“Administração na paróquia: como inovar a gestão administrativa e financeira no ambiente
eclesial”
A gestão Eclesial no mu...
 É preciso que a Gestão Eclesial acompanhe a Administração moderna buscando INOVAÇÕES.
 As tecnologias nas atividades vo...
O que é pensar “FORA DA CAIXA” !
•

É sair do dia-a-dia;

•

Sair das rotinas administrativas que seguem o mesmo fluxo diá...
 Os processos simples ou mesmo os complexos podem receber INOVAÇÕES:
INOVAÇÕES
•

Chaves podem ser eliminadas através de ...
 A INOVAÇÃO, também está no campo das relações humanas e profissionais das empresas.
INOVAÇÃO
 E nas Igrejas tem um dife...
 INOVAR a área de atendimento na paróquia preocupando-se em otimizar as rotinas diárias e
desenvolver um ambiente agradáv...
“Administração na paróquia: como inovar a gestão administrativa e financeira no ambiente
eclesial”

A Missão dos
Gestores ...
 A Gestão é necessária em qualquer Instituição, e Gestão se faz através de Gestores, portanto nossa
Igreja também precisa...
Renovar é preciso

Acompanhar a Modernidade

Para INOVAR

“a renovação da paróquia exige atitudes novas
dos párocos e dos ...
 O Gestor administrativo em qualquer área que atue, tem 4 funções administrativas e necessárias
e que não mudam. Estas at...
• Planejar – Determinar as metas a serem alcançadas pela organização. Para isto se apoiar:

Em analises de oportunidades e...
• Liderar

– Função importante na Gestão moderna. É a capacidade com que cada pessoa
tem em liderar, formar opiniões e inf...
“Administração na paróquia: como inovar a gestão administrativa e financeira no ambiente
eclesial”

Utilizar
metodologia
d...
 Metodologia é o estudo dos métodos e método é o caminho a ser seguido para avaliar algo. Na
Gestão Eclesial, como em qua...
 O Método mais usual para avaliar um processo é a utilização de fluxogramas, ou seja, desenhos
através de simbologias pró...
“Administração na paróquia: como inovar a gestão administrativa e financeira no ambiente
eclesial”

Buscar
o equilíbrio
en...
 O Gestor Eclesial deve buscar INOVAR sua relação com os conselhos da paróquia: O CAEP –
Conselhos de Assuntos Econômico ...
 O Gestor autoritário não divide tarefas, quer  O Gestor democrático tem segurança, não tem
 O Gestor autoritário não d...
 INOVAR as reuniões é utilizar recursos modernos, como: notebook, equipamentos de projeção e
apresentações de slides; ela...
“Administração na paróquia: como inovar a gestão administrativa e financeira no ambiente
eclesial”

Gerir os recursos
fina...
 Dentro dos valores cristãos deve-se captar recursos financeiros para uma paróquia
através da Pastoral do Dízimo, que adm...
 É importante o Gestor Eclesial estar atento quanto ao mercado financeiro, ter um
gerente de conta bancária de confiança,...
“Administração na paróquia: como inovar a gestão administrativa e financeira no ambiente
eclesial”

OBJETIVO:
“Porque o
ze...
OBJETIVO:

“Porque o zelo pela tua casa me devora” Salmo 69,10
 O Gestor Eclesial tem este objetivo, fazer o melhor para ...
ISTO É INOVAR:
"Eis que faço novas todas as coisas" (Ap 21,5).
OBRIGADO!!!
DIÁCONO DOMINGUES
EMAIL: tiodomingues@terra.com...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Administracao diac domingues

1.373 visualizações

Publicada em

9º Congresso Nacional de Gestão Eclesial

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.373
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
51
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Administracao diac domingues

  1. 1. “Administração na paróquia: como inovar a gestão administrativa e financeira no ambiente eclesial” A gestão Eclesial no mundo moderno e suas exigências no campo das relações humanas e profissionais sem a perda do foco da Evangelização. A Missão dos Gestores Eclesiais e suas ferramentas de auxilio para alcançar a eficiência e a eficácia administrativa: Planejamento, Organização, Liderança e Controle. Utilizar metodologia de processos com o objetivo de minimizar o tempo das tarefas, melhorando a qualidade dos serviços. Buscar o equilíbrio entre os Conselhos da Instituição delineando suas prioridades. Gerir os recursos financeiros no propósito de evitar perdas inflacionárias e de utilizar coerentemente os investimentos na área social. OBJETIVO: “Porque o zelo pela tua casa me devora” Salmo 69,10
  2. 2.  É preciso que a Gestão Eclesial acompanhe a Administração moderna buscando INOVAÇÕES.  As tecnologias nas atividades voltadas ao atendimento, controle e arquivos geram otimização do tempo e promove o alcance da eficiência financeira.  Mas, não é somente a tecnologia que INOVA a Gestão Eclesial. O Gestor Eclesial tem que pensar “FORA DA CAIXA” !
  3. 3. O que é pensar “FORA DA CAIXA” ! • É sair do dia-a-dia; • Sair das rotinas administrativas que seguem o mesmo fluxo diário; • Sair das regras, normas e conceitos, muitas vezes ultrapassados; • Buscar soluções INOVADORAS: Gerando eficiência nos serviços; Melhorias visuais; Garantindo a segurança; Proporcionando ambientes agradáveis e confortáveis; Estimulando a proximidade nas relações humanas entre a paróquia e os usuários, pastorais, grupos e movimentos. É preciso pensar muito, ter muitas ideias e encontrar aquela viável, para por em prática!
  4. 4.  Os processos simples ou mesmo os complexos podem receber INOVAÇÕES: INOVAÇÕES • Chaves podem ser eliminadas através de fechaduras automáticas que utilizam controles remotos. • Alarmes e câmeras com visibilidade e controle a longa distancia através de celulares. • Placas de identificações e porta folhetos com explicações diversas (Sacramentos, Inscrições, etc. ) minimizam o trabalho na secretaria dando segurança nas respostas aos interessados. • Segurança e controle Gestão à Vista Salas de Catequeses / reuniões dinâmicas. Ambiente agradável
  5. 5.  A INOVAÇÃO, também está no campo das relações humanas e profissionais das empresas. INOVAÇÃO  E nas Igrejas tem um diferencial importantíssimo, que é: ser PROFISSIONAL e EVANGELIZADOR nas relações diretas com fiéis, católicos praticantes e católicos não praticantes.  INOVAR o atendimento sem perder o foco na evangelização é o grande desafio para o Gestor Eclesial, onde a meta é trabalhar a acolhida sem deixar que “pesadas leis administrativas” sejam barreiras que provoquem o afastamentos dos nossos Cristãos.
  6. 6.  INOVAR a área de atendimento na paróquia preocupando-se em otimizar as rotinas diárias e desenvolver um ambiente agradável para quem trabalha, especialmente para quem procura a secretaria para solicitar serviços, é fundamental nos tempos de hoje.  Neste novo contexto, a paróquia na pessoa do Pároco, de seus colaboradores e voluntários, nunca deve deixar de promover o bom relacionamento com os que buscam tais serviços, de forma a apresentar Cristo na sua Alegria, paciência e compaixão para com o próximo. próximo  Pessoas que são católicos não praticantes procuram mais as paróquias em busca de Sacramentos e informações do que os praticantes. Esta é a grande oportunidade de evangelizar, afinal uma secretaria com organização tem mais tempo para evangelizar.
  7. 7. “Administração na paróquia: como inovar a gestão administrativa e financeira no ambiente eclesial” A Missão dos Gestores Eclesiais e suas ferramentas de auxilio para alcançar a eficiência e a eficácia administrativa: Planejamento, Organização, Liderança e Controle.
  8. 8.  A Gestão é necessária em qualquer Instituição, e Gestão se faz através de Gestores, portanto nossa Igreja também precisa de Gestores.  O Gestor é aquele que reconhece sua missão, procurando desenvolve-la com responsabilidade e assumindo os bens físicos a serem administrados como seus. No caso do Gestor de uma paróquia estes bens a serem administrados são da IGREJA, considerados bens comuns de todos os cristãos.  A Gestão Eclesial é a ação de administrar, dirigir ou gerenciar bens físicos e pessoas de uma diocese, paróquia ou comunidade fazendo que ela caminhe bem e produza resultados. Sempre lembrando que o objetivo primordial é o bem comum e a evangelização e não o lucro, embora a dimensão (1) financeira seja fundamental para seu desenvolvimento. (1) – HENRIQUE, Mons. Neureudo Freire; Paiva, Edvaldo Cardoso de. FUNDAMENTOS DA GESTÃO ECLESIAL – Ed. Vozes
  9. 9. Renovar é preciso Acompanhar a Modernidade Para INOVAR “a renovação da paróquia exige atitudes novas dos párocos e dos sacerdotes que estão a serviço dela” ((DAp p. 201) “quando a realidade se transforma, devem, igualmente, se transformar os caminhos pelos quais passa a ação evangelizadora” (DGAE p. 31). “abandonar as estruturas obsoletas, que não favorecem a transmissão da fé” (DAp, 365).
  10. 10.  O Gestor administrativo em qualquer área que atue, tem 4 funções administrativas e necessárias e que não mudam. Estas atividades podem e devem serem utilizadas com INOVAÇÕES, são elas: INOVAÇÕES
  11. 11. • Planejar – Determinar as metas a serem alcançadas pela organização. Para isto se apoiar: Em analises de oportunidades e dos limites ou ameaças externas; Dos pontos fortes e fracos no ambiente interno; No estabelecimento da missão e estratégias a serem implementadas. o O Gestor Eclesial, deverá definir este planejamento em conjunto com o Conselho de Assuntos Econômicos Paroquiais (CAEP) e apresentará ao Conselho Pastoral Paroquial (CPP) e na Assembleia paroquial. • Organizar – Base para o planejamento, definindo como as instituições tentam realizar o plano operacional. Em uma estrutura bem organizada na distribuição de suas atribuições, tarefas e atividades desfaz as centralizações que atrasam as decisões e o andamento dos processos. o O Gestor Eclesial deve delegar as funções com coerência, respeitando a capacidade individual de cada colaborador ou voluntário, definindo alçadas, conforme as responsabilidades assumidas.
  12. 12. • Liderar – Função importante na Gestão moderna. É a capacidade com que cada pessoa tem em liderar, formar opiniões e influenciar com o intuito de motivar os liderados a buscarem os objetivos definidos. o O Gestor Eclesial é a referência para todos os lideres onde atua, portanto se faz necessário usar desta capacidade com coerência e respeito, a serviço do próximo. • Controlar – Não se realiza uma boa administração se não tiver um bom controle. Esta função fortalece as ações planejadas com as informações necessárias, uma vez que apoia, monitora e avalia as atividades. Também confronta os resultados e municia as análises de performance para tomadas de decisões. o O Gestor Eclesial deve estar sempre munido de um bom controle, com informações atualizadas para tomadas de decisões e delegar as funções com coerência.
  13. 13. “Administração na paróquia: como inovar a gestão administrativa e financeira no ambiente eclesial” Utilizar metodologia de processos com o objetivo de minimizar o tempo das tarefas, melhorando a qualidade dos serviços.
  14. 14.  Metodologia é o estudo dos métodos e método é o caminho a ser seguido para avaliar algo. Na Gestão Eclesial, como em qualquer empresa, temos diversos processos que se “conectam” entre si, com o objetivo de fazer o “motor” das atividades e tarefas funcionarem.  É importante ter o conhecimento destes processos e sempre avaliá-los, com o objetivo de aplicar Melhorias Constantes, buscando minimizar tempo e custos, eliminando tarefas desnecessárias e Constantes repetitivas. “Não deixar que problemas ocorram, quando poderiam ser evitados”
  15. 15.  O Método mais usual para avaliar um processo é a utilização de fluxogramas, ou seja, desenhos através de simbologias própria, que demonstram como o processo inicia, por onde ele passa na estrutura e como ele termina. não inicio Processo Sacramento Matrimônio Endereço Pertence a Paróquia? sim Solicitar transferência Prosseguir com o processo Fim  Após desenho dos fluxos de cada atividade na paróquia, o Gestor Eclesial terá condições de avaliar e implementar melhorias que reduzem tempo e custos, também aplicar as INOVAÇÕES nas atividades, avaliando antecipadamente os possíveis impactos.  Uma Paróquia estruturada em fluxos de atividades, pode ter alterações e aumento no quadro de colaboradores e voluntários, pois sempre o Gestor estará munido dos detalhes dos processos para instruir os novos integrantes
  16. 16. “Administração na paróquia: como inovar a gestão administrativa e financeira no ambiente eclesial” Buscar o equilíbrio entre os Conselhos da Instituição delineando suas prioridades.
  17. 17.  O Gestor Eclesial deve buscar INOVAR sua relação com os conselhos da paróquia: O CAEP – Conselhos de Assuntos Econômico Paroquial e o CPP – Conselho Pastoral Paroquial. Estes conselhos são imprescindíveis na Gestão paroquial.  INOVAR a relação é presidir democraticamente, consultando sempre o CAEP e o CPP, sabendo ouvir, aceitar opiniões e, sempre que possível consultando também a comunidade em geral, desta forma poderá concretizar suas ações decidindo e assumindo em conjunto.
  18. 18.  O Gestor autoritário não divide tarefas, quer  O Gestor democrático tem segurança, não tem  O Gestor autoritário não divide tarefas, quer  O Gestor democrático tem segurança, não tem fazer tudo, estar em todos os lugares ee medo de perde oocontrole da situação, portanto fazer tudo, estar em todos os lugares medo de perde controle da situação, portanto controlar tudo ee todos. Esta forma de agir, não quer dominar tudo. Divide suas tarefas, controlar tudo todos. Esta forma de agir, não quer dominar tudo. Divide suas tarefas, demonstra claramente que oo gestor confia nas pessoas que ooajudam, sabe repartir demonstra claramente que gestor confia nas pessoas que ajudam, sabe repartir autoritário tem medo de perder oocontrole da as tarefas ee responsabilidades. Tem feeling na autoritário tem medo de perder controle da as tarefas responsabilidades. Tem feeling na situação, vive na defensiva eesem segurança. escolha de lideranças para seus grupos. situação, vive na defensiva sem segurança. escolha de lideranças para seus grupos. (1)
  19. 19.  INOVAR as reuniões é utilizar recursos modernos, como: notebook, equipamentos de projeção e apresentações de slides; elaborar pautas simples e objetivas; controlar o tempo dos itens a serem discutidos; animar para que os membros assumam responsabilidades e sempre valorizar a ação dos outros membros quando de fato são boas ações. “Uma paróquia que tem Gestão Eclesial Democrática e Conselhos que caminham em harmonia funcionam como verdadeiras engrenagens”
  20. 20. “Administração na paróquia: como inovar a gestão administrativa e financeira no ambiente eclesial” Gerir os recursos financeiros no propósito de evitar perdas inflacionárias e de utilizar coerentemente os investimentos na área social.
  21. 21.  Dentro dos valores cristãos deve-se captar recursos financeiros para uma paróquia através da Pastoral do Dízimo, que administra o recebimento dos dízimos, ofertas e doações. Recursos que servem para a igreja utilizar como meio de sustentação de sua ação evangelizadora.  Existem outras formas complementares de captar recursos que são utilizadas em muitas paróquias: Festas típicas, culturais e de Santos. Outras não são muito aceitas em paróquias que decidem não utilizar devido envolverem jogos: Rifas ligadas às Loterias, Bingos, Sorteios, etc.  O Gestor pode definir junto aos conselhos, que além dos recurso captados pela Pastoral do Dízimo, existe a necessidade da captação complementar. É importante administrar com relatórios gerenciais estas entradas e aplicar com sabedoria estes recurso para o bem comum da comunidade, nos bens físicos ou na área Social.
  22. 22.  É importante o Gestor Eclesial estar atento quanto ao mercado financeiro, ter um gerente de conta bancária de confiança, afinal em função das baixas taxas atuais para investimentos, convém sempre analisar se não é melhor aguardar ter o valor necessário e pleitear um bom desconto à vista ou financiar e antecipar soluções para as necessidades emergenciais da paróquia.  Não é só de Obras e pagamento de despesas que se administra uma Igreja, o Gestor deve usufruir dos recursos captados para investir no social através das pastorais que distribuem cestas básicas, dos enfermos, com os pobres e também nas catequeses e formações de lideranças.  Aqui a INOVAÇÃO deve ser explorada na Pastoral do Dízimo (comunicados, aniversariantes, brindes religiosos, visitas pastorais, etc.) e também na criatividade das festas atraindo o público com momentos de confraternização e evangelização.
  23. 23. “Administração na paróquia: como inovar a gestão administrativa e financeira no ambiente eclesial” OBJETIVO: “Porque o zelo pela tua casa me devora” Salmo 69,10
  24. 24. OBJETIVO: “Porque o zelo pela tua casa me devora” Salmo 69,10  O Gestor Eclesial tem este objetivo, fazer o melhor para Cristo, zelar pela sua casa, administrar com dignidade e justiça, entender que esta “casa” estende-se fora das paredes paroquiais, onde a Evangelização deve alcançar e trazer para o meio os excluídos e necessitados.  Desta forma, não se deve prender somente em administrar os bens patrimoniais e os recursos captados, antes de tudo lembrar que somos Igreja em Missão e realizar o bem comum, a solidariedade, a misericórdia e especialmente o Amor, atitudes que rendem o verdadeiro lucro que a Igreja recebe: Almas.
  25. 25. ISTO É INOVAR: "Eis que faço novas todas as coisas" (Ap 21,5). OBRIGADO!!! DIÁCONO DOMINGUES EMAIL: tiodomingues@terra.com.br Facebook: Diacono Tio Domingues Fone: 011 98612-7187

×