Apresentação ma 4

1.714 visualizações

Publicada em

Esta apresentação de slides foi desenvolvida para o Curso Introdutório em Práticas Integrativas e Complementares: Antroposofia Aplicada à Saúde. Acesse: https://cursos.atencaobasica.org.br/courses/16682
Material produzido pelo Ministério da Saúde (Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares) e Instituto Communitas.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.714
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
857
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação ma 4

  1. 1. CURSO INTRODUTÓRIO EM PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES: ANTROPOSOFIA APLICADA À SAÚDE A BIOGRAFIA HUMANA CONHECENDO AS LEIS QUE REGEM O DESENVOLVIMENTO HUMANO Maria Fernanda Camarano
  2. 2. O conhecimento das leis que regem o desenvolvimento humano com suas possibilidades e suas crises,é um importante instrumento para o profissional de saúde. Este entendimento possibilita olhar para os problemas de saúde não como eventos isolados,e sim como uma resposta a, ou inseridos nos ciclos de vida;assim como ampliar o diagnóstico e o tratamento. O desafio é ajudar o indivíduo a ser responsável por sua saúde, compreender a doença e fazer transformações na sua vida que o levem na direção do seu autodesenvolvimento.
  3. 3. CADA BIOGRAFIA É ÚNICA EXISTEM LEIS QUE REGEM O DESENVOLVIMENTO HUMANO
  4. 4. Esta compreensão dos ciclos da vida é bem antiga... Na antiga China dizia-se que: O ser humano tem 20 anos para aprender(0 a 20 anos) 20 anos para lutar(20 a 40 anos) 20 anos para se tornar sábio(40 a 60 anos)
  5. 5. IMAGEM DO HOMEM: CORPO ALMA ESPÍRITO
  6. 6. O a 21 ANOS: Desenvolvimento prioritário do CORPO (Crescimento e Maturidade fisiológica dos órgãos) A EDUCAÇÃO FORMAL 21 A 42 ANOS: Desenvolvimento prioritário da ALMA (Maturidade psíquica) AUTOEDUCAÇÃO 42 A 63 ANOS: Desenvolvimento prioritário do ESPÍRITO AUTODESENVOLVIMENTO
  7. 7. 0 A 21 ANOS: PREDOMÍNIO DE DOENÇAS INFLAMATÓRIAS 21 A 42 ANOS: PREDOMÍNIO DE DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS 42 A 63 ANOS: PREDOMÍNIO DE DOENÇAS CRÔNICO DEGENERATIVAS
  8. 8. Desde a Antiguidade a vida tem sido dividida em setênios. Se observarmos as idades multiplas de 7: aos 7 anos temos a troca de dentes, aos 14 a puberdade, aos 21 a maioridade, aos 49 a menopausa..... A vida pode ser experimentada como uma sequência de nascimentos e metamorfoses,com novas capacidades surgindo em cada ciclo de 7 anos. As primeiras acontecem naturalmente e as posteriores resultam do trabalho do ser humano em si próprio. OS SETÊNIOS OU CICLOS DE 7 ANOS
  9. 9. Andamos num caminho que é a nossa própria vida e de tempos em tempos chegamos a um ponto crítico. O caminho se divide ou encontramos um grande obstáculo. Não há placas que nos mostre onde ir. Transições, passagens ou crises: Precisaremos de atitudes totalmente diferentes perante a vida? Novas concepções, novos valores, nova criatividade? Gudrum Burkhard em Livres na terceira idade
  10. 10. Figura 1: As Fases do Desenvolvimento Humano
  11. 11. A curva verde representa o desenvolvimento biológico com um forte crescimento dos 0 aos 21 anos. Entre 21 e 42 anos as forças vitais e de desgaste mantêm um certo equilíbrio e, a partir dos 42 anos,temos um declínio mais acentuado de nossa curva biológica. A curva azul representa o nosso cerne espiritual. É a curva da nossa individualidade, onde trazemos talentos e potenciais. Todos nascemos com um certo potencial espiritual, com certos talentos naturais e com uma vocação.
  12. 12. A nossa individualidade toma posse de seu instrumento (Corpo Físico) na hora do nascimento, com a primeira respiração. A partir daí integra- se gradativamente com este corpo até chegar ao máximo de integração no meio da vida, quando somos mais encarnados em nosso Corpo Físico. A partir do meio da vida a nossa individualidade desprende-se gradativamente de nossa organização física, até desligar -se totalmente na hora da morte. A curva vermelha representa o desenvolvimento da nossa alma, palco de nossas crenças, sentimentos, desejos.
