Educação da Relações Étnico-Raciais - Apresentação Deborah Moema

9.347 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.347
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
467
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
371
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educação da Relações Étnico-Raciais - Apresentação Deborah Moema

  1. 1. O mito da democracia racialatua como um campo fértil para a perpetuação de estereótipos sobre os negros, negando o racismo no Brasil esimultaneamente, reforçando asdiscriminações e desigualdades raciais .
  2. 2. Algumas leis responsáveispela exclusão educacional noBrasil:Lei Municipal – São Leopoldo/RS, nº 14m de22/12/1837, proíbe, terminantemente, a escravos epretos, embora livres ou libertos, de frequentaremas aulas públicas.1838 – É proibido pelo Governo de Sergipe aosnegros e portadores de doenças contagiosas defrequentarem escola pública.
  3. 3. Lei nº 1.331, de 17 de fevereiro de1854, estabeleceu a proibição de ingresso deescravos jovens na escola.Lei nº 7.031-A, de 6 de setembro de1878, estabeleceu que os negros só poderiamestudar em cursos noturnos. Contudo não havia luznas escolas.1893 – Institutos de educação católicos em SãoPaulo. Regulamento do Seminário Episcopal. Art.10º - Para ter lugar entre os gratuitos e meiopensionistas do seminário é preciso o pretendentenão ser de cor preta.
  4. 4. 1899 – Primeiras leis a respeito daobrigatoriedade do ensinofundamental. Os negros e os índios nãosão contemplados.1910 – Os barões do café tornam-seos primeiros construtores de escolasnas zonas rurais, para benefício daprópria família. Os imigrantes brancosse beneficiam da iniciativa.
  5. 5. EXCLUSÃO“[...] Quando consideramos informaçõeseducacionais sob o recorte racialobservamos que 29,2% dos brancoscompletam o ensino fundamental eapenas 11,5% dos negros chegam a esteresultado”. (Henriques, 2002, pp. 75-80).
  6. 6. Relatório de DesenvolvimentoHumano Brasil 2005Racismo, Pobreza e Violência –PNUD Homens negros com curso superior completo em 2000 = taxa menor do que a de homens brancos em 1960. Taxa de analfabetismo dos negros em 2000 - maior que a dos brancos em 1980.
  7. 7.  Renda per capita dos brancos de 1980, o dobro da dos negros em 2000. Esperança de vida dos negros, em 2000, semelhante a dos brancos em 1991. Taxa de homicídio entre os negros é o dobro do que ocorre entre os brancos.
  8. 8. Constituição BrasileiraTÍTULO I - DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS Art. 3º. Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I - construir uma sociedade livre, justa e solidária;
  9. 9.  II - garantir o desenvolvimento nacional; III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.
  10. 10. [...] a valorização e respeito às pessoas negras,à sua descendência africana, sua cultura ehistória. Significa buscar, compreender seusvalores e lutas, ser sensível ao sofrimentocausado por tantas formas de desqualificação.Implica criar condições para que osestudantes negros não sejam rejeitados emvirtude da cor da sua pele, menosprezadosem virtude de seus antepassados terem sidoexplorados como escravos, não sejamdesencorajados de prosseguir estudos, deestudar questões que dizem respeito àcomunidade negra. (BRASIL, 2004, P.12).
  11. 11. A , vinculada à Subsecretaria de Educação Básica(SUBEB), da Secretaria de Estado de Educação do DistritoFederal (SEDF), foi criada em dezembro de 2011, com ointuito de fomentar nas instituições educacionais públicasdo Distrito Federal, em articulação com outros órgãosgovernamentais e não governamentais, políticas públicasde inclusão de populações historicamente excluídas doprocesso educacional brasileiro.
  12. 12.  A não percepção do diálogo como possibilidade positiva de contraposição de idéias; comprometimento do senso crítico e ético; atitudes de competição, agressão e violência no cotidiano escolar; e estabelecimento de conceitos de hierarquia racial.
  13. 13. • Consequências da • Consequências da discriminação na escola discriminação na escola para para a criança negra a criança branca• Sentimento de • Setimento de inferioridade: superioridade: • Racial • Valores morais, éticos e • Intelectual culturais • Beleza estética • Valores morais, éticos e • Intelectual culturais • Inadequação social • Beleza estética • Vergonha, medo e raiva de ser negro • Racial • Autoconceito negativo • Potencial comprometido • Dificuldade de se relacionar • Fracasso escolar com indivíduos negros • Torna-se racista
  14. 14. Coordenação de Educação em Diversidade: Assessoria:Gerência de Diversidade, Programa e Projetos Especiais:
  15. 15. Desenvolver o mapeamentodas Instituições Educacionaisdas 14 CoordenaçõesRegionais de Ensino quedesenvolvem ações e projetosna temática de educação dasrelações étnico-raciais.
  16. 16. Implementar oFórum de Educaçãodas RelaçõesÉtnico-Raciais daSEDF.
  17. 17. Divulgar as ações e osprojetos das temáticas daEducação para asRelações Étnico-Raciaisdesenvolvidos pelas IEsdas 14 CREs.
  18. 18. Implementar Educaçãoem Relação Étnico-Racialno Programa RádioEscola nas InstituiçõesEducacionais.

×