SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
allet de Repertório

CINDERELA

Nome: Cinderela

Música: Sergei Sergeevich

Coreografia: RostislavZakharov

Libreto: Nikolai Volkov

Estréia: Moscow, 1945.

Sinopse:

Ato I: Cinderela está na cozinha esfregando o chão e sonhando com sua mãe.
Suas meio-irmãs entram e dizem que ela faça o café da manhã. Uma velha
aparece na janela pedindo comida e quando ela vai dar, sua madrasta a
impede, mas Cinderela dá sua própria comida à mulher e fica sem comer nada,
voltando logo a seus sonhos. Logo, Cinderela ouve gritos de excitamento: são
suas meio-irmãs que receberam uma carta do palácio e ordenam que
Cinderela o leia. A carta é, na verdade, um convite para o baile real do príncipe.
A madrasta e as irmãs vão até a cidade providenciar roupas e acessórios para
o baile e Cinderela fica com os ratos, sendo consolada por eles, que fazem um
vestido para ela. A mulher que havia pedido comida aparece e se transforma
em uma fada e transforma as vestes de Cinderela em um lindo vestido, uma
abóbora em uma carruagem e os ratos em cavalos. A fada diz a Cinderela que
ela pode ir ao baile, mas que deve voltar antes da meia-noite e lhe dá um par
de sapatos feitos de cristal.

Ato II: No baile, A madrasta e as irmãs de Cinderela chegam atrasadas e
tentam chamar a atenção do príncipe, mas nesse momento chega Cinderela e
o príncipe fica encantado por sua beleza. Os dois dançam e Cinderela se
distrai, se esquecendo de que deve voltar à meia-noite. O relógio começa a
badalar e Cinderela sai apressadamente antes que suas roupas voltem a ser
farrapos, em sua pressa, ela deixa cair um dos sapatos dos pés, que é
encontrado pelo príncipe na escadaria. No dia seguinte, o príncipe ordena uma
busca por todo o reino, ele vai de casa em casa para que as moças do reino
experimentem o sapato. Quando chega na casa de Cinderela as irmãs vão logo
experimentar o sapato enquanto Cinderela está trancada pela madrasta para
que não possa experimentar o sapato. Como o sapato não coube em nenhuma
de suas filhas, a madrasta também o prova, forçando seu pé para que ele entre
no sapato. Como ela consegue, o príncipe se dispõe as casara com ela, mas
Cinderela, avisada pelos ratos, começa a gritar. O príncipe, sabendo que ainda
há uma moça na casa, libera Cinderela, que prova o sapato, o qual se encaixa
perfeitamente. O príncipe leva Cinderela para seu castelo, onde um
maravilhoso casamento é celebrado.



                               ESMERALDA



Nome: Esmeralda

Música: CesarePugni

Coreografia: Jules Perrot

Libreto: Jules Perrot

Estréia: Teatro de sua Magestade, em Londres, dia 09 de março de 1844.

Sinopse:

Bailado em três atos e cinco cenas. O bailado é inspirado no conhecidissímo
romance NotreDame de Paris, de Victor Hugo. Ação transcorre em Paris no
século XV.

Ato I: O Pátio dos Milagres ao entardecer.Os mendigos encontram-se numa
algazarra geral, sob a presidência de Clopin, o rei dos mendigos. O poeta
Pierre de Gringoire é trazido a sua presença. Os outros o revistam, e como só
encontram um poema no seus bolsos, ficam irritados. Clopin condena Gringoire
à morte. Dá-lhe, contudo a opção de se encontrar uma mulher que queira
desposá-los, e será livre. Ninguém se apresenta. Nesse momento, entra
Esmeralda, a cigana. A jovem se compadece da situação do poeta e concorda
em casar-se com ele. Segue- se uma dança para comemorar o consórcio.
Frollo se aproxima de Clopin e lhe confessa que ama Esmeralda. O chefe
concorda em ceder a cigana. Claude confessa seu amor A Esmeralda. Ouve-se
o toque de recolher. Claude chama Quasímodo para ajudá-lo a pegar
esmeralda. Os dois se atiram sobre a cigana. Nesse momento, entra uma
guarda com Phoebus á frente. Frolllo consegue fugir a Quasímodo é preso.
Esmeralda e Phoebus trocam olhares, e a jovem lhe conta sua vida. Esmeralda
intercede pelo corcunda e consegue sua libertação. A cigana foge dos beijos e
abraços do capitão, elevando consigo uma faixa Phoebus.

