1
Comissão Regional em Defesa da Vida da CNBB e
Comissão Arquidiocesana de Campinas
André Misiara
2
PLANO PARA DESTRUIR A FAMÍLIA
Porquê destruir a Família ?
3
A família é a fonte santificação e sacrifício
A família é uma luta contra o Egoísmo
Plano de Destruição da Família
Consumismo: sistema utilitarista – bens materiais
(jogos de interesses)
4
Desagregação da f...
Plano de Destruição da Família
Imediatismo
(“Prazer” – Hedonismo - Consumismo)
5
3 i´s
Individualismo
(Egoísmo – Egocentri...
6
QUANDO
QUEM
ONDE
PORQUE
PRA QUÊ
COMO
7
APARIÇÃO DE NOSSA SENHORA EM FÁTIMA
13-maio-1917
“A Rússia espalhará seus erros pelo mundo”
1917 – Surgimento do Bolchev...
8
Bolchevismo
O termo bolchevismo é de origem russa e significa "maioria" (do russo bolschinstwo). É uma teoria
comunista ...
9
“Socialismo religioso, socialismo católico são termos
contraditórios: ninguém pode ser ao
mesmo tempo bom católico e ver...
10
"A origem da família, da propriedade privada e do
Estado".
Karl Marx - Friedrich Engels
não existia a instituição famil...
11
Família Sindiásmica
Homem com varias (força de produção / Mulher não )
Família Panaluana
Relações entre parentes (sobri...
12
é a atualização da Teoria Populacional Malthusiana, criada pelo demógrafo
Thomas Malthus (Pastor Anglicano - 1766-1834)...
13
EUGÊNIA SOCIAL
14
EUTANÁSIA
ABORTO
HOMOSSEXUALISMO
AQUECIMENTO GLOBAL
FEMINISMO
MULHER – MERCADO (FAMILIA PEQUENA)
CONTRACEPÇÃO
15
MARKXISMO
IDEOLOGIA
CULTURAL
16
O que está impedindo o Socialismo na Europa
(Ditadura Marxista Ideologia Cultural –
Friedrich Engels e Antonio Gramsci ...
Plano de Destruição da Família
17
Para o Marxismo, a origem das desigualdades
sociais é .........a família
e a primeira pr...
18
Marxismo
O Marxismo é o conjunto de ideias filosóficas,
econômicas, políticas e sociais elaboradas
primariamente por Ka...
19
AQUECIMENTO GLOBAL
20
21
Plano de Destruição da Família
Liberdade de genero
22
Pílula
Liberdade sexual década 60
Mulher no mercado de trabalho
Redu...
23
HOMENS X MULHERES
24
Se a mulher tende a controlar tudo,
o homem tende ao egoísmo.
25
Feminismo (Esquerda Markxista)
2ª. Onda – decada 60 Liberdade, direito de
decidir, aborto, sexo livre, calça comprida
26
1...
Feminismo (Esquerda Markxista)
A favor – aborto / trabalho com realização ultima /
igual ao homem
27
Contra a familia / o ...
28
FEMINISMO
MULHER NO
MERCADO
DE TRABALHO
Relatório Kissinger
“A condição e a utilização das mulheres nas
sociedades dos países subdesenvolvidos são
de extrema impo...
30
POBREZA
E NATALIDADE
31
32
HOMOSSEXUALIDADE
33
HOMOSSEXUALIDADE
"O homem que dormir com outro homem como se fosse
mulher, comete uma abominação, ambos serão réus de m...
34
A tese de Kinsey põe todos os atos sexuais ao mesmo nível
moral, social e biológico, dentro ou fora do casamento, entre...
35
GÊNERO X SEXO
36
O “Sexo” designa a realidade biológica do ser
humano (homem/mulher), enquanto o “Gênero”
designa a dimensão social do s...
37
A IV Conferência Mundial sobre a Mulher:
Igualdade, Desenvolvimento e Paz foi um
encontro organizado pelas Nações Unida...
Quem são eles ?
 Controladores Populacionais
 Libertadores Sexuais
 Ativistas dos direitos Gays
 Multi-culturalistas e...
Ideologia de gênero
 A revolução feminista
 Apropriar-se dos meios de re-produção
 Acabar com as “classes sexuais”
 So...
40
A teoria de GÊNERO está sendo utilizada para
promover uma revolução cultural sexual marxista,
principalmente entre as c...
41
Teoria QUEER
Oficialmente Queer Theory (em inglês), é
uma teoria sobre o GÊNERO que afirma que
a ORIENTAÇÃO SEXUAL e a ...
42
A teoria queer teve origem nos Estados Unidos em
meados da década de 1980 a partir das áreas de estudos
gay, lésbicos e...
43
Na teoria do “Genero” o termo designa a
masculinidade ou a feminilidade construída pelo
ambiente social e cultural (idi...
44
Mas o que é Ideologia de Gênero?
É uma forma perversa de pensar segundo a qual
todos nós nascemos com um SEXO (homem ou...
45
O conceito é dissolver a dicotomia entre
sexo x gênero, que fornece às feministas
possibilidades limitadas de problemat...
46
Em nossa sociedade estamos diante de uma
“ordem compulsória” que exige a coerência total
entre um sexo, um gênero e um ...
47
GÊNERO
é uma declaração de guerra contra a
feminilidade e a
natureza da mulher. A „perspectiva de gênero‟ é
essencialme...
48
Sob a “perspectiva de gênero” tudo passa a ser
visto como parte da luta pelo
poder entre homens e mulheres.
A „perspect...
49
Diferença = Desigualdade = Injustiça
Feministas Radicais que impõe essa definição
(Genero) fazem isto porque acreditam ...
50
"O tabu do incesto hoje é necessário somente
para preservar a família; então, se nós nos
desfizermos da família, iremos...
51
Plano de destruição da Familia
52
HOMOSSEXUALIDADE E MORAL CRISTÃ
“Apoiando-se na Sagrada Escritura, que os
apresenta como depravações graves, a tradição...
53
EUTANÁSIA
54
Senadores belgas se pronunciam a favor de
eutanásia para menores de idade
AFP - Agence France-Presse
Publicação: 27/11/...
55
VACINA HPV
COMO
CONTROLE DE
NATALIDADE
56
57
58
RELAÇÃO ENTRE
SINDROME DE DOWN
E
IDADE DA MULHER
59
Há aumento da incidência de nascimentos com a idade
materna, sendo 1 em 2000 até 20 anos, 1 em 1000 até 30
anos, 1 em 5...
60
O diagnóstico pré-natal de anomalias cromossomais
baseia-se na cariotipagem fetal. Esta técnica laboratorial
além de se...
61
síndrome de Down. Uma das explicações consideradas é de
que a trissomia pode estar relacionada a erros na formação
de q...
62
Programa Mais Médicos
63
"Nossa medicina é quase de curandeirismo", diz doutor cubano
Gilberto Velazco Serrano, de 32 anos, conta por que, em 20...
64
Decreto nº 5.948, de 26 de Outubro de 2006, que
trata da Política Nacional de Enfrentamento ao
Tráfico de Pessoas, que ...
65
INFLUÊNCIA
DAS NOVELAS
NO
CONTROLE
DA
NATALIDADE
66
Estudo do Banco Interamericano de
Desenvolvimento – Alberto Chong
Novelas – Influencia no impacto da Sociedade
Mercado de ...
Pesquisa do Banco Interamericano de
Desenvolvimento – Influencia das Novelas
Moldando as familias
Fertilidade – diminuição...
Resultado:
Mulher não ser mais mae e não quer ser mais
esposa.
69
Pesquisa do Banco Interamericano de
Desenvolvimento – In...
70
27/02/2009 - 22:16 - ATUALIZADO EM 04/03/2009 - 17:50
Alberto Chong - "As telenovelas moldaram o Brasil"
Economista do ...
71
72
QUANDO COMEÇA
A VIDA?
EMBRIOLOGIA
73
74
ABORTO
75
Ações para implantar o controle demográfico
Para conquistar seus objetivos AS FUNDAÇÕES,
investem em alguns princípios ...
76
1901 – Fundação do Instituto Rockefeller de Investigações
Médicas.
1915 - Warren Thompson, da Universidade de Columbia,...
77
1933 – O relatório anual da Fundação Rockefeller informa que a
instituição alimenta a esperança de desenvolver “a genét...
78
1946 – John Rockefeller III tenta mudar a estrutura da Fundação
Rockefeller para que seu principal objetivo não seja ma...
79
1952 – John Rockefeller III, com mais 26 especialistas em
demografia, entre os quais Warren Thompson, Kingsley Davis e
...
80
Margareth Sanger
a fundadora da International Planned
Parenthood Federation (IPPF)
Filial no Brasil
BEMFAM
81
Federação
Internacional de
Planejamento
Familiar (IPPF)
82
se não se pode matar alguém depois de nascer,
por que sim antes?
se pode matar alguém antes de nascer, por que
não depo...
83
Margaret Louise Higgins (USA) - 1879 - 1966
Enfermeira, educadora sexual e
ativista do controle de natalidade como méto...
84
De onde surgiu o atual movimento abortista?
O movimento pró-aborto atual, com intuitos
políticos, tem início em 1920 co...
85
John Rockefeller III (1952)
Rockefeller conseguiu nas três primeiras
décadas, estabelecer em diversos países nos
cinco ...
86
Ao longo dos anos foram se ajuntando a ele
várias instituições e empresas privadas, políticos
e fundações gigantes como...
87
Como e quando o aborto se torna projeto
mundial?
Em 1952, o bilionário americano, John
Rockefeller, na época, o 2º home...
Histórico
Relatório Kinssinger – 10-dez-1974
88
Invenção da Pilula Anticoncepcional
Autorização FDA - 03-maio-1960
Fundaçõ...
89
A CONFERÊNCIA DO CAIRO (1994)
A Conferência sobre População do Cairo iniciou-se na
primeira semana de setembro de
1994....
90
POLITICA DE
REDUÇÃO DE DANOS
91
A política de “redução de danos”.
nada mais é do que uma das fases para
a implementação do aborto como um
“direito repr...
92
93
FORO DE SÃO PAULO
94
Foro de São Paulo
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O ex-presidente Lula e o ministro Luiz Dulci durante celebra...
95
96
97
T I P O S
D E
A B O R T O
98
“A partir do momento em que o óvulo é
fecundado pelo espermatozoide, inicia-se uma
nova vida, que não é aquela do pai o...
POR ENVENENAMENTO SALINO
Extrai-se o líquido amniótico dentro da bolsa que protege
o bebê. Introduz-se uma longa agulha at...
100
101
POR SUCÇÃO
Insere-se no útero um tubo oco que tem uma ponta
afiada. Uma forte sucção (28 vezes mais forte que a de
um aspi...
103
POR DILATAÇÃO E CURETAGEM
Neste método é utilizado uma cureta ou faca
proveniente de uma colher afiada na ponta com a
qual...
105
106
107
108
POR OPERAÇÃO CESÁREA
(HISTEROTOMIA)
Este método é exatamente igual a uma operação
cesárea até que se corte o cordão umbili...
110
MEDICAMENTOS PROSTAGLANDINAS
Esta droga provoca um parto prematuro durante
qualquer etapa da gravidez. É usado para levar ...
112
PROSTAGLANDINA + RU486 (Mifepristona)
Trata-se de uma pílula abortiva empregada
conjuntamente com uma prostaglandina, que ...
114
Pílula do dia seguinte
base de hormônios
(estrogênio,estrogênio/progestogênio ou somente
progestogênio) que, dentro de...
115
“PÍLULA DO DIA SEGUINTE”
TEM UM EFEITO
“ANTI-IMPLANTAÇÃO”, ASSIM SUGERINDO
IMPLICITAMENTE UMA CLARA DISTINÇÃO
ENTRE O ...
116
Somente se a pílula fosse tomada vários dias antes
do momento da ovulação poderia às vezes agir
impedindo a mesma (nes...
