12.grecia antiga 15

690 visualizações

Publicada em

Características principais da Grécia Antiga.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
690
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
148
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

12.grecia antiga 15

  1. 1. AULA DE HISTÓRIA. A Grécia Antiga. PROFESSOR Seu Riba. As pessoas dividem-se entre aquelas que poupam como se vivessem para sempre e aquelas que gastam como se fossem morrer amanhã. Aristóteles
  2. 2. A GRÉCIA ANTIGA F.1 - PARTENON – GREGO F.2 - BIBLIOTECA BENEDITO LEITE SÃO LUIS-MA. - QUAIS SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS VOÇÊ NOTA ENTRE AS CONSTRUÇÕES? - CITE INFLUÊNCIAS DA CULTURA GREGO-ROMANA NA SOCIEDADE LUDOVICENSE?
  3. 3. I – LOCALIZAÇÃO: Está situada no sudeste da Europa, no sul da península balcânica. A Grécia é circundada ao norte pela Bulgária, pela Macedónia e pela Albânia, ao oeste pelo mar Jónico, ao sul pelo mar Mediterrâneo e ao leste pelo mar Egeu.
  4. 4. PERIODOS: 1° - Período Pré-Homérico: séculos XX a XII a.C. - ocupação da Grécia e a formação da civilização grega. 1.1 - Período. Homérico: séculos XX a VIII a.C. - Caracterizado pela formação dos genos, que eram pequenas comunidades dirigidas por um chefe político, o basileu. As fontes sobre este período são os poemas: Ilíada e Odisseia. 2° - Período Arcaico: séculos VIII a V a.C. - Caracterizados pela formação das cidades-Estados(pólis), assim denominadas porque tinham governo e economia independentes. 3° - Período Clássico: séculos V- aI V a.C. - consolidação das cidades-estados e o auge da cultura grega. 4° - Helenístico: foi dominada pela civilização macedônica.
  5. 5. Período Pré-homérico. Formação. - civilização cretense; - chegada dos povos indo-europeus: Aqueus, eólios, Jônicos e dóricos. - invasão dos Aqueus na civilização Creta, formação da civilização creto-micênica. - a expansão comercial culminou com a guerra entre gregos e troianos conhecida como Guerra de Troia. - o período terminou com a invasão dos dóricos provocando a primeira diáspora Grega.
  6. 6. Período Homérico. - Poemas Ilíada e Odisseia – atribuídos a Homero. - após a 1° diáspora as cidades praticamente desapareceram e a população se organizava em comunidades (genos). - No geno a terra era coletiva e cultivada por todos. Um conjunto de genos formava a fatria e um conjunto de fatrias formava uma tribo. - Com o crescimento da população dos genos, as terras tornaram-se poucas para a agricultura e muitos abandonaram a região, gerando a desintegração do sistema. - da união dos genos surgiram as fratrias, as tribos e as polis (cidades-estados). - a desagregação gentílica resultou na 2° diáspora e a colonização do mediterrâneo.
  7. 7. Período Arcaíco. - As cidades-estados eram independentes mais uniam-se em torno da lingua,costumes e a religião caracterizando uma civilização. - As principais cidades-estados eram: Atenas e Esparta.
  8. 8. ATENAS Península da Ática (foi poupada das invasões dóricas) Política: Basileu (Rei): Função Religiosa e Militar Aristocracia: “Governo dos Melhores” auxiliado pelos Arcontes(funções militares, religiosas e judiciárias) Luta entre Aristocratas e Populares Leis Escritas: DRÁCON (621 a.C.): Código de Drácon SÓLON (594 a.C.): reformas na Legislação (eliminou a escravidão por dívidas e dividiu a sociedade em censitária) Tiranias: Pisístrato, Hiparco e Hípias Democracia: CLÍSTENES (510 a.C.): Ostracismo: exílio por 10 anos aos inimigos da Democracia Educação: Físico, Intelectual e Artístico Sociedade: Eupátridas, Metecos e Escravos
  9. 9. ESPARTA Península do Peloponeso (Invasões Dóricas) Política: Diarquia: dois reis (funções militares e religiosas) Éforos: cinco magistrados (funções executivas – fiscais) Gerúsia: 28 ançiãos (+ de 60 anos) Representação máxima de poder – Oligarquias Apela: Assembléia do Povo (esparcíatas de 18 a 60 anos) Sociedade: Esparcíatas, Periecos e Hilotas Educação: Militar Militarismo, Xenofobia e Terras Estatais
  10. 10. PERÍODO CLÁSSICO (V – IV a.C.) Guerras Médicas (Greco-Pérsicas) (490 – 479 a.C.): Gregos X Persas Confederação de Delos: Liderança e Hegemonia de Atenas Tratado de Susa (448 a.C.): Paz entre gregos e persas Imperialismo Ateniense: “SÉCULO DE PÉRICLES” – Séc. V a.C. Guerra do Peloponeso (431 – 404 a.C.): Atenas X Esparta (vitória de Esparta) Consequências: Desunião e enfraquecimento das Polis Gregas Invasões Macedônicas
  11. 11. PERÍODO HELENÍSTICO (III – II a.C.) Com as lutas entre as cidades gregas a macedônia dominou o território. Batalha de Queronéia (338 a.C.): Felipe II – iniciou o domínio. Alexandre Magno – expandiu o território. - Helenizou a cultura.