Ato II: Primeira Cena- Um pequeno quarto, pobremente mobiliado. É o quarto
de Esmeralda. A cigana entra, com a faixa de Phoebus na mão. Com o olhar
perdido, forma o nome do capitão com umas letras na mesa. Entra Gringoire,
julgando que aquele abandono de Esmeralda significa amor por ele. Tenta
agarrá-la, mas ela se livra, toma de um punhal e o ameaça. Esmeralda diz que
só o desposou por piedade. Gringoire sai decepcionado. Pouco depois
aparecem Frollo e Quasímodo. Claude declara seu amor a Esmeralda, mas
está mostra o nome de Phoebus. Esmeralda foge. Frollo sai-lhe ao encalço,
mas surge Gringoire. Claude tenta apunhalá-lo, mas é detido por Quasímodo,
que jura vingar-se de Phoebus. Segunda Cena-Jardin da Mansão de
Gondelaurier, onde se fazem os preparativos para o casamento de Fleur de
Lys com Phoebus. Fleur de Lys dança com suas amigas. Entra o noivo, que
beija, indiferente, a mão da prometida. Esmeralda vem dançar, acompanhada
por Gringoire. Phoebus demonstra seu sentimento, o que enfurece a noiva,
principalmente depois que vê a faixa de Phoebus com a cigana. Fleur de Lys
arrebata a faixa de Esmeralda, mas cai ao chão, desmaiada. Enquanto a levam
para casa, Gringoire protege a saída de Esmeralda, seguidos depois por
Phoebus.

Ato III:aposentado em uma taberna, com uma janela que dá para o rio. É noite
Entra Clopin, com um archote à mão, seguido por Frollo. Clopin indica um
esconderijo, e Claude entra ali, com um punhal. Pouco depois, chegam
Phoebus e Esmeralda. O capitão pergunta à jovem como é que ela pode amar
dois homens ao mesmo tempo. Esmeralda, tomando uma pluma e soprando-a
diz que seu amor é como uma pluma ao vento. Ciumento, Frollo salta sobre os
dois com um punhal na mão. Phoebus puxa Esmeralda para um quarto.
Ouvem-se um tiro e a queda de um corpo. Frollo sai correndo e salta pela
janela. Esmeralda cai no chão, desmaiada. Clopin invade o recinto, seguido por
outras pessoas. Acusa Esmeralda por assassinato. A cigana é presa, apesar
de seus protestos alguém, e os críticos de ballet ainda se lamentam de que os
outros bailarinos não o fizeram: o famoso salto por cima peitoril da janela. A
jovem e a rosa dançam no sonho. Aos poucos, tudo vai se acabando. O
espectro da rosa sai pela janela, a moça acorda, percebe que tudo não passou
de um sonho e aperta a rosa contra o seio.



                              HARLEQUINADE



Nome: Harlequinade - Ballet em 3 atos e cinco cenas

Música: Riccardo Drigo

Coreografia: OlegVinogradov e MariusPetipa.

Libreto: Jules Perrot

Estréia: A primeira apresentação foi no Teatro de Hermitage de São
Petersburgo, em 10 de fevereiro de 1900.

Sinopse:

        É o pico do Carnaval de Veneza, um dia único no ano. Os trajes bonitos,
farristas mascarados, música, dança... Colombina está no balcão de sua casa,
prestando atenção à agitação das preparações finais para as festividades.
Após fugir da casa, ela desaparece na multidão mascarada de farristas
dançando. O pai de Colombina, Cassandre, agarra-a pela mão e tenta conduzi-
la para trás da casa e impedir que ela se junte à celebração. Ela tem que
esperar seu noivo, o mercante rico Leandre. Cassandre determina que
Colombina se casará com Leandre. Entretanto, Colombina está apaixonada
pelo simples e bom de coração Harlequin, e opõe-se ao plano de seu pai de
casar-se com Leandre. Cassandre trava a porta e ordena que seu empregado
Pierrô não dê a chave a ninguém.

      A amiga de Colombina, Pierretta, que foi incapaz de encontrar
Colombina no carnaval, a encontra finalmente sozinha em seu balcão, e fica
sabendo que Pierrô tem a chave. Com um beijo, ela consegue pegar a chave
de Pierrô. Harlequin e seus amigos, que não conseguiram encontrar Colombina
no Carnaval, vêm à sua casa e cantam um linda serenata à ela. Pierretta abre
a porta para Harlequin, e Harlequin e Colombina têm finalmente uma
possibilidade de compartilharem alguns momentos felizes.