  13. 13. 0 A 21 ANOS: PREPARO PARA A VIDA EDUCAÇÃO RECEBER DO MUNDO Figura 2: O Escolar Van Gogh 1890
  14. 14. AS FASES DO DESENVOLVIMENTO CORPORAL: 0 a 7 anos: Desenvolvimento do Sistema Neurosensorial 7 a 14 anos: Desenvolvimento do Sistema Rítmico. 14 a 21 anos: Desenvolvimento do Sistema Metabólico Motor
  15. 15. PRIMEIRO SETÊNIO: 0 A 7 ANOS Crise: Nascimento Intensos processos de crescimento Predominam forças hereditárias (doenças febris: transformação da hereditariedade) Vivencia o mundo através da PERCEPÇÃO SENSORIAL (Sentidos): Cuidar do ambiente: Alimentação e sono em ritmos adequados são uma necessidade nesta época. Aprende por IMITAÇÃO Brincar: Ao brincar a criança adquire habilidades que serão utilizadas mais tarde no aprendizado formal e em toda sua vida
  16. 16. Três primeiros anos: Adquire as capacidades inerentes ao SER HUMANO ANDAR (1 a) FALAR (2 a) PENSAR (3 a) Lei do setênio : Dada pela família Crise: 3 anos Birra (Idéia do “Self”)
  17. 17. BASE DA SAÚDE FÍSICA DO INDIVÍDUO
  18. 18. CRIANÇA DESSA FASE PREDISPOSTA A VIVENCIAR: O MUNDO É BOM ADULTO: CONFIANÇA NA EXISTÊNCIA
  19. 19. SEGUNDO SETÊNIO: 7 A 14 ANOS Crise: Troca de dentes Período de maior saúde física Criança pronta para o aprendizado Lei: escola Adquire hábitos e condicionamentos Vivencia o mundo através dos sentimentos Arte e religiosidade Manifestação do Temperamento (melancólico, sanguíneo, fleumático, colérico) Educação: Autoridade amorosa Crise: 9 anos Sentimento do “self”
  20. 20. BASE DA SAÚDE EMOCIONAL DO INDIVÍDUO
  21. 21. CRIANÇA DESSA FASE PREDISPOSTA A VIVENCIAR: O MUNDO É BELO ADULTO: SENSO ESTÉTICO
  22. 22. TERCEIRO SETÊNIO:14 A 21 ANOS Crise:Puberdade Amadurecimento sexual Pensar X Ebulição sexual Nascimento dos ideais humanos Lei: Grupo(turmas) Educação: Liberdade com responsabilidade Formação da personalidade: tipos planetários (lunar, mercurial, venusiano, Marciano, jupiteriano, saturnino, solar) Crise: 18 anos e meio: Primeiro nó lunar (lua e sol na mesma posição do meu nascimento) Escolha profissional (como vou atuar no mundo)
  23. 23. BASE DA SAÚDE SOCIAL DO INDIVÍDUO
  24. 24. ADOLESCENTE DESSA FASE PREDISPOSTO A VIVENCIAR: O MUNDO É VERDADEIRO ADULTO: SENSO CRÍTICO
  25. 25. 21 A 42 ANOS: O ser humano desabrocha animicamente no encontro com outros seres humanos Figura 3: Marc Chagall Life,1964
  26. 26. ENCONTROS E DESENCONTROS MAIORIDADE: RESPONDER POR MIM MESMO TROCA COM O MUNDO DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES: TÉCNICAS GERENCIAIS LIDERANÇA AS CRISES AUTOEDUCAÇÃO
  27. 27. AS FASES DO DESENVOLVIMENTO ANÍMICO: 21 – 28 anos – Alma da sensação 28 – 35 anos – Alma do intelecto/índole 35-42 anos – Alma da consciência
  28. 28. QUARTO SETÊNIO: 21 A 28 ANOS ALMA DA SENSAÇÃO Crise: maioridade Infância da alma: Alma aberta Sair com a mochila Altos e baixos emocionais Me protejo nos papéis EU EXPERIMENTO O MUNDO
  29. 29. QUINTO SETÊNIO: 28 A 35 ANOS ALMA DA RAZÃO E DA ÍNDOLE Crise: dos talentos Ritmo entre vida interior e exterior Maior estabilização emocional e na vida Integrar razão e coração: Desenvolvimento da anima-animus 30 a 33 anos: Busca de algo espiritual Encontros marcantes Como eu organizo o mundo
  30. 30. SEXTO SETÊNIO: 35 A 42 ANOS ALMA DA CONSCIÊNCIA Crise: autenticidade Diminuição da vitalidade física (nossas funções biológicas começam a diminuir) Aumenta nossa Consciência Ter x Ser Fazer por prazer Maior necessidade de liberdade 37 ANOS: Segundo nó lunar Missão de vida Chega ao âmago da alma Apropriar-se da vida Dar sentido à vida
  31. 31. 42 A 63 ANOS: DOO PARA O MUNDO FASE DA SABEDORIA AUTODESENVOLVI- MENTO Gustav Klint As três idades da mulher Figura 4: Gustav Klimt
  32. 32. Alma vai escolher: Declinar com o físicoManter a todo custo a beleza e juventude Desenvolvimento espiritual Figura 4. Fonte: Arquivos ABMA
  33. 33. ... “todas as fases de vida seguintes aos 42 anos necessitam de uma direção interior consciente cada vez mais forte. De outra forma, o desenvolvimento anímico estagna nesse ponto; a alma que não continua se transformando é como um recipiente quebradiço, incapaz de reter o espiritual dentro de si” Gudrum Burkhard - Livres na terceira idade.
  34. 34. AS FASES DO DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL 42 a 49: Espiritualização da Visão - Imaginação 49 a 56: Espiritualização da Audição – Inspiração 56 a63: Espiritualização da Ação – Intuição
  35. 35. SÉTIMO SETÊNIO: 42 A 49 ANOS Crise: Existencial Fazer as pazes com o passado e seguir Desprendimento das forças etéricas do pólo metabólico locomotor. Forças livres podem ser empregadas em nova atividade espiritual. IMPORTANTE: Adequar alimentação, estimular o metabolismo através da atividade física senão: Doenças nos órgãos metabólicos, AUMENTO DE COLESTEROL, DA GLICEMIA, ETC...
  36. 36. DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: Espiritualização da visão: NOVA VISÃO (VISÃO HOLÍSTICA)
  37. 37. OITAVO SETÊNIO: 49 A 56 ANOS Crise: Menopausa (perda da capacidade reprodutiva) Ninho vazio Desprendimento das forças etéricas dos órgãos do Sistema Rítmico(coração e pulmão) IMPORTANTE: Desenvolver um novo respirar com o mundo. O grande desafio é encontrar um ritmo novo de vida, não deixar a vida ser conduzida pelo mundo externo, senão: Doenças dos órgãos do sistema rítmico: Infarto, Hipertensão arterial, doenças pulmonares
  38. 38. No mundo do trabalho é necessário desenvolver outra postura, é hora de ajudar as outras pessoas a colocarem seus ideais para o mundo, deixar que o outro atue. Começar a se preocupar com o desenvolvimento da humanidade como um todo. Ampliar o sentido da família: PAIS E MÃES UNIVERSAIS 55 anos e nove meses: o terceiro nó lunar Importante para o desenvolvimento espiritual. Através do coração deve-se fazer germinar o novo, o espiritual. Uma nova percepção deve-se formar: aquecer o mundo com o coração.
  39. 39. DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: Espiritualização da Audição NOVO ESCUTAR
  40. 40. NONO SETÊNIO: 56 A 63 ANOS Crise: Andropausa Liberação das forças do sistema neurosensorial: Diminuição dos sentidos e da memória Fase mística da vida. Místico é o indivíduo que busca no seu interior fontes de crescimento. Acender sua luz interior Cresce a possibilidade de desenvolver a cognição intuitiva. O risco é se fechar demais para o mundo.
  41. 41. Fase da aposentadoria Resgatar a admiração pelo mundo, admirar o mundo com forças novas. Ao olhar para o passado, tem a possibilidade de perdoá-lo e sair de situações que o aprisionavam para uma ressurreição
  42. 42. DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: Espiritualização do fazer NOVO VIVER
  43. 43. A PARTIR DE 63 ANOS: O SER HUMANO SE TORNA LIVRE DO ELEMENTO PESSOAL PARA UMA VIDA MAIS ESPIRITUAL MISSÃO DO IDOSO: TRAZER O ESPIRITUAL PARA A TERRA
  44. 44. DE ONDE VÊM ESTAS LEIS? Segundo as pesquisas de Rudolf Steiner o desenvolvimento do ser humano está intimamente relacionado com as sete esferas planetárias do nosso sistema solar (considera-se nesta visão a lua o sol como planetas)
  45. 45. Primeiro setênio (0 a 7 a): Lua Segundo setênio (7 a 14 a): Mercúrio Terceiro setênio (14 a 21 a): Vênus Fase de 21 a 42anos: Sol Sétimo setênio (42 a 49 anos): Marte Oitavo setênio (49 a 56 anos): Júpiter Nono setênio (56 a 63 anos): Saturno
  46. 46. Figura 5. Fonte: BURKHARD, 2012.
  47. 47. OUTROS INSTRUMENTOS DE COMPREENSÃO DA BIOGRAFIA INDIVIDUAL:
  48. 48. ESPELHAMENTO ANÍMICO Na biografia o marco dos 21 anos corresponde a um segundo nascimento só que diferente do nascimento físico é o desabrochar de uma consciência de si na vida anímica própria Por outro lado do nascimento até os 21 anos – temos a etapa do desenvolvimento físico : a autoridade é externa e é expressa pelas Influências da hereditariedade (constituição), dos valores e normas familiares, do meio ambiente, dos valores da comunidade. Nesse espelhamento os sentimentos das vivências anteriores a 21 anos vão se refletir de uma maneira inversa(espelhada) na fase 21 a 42 anos Espelhamento: 0 -7 Infância / 35-42 ( Consciência) Espelhamento: 7 -14 Puberdade / 28-35 (Razão) Espelhamento Adolescência / 21-28 (Sensação)
  49. 49. Assim por ex o sentimento causado por uma vivência traumática aos 9 anos pode retornar aos 33 anos, Como o ser humano a partir dos 21 anos sua tem individualidade espiritual (Eu) totalmente encarnado e neste momento voltado para o amadurecimento anímico, ele pode agora lidar com esta vivência transformando-a.
  50. 50. OUTROS ESPELHAMENTOS 28 ANOS 31 ANOS E MEIO 42 ANOS
  51. 51. OUTROS RITMOS Nó lunar: 18 ANOS E 1/2 Homem deixa seu passado para se dirigir ao futuro graças a Força Solar de seu Eu 18 e meio: Escolha da profissão 37:Estou a caminho da minha missão? 55 e meio: O que realizei nesta vida e o que tenho ainda para realizar
  52. 52. 12 anos Jupiter :Aspectos profissionais 29 anos Saturno:Cerne espiritual:Memoria Espiritual direcionando a individualidade espiritualmente na vida:Morte material e renascimento Espiritual
  53. 53. Conhecer a biografia humana com suas fases e crises é um importante instrumento de aprendizagem sobre nós mesmos e sobre o outro. O nosso desenvolvimento se dá do mais denso para o mais sutil: 0 a 21 anos:Educação 21 a 42 anos:Auto educação A partir de 42:Auto desenvolvimento
  54. 54. O nosso mais elevado ideal deve ser o de propiciar o desenvolvimento de seres humanos livres, capazes, por si próprios, de trazer propósito e direção para as suas vidas. Rudolf Steiner
  55. 55. Referências das imagens Figura 1: MOGGI, J; BURKHARD, D. O Espírito Transformador. Editora Antroposófica. 2005 Figura 2: Van Gogh, O Escolar. Disponível em: http://www.infoescola.com Figura 3: Marc Chagall, La Vie , 1964, Huile sur toile, 296 x 406 cm, © Archives Fondation Maeght, Adagp Paris 2014. Disponível em: https://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&v ed=&url=http%3A%2F%2Fwww.cesar.fr%2Fchagall-expo-la-vie- 2014&psig=AFQjCNEUPjHUvf1F9J4k1PrIrYotlZSK4Q&ust=1443052677106876 Figura 4: Disponível em: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c4/Gustav_Klimt_020.jpg Figura 5: BURKHARD, G. Tomar a vida nas próprias mãos. Editora Antroposófica. 2012.

×