  12. 12. * 1. (Fatec) "A cidade-estado era um objeto mais digno de devoção do que os deuses do Olimpo, feitos à imagem de bárbaros humanos. A personalidade humana, quando emancipada, sofre se não encontra um objeto mais ou menos digno de sua devoção, fora de si mesma." (Toynbee, Arnold J. HELENISMO, HISTÓRIA DE UMA CIVILIZAÇÃO) Na antiguidade clássica, as cidades-estados representavam a) uma forma de garantir territorialmente a participação ampla da população na vida política grega. b) um recurso de expansão das colônias gregas. c) uma forma de assegurar a independência política das cidades gregas entre si. d) uma característica da civilização helenística no sistema político grego. e) uma instituição política helenística no sistema político grego. 2. (Fei) Atenas foi considerada o berço do regime democrático no mundo antigo. Sobre o regime democrático ateniense, é CORRETO afirmar que: a) Era baseado na eleição de representantes para as Assembléias Legislativas, que se reuniam uma vez por ano na Ágora e deliberavam sobre os mais variados assuntos. b) Apenas os homens livres eram considerados cidadãos e participavam diretamente das decisões tomadas na Cidade-Estado. c) Os estrangeiros e mulheres maiores de 21 anos podiam participar livremente das decisões tomadas nas assembleias da Cidade-Estado. d) Era erroneamente chamado de democrático pois negava a existência de representantes eleitos pelo povo. e) A inexistência de escravos em Atenas levava a uma participação quase total da população da Cidade-Estado na política. 3. (Fgv) A Guerra do Peloponeso (431 a.C.- 404 a.C.), que teve importância fundamental na evolução histórica da Grécia antiga, resultou, entre outros fatores, de a) um confronto econômico entre as cidades que formavam a Confederação de Delos. b) um esforço da Pérsia para acabar com a influência grega na Ásia Menor. c) um conflito entre duas ideologias: Esparta, oligárquica, e Atenas, democrática. d) uma manobra de Esparta para aumentar a sua hegemonia marítima no mar Egeu. e) uma tentativa de Atenas para fracionar a Grécia em diversas cidades-estado.
  13. 13. 4. (Fgv) A Guerra do Peloponeso, ocorrida na Grécia entre 431 e 401 a.C., foi: a) uma guerra defensiva empreendida pelos gregos contra a invasão dos persas e a ameaça de perda de suas principais praças de comércio do Mar Mediterrâneo; b) uma luta entre dórios e aqueus na época da ocupação do território grego que resultou na formação das cidades de Esparta e Atenas; c) uma luta comandada pelas cidades de Esparta e Corinto contra a hegemonia da Confederação de Delos - liderada por Atenas - sobre o território grego; d) uma guerra entre gregos e romanos, pelo desejo de implantação de uma cultura hegemônica sobre os povos do Oriente Próximo; e) uma invasão do território grego pelas tropas de Alexandre - O Grande, na época de expansão do Império Macedônico que herdara de seu pai. 5. (Pucrs) As chamadas Guerras Médicas, contra os persas, no século V. a.C., condicionaram uma série de transformações políticas, econômicas e sociais no mundo grego. Dentre essas transformações é correto apontar a) a consolidação da hegemonia de Esparta sobre toda a Grécia, em virtude da forte concentração militar produzida por aquela cidade na região do Peloponeso. b) a relativa decadência comercial de Atenas, que teve sua frota mercante severamente reduzida pelos ataques persas no mar Egeu. c) a formação da Confederação de Delos, uma liga militar de forças terrestres comandada por Esparta. d) a intensificação da luta interna entre os partidos democrático e aristocrático em Atenas. e) a substituição do domínio econômico do setor agrícola pelo comercial, em Esparta. 6. (Unesp) Dentre os legados dos gregos da Antigüidade Clássica que se mantêm na vida contemporânea, podemos citar: a) a concepção de democracia com a participação do voto universal. b) a promoção do espírito de confraternização por intermédio do esporte e de jogos. c) a idealização e a valorização do trabalho manual em todas suas dimensões. d) os valores artísticos como expressão do mundo religioso e cristão. e) os planejamentos urbanísticos segundo padrões das cidades-acrópoles.
  14. 14. Fontes : gloogle imagens. http://oficina-do-gif.blogspot.com.br/2011/10/gifs-de-agradecimento.html GOOGLE IMAGENS. http://www.luso-poemas.net http://pt.wikipedia.org/wiki/Microhist%C3%B3ria http://www.suapesquisa.com/o_que_e/positiviso. http://educacao.uol.com.br http://www.klickeducacao.com.br http://www.scielo.br/scielo.php http://www.gifs-animados.net/ APOLOGIA DA HISITÓRIA http://mestresdahistoria.blogspot.com.br http://www.coladaweb.com/exercicios-resolvidos APOSTILA MATERIAL FTD. Acessado dia 18/03/15. Existe apenas um bem, o saber, e apenas um mal, a ignorância. Sócrates FELIZ 2015. FIQUEM EM PAZ.GAB GABARITO: 1 – C / 2 – B / 3 – C 4 – C/ 5 – D / 6 – B.

×