        Quando Cassandre retorna para casa e encontra Colombina nos braços
de Harlequin, fica muito irritado. Ele encontrou um noivo maravilhoso para sua
filha e determina que ela se case com o homem que ele escolheu. Cassandre
ordena que seus empregados retirem Harlequin da casa, e ordena-os mais
uma vez para que Colombina não saia de casa. Harlequin está muito
decepcionado. Ele pensa como tirar Colombina da casa e salvá-la, e de como
conseguir a permissão de Cassandre para casar-se com ela.

       A rainha do carnaval, Fierina, chega na praça da cidade, carregada por
empregados em um palanque. Ela pergunta para Harlequin por que ele chora
no meio do carnaval. Ele conta sua triste história a Fierina, e ela oferece ajuda,
convidando-o a juntar-se aos soldados que a acompanham.Enquanto isso, uma
figura cômica que carrega um bandolim aproxima-se da casa de Cassandre.
Nada mais é do que Leandre, quem Cassandre escolheu para casar-se com
Colombina. Ele veio tentar atrair a atenção de Colombina com uma serenata.
Entretanto, suas tentativas de romance não trazem nada mais do que risos de
Colombina. Cassandre faz o melhor para certificar-se que sua filha escute o
dissonante Leandre, mas Colombina tampa as suas orelhas, e redobra sua
determinação para encontrar uma maneira de escapar do balcão.

       Neste momento, os empregados avisam que um importante visitante
chegou. O convidado de Cassandre é Fierina, rainha do carnaval. Fierina
pergunta a Cassandre se ele arranjou um casamento para sua filha. Cassandre
traz o noivo de Colombina, Leandre, mas Colombina aparece nesse momento
e expressa sua objeção à escolha do seu pai, dizendo que está apaixonada por
Harlequin. Cassandre diz que não pode consentir o seu casamento com
Harlequin porque ele não tem nada. Fierina informa-o que Harlequin recebeu
uma grande herança. Harlequin carrega uma grande caixa de jóias, e, quando
a abre, Cassandre se surpreende com o magnífico conteúdo. Insultado,
Leandre começa a brigar com Harlequin. Harlequin ganha a luta. Agora não
existe nenhum obstáculo à felicidade de Colombina. Os dois amantes oferecem
sua gratidão a Fierina e o Carnaval continua.
tividades do CONEXART:

1. Copie três vezes cada um dos passos ditados e descreva seu
   signifacado:
2. Quais são os benefícios do ballet:
3. Qual a história do ballet clássico:
4. Desenhe ou resuma um dos ballets de repertório aprendidos esse ano:
5. Indique as posições do corpo na sala:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

09 pretty little liars retorcidas - (vol.9) - sara shepard
09 pretty little liars   retorcidas - (vol.9) - sara shepard09 pretty little liars   retorcidas - (vol.9) - sara shepard
09 pretty little liars retorcidas - (vol.9) - sara shepardEucclydes2Pinnheiro
 
13 pretty little liars esmagadas - (vol. 13) - sarah shepard
13 pretty little liars   esmagadas - (vol. 13) - sarah shepard13 pretty little liars   esmagadas - (vol. 13) - sarah shepard
13 pretty little liars esmagadas - (vol. 13) - sarah shepardEucclydes2Pinnheiro
 
12. burned [queimadas]
12. burned [queimadas]12. burned [queimadas]
12. burned [queimadas]Talles Lisboa
 
Candace camp trilogia dos aincourt 03
Candace camp trilogia dos aincourt 03Candace camp trilogia dos aincourt 03
Candace camp trilogia dos aincourt 03Andreia
 
Vampire kisses livro #07 amo mordidas ((ellen schreiber)
Vampire kisses livro #07   amo mordidas ((ellen schreiber)Vampire kisses livro #07   amo mordidas ((ellen schreiber)
Vampire kisses livro #07 amo mordidas ((ellen schreiber)Profester
 
Osmaias captulos2-130209140557-phpapp01 (1)
Osmaias captulos2-130209140557-phpapp01 (1)Osmaias captulos2-130209140557-phpapp01 (1)
Osmaias captulos2-130209140557-phpapp01 (1)Zita Dias
 
Artur azevedo o asa-negra
Artur azevedo   o asa-negraArtur azevedo   o asa-negra
Artur azevedo o asa-negraTulipa Zoá
 
Capitulo9 a queda da princesa de gales
Capitulo9   a queda da princesa de galesCapitulo9   a queda da princesa de gales
Capitulo9 a queda da princesa de galesRodrigo de Feo Vieira
 
03 perdição em roma - sylvain reynard
03   perdição em roma - sylvain reynard03   perdição em roma - sylvain reynard
03 perdição em roma - sylvain reynardKELLYSANTOS965792
 
