O slideshow foi denunciado.

Boletim Informativo

3.126 visualizações

Publicada em

Boletim do condominio

Publicada em: Negócios, Diversão e humor
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Boletim Informativo

  1. 1. Boletim Informativo Fevereiro 2010 Volume 1, Edição 1 Condomínio Edifício Dr. Armando de Arruda Pereira Para-raios Rua Japurá, 55/109 – Bela Vista – São Paulo – SP Tel: 3105-4937– e-mail: condominiodrarmando@terra.com.br Blog: http://condominiodrarmando.blogspot.com/ Serviços executados entre nov/2008 a dez/2009 1. Implantação da brigada de incêndio; 2. Conserto da caixa de telefone que estava em curto-circuito, finais 23 e 36; 3. Troca dos conduítes da rede de telefone dos apartamentos 1020/1022 que estavam bloqueados (parte externa); 4. Troca de coluna de água fria de banheiro dos aptos 128; 205; 206; 228; 405; 406; 426; 626; 816; 826; 829; 1006; 1016; 1029; 1206; 1216; 1229; 1406 e 1429; 5. Troca de coluna de água fria de cozinha dos aptos 102; 202; 204; 214; 412; 1004; 1009; 1204; 1209; 1211; 1404; 6. Troca de coluna de esgoto de pia de cozinha dos apartamentos 102; 104; 204; 214; 412; 822; 1009; 1022; 1204; 1209; 1211 e 1404; “Sistema do para-raio: 7. Troca de coluna de águas fluviais do terraço até o apartamento 1425; adequações às 8. Compra de rádios comunicadores; normas atuais.” 9. Compra de um espelho e de um aparador; 10. Conserto do portão da garagem, do corrimão e da grade do boulevard; 11. Descupinização das áreas comuns, das luminárias e da junta de dilatação; Guarda-corpo 12. Recarga e reposição dos extintores, compra e testes de mangueiras dos hidrantes; 13. Implantação de 2 guarda-corpos no terraço para o acesso às caixas d’água (ala 55 e 109); 14. Instalação de amplificadores dos canais de UHF; 15. Instalação de sensores de presença nos andares 2º, 4º e 6º; 16. Lavagem das pastilhas e reposição dos tijolos de vidro dos andares; 17. Licença anual dos elevadores; 18. Compra de materiais elétricos para instalação de câmeras e fiação da garagem externa; 19. Compra de diversos materiais elétricos, hidráulicos e para pintura; 20. Adaptação do sistema de para-raios com 14 descidas e 2 gaiolas; 21. Pintura da portaria principal, do térreo e do 2º; 4º; e 6º andares; 22. Pintura do salão de festas e recuperação das portas do salão e dos banheiros; 23. Adequação das portas corta-fogo às normas atuais; 24. Compra de um quadro de avisos; 25. Troca dos elementos filtrantes do filtro central; 26. Manutenção do seguro anual do prédio; 27. Troca da tubulação e fiação das luminárias externas da garagem e instalação dos sinaleiros; 28. Compra de uniformes e crachás dos funcionários; 29. Compra de cadeiras para a portaria; “Guarda-corpo: 30. Lavagem das caixas d’água. segurança necessária para subir nas caixas d’água.”
  2. 2. Página 3 Serviços a serem executados 1 – Telhado: • Aplicação de neutrol ou de outro material impermeabilizante em volta do guarda-corpo e do muro que circunda o prédio; • Troca de telhas; • Colocação de manta em pontos críticos do terraço para que não prejudique os moradores do 14º andar; • Limpeza geral. 2 – Pintura: • Corredores: 14º, 12º, 10º e 8ª andares (paredes, teto, batentes, hidrantes, caixas de telefone e luminárias); • Aplicação de pintura ou revestimento do hall dos elevadores. 3 – Quadra: “Telhado: necessário • Pintura geral e compra das redes das traves e dos aros de basquete. trocar várias telhas 4 – Elevadores: • Restauração dos elevadores sociais; quebradas e • Pintura das 54 (cinquenta e quatro) portas dos elevadores. impermeabilizar 5 – Garagem: • Buracos (na garagem coberta – boulevard); a laje em volta.” • Redemarcação da garagem (motos e veículos); • 2 portas corta-fogo (para a garagem coberta e para a quadra); • Adequação do ralo no fundo da quadra da garagem; • Colocação de grade no muro da ala 109, fundo do prédio, na divisa com o estacionamento e a quadra do vizinho. 6-– Lixo: • Lixeira – Instalar em outro local; • Reciclados – compra de contêineres, organização e escolha de um local para guarda; • Lavanderia – escolha do melhor lugar para lavar e secar panos de chão, usados na limpeza do condomínio. 7– Salão de festas: • Ventiladores; • Mesas e cadeiras; • Rachaduras; • Janelas e cortinas; “Poços de ventilação: • Interfone; • Banheiro (vaso e pia). necessário lavar, rebocar 8 – Boulevard: e pintar .” • Muro (está sendo executado); • Pintura; • Grama sintética; • Brinquedos. 