Plantas medicinais antidiarréicas

11.073 visualizações

Publicada em

Curso Uso de plantas medicinais e fitoterápicos - Caso 2 - Plantas medicinais antidiarréicas

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

Plantas medicinais antidiarréicas

  1. 1. PLANTAS MEDICINAIS ANTIDIARRÉICAS EM ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE CURSO DE PLANTAS MEDICINAIS E FITOTERAPIA PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
  2. 2. Diarréia é a ocorrência de fezes amolecidas ou líquidas, várias vezes por dia, com perda de água pelo organismo. A mudança do aspecto das fezes, mais líquidas e frequentes, geralmente é brusca. As complicações mais temíveis da doença diarréica são a desidratação e a desnutrição que podem levar à morte. As medidas preventivas mais eficazes contra a doença diarréica são aquelas que se referem à higiene ambiental e pessoal. O leite materno tem papel fundamental por suas propriedades antibacterianas e nutricionais, além de ser isento de contaminação. Estas medidas devem ser divulgadas por todos os meios, de forma a provocarem mudanças nas atitudes e hábitos da população. INFORMAÇÕES BÁSICAS ÚTEIS
  3. 3. As principais medidas preventivas são: - Incentivo ao aleitamento materno; -Melhora nas práticas de desmame; - Uso de água abundante e de boa qualidade (filtrada ou fervida); - Higiene pessoal principalmente a lavagem das mãos; - Destino adequado das fezes de lactentes com diarréia e uso de latrinas; - Promoção da imunização contra o sarampo (vacinação).
  4. 4. ATENÇÃO! A criança com diarréia sem sinais de desidratação deve ingerir líquidos preparados com ingredientes disponíveis nos domicílios: soro caseiro, chás, cozimento de cereais (arroz, milho) sopas e sucos. Manter a alimentação habitual, em especial o leite materno, aumentando a freqüência das mamadas. É importante que a família saiba reconhecer os sinais de desidratação (olhos fundos, boca seca, pouca urina, muita sede) e recomendar que, caso a diarréia piore ou apresente esses sinais procure o Serviço de Saúde.
  5. 5. O soro deve ser ministrado apenas para prevenir a desidratação ou quando ocorrerem os sintomas iniciais. Em casos mais graves o paciente deve ser encaminhado imediatamente a um médico. Preparo do soro caseiro com a colher-medida – Lavar bem as mãos antes de começar. – Encher bem um copo grande (200ml) com água limpa, fervida ou tratada. – Colocar uma medida pequena e rasa de sal. – Colocar duas medidas grandes e rasas de açúcar. – Mexer bem e dá à criança, em colheradas ou no próprio copo. IMPORTANTE!
  6. 6. INFORMAÇÔES COMPLEMENTARES: Em vez de utilizar 1 copo de água para a preparação do soro, pode ser utilizado 1 copo do chá do olho da goiabeira. Em vez da colher medida, pode-se utilizar uma colher das de sopa para a medida do açúcar e uma colher das de café para a medida do sal. Cuidado! Apesar de todas as vantagens as plantas apresentam riscos se forem utilizadas de maneira inadequada.
  7. 7. CHÁ DO OLHO DA GOIABEIRA COMPONENTES: 4 olhos (gomos foliares) da goiabeira vermelha. 1 xícara com água fervente MODO DE FAZER: Ferver uma xícara de água em uma panela bem limpa. Após fervura, apagar o fogo e acrescentar 4 olhos da goiabeira lavados e cortados. Deixar esfriar.
  8. 8. INDICAÇÃO: Útil no tratamento das diarréias. MODO DE USAR: Como antidiarréico o chá deve ser bebido em doses pequenas, com intervalos bem freqüentes, desde uma colher até meia xícara de cada vez. Nos casos de diarréia persistente preparar o soro caseiro juntando açúcar (1 colher das da sopa rasa) e sal (meia colher das de café) à uma xícara de chá, para ser bebido às colheradas, de dez em dez minutos ou ainda menos, até passar a diarréia.
  9. 9. INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES: Se a criança apresentar cólicas pode-se preparar um chá de funcho ou de erva- doce. As cólicas em si não são graves, mas se o problema insistir, consulte imediatamente um médico principamente se forem acompanhadas por outros sintomas, como vômitos, diarréia ou sangue nas fezes, ou se as cólicas forem fortes e persistentes.
  10. 10. CHÁ DE MACELA-DA-TERRA COMPONENTES: MODO DE FAZER: Ferver uma medida de xícara de água em uma panela bem limpa. Após fervura, apagar o fogo e acrescentar 6 cabecinhas (botões forais) de macela. Colocar a tampa da panela e deixar abafar até esfriar. 4 botões florais de macela 1 xícara com água fervente INDICAÇÃO: No tratamento de problemas digestivos e diarréias. MODO DE USAR: Adulto: Tomar uma (1) a três (3) xícaras do chá por dia. O chá da macela não é indicado para crianças.
  11. 11. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Práticas Integrativas e Complementares; Plantas Medicinais e Fitoterapia na Atenção Básica/ Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica – Brasília: Ministério da Saúde, 2012. MATOS, F. J. A., Farmácias Vivas. 3º Ed. Fortaleza: EUFC, 1998, 219p. MATOS, F. J. A., BANDEIRA, M.A.M.. Manual de Orientação Farmacêutica sobre Preparação de Remédios Caseiros com Plantas Medicinais. Fortaleza: Projeto Farmácias Vivas, 2010, 40p. MATOS, F. J.A.. Plantas Medicinais: Guia de Seleção e emprego de Plantas usadas em Fitoterapia no Brasil. 3. Ed. Fortaleza: Ed. UFC, 2007. 263p. BIBLIOGRAFIA CONSULTADA
  12. 12. SOUSA et al. . Constituintes Químicos Ativos e Propriedades Biológicas de Plantas Medicinais Brasileiras. 2ª Ed. Fortaleza: EUFC, 2004, 448p. BIBLIOGRAFIA CONSULTADA

×