Barbara cartland à procura de uma noiva
Barbara cartland   à procura de uma noivaBarbara cartland   à procura de uma noiva
Barbara cartland à procura de uma noivaAriovaldo Cunha
 
Brigite - Sexo, Amor & Crime
Brigite - Sexo, Amor & CrimeBrigite - Sexo, Amor & Crime
Brigite - Sexo, Amor & CrimeAngelo Tomasini
 
12702292 mestre-finezas-de-manuel-da-fonseca imprimir
12702292 mestre-finezas-de-manuel-da-fonseca imprimir12702292 mestre-finezas-de-manuel-da-fonseca imprimir
12702292 mestre-finezas-de-manuel-da-fonseca imprimirAldira Paula Cibrão Ribeiro
 
Barbara cartland a caminho do exilio
Barbara cartland   a caminho do exilioBarbara cartland   a caminho do exilio
Barbara cartland a caminho do exilioAriovaldo Cunha
 
70 anne mather - um desejo a mais (paixao 70)
70   anne mather - um desejo a mais (paixao 70)70   anne mather - um desejo a mais (paixao 70)
70 anne mather - um desejo a mais (paixao 70)Larissa Alves
 

Mais procurados (20)

09 pretty little liars retorcidas - (vol.9) - sara shepard
09 pretty little liars   retorcidas - (vol.9) - sara shepard09 pretty little liars   retorcidas - (vol.9) - sara shepard
09 pretty little liars retorcidas - (vol.9) - sara shepard
 
13 pretty little liars esmagadas - (vol. 13) - sarah shepard
13 pretty little liars   esmagadas - (vol. 13) - sarah shepard13 pretty little liars   esmagadas - (vol. 13) - sarah shepard
13 pretty little liars esmagadas - (vol. 13) - sarah shepard
 
12. burned [queimadas]
12. burned [queimadas]12. burned [queimadas]
12. burned [queimadas]
 
Candace camp trilogia dos aincourt 03
Candace camp trilogia dos aincourt 03Candace camp trilogia dos aincourt 03
Candace camp trilogia dos aincourt 03
 
79
7979
79
 
Vampire kisses livro #07 amo mordidas ((ellen schreiber)
Vampire kisses livro #07   amo mordidas ((ellen schreiber)Vampire kisses livro #07   amo mordidas ((ellen schreiber)
Vampire kisses livro #07 amo mordidas ((ellen schreiber)
 
A tribuna alma
A tribuna almaA tribuna alma
A tribuna alma
 
Osmaias captulos2-130209140557-phpapp01 (1)
Osmaias captulos2-130209140557-phpapp01 (1)Osmaias captulos2-130209140557-phpapp01 (1)
Osmaias captulos2-130209140557-phpapp01 (1)
 
Perigosa atração
Perigosa atraçãoPerigosa atração
Perigosa atração
 
Artur azevedo o asa-negra
Artur azevedo   o asa-negraArtur azevedo   o asa-negra
Artur azevedo o asa-negra
 
Capitulo9 a queda da princesa de gales
Capitulo9   a queda da princesa de galesCapitulo9   a queda da princesa de gales
Capitulo9 a queda da princesa de gales
 
03 perdição em roma - sylvain reynard
03   perdição em roma - sylvain reynard03   perdição em roma - sylvain reynard
03 perdição em roma - sylvain reynard
 
Barbara cartland à procura de uma noiva
Barbara cartland   à procura de uma noivaBarbara cartland   à procura de uma noiva
Barbara cartland à procura de uma noiva
 
Brigite - Sexo, Amor & Crime
Brigite - Sexo, Amor & CrimeBrigite - Sexo, Amor & Crime
Brigite - Sexo, Amor & Crime
 
93
9393
93
 
Contos pechosos
Contos pechososContos pechosos
Contos pechosos
 
12702292 mestre-finezas-de-manuel-da-fonseca imprimir
12702292 mestre-finezas-de-manuel-da-fonseca imprimir12702292 mestre-finezas-de-manuel-da-fonseca imprimir
12702292 mestre-finezas-de-manuel-da-fonseca imprimir
 
Rei Arthur
Rei ArthurRei Arthur
Rei Arthur
 
Barbara cartland a caminho do exilio
Barbara cartland   a caminho do exilioBarbara cartland   a caminho do exilio
Barbara cartland a caminho do exilio
 
70 anne mather - um desejo a mais (paixao 70)
70   anne mather - um desejo a mais (paixao 70)70   anne mather - um desejo a mais (paixao 70)
70 anne mather - um desejo a mais (paixao 70)
 

Semelhante a Cinderela e Esmeralda

Semelhante a Cinderela e Esmeralda (16)

Contos clássicos slides 6 b
Contos clássicos slides 6 bContos clássicos slides 6 b
Contos clássicos slides 6 b
 
A verdade sobre os contos de fadas e outros arquivos relacionados
A verdade sobre os contos de fadas e outros arquivos relacionadosA verdade sobre os contos de fadas e outros arquivos relacionados
A verdade sobre os contos de fadas e outros arquivos relacionados
 
Módulo 7 caso pratico 1 bodas de figaro
Módulo 7   caso pratico 1 bodas de figaroMódulo 7   caso pratico 1 bodas de figaro
Módulo 7 caso pratico 1 bodas de figaro
 
Barbara cartland a derrota de lady lorinda
Barbara cartland   a derrota de lady lorindaBarbara cartland   a derrota de lady lorinda
Barbara cartland a derrota de lady lorinda
 
06. Cinderela Autor Hermanos Grimm.pdf
06. Cinderela  Autor Hermanos Grimm.pdf06. Cinderela  Autor Hermanos Grimm.pdf
06. Cinderela Autor Hermanos Grimm.pdf
 
Peça teatral: A Cinderela
Peça teatral: A CinderelaPeça teatral: A Cinderela
Peça teatral: A Cinderela
 
CINDERELA.docx
CINDERELA.docxCINDERELA.docx
CINDERELA.docx
 
Anexo planejamento - Merces
Anexo planejamento - MercesAnexo planejamento - Merces
Anexo planejamento - Merces
 
"O Rapaz de bronze"
"O Rapaz de bronze""O Rapaz de bronze"
"O Rapaz de bronze"
 
Cinderela
CinderelaCinderela
Cinderela
 
Cinderela
CinderelaCinderela
Cinderela
 
A gata borralheira
A gata borralheiraA gata borralheira
A gata borralheira
 
Cinderela
CinderelaCinderela
Cinderela
 
Os Maias-Capitulo 9
Os Maias-Capitulo 9Os Maias-Capitulo 9
Os Maias-Capitulo 9
 
Figurinos
FigurinosFigurinos
Figurinos
 
Noite na taverna - análise
Noite na taverna - análiseNoite na taverna - análise
Noite na taverna - análise
 

Mais de conexart

Boletim 2013 wesley gonçalves florentino
Boletim 2013   wesley gonçalves florentinoBoletim 2013   wesley gonçalves florentino
Boletim 2013 wesley gonçalves florentinoconexart
 
Boletim 2013 mateus patriota
Boletim 2013   mateus patriotaBoletim 2013   mateus patriota
Boletim 2013 mateus patriotaconexart
 
Tarefa 2º ano
Tarefa 2º anoTarefa 2º ano
Tarefa 2º anoconexart
 
Cadencia harmonica
Cadencia harmonicaCadencia harmonica
Cadencia harmonicaconexart
 
Cadencia harmonica
Cadencia harmonicaCadencia harmonica
Cadencia harmonicaconexart
 
Gnr sweet child o' mine (without chords - guitar tabs)
Gnr   sweet child o' mine (without chords - guitar tabs)Gnr   sweet child o' mine (without chords - guitar tabs)
Gnr sweet child o' mine (without chords - guitar tabs)conexart
 
Songbook -as_101_melhores_canções_do_século_xx_-_vol._1_-_almir_chediak
Songbook  -as_101_melhores_canções_do_século_xx_-_vol._1_-_almir_chediakSongbook  -as_101_melhores_canções_do_século_xx_-_vol._1_-_almir_chediak
Songbook -as_101_melhores_canções_do_século_xx_-_vol._1_-_almir_chediakconexart
 
Nelson faria - Acordes Arpejos e Escalas para violão e guitarra
Nelson faria - Acordes Arpejos e Escalas para violão e guitarraNelson faria - Acordes Arpejos e Escalas para violão e guitarra
Nelson faria - Acordes Arpejos e Escalas para violão e guitarraconexart
 
Borboletas (Victor e Léo)
Borboletas (Victor e Léo)Borboletas (Victor e Léo)
Borboletas (Victor e Léo)conexart
 
Aula experimental - Violão/Guitarra
Aula experimental - Violão/GuitarraAula experimental - Violão/Guitarra
Aula experimental - Violão/Guitarraconexart
 
1ª tarefa conexart 2013
1ª tarefa conexart 20131ª tarefa conexart 2013
1ª tarefa conexart 2013conexart
 