9 – Poços de ventilação: • Lavagem; • Reboco e pintura; 10 – Câmeras: • Modernização do sistema de câmeras; • Instalação de novas câmeras nos halls dos elevadores. 11 – Serviços obrigatórios anuais: • Recarga de extintores e compra (sempre que houver necessidade); • Mangueiras (testes e compra das que forem reprovadas); • Sinalizações; • Portas corta-fogo; • Licença dos elevadores (taxa obrigatória); • Para-raios; “Lixeira: situação atual da • PMCO E PPRA (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional e Programa de Prevenção de Riscos Ambientais) lixeira: local impróprio • Brigada de incêndio; devido à grande circulação • Lavagem das caixas d’água (a cada 6 meses); • Desratização e dedetização. de moradores.” Serviços que aparecem mensalmente: • Conserto e troca de colunas e outros.
  3. 3. Página 2 O Condomínio informa: Economia de água A conta de água estava aumentando mês a mês. Em setembro/2009 foi iniciada uma vistoria nos apartamentos afim de se verificar possíveis vazamentos. Chegamos até o 8º andar e com isso, obtivemos uma economia de 25% na conta, que vem baixando gradativamente A proposta é dar continuidade à vistoria, para obtermos um percentual ainda mais significativo no consumo e assim termos menos gastos. Veja cópias das contas ao lado. “O maior vilão do desperdício são as descargas desreguladas e as máquinas de lavar roupas com uso inadequado.” Lixo Garagem O uso da vaga da garagem está Animais nas áreas comuns Horário de lixo: das 6 às 8 horas da condicionado à apresentação prévia do do condomínio manhã, de segunda a sábado. Os sacos documento do veículo; A alteração de E proibido circular nas áreas comuns devem ser deixados ao lado da porta. Aos sem coleira. Para segurança do seu marca, tipo e chapa do veículo deve ser domingos e feriados não há coleta. comunicada com antecedência, para ser animal, coloque rede de proteção nas permitido o ingresso do veículo na janelas. São jogados diariamente pela janela garagem. O não pagamento da taxa (quartos, cozinha e banheiro) lixos que mensal vencidas 30 (trinta) dias, atingem o jardim, poços de ventilação, provocará a imediata suspensão do Castração gratuita boulevard, garagem e quadra. E isto atrai de cães e gatos direito à vaga, independente de ação roedores e insetos, além de entupir ralos e judicial para cobrança de débito Centro de Controle de Zoonoses bueiros. Fone: 11-2221-7645 existente. PARTICIPE DA COLETA SELETIVA: As vagas de garagem não poderão de SEPARE O LIXO SECO DO MOLHADO. forma alguma ser cedidas ou alugadas a terceiros ou utilizadas por carros de Barulho Porta corta-fogo Não é permitido usar aparelho de som terceiros. É exigência das normas da Contru que as em altura que possa incomodar os Fonte: Regulamento Interno – Garagem portas corta-fogo permaneçam fechadas. moradores vizinhos, normalmente após Devemos lembrar que a porta corta-fogo às 22 horas, quando o silêncio será oferece duas condições de segurança ao Crianças obrigatório no prédio. É bom lembrar As crianças estão de parabéns! O usuário: a primeira “conter e impedir a que mesmo durante o dia o som deve ser comportamento delas em relação ao propagação do fogo” e a segunda moderado para que não se propague até condomínio vem melhorando “oferecer um caminho de fuga para nós os apartamentos vizinhos. gradativamente. civis e um fácil acesso aos bombeiros”.
  4. 4. Página 4 História do condomínio A partir das transformações urbanas e sua relação com os movimentos modernizadores e o papel do Estado, Reformas com ênfase no período de 1930 a 1945, procura-se situar a contribuição de um projeto pioneiro de edifício Fica expressamente proibido residencial modernista no campo da habitação popular que ajudou a protagonizar o processo de a qualquer condômino verticalização do entorno da área central paulistana: o Edifício Japurá, projetado por Eduardo Kneese de alterar a forma externa da Mello nos anos 1940. Esse edifício se destacou em termos arquitetônicos e urbanísticos, entre as iniciativas fachada do prédio, paredes e de padrão vertical realizadas pelo IAPI, que para esse projeto de grande visibilidade, convidou Kneese de Mello, já naquele momento identificado com o modernismo e engajado no movimento de articulação esquadrilhas externas. profissional e social dos arquitetos modernos paulistas. O “Japurá” foi construído no local onde havia um famoso conjunto de cortiços, entre eles o Navio Parado, Cadastro na Bela Vista ou Bexiga. Situava-se em um setor desvalorizado ao sul da região central paulistana, que entre Todos os condôminos, 1940 e 1945 foi atravessado pelas avenidas e viadutos do Perímetro de Irradiação implantado pelo prefeito ocupantes e inquilinos serão Prestes Maia, ecoando as intenções do Plano de Avenidas no que se referia à renovação urbanística na área obrigados a preencher ficha de expansão central da cidade. O projeto contou com o apoio da Prefeitura, interessada em promover a de identificação para renovação daquele setor urbano, junto ao Perímetro de Irradiação, e foi promovido pelo IAPI O Edifício Japurá localiza-se na depressão do antigo córrego Bexiga, hoje canalizado sob o prédio, e tem controle interno, sob nenhum um formato semelhante ao cortiço “Navio Parado” antes existente no local. Sua volumetria curva marca a pretexto será permitido o inserção do prédio na paisagem do centro da cidade. Com pequena curvatura, as circulações internas uso, das unidades autônomas sinuosas quebram a perspectiva de compridos corredores lineares. A constituição dos compactos para finalidades comerciais apartamentos, que foram construídos em duplex, pressupõe uso de áreas coletivas para serviços, construídas industriais e vedada também em diferentes locais do prédio. O principal edifício do conjunto é composto por 288 apartamentos, distribuídos em quatorze andares. Procurando aliar qualidade e economia, projetou apartamentos duplex – a exploração da atividade acarretando redução de custos, com elevadores que teriam um menor número de paradas – e reduziu os pés- denominada “pensão direito dos pavimentos ímpares (que contêm a sala e a cozinha) possibilitando o acréscimo de mais dois familiar”. pavimentos, sem que se ultrapassasse o gabarito de altura permitido. Tendo sido construído abaixo do nível das ruas que o contornam, o acesso ao Edifício Japurá se dá por meio de pontes envidraçadas, que remetem às passarelas que interligavam os diversos edifícios dos cortiços antes existentes no local. Hoje, o edifício funciona como prédio residencial para uma população de classe média. Embora parte de seus equipamentos coletivos tenha sido desativada, ainda oferece uma moradia de qualidade a seus moradores. Em face do processo de revalorização do centro da cidade, ora em curso, o edifício poderá ter um destaque correspondente à sua importância. fonte: http://www.vitruvius.com.br/arquitextos/arq031/arq031_03.asp QUEM FOI ARMANDO DE ARRUDA PEREIRA Filho do comendador Armando Rosa Pereira e de Evelina Augusta Arruda, nasceu em São Paulo, em 28 de setembro de 1889. Fez seus estudos primários na Escola Americana e na Escola Modelo Caetano de Campos, ambas em São Paulo. Em seguida, estudou em Gênova, Itália. Regressando ao Brasil, concluiu o curso ginasial no Ginásio Nogueira da Gama, em Jacareí, São Paulo. Na Inglaterra, estudou no Seafield College Crofton e na Universidade de Birmingham, no curso de engenharia. Aos 20 anos, nos Estados Unidos, graduou-se em engenharia civil pela New York University School of Applied Science. Engenheiro, empresário, sociólogo, historiador, político e rotariano. Patriota, serviu como soldado da causa de São Paulo, na Revolução Constitucionalista de 1932. Em 1924, ao lado de seu parente Roberto Simonsen, passou a ser proprietário da Cerâmica São Caetano, mantendo-se no conselho consultivo até seu falecimento Em 1945, fundou a Cia. de Refrigeração Industrial Cinara e a Cia. de Gelo Industrial Gelinda, em Santos. Foi um dos idealizadores do Sesi e do Senai, os quais presidiu. Também foi presidente da Fiesp e dirigiu várias entidades de classe. Foi precursor da participação de funcionários nos lucros anuais. Ingressou no Rotary Club de São Paulo em dezembro de 1930 e ocupou vários cargos até 1940, quando chegou à presidência do Rotary International, sendo o primeiro brasileiro e sul-americano a ocupar esse cargo, tendo como lema: “Mais clubes, mais amigos”. Impedido de visitar os clubes por causa da guerra, percorreu as três Américas empunhando o objetivo do Rotary, em missão humanitária. Nomeado pelo governador Lucas Nogueira Garcez, exerceu a prefeitura de São Paulo de fevereiro de 1951 a abril de 1953. Construiu inúmeras escolas, galerias de águas pluviais para evitar enchentes e pavimentou ruas da cidade. Concebeu o Parque do Ibirapuera, onde criou o primeiro planetário da América do Sul. fonte: http://extranet.frsp.org/museufrsp/Armando/Armando.aspx Armando de Arruda Pereira

×