Introducao ao latex

191 visualizações

Publicada em

Curso LATEX UFRRJ

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
191
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introducao ao latex

  1. 1. A Curso de Introdução ao LTEX 2ε e ao Lyx Alessandro Bandeira Duarte 13 de março de 20121 IntroduçãoO L TEX 2ε é um conjunto de macros para o processador de textos TEX criado Apor Donald Knuth. L TEX 2ε é diferente do writer do openoffice (ou do word do Aoffice), que é uma ferramenta do tipo WYSIWYG (what you see is what youget). Ao contrário, L TEX 2ε é uma ferramenta WYSIWYM (what you see is Awhat you mean), cujo objetivo principal é criar belos textos (“tipograficamente”falando). Ele é ideal para o uso acadêmico, seja na produção de artigos, sejana produção de monografias, dissertações, teses e livros. Uma das vantagensdo L TEX 2ε é a sua portabilidade. Além disso, não é necessário nenhum edi- Ator especial para escrever os textos no L TEX 2ε , bastando um simples editor Ade texto (ASCII). Não obstante, existem vários IDE (Integrated DevelopmentEnvironment) que facilitam o uso dessa poderosa ferramenta. O Lyx é um processador de texto que funcioma como uma espécie de GUI(Graphical User Interface) para o L TEX 2ε , facilitando, dessa forma, o uso desse Aúltimo. Ademais, de forma bastante simples, o Lyx converte textos produzidospor ele em formatos tais como: html e docbook. Por exemplo, o seguinte textona minha página foi produzido com o Lyx: http://www.alessandroduarte.com.br/beitrage.html.LyXconv/index.html É importante ressaltar que tanto o L TEX 2ε , quanto o Lyx são ferramentas Alivres, o que significa que seus códigos-fontes estão disponíveis na rede e podemser modificados e distribuídos livremente. O usuário tem suas liberdades ga-rantidas, sem correr o risco de ser chamado de “pirata” ao compatilhar ambosprogramas. Em um mundo cada vez mais fechado, onde se pretende aprovarleis como SOPA, PIPA, ACTA e “Lei Azeredo” (PL 84/1999) que cerceiam aliberdade do usuário e da internet, faz-se mister o uso de ferramentas livres,principalmente no ambiente acadêmico.2 Objetivos do Curso 1. Introduzir o uso do L TEX 2ε ; A 2. Introduzir o uso do Lyx; 1
  2. 2. 3. Ensinar o uso do pacote abntex, que formata o texto de acordo com as regras da ABNT; e 4. Ensinar o uso de alguns pacotes do L TEX 2ε . Há inúmeros pacotes, que A abrangem desde a produção de árvores de dedução (lógica) até a produção de símbolos fonéticos (linguística), passando por símbolos matemáticos e estruturas químicas.3 Duração do CursoA duração do curso será de 8 meses. As aulas ocorrerão às sextas-feiras, das13:00hs às 15:00hs na sala 21 do ICHS.4 Material BibliográficoUsaremos a seguinte apostila que é livremente distribuída na internet: Umanão tão pequena introdução ao L TEX 2ε (http://www.tex.ac.uk/ctan/info/ Alshort/portuguese/pt-lshort.pdf)5 A Exemplos da capacidade do L TEX 2ε • Lógica a ⊃ (b ⊃ a) a F (a) G(a) F (a) 1 P (a) → (Q(b) → F (a, b)) Premissa 2 Q(b) Hipótese 3 P (a) Hipótese 4 P (a) → (Q(b) → F (a, b)) Repetição 5 Q(b) → F (a, b) 3,4 MP 6 F (a, b) 2,5 MP 7 P (a) → G(a, b) 3,6 Prova condicional 8 Q(b) → (P (a) → F (a, b)) 2,7 Prova condicional • Linguística 2
  3. 3. [Ekspl@"neIS@n] • Matemática a∈A A⊂B 1 4 0 −2 4 3   1 1 4 0 1 × 0 =   −2 4 3 −11 −3 x if x ≥ 0; |x| = −x if x < 0. • Química ce{H2O} → H2 O ce{NaCl} → NaCl ce{Cl2} → Cl2 – ce{AgCl2-} → AgCl2 ce{CrO4^2-} → CrO4 – 2 ce{[AgCl2]-} → [AgCl2 ] – – ce{NO3-} → NO3 ce{(NH4)2S} → (NH4 )2 S ce{2H2O} → 2 H2 O 1 ce{1/2H2O} → 2 H2 O 227 + ce{^{227}_{90}Th+} → 90Th ce{KCr(SO4)2*12H2O} → KCr(SO4 )2 · 12 H2 O ce{KCr(SO4)2.12H2O} → KCr(SO4 )2 · 12 H2 O ce{C6H5-CHO} → C6 H5 −CHO 3
  4. 4. CH3Br Br Cl F O 4

×