. Por que assim você pode dar às pessoas algo interessante, como uma palavra de conforto, ou uma ideia.Assim você sempre terá pessoas ao seu lado.
  • 12. 12 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 *PARCELAS À PARTIR DE R$458,89 CONSÓRCIOS PARA IMÓVEIS INVISTA NOS SEUS PROJETOS DE FORMA ECONÔMICAE SEGURA www.consorciomenegalli.com.br
  • 13. 13Segurança Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 PM registra queda de roubos e furtos Planoprevêreduçãodemortesnotrânsito Em2017,aPolíciaMilitar realizou um amplo trabalho com ações preventivas e fis- calizatórias no município de Araranguá. Para o comando da corporação, o resultado apre- sentado ao final do ano mostra o sucesso desse trabalho. Analisando os números de 2017, constata-se a con- siderável redução de 19,8% de ocorrências de furto em relação ao ano anterior. Em 2016 ocorreram 685 furtos, e em2017essenúmerodiminuiu para 549, ou seja, 136 furtos deixaram de acontecer. Em relação aos roubos, também houve redução de 5%, caindo de 140 para 134. Sobre a redução dos cri- mes contra o patrimônio, o comandante do 19º Batalhão de Polícia Militar, tenente- -coronel Maike Adriano Val- gas, declarou: “Há tempos a O índice de mortes no trânsito deve ser reduzido pela metade num prazo de dez anos. Esse é o objetivo do Plano Na- cional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans), criado pela Lei 13.614/2018, quefoipublicadanasexta-feira no Diário Oficial da União. A proposta, de autoria do ex-deputado federal Beto Albuquerque (PSB-RS) e co- autoria do deputado Paulo Foletto (PSB-ES), inclui no Código Brasileiro de Trânsito um regime de metas anuais para a redução do número de vítimas no trânsito. De acordo com o projeto, as metas devem ser fixadas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para cada um dos Estados da Federação. No caso do Distrito Fe- deral, as metas serão definidas mediante propostas fundamen- tadas dos Conselho Estadual de Trânsito (Cetran) e do Con- selho de Trânsito do Distrito Federal (Contrandife). O texto prevê que os ór- gãos deverão realizar consultas e audiências públicas para ouvir as manifestações da so- ciedade sobre as metas, além de campanhas públicas perma- nentes, promover a divulgação de balanços e a fiscalização de açõesecumprimentodemetas. Segundo Albuquerque, o objetivo é diminuir, pela metade, o índice nacional de mortos em acidentes de trân- sito no país, no prazo de dez anos, mesma meta do Plano Global para a Década deAções 2011-2020 da Organização das Nações Unidas (ONU). “Finalmente o Brasil terá uma lei com metas que cumpre a orientação da ONU sobre a década de Redução de Mortes P o r v o l t a d a s 8h30min deste do- mingo, populares encontraram o corpo de um jovem, vestindo bermuda azul, sem camisa, usando uma corrente e uma pulseira, boiando no RioAraranguá, na estrada geral que dá acesso a localidade de Ilhas. A Polícia Polícia Militar desenvolve um profundo trabalho de preven- ção e fiscalização na cidade. Na esfera da prevenção, efe- tuamos rondas nas escolas, comércios, patrulhamento diário no centro e bairros da cidade, bem como, realizamos o programa Rede de Vizinhos. Já no âmbito da fiscaliza- ção, realizamos operações policiaismilitaresdiariamente, que resultaram na apreensão no Trânsito. Cada ente federa- do terá que ter metas a serem alcançadas. Somos o país mais violento do mundo no trânsi- to”, afirma. O socialista explica que o texto foi inspirado em experi- ências de países como França e Espanha, que reduziram em mais de 60% as mortes em ruas, avenidas e rodovias, com políticas de combate à violên- cia no trânsito. No país, ocorrem por ano 40 mil mortes, que geram um impacto de aproximadamente R$25bilhõesemdespesascom hospitais e benefícios como auxílio-doençaeaposentadoria por invalidez. De acordo com o projeto, a cada ano os conselhos de trânsito e a Polícia Rodoviária Federal enviarão ao Contran um relatório analítico sobre o cumprimentodasmetasfixadas para o ano anterior, expondo as ações e os projetos ou pro- gramas, com os respectivos orçamentos,pormeiodosquais se pretende cumprir as metas propostas para o ano seguinte. Em setembro de cada ano, as metas fixadas serão divulga- dasduranteaSemanaNacional de Trânsito, assim como o de- sempenho (absoluto e relativo) Militar foi acionada e, em se- guida, o Corpo de Bombeiros de Araranguá, que retirou o cadáver da água, pois este estava preso em galhos. O Instituto Médico Legal (IML) também foi acionado. Chegando ao local, os bombeiros verificaram que o corpo estava à cerca de 5 metros da margem do rio, apresentando sinais de putre- fação.Ainda ontem de manhã, de drogas, armas, prisões de criminosos procurados pela justiça e remoções de veículos irregulares, muitos desses que poderiam ser utilizados para o cometimento de crimes. Pode- -se destacar, ainda, a participa- ção da comunidade através do Fórum de Segurança Pública e o apoio dos poderes Judiciário, Legislativo e Executivo que colaboraram com a doação de novas viaturas em 2017.” de cada estado e do Distrito Federal no cumprimento das metas anteriores. Essas informações, assim como os detalhes dos dados levantados e das ações reali- zadas por tipo de via (federais, estaduaisemunicipais),ficarão à disposição do público na internet. Até o dia 31 de março de cada ano serão divulgados os índices de mortes no trânsito relativos a cada estado por grupos de habitantes e veículos no ano anterior. Entretanto, com base em índices parciais, apurados no decorrer do ano, os conselhos detrânsitopoderãorecomendar aos integrantes do Sistema NacionaldeTrânsitoalterações nasações,projetoseprogramas emdesenvolvimentoouprevis- tos com o objetivo de atingir as metas fixadas. A partir da análise de de- sempenho dos estados, o Con- tran deverá elaborar e divulgar, também durante a Semana Nacional de Trânsito, duas classificações ordenadas dos estados e do Distrito Federal: uma referente ao ano analisado e outra que considere a evolu- ção do desempenho desde o início das análises. Será divulgado ainda rela- tório a respeito do cumprimen- to do objetivo geral de metas. o rapaz foi identificado pela família como sendo Dionata Viana Rodrigues, mais conhe- cido como Diony, de 24 anos, morador da Lagoa dos Este- ves, no Balneário Rincão, que estava desaparecido desde a madrugada de sexta-feira, 12. O jovem foi visto pela última vez por volta das 3 horas da madrugada, no bairro Quarta Linha, em Criciúma, quando se despediu de amigos para Araranguá País Gislaine Fontoura Araranguá Fiscalização Mistério CorpoéencontradonorioAraranguáir embora, porém não apare- ceu em casa. No sábado seu veículo havia sido localizado próximo ao bairro Laranjinha e a carteira de motorista no bairro São Domingos, ambos em Criciúma. De acordo com informações extra-oficiais, Diony foi vítima de assalto. Bombeiros retiraram corpo do rio e família reconheceu como sendo Dionata (detalhe) Policiais militares estão a frente de ações de prevenção
  • 14. 14 Publicações LegaisJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 EDITAL DE INTIMAÇÃO ARLINDO EDÍLIO DA ROSA, Titular do TABELIONATO DE NOTAS E PROTESTOS DE TÍTULOS desta Comarca de Sombrio, situado na Av. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48) 3533-0318 - CEP 88960-000, atendimento das 08:00h - 12:00h e 14:00h - 18:00h, faz saber na forma da Lei aos que o presente EDITAL virem, que se encontram nesse tabelionato para serem protestados, decorrido o prazo legal de 03 (três) dias úteis, por não terem sido encontrados nos endereços fornecidos, ou por se recusarem a tomar conhecimento, os títulos cujos responsáveis estão abaixo discriminados. Ficam esclarecidos, também, de que nesse mesmo prazo poderão apresentar resposta escrita, que não impedirá a lavratura do protesto. PROT. .................................................APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ Prot: 165037; Devedor(es): BENTA MARTINS CARDOSO - 579.844.099-00, End: Tv. João Manoel Scheffer, 260, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: AYMORE CREDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO; Sac: AYMORE CREDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO; Tit: 00057572880 ; Apr: PORTAL DE DOCUMENTOS S/A; VEN: 07/10/2017; Esp: Cédula de Crédito Bancária por Indicação; Val: R$ 1.742,33 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 58,08.Apontamento R$ 17,00 - Selo R$ 1,90 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 34,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 58,08. Prot: 165030; Devedor(es): BRUNA DOS SANTOS BARRIM DE SOUZA - 101.046.449-31, End: Rua Telegrafista Adolfo Coelho, 742, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: JEFFERSON JOAQUIM MATIAS EIRELI - ME; Sac: JEFFERSON JOAQUIM MATIAS EIRELI - ME; Tit: 3355A ; Apr: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL; VEN: 26/12/2017; Esp: Duplicata Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 293,37 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 58,08. Apontamento R$ 17,00 - Selo R$ 1,90 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 34,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 58,08. Prot: 165066; Devedor(es): EDSON DE QUADROS VARGAS - ME - 08.413.466/0001-20, End: Av.Quintino Manoel Domingos, 799, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: FAZENDA NACIONAL - DIV ATIVA-SIMPLES NACIONAL; Sac: FAZENDA NACIONAL - DIV ATIVA-SIMPLES NACIONAL; Tit: 91414009160 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 14.379,36 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 58,08. Apontamento R$ 17,00 - Selo R$ 1,90 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 34,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 58,08. Certifico, para os devidos fins, que o presente edital foi afixado no mural da serventia em: 15/01/2018. Sombrio - SC, 15/01/2018 ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE SOMBRIO EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº. 002/2018 PROCESSO SELETIVO - EDITAL 001/2016 (SAÚDE) Pelo presente Edital, O PREFEITO MUNICIPAL DE SOMBRIO - SC, em exercício, Senhora. Gislane Dias da Cunha, vem a público convocar o candidato aprovado no Processo Seletivo – 001/2016, (SAUDE), abaixo relacionado, sendo que o referido candidato deverá apresentar-se no prazo de 10 (dez) dias, no Departamento de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Sombrio, munidos dos documentos exigidos pelo Edital de Processo Seletivo Edital nº. 001/2016, (Saúde), para contratação imediata: DISCIPLINA: 15 - FISIOTERAPEUTA Nome do Candidato Classificação Schayane Homem Borba 3º Município de Sombrio- SC 12 de janeiro de 2018. Gislane Dias da Cunha Prefeito Municipal e.e ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE MELEIRO AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N.º 003/2018 A PREFEITURA MUNICIPAL DE MELEIRO torna público para conhecimento dos interessados que no dia 01/02/2018 às 09:00 horas estará realizando a reunião de recebimento das propostas do PREGÃO PRESENCIAL N.º 003/2018, objetivando a AQUISIÇÃO DE UM TRATOR AGRÍCOLA NOVO, OBJETIVANDO O CUMPRIMENTO DO CONTRATO DE REPASSE OGU 844397/2017, FIRMADO ENTRE O MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO E O MUNICIPIO DE MELEIRO, CONFORME ESPECIFICAÇÕES NO TERMO DE REFERENCIA DO ANEXO I DESTE EDITAL. A integra do Edital e maiores informações poderá ser obtido na Prefeitura Municipal de Meleiro, sito a Rua Sete de Setembro, nº 371, Centro – Meleiro/SC, no horário das 07:00 as 13:00 horas, de Segunda a Sexta-Feira ou pelo fone 048-3537-8400.Aretirada do Edital poderá ser feita no endereço acima citado ou através da disponibilização no site do município HYPERLINK “http://www.meleiro. sc.gov.br”www.meleiro.sc.gov.br. Meleiro/SC, 12 de janeiro de 2018. ROGILDO BORDIGNON Prefeito Municipal em Exercício EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DA APV ASSOCIAÇÃO DE PROPRIETÁRIOS DE VEÍCULOS AUTOMOTORES DO SUL Pelo presente Edital, nos termos de seu Estatuto Social (artigo 14) a APV – Associação de Proprietários de Veículos Automotores do Sul, pessoa jurídica de direito privado, criada sob a forma de associação, inscrita no CNPJ sob nº 22.728.584/0001-59, com sede a Avenida Presidente João Goulart, nº 35, bairro Cidade Alta, Município de Araranguá, através de seu Presidente, nos termos do artigo 16 do Estatuto Social da APV, CONVOCA todos os seus associados a comparecerem à Assembleia Geral Ordinária que se realizará no dia 25 de janeiro de 2018, às 15h:00min (quinze horas), em primeira convocação, e às 15h:30min em segunda e última convocação, com qualquer número de associados, no salão principal do Praiano Centro de Eventos, localizado na Rodovia ARA227, nº 1575, Bairro Lagoa da Serra, emAraranguá - SC, CEP: 88900-000, para deliberarem sobre a seguinte Ordem do Dia: • Lançamento da Promoção 2018 • Alterações do Estatuto • Prestação de Contas • Assuntos diversos Araranguá(SC), 15 de janeiro de 2018. Marcos Patricio - Presidente
  • 15. 15Segurança Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 Dilmar foi levado a delegacia depois de dar trabalho a PM, fugindo pela praia Homem detido estava também com dinheiro suspeito Barreirapegahomemcommandadodeprisão Depois de correria PM recupera veículo MoradoresseunemparaRededeVizinhos Um homem com man- dado de prisão foi preso em uma blitz de trânsito. O fato aconteceu na sexta-feira, por volta das 2h20 da madrugada, em uma barreira montada pela Polícia Militar no posto da Operação Veraneio de Passo de Torres. A guarnição policial mi- litar abordou uma Honda Biz de placa IXH5981,de Torres, conduzida por um homem que carregava um caroneiro. Quando consultado o nome dos dois, foi verificado que o caroneiro da moto, Vladi- milso Lopes Ferreira, estava com mandado de prisão ativo no Rio Grande do Sul, e ime- diatamente recebeu voz de prisão. Os policiais também revistaram os dois abordados, sendo que Vladimilso tinha no bolso a quantia de R$ Uma ação policial cha- mou a atenção de quem estava pelas ruas, por volta das 11 horas deste domingo, nos mu- nicípios de Balneário Gaivota e Sombrio. Tratava-se de um motorista que furou a barreira policial da praia, empreenden- do fuga e sendo capturado no Centro de Sombrio. Segundo o capitão Luiz Paulo Fernandes, o veículo usado pelo fugitivo tinha re- gistro de roubo. As viaturas da região fo- ram acionadas pelos policiais quetrabalhavamnabarreirada Gaivota, e que comunicaram que um Honda Fit estava em fuga em direção a Sombrio pela rodovia José Tiscoki. Uma viatura fez o acom- panhamentodocarroquefugia em alta velocidade e após o condutor cometer diversas Na noite da quarta-feira passada, moradores da rua Antônio Severino de Souza, reuniram-se na sede do 19º Batalhão da Polícia Militar, em Araranguá, para formar uma Rede de Vizinhos. Tam- bém estiveram presentes o as- pirante-a-oficialFilipeTharles Bilhalva, o 3º sargento Márcio Davi Gerlach e a soldado Car- la de Luca Linhares. O projeto firmado entre a comunidade e o 19º BPM, comandado pelo tenente- -coronel Maike Adriano Val- gas, constitui-se em pequenos núcleos de moradores de determinado bairro ou mais N a última quinta- -feira,por volta das 23horas, a Polícia Militar de Balneário Gaivota realizou um longo acompanhamento de um veí- culo suspeito que fugia pelas ruas da praia, chamando a atenção da população. Segundo a PM, estava sendo feita ronda pelo Centro da cidade, próximo a Quarta Avenida, quando os policiais avistaram a motocicleta Ya- mahaYBR150 Factor com a placa QIU 5339, saindo da faixa de areia para seguir pela avenida Beira Mar. 1.944,55. Ele não soube ex- plicar a origem do dinheiro, que acabou apreendido. Segundo a PM, Vladi- milso é conhecido no meio policial por ter registros por tráfico de drogas, e como es- infrações de trânsito, como ultrapassagens proibidas e excesso de velocidade, os mi- litares de Sombrio consegui- ram fazê-lo parar em frente ao Posto Ipiranga, na rua Caetano Lumertz. O homem foi identificado como João Gabriel da Silva Fisch, e segundo os policiais ele relatou que fugiu porque não possui carteira de habili- tação. Para surpresa da PM, ao especificamente determinada rua, que se reúnem com o propósito de conscientizar os demais moradores a participa- rem ativamente da segurança de todos. O projeto tem o objetivo O condutor ao ver a via- tura, fez o retorno e começou a fugir em alta velocidade, se- guindo pela areia.Aguarnição chegou a dar ordem de parada ao motociclista, que não a acatou. A PM então iniciou o acompanhamento da moto, que atravessou um monte de areia em uma antiga saída da orla para a Quinta Avenida. Para conseguir continuar a perseguição, a guarnição teve que descer um barranco de areia com a viatura. Os policiais, com apoio das viaturas da Operação Ve- raneio, seguiram até a Rua L, onde o rapaz foi abordado.Ali, no cruzamento com a Rua 14, tava com mandado de prisão em aberto, foi encaminhado para a delegacia de Passo de Torres, onde não foi recebi- do, sendo então conduzido pela PM para o presídio de Araranguá, onde foi recebido. consultaraplacadoautomóvel no sistema foi constatado que estava tudo legal, sendo a pla- ca IQE-9012 de Santa Cruz do Sul/RS, mas ao verificar o nú- mero do chassi foi constatado que o Honda Fit tinha placas IQJ2904 de Sapucaia do Sul/ RS, com registrado de roubo. João Gabrielfoi condu- zido a delegacia da Polícia CivildeSombrioeteveocarro apreendido. de inibir a ocorrência de atos ilícitos na localidade e tam- bémdeconscientizarechamar a população para mais próxi- mo da Polícia Militar e dos demais órgãos de segurança pública. o homem já estava tentando esconder a moto na entrada de uma residência, que segundo ele disse depois, seria da sua namorada. Ao ser alcançado, o ho- mem foi identificado como Dilmar Baltazar da Silva, e no bolso de sua roupa estava um pote contendo 18 pedras de crack, que totalizava 3.2 gramas. A droga encontrava- -se embalada em um plástico preto, pronta para o comércio. Segundo os policiais, Dil- mar revelou que cada pedra valia em torno de R$10,00.As pedraseamotoforamaprendi- das e o homem conduzido para delegacia da Polícia Civil. Passo de Torres Gaivota/Sombrio Araranguá Balneário Gaivota Dois Coelhos PMperseguemotoeencontracrack
  • 16. 16 PublicidadeJORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 ESTOQUE DE MAIOR SEMINOVOS DO LITORAL NORTE Aproveite 995,00 R$ ENTRADA + 48X TANQUE CHEIO PELÍCULA+ + VerãoCOMPLETO A promoção VERÃO COMPLETO é válida somente para a versão Lifan X60 Talent 2017/2018, com a condição de parcelamento com entrada de R$ 35.990,00 e saldo em 48 parcelas de R$ 995,00. Incluso também na promoção VERÃO COMPLETO o abastecimento completo do tanque de combustível e a colocação de película no veiculo adquirido. Promoção válida até 31/01/2018 ou enquanto durar o estoque. Imagens meramente ilustrativas. Para outras condições de pagamento ou demais versões da Lifan X60 consulte nosso setor de vendas através do telefone 51 3626.2222. IMAGENSMERAMENTEILUSTRATIVAS
  • 17. 17Publicidade Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018
  • 18. Gaivota Beach Bike reúne fãs de ciclismo Balneário Gaivota Arroio do Silva 04-11-18-19-20-25 03-04-24-29-37-39 CONCURSO 1.743 DUPLA SENA 13/01 18-36-43-54-65 CONCURSO 4.5180 QUINA 13/01 01-05-14-23-35-45 CONCURSO 2.004 MEGA SENA 13/01 JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 Bons jogos foram reali- zados em mais uma rodada do praiano do Sobre as Ondas, no centro do BalneárioArroio do Silva.Natardedoúltimosába- do 13, quatro partidas foram disputadaspelacategorialivre. Na primeira, o Maracajá/ Espigão Grande bateu o Jean Calçados/Avenida pelo placar de 1 x 0. Com essa vitória o time vencedor se classificou em primeiro lugar, já o Jean Calçados está esperando o re- sultado do jogo entre Sponjas e Bom Jesus, que se enfrentam no próximo sábado, e a equipe torce pela vitória do Bom Je- sus para passar de fase. No segundo jogo da tarde oVimoendo/Frigorífico Dval- le/Cia das Ferragens ganhou de 4 x 2 do Timbé do Sul. A equipe do Vimoendo chega a três vitórias em 3 jogos, com 100% de aproveitamento e se classificou em primeiro lugar do grupo, já o Timbé do Sul também se classificou, em segundo lugar. Por fim, teve a partida que marcou 8 gols, em que Ma- racajá/Centro e Forquilhinha empataram em 4 x 4. Com esse resultado o Maracajá está eliminado e o Forquilhinha se classificou em segundo lugar do grupo C. P ara quem ama ou está conhecendo o ciclismo, a distância e o horário da pedalada não são problemas, ainda mais quan- do se trata de estar ao lado de mais 100 ciclistas. Por este motivo, pode-se dizer que o 3º Gaivota Beach Bike foi um sucesso em Balneário Gaivota. O evento que é uma parceria da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte do município com a Mattric Sports aconteceu na manhã deste domingo, com muito sol e otimismo por parte dos mais de 100 participantes que percorreram grandes extensões do balneário, pas- sando pela área central, beira mar, percorrendo também o interior, como as localidades de Palmeira, Figueirinha, Rio Novo eAnita Garibald e retornando a beira mar pela parte sul. Vitor Tuor, representan- te da Mattric Sports agrade- ceu a todos que participaram de mais uma edição."A cada ano o Gaivota Beach Bike vem ganhando mais força e melhorias para os atletas, esperamos que no próxi- mo, além de um número Rodada decisiva no praiano do Sobre as Ondas ainda maior de participan- tes, possamos trazer mais novidades" comentou ao lembrar que o Kit do Atleta incluiu além da camiseta do evento uma foto do ciclista no trajeto. Guilherme Scherer, pre- sidente do Conselho Muni- cipal de Turismo (Comtur), esteve representando a Se- cretaria de Turismo, Cultura e Esportes, e deu boas vindas aos inscritos. "São pessoas que amam andar de bike, o agradecimento é por estarem aqui em nosso município participando das atividades do Viva Verão 2018". O 3º Gaivota Beach Bike contou com 3 percursos, divididos entre as catego- rias Iniciante (6km), Sport (27km) e a Pró (52km). Fechando a rodada, o Ronald Teixeira Imóveis sur- preendeu e ganhou de 5 x 2 do Verdinho, que é o atual campeão, e com essa derrota o Verdinho acabou eliminado já na primeira fase e o Ronald se garantiu na primeira fase de classificação. Veteranos Já no domingo 14, dois jogos pela categoria vetera- nos. No primeiro, Bio Fitness Academia e SNW FC/JVJ Empreendimentos, empata- ram em 1 x 1, os dois times estrearam e já somaram os seus primeiros pontos na tabela de classificação. Em seguida jogo entre atual cam- peão e atual vice campeão, revanche do ano passado, e o time da Família goleou de 5 x 1 a Polissport/AM Formaturas. Próxima rodada No próximo final de se- manaaconteceaúltimarodada da primeira fase de classifica- ção da categoria livre e tam- bém a penúltima da categoria veteranos. No sábado 20, so- mente uma partida para encer- raracategorialivreetrêsjogos dos veteranos. As15h15min jogam Família x Bio Fitness pela categoria veteranos. Em seguida, às 16h30min na livre tem Sponjas Beer/Plantar x Bom Jesus. Depois jogam pelos ve- teranos Amigos x Amigos do Chico e fechando a rodada se enfrentam SNW FC/JVJ Em- preendimentos x Polissport/ AM Formaturas.
  • 19. 19Geral Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2018 [PeloEstado] - A Ocesc é uma das mais importantes enti- dades do segmento no Brasil. Qual o diferencial? Luiz Vicente Suzin - A Ocesc completou 46 anos de história em 2017. A fundação foi em 28 de agosto de 1971 e, ao longo desse período, tornou-se uma das mais atuantes entidades do setor, coordenando ações que são referência em todo o país, em grande parte por con- ta do próprio caráter da nossa gente, empenhada, dedicada, participativa. Nesse ritmo, o Serviço Nacional de Aprendi- zagem do Cooperativismo em Santa Catarina (Sescoop-SC), parte do Sistema Ocesc, com- pletou 18 anos e promoveu intensa qualificação profis- sional, envolvendo dirigentes, conselheiros, colaboradores e cooperados, além de seminá- rios para assessores jurídicos, assessores de comunicação, se- cretárias e gestores. [PE] - A tendência é de cres- cimento? Suzin - Sim. O cooperativis- mo catarinense tem crescido acima da média, especialmen- te com relação ao aumento das operações e à expansão do número de associados. Cresceu 15% em 2016. Na verdade, as cooperativas ig- noraram a recessão de 2015 e 2016 e continuaram cres- cendo, com foco no mercado e aperfeiçoamento constante da gestão. As 265 cooperati- vas catarinenses reúnem mais de 2 milhões de associados, mantêm 58 mil empregos di- PeloEstado Retrospectiva 2017 - Perspectivas 2018 O presidente da Organização das Cooperativas (Ocesc), Luiz Vicente Suzin, concedeu essa entrevista exclusiva à reportagem da Coluna Pelo Estado para fazer um balanço do setor em 2017 e projetar o comportamento para 2018. Ele se declara otimista e destaca que o cooperativismo catarinense, referência no país, cresce acima da média, resultado do perfil do cooperado, do trabalhador do estado. “As cooperativas ignoraram a recessão de 2015 e 2016 e continuaram crescendo, com foco no mercado e aperfeiçoamento constante da gestão”, explica. Suzin ainda falou sobre o empenho para aumentar cada vez mais a participação das mulheres e das jovens lideranças no sistema. Da mesma forma, a Ocesc trabalha firmemente o tema da Intercooperação, trabalho integrado entre cooperativas para melhorar a qualidade dos serviços prestados aos cooperados e à sociedade. retos e faturam mais de R$ 31,5 bilhões por ano. Passa- mos ao largo da crise. [PE] - As expectativas são boas para 2018? Suzin - Estamos otimistas. No plano interno, teremos uma boa safra e não deve faltar matéria-prima para a agroindústria. Não haverá aquela escassez acentuada de milho no mercado interno como ocorreu em 2016, por exemplo. Os preços dos grãos devem reagir e o ano será bom para os produtores rurais e, por extensão, para toda a economia brasileira. No pla- no externo, acreditamos na ampliação das exportações do agronegócio brasileiro. [PE] - O fato de ser ano de elei- ções gerais pode atrapalhar? Suzin - Ao contrário. Será uma oportunidade para se discutir o atual estágio da agricultura e do agronegócio brasileiro. E ressaltar as prio- ridades para o setor, de modo que façam parte do programa de governo dos candidatos. Com certeza a agricultura es- tará na pauta da campanha eleitoral porque a sociedade brasileira reconhece, hoje, a importância do setor primá- rio como a locomotiva da eco- nomia nacional, especialmen- te nesses tempos de crise. [PE] - Como foi 2017 para as cooperativas de crédito, em forte expansão? Suzin - Também tivemos boas notícias neste segmento. As cooperativas de crédito foram autorizadas, por lei aprovada no ano passado, a administra- rem recursos dos municípios. Essa reivindicação vinha sen- do defendida pela Ocesc, pela Organização das Cooperati- vas Brasileiras (OCB) e pela Frente Parlamentar do Coo- perativismo (Frencoop) junto ao Banco Central. O Projeto de Lei Complementar (PLP) 100/2011, que permite que as cooperativas de crédito possam captar depósitos de prefeituras e de outros entes públicos municipais, foi apro- vado no plenário da Câmara dos Deputados e do Senado. O ramo de crédito, em Santa Catarina, apresenta o maior número de associados e a se- gunda posição em movimen- to econômico no contexto do cooperativismo do estado. As 62 cooperativas de crédito re- únem 1,3 milhão de coopera- dos, mantêm 7.356 emprega- dos e movimentaram R$ 5,2 bilhões em 2016. Essa inova- ção facilitará a vida das ad- ministrações dos municípios brasileiros que não contam com bancos oficiais. As coo- perativas de crédito, como as de todos os ramos, cumprem um relevante papel social. Estão presentes em todas as cidades, prestando serviços aos correntistas, às empre- sas e, agora, ao Poder Públi- co municipal. Com certeza, milhares de brasileiros serão beneficiados. [PE] - A cada ano as mulheres ganham mais espaço no setor produtivo. Não é diferente no cooperativismo. Qual o papel da Ocesc nesse processo? Suzin - Atualmente, entre os 2,1 milhões de associados à Ocesc, cerca de 800 mil são mulheres. Elas participam de assembleias, comitês, grupos de estudos, cursos e vêm ga- nhando espaço também nos quadros diretivos. Exercem papel fundamental na evolu- ção do cooperativismo e por isso nós as incentivamos. En- tre as iniciativas que estimu- lam a participação feminina no segmento está o Encon- tro de Mulheres, promovido anualmente pelo Sescoop-SC. Em 2017, o evento reuniu cerca de 900 mulheres, entre lideranças, cooperadas, espo- sas de cooperados e colabora- doras de cooperativas, além de autoridades políticas e do cooperativismo. [PE] - Também há uma aten- ção especial para os jovens. Suzin - Trabalhamos para es- timular as jovens lideranças cooperativistas. O Programa JovemCoop, também do Ses- coop-SC), formou 151 jovens e seis coordenadores de seis cooperativas em 2017. Parti- ciparam turmas da Auriver- de, Cooper A1, Cooperitaipu, Sicoob, Creditapiranga e Co- opervil/Sicoob Videira. Os jovens passaram por sensibi- lização e nove módulos, que abordaram temas como edu- cação cooperativista, prota- gonismo, relacionamento fa- miliar e interpessoal, gestão rural e organização do qua- dro social. Cada cooperativa também constituiu sua Co- missão Juvenil. O programa é focado na sucessão fami- liar e permite que os jovens tenham uma boa base para iniciar sua caminhada no co- operativismo. Por isso, o Sis- tema aposta no JovemCoop e acredita no potencial desses jovens, que são, certamente, o futuro do movimento. [PE] - A Ocesc tem trabalhado bastante o tema da Intercoope- ração. Fale sobre isso. Suzin - Intercooperação é um assunto que vem se fortalecen- do cada vez mais. É o sexto princípio do cooperativismo internacional e significa que as cooperativas trabalham de forma integrada para ser- vir melhor a seus cooperados. Além de estar presente no dia a dia do nosso segmento, o as- sunto foi amplamente deba- tido no Fórum de Dirigentes realizado no ano passado. Ao falar sobre “Intercooperação e alianças estratégicas”, o con- sultor e empresário Marcelo Prado sugeriu alianças estra- tégicas ancoradas nos diferen- ciais comparativos e, também, na competência central de cada um para a geração de va- lor aos parceiros. Ele destacou que essas alianças produzem resultados notáveis: os par- ceiros estruturados atingem 90% de sucesso e as empresas engajadas obtêm 20% a mais de lucratividade. São resulta- dos que nos incentivam a dar mais e mais atenção para a iniciativa. “Com certeza a agricultura estará na pauta da campanha eleitoral” Editado por Andréa Leonora redacao@peloestado.com.br Com Assessoria de Imprensa/Ocesc LUIZ VICENTE SUZIN
  • 20. SEGUNDA-FEIRA, 15 DE JANEIRO DE 2018