SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Baixar para ler offline
Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio
Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca
Porque metade de mim é o que eu grito
Mas a outra metade é silêncio
Que a música que ouço ao longe
Seja linda, ainda que tristeza
Que a mulher que eu amo
Seja pra sempre amada
Porque metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade
Seja pra sempre amada
Mesmo que distante
Que as palavras que eu falo
Não sejam ouvidas como prece
Nem repetidas com fervor
Apenas respeitadas
Como a única coisaComo a única coisa
Que resta a um homem
Inundado de sentimentos
Porque metade de mim é o que ouço
Mas a outra metade é o que calo
Que essa minha vontade de ir embora
Se transforme na calma
E na paz que eu mereço
E que essa tensão
Que me corroe por dentroQue me corroe por dentro
Seja um dia recompensada
Porque metade de mim é o que penso
Mas a outra metade é um vulcão
Que o medo da solidão se afaste
E que o convívio comigo mesmo
Se torne ao menos suportável
Que o espelho reflita
Em meu rosto um doce sorrisoEm meu rosto um doce sorriso
Que eu me lembro ter dado na infância
Porque metade de mim
É a lembrança do que fui
A outra metade eu não sei
Que não seja preciso
Mais do que uma simples alegria
Para me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncioE que o teu silêncio
Me fale cada vez mais
Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço
Que a arte nos aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade
Para faze-la florescer
Porque metade de mim é platéia
E a outra metade é canção
E que a minha loucura
Seja perdoada
Porque metade de mim
É amorÉ amor
E a outra metade
Também
Ferreira GullarFerreira GullarFerreira GullarFerreira Gullar ---- 80 anos80 anos80 anos80 anos
10 / 09 / 201010 / 09 / 201010 / 09 / 201010 / 09 / 2010
Parabéns!Parabéns!Parabéns!Parabéns!Parabéns!Parabéns!Parabéns!Parabéns!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

30 Metade Osvaldo Montenegro Josecarlos
30 Metade Osvaldo Montenegro Josecarlos30 Metade Osvaldo Montenegro Josecarlos
30 Metade Osvaldo Montenegro Josecarlosgueste92b9a9
 
Metade De Mim
Metade De MimMetade De Mim
Metade De Mimedubh1
 
Metade Oswaldo Montenegro(Com Som)
Metade   Oswaldo Montenegro(Com Som)Metade   Oswaldo Montenegro(Com Som)
Metade Oswaldo Montenegro(Com Som)Rita Steter
 
Metade Lia
Metade LiaMetade Lia
Metade LiaHaouila
 

Mais procurados (9)

30 Metade Osvaldo Montenegro Josecarlos
30 Metade Osvaldo Montenegro Josecarlos30 Metade Osvaldo Montenegro Josecarlos
30 Metade Osvaldo Montenegro Josecarlos
 
Metade De Mim
Metade De MimMetade De Mim
Metade De Mim
 
Metade O. Montenegro
Metade O. MontenegroMetade O. Montenegro
Metade O. Montenegro
 
Metade Oswaldo Montenegro(Com Som)
Metade   Oswaldo Montenegro(Com Som)Metade   Oswaldo Montenegro(Com Som)
Metade Oswaldo Montenegro(Com Som)
 
Metade
MetadeMetade
Metade
 
Metade Lia
Metade LiaMetade Lia
Metade Lia
 
Metade Lia
Metade LiaMetade Lia
Metade Lia
 
Metade
MetadeMetade
Metade
 
Metade / Mitad
Metade / MitadMetade / Mitad
Metade / Mitad
 

Destaque

Ferreira gullar e o neoconcretismo
Ferreira gullar e o neoconcretismoFerreira gullar e o neoconcretismo
Ferreira gullar e o neoconcretismoma.no.el.ne.ves
 
Biografia Ferreira Gullar
Biografia Ferreira GullarBiografia Ferreira Gullar
Biografia Ferreira GullarJailson Lima
 
Ferreira gullar
Ferreira gullarFerreira gullar
Ferreira gullarAlê Muniz
 
Projeto poesias: Educação Infantil
Projeto poesias: Educação InfantilProjeto poesias: Educação Infantil
Projeto poesias: Educação InfantilMayara Silva
 

Destaque (6)

Ferreira gullar e o neoconcretismo
Ferreira gullar e o neoconcretismoFerreira gullar e o neoconcretismo
Ferreira gullar e o neoconcretismo
 
...dos LMS aos SLE...
...dos LMS aos SLE......dos LMS aos SLE...
...dos LMS aos SLE...
 
Biografia Ferreira Gullar
Biografia Ferreira GullarBiografia Ferreira Gullar
Biografia Ferreira Gullar
 
Ferreira Gullar
Ferreira GullarFerreira Gullar
Ferreira Gullar
 
Ferreira gullar
Ferreira gullarFerreira gullar
Ferreira gullar
 
Projeto poesias: Educação Infantil
Projeto poesias: Educação InfantilProjeto poesias: Educação Infantil
Projeto poesias: Educação Infantil
 

Semelhante a Ferreira Gullar

Semelhante a Ferreira Gullar (14)

Metade
MetadeMetade
Metade
 
Metade Osvaldo Montenegro Josecarlos
Metade Osvaldo Montenegro JosecarlosMetade Osvaldo Montenegro Josecarlos
Metade Osvaldo Montenegro Josecarlos
 
Metade Lia
Metade LiaMetade Lia
Metade Lia
 
Metade
MetadeMetade
Metade
 
Intertextualidade de uma musica com a historia do Adamastor
Intertextualidade de uma musica com a historia do AdamastorIntertextualidade de uma musica com a historia do Adamastor
Intertextualidade de uma musica com a historia do Adamastor
 
Intertextualidade de uma musica com a historia do
Intertextualidade de uma musica com a historia doIntertextualidade de uma musica com a historia do
Intertextualidade de uma musica com a historia do
 
Intertextualidade de uma musica com a historia do Adamastor
Intertextualidade de uma musica com a historia do AdamastorIntertextualidade de uma musica com a historia do Adamastor
Intertextualidade de uma musica com a historia do Adamastor
 
Letras do multishow paula fernandes ao vivo cd completo
Letras do multishow paula fernandes ao vivo cd completoLetras do multishow paula fernandes ao vivo cd completo
Letras do multishow paula fernandes ao vivo cd completo
 
Música - É o Amor - Mima Badan
Música - É o Amor - Mima BadanMúsica - É o Amor - Mima Badan
Música - É o Amor - Mima Badan
 
Inconstancia de-fervor
Inconstancia de-fervorInconstancia de-fervor
Inconstancia de-fervor
 
Poemas selecionados
Poemas selecionadosPoemas selecionados
Poemas selecionados
 
APRESENTAÇÃO DE POEMAS
APRESENTAÇÃO DE POEMAS APRESENTAÇÃO DE POEMAS
APRESENTAÇÃO DE POEMAS
 
E agora ou nunca
E agora ou nuncaE agora ou nunca
E agora ou nunca
 
O que vejo nela
O que vejo nelaO que vejo nela
O que vejo nela
 

Mais de Cornélia Castro

A Blogosfera como Ambiente para o Desenvolvimento Profissional dos Professore...
A Blogosfera como Ambiente para o Desenvolvimento Profissional dos Professore...A Blogosfera como Ambiente para o Desenvolvimento Profissional dos Professore...
A Blogosfera como Ambiente para o Desenvolvimento Profissional dos Professore...Cornélia Castro
 
Que Fatores para a Utilização de Recursos Educativos Digitais no Processo de ...
Que Fatores para a Utilização de Recursos Educativos Digitais no Processo de ...Que Fatores para a Utilização de Recursos Educativos Digitais no Processo de ...
Que Fatores para a Utilização de Recursos Educativos Digitais no Processo de ...Cornélia Castro
 
Identificação de Fatores Facilitadores da Utilização de Recursos Educativos D...
Identificação de Fatores Facilitadores da Utilização de Recursos Educativos D...Identificação de Fatores Facilitadores da Utilização de Recursos Educativos D...
Identificação de Fatores Facilitadores da Utilização de Recursos Educativos D...Cornélia Castro
 
O aluno de química como co-autor de Recursos Educativos Digitais: no palco e ...
O aluno de química como co-autor de Recursos Educativos Digitais: no palco e ...O aluno de química como co-autor de Recursos Educativos Digitais: no palco e ...
O aluno de química como co-autor de Recursos Educativos Digitais: no palco e ...Cornélia Castro
 
Teaching Chemistry in a Social Learning Environment: Facing Drivers and Barriers
Teaching Chemistry in a Social Learning Environment: Facing Drivers and BarriersTeaching Chemistry in a Social Learning Environment: Facing Drivers and Barriers
Teaching Chemistry in a Social Learning Environment: Facing Drivers and BarriersCornélia Castro
 
Supervisão Pedagógica e Avaliação de Docentes: Imaginar, Conhecer, Reflectir,...
Supervisão Pedagógica e Avaliação de Docentes: Imaginar, Conhecer, Reflectir,...Supervisão Pedagógica e Avaliação de Docentes: Imaginar, Conhecer, Reflectir,...
Supervisão Pedagógica e Avaliação de Docentes: Imaginar, Conhecer, Reflectir,...Cornélia Castro
 
Cognitive communication 2.0 in Higher Education: to tweet or not to tweet?
Cognitive communication 2.0 in Higher Education: to tweet or not to tweet?Cognitive communication 2.0 in Higher Education: to tweet or not to tweet?
Cognitive communication 2.0 in Higher Education: to tweet or not to tweet?Cornélia Castro
 
DER in Portugal: State-of-the-art of the Two Major Repositories in Elementary...
DER in Portugal: State-of-the-art of the Two Major Repositories in Elementary...DER in Portugal: State-of-the-art of the Two Major Repositories in Elementary...
DER in Portugal: State-of-the-art of the Two Major Repositories in Elementary...Cornélia Castro
 
Cognitive Communication 2.0 in the Classroom - Resonance of an Experience in ...
Cognitive Communication 2.0 in the Classroom - Resonance of an Experience in ...Cognitive Communication 2.0 in the Classroom - Resonance of an Experience in ...
Cognitive Communication 2.0 in the Classroom - Resonance of an Experience in ...Cornélia Castro
 
Digital Educational Resources Repositories in Lower and Middle Education in P...
Digital Educational Resources Repositories in Lower and Middle Education in P...Digital Educational Resources Repositories in Lower and Middle Education in P...
Digital Educational Resources Repositories in Lower and Middle Education in P...Cornélia Castro
 
Repositórios de Recursos Educativos Digitais em Portugal no Ensino Básico e S...
Repositórios de Recursos Educativos Digitais em Portugal no Ensino Básico e S...Repositórios de Recursos Educativos Digitais em Portugal no Ensino Básico e S...
Repositórios de Recursos Educativos Digitais em Portugal no Ensino Básico e S...Cornélia Castro
 
Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...
Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...
Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...Cornélia Castro
 
Dia do novo_aluno_07_ maio 2010_profcorneliaFQ
Dia do novo_aluno_07_ maio 2010_profcorneliaFQDia do novo_aluno_07_ maio 2010_profcorneliaFQ
Dia do novo_aluno_07_ maio 2010_profcorneliaFQCornélia Castro
 

Mais de Cornélia Castro (14)

A Blogosfera como Ambiente para o Desenvolvimento Profissional dos Professore...
A Blogosfera como Ambiente para o Desenvolvimento Profissional dos Professore...A Blogosfera como Ambiente para o Desenvolvimento Profissional dos Professore...
A Blogosfera como Ambiente para o Desenvolvimento Profissional dos Professore...
 
Que Fatores para a Utilização de Recursos Educativos Digitais no Processo de ...
Que Fatores para a Utilização de Recursos Educativos Digitais no Processo de ...Que Fatores para a Utilização de Recursos Educativos Digitais no Processo de ...
Que Fatores para a Utilização de Recursos Educativos Digitais no Processo de ...
 
Identificação de Fatores Facilitadores da Utilização de Recursos Educativos D...
Identificação de Fatores Facilitadores da Utilização de Recursos Educativos D...Identificação de Fatores Facilitadores da Utilização de Recursos Educativos D...
Identificação de Fatores Facilitadores da Utilização de Recursos Educativos D...
 
O aluno de química como co-autor de Recursos Educativos Digitais: no palco e ...
O aluno de química como co-autor de Recursos Educativos Digitais: no palco e ...O aluno de química como co-autor de Recursos Educativos Digitais: no palco e ...
O aluno de química como co-autor de Recursos Educativos Digitais: no palco e ...
 
Teaching Chemistry in a Social Learning Environment: Facing Drivers and Barriers
Teaching Chemistry in a Social Learning Environment: Facing Drivers and BarriersTeaching Chemistry in a Social Learning Environment: Facing Drivers and Barriers
Teaching Chemistry in a Social Learning Environment: Facing Drivers and Barriers
 
Supervisão Pedagógica e Avaliação de Docentes: Imaginar, Conhecer, Reflectir,...
Supervisão Pedagógica e Avaliação de Docentes: Imaginar, Conhecer, Reflectir,...Supervisão Pedagógica e Avaliação de Docentes: Imaginar, Conhecer, Reflectir,...
Supervisão Pedagógica e Avaliação de Docentes: Imaginar, Conhecer, Reflectir,...
 
Cognitive communication 2.0 in Higher Education: to tweet or not to tweet?
Cognitive communication 2.0 in Higher Education: to tweet or not to tweet?Cognitive communication 2.0 in Higher Education: to tweet or not to tweet?
Cognitive communication 2.0 in Higher Education: to tweet or not to tweet?
 
DER in Portugal: State-of-the-art of the Two Major Repositories in Elementary...
DER in Portugal: State-of-the-art of the Two Major Repositories in Elementary...DER in Portugal: State-of-the-art of the Two Major Repositories in Elementary...
DER in Portugal: State-of-the-art of the Two Major Repositories in Elementary...
 
Cognitive Communication 2.0 in the Classroom - Resonance of an Experience in ...
Cognitive Communication 2.0 in the Classroom - Resonance of an Experience in ...Cognitive Communication 2.0 in the Classroom - Resonance of an Experience in ...
Cognitive Communication 2.0 in the Classroom - Resonance of an Experience in ...
 
Digital Educational Resources Repositories in Lower and Middle Education in P...
Digital Educational Resources Repositories in Lower and Middle Education in P...Digital Educational Resources Repositories in Lower and Middle Education in P...
Digital Educational Resources Repositories in Lower and Middle Education in P...
 
Repositórios de Recursos Educativos Digitais em Portugal no Ensino Básico e S...
Repositórios de Recursos Educativos Digitais em Portugal no Ensino Básico e S...Repositórios de Recursos Educativos Digitais em Portugal no Ensino Básico e S...
Repositórios de Recursos Educativos Digitais em Portugal no Ensino Básico e S...
 
Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...
Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...
Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...
 
Dia do novo_aluno_07_ maio 2010_profcorneliaFQ
Dia do novo_aluno_07_ maio 2010_profcorneliaFQDia do novo_aluno_07_ maio 2010_profcorneliaFQ
Dia do novo_aluno_07_ maio 2010_profcorneliaFQ
 
Lenda Japonesa
Lenda JaponesaLenda Japonesa
Lenda Japonesa
 

Último

10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfnatzarimdonorte
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequeseanamdp2004
 
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de DeusAULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de DeusFilipeDuartedeBem
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .natzarimdonorte
 
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxA CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxPIB Penha
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).natzarimdonorte
 
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............Nelson Pereira
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadofreivalentimpesente
 
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaSérie: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaDenisRocha28
 

Último (15)

10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
 
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de DeusAULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
 
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxA CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significado
 
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaSérie: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
 

Ferreira Gullar

  • 1.
  • 2. Que a força do medo que tenho Não me impeça de ver o que anseio Que a morte de tudo em que acredito Não me tape os ouvidos e a boca Porque metade de mim é o que eu grito Mas a outra metade é silêncio
  • 3. Que a música que ouço ao longe Seja linda, ainda que tristeza Que a mulher que eu amo Seja pra sempre amada Porque metade de mim é partida Mas a outra metade é saudade Seja pra sempre amada Mesmo que distante
  • 4. Que as palavras que eu falo Não sejam ouvidas como prece Nem repetidas com fervor Apenas respeitadas Como a única coisaComo a única coisa Que resta a um homem Inundado de sentimentos Porque metade de mim é o que ouço Mas a outra metade é o que calo
  • 5. Que essa minha vontade de ir embora Se transforme na calma E na paz que eu mereço E que essa tensão Que me corroe por dentroQue me corroe por dentro Seja um dia recompensada Porque metade de mim é o que penso Mas a outra metade é um vulcão
  • 6. Que o medo da solidão se afaste E que o convívio comigo mesmo Se torne ao menos suportável Que o espelho reflita Em meu rosto um doce sorrisoEm meu rosto um doce sorriso Que eu me lembro ter dado na infância Porque metade de mim É a lembrança do que fui A outra metade eu não sei
  • 7. Que não seja preciso Mais do que uma simples alegria Para me fazer aquietar o espírito E que o teu silêncioE que o teu silêncio Me fale cada vez mais Porque metade de mim é abrigo Mas a outra metade é cansaço
  • 8. Que a arte nos aponte uma resposta Mesmo que ela não saiba E que ninguém a tente complicar Porque é preciso simplicidade Para faze-la florescer Porque metade de mim é platéia E a outra metade é canção
  • 9. E que a minha loucura Seja perdoada Porque metade de mim É amorÉ amor E a outra metade Também
  • 10. Ferreira GullarFerreira GullarFerreira GullarFerreira Gullar ---- 80 anos80 anos80 anos80 anos 10 / 09 / 201010 / 09 / 201010 / 09 / 201010 / 09 / 2010