Noite feliz
Noite felizNoite feliz
Noite felizconexart
 

Mais de conexart (12)

Boletim 2013 wesley gonçalves florentino
Boletim 2013   wesley gonçalves florentinoBoletim 2013   wesley gonçalves florentino
Boletim 2013 wesley gonçalves florentino
 
Boletim 2013 mateus patriota
Boletim 2013   mateus patriotaBoletim 2013   mateus patriota
Boletim 2013 mateus patriota
 
Tarefa 2º ano
Tarefa 2º anoTarefa 2º ano
Tarefa 2º ano
 
Cadencia harmonica
Cadencia harmonicaCadencia harmonica
Cadencia harmonica
 
Cadencia harmonica
Cadencia harmonicaCadencia harmonica
Cadencia harmonica
 
Gnr sweet child o' mine (without chords - guitar tabs)
Gnr   sweet child o' mine (without chords - guitar tabs)Gnr   sweet child o' mine (without chords - guitar tabs)
Gnr sweet child o' mine (without chords - guitar tabs)
 
Songbook -as_101_melhores_canções_do_século_xx_-_vol._1_-_almir_chediak
Songbook  -as_101_melhores_canções_do_século_xx_-_vol._1_-_almir_chediakSongbook  -as_101_melhores_canções_do_século_xx_-_vol._1_-_almir_chediak
Songbook -as_101_melhores_canções_do_século_xx_-_vol._1_-_almir_chediak
 
Nelson faria - Acordes Arpejos e Escalas para violão e guitarra
Nelson faria - Acordes Arpejos e Escalas para violão e guitarraNelson faria - Acordes Arpejos e Escalas para violão e guitarra
Nelson faria - Acordes Arpejos e Escalas para violão e guitarra
 
Borboletas (Victor e Léo)
Borboletas (Victor e Léo)Borboletas (Victor e Léo)
Borboletas (Victor e Léo)
 
Aula experimental - Violão/Guitarra
Aula experimental - Violão/GuitarraAula experimental - Violão/Guitarra
Aula experimental - Violão/Guitarra
 
1ª tarefa conexart 2013
1ª tarefa conexart 20131ª tarefa conexart 2013
1ª tarefa conexart 2013
 
Noite feliz
Noite felizNoite feliz
Noite feliz
 

Cinderela e Esmeralda

  • 1. allet de Repertório CINDERELA Nome: Cinderela Música: Sergei Sergeevich Coreografia: RostislavZakharov Libreto: Nikolai Volkov Estréia: Moscow, 1945. Sinopse: Ato I: Cinderela está na cozinha esfregando o chão e sonhando com sua mãe. Suas meio-irmãs entram e dizem que ela faça o café da manhã. Uma velha aparece na janela pedindo comida e quando ela vai dar, sua madrasta a impede, mas Cinderela dá sua própria comida à mulher e fica sem comer nada, voltando logo a seus sonhos. Logo, Cinderela ouve gritos de excitamento: são suas meio-irmãs que receberam uma carta do palácio e ordenam que Cinderela o leia. A carta é, na verdade, um convite para o baile real do príncipe. A madrasta e as irmãs vão até a cidade providenciar roupas e acessórios para o baile e Cinderela fica com os ratos, sendo consolada por eles, que fazem um vestido para ela. A mulher que havia pedido comida aparece e se transforma em uma fada e transforma as vestes de Cinderela em um lindo vestido, uma abóbora em uma carruagem e os ratos em cavalos. A fada diz a Cinderela que ela pode ir ao baile, mas que deve voltar antes da meia-noite e lhe dá um par de sapatos feitos de cristal. Ato II: No baile, A madrasta e as irmãs de Cinderela chegam atrasadas e tentam chamar a atenção do príncipe, mas nesse momento chega Cinderela e o príncipe fica encantado por sua beleza. Os dois dançam e Cinderela se distrai, se esquecendo de que deve voltar à meia-noite. O relógio começa a badalar e Cinderela sai apressadamente antes que suas roupas voltem a ser farrapos, em sua pressa, ela deixa cair um dos sapatos dos pés, que é encontrado pelo príncipe na escadaria. No dia seguinte, o príncipe ordena uma busca por todo o reino, ele vai de casa em casa para que as moças do reino experimentem o sapato. Quando chega na casa de Cinderela as irmãs vão logo experimentar o sapato enquanto Cinderela está trancada pela madrasta para que não possa experimentar o sapato. Como o sapato não coube em nenhuma de suas filhas, a madrasta também o prova, forçando seu pé para que ele entre no sapato. Como ela consegue, o príncipe se dispõe as casara com ela, mas Cinderela, avisada pelos ratos, começa a gritar. O príncipe, sabendo que ainda há uma moça na casa, libera Cinderela, que prova o sapato, o qual se encaixa
  • 2. perfeitamente. O príncipe leva Cinderela para seu castelo, onde um maravilhoso casamento é celebrado. ESMERALDA Nome: Esmeralda Música: CesarePugni Coreografia: Jules Perrot Libreto: Jules Perrot Estréia: Teatro de sua Magestade, em Londres, dia 09 de março de 1844. Sinopse: Bailado em três atos e cinco cenas. O bailado é inspirado no conhecidissímo romance NotreDame de Paris, de Victor Hugo. Ação transcorre em Paris no século XV. Ato I: O Pátio dos Milagres ao entardecer.Os mendigos encontram-se numa algazarra geral, sob a presidência de Clopin, o rei dos mendigos. O poeta Pierre de Gringoire é trazido a sua presença. Os outros o revistam, e como só encontram um poema no seus bolsos, ficam irritados. Clopin condena Gringoire à morte. Dá-lhe, contudo a opção de se encontrar uma mulher que queira desposá-los, e será livre. Ninguém se apresenta. Nesse momento, entra Esmeralda, a cigana. A jovem se compadece da situação do poeta e concorda em casar-se com ele. Segue- se uma dança para comemorar o consórcio. Frollo se aproxima de Clopin e lhe confessa que ama Esmeralda. O chefe concorda em ceder a cigana. Claude confessa seu amor A Esmeralda. Ouve-se o toque de recolher. Claude chama Quasímodo para ajudá-lo a pegar esmeralda. Os dois se atiram sobre a cigana. Nesse momento, entra uma guarda com Phoebus á frente. Frolllo consegue fugir a Quasímodo é preso. Esmeralda e Phoebus trocam olhares, e a jovem lhe conta sua vida. Esmeralda intercede pelo corcunda e consegue sua libertação. A cigana foge dos beijos e abraços do capitão, elevando consigo uma faixa Phoebus. Ato II: Primeira Cena- Um pequeno quarto, pobremente mobiliado. É o quarto de Esmeralda. A cigana entra, com a faixa de Phoebus na mão. Com o olhar perdido, forma o nome do capitão com umas letras na mesa. Entra Gringoire, julgando que aquele abandono de Esmeralda significa amor por ele. Tenta agarrá-la, mas ela se livra, toma de um punhal e o ameaça. Esmeralda diz que só o desposou por piedade. Gringoire sai decepcionado. Pouco depois aparecem Frollo e Quasímodo. Claude declara seu amor a Esmeralda, mas está mostra o nome de Phoebus. Esmeralda foge. Frollo sai-lhe ao encalço,
  • 3. mas surge Gringoire. Claude tenta apunhalá-lo, mas é detido por Quasímodo, que jura vingar-se de Phoebus. Segunda Cena-Jardin da Mansão de Gondelaurier, onde se fazem os preparativos para o casamento de Fleur de Lys com Phoebus. Fleur de Lys dança com suas amigas. Entra o noivo, que beija, indiferente, a mão da prometida. Esmeralda vem dançar, acompanhada por Gringoire. Phoebus demonstra seu sentimento, o que enfurece a noiva, principalmente depois que vê a faixa de Phoebus com a cigana. Fleur de Lys arrebata a faixa de Esmeralda, mas cai ao chão, desmaiada. Enquanto a levam para casa, Gringoire protege a saída de Esmeralda, seguidos depois por Phoebus. Ato III:aposentado em uma taberna, com uma janela que dá para o rio. É noite Entra Clopin, com um archote à mão, seguido por Frollo. Clopin indica um esconderijo, e Claude entra ali, com um punhal. Pouco depois, chegam Phoebus e Esmeralda. O capitão pergunta à jovem como é que ela pode amar dois homens ao mesmo tempo. Esmeralda, tomando uma pluma e soprando-a diz que seu amor é como uma pluma ao vento. Ciumento, Frollo salta sobre os dois com um punhal na mão. Phoebus puxa Esmeralda para um quarto. Ouvem-se um tiro e a queda de um corpo. Frollo sai correndo e salta pela janela. Esmeralda cai no chão, desmaiada. Clopin invade o recinto, seguido por outras pessoas. Acusa Esmeralda por assassinato. A cigana é presa, apesar de seus protestos alguém, e os críticos de ballet ainda se lamentam de que os outros bailarinos não o fizeram: o famoso salto por cima peitoril da janela. A jovem e a rosa dançam no sonho. Aos poucos, tudo vai se acabando. O espectro da rosa sai pela janela, a moça acorda, percebe que tudo não passou de um sonho e aperta a rosa contra o seio. HARLEQUINADE Nome: Harlequinade - Ballet em 3 atos e cinco cenas Música: Riccardo Drigo Coreografia: OlegVinogradov e MariusPetipa. Libreto: Jules Perrot Estréia: A primeira apresentação foi no Teatro de Hermitage de São Petersburgo, em 10 de fevereiro de 1900. Sinopse: É o pico do Carnaval de Veneza, um dia único no ano. Os trajes bonitos, farristas mascarados, música, dança... Colombina está no balcão de sua casa, prestando atenção à agitação das preparações finais para as festividades. Após fugir da casa, ela desaparece na multidão mascarada de farristas
  • 4. dançando. O pai de Colombina, Cassandre, agarra-a pela mão e tenta conduzi- la para trás da casa e impedir que ela se junte à celebração. Ela tem que esperar seu noivo, o mercante rico Leandre. Cassandre determina que Colombina se casará com Leandre. Entretanto, Colombina está apaixonada pelo simples e bom de coração Harlequin, e opõe-se ao plano de seu pai de casar-se com Leandre. Cassandre trava a porta e ordena que seu empregado Pierrô não dê a chave a ninguém. A amiga de Colombina, Pierretta, que foi incapaz de encontrar Colombina no carnaval, a encontra finalmente sozinha em seu balcão, e fica sabendo que Pierrô tem a chave. Com um beijo, ela consegue pegar a chave de Pierrô. Harlequin e seus amigos, que não conseguiram encontrar Colombina no Carnaval, vêm à sua casa e cantam um linda serenata à ela. Pierretta abre a porta para Harlequin, e Harlequin e Colombina têm finalmente uma possibilidade de compartilharem alguns momentos felizes. Quando Cassandre retorna para casa e encontra Colombina nos braços de Harlequin, fica muito irritado. Ele encontrou um noivo maravilhoso para sua filha e determina que ela se case com o homem que ele escolheu. Cassandre ordena que seus empregados retirem Harlequin da casa, e ordena-os mais uma vez para que Colombina não saia de casa. Harlequin está muito decepcionado. Ele pensa como tirar Colombina da casa e salvá-la, e de como conseguir a permissão de Cassandre para casar-se com ela. A rainha do carnaval, Fierina, chega na praça da cidade, carregada por empregados em um palanque. Ela pergunta para Harlequin por que ele chora no meio do carnaval. Ele conta sua triste história a Fierina, e ela oferece ajuda, convidando-o a juntar-se aos soldados que a acompanham.Enquanto isso, uma figura cômica que carrega um bandolim aproxima-se da casa de Cassandre. Nada mais é do que Leandre, quem Cassandre escolheu para casar-se com Colombina. Ele veio tentar atrair a atenção de Colombina com uma serenata. Entretanto, suas tentativas de romance não trazem nada mais do que risos de Colombina. Cassandre faz o melhor para certificar-se que sua filha escute o dissonante Leandre, mas Colombina tampa as suas orelhas, e redobra sua determinação para encontrar uma maneira de escapar do balcão. Neste momento, os empregados avisam que um importante visitante chegou. O convidado de Cassandre é Fierina, rainha do carnaval. Fierina pergunta a Cassandre se ele arranjou um casamento para sua filha. Cassandre traz o noivo de Colombina, Leandre, mas Colombina aparece nesse momento e expressa sua objeção à escolha do seu pai, dizendo que está apaixonada por Harlequin. Cassandre diz que não pode consentir o seu casamento com Harlequin porque ele não tem nada. Fierina informa-o que Harlequin recebeu uma grande herança. Harlequin carrega uma grande caixa de jóias, e, quando a abre, Cassandre se surpreende com o magnífico conteúdo. Insultado, Leandre começa a brigar com Harlequin. Harlequin ganha a luta. Agora não existe nenhum obstáculo à felicidade de Colombina. Os dois amantes oferecem sua gratidão a Fierina e o Carnaval continua.
  • 5. tividades do CONEXART: 1. Copie três vezes cada um dos passos ditados e descreva seu signifacado: 2. Quais são os benefícios do ballet: 3. Qual a história do ballet clássico: 4. Desenhe ou resuma um dos ballets de repertório aprendidos esse ano: 5. Indique as posições do corpo na sala: