1
Maria do Rosário Cabrita
Professora Auxiliar e Investigadora
Universidade Nova de Lisboa
Integrar a Informação e o
Conhe...
2
Economia do Conhecimento…o que é?
“estado da economia em que a criação de riqueza está
baseada na produção, distribuição...
3
Desenvolvimento Económico na Economia do
Conhecimento: Seus Principais Agentes
1. Universidades
e centros de
investigaçã...
4
Qual o Sentido da Economia do Conhecimento no
Contexto do Sector Público?
- Prioridades similares às do sector privado: ...
5
A Criação de Riqueza Baseada no Conhecimento
Altera a Estrutura Económica das Organizações
Na Economia do Conhecimento o...
6
Advento da Nova Organização
• Conversão da organização de comando e controle, da
organização de departamentos e divisões...
7
Organizações Criadoras do Conhecimento
• São organismos vivos que alimentam e desenvolvem tanto ideais
quanto ideias ino...
8
Principal Diferencial da Administração Pública
© Maria do Rosário Cabrita
9
Que Modelo de Negócio?
Conhecimento
crítico
Conectividade
Informação
com valor
© Maria do Rosário Cabrita
10
Informação e Conhecimento
• Vivemos numa economia onde a única certeza é a incerteza,
sendo o conhecimento a única font...
11
Duas Abordagens Fundamentais
- Distinção entre dados, informação e conhecimento
- Conhecimento explícito/Conhecimento t...
12
Hierarquia do Conhecimento
Conhecimento
Informação
Dados
Sabedoria
organizacional
Capital Intelectual
Descrição, regist...
13
Da Informação ao Conhecimento
A informação consiste em factos e dados que são organizados
para descrever uma situação p...
14
Da Gestão da Informação à Gestão doDa Gestão da Informação à Gestão do
Conhecimento...Conhecimento...
Resultado da reco...
15
Duas Dimensões do Conhecimento
Tácito
(Subjectivo)
Explícito
(Objectivo)
-Conhecimento da experiência
-Conhecimento sim...
16
Principal Foco da Gestão do Conhecimento
CONVERSÃO DO CONHECIMENTO
Conhecimento
Tácito
Conhecimento
Explícito
17
O que eu ouço, esqueço. OO que eu ouço, esqueço. O
que eu vejo, lembro. O queque eu vejo, lembro. O que
eu faço, aprend...
18
Objectivos da Gestão do Conhecimento
Organizações Privadas
Inovação
Vantagem Competitiva
Lucro
Satisfação do cliente
Po...
19
Objectivos da Gestão do Conhecimento
Organizações Públicas
Inovação
Realizações Sócio-Económicas e Ambientais
Melhoria ...
20
Gerir o conhecimento exige que a organização saiba
que tipo de conhecimento tem, onde se localiza e para
onde se dirige...
21
O Que é Pedido às Organizações…
Aprender a criar o novo a partir:
da melhoria contínua das suas
actividades
do desenvol...
22
1. Que barreiras/dificuldades encontra à implementação da
gestão do conhecimento nas organizações públicas?
2. Que aspe...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Integrar a informação e conhecimento nas estratégias do sector público

1.242 visualizações

Publicada em

Apresentada por Rosário Cabrita, Professora universitária. Membro do Executive Committee da European Conference on Knowledge Management. Autora do livro "Capital Intelectual e Desempenho Organizacional".

A criação de valor para a sociedade está hoje fortemente ancorada no exercício de actividades relacionadas com o uso, criação, armazenamento e disseminação de conhecimento, o que torna a gestão da informação e do conhecimento um factor crítico ao sucesso das organizações do sector público. A gestão do conhecimento, com foco na sociedade e no bem-estar do cidadão, envolve a divulgação, a partilha e a democratização do saber.

12 de Março de 2010

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Integrar a informação e conhecimento nas estratégias do sector público

  1. 1. 1 Maria do Rosário Cabrita Professora Auxiliar e Investigadora Universidade Nova de Lisboa Integrar a Informação e o Conhecimento nas Estratégias dos Organismos Públicos rosariocabrita@gmail.com rosario.cabrita@knowledgebiz.pt m.cabrita@fct.unl.pt
  2. 2. 2 Economia do Conhecimento…o que é? “estado da economia em que a criação de riqueza está baseada na produção, distribuição e consumo de conhecimento e de produtos baseados no conhecimento.” (OCDE, 1996) © Maria do Rosário Cabrita Criação de Valor Extracção de Valor
  3. 3. 3 Desenvolvimento Económico na Economia do Conhecimento: Seus Principais Agentes 1. Universidades e centros de investigação 2. Empresas 3.Os governos, a administração central, local e autónoma Modelo Triple Hélice © Maria do Rosário Cabrita
  4. 4. 4 Qual o Sentido da Economia do Conhecimento no Contexto do Sector Público? - Prioridades similares às do sector privado: Construir e sustentar um ambiente que permita à sociedade trabalhar de forma efectiva e criativa; - Os governos necessitam de estabelecer um framework que suporte o crescimento das indústrias baseadas no conhecimento e permita aos indivíduos participarem a todos os níveis na economia do conhecimento; -”Empower people” – encorajar os indivíduos a assumirem responsabilidades; -Adaptar os sistemas educativos às exigências, skills e comportamentos requeridos para uma economia baseada no conhecimento; -Criar um ambiente económico empreendedor; -Aprender com os bons exemplos (best practices) - …….. © Maria do Rosário Cabrita
  5. 5. 5 A Criação de Riqueza Baseada no Conhecimento Altera a Estrutura Económica das Organizações Na Economia do Conhecimento os intangíveis (dos quais fazem parte a informação e o conhecimento) são a fonte principal de criação da riqueza, por isso, a sua gestão sistemática e organizada (micro/macro) faz parte da agenda económica e política dos países mais desenvolvidos. © Maria do Rosário Cabrita
  6. 6. 6 Advento da Nova Organização • Conversão da organização de comando e controle, da organização de departamentos e divisões, em organização baseada em informação, organização de especialistas em conhecimento. • Conseguimos identificar exigências e apontar problemas, porém, o trabalho de construção das soluções ideais ainda está por ser executado. © Maria do Rosário Cabrita
  7. 7. 7 Organizações Criadoras do Conhecimento • São organismos vivos que alimentam e desenvolvem tanto ideais quanto ideias inovação. • A invenção de novos conhecimentos é uma forma de comportamento pessoas. A conversão do conhecimento individual em recurso disponível para outras pessoas é a actividade central da organização criadora do conhecimento ou organização que aprende. © Maria do Rosário Cabrita
  8. 8. 8 Principal Diferencial da Administração Pública © Maria do Rosário Cabrita
  9. 9. 9 Que Modelo de Negócio? Conhecimento crítico Conectividade Informação com valor © Maria do Rosário Cabrita
  10. 10. 10 Informação e Conhecimento • Vivemos numa economia onde a única certeza é a incerteza, sendo o conhecimento a única fonte de riqueza sustentável. • O conhecimento não deve ser interpretado como uma questão apenas de processamento da informação nas organizações. • Depende de insights, intuições, ideais e perspectivas das pessoas, onde o elemento crítico é o compromisso pessoal e o senso de identidade com a organização e a sua missão. © Maria do Rosário Cabrita
  11. 11. 11 Duas Abordagens Fundamentais - Distinção entre dados, informação e conhecimento - Conhecimento explícito/Conhecimento tácito © Maria do Rosário Cabrita
  12. 12. 12 Hierarquia do Conhecimento Conhecimento Informação Dados Sabedoria organizacional Capital Intelectual Descrição, registo de factos e eventos Dados interpretados e contextualizados Informação com valor agregado pela mente humana © Maria do Rosário Cabrita
  13. 13. 13 Da Informação ao Conhecimento A informação consiste em factos e dados que são organizados para descrever uma situação particular ou um problema. O conhecimento é aplicado subsequentemente para interpretar a informação disponível sobre uma situação particular e para decidir como lidar com ela. O conhecimento traduz a capacidade de aplicar informações sobre uma determinada matéria, a um trabalho ou resultado específico. Poderíamos aplicar o seguinte raciocínio: “diz-me o que fazes e dir-te-ei o que sabes”. © Maria do Rosário Cabrita
  14. 14. 14 Da Gestão da Informação à Gestão doDa Gestão da Informação à Gestão do Conhecimento...Conhecimento... Resultado da recolha de um conjunto de dados, seguido da análise e tradução numa mensagem significativa e contextualizada Informação Conhecimento Reflecte estados mentais que estão em constante transformação, cujos processos associados e articulados são inerentes à mente humana e ao seu saber. DADOS INFORMAÇÃO CONHECIMENTO
  15. 15. 15 Duas Dimensões do Conhecimento Tácito (Subjectivo) Explícito (Objectivo) -Conhecimento da experiência -Conhecimento simultâneo -Conhecimento analógico -Conhecimento da racionalidade -Conhecimento sequencial -Conhecimento digital Prática Teoria © Maria do Rosário Cabrita
  16. 16. 16 Principal Foco da Gestão do Conhecimento CONVERSÃO DO CONHECIMENTO Conhecimento Tácito Conhecimento Explícito
  17. 17. 17 O que eu ouço, esqueço. OO que eu ouço, esqueço. O que eu vejo, lembro. O queque eu vejo, lembro. O que eu faço, aprendo.eu faço, aprendo. © Maria do Rosário Cabrita A Noção de Praxis
  18. 18. 18 Objectivos da Gestão do Conhecimento Organizações Privadas Inovação Vantagem Competitiva Lucro Satisfação do cliente Posição no mercado © Maria do Rosário Cabrita
  19. 19. 19 Objectivos da Gestão do Conhecimento Organizações Públicas Inovação Realizações Sócio-Económicas e Ambientais Melhoria dos indicadores de desempenho (accountability, eficiência, qualidade) BEM ESTAR SOCIAL © Maria do Rosário Cabrita
  20. 20. 20 Gerir o conhecimento exige que a organização saiba que tipo de conhecimento tem, onde se localiza e para onde se dirige (objectivos estratégicos).
  21. 21. 21 O Que é Pedido às Organizações… Aprender a criar o novo a partir: da melhoria contínua das suas actividades do desenvolvimento de novas aplicações a partir dos seus próprios sucessos inovação contínua como um processo organizado. © Maria do Rosário Cabrita
  22. 22. 22 1. Que barreiras/dificuldades encontra à implementação da gestão do conhecimento nas organizações públicas? 2. Que aspectos podem contribuir para incentivar o pensamento criativo e inovador nas organizações públicas? © Maria do Rosário Cabrita

×