ESCOLA DE FAMÍLIA - AULA 12ESCOLA DE FAMÍLIA - AULA 12O Compromisso da fidelidade na relação conjugalO Compromisso da fide...
 Tornar público o amor mútuo de umcasal é uma maneira de manifestaraos outros o seu contentamento efelicidade, como é tam...
FIDELIDADE NA BÍBLIAFIDELIDADE NA BÍBLIA O tema fidelidade perpassa todos os textos da Sagrada Escritura. O homem rompeu...
A FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZESA FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZES Cultura da banalidade que relativiza edesvirtua valo...
A FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZESA FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZES “Relação aberta”: caracterizadapor um pacto que o ca...
A FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZESA FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZES Porém, o que caracteriza de fato a fidelidade é aexc...
A FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZESA FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZESO que é fidelidade?O que é fidelidade? Vínculo a um b...
REABILITANDO A FIDELIDADEREABILITANDO A FIDELIDADE Testemunhar sua beleza. Se tem muitos casaisque se separam, também é g...
NOTAS CARACTERÍSTICAS DO AMOR CONJUGALNOTAS CARACTERÍSTICAS DO AMOR CONJUGALHumanae Vitae, 9 – Papa Paulo VIHumanae Vitae,...
A FIDELIDADE DO AMOR CONJUGALA FIDELIDADE DO AMOR CONJUGALCatecismo da Igreja Católica, 1646-1647Catecismo da Igreja Catól...
 Para o ser humano não são suficientes relações meramentefuncionais. Ele precisa de relações interpessoais ricas deinteri...
 Uma só carne! Como não captar o vigordesta expressão? A palavra bíblica ‘carne’não recorda apenas o aspecto físico dohom...
Rua Rizieri Negrini, 52V. ArapuáS. Paulo/SP04257-14311-2083-1001sagradafamilia.org.brItalo J. Passanezi Fasanella
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Escola de família_aula 12 - O compromisso da fidelidade na relação conjugal - 02.06.2013

621 visualizações

Publicada em

Slide usado na 12ª aula da Escola de Família na sede da Comunidade Sagrada Família por Italo Fasanella.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
621
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Escola de família_aula 12 - O compromisso da fidelidade na relação conjugal - 02.06.2013

  1. 1. ESCOLA DE FAMÍLIA - AULA 12ESCOLA DE FAMÍLIA - AULA 12O Compromisso da fidelidade na relação conjugalO Compromisso da fidelidade na relação conjugal
  2. 2.  Tornar público o amor mútuo de umcasal é uma maneira de manifestaraos outros o seu contentamento efelicidade, como é também umaforma de proteger a própriarelação. Proteger, manter e sustentar estadinâmica não pode se limitarsomente à dimensão pública desserelacionamento, mas é necessária aFIDELIDADE.FIDELIDADEFIDELIDADE
  3. 3. FIDELIDADE NA BÍBLIAFIDELIDADE NA BÍBLIA O tema fidelidade perpassa todos os textos da Sagrada Escritura. O homem rompeu o pacto de fidelidade que Deus havia feito no início. Deus conhece a fragilidade e a dificuldade do homem em ser fiel à Aliançamas, Ele mesmo propõe uma Lei que não tira a liberdade e ajuda nocaminho da fidelidade para encontrar a verdadeira felicidade. Por causa de sua fidelidade, Deus se encarna na história – Jesus – e deixao maior exemplo de amor, de doação total e de fidelidade. A Nova Aliança consiste no conhecimento do Senhor e não tanto nocumprimento da Lei. “Se formos infiéis...Ele continua fiel.” (2 Tm 2,13).
  4. 4. A FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZESA FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZES Cultura da banalidade que relativiza edesvirtua valores: virgindade, celibato,fidelidade, castidade do amor conjugal,valor da vida, etc. Fidelidade traz na sua raiz a palavra fides(do latim=fé), existe uma relação => “a féatua pelo amor” (Gl 5,6). Fidelidade também está relacionada comaliança e confiança. A fidelidade só será possível vivendo erenovando, dia a dia, este pacto =>fidelidade gera fidelidade.
  5. 5. A FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZESA FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZES “Relação aberta”: caracterizadapor um pacto que o casal faz deaceitar que entrem na relaçãoconjugal outras pessoas, desde quetudo seja feito na transparência.Assim eles consideram um tipo derelação fiel.
  6. 6. A FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZESA FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZES Porém, o que caracteriza de fato a fidelidade é aexclusividade na pertença que me permite dizer “meumarido”, “minha mulher”. A “relação aberta” descaracteriza completamente afidelidade.
  7. 7. A FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZESA FIDELIDADE ENTRE SOMBRAS E LUZESO que é fidelidade?O que é fidelidade? Vínculo a um bem. O “coração” da fidelidadeconsiste em dar fé a uma palavra pronunciadadiante de um valor moral que por si, antesdaquela palavra, não nos obrigava a nada. Testemunhar a fidelidade é afirmar overdadeiro valor da liberdade. O contrário écorrupção do conceito. “A fidelidade exprime a constância emmanter a palavra dada.” (Catecismo da IgrejaCatólica, 2365)
  8. 8. REABILITANDO A FIDELIDADEREABILITANDO A FIDELIDADE Testemunhar sua beleza. Se tem muitos casaisque se separam, também é grande o númerodos que vivem felizes, graças ao amor vivido nafidelidade. O amor oblativo (que se doa) sempre quer obem para o outro. Isto é o fundamento dafidelidade. A fidelidade e indissolubilidade sãoconsequências imediatas e necessárias dovínculo conjugal que gera uma novaidentidade. “Eu te prometo ser fiel, amar-te e respeitar-te, todos os dias da minha vida”.
  9. 9. NOTAS CARACTERÍSTICAS DO AMOR CONJUGALNOTAS CARACTERÍSTICAS DO AMOR CONJUGALHumanae Vitae, 9 – Papa Paulo VIHumanae Vitae, 9 – Papa Paulo VI Amor plenamente humano. Espiritual e sensível. Não é umsimples ímpeto do instinto ou do sentimento, é também, eprincipalmente, ato da vontade livre. Amor total. Forma especial de amizade pessoal. Amor fiel e exclusivo, até a morte. Amor fecundo. Não se fecha somente aos cônjuges mascontinua, suscita novas vidas.
  10. 10. A FIDELIDADE DO AMOR CONJUGALA FIDELIDADE DO AMOR CONJUGALCatecismo da Igreja Católica, 1646-1647Catecismo da Igreja Católica, 1646-1647 “O amor conjugal exige dos esposos, por suanatureza, uma fidelidade inviolável [...] O amor querser definitivo. Não pode ser ‘até nova ordem’. [...]O motivo mais profundo se encontra na fidelidade deDeus à sua aliança, de Cristo à sua Igreja. Pelosacramento do Matrimônio, os esposos se habilitam arepresentar esta fidelidade e a testemunhá-la.”
  11. 11.  Para o ser humano não são suficientes relações meramentefuncionais. Ele precisa de relações interpessoais ricas deinterioridade, gratuidade e oblatividade. Entre estas, éfundamental a que se realiza na família: nas relações entre oscônjuges, e na deles com os seus filhos. Toda a grande rede dasrelações humanas brota e regenera-se continuamente a partirdaquela relação com a qual um homem e uma mulher sereconhecem feitos uma para o outro, e decidem unir as própriasexistências num só projeto de vida: ‘Por isso, um homem deixa seupai e sua mãe, e une-se à sua mulher, e os dois tornam-se uma sócarne’ (Gênesis 2, 24).
  12. 12.  Uma só carne! Como não captar o vigordesta expressão? A palavra bíblica ‘carne’não recorda apenas o aspecto físico dohomem, mas a sua identidade global deespírito e corpo. O que os esposos realizamnão é só um encontro corpóreo, mas umaverdadeira união das suas pessoas. Umaunião tão profunda, que os torna de certaforma um reflexo do ‘Nós’ das Três Pessoasdivinas na história (cf. Carta às Famílias,8).” (Trechos da homilia de João Paulo II –L’Osservatore Romano n.o 43 – 21/10/2000 –edição semanal portuguesa).
  13. 13. Rua Rizieri Negrini, 52V. ArapuáS. Paulo/SP04257-14311-2083-1001sagradafamilia.org.brItalo J. Passanezi Fasanella

×