SlideShare uma empresa Scribd logo
2Por um sindicato democrático e de luta
2ACORDO BIANUAL NUNCA MAIS
Oposição
Unificada
Pela Base VOTE
A
comissão permanente de
negociação da FENTECT,
em que Geraldinho e Ri-
valdo fazem parte já apresentou
a reinvindicação do abono de R$
2 mil. A ECT ainda não aprovou
o pagamento do abono porque o
SINTECT-SP não mobilizou a ca-
tegoria. O compromisso da chapa
2 é mobilizar os trabalhadores em
São Paulo e fazer a empresa pagar
até dia 15 de dezembro o abono.
A chapa 2, Oposição Unificada
Pela Base vai lutar por um abono
de R$ 2 mil no final do ano. Os
trabalhadores dos correios estão
sobrecarregados de trabalho, isso
porque os correios não abrem con-
curso público e continua demitin-
do. Essa situação tem levado cente-
nas de trabalhadores a ficarem com
doenças profissionais.
A empresa dos correios tem lu-
crado muito e obtido uma melhor
qualidade de serviços as custas de
uma brutal exploração sobre os
trabalhadores, no entanto esses ga-
nhos por parte da empresa não tem
sido repassado para os trabalhado-
res.
Por essa razão a empresa tem
condições de conceder um abono
de R$ 2 mil para todos os trabalha-
dores.
Com a chapa 2 no sindicato va-
mos mobilizar a categoria e cobrar
da empresa e do governo o abono
de R$ 2 mil, aliás, essa reivindica-
ção já foi encaminhada para a em-
presa, e até o momento a empresa
não deu resposta, além disso, exi-
gimos o fim da sobrecarga de traba-
lho e abertura imediata de concurso
público.
Lutar por um abono de
R$ 2 mil no final do ano
O
que a ECT faz com os
atendentes é uma verda-
deira falta de respeito.
Não existe segurança, a jornada
de trabalho é incompatível com a
atividade e a exigência de metas
absurdas são alguns dos exemplos
de exploração.
A Chapa 2 vai lutar por me-
lhores condições de trabalho, pela
redução da jornada de trabalho e o
fim das metas. Por um ambiente de
trabalho saudável vote na Chapa 2,
que defende os atendentes.
A
saúde do trabalhador é
muito importante, e de
seus dependentes também.
Pensando na qualidade de vida dos
trabalhadores e familiares a Cha-
pa 2 vai lutar para que os hospi-
tais voltem a ser credenciados pelo
Correios Saúde.
A atual direção do sindicato
deixou a ECT descredenciar vá-
rios hospitais. Com a Chapa 2 essa
história vai mudar, vamos cobrar
respeito aos trabalhadores e seus
familiares.
Credenciamento
de hospitais
Respeito aos
atendentesATA DE REUNIÃO ENTRE REPRESENTANTES DA ECT E DA FENTECT -
DIA 07/10/2010
Data: 07/10/2010
Local: Sala de Reuniões da DIGEP – Ed. Sede, 18º andar
Período: 17h às 18h30
PARTICIPAÇÃO: pela ECT – Luciana Sousa Camargos, Manoel dos Santos Oliveira
Cantoara, Antonio Jairo de Meneses, Henrique Jorge Coelho de Carvalho, Moacir
Magalhães Martins, Adelbá de Almeida, Rosane Pimentel Magalhães Ferreira, Ana
Paula Batista de Oliveira, Joselma Regilda dos Passos e equipe de apoio: Rosiane F.
Silva Amaral e Rafael Dias Silva; pela FENTECT – Jose Rivaldo da Silva, Francisco
José Nunes, Alexandre Takachi, Jim Marcelo de Oliveira Bahia e Rogério Ferreira
Ubine.
As partes iniciaram a reunião, com a discussão do calendário estabelecido no dia
14/09/2010, para avaliação da proposta de ajuste feita pela Empresa na última
reunião. A Fentect alertou que muitas das novas datas propostas pela Empresa
coincidem com o calendário de ações já aprovado pela categoria, ao que a Empresa
considerou ser possível fazer as adaptações necessárias. A Fentect propôs a
unificação dos Seminários do SINPE, de Assédio Moral e de PLR/PCCS, para o
período de 20, 21 e 22/10/10 e solicitou o custeio das passagens dos representantes
sindicais pela Empresa. A Empresa considerou que poderá haver algumas
dificuldades para a realização dos Seminários de forma unificada, especialmente no
que se refere à hospedagem, sugerindo que estes sejam realizados em dois blocos.
Se for possível desta forma, submeterá à avaliação da Diretoria o pedido para custeio
ATA DE REUNIÃO ENTRE REPRESENTANTES DA ECT E DA FENTECT -
DIA 07/10/2010
Data: 07/10/2010
Local: Sala de Reuniões da DIGEP – Ed. Sede, 18º andar
Período: 17h às 18h30
PARTICIPAÇÃO: pela ECT – Luciana Sousa Camargos, Manoel dos Santos Oliveira
Cantoara, Antonio Jairo de Meneses, Henrique Jorge Coelho de Carvalho, Moacir
Magalhães Martins, Adelbá de Almeida, Rosane Pimentel Magalhães Ferreira, Ana
Paula Batista de Oliveira, Joselma Regilda dos Passos e equipe de apoio: Rosiane F.
Silva Amaral e Rafael Dias Silva; pela FENTECT – Jose Rivaldo da Silva, Francisco
José Nunes, Alexandre Takachi, Jim Marcelo de Oliveira Bahia e Rogério Ferreira
Ubine.
As partes iniciaram a reunião, com a discussão do calendário estabelecido no dia
14/09/2010, para avaliação da proposta de ajuste feita pela Empresa na última
reunião. A Fentect alertou que muitas das novas datas propostas pela Empresa
coincidem com o calendário de ações já aprovado pela categoria, ao que a Empresa
considerou ser possível fazer as adaptações necessárias. A Fentect propôs a
unificação dos Seminários do SINPE, de Assédio Moral e de PLR/PCCS, para o
período de 20, 21 e 22/10/10 e solicitou o custeio das passagens dos representantes
sindicais pela Empresa. A Empresa considerou que poderá haver algumas
dificuldades para a realização dos Seminários de forma unificada, especialmente no
que se refere à hospedagem, sugerindo que estes sejam realizados em dois blocos.
Se for possível desta forma, submeterá à avaliação da Diretoria o pedido para custeio
de um dos eventos, ao passo que o outro ficaria por conta das entidades sindicais. As
partes acertaram a seguinte proposta de calendário: Seminário SINPE e Assédio
Moral – dias 22 e 23/11/2010 e Seminário PCCS e PLR – dia 1/12/2010. Em relação
às reuniões previstas, reavaliarão o calendário e encaminharão as propostas por
endereço eletrônico para posterior fechamento das datas. Passou-se às discussões
relativas ao Plano de Contingência, sendo retificado pela Empresa o número
apresentado na reunião anterior relativo à Reabilitação Profissional (681), que é de
607 empregados, mantendo-se a previsão de regularização dos reenquadramentos
até 15/10/2010. Após, a Empresa detalhou os quantitativos referentes à contratação
de mão de obra temporária – MOT em âmbito nacional, ressaltando que esse recurso
será utilizado na área comercial somente na contingência caracterizada pelo processo
de substituição das atuais ACFs pelo novo modelo de agências franqueadas, até que
a situação seja normalizada. O compromisso da Empresa é de diminuir ao máximo a
utilização de MOT, restringindo às situações de extrema necessidade e de maior
economicidade, em respeito ao princípio constitucional. Salientou que será necessária
a suspensão das férias dos empregados lotados na área operacional e comercial do
período de 15/10/2010 a 15/02/2011 e também daqueles lotados na área de gestão de
pessoas, no período de 01/11/2010 a 31/03/2011, devendo ser avaliadas as
excepcionalidades. Após, a Empresa abordou o fechamento entre as partes de um
Termo de Compromisso que contemple todas as questões já discutidas em relação ao
Plano de Contingência da Área Comercial, ao que a Fentect manifestou que poderá
levar à apreciação das Assembléias o conteúdo de um Termo de Compromisso desde
que este contenha, além dos pontos citados, uma cláusula que garanta um abono de
R$ 2.000,00 (dois mil reais), em dezembro/2010, a todos os empregados que atuarem
no Plano, como forma de valorização e reconhecimento do esforço de cada
empregado. A Fentect ressaltou o seu princípio de defesa de uma Empresa de
Correios pública e de qualidade e considerou favorável o posicionamento da Empresa
em relação à redução da utilização de MOT. A Empresa informou que submeterá a
proposta de abono apresentada pela Fentect à avaliação da Diretoria para
manifestação posterior. Reiterou o seu posicionamento de que a utilização de MOT é
adotada nas situações de extrema necessidade, inclusive com o objetivo de preservar
os empregados, evitando o adoecimento e consequente aumento dos índices de
Veja abaixo fac-simile da ata solicitando o abono de R$ 2 mil
OPOSIÇÃO UNIFICADA PELA BASE: por um sindicato democrático e de luta - Vote Chapa 2
C
ompanheiros e companheiras,
nós da chapa 2 “Oposição Uni-
ficada Pela Base” queremos
fazer um debate com toda a categoria a
respeito do que vem acontecendo hoje
na nossa base. É notório para todos
que a atual direção do sindicato não
tem compromisso com os trabalhado-
res e a luta da categoria. Para se man-
ter na estrutura do sindicato adotou
uma política de pagar café da manha
e churrasco na tentativa de ganhar o
apoio dos companheiros.
Avaliamos que esta política é pre-
judicial aos trabalhadores já que não
faz o debate do que esta acontecendo
e não organiza os trabalhadores para
lutarem pelos seu direitos e só favore-
ce a uma minoria da categoria. Temos
certeza que a maioria dos trabalhado-
res gostariam de ter um sindicato de
luta preocupado com as suas questões
e demandas e não um sindicato que
passa todo o seu mandato sem apare-
cer nos setores de trabalho. Isso faz
com que em época de eleição sindical
a diretoria do SINTECT use o dinheiro
de todos para favorecer a minoria. Só
para ficar no poder.
Entendemos que é importante as
comemorações da categoria com o seu
sindicato, mas nas datas festivas como
fim de ano, festa do carteiro, atenden-
te, ott, motoristas etc. Não é o que esta
acontecendo. Hoje os churrascos e o
café tem um outro objetivo: ganhar
seu voto para eles ficarem no poder.
Para nós da chapa 2 esta política ca-
racteriza corrupção do nosso dinheiro.
Portanto pense bem nisso, pois eles
estão pagando churrasco com o seu di-
nheiro à noite e te traindo durante o dia
na sala da direção da empresa.
Dê um basta nesta política e vote
na chapa que vai mudar esta situação,
vote chapa 2 “Oposição Unificada
Pela a Base”
Comprando voto do trabalhador
com churrasco e café da manhã
O Sindicato
oferece
Churrasco e a ect
explora você
ECT
1- Não prestaram conta do dinheiro dos sócios durante os três anos de
mandato;
2- São hoje descaradamente parceiros da direção da empresa, vivem to-
mando cafezinho com o diretor regional enquanto este ataca os trabalha-
dores;
3- Não fizeram e não fazem nada para barrar a política da empresa de
descredenciamento dos hospitais e clinicas;
4- São mais de 20 diretores liberados pagos com o nosso dinheiro para
ficarem em casa dormindo, já que nos setores de trabalhos não dão as
caras;
5- Não fizeram nada para barrar a implantação do SDE nos CEE’s que
ataca o trabalhador e tira direitos, como o adicional noturno;
6- Não lutam para barrar as dobras que está presente em todos os setores;
7- Não lutam contra a sobrecarga de trabalho e as horas extras, que estão
trazendo vários problemas para os trabalhadores;
8- Não está defendendo os trabalhadores demitidos por justa causa na
DR/SPM
9- Mudaram o estatuto com o objetivo de aplicar justa causa nos sócios
que forem contra a eles;
A
chapa quatro (PCO) rom-
peu a oposição porque
Anaí Caprone queria ser
presidente da chapa da oposição
apesar de ser a minoria na oposi-
ção.
A Anaí participou de toda a
elaboração do programa da chapa
e de todos os debates sobre a com-
posição da chapa, ao final, queria
mais cargo o que não foi aceito
pelas correntes que hoje compõe a
oposição unificada, ai eles rompe-
ram a oposição.
Essas foram às verdadeiras ra-
zões do rompimento do PCO com
a chapa 2 Oposição Unificada pela
base.
A unidade alcançada pela Oposição
Unificada pela Base está deixando de-
sesperada a chapa três. Essa unidade
da CHAPA 2 foi feita através de um
programa que colocou acima de tudo
a defesa da categoria contra o atrela-
mento do sindicato a CTB e a sua polí-
tica de parceria com a empresa .
	 A chapa três está isolada, ne-
nhuma corrente quer estar junto com
a atual diretoria. Ninguém quer ver o
sindicato caçando militante da opo-
sição, ninguém quer o aumento de
mandato da atual diretoria de 3 para 4
anos. Ninguém quer um sindicato que
boicota as lutas como aconteceu com
o PCCS e a da PLR e ninguém quer o
fim do conselho de base.
	 Esse mesmo erro de querer
ficar sozinho no sindicato fez eles per-
derem o Sindicato dos Metroviários de
SP recentemente. Ninguém quer mais
o acordo bianual defendido pela atual
direção do sindicato.
Atual diretoria do sindicato
está isolada na categoria
É HORA DE MUDAR! VOTE CHAPA 2!
DIGA NÃO AO ATRELAMENTO DO SINDICATO A CTB.
Na mudança estatutária do SINTECT-
SP a diretoria do sindicato (Chapa três)
aprovou vários ataques à democracia
sindical. Tiraram o poder de decisão
do Conselho de Representantes (dele-
gados sindicais), e o pior aplicaram o
MANPES no estatuto para perseguir o
associado. (Veja abaixo)!
Mudança no Estatuto aprova
justa causa de sócios
Veja porque você não deve votar na chapa três
Chapa quatro (PCO) divide a oposição e
faz jogo da atual diretoria

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Hora do Sul
Hora do SulHora do Sul
Hora do Sul
jornalhoradosul2011
 
Hora do Sul
Hora do SulHora do Sul
Hora do Sul
jornalhoradosul2011
 
47ª sessão ordinária 19.08.2013
47ª sessão ordinária 19.08.201347ª sessão ordinária 19.08.2013
47ª sessão ordinária 19.08.2013
Camaramre
 
67ª sessão ordinária 05.11.2013
67ª sessão ordinária 05.11.201367ª sessão ordinária 05.11.2013
67ª sessão ordinária 05.11.2013
Camaramre
 
Edição 40 gazeta do jequi
Edição 40 gazeta do jequiEdição 40 gazeta do jequi
Edição 40 gazeta do jequi
alexdiversos
 
8 jornal pedrosos
8 jornal pedrosos8 jornal pedrosos
8 jornal pedrosos
Rogerio Catanese
 
Publicado 15680 2012-10-09_0aabb1d5890e2812f25f129c4ec08639
Publicado 15680 2012-10-09_0aabb1d5890e2812f25f129c4ec08639Publicado 15680 2012-10-09_0aabb1d5890e2812f25f129c4ec08639
Publicado 15680 2012-10-09_0aabb1d5890e2812f25f129c4ec08639
Adriano Lopes
 
Hora do Sul
Hora do SulHora do Sul
Hora do Sul
jornalhoradosul2011
 
61ª sessão ordinária 14.10.2013
61ª sessão ordinária 14.10.201361ª sessão ordinária 14.10.2013
61ª sessão ordinária 14.10.2013
Camaramre
 
61ª sessão ordinária 14.10.2013
61ª sessão ordinária 14.10.201361ª sessão ordinária 14.10.2013
61ª sessão ordinária 14.10.2013
Camaramre
 
Imprensa livre ed-102_junho_2012_formato_gazeta
Imprensa livre ed-102_junho_2012_formato_gazetaImprensa livre ed-102_junho_2012_formato_gazeta
Imprensa livre ed-102_junho_2012_formato_gazeta
Leonardo Gomez
 
Diário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de GuarujáDiário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de Guarujá
prefeituraguaruja
 
Carta aos aposentados do Bandepe
Carta aos aposentados do BandepeCarta aos aposentados do Bandepe
Carta aos aposentados do Bandepe
Jaqueline Mello Bancarios
 
Boletim ecetista 09 2010
Boletim ecetista 09 2010Boletim ecetista 09 2010
Boletim ecetista 09 2010
tarcisiojornalista
 
Boletim julho
Boletim julhoBoletim julho
Boletim julho
Sergio Antiqueira
 
Pg 5
Pg 5Pg 5
Diário Oficial - 03 e 06/07/2012 - Sessão Solene Fespesp 60 anos
Diário Oficial - 03 e 06/07/2012 - Sessão Solene Fespesp 60 anosDiário Oficial - 03 e 06/07/2012 - Sessão Solene Fespesp 60 anos
Diário Oficial - 03 e 06/07/2012 - Sessão Solene Fespesp 60 anos
Sylvio Micelli
 
Jornal digital 4625_qui_12032015
Jornal digital 4625_qui_12032015Jornal digital 4625_qui_12032015
Jornal digital 4625_qui_12032015
Jornal Correio do Sul
 
59ª sessão ordinária 07.10.2013
59ª sessão ordinária 07.10.201359ª sessão ordinária 07.10.2013
59ª sessão ordinária 07.10.2013
Camaramre
 
Useinforma1ªedição
Useinforma1ªediçãoUseinforma1ªedição
Useinforma1ªedição
useinforma
 

Mais procurados (20)

Hora do Sul
Hora do SulHora do Sul
Hora do Sul
 
Hora do Sul
Hora do SulHora do Sul
Hora do Sul
 
47ª sessão ordinária 19.08.2013
47ª sessão ordinária 19.08.201347ª sessão ordinária 19.08.2013
47ª sessão ordinária 19.08.2013
 
67ª sessão ordinária 05.11.2013
67ª sessão ordinária 05.11.201367ª sessão ordinária 05.11.2013
67ª sessão ordinária 05.11.2013
 
Edição 40 gazeta do jequi
Edição 40 gazeta do jequiEdição 40 gazeta do jequi
Edição 40 gazeta do jequi
 
8 jornal pedrosos
8 jornal pedrosos8 jornal pedrosos
8 jornal pedrosos
 
Publicado 15680 2012-10-09_0aabb1d5890e2812f25f129c4ec08639
Publicado 15680 2012-10-09_0aabb1d5890e2812f25f129c4ec08639Publicado 15680 2012-10-09_0aabb1d5890e2812f25f129c4ec08639
Publicado 15680 2012-10-09_0aabb1d5890e2812f25f129c4ec08639
 
Hora do Sul
Hora do SulHora do Sul
Hora do Sul
 
61ª sessão ordinária 14.10.2013
61ª sessão ordinária 14.10.201361ª sessão ordinária 14.10.2013
61ª sessão ordinária 14.10.2013
 
61ª sessão ordinária 14.10.2013
61ª sessão ordinária 14.10.201361ª sessão ordinária 14.10.2013
61ª sessão ordinária 14.10.2013
 
Imprensa livre ed-102_junho_2012_formato_gazeta
Imprensa livre ed-102_junho_2012_formato_gazetaImprensa livre ed-102_junho_2012_formato_gazeta
Imprensa livre ed-102_junho_2012_formato_gazeta
 
Diário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de GuarujáDiário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de Guarujá
 
Carta aos aposentados do Bandepe
Carta aos aposentados do BandepeCarta aos aposentados do Bandepe
Carta aos aposentados do Bandepe
 
Boletim ecetista 09 2010
Boletim ecetista 09 2010Boletim ecetista 09 2010
Boletim ecetista 09 2010
 
Boletim julho
Boletim julhoBoletim julho
Boletim julho
 
Pg 5
Pg 5Pg 5
Pg 5
 
Diário Oficial - 03 e 06/07/2012 - Sessão Solene Fespesp 60 anos
Diário Oficial - 03 e 06/07/2012 - Sessão Solene Fespesp 60 anosDiário Oficial - 03 e 06/07/2012 - Sessão Solene Fespesp 60 anos
Diário Oficial - 03 e 06/07/2012 - Sessão Solene Fespesp 60 anos
 
Jornal digital 4625_qui_12032015
Jornal digital 4625_qui_12032015Jornal digital 4625_qui_12032015
Jornal digital 4625_qui_12032015
 
59ª sessão ordinária 07.10.2013
59ª sessão ordinária 07.10.201359ª sessão ordinária 07.10.2013
59ª sessão ordinária 07.10.2013
 
Useinforma1ªedição
Useinforma1ªediçãoUseinforma1ªedição
Useinforma1ªedição
 

Destaque

Matéria RH em Foco
Matéria RH em FocoMatéria RH em Foco
Matéria RH em Foco
Thaís de Jesus
 
Auditoria de sistemas
Auditoria de sistemasAuditoria de sistemas
Auditoria de sistemas
jalexander0
 
Xornada semanal. 1 2 eso (1)
Xornada semanal. 1 2 eso (1)Xornada semanal. 1 2 eso (1)
Xornada semanal. 1 2 eso (1)
iesoteropedrayoef
 
As melhores coisas_da_vida
As melhores coisas_da_vidaAs melhores coisas_da_vida
As melhores coisas_da_vida
bilibiowebsite
 
Pilares de um evento
Pilares de um eventoPilares de um evento
Pilares de um evento
nippyeventos
 
Francisca
FranciscaFrancisca
Francisca
professoraIsabel
 
Arq Mariza Coelho
Arq Mariza CoelhoArq Mariza Coelho
Arq Mariza Coelho
meacoelho
 
Comunicado jsd 11.10.2010
Comunicado jsd 11.10.2010Comunicado jsd 11.10.2010
Comunicado jsd 11.10.2010
jsdgolega
 
Franco
FrancoFranco
Novo documento de texto
Novo documento de textoNovo documento de texto
Novo documento de texto
alanslima
 
Meire e Clarissa
Meire e ClarissaMeire e Clarissa
Meire e Clarissa
carolcartaz
 
Calculando área
Calculando áreaCalculando área
Calculando área
Aparecida Martins
 
1º a propósito do stress
1º  a propósito do stress1º  a propósito do stress
1º a propósito do stress
Judite Alves Pinheiro
 
App School Brasil
App School BrasilApp School Brasil
App School Brasil
Beto Cardoso
 
Elisa
ElisaElisa
Elisa
Quatrin
 
Estrutura do átomo
Estrutura do átomoEstrutura do átomo
Estrutura do átomo
Escola Pública/Particular
 
Pastelde feira1
Pastelde feira1Pastelde feira1
Pastelde feira1
artedecozinhar1
 
Otm sociologia
Otm sociologiaOtm sociologia
Otm sociologia
elannialins
 
Fichasindi
FichasindiFichasindi
Fichasindi
Sindialimentação
 

Destaque (20)

Matéria RH em Foco
Matéria RH em FocoMatéria RH em Foco
Matéria RH em Foco
 
Auditoria de sistemas
Auditoria de sistemasAuditoria de sistemas
Auditoria de sistemas
 
Xornada semanal. 1 2 eso (1)
Xornada semanal. 1 2 eso (1)Xornada semanal. 1 2 eso (1)
Xornada semanal. 1 2 eso (1)
 
As melhores coisas_da_vida
As melhores coisas_da_vidaAs melhores coisas_da_vida
As melhores coisas_da_vida
 
Pilares de um evento
Pilares de um eventoPilares de um evento
Pilares de um evento
 
Francisca
FranciscaFrancisca
Francisca
 
Arq Mariza Coelho
Arq Mariza CoelhoArq Mariza Coelho
Arq Mariza Coelho
 
Comunicado jsd 11.10.2010
Comunicado jsd 11.10.2010Comunicado jsd 11.10.2010
Comunicado jsd 11.10.2010
 
Franco
FrancoFranco
Franco
 
Novo documento de texto
Novo documento de textoNovo documento de texto
Novo documento de texto
 
Meire e Clarissa
Meire e ClarissaMeire e Clarissa
Meire e Clarissa
 
Calculando área
Calculando áreaCalculando área
Calculando área
 
1º a propósito do stress
1º  a propósito do stress1º  a propósito do stress
1º a propósito do stress
 
App School Brasil
App School BrasilApp School Brasil
App School Brasil
 
Elisa
ElisaElisa
Elisa
 
Estrutura do átomo
Estrutura do átomoEstrutura do átomo
Estrutura do átomo
 
Pastelde feira1
Pastelde feira1Pastelde feira1
Pastelde feira1
 
Receita 20
Receita 20Receita 20
Receita 20
 
Otm sociologia
Otm sociologiaOtm sociologia
Otm sociologia
 
Fichasindi
FichasindiFichasindi
Fichasindi
 

Semelhante a Jornal Oposição Unificada pela Base

Informativo 24 de junho
Informativo 24 de junhoInformativo 24 de junho
Informativo 24 de junho
Sintect RO
 
Informe 061
Informe 061Informe 061
Informe 061
Jose Carlos
 
Informe FENTECT 013
Informe FENTECT 013Informe FENTECT 013
Informe FENTECT 013
CSP-Conlutas Correios SC
 
Informe FENTECT 009/2011
Informe FENTECT 009/2011Informe FENTECT 009/2011
Informe FENTECT 009/2011
CSP-Conlutas Correios SC
 
Informe 027 PLR
Informe 027 PLRInforme 027 PLR
Informe 027 PLR
CSP-Conlutas Correios SC
 
Informativo 22 maio
Informativo 22 maioInformativo 22 maio
Informativo 22 maio
Sintect RO
 
Jornal mtc outubro 2015
Jornal mtc outubro 2015Jornal mtc outubro 2015
Jornal mtc outubro 2015
comunicacaomtc
 
Sintect vp 37
Sintect vp 37Sintect vp 37
Informe 024 FENTECT
Informe 024 FENTECTInforme 024 FENTECT
Informe 024 FENTECT
CSP-Conlutas Correios SC
 
Boletim 032010
Boletim 032010Boletim 032010
Boletim 032010
guesta722042
 
Informe 007 1
Informe 007 1Informe 007 1
Informe 007 1
blogcddprazeres
 
Informativo 08 maio
Informativo 08 maioInformativo 08 maio
Informativo 08 maio
Sintect RO
 
Relatório de viagem a brasília
Relatório de viagem a brasíliaRelatório de viagem a brasília
Relatório de viagem a brasília
Esion Geber Almeida
 
Informe 107 do PCCS
Informe 107 do PCCSInforme 107 do PCCS
Informe 107 do PCCS
CSP-Conlutas Correios SC
 
Informe 044 FENTECT
Informe 044 FENTECTInforme 044 FENTECT
Informe 044 FENTECT
CSP-Conlutas Correios SC
 
Acordo_Pandemia_Rodoviários
Acordo_Pandemia_RodoviáriosAcordo_Pandemia_Rodoviários
Acordo_Pandemia_Rodoviários
Roberta Soares
 
Jornal do sintuperj nº 39
Jornal do sintuperj nº 39Jornal do sintuperj nº 39
Acordão 2012
Acordão 2012Acordão 2012
Acordão 2012
Acordão 2012Acordão 2012
Informativo 28 maio finalizado
Informativo 28 maio finalizadoInformativo 28 maio finalizado
Informativo 28 maio finalizado
Sintect RO
 

Semelhante a Jornal Oposição Unificada pela Base (20)

Informativo 24 de junho
Informativo 24 de junhoInformativo 24 de junho
Informativo 24 de junho
 
Informe 061
Informe 061Informe 061
Informe 061
 
Informe FENTECT 013
Informe FENTECT 013Informe FENTECT 013
Informe FENTECT 013
 
Informe FENTECT 009/2011
Informe FENTECT 009/2011Informe FENTECT 009/2011
Informe FENTECT 009/2011
 
Informe 027 PLR
Informe 027 PLRInforme 027 PLR
Informe 027 PLR
 
Informativo 22 maio
Informativo 22 maioInformativo 22 maio
Informativo 22 maio
 
Jornal mtc outubro 2015
Jornal mtc outubro 2015Jornal mtc outubro 2015
Jornal mtc outubro 2015
 
Sintect vp 37
Sintect vp 37Sintect vp 37
Sintect vp 37
 
Informe 024 FENTECT
Informe 024 FENTECTInforme 024 FENTECT
Informe 024 FENTECT
 
Boletim 032010
Boletim 032010Boletim 032010
Boletim 032010
 
Informe 007 1
Informe 007 1Informe 007 1
Informe 007 1
 
Informativo 08 maio
Informativo 08 maioInformativo 08 maio
Informativo 08 maio
 
Relatório de viagem a brasília
Relatório de viagem a brasíliaRelatório de viagem a brasília
Relatório de viagem a brasília
 
Informe 107 do PCCS
Informe 107 do PCCSInforme 107 do PCCS
Informe 107 do PCCS
 
Informe 044 FENTECT
Informe 044 FENTECTInforme 044 FENTECT
Informe 044 FENTECT
 
Acordo_Pandemia_Rodoviários
Acordo_Pandemia_RodoviáriosAcordo_Pandemia_Rodoviários
Acordo_Pandemia_Rodoviários
 
Jornal do sintuperj nº 39
Jornal do sintuperj nº 39Jornal do sintuperj nº 39
Jornal do sintuperj nº 39
 
Acordão 2012
Acordão 2012Acordão 2012
Acordão 2012
 
Acordão 2012
Acordão 2012Acordão 2012
Acordão 2012
 
Informativo 28 maio finalizado
Informativo 28 maio finalizadoInformativo 28 maio finalizado
Informativo 28 maio finalizado
 

Mais de CSP-Conlutas Correios SC

Quadro das assembléias de votação da contraproposta do comando
Quadro das assembléias de votação da contraproposta do comandoQuadro das assembléias de votação da contraproposta do comando
Quadro das assembléias de votação da contraproposta do comando
CSP-Conlutas Correios SC
 
Manual SD web_fev2011
Manual SD web_fev2011Manual SD web_fev2011
Manual SD web_fev2011
CSP-Conlutas Correios SC
 
Ata do xiv consin 1
Ata do xiv consin 1Ata do xiv consin 1
Ata do xiv consin 1
CSP-Conlutas Correios SC
 
Diário do Senado Federal - 27 outubro 2011
Diário do Senado Federal - 27 outubro 2011Diário do Senado Federal - 27 outubro 2011
Diário do Senado Federal - 27 outubro 2011
CSP-Conlutas Correios SC
 
Constituição da República do Brasil - Artigo 21
Constituição da República do Brasil - Artigo 21Constituição da República do Brasil - Artigo 21
Constituição da República do Brasil - Artigo 21
CSP-Conlutas Correios SC
 
Proposta de Emenda na Constituição
Proposta de Emenda na ConstituiçãoProposta de Emenda na Constituição
Proposta de Emenda na Constituição
CSP-Conlutas Correios SC
 
SINTECT/VP - 56 Novembro
SINTECT/VP - 56 NovembroSINTECT/VP - 56 Novembro
SINTECT/VP - 56 Novembro
CSP-Conlutas Correios SC
 
Comparativo entre PCCS
Comparativo entre  PCCSComparativo entre  PCCS
Comparativo entre PCCS
CSP-Conlutas Correios SC
 
SINTECT/VP Nº 55
SINTECT/VP Nº 55 SINTECT/VP Nº 55
SINTECT/VP Nº 55
CSP-Conlutas Correios SC
 
Informe 042 FENTECT
Informe 042 FENTECTInforme 042 FENTECT
Informe 042 FENTECT
CSP-Conlutas Correios SC
 
Grito On line - orientações do sintect-pe
Grito On line - orientações do sintect-peGrito On line - orientações do sintect-pe
Grito On line - orientações do sintect-pe
CSP-Conlutas Correios SC
 
MP nº 15!
MP nº 15!MP nº 15!
A greve é legal...despacho TST
A greve é legal...despacho TSTA greve é legal...despacho TST
A greve é legal...despacho TST
CSP-Conlutas Correios SC
 

Mais de CSP-Conlutas Correios SC (20)

Quadro das assembléias de votação da contraproposta do comando
Quadro das assembléias de votação da contraproposta do comandoQuadro das assembléias de votação da contraproposta do comando
Quadro das assembléias de votação da contraproposta do comando
 
Ctfen 201
Ctfen 201Ctfen 201
Ctfen 201
 
Ctfen 201
Ctfen 201Ctfen 201
Ctfen 201
 
Manual SD web_fev2011
Manual SD web_fev2011Manual SD web_fev2011
Manual SD web_fev2011
 
Ata do xiv consin 1
Ata do xiv consin 1Ata do xiv consin 1
Ata do xiv consin 1
 
Diário do Senado Federal - 27 outubro 2011
Diário do Senado Federal - 27 outubro 2011Diário do Senado Federal - 27 outubro 2011
Diário do Senado Federal - 27 outubro 2011
 
Constituição da República do Brasil - Artigo 21
Constituição da República do Brasil - Artigo 21Constituição da República do Brasil - Artigo 21
Constituição da República do Brasil - Artigo 21
 
Proposta de Emenda na Constituição
Proposta de Emenda na ConstituiçãoProposta de Emenda na Constituição
Proposta de Emenda na Constituição
 
SINTECT/VP - 56 Novembro
SINTECT/VP - 56 NovembroSINTECT/VP - 56 Novembro
SINTECT/VP - 56 Novembro
 
Despacho TST
Despacho TSTDespacho TST
Despacho TST
 
CT DERET
CT DERETCT DERET
CT DERET
 
Comparativo entre PCCS
Comparativo entre  PCCSComparativo entre  PCCS
Comparativo entre PCCS
 
SINTECT/VP Nº 55
SINTECT/VP Nº 55 SINTECT/VP Nº 55
SINTECT/VP Nº 55
 
Ctfen 306 1
Ctfen 306 1Ctfen 306 1
Ctfen 306 1
 
Informe 042 FENTECT
Informe 042 FENTECTInforme 042 FENTECT
Informe 042 FENTECT
 
Greve e parecer jurídico da FENTECT
Greve e parecer jurídico da FENTECTGreve e parecer jurídico da FENTECT
Greve e parecer jurídico da FENTECT
 
Grito On line - orientações do sintect-pe
Grito On line - orientações do sintect-peGrito On line - orientações do sintect-pe
Grito On line - orientações do sintect-pe
 
Ata TST: FENTECT e ECT
Ata TST: FENTECT e ECTAta TST: FENTECT e ECT
Ata TST: FENTECT e ECT
 
MP nº 15!
MP nº 15!MP nº 15!
MP nº 15!
 
A greve é legal...despacho TST
A greve é legal...despacho TSTA greve é legal...despacho TST
A greve é legal...despacho TST
 

Jornal Oposição Unificada pela Base

  • 1. 2Por um sindicato democrático e de luta 2ACORDO BIANUAL NUNCA MAIS Oposição Unificada Pela Base VOTE A comissão permanente de negociação da FENTECT, em que Geraldinho e Ri- valdo fazem parte já apresentou a reinvindicação do abono de R$ 2 mil. A ECT ainda não aprovou o pagamento do abono porque o SINTECT-SP não mobilizou a ca- tegoria. O compromisso da chapa 2 é mobilizar os trabalhadores em São Paulo e fazer a empresa pagar até dia 15 de dezembro o abono. A chapa 2, Oposição Unificada Pela Base vai lutar por um abono de R$ 2 mil no final do ano. Os trabalhadores dos correios estão sobrecarregados de trabalho, isso porque os correios não abrem con- curso público e continua demitin- do. Essa situação tem levado cente- nas de trabalhadores a ficarem com doenças profissionais. A empresa dos correios tem lu- crado muito e obtido uma melhor qualidade de serviços as custas de uma brutal exploração sobre os trabalhadores, no entanto esses ga- nhos por parte da empresa não tem sido repassado para os trabalhado- res. Por essa razão a empresa tem condições de conceder um abono de R$ 2 mil para todos os trabalha- dores. Com a chapa 2 no sindicato va- mos mobilizar a categoria e cobrar da empresa e do governo o abono de R$ 2 mil, aliás, essa reivindica- ção já foi encaminhada para a em- presa, e até o momento a empresa não deu resposta, além disso, exi- gimos o fim da sobrecarga de traba- lho e abertura imediata de concurso público. Lutar por um abono de R$ 2 mil no final do ano O que a ECT faz com os atendentes é uma verda- deira falta de respeito. Não existe segurança, a jornada de trabalho é incompatível com a atividade e a exigência de metas absurdas são alguns dos exemplos de exploração. A Chapa 2 vai lutar por me- lhores condições de trabalho, pela redução da jornada de trabalho e o fim das metas. Por um ambiente de trabalho saudável vote na Chapa 2, que defende os atendentes. A saúde do trabalhador é muito importante, e de seus dependentes também. Pensando na qualidade de vida dos trabalhadores e familiares a Cha- pa 2 vai lutar para que os hospi- tais voltem a ser credenciados pelo Correios Saúde. A atual direção do sindicato deixou a ECT descredenciar vá- rios hospitais. Com a Chapa 2 essa história vai mudar, vamos cobrar respeito aos trabalhadores e seus familiares. Credenciamento de hospitais Respeito aos atendentesATA DE REUNIÃO ENTRE REPRESENTANTES DA ECT E DA FENTECT - DIA 07/10/2010 Data: 07/10/2010 Local: Sala de Reuniões da DIGEP – Ed. Sede, 18º andar Período: 17h às 18h30 PARTICIPAÇÃO: pela ECT – Luciana Sousa Camargos, Manoel dos Santos Oliveira Cantoara, Antonio Jairo de Meneses, Henrique Jorge Coelho de Carvalho, Moacir Magalhães Martins, Adelbá de Almeida, Rosane Pimentel Magalhães Ferreira, Ana Paula Batista de Oliveira, Joselma Regilda dos Passos e equipe de apoio: Rosiane F. Silva Amaral e Rafael Dias Silva; pela FENTECT – Jose Rivaldo da Silva, Francisco José Nunes, Alexandre Takachi, Jim Marcelo de Oliveira Bahia e Rogério Ferreira Ubine. As partes iniciaram a reunião, com a discussão do calendário estabelecido no dia 14/09/2010, para avaliação da proposta de ajuste feita pela Empresa na última reunião. A Fentect alertou que muitas das novas datas propostas pela Empresa coincidem com o calendário de ações já aprovado pela categoria, ao que a Empresa considerou ser possível fazer as adaptações necessárias. A Fentect propôs a unificação dos Seminários do SINPE, de Assédio Moral e de PLR/PCCS, para o período de 20, 21 e 22/10/10 e solicitou o custeio das passagens dos representantes sindicais pela Empresa. A Empresa considerou que poderá haver algumas dificuldades para a realização dos Seminários de forma unificada, especialmente no que se refere à hospedagem, sugerindo que estes sejam realizados em dois blocos. Se for possível desta forma, submeterá à avaliação da Diretoria o pedido para custeio ATA DE REUNIÃO ENTRE REPRESENTANTES DA ECT E DA FENTECT - DIA 07/10/2010 Data: 07/10/2010 Local: Sala de Reuniões da DIGEP – Ed. Sede, 18º andar Período: 17h às 18h30 PARTICIPAÇÃO: pela ECT – Luciana Sousa Camargos, Manoel dos Santos Oliveira Cantoara, Antonio Jairo de Meneses, Henrique Jorge Coelho de Carvalho, Moacir Magalhães Martins, Adelbá de Almeida, Rosane Pimentel Magalhães Ferreira, Ana Paula Batista de Oliveira, Joselma Regilda dos Passos e equipe de apoio: Rosiane F. Silva Amaral e Rafael Dias Silva; pela FENTECT – Jose Rivaldo da Silva, Francisco José Nunes, Alexandre Takachi, Jim Marcelo de Oliveira Bahia e Rogério Ferreira Ubine. As partes iniciaram a reunião, com a discussão do calendário estabelecido no dia 14/09/2010, para avaliação da proposta de ajuste feita pela Empresa na última reunião. A Fentect alertou que muitas das novas datas propostas pela Empresa coincidem com o calendário de ações já aprovado pela categoria, ao que a Empresa considerou ser possível fazer as adaptações necessárias. A Fentect propôs a unificação dos Seminários do SINPE, de Assédio Moral e de PLR/PCCS, para o período de 20, 21 e 22/10/10 e solicitou o custeio das passagens dos representantes sindicais pela Empresa. A Empresa considerou que poderá haver algumas dificuldades para a realização dos Seminários de forma unificada, especialmente no que se refere à hospedagem, sugerindo que estes sejam realizados em dois blocos. Se for possível desta forma, submeterá à avaliação da Diretoria o pedido para custeio de um dos eventos, ao passo que o outro ficaria por conta das entidades sindicais. As partes acertaram a seguinte proposta de calendário: Seminário SINPE e Assédio Moral – dias 22 e 23/11/2010 e Seminário PCCS e PLR – dia 1/12/2010. Em relação às reuniões previstas, reavaliarão o calendário e encaminharão as propostas por endereço eletrônico para posterior fechamento das datas. Passou-se às discussões relativas ao Plano de Contingência, sendo retificado pela Empresa o número apresentado na reunião anterior relativo à Reabilitação Profissional (681), que é de 607 empregados, mantendo-se a previsão de regularização dos reenquadramentos até 15/10/2010. Após, a Empresa detalhou os quantitativos referentes à contratação de mão de obra temporária – MOT em âmbito nacional, ressaltando que esse recurso será utilizado na área comercial somente na contingência caracterizada pelo processo de substituição das atuais ACFs pelo novo modelo de agências franqueadas, até que a situação seja normalizada. O compromisso da Empresa é de diminuir ao máximo a utilização de MOT, restringindo às situações de extrema necessidade e de maior economicidade, em respeito ao princípio constitucional. Salientou que será necessária a suspensão das férias dos empregados lotados na área operacional e comercial do período de 15/10/2010 a 15/02/2011 e também daqueles lotados na área de gestão de pessoas, no período de 01/11/2010 a 31/03/2011, devendo ser avaliadas as excepcionalidades. Após, a Empresa abordou o fechamento entre as partes de um Termo de Compromisso que contemple todas as questões já discutidas em relação ao Plano de Contingência da Área Comercial, ao que a Fentect manifestou que poderá levar à apreciação das Assembléias o conteúdo de um Termo de Compromisso desde que este contenha, além dos pontos citados, uma cláusula que garanta um abono de R$ 2.000,00 (dois mil reais), em dezembro/2010, a todos os empregados que atuarem no Plano, como forma de valorização e reconhecimento do esforço de cada empregado. A Fentect ressaltou o seu princípio de defesa de uma Empresa de Correios pública e de qualidade e considerou favorável o posicionamento da Empresa em relação à redução da utilização de MOT. A Empresa informou que submeterá a proposta de abono apresentada pela Fentect à avaliação da Diretoria para manifestação posterior. Reiterou o seu posicionamento de que a utilização de MOT é adotada nas situações de extrema necessidade, inclusive com o objetivo de preservar os empregados, evitando o adoecimento e consequente aumento dos índices de Veja abaixo fac-simile da ata solicitando o abono de R$ 2 mil
  • 2. OPOSIÇÃO UNIFICADA PELA BASE: por um sindicato democrático e de luta - Vote Chapa 2 C ompanheiros e companheiras, nós da chapa 2 “Oposição Uni- ficada Pela Base” queremos fazer um debate com toda a categoria a respeito do que vem acontecendo hoje na nossa base. É notório para todos que a atual direção do sindicato não tem compromisso com os trabalhado- res e a luta da categoria. Para se man- ter na estrutura do sindicato adotou uma política de pagar café da manha e churrasco na tentativa de ganhar o apoio dos companheiros. Avaliamos que esta política é pre- judicial aos trabalhadores já que não faz o debate do que esta acontecendo e não organiza os trabalhadores para lutarem pelos seu direitos e só favore- ce a uma minoria da categoria. Temos certeza que a maioria dos trabalhado- res gostariam de ter um sindicato de luta preocupado com as suas questões e demandas e não um sindicato que passa todo o seu mandato sem apare- cer nos setores de trabalho. Isso faz com que em época de eleição sindical a diretoria do SINTECT use o dinheiro de todos para favorecer a minoria. Só para ficar no poder. Entendemos que é importante as comemorações da categoria com o seu sindicato, mas nas datas festivas como fim de ano, festa do carteiro, atenden- te, ott, motoristas etc. Não é o que esta acontecendo. Hoje os churrascos e o café tem um outro objetivo: ganhar seu voto para eles ficarem no poder. Para nós da chapa 2 esta política ca- racteriza corrupção do nosso dinheiro. Portanto pense bem nisso, pois eles estão pagando churrasco com o seu di- nheiro à noite e te traindo durante o dia na sala da direção da empresa. Dê um basta nesta política e vote na chapa que vai mudar esta situação, vote chapa 2 “Oposição Unificada Pela a Base” Comprando voto do trabalhador com churrasco e café da manhã O Sindicato oferece Churrasco e a ect explora você ECT 1- Não prestaram conta do dinheiro dos sócios durante os três anos de mandato; 2- São hoje descaradamente parceiros da direção da empresa, vivem to- mando cafezinho com o diretor regional enquanto este ataca os trabalha- dores; 3- Não fizeram e não fazem nada para barrar a política da empresa de descredenciamento dos hospitais e clinicas; 4- São mais de 20 diretores liberados pagos com o nosso dinheiro para ficarem em casa dormindo, já que nos setores de trabalhos não dão as caras; 5- Não fizeram nada para barrar a implantação do SDE nos CEE’s que ataca o trabalhador e tira direitos, como o adicional noturno; 6- Não lutam para barrar as dobras que está presente em todos os setores; 7- Não lutam contra a sobrecarga de trabalho e as horas extras, que estão trazendo vários problemas para os trabalhadores; 8- Não está defendendo os trabalhadores demitidos por justa causa na DR/SPM 9- Mudaram o estatuto com o objetivo de aplicar justa causa nos sócios que forem contra a eles; A chapa quatro (PCO) rom- peu a oposição porque Anaí Caprone queria ser presidente da chapa da oposição apesar de ser a minoria na oposi- ção. A Anaí participou de toda a elaboração do programa da chapa e de todos os debates sobre a com- posição da chapa, ao final, queria mais cargo o que não foi aceito pelas correntes que hoje compõe a oposição unificada, ai eles rompe- ram a oposição. Essas foram às verdadeiras ra- zões do rompimento do PCO com a chapa 2 Oposição Unificada pela base. A unidade alcançada pela Oposição Unificada pela Base está deixando de- sesperada a chapa três. Essa unidade da CHAPA 2 foi feita através de um programa que colocou acima de tudo a defesa da categoria contra o atrela- mento do sindicato a CTB e a sua polí- tica de parceria com a empresa . A chapa três está isolada, ne- nhuma corrente quer estar junto com a atual diretoria. Ninguém quer ver o sindicato caçando militante da opo- sição, ninguém quer o aumento de mandato da atual diretoria de 3 para 4 anos. Ninguém quer um sindicato que boicota as lutas como aconteceu com o PCCS e a da PLR e ninguém quer o fim do conselho de base. Esse mesmo erro de querer ficar sozinho no sindicato fez eles per- derem o Sindicato dos Metroviários de SP recentemente. Ninguém quer mais o acordo bianual defendido pela atual direção do sindicato. Atual diretoria do sindicato está isolada na categoria É HORA DE MUDAR! VOTE CHAPA 2! DIGA NÃO AO ATRELAMENTO DO SINDICATO A CTB. Na mudança estatutária do SINTECT- SP a diretoria do sindicato (Chapa três) aprovou vários ataques à democracia sindical. Tiraram o poder de decisão do Conselho de Representantes (dele- gados sindicais), e o pior aplicaram o MANPES no estatuto para perseguir o associado. (Veja abaixo)! Mudança no Estatuto aprova justa causa de sócios Veja porque você não deve votar na chapa três Chapa quatro (PCO) divide a oposição e faz jogo da atual diretoria