DROGAS E PLANTAS
Existem muitas substâncias que quando
tomadas causam o aborto. Algumas são
tóxicos inorgânicos como: arsê...
CITOTEC
O Citotec foi desenvolvido com outro nome há
cerca de vinte anos atrás, não para problemas de
estômago, nem para p...
119
o kit para Até 1 mês = R$290,00 (4 cyto +1
mifepristone +movatec+ pomada aplicador e manual)
kit para até 2 meses = R$...
O Citotec atua apenas, ao que tudo indica,
provocando contrações de parto e a conseqüente
expulsão do feto, em qualquer id...
121
CONSEQUÊNCIAS NA PRÓXIMA GRAVIDEZ
DEPOIS DE UM ABORTO PROVOCADO
122
LEGISLAÇÃO
BRASIL
CF – 88
CC
123
124
125
126
PLC 122 – PROJETO DE LEI DA CÂMARA 122
DE 2006 - (Deputada Iara Bernardi)
Mordaça Guy
Plano para destruir a Família
PL...
127
Lei: 12.845 de 01/ago/2013
128
129
TEORIA
DA
CONSPIRAÇÃO
130
131
CONSPIRAÇÃO: TEORIA E PRÁTICA
"Teoria da conspiração" tornou-se uma espécie de mantra para banir qualquer avaliação
ma...
132
Enfrenta, no entanto, a ação conspirativa desestabilizadora, que infunde medo e
insegurança jurídica, reduzindo invest...
133
A história humana foi marcada por embates, invasões e violência. O
processo civilizatório consiste em superar esses es...
134
ESTATÍSTICAS
135
TAXA DE MORTALIDADE MATERNA
Os dados divulgados na grande mídia sobre a mortalidade
materna devido ao aborto, no Brasi...
ABORTO ESPONTÂNEO
Um aborto é o final espontâneo de uma gravidez
antes da vigésima semana. O termo médico
usado é aborto e...
COMO ISTO OCORRE?
é difícil saber exatamente a causa do aborto.
Contudo, a maior parte dos abortos ocorrem
quando os cromo...
Outras causas possíveis de aborto incluem:
infecção do útero, diabetes sem controle,
alterações hormonais, e problemas no ...
139
CONSEQUÊNCIAS
Sentimento de culpa
Impulsos suicidas
Arrependimento
Remorso
baixa auto-estima
raiva
desespero
frustração do instinto
mate...
CONSEQUÊNCIAS FÍSICAS (ABORTO)
Esterilidade
Abortos espontâneos
Gravidez ectópica (a gravidez que ocorre fora da
cavidade ...
CONSEQUÊNCIAS FÍSICAS E PSICOLÓGICAS
(ABORTO)
Só um aborto aumenta em 45% risco de morte da mulher
Posted: 07 Jan 2013 09:...
143
A principais causadas de morte
nos Estados Unidos por Ano
Ataques cardíacos - 599.413
Aborto - 1.211.500
Câncer - 567....
144
O aborto cria problemas físicos nas mulheres
Os defensores do aborto afirmam frequentemente que levar a
gravidez indes...
145
INDUSTRIA
DO
ABORTO
146
Cobaias Humanas
A história secreta do sofrimento
provocado em nome da ciência
Andrew Goliszek
Ediouro, 2004
Pesquisas Jornalística na Inglaterra
No caso da Inglaterra, já existe uma lei, o
"Abortion Act", de 1967, que permite a
in...
Os ingleses não chegam a ser famosos
pelas bolsas que fabricam, mas pelo chá e
pelos sabonetes -os melhores do mundo.
Um "...
Vejamos algumas citações desse relatório:
Kissinger
"As ações governamentais, os conflitos
trabalhistas, as sabotagens e o...
"A economia dos EUA exigirá, cada vez mais,
grandes quantidades de minerais do exterior,
principalmente dos países menos d...
"Há também o perigo de que alguns líderes dos
países menos desenvolvidos vejam as pressões
dos países desenvolvidos na que...
"Deve-se dar prioridade no programa geral
de assistência às políticas seletivas de
desenvolvimento nos setores que
ofereça...
"É vital que o esforço para desenvolver e
fortalecer o envolvimento de líderes dos países
menos desenvolvidos não seja vis...
154
PÍLULA
CONTRACEPTIVA
Como é que a pílula anticoncepcional
(COC) funciona?
A pílula anticoncepcional: conjunto de 2
hormônios - o estrógeno e a ...
156
É verdade que as pílulas de hoje têm menos
efeitos colaterais do que as de antigamente?
É verdade. Para reduzir os efe...
doenças circulatórias: varizes
tromboses cerebrais e pulmonares
tromboflebites
trombose da veia hepática
enfarto do miocár...
obesidade
manchas de pele
cefaléias (dores de cabeça)
certos distúrbios de visão
aparecimento de caracteres secundários
Ma...
159
Os anticoncepcionais orais diminuem a
quantidade e qualidade do aleitamento
materno e a duração da amamentação. Não
é acon...
161
O site ACI/EWTN Noticias informou na última terça-feira
(07/01/14) que na Índia, um estudo realizado por médicos,
assi...
162
Nos EUA em 1857 defendia-se a escravidão com os argumentos:
O negro não é pessoa humana e pertence à seu dono; não é p...
163
O Relatório Kissinger não ficou só no papel, mas
foi detalhadamente posto em prática. Para tanto
organizou-se um poder...
164
Eis os principais grupos de combate com as
respectivas estratégias usadas nos dias de hoje
1º) Os organismos multilate...
165
2º) Alguns organismos dependentes das Nações
Unidas, principalmente
a Organização Mundial de Saúde (OMS),
o Programa d...
166
o Fundo das Nações Unidas para a Cultura
(UNESCO),
a Organização das Nações Unidas para a
Agricultura e a Alimentação ...
167
Supervisionam os programas financiados
nacional ou internacionalmente, destinados a
saúde "reprodutiva" (leia-se contr...
168
3º) Os Grupos Parlamentares Internacionais,
verdadeiros "lobbies" integrados por legisladores
e ex-legisladores dos pa...
169
4º) A Federação Internacional de Planejamento
Familiar (IPPF) e suas 178 filiais nacionais, que
são instituições priva...
170
171
172
Não podemos esquecer o Conselho de
População (Population Council), fundado por
John D. Rockefeller III em 1952 (o mesm...
173
ASSIM ACONTECE
O MILAGRE DA VIDA
“Orar como se tudo dependesse de Deus e
trabalhar como se tudo dependesse de nós.”
Sa...
174
BOA NOITE! CINDERELA
Combinação de vários compostos:
Flunitrazepam
Nome comercial: Rohypnol;
Princípio ativo: é um ans...
175
Quais são os efeitos dos Anticoncepcionais
Orais?
Funcionamento, contra-indicações e efeitos.
São medicamentos orais q...
176
COMO FUNCIONAM?
Funcionam de 3 maneiras para conseguir o efeito
de controle de natalidade:
1) Com os ACO (anticoncepci...
177
Sim. A este respeito, referindo-se à pílula combinada o Dr. J. Richard
Crout (Diretor da FDA do Governo dos EE.UU.) ex...
178
(4) O Dr. Alan Guttmacher, antigo presidente da
"Paternidade Planificada", descreveu a estrutura do
endométrio sob a a...
179
(6) Também provocam hostilidade do muco cervical
que se torna inóspito e dificulta a passagem dos
espermatozóides.
Ess...
 6) Possíveis carcinogênesis:
 A - Mama: é a doença maligna mais
comum da mulher nos países
desenvolvidos. Há suspeitas ...
181
C - Adenoma: (hipofisário). Se se observa
galactorréia deveria usar-se outro método.
D - Tumores hepáticos: "reconhece...
182
7) Metabolismo da glucose: Os anticoncepcionais
orais produzem transtornos no metabolismo da
glucose (açúcares). As di...
 10) Malformações fetais: Observou-se um
aumento de malformações nas populações
onde o uso dos anticoncepcionais
aumentav...
184
11) Efeitos colaterais: náuseas, vômitos, tontices,
seios doloridos, aumento de peso, dor de cabeça,
retenção de líqui...
185
CONCLUSÕES PRÁTICAS
1) A pílula somente com progesterona poderia estar atuando,
primariamente, como abortiva a produzi...
186
CONTRA-INDICAÇÕES
Nas seguintes indicações haveria que obter orientação médica antes de
tomar um anticonceptivo oral. ...
187
Os anticoncepcionais orais diminuem a quantidade e
qualidade do aleitamento materno e a duração da
amamentação. Não é ...
188
2) A mulher que quer ter saúde não usará uma pílula
anticoncepcional.
Será que há alguma alternativa natural, segura e...
Para contato:
189
E.mail / MSN: andremisiara@hotmail.com
Cel: (19) 9-8278 3300
190
Só um aborto aumenta em 45% risco de morte da mulher
Posted: 07 Jan 2013 09:30 PM PST
Um único aborto provocado aumenta o ...
“Nós sabíamos, por estudos semelhantes feitos previamente na Califórnia
entre mulheres de baixa renda, que as mulheres com...
Relatório Kinssinger – 10-dez-1974
196
O Memorando 200 de Estudo de Segurança Nacional
(National Security Study Memorandum...
Foi adotado como política oficial dos EUA pelo
presidente Gerald Ford em novembro de 1975. Foi
originalmente classificado ...
Também conhecido como "Relatório Kissinger", o
memorando defende a tese básica de que o
crescimento populacional nos paíse...
Aborto - Conceitos e Dados históricos - Aprofundado Markismo
Aborto - Conceitos e Dados históricos - Aprofundado Markismo
Aborto - Conceitos e Dados históricos - Aprofundado Markismo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aborto - Conceitos e Dados históricos - Aprofundado Markismo

1.124 visualizações

Publicada em

Slides da palestra do André (Comunidade Sal e Luz) na Comunidade Sagrada Família.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.124
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aborto - Conceitos e Dados históricos - Aprofundado Markismo

  1. 1. 1 Comissão Regional em Defesa da Vida da CNBB e Comissão Arquidiocesana de Campinas André Misiara
  2. 2. 2 PLANO PARA DESTRUIR A FAMÍLIA Porquê destruir a Família ?
  3. 3. 3 A família é a fonte santificação e sacrifício A família é uma luta contra o Egoísmo
  4. 4. Plano de Destruição da Família Consumismo: sistema utilitarista – bens materiais (jogos de interesses) 4 Desagregação da familia Hedonismo: busca pelo prazer como finalidade única. Egoísmo: Fecha-se em si mesmo (é o hábito ou a atitude de se colocar interesses, opiniões, desejos, necessidades em primeiro lugar)
  5. 5. Plano de Destruição da Família Imediatismo (“Prazer” – Hedonismo - Consumismo) 5 3 i´s Individualismo (Egoísmo – Egocentrismo – “Poder”) Indiferentismo (Relativismo)
  6. 6. 6 QUANDO QUEM ONDE PORQUE PRA QUÊ COMO
  7. 7. 7 APARIÇÃO DE NOSSA SENHORA EM FÁTIMA 13-maio-1917 “A Rússia espalhará seus erros pelo mundo” 1917 – Surgimento do Bolchevismo Quando Nossa Senhora apareceu em Fátima, em 1917, a Rússia tinha até então sido governada pelos Czares(Imperadores), e só a partir da revolução de outubro daquele ano passou a ser tiranizada pelos comunistas.
  8. 8. 8 Bolchevismo O termo bolchevismo é de origem russa e significa "maioria" (do russo bolschinstwo). É uma teoria comunista e prática politica baseada nas teorias de Karl Marx, formulada, adotada e desenvolvida por Vladimir Lênin (Wladimir Iljitsch Lênin) e Josef Stalin (Iosif Vissarionovich Dzhugashvili). O termo se originou no II Congresso realizado pelo Partido Operário Social-Democrático da Rússia em Londres no ano de 1903. Neste congresso impôs-se uma corrente partidária radical, (bolsche = mais, donde bolcheviques) sob o comando de Lênin, sobre uma corrente minoritária (mensche = menos, donde mencheviques). Na corrente bolchevique os judeus compunham 80% de seus membros, enquanto que na corrente menchevique representavam sua totalidade. Durante seu curto domínio sobre a sociedade russa vitimou entre 6 a 8 milhões de pessoas, falecidas em campos de concentração ou diretamente assassinadas pelo regime. O bolchevismo é o instrumento utilizado pelo Estado para exercer o domínio sobre as classes sociais, através do "Sistema de Conselhos", o qual engloba as funções legislativas e administrativas. Rejeita o sistema democrático e propaga a "revolução marxista mundial". Objetivando a manutenção do poder, o bolchevismo soviético praticou o terrorismo, aniquilando milhões de pessoas através dos organismos de repressão como a Tscheka, e a GPU. O objetivo do bolchevismo é erradicar a propriedade particular na sociedade e criar uma economia coletivista. Assim toda propriedade material pertence ao Estado, todo sistema produtivo econômico e político e portanto toda riqueza nacional está em suas mãos. Este plano no entanto não se viabilizou, dada a ausência da impulsão realizadora inerente ao ser humano numa sociedade baseada na propriedade privada. O plano se mostrou inviável em todas as áreas, porém foi na agricultura que registrou seus maiores fracassos. A base de toda política bolchevista é a ideologia marxista e o materialismo histórico e o objetivo a ser atingido é o comunismo humano. O bolchevismo crê na onipotência do planejamento humano, e portanto é “ateu”. Os valores pessoais e espirituais do ser humano são negados. A religião, a propriedade privada e a família são considerados adversários e empecilhos para o desenvolvimento do “homem coletivo”, e portanto são combatidos incondicionalmente. A educação é estatizada e focada unicamente nos objetivos da idelologia.
  9. 9. 9 “Socialismo religioso, socialismo católico são termos contraditórios: ninguém pode ser ao mesmo tempo bom católico e verdadeiro socialista” (Pio XI, Enc. Quadragesimo Anno, n.º 119).(15-maio-1931) “Entre comunismo e cristianismo, o Pontífice [Pio XI] declara novamente que a oposição é radical. E acrescenta não poder admitir-se de maneira alguma que os católicos adiram ao socialismo moderado” (João XXIII, Mater et Magistra, n.º 31) (15-maio-1961) “O erro fundamental do socialismo é de caráter antropológico. De fato, ele considera cada homem simplesmente como um elemento e uma molécula do organismo social” (João Paulo II, Centesimus Annus, n.º 13)(01-maio-1991).
  10. 10. 10 "A origem da família, da propriedade privada e do Estado". Karl Marx - Friedrich Engels não existia a instituição familiar na sociedade. Quando a humanidade aprendeu a cultivar os campos e começou a acumular grãos nos celeiros, iniciou-se a acumulação da riqueza e os homens não podiam mais tolerar a ignorância de quem seriam os seus herdeiros. Os novos proprietários queriam saber a quem deveriam passar suas riquezas, ou então não haveria sentido em acumulá-las. Decidiram então escravizar as mulheres através da família, obrigando-as a não terem relações sexuais com outros homens, através do que poderiam ter certeza sobre quem seriam seus herdeiros. Segundo Marx, portanto, a família, que seria contrária à natureza humana e produto de alienação, seria também a condição indispensável para o surgimento da propriedade privada e, mais tarde, da industrial. Assim, pouco valeria uma revolução operária que redistribuísse a renda e abolisse a propriedade privada à força, se a instituição familiar continuasse a existir, porque o principal estímulo para a acumulação da riqueza em grande quantidade continuaria a existir. A verdadeira revolução, portanto, não seria a operária, com a destruição da propriedade privada, mas outra bem diferente, que tivesse como objetivo a destruição da instituição familiar na sociedade.
  11. 11. 11 Família Sindiásmica Homem com varias (força de produção / Mulher não ) Família Panaluana Relações entre parentes (sobrinhos / primos) Família Consanguínea Relações intra-familia (Pai x filha / Mae x Filho) Família Monogâmica Marido domina Mulher / Filhos- Opressão
  12. 12. 12 é a atualização da Teoria Populacional Malthusiana, criada pelo demógrafo Thomas Malthus (Pastor Anglicano - 1766-1834). Para os Neomalthusianos, a superpopulação dos países é a causa da pobreza desses países. Com a nova aceleração populacional, voltaram a surgir estudos baseados nas ideias de Malthus, dando origem a um conjunto de formulações e propostas denominadas Neomalthusianas. Novamente os teóricos explicam o subdesenvolvimento e a pobreza pelo crescimento populacional, que estaria provocando a elevação dos gastos governamentais com os serviços de educação e saúde. Isso comprometeria a realização de investimentos nos setores produtivos e dificultaria o desenvolvimento econômico. Para os Neomalthusianos, uma população numerosa seria um obstáculo ao desenvolvimento e levaria ao esgotamento dos recursos naturais, ao desemprego e à pobreza. Afirmam também que é possível melhorar a produtividade da terra com uso de novas tecnologias, e que é possível reduzir o ritmo de crescimento da população através do planejamento familiar. Teoria Populacional Neomalthusiana
  13. 13. 13 EUGÊNIA SOCIAL
  14. 14. 14 EUTANÁSIA ABORTO HOMOSSEXUALISMO AQUECIMENTO GLOBAL FEMINISMO MULHER – MERCADO (FAMILIA PEQUENA) CONTRACEPÇÃO
  15. 15. 15 MARKXISMO IDEOLOGIA CULTURAL
  16. 16. 16 O que está impedindo o Socialismo na Europa (Ditadura Marxista Ideologia Cultural – Friedrich Engels e Antonio Gramsci - 1919) Filosofia Grega Moral Judaico Cristã (Valores Cristãos – Familia) Direito Romano Cultura Ocidental – 3 colunas
  17. 17. Plano de Destruição da Família 17 Para o Marxismo, a origem das desigualdades sociais é .........a família e a primeira propriedade privada que existiu não foi uma cerca, mas sim, a mulher. O homem toma posse da mulher, domina-a e este conceito de família patriarcal, em que o macho é o proprietário da mulher e dos filhos é o da família burguesa, portanto, deve ser destruída. Eles afirmam que não haverá igualdade social enquanto subsistir a família, pois é a raiz de todas as opressões, portanto, os papéis tradicionais de pai, mãe, esposo, esposa, pais e filhos, todos eles devem ser abolidos, posto que são opressores.
  18. 18. 18 Marxismo O Marxismo é o conjunto de ideias filosóficas, econômicas, políticas e sociais elaboradas primariamente por Karl Marx e Friedrich Engels e desenvolvidas mais tarde por outros seguidores.
  19. 19. 19 AQUECIMENTO GLOBAL
  20. 20. 20
  21. 21. 21
  22. 22. Plano de Destruição da Família Liberdade de genero 22 Pílula Liberdade sexual década 60 Mulher no mercado de trabalho Redução de tempo com filhos Menos filhos Filhos mais tempo em escola (O Estado cuida) Pais não tem mais direito sobre os filhos educação da sexualidade
  23. 23. 23 HOMENS X MULHERES
  24. 24. 24 Se a mulher tende a controlar tudo, o homem tende ao egoísmo.
  25. 25. 25
  26. 26. Feminismo (Esquerda Markxista) 2ª. Onda – decada 60 Liberdade, direito de decidir, aborto, sexo livre, calça comprida 26 1ª. Onda – decada de 20 direitos trabalhistas / dignidade 3ª. onda – anticristã / identidade lésbica / prazer independente do homem / homem objeto (femininazismo) - Realidade - A luta das Feministas, não é contra a sociedade opressora da mulher, mas contra a natureza humana (criada por Deus)
  27. 27. Feminismo (Esquerda Markxista) A favor – aborto / trabalho com realização ultima / igual ao homem 27 Contra a familia / o lar / a esposa / a ser mãe / filhos Dois complexos de culpa – não poder ter tempo para os filhos e ser dona de casa, esposa e ir para o mercado de trabalho (sobrecarga)
  28. 28. 28 FEMINISMO MULHER NO MERCADO DE TRABALHO
  29. 29. Relatório Kissinger “A condição e a utilização das mulheres nas sociedades dos países subdesenvolvidos são de extrema importância na redução do tamanho da família. Para as mulheres, o emprego fora do lar oferece uma alternativa para o casamento e maternidade precoces, e incentiva a mulher a ter menos filhos após o casamento... As pesquisas mostram que a redução da fertilidade está relacionada com o trabalho da mulher fora do lar...” (NSSM 200, p. 151)
  30. 30. 30 POBREZA E NATALIDADE
  31. 31. 31
  32. 32. 32 HOMOSSEXUALIDADE
  33. 33. 33 HOMOSSEXUALIDADE "O homem que dormir com outro homem como se fosse mulher, comete uma abominação, ambos serão réus de morte" (Levítico, 18:22 e 20:12) "Tua amizade me era mais maravilhosa do que o amor das mulheres. Tu me eras imensamente querido!" (II Samuel 1,26). "É melhor viverem dois homens juntos do que separados. Se os dois dormirem juntos na mesma cama se aquecerão melhor" (Eclesiastes 4,11). JUSTIFICATIVA DO MOVIEMTO GAY NA BIBLICA
  34. 34. 34 A tese de Kinsey põe todos os atos sexuais ao mesmo nível moral, social e biológico, dentro ou fora do casamento, entre pares do mesmo sexo ou de sexo diferente, com crianças e até com animais. Mas, embora pareça incrível, isto ainda não é tudo. Kinsey defendeu, com a sua investigação, que todos os comportamentos sexuais que se consideravam desviantes eram normais e, em particular, que o comportamento exclusivamente heterossexual era anormal e fruto de inibições culturais e condicionamentos sociais. Defendia que a sociedade tinha adotado alguns princípios judaico-cristãos de natureza paranóica e falsária e esperava utilizar as suas investigações como base científica para mudar os valores morais tradicionais da sociedade. Relatório Kinsey (Alfred Kinsey 1894 - 1956 Entomologista USA)
  35. 35. 35 GÊNERO X SEXO
  36. 36. 36 O “Sexo” designa a realidade biológica do ser humano (homem/mulher), enquanto o “Gênero” designa a dimensão social do sexo, ou seja, o comportamento social de um homem / mulher segundo seu sexo biológico Qual a diferença entre sexo e gênero ? Plano de destruição da Familia Conferência da ONU em Pequim - 1995
  37. 37. 37 A IV Conferência Mundial sobre a Mulher: Igualdade, Desenvolvimento e Paz foi um encontro organizado pelas Nações Unidas ( 04-set a 15-set/1995 em Pequim, China) Participaram do evento 189 governos e mais de 5.000 representantes de 2.100 ONG´s. Principais temas tratados foram: 1 - O avanço e o empodeiramento da mulher em relação aos direitos humanos das mulheres. 2 - Mulher e pobreza. 3 - Mulher e tomada de decisões. 4- A criança do sexo feminino. 5 - Violência contra a mulher.
  38. 38. Quem são eles ?  Controladores Populacionais  Libertadores Sexuais  Ativistas dos direitos Gays  Multi-culturalistas e promotores do Politicamente correto  Extremistas Ambientais  Neo-Marxistas progressistas  Pós-modernistas descontrutivistas
  39. 39. Ideologia de gênero  A revolução feminista  Apropriar-se dos meios de re-produção  Acabar com as “classes sexuais”  Sociedade sem homens e sem mulheres.
  40. 40. 40 A teoria de GÊNERO está sendo utilizada para promover uma revolução cultural sexual marxista, principalmente entre as crianças em idade escolar. Na submissão da mulher ao homem através da família, e na própria instituição familiar, Marx e Engels entenderam estar a origem de todos os sistemas de opressão que se desenvolveriam em seguida. Se essa submissão fosse conseqüência da biologia humana, não haveria nada que fosse possível fazer Ideologia de gênero
  41. 41. 41 Teoria QUEER Oficialmente Queer Theory (em inglês), é uma teoria sobre o GÊNERO que afirma que a ORIENTAÇÃO SEXUAL e a IDENTIDADE SEXUAL ou de GÊNERO dos indivíduos são o resultado de um constructo social e que, portanto , não existem papéis sexuais essencial ou biologicamente inscritos na natureza humana, antes formas socialmente variáveis de desempenhar um ou vários papéis sexuais.
  42. 42. 42 A teoria queer teve origem nos Estados Unidos em meados da década de 1980 a partir das áreas de estudos gay, lésbicos e feministas, tendo alcançado notoriedade a partir de fins do século passado. Fortemente influenciada pela obra de Michel Foucault, a teoria queer aprofunda as críticas feministas à ideia de que o gênero é parte essencial do ser individual e as investigações de estudos gays/lésbicos sobre o constructo social relativo à natureza dos actos sexuais e das identidades de gênero. Enquanto os estudos gays/lésbicos se centravam na análise das classificações de "natural" ou "contra-natura" em relação aos comportamentos homossexuais, a teoria queer expande o âmbito da análise para abranger todos os tipos de atividade sexual e de identidade classificados como "normativos" ou "desviantes".
  43. 43. 43 Na teoria do “Genero” o termo designa a masculinidade ou a feminilidade construída pelo ambiente social e cultural (idioma, educação, modelos propostos, projeção etc). O Gênero não depende do biológico: seria subjetivo, dependeria da percepção que cada indivíduo tem de si mesmo e da sexualidade que ele escolheu viver. Qual a diferença entre sexo e gênero ? Plano de destruição da Familia
  44. 44. 44 Mas o que é Ideologia de Gênero? É uma forma perversa de pensar segundo a qual todos nós nascemos com um SEXO (homem ou mulher), mas precisamos nos libertar da “ditadura de nosso corpo” (sexismo) e construir nossa própria identidade escolhendo: 1) Nosso próprio GÊNERO (masculino, feminino, andrógino, transgênero ou qualquer outro) 2) E nossa própria ORIENTAÇÃO SEXUAL (heterossexual, homossexual, bissexual, transexual, pedófilo, sado-masoquista, etc.)
  45. 45. 45 O conceito é dissolver a dicotomia entre sexo x gênero, que fornece às feministas possibilidades limitadas de problematização da “natureza biológica” de homens e de mulheres. Desconstruir a Sexualidade como segue um curso de algo natural Judith Butler Filósafa Americana Precursora da Teoria Queer Conceito Sexo x Gênero
  46. 46. 46 Em nossa sociedade estamos diante de uma “ordem compulsória” que exige a coerência total entre um sexo, um gênero e um desejo/prática que são obrigatoriamente heterossexuais. Para dar um fim a essa lógica, que tende à reprodução, Butler destaca a necessidade de subverter a ordem compulsória, desmontando a obrigatoriedade entre sexo, gênero e desejo. Judith Butler - Conceito Sexo x Gênero
  47. 47. 47 GÊNERO é uma declaração de guerra contra a feminilidade e a natureza da mulher. A „perspectiva de gênero‟ é essencialmente uma interpretação neo-marxista da história do mundo, dentro da qual a categoria de „gênero‟, não mais a de classe ou raça, passa a ser vista como a categoria fundamental da repressão, porque o „gênero‟ transcenderia todas as demais categorias.
  48. 48. 48 Sob a “perspectiva de gênero” tudo passa a ser visto como parte da luta pelo poder entre homens e mulheres. A „perspectiva de gênero‟, neste contexto, significa a „revolução da classe sexual‟ das mulheres contra a dos homens.
  49. 49. 49 Diferença = Desigualdade = Injustiça Feministas Radicais que impõe essa definição (Genero) fazem isto porque acreditam que as diferenças óbvias entre homens e mulheres NÃO são naturais, mas provocadas pela “socialização opressiva do Genero, e que as mulheres só serão livres quando não forem mais obrigadas por suas culturas a serem femininas.
  50. 50. 50 "O tabu do incesto hoje é necessário somente para preservar a família; então, se nós nos desfizermos da família, iremos de fato desfazer- nos das repressões que moldam a sexualidade em formas específicas” (trecho retirado do livro A Dialética do Sexo) Shulamith Firestone – Feminista Radical
  51. 51. 51 Plano de destruição da Familia
  52. 52. 52 HOMOSSEXUALIDADE E MORAL CRISTÃ “Apoiando-se na Sagrada Escritura, que os apresenta como depravações graves, a tradição sempre declarou que „os atos de homossexualidade são intrinsecamente desordenados‟. São contrários à lei natural. Fecham o ato sexual ao dom da vida. Não procedem de uma complementaridade afetiva e sexual verdadeira. Em caso algum podem ser aprovados” (CIC – 2357).
  53. 53. 53 EUTANÁSIA
  54. 54. 54 Senadores belgas se pronunciam a favor de eutanásia para menores de idade AFP - Agence France-Presse Publicação: 27/11/2013 A eutanásia para menores de idade foi aprovada nesta quarta-feira em uma comissão do Senado da Bélgica, abrindo o caminho para o polêmico projeto de lei que, se prosperar, legalizaria sob certas condições o fim da vida dos menores afetados por doenças sem cura.
  55. 55. 55 VACINA HPV COMO CONTROLE DE NATALIDADE
  56. 56. 56
  57. 57. 57
  58. 58. 58 RELAÇÃO ENTRE SINDROME DE DOWN E IDADE DA MULHER
  59. 59. 59 Há aumento da incidência de nascimentos com a idade materna, sendo 1 em 2000 até 20 anos, 1 em 1000 até 30 anos, 1 em 500 até 35 anos, 1 em 70 até 40 anos e 1 em 17 após 45 anos. Desta forma, o risco de uma mulher entre 35 e 39 anos ter uma criança portadora de síndrome de Down é aproximadamente 6,5 vezes maior do que uma entre 20 e 24 anos, sendo que essa chance aumenta para 20,5 vezes quando a mulher encontra-se entre os 40 e 44 anos. Plano de destruição da Familia
  60. 60. 60 O diagnóstico pré-natal de anomalias cromossomais baseia-se na cariotipagem fetal. Esta técnica laboratorial além de ser de alto custo, também coloca em risco a vida do feto. Desta forma, este tipo de teste não é recomendado a todas as gestantes, sendo indicado apenas para aquelas com fatores de risco para anomalias cromossomiais. Estes fatores são determinados pela idade da mãe, através de ultrassonografia e marcadores séricos maternos. A influência da idade reprodutiva da mãe é considerada um dos principais fatores de risco para a origem de trissomias cromossômicas em humanos, sendo que quanto mais avançada a idade, maior será o risco. Em estudo retrospectivo sobre idade materna e Síndrome de Down realizada na Bahia, Gusmão (2003) encontraram correlação de 43,6% entre idade das mães ao parto e nascidos com síndrome de Down Rev Bras Nutr Clin 2006. Plano de destruição da Familia Idade da Mulher x Sindrome de Down
  61. 61. 61 síndrome de Down. Uma das explicações consideradas é de que a trissomia pode estar relacionada a erros na formação de quiasmas e a pareamento de cromossomos meióticos, assim como ao decréscimo da seleção contra óvulos e embriões aneuplóides em mulheres mais velhas(7). Técnicas para detecção de anomalias cromossômicas. Plano de destruição da Familia Idade da Mulher x Sindrome de Down
  62. 62. 62 Programa Mais Médicos
  63. 63. 63 "Nossa medicina é quase de curandeirismo", diz doutor cubano Gilberto Velazco Serrano, de 32 anos, conta por que, em 2006, desertou de uma missão de seu país na Bolívia - na qual os médicos eram vigiados por paramilitares Aretha Yarak O cubano Gilberto Velazco Serrano, de 32 anos, é médico. Na ilha dos irmãos Castro ele aprendeu seu ofício em meio a livros desatualizados e à falta crônica de medicamentos e de equipamentos. Os sonhos de ajudar os desamparados bateram de frente, ainda durante sua formação universitária, com a dura realidade de seu país: falta de infraestrutura, doutrinação política e arbitrariedade por parte do governo. "É triste, mas eu diria que o que se pratica em Cuba é uma medicina quase de curandeirismo”, diz Velazco. Ao ser enviado à Bolívia em 2006, para o que seria uma ação humanitária, o médico se viu em meio a uma manobra política, que visava pregar a ideologia comunista. “A brigada tinha cerca de 10 paramilitares, que estavam ali para nos dizer o que fazer”. Velazco não suportou a servidão forçada e fugiu. Sua primeira parada foi pedir abrigo político no Brasil, que permitiu sua estada apenas de maneira provisória. Hoje, ele mora com a família em Miami, nos Estados Unidos, onde tem asilo político e estuda para revalidar seu diploma. De lá, ele concedeu a seguinte entrevista ao site de VEJA:
  64. 64. 64 Decreto nº 5.948, de 26 de Outubro de 2006, que trata da Política Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, que tem definições fundamentais sobre o tema: Art. 2o Para os efeitos desta Política, adota-se a expressão “tráfico de pessoas” conforme o Protocolo Adicional à Convenção das Nações Unidas contra o Crime Organizado Transnacional Relativo à Prevenção, Repressão e Punição do Tráfico de Pessoas, em especial Mulheres e Crianças, que a define como o recrutamento, o transporte, a transferência, o alojamento ou o acolhimento de pessoas, recorrendo à ameaça ou uso da força ou a outras formas de coação, ao rapto, à fraude, ao engano, ao abuso de autoridade ou à situação de vulnerabilidade ou à entrega ou aceitação de pagamentos ou benefícios para obter o consentimento de uma pessoa que tenha autoridade sobre outra para fins de exploração. A exploração incluirá, no mínimo, a exploração da prostituição de outrem ou outras formas de exploração sexual, o trabalho ou serviços forçados, escravatura ou práticas similares à escravatura, a servidão ou a remoção de órgãos.
  65. 65. 65 INFLUÊNCIA DAS NOVELAS NO CONTROLE DA NATALIDADE
  66. 66. 66
  67. 67. Estudo do Banco Interamericano de Desenvolvimento – Alberto Chong Novelas – Influencia no impacto da Sociedade Mercado de Trabalho – menos tempo c/ filhos.....esposo depois esposa (mãe) Centralidade Materna – Carencias filiais Aumento de Divorcio Igualdade de funções – Feminino x Masculino 67 Engenharia Social
  68. 68. Pesquisa do Banco Interamericano de Desenvolvimento – Influencia das Novelas Moldando as familias Fertilidade – diminuição da taxa (menos filhos) Divórcio – aumento de taxa (Solicitação maior das mulheres) Mudança da mulher – Engenharia Social Configuração do modelo de família Mulheres – Não a ser mae/ não a ser esposa Papel da mulher (mae) agrega a familia(amor) 68
  69. 69. Resultado: Mulher não ser mais mae e não quer ser mais esposa. 69 Pesquisa do Banco Interamericano de Desenvolvimento – Influencia das Novelas Conceito Antropológico da Mulher: Espécie humana para geração da prole, sem esta função, não se realiza como femea (Mulher).
  70. 70. 70 27/02/2009 - 22:16 - ATUALIZADO EM 04/03/2009 - 17:50 Alberto Chong - "As telenovelas moldaram o Brasil" Economista do BID afirma que a novela ajudou o país a aceitar o divórcio e a criar famílias menores MARTHA MENDONÇA Qual é o verdadeiro impacto das telenovelas nos lares brasileiros? Segundo dois estudos recentes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), as tramas exibidas na TV nos últimos 40 anos vêm moldando as famílias em pelo menos dois aspectos: menos filhos e mais divórcios. As pesquisas, coordenadas pelo economista Alberto Chong, analisaram o conteúdo de 115 novelas transmitidas pela TV Globo entre 1965 e 1999 nos horários das 19 horas e das 20 horas. Nessa amostragem, 62% das principais personagens femininas não tinham filhos e 26% delas eram infiéis a seus parceiros – o que suavizou o tabu do adultério. Para Chong, a telenovela é um excelente canal de difusão de programas sociais, como prevenção à aids e direitos das minorias. Ele deu a seguinte entrevista a ÉPOCA.
  71. 71. 71
  72. 72. 72 QUANDO COMEÇA A VIDA? EMBRIOLOGIA
  73. 73. 73
  74. 74. 74 ABORTO
  75. 75. 75 Ações para implantar o controle demográfico Para conquistar seus objetivos AS FUNDAÇÕES, investem em alguns princípios que impedem o crescimento e o desenvolvimento:
  76. 76. 76 1901 – Fundação do Instituto Rockefeller de Investigações Médicas. 1915 - Warren Thompson, da Universidade de Columbia, estabelece, na sua obra “Population”, difundida apenas entre especialistas, uma nova interpretação das teorias de Thomas Malthus, iniciando os modernos estudos demográficos. Histórico
  77. 77. 77 1933 – O relatório anual da Fundação Rockefeller informa que a instituição alimenta a esperança de desenvolver “a genética sobre bases sólidas para possibilitar no futuro a criação de um tipo superior da espécie humana”. Sob a coordenação de Warren Weaver, entre 1932 e 1959, Rockefeller II investe cerca de 2% de tudo o que se gasta neste período em pesquisa científica nos Estados Unidos somente no que a própria Fundação passou a denominar, desde 1938, de Biologia Molecular. Quase todos os prêmios Nobel que houve nesta área, na primeira metade do século XX, foram patrocinados por John Rockefeller II. 1934 – John Rockefeller III escreve a seu pai, John Rockefeller II, declarando que deseja dedicar sua vida principalmente ao controle do crescimento mundial da população.
  78. 78. 78 1946 – John Rockefeller III tenta mudar a estrutura da Fundação Rockefeller para que seu principal objetivo não seja mais a luta contra as doenças. Os três principais objetivos apresentados em um memorando seriam: (1) os problemas políticos e econômicos internos de Estados Unidos, (2) as relações internacionais, “para construir um mundo em que a paz possa crescer”, e (3) o estudo do comportamento humano dirigido para “o entendimento dos fatores que modificam ou controlam o comportamento humano”. Os diretores da Fundação rejeitam o projeto..
  79. 79. 79 1952 – John Rockefeller III, com mais 26 especialistas em demografia, entre os quais Warren Thompson, Kingsley Davis e Frank Notestein, funda o Conselho Populacional para controlar o crescimento mundial da população. Imediatamente a seguir a Fundação Ford se converte no principal parceiro do empreendimeto e coloca o controle demográfico entre suas prioridades.
  80. 80. 80 Margareth Sanger a fundadora da International Planned Parenthood Federation (IPPF) Filial no Brasil BEMFAM
  81. 81. 81 Federação Internacional de Planejamento Familiar (IPPF)
  82. 82. 82 se não se pode matar alguém depois de nascer, por que sim antes? se pode matar alguém antes de nascer, por que não depois?
  83. 83. 83 Margaret Louise Higgins (USA) - 1879 - 1966 Enfermeira, educadora sexual e ativista do controle de natalidade como método de controle populacional e para evitar nascimentos de crianças com doenças hereditárias graves. Embora seja frequentemente criticada por suas opiniões eugênicas, permanece um ícone da luta por direitos reprodutivos e liberdade de expressão.
  84. 84. 84 De onde surgiu o atual movimento abortista? O movimento pró-aborto atual, com intuitos políticos, tem início em 1920 com Lênin na União Soviética marxista ateia.
  85. 85. 85 John Rockefeller III (1952) Rockefeller conseguiu nas três primeiras décadas, estabelecer em diversos países nos cinco continentes, departamentos de demografia, fábricas de DIU‟s e na África e Ásia programas de planejamento familiar. Em 10 anos, Rockefeller gastou mais de 1 bilhão e 700 mil dólares para promover o controle demográfico.
  86. 86. 86 Ao longo dos anos foram se ajuntando a ele várias instituições e empresas privadas, políticos e fundações gigantes como: Fundação FORD, Fundação MacArthur, OAK Fundation e Global Fund for Women. As ONG‟s e movimentos feministas recém criados tomaram o mundo sendo patrocinados por essas fundações
  87. 87. 87 Como e quando o aborto se torna projeto mundial? Em 1952, o bilionário americano, John Rockefeller, na época, o 2º homem mais rico dos Estados Unidos, preocupado com o crescimento populacional no mundo, pois era uma ameaça à soberania americana, decide investir pesado em projetos de controle demográfico e cria, juntamente com 26 especialistas em demografia, o Conselho Populacional. Este Conselho deixou clara a posição de que somente através da implantação do aborto seria possível controlar a explosão demográfica mundial.
  88. 88. Histórico Relatório Kinssinger – 10-dez-1974 88 Invenção da Pilula Anticoncepcional Autorização FDA - 03-maio-1960 Fundações Rockfeller (1952) / MacAthur / Ford
  89. 89. 89 A CONFERÊNCIA DO CAIRO (1994) A Conferência sobre População do Cairo iniciou-se na primeira semana de setembro de 1994. A leitura do rascunho da Plataforma para a Conferência, os materiais distribuídos pelos grupos de controle populacional no fórum e a escuta das apresentações fariam qualquer um acreditar que tudo o que é necessário para eliminar a pobreza, empoderar as mulheres e salvar o mundo do desastre iminente seria a livre contracepção, o aborto legal e a educação sexual para doutrinar mulheres e crianças sobre como obter estes “serviços de saúde”.
  90. 90. 90 POLITICA DE REDUÇÃO DE DANOS
  91. 91. 91 A política de “redução de danos”. nada mais é do que uma das fases para a implementação do aborto como um “direito reprodutivo”
  92. 92. 92
  93. 93. 93 FORO DE SÃO PAULO
  94. 94. 94 Foro de São Paulo Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. O ex-presidente Lula e o ministro Luiz Dulci durante celebração dos quinze anos do Foro de São Paulo. Foro de São Paulo (FSP) é uma organização criada em 1990 a partir de um seminário internacional promovido pelo Partido dos Trabalhadores, que convidou outros partidos e organizações de esquerda da América Latina e do Caribe para discutir alternativas às políticas neoliberais dominantes na América Latina durante a década de 1990, e promover a integração econômica, política e cultural da região. Segundo a organização, atualmente mais de 100 partidos e organizações políticas participam dos encontros. As posições políticas variam dentro de um largo espectro, que inclui partidos social-democratas, organizações comunitárias, sindicais e sociais ligados à esquerda católica, grupos étnicos e ambientalistas, organizações nacionalistas, partidos comunistas e até mesmo grupos guerrilheiros, como as FARC. Estas, entretanto, acabaram por ser impedidas de participar a partir de 2005. O FSP foi criado em 1990 pelo Partido dos Trabalhadores, em São Paulo, onde se realizou a primeira reunião. Desde então, o Foro tem acontecido a cada um ou dois anos, em diferentes cidades: Manágua (1992), Havana (1993), Montevidéu (1995), San Salvador (1996), Porto Alegre (1997), Cidade do México (1998), Manágua (2000), Havana (2001), Antígua (2002), Quito (2003), São Paulo (2005), San Salvador (2007), Montevidéu (2008), Cidade do México (2009), Buenos Aires (2010), Manágua (2011), Caracas (2012) e São Paulo (2013).
  95. 95. 95
  96. 96. 96
  97. 97. 97 T I P O S D E A B O R T O
  98. 98. 98 “A partir do momento em que o óvulo é fecundado pelo espermatozoide, inicia-se uma nova vida, que não é aquela do pai ou da mãe, e sim a de um novo organismo que dita seu próprio desenvolvimento, sendo dependente do ambiente intra-uterino da mesma forma que somos dependentes do oxigênio para viver. Biologicamente, cada ser humano é um evento genético único, que não mais se repetirá” (Profa. Márcia Pimentel, PhD em genética humana).
  99. 99. POR ENVENENAMENTO SALINO Extrai-se o líquido amniótico dentro da bolsa que protege o bebê. Introduz-se uma longa agulha através do abdômen da mãe, até a bolsa amniótica e injeta-se em seu lugar uma solução salina concentrada. O bebê ingere esta solução que lhe causará a morte em 12 horas por envenenamento, desidratação, hemorragia do cérebro e de outros órgãos. Esta solução salina produz queimaduras graves na pela do bebê. Algumas horas mais tarde, a mãe começa o parto e da a luz a um bebê morto ou moribundo, muitas vezes em movimento. Este método é utilizado depois da 16o semana de gestação. 99
  100. 100. 100
  101. 101. 101
  102. 102. POR SUCÇÃO Insere-se no útero um tubo oco que tem uma ponta afiada. Uma forte sucção (28 vezes mais forte que a de um aspirador doméstico) despedaça o corpo do bebê que está se desenvolvendo, assim como a placenta e absorve; o produto da gravidez; (ou seja, o bebê), depositando-o depois em um balde. O abortista introduz logo uma pinça para extrair o crânio, que costuma não sair pelo tubo de sucção. Algumas vezes as partes mais pequenas do corpo do bebê podem ser identificadas. Quase 95% dos abortos nos países desenvolvidos são realizados desta forma. 102
  103. 103. 103
  104. 104. POR DILATAÇÃO E CURETAGEM Neste método é utilizado uma cureta ou faca proveniente de uma colher afiada na ponta com a qual vai-se cortando o bebê em pedaços com o fim de facilitar sua extração pelo colo da matriz. Durante o segundo e terceiro trimestre da gestação o bebê é já grande demais para ser extraído por sucção; então utiliza-se o método chamado dilatação e curetagem. A cureta é empregada para desmembrar o bebê, tirando-se logo em pedaços com ajuda do fórceps. Este método está se tornando o mais usual. 104
  105. 105. 105
  106. 106. 106
  107. 107. 107
  108. 108. 108
  109. 109. POR OPERAÇÃO CESÁREA (HISTEROTOMIA) Este método é exatamente igual a uma operação cesárea até que se corte o cordão umbilical, salvo que em vez de cuidar da criança extraída, deixa-se que ela morra. A cesárea não tem o objetivo de salvar o bebê mas de matá-lo. O Bebê é retirado vivo, recebe uma injeção para morrer. Depois é utilizado para experiências ou vendido a industria de cosméticos, para fabricação dos produtos de beleza à base de colágeno. 109
  110. 110. 110
  111. 111. MEDICAMENTOS PROSTAGLANDINAS Esta droga provoca um parto prematuro durante qualquer etapa da gravidez. É usado para levar a cabo o aborto à metade da gravidez e nas últimas etapas deste. Sua principal complicação é que o bebê às vezes sai vivo. Também pode causar graves danos à mãe. Recentemente as prostaglandinas foram usadas com a RU- 486 (Mifepristona) para aumentar a eficácia destas. 111
  112. 112. 112
  113. 113. PROSTAGLANDINA + RU486 (Mifepristona) Trata-se de uma pílula abortiva empregada conjuntamente com uma prostaglandina, que é eficiente se for empregada entre a primeira e a terceira semana depois de faltar a primeira menstruação da mãe. Por este motivo é conhecida como a pílula do dia seguinte. Age matando de fome o diminuto bebê, privando o de um elemento vital, o hormônio progesterona. O aborto é produzido depois de vários dias de dolorosas contrações. 113
  114. 114. 114 Pílula do dia seguinte base de hormônios (estrogênio,estrogênio/progestogênio ou somente progestogênio) que, dentro de e não mais do que 72 horas após um ato sexual presumivelmente fértil, tem uma função predominantemente „anti- implantação‟, isto é, impede que um possível ovo fertilizado (embrião humano), agora no estágio de blástula de seu desenvolvimento (5 a 6 dias depois da fertilização) seja implantado na parede uterina por um processo de alteração da própria parede. O resultado final será assim a expulsão e a perda desse embrião" (Pontifícia Academia para a Vida - Cidade do Vaticano, 31 /10/2000).
  115. 115. 115 “PÍLULA DO DIA SEGUINTE” TEM UM EFEITO “ANTI-IMPLANTAÇÃO”, ASSIM SUGERINDO IMPLICITAMENTE UMA CLARA DISTINÇÃO ENTRE O ABORTO E A INTERCEPÇÃO. (IMPEDIMENTO DA IMPLANTAÇÃO DE UM OVO FERTILIZADO, ISTO É, O EMBRIÃO, NA PAREDE UTERINA).
  116. 116. 116 Somente se a pílula fosse tomada vários dias antes do momento da ovulação poderia às vezes agir impedindo a mesma (neste caso ela funcionaria como um típico "contraceptivo"). De qualquer forma, a mulher que usa esse tipo de pílula, usa pelo medo de poder estar em seu período fértil, e assim pretende causar a expulsão de um possível novo concepto; sobretudo não seria realista pensar que uma mulher, encontrando-se na situação de querer usar um contraceptivo de emergência, pudesse saber exatamente e oportunamente seu atual estado de fertilidade. PÍLULA DO DIA SEGUINTE”
  117. 117. DROGAS E PLANTAS Existem muitas substâncias que quando tomadas causam o aborto. Algumas são tóxicos inorgânicos como: arsênio, antimônio, chumbo, cobre, ferro, fósforo e vários ácidos e sais. As plantas são: absinto (losna, abuteia, alecrim, algodaro, arruba, cipómil-homens, esperradura e várias ervas amargas). Todas estas substâncias tem de ser tomadas em grande quantidade para que ocorra o aborto. O risco de abortar é tão grande como o de morrer, ou quase. 117
  118. 118. CITOTEC O Citotec foi desenvolvido com outro nome há cerca de vinte anos atrás, não para problemas de estômago, nem para provocar abortos, ...mas para produzir contrações no útero quando era necessário apressar o parto ou expulsar um feto já morto do útero de uma gestante. 118
  119. 119. 119 o kit para Até 1 mês = R$290,00 (4 cyto +1 mifepristone +movatec+ pomada aplicador e manual) kit para até 2 meses = R$330,00 (5 cps cyto + 1 mifepristone + movatec +pomada aplicador e manual) kit para até 3 meses = R$400,00 (7 cps cyto + 2 mifepristone + movatec +pomada aplicador e manual) kit para até 4 meses = R$450,00 (9 cps cyto + 3 mifepristone + movatec +pomada aplicador e manual) kit para ...
  120. 120. O Citotec atua apenas, ao que tudo indica, provocando contrações de parto e a conseqüente expulsão do feto, em qualquer idade gestacional. Ele não age, portanto, sobre o próprio feto, apenas provoca a sua expulsão. O feto morre não por ter sido agredido, mas porque, se ele tem menos de seis meses, ao ser expulso morre asfixiado. Embora o feto tenha os pulmões formados a partir do primeiro mês de gestação, antes dos seis meses e fora do útero pode inalar o ar mas o oxigênio não consegue passar dos alvéolos para o sangue. O feto morre ao ar livre por asfixia, exatamente como ocorreria com uma pessoa que fosse estrangulada. 120
  121. 121. 121 CONSEQUÊNCIAS NA PRÓXIMA GRAVIDEZ DEPOIS DE UM ABORTO PROVOCADO
  122. 122. 122 LEGISLAÇÃO BRASIL CF – 88 CC
  123. 123. 123
  124. 124. 124
  125. 125. 125
  126. 126. 126 PLC 122 – PROJETO DE LEI DA CÂMARA 122 DE 2006 - (Deputada Iara Bernardi) Mordaça Guy Plano para destruir a Família PLC 103 – PROJETO DE LEI DA CÂMARA DE 2012 - Plano para Implementar a questão do Genero na Educação por 10 anos
  127. 127. 127 Lei: 12.845 de 01/ago/2013
  128. 128. 128
  129. 129. 129 TEORIA DA CONSPIRAÇÃO
  130. 130. 130
  131. 131. 131 CONSPIRAÇÃO: TEORIA E PRÁTICA "Teoria da conspiração" tornou-se uma espécie de mantra para banir qualquer avaliação mais profunda da conjuntura política. O termo é invocado mesmo quando já se está diante não de uma tese, mas da própria prática conspirativa. Os fatos estão aí: há um projeto em curso, que pretende restringir e relativizar a propriedade privada e a economia de mercado. Em suma, o Estado democrático de Direito. O setor rural é o mais visado. Usa-se o pretexto da crise social para invasões criminosas a propriedades produtivas: sem-terra, quilombolas e índios têm sido a massa de manobra, incentivada por ativistas, que, no entanto, não querem banir a pobreza. Servem-se dela para combater a livre iniciativa e estatizar a produção rural. Espalham terror nas fazendas e, por meio de propaganda, acolhida pela mídia nacional, transformam a vítima em vilão. Nos meios acadêmicos, tem-se o produtor rural como personagem vil, egoísta, escravagista, predador ambiental, despojado de qualquer resquício humanitário ou mesmo civilizatório. No entanto, é esse "monstro" que garante há anos à população o melhor e mais barato alimento do mundo, o superavit da balança comercial e a geração de emprego e renda no campo. Nada menos que um terço dos empregos formais do país está no meio rural, que, não tenham dúvida, prepara uma nova geração de brasileiros, apta a graduar o desenvolvimento nacional.
  132. 132. 132 Enfrenta, no entanto, a ação conspirativa desestabilizadora, que infunde medo e insegurança jurídica, reduzindo investimentos e gerando violência, que expõe não os ativistas, mas sua massa de manobra, os inocentes úteis já mencionados. Vejamos a questão indígena: alega-se que os índios precisam de mais terras. Ocorre que eles -cerca de 800 mil, sendo 500 mil aldeados- dispõem de mais território que os demais 200 milhões de compatriotas. Enquanto estes habitam 11% do território, os índios dispõem de 13%. Não significa que estejam bem, mas que carecem não de terras, e sim de assistência do Estado, que lhes permita ascender socialmente, como qualquer ser humano. Mas os antropólogos que dirigem a Funai não estão interessados no índio como cidadão, e sim como figura simbólica. Há o índio real e o da Funai, em nome do qual os antropólogos erguem bandeiras anacrônicas, querendo que, no presente, imponham-se compensações por atos de três, quatro séculos atrás. O brasileiro índio do tempo de Pedro Álvares Cabral não é o de hoje, que, mesmo em aldeias, não se sente exclusivamente um ente da floresta, mas também um homem do seu tempo, com as mesmas aspirações dos demais brasileiros. Imagine-se se os franceses de ascendência normanda fossem obrigados pelos de descendência gaulesa a deixar o país, para compensar invasões ocorridas na Idade Média. Ou os descendentes de mouros fossem obrigados a deixar a Península Ibérica, que invadiram e dominaram por oito séculos.
  133. 133. 133 A história humana foi marcada por embates, invasões e violência. O processo civilizatório consiste em superar esses estágios primitivos pela integração. O Brasil é um caudal de raças e culturas, em que o índio, o negro e o europeu formam um DNA comum, ao lado de imigrantes mais tardios, como os japoneses. Querer racializar o processo social, mais que uma heresia, é um disparate; é como cortar o rabo do cachorro e afirmar que o rabo é uma coisa e o cachorro outra. A sociedade brasileira está sendo artificialmente desunida e segmentada em negros, índios, feministas, gays, ambientalistas e assim por diante. Em torno de cada um desses grupos aglutinam-se milhares de ONGs, semeando o sentimento de que cada qual padece de injustiças, que têm que ser cobradas do conjunto da sociedade. Que país pretendem construir? Não tenham dúvida: um país em que o Estado, com seu poder de coerção, seja a única instância capaz de deter os conflitos que ele mesmo produz; um Estado arbitrário, na contramão dos fundamentos da democracia. Não é teoria da conspiração. É o que está aí. -- KÁTIA ABREU, 51, senadora (PMDB/TO) e presidente da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil),
  134. 134. 134 ESTATÍSTICAS
  135. 135. 135 TAXA DE MORTALIDADE MATERNA Os dados divulgados na grande mídia sobre a mortalidade materna devido ao aborto, no Brasil, giram em torno de 300 a 500 mil mortes anuais, os autores das informações concluem que o aborto é uma das principais causas de mortalidade materna no país. Em 24 de junho de 2006, a ACI (Agência Católica de Imprensa) publicou um artigo sobre as pesquisas de Ruy Laurenti , professor da faculdade de Saúde Pública da USP, que realizou um estudo sobre a mortalidade de mulheres entre 10 e 49 anos, com ênfase na mortalidade materna, e constatou que a principal causa de morte entre as mulheres em idade fértil no Brasil é o derrame cerebral , enquanto que as mortes ocorridas durante ou depois do parto não figuram entre as dez primeiras causas . Ele afirma que não acontecem 500 mil mortes anuais devido ao aborto: “o epidemiologista comenta que, se esse número fosse real, a população feminina brasileira estaria extinta”
  136. 136. ABORTO ESPONTÂNEO Um aborto é o final espontâneo de uma gravidez antes da vigésima semana. O termo médico usado é aborto espontâneo. Mais ou menos 20% de toda gravidez termina em aborto durante as primeiras 16 semanas. Muitos ocorrem dentro de 10 semanas. Algumas mulheres abortam mesmo antes de saber que estão grávidas; um atraso na menstruação pode ser o único sintoma. 136
  137. 137. COMO ISTO OCORRE? é difícil saber exatamente a causa do aborto. Contudo, a maior parte dos abortos ocorrem quando os cromossomos do espermatozóide encontram com os cromossomos do óvulo. Muitas vezes o feto não se desenvolve por completo, ou desenvolver-se de maneira anormal. Em casos como estes, o aborto é a maneira que o corpo termina a gravidez que não está se desenvolvendo normalmente. 137
  138. 138. Outras causas possíveis de aborto incluem: infecção do útero, diabetes sem controle, alterações hormonais, e problemas no útero. Excesso de cigarro, álcool e drogas ilegais como a cocaína também causam o aborto principalmente no início da gravidez quando os principais órgãos do bebê estão se desenvolvendo. 138 ABORTO ESPONTÂNEO
  139. 139. 139 CONSEQUÊNCIAS
  140. 140. Sentimento de culpa Impulsos suicidas Arrependimento Remorso baixa auto-estima raiva desespero frustração do instinto maternal insonia 140 perda do interesse sexual pesadelos perda de apetite perda de peso tonturas nervosismo sentimento de abandono perda de confiança capacidade intelectual diminuída Tanatofobia (fobia à morte) Alcool e drogas Efeitos Psicológicos do Aborto
  141. 141. CONSEQUÊNCIAS FÍSICAS (ABORTO) Esterilidade Abortos espontâneos Gravidez ectópica (a gravidez que ocorre fora da cavidade uterina) Hemorragias e infecções Coma Perfuração do útero Dores intensas Distúrbios gastrointestinais Câncer de Mama (Glândulas Mamárias) 141
  142. 142. CONSEQUÊNCIAS FÍSICAS E PSICOLÓGICAS (ABORTO) Só um aborto aumenta em 45% risco de morte da mulher Posted: 07 Jan 2013 09:30 PM PST Um único aborto provocado aumenta o risco da mortalidade feminina em 45% em relação às mães que nunca cometeram esse crime. Assim diz novo estudo realizado na Dinamarca durante um período de 25 anos em todas as mulheres em idade reprodutiva. A informação foi veiculada pela agência LifeSiteNews. Acresce que cada novo aborto eleva esse índice de mortalidade. As dinamarquesas que praticaram dois abortos tiveram o risco de morte aumentado em 114%, e as que fizeram três ou mais abortos o risco de morte subiu para 192%. Em sentido contrário, as mães que deram à luz normalmente foram as que apresentaram menos probabilidades de morrer no período de um quarto de século analisado. O recorde de perigo de vida ficou com as mulheres que além de abortar, .... jamais deram à luz uma criança. Posted: 07 Jan 2013 09:30 PM PST Um único aborto provocado aumenta o risco da mortalidade feminina em 45% em relação às mães que nunca cometeram esse crime. Assim diz novo estudo realizado na Dinamarca durante um período de 25 anos em todas as mulheres em idade reprodutiva. A informação foi veiculada pela agência LifeSiteNews. Acresce que cada novo aborto eleva esse índice de mortalidade. As dinamarquesas que praticaram dois abortos tiveram o risco de morte aumentado em 114%, e as que fizeram três ou mais abortos o risco de morte subiu para 192%. Em sentido contrário, as mães que deram à luz normalmente foram as que apresentaram menos probabilidades de morrer no período de um quarto de século analisado. O recorde de perigo de vida ficou com as mulheres que além de abortar jamais deram à luz uma criança 142
  143. 143. 143 A principais causadas de morte nos Estados Unidos por Ano Ataques cardíacos - 599.413 Aborto - 1.211.500 Câncer - 567.628 AVC - 128.842 Acidentes - 118.021
  144. 144. 144 O aborto cria problemas físicos nas mulheres Os defensores do aborto afirmam frequentemente que levar a gravidez indesejada a termo é mais prejudicial para as mulheres do que o aborto. Todas as pesquisas e experiencia pessoal feminina dizem o contrario. Nos Estados Unidos, mais de 140.000 mulheres por ano sofrem complicações médicas por causa do aborto. Entre os problemas de saúde ao longo prazo estão o risco de aumento de câncer de mama, de útero e do ovário. O aborto também pode levar a infertilidade devido a histerectomia, doença inflamatória pélvica e um aumento nos casos de abortos naturais. O aborto pode causar as seguintes complicações durante uma futura gravidez: parto prematuro, placenta previa, e gravidez ectópica.
  145. 145. 145 INDUSTRIA DO ABORTO
  146. 146. 146 Cobaias Humanas A história secreta do sofrimento provocado em nome da ciência Andrew Goliszek Ediouro, 2004
  147. 147. Pesquisas Jornalística na Inglaterra No caso da Inglaterra, já existe uma lei, o "Abortion Act", de 1967, que permite a interrupção do processo de gravidez pela eliminação mecânica. Os autores souberam, por meio de informações esparsas, que a indústria do aborto, como qualquer indústria moderna, tinha uma linha de subprodutos: a venda de fetos humanos para as fábricas de cosméticos. 147
  148. 148. Os ingleses não chegam a ser famosos pelas bolsas que fabricam, mas pelo chá e pelos sabonetes -os melhores do mundo. Um "english soap" sempre me causou pasmo pela maciez, a consistência da espuma, a sensação de limpeza que dá a pele. Não podia suspeitar que tanto requinte pudesse ter -em alguns deles- as proteínas que só se encontram na carne -e carne humana por sinal. 148
  149. 149. Vejamos algumas citações desse relatório: Kissinger "As ações governamentais, os conflitos trabalhistas, as sabotagens e os distúrbios civis põem em risco a tranqüila exploração das matérias-primas necessárias. Ainda que a pressão popular obviamente não seja o único fator envolvido, esses tipos de transtornos são mais difíceis de acontecer sob condições de baixo ou nenhum crescimento populacional." (pag. 37-38) 149
  150. 150. "A economia dos EUA exigirá, cada vez mais, grandes quantidades de minerais do exterior, principalmente dos países menos desenvolvidos. Esse fato dá à nação norte-americana mais interesse na estabilidade política, econômica e social dos países fornecedores. Sempre que se diminui a pressão da população através da redução da taxa de natalidade aumenta-se a perspectiva de tal estabilidade, de modo que uma política de população se torna importante para o suprimento de recursos e para os interesses econômicos dos Estados Unidos" (43). 150
  151. 151. "Há também o perigo de que alguns líderes dos países menos desenvolvidos vejam as pressões dos países desenvolvidos na questão do planejamento familiar como forma de imperialismo econômico e racial; isso bem poderia gerar um sério protesto." (Página 106). 151
  152. 152. "Deve-se dar prioridade no programa geral de assistência às políticas seletivas de desenvolvimento nos setores que ofereçam a maior perspectiva de motivar mais as pessoas a querer famílias menores" (17). 152
  153. 153. "É vital que o esforço para desenvolver e fortalecer o envolvimento de líderes dos países menos desenvolvidos não seja visto por eles como uma política dos países industrializados para se utilizar de recursos e reduzir o poder de seus países ou para manter reserva de recursos para os países 'ricos'". (Pág. 114) 153
  154. 154. 154 PÍLULA CONTRACEPTIVA
  155. 155. Como é que a pílula anticoncepcional (COC) funciona? A pílula anticoncepcional: conjunto de 2 hormônios - o estrógeno e a progesterona. Medicamento para enganar a hipófise (uma glândula situada no célebro) e (1ª. Etapa) impedir que ela produza o hormônio FSH, que faz amadurecer um óvulo. A mulher que toma pílula deixa de ovular, pois a hipófise está sempre recebendo a mensagem falsa de que ela está grávida. (2ª. Etapa) Não há nidação. 155
  156. 156. 156 É verdade que as pílulas de hoje têm menos efeitos colaterais do que as de antigamente? É verdade. Para reduzir os efeitos colaterais, os fabricantes diminuíram a dose de estrógeno e progesterona presentes na pílula. Isto significa que cada vez menos a pílula é capaz de impedir a ovulação. As mulheres que usam pílula hoje podem ovular? Podem. E, caso tenham relação sexual, podem conceber. Mas quando a criança concebida na trompa chegar ao útero, não encontrará um revestimento preparado para acolhê-la. O resultado será um aborto.
  157. 157. doenças circulatórias: varizes tromboses cerebrais e pulmonares tromboflebites trombose da veia hepática enfarto do miocárdio aumento da pressão arterial tumores no fígado câncer de mama (Estudo da India 950% de risco) problemas psicológicos, como depressão e frigidez 157 Consequencias da Pilula Contraceptiva
  158. 158. obesidade manchas de pele cefaléias (dores de cabeça) certos distúrbios de visão aparecimento de caracteres secundários Masculinos envelhecimento precoce Má formação fetal (esperar de 3 a 4 meses p/ gravidez 158 Consequencias da Pilula Contraceptiva
  159. 159. 159
  160. 160. Os anticoncepcionais orais diminuem a quantidade e qualidade do aleitamento materno e a duração da amamentação. Não é aconselhável tomar os anticoncepcionais durante a lactação. Com isso se favorece a icterícia néo-natal, os progestágenos sintéticos têm ação andrógena e ao passar para o leite materno exercem ação masculinizante no aleitamento de crianças do sexo feminino 160 Consequencias da Pilula Contraceptiva
  161. 161. 161 O site ACI/EWTN Noticias informou na última terça-feira (07/01/14) que na Índia, um estudo realizado por médicos, assinala que as mulheres que usam regularmente anticoncepcionais estão correm dez vezes mais o risco de desenvolver câncer de mama comparado às que não fazem uso deste remédio. Em declarações ao jornal Times of India, o Dr. Umesh Kapil, professor na unidade de nutrição de saúde pública do All India Institute of Medical Sciences, assinalou que a pesquisa revelou que entre mulheres que sofrem de câncer de mama, 11.9% delas fizeram uso prolongado de algum tipo de anticoncepcional. O estudo, publicado no Indian Journal of Cancer, incluiu 640 mulheres, 320 das quais eram pacientes de câncer de mama. Os investigadores encontraram um risco de câncer de mama de 950 por cento – 9.5 vezes mais alto- entre mulheres com uma história de uso repetitivo de anticoncepcionais orais. Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=26522
  162. 162. 162 Nos EUA em 1857 defendia-se a escravidão com os argumentos: O negro não é pessoa humana e pertence à seu dono; não é pessoa humana perante à lei; só adquire personalidade ao nascer MAS não há qualquer preocu- pação com a sua vida;quem julgar a escravidão é um mal, que não tenha escravos, mas não deve impor esta maneira de pensar aos outros, pois escravidão é legal; o homem tem direito de fazer o que quiser com o que lhe pertence, inclusive com seu escravo; a escravidão é melhor do que deixar o negro enfrentar o mundo. Em 1973, no caso Roe x Wae os argumentos para liberar o aborto foram: o nascituro não é pessoa e pertence à sua mãe; não é pessoa humana, mesmo que seja tido por ser humano; só adquire personalidade ao nascer; quem julgar que o aborto é mau, não faça, mas não deve impor esta maneira de pensar aos outros; toda mulher tem o direito de fazer o que quiser com seu corpo; é melhor o aborto , do que deixar uma criança mal formada enfrentar a vida. CONCLUSÃO: transcreveram para o nascituro os argumentos que justificavam a escravidão e o NÃO reconhecimento do negro como PESSOA HUMANA Deshumanização do Negro:
  163. 163. 163 O Relatório Kissinger não ficou só no papel, mas foi detalhadamente posto em prática. Para tanto organizou-se um poderoso exército com poderosas armas e fez-se uma nova guerra mundial, com vítimas imensamente mais numerosas que as das duas primeiras. Um detalhe irônico: o deflagrador desta guerra, Henry Kissinger, recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1973.
  164. 164. 164 Eis os principais grupos de combate com as respectivas estratégias usadas nos dias de hoje 1º) Os organismos multilaterais de crédito, em especial a Agência Internacional para o Desenvolvimento (AID ou USAID), o Banco Mundial (BM) e o Fundo Monetário Internacional (FMI). Condicionam toda ajuda econômica externa ao cumprimento de metas demográficas pautadas em cada empréstimo.
  165. 165. 165 2º) Alguns organismos dependentes das Nações Unidas, principalmente a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), o Fundo das Nações Unidas em Atividades de População (FNUAP),
  166. 166. 166 o Fundo das Nações Unidas para a Cultura (UNESCO), a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Fundo das Nações Unidas para a Mulher (UNIFEM). Exercem controle em nível de governo, a fim de que adotem políticas de controle de natalidade
  167. 167. 167 Supervisionam os programas financiados nacional ou internacionalmente, destinados a saúde "reprodutiva" (leia-se contracepção, esterilização e aborto nos hospitais públicos) e a "educação" em matéria de saúde, população e sexo. "Capacitam" funcionários, agentes sanitários e sociais para que executem tais programas.
  168. 168. 168 3º) Os Grupos Parlamentares Internacionais, verdadeiros "lobbies" integrados por legisladores e ex-legisladores dos países do Terceiro Mundo, cuja função é coagir seus colegas e também os funcionários dos poderes executivo e judiciário, a fim de que adotem em seus respectivos âmbitos, as políticas de controle populacional.
  169. 169. 169 4º) A Federação Internacional de Planejamento Familiar (IPPF) e suas 178 filiais nacionais, que são instituições privadas, reconhecidas pelos governos como entidades de utilidade pública. A filial brasileira da IPPF é a Sociedade Civil de Bem-Estar Familiar do Brasil (BEMFAM), fundada em 1965. Aglutinam e dirigem toda a atividade privada em torno do "planejamento familiar". Para tanto abrem clínicas onde se realizam todo o tipo de atividade contraceptiva (incluindo abortos e esterilizações, se a legislação local o permite; caso contrário, lutam para a despenalização de ambos).
  170. 170. 170
  171. 171. 171
  172. 172. 172 Não podemos esquecer o Conselho de População (Population Council), fundado por John D. Rockefeller III em 1952 (o mesmo ano do nascimento da IPPF, também fundada por ele) e as Fundações Ford, Mc Arthur e Rockefeller. Atenção para os nomes e siglas acima citados, pois eles aparecem como doadores generosos de muitos grupos brasileiros antivida.
  173. 173. 173 ASSIM ACONTECE O MILAGRE DA VIDA “Orar como se tudo dependesse de Deus e trabalhar como se tudo dependesse de nós.” Santo Inácio de Loyola
  174. 174. 174 BOA NOITE! CINDERELA Combinação de vários compostos: Flunitrazepam Nome comercial: Rohypnol; Princípio ativo: é um ansiolítico, usado como redutor da ansiedade, mais conhecido como calmante. Ácido gama hidroxibutírico GHB (sigla em Inglês) Nome comercial: Ecstasy líquido; Princípio ativo: é usado como droga, alucinógeno. Ketamina Nome comercial: Special K; Princípio ativo: anestésico de uso veterinário, em humanos não tem uso terapêutico e é usado indevidamente para atordoar as vítimas.
  175. 175. 175 Quais são os efeitos dos Anticoncepcionais Orais? Funcionamento, contra-indicações e efeitos. São medicamentos orais que contêm hormônios sintéticos. Toma-se geralmente, durante 21 dias do ciclo com o propósito de controlar os nascimentos. A pílula "combinada" contém estrógenos e progesterona. Há um outro tipo chamado "minipílula" que só tem progesterona. Atualmente dispõe-se dos chamados "trifásicos", com doses variável de hormônios durante o ciclo. 65 milhões de mulheres estão usando esta modalidade de anticoncepção.
  176. 176. 176 COMO FUNCIONAM? Funcionam de 3 maneiras para conseguir o efeito de controle de natalidade: 1) Com os ACO (anticoncepcionais orais) "combinados" (como também nos "trifásicos") os hormônios produzem a supressão da ovulação. Isso ocorre em todos os casos. 2) Altera o estado do trato genital inclusive produzindo modificações no muco cervical que dificultam o acesso do espermatozóide até o óvulo. 3) Determinam mudanças no endométrio que impedem a nidação do bebê de poucos dias que vem da trompa. (1) PODEM SER ABORTIVAS?????
  177. 177. 177 Sim. A este respeito, referindo-se à pílula combinada o Dr. J. Richard Crout (Diretor da FDA do Governo dos EE.UU.) explicou que "fundamentalmente estas pílulas alteram o mecanismo endócrino normal na regulação do ciclo genital feminino e modifica as características da mucosa uterina que deixa de ser receptiva para o óvulo fertilizado". Ao atuar dessa maneira, inibem a ovulação e mudam as características da mucosa uterina de modo que já não é mais receptiva para o óvulo fecundado.(2) Falando da Pílula Combinada dos últimos anos da década de 60 (que era mais potente que as atuais), os Drs. John Peel e Malcolm Potts, em seu "Texto par a prática contraceptiva" afirmam que a interrupção ovulatória ocorrem entre 2% a 10% dos ciclos.(3) É provável que, com as baixas dosagens que há nessas pílulas de hoje, a ovulação ocorra mais frequentemente As conseqüências da alteração do endométrio (que é parte da ação da pílula combinada) é explicada ainda melhor pelo Dr. R. Mishel, da Universidade da Califórnia do Sul: Além disso, as pílulas combinadas alteram o endométrio de tal maneira que a produção glandular do glucógeno fica diminuída e há menos energia à disposição do blastocisto (a nova vida em desenvolvimento) para que possa se desenvolver na cavidade uterina.
  178. 178. 178 (4) O Dr. Alan Guttmacher, antigo presidente da "Paternidade Planificada", descreveu a estrutura do endométrio sob a ação da pílula combinada como a "imagem de glândulas exaustas, inativas... "A aparência do endométrio pré-menstrual normal, difere de tal maneira do endométrio sob a ação dos anticoncepcionais orais que se pode duvidar se está apto para a implantação de um óvulo fertilizado. (5) A ação da pílula que contém apenas progesterona parece ser mais frequentemente ABORTIVA. Quando os laboratórios SINTEX Inc. lançaram no mercado a pílula só com progesterona (que haviam fabricado), seu porta-voz Russ Wilfs, anunciou que não "interferia com a ovulação"... Parece afetar o endométrio (revestimento do útero) de modo tal que um óvulo fecundado não pode ser implantado.
  179. 179. 179 (6) Também provocam hostilidade do muco cervical que se torna inóspito e dificulta a passagem dos espermatozóides. Esse fato é corroborado pela advertência da FDA (Administração de Alimentos e drogas dos EE.UU.) que detalhadamente indica: "As pílulas anticoncepcionais que contém somente progesterona alteram o muco cervical, exercem um efeito progestacional sobre o endométrio, interferindo com a implantação e em alguns casos, suprimindo a ovulação.“
  180. 180.  6) Possíveis carcinogênesis:  A - Mama: é a doença maligna mais comum da mulher nos países desenvolvidos. Há suspeitas de que esses tumores poderiam ser induzidos pelos estrógenos exógenos. As possíveis interações dessa lesão com os anticoncepcionais orais deve ser levada em consideração.  B - Cérvix: não se chegou a estabelecer uma correlação causal entre os anticoncepcionais orais e o câncer da cérvix. 180
  181. 181. 181 C - Adenoma: (hipofisário). Se se observa galactorréia deveria usar-se outro método. D - Tumores hepáticos: "reconhece-se que o risco relativo de que produza adenoma hepático benigno aumenta nas usuárias de anticoncepcionais orais. Se este se instala e se produz hemorragia poderia implicar risco de vida". A icterícia colestática raras vezes se apresenta nas usuárias de pílulas, mas pode ocorrer, especialmente nas que tiveram icterícia colestática na gravidez.
  182. 182. 182 7) Metabolismo da glucose: Os anticoncepcionais orais produzem transtornos no metabolismo da glucose (açúcares). As diabéticas não devem usar e nas formas latentes da doença (pré-diabetes) os comprimidos podem evidenciar a diabete. 8) Vitaminas: enquanto se usa anticoncepcionais orais se produzem mudanças nas concentrações das vitaminas no sangue. 9) Volta da menstruação e fecundidade: usualmente se consegue o nível normal de fecundidade em alguns meses.
  183. 183.  10) Malformações fetais: Observou-se um aumento de malformações nas populações onde o uso dos anticoncepcionais aumentava progressivamente.  Além disso o exame anátomo-patológico de abortos precoces em usuárias de anticoncepcionais encontrou como causa frequente de malformações embrionárias ou fetais. Aconselha-se à mulher que deseja uma gravidez e toma essas pílulas, que deixe de tomá-las durante um lapso de tempo de 3 a 4 meses, antes de tentar ficar grávida. 183
  184. 184. 184 11) Efeitos colaterais: náuseas, vômitos, tontices, seios doloridos, aumento de peso, dor de cabeça, retenção de líquido, sangramento inter-menstrual, mudanças no comportamento, irritabilidade, depressão, modificação na libido, deficiência da visão, da audição ou da fala e inchação ou enfraquecimento nos braços e pernas.
  185. 185. 185 CONCLUSÕES PRÁTICAS 1) A pílula somente com progesterona poderia estar atuando, primariamente, como abortiva a produzir efeitos à nível do útero em vez de suprimir a ovulação. As pílulas combinadas e as trifásicas podem atuar como abortivas em qualquer ciclo de qualquer mulher. Portanto a pílula não deverá ser usada por mulheres que querem respeitas a vida humana recentemente concebida.
  186. 186. 186 CONTRA-INDICAÇÕES Nas seguintes indicações haveria que obter orientação médica antes de tomar um anticonceptivo oral. Deveria lhe ser explicado adequadamente os riscos potenciais no caso da opção ser afirmativa. * Tem mais de 38 anos. * Fuma e é maior de 35 anos. * Hipertensão leve ou história de doença hipertensiva da gravidez (toxemia). * Epilepsia. * Diabete mellitus e pré-diabetes. * História de acessos de depressão. * Doenças hepáticas (antecedentes de hepatites ou icterícia de outras origens). Prurido durante a gravidez. * Varizes ou antecedente de tromboses ou embolias. O leite da mãe é a fonte principal de alimentos para a maioria dos recém- nascidos. Protege-os contra algumas doenças. Por conseguinte, é importante que certas formas de anticoncepcionais não interfiram no aleitamento materno.
  187. 187. 187 Os anticoncepcionais orais diminuem a quantidade e qualidade do aleitamento materno e a duração da amamentação. Não é aconselhável tomar os anticoncepcionais durante a lactação. Com isso se favorece a icterícia néo-natal, os progestágenos sintéticos têm ação andrógena e ao passar para o leite materno exercem ação masculinizante no aleitamento de crianças do sexo feminino. Por outro lado, a experiência ensina que a amamentação evita mais a gravidez do que todos os programas de planejamento familiar organizados e por conseguinte, tem ação definida na regulação da natalidade. Ademais, contribue para a melhor nutrição do bebê e para seu bem- estar. Em virtude do valor nutritivo da amamentação, o Comitê Médico da IPPF desaprovou a propaganda e promoção comercial intensiva do uso de mamadeiras. Deve-se incentivar a amamentação no peito. (Extraído do Boletim Médico da IPPF, dez/91).
  188. 188. 188 2) A mulher que quer ter saúde não usará uma pílula anticoncepcional. Será que há alguma alternativa natural, segura e efetiva em vez de usar a pílula ou o DIU? Sim. Ao mesmo tempo que as indústrias farmacêuticas desenvolvem a pílula e o DIU, outros pesquisadores colocaram à disposição um método seguro, são e natural que possue a mesma eficácia que aqueles meios artificiais. É o Método da Ovulação (também chamado Método Billings) pelos seus descobridores, um casal de médicos católicos da Austrália em 1970. Há vários centros de planejamento familiar natural no Brasil..
  189. 189. Para contato: 189 E.mail / MSN: andremisiara@hotmail.com Cel: (19) 9-8278 3300
  190. 190. 190
  191. 191. Só um aborto aumenta em 45% risco de morte da mulher Posted: 07 Jan 2013 09:30 PM PST Um único aborto provocado aumenta o risco da mortalidade feminina em 45% em relação às mães que nunca cometeram esse crime. Assim diz novo estudo realizado na Dinamarca durante um período de 25 anos em todas as mulheres em idade reprodutiva. A informação foi veiculada pela agência LifeSiteNews. Acresce que cada novo aborto eleva esse índice de mortalidade. As dinamarquesas que praticaram dois abortos tiveram o risco de morte aumentado em 114%, e as que fizeram três ou mais abortos o risco de morte subiu para 192%. Em sentido contrário, as mães que deram à luz normalmente foram as que apresentaram menos probabilidades de morrer no período de um quarto de século analisado. O recorde de perigo de vida ficou com as mulheres que além de abortar jamais deram à luz uma criança. Um segundo estudo dinamarquês publicado no mesmo mês apontou que o aborto da primeira criança concebida, e que naturalmente teria sido o primogênito, foi o que mais majorou as chances de morrer da mulher. Segundo o primeiro estudo, esse aumento do risco de morte não é atribuível às condições higiênicas ou hospitalares em que foi praticada a morte da criança, mas a causas mais profundas, segundo o Dr. David Reardon, um dos co-autores de ambos os estudos.
  192. 192. “Nós sabíamos, por estudos semelhantes feitos previamente na Califórnia entre mulheres de baixa renda, que as mulheres com um histórico de abortos e perda de crianças têm índices de mortalidade significativamente diferentes”, explicou o Dr. Reardon. “Porém, este novo estudo é o primeiro que examina como cada casuística de aborto contribui para maiores taxas de mortalidade”. Nasceu assim a expressão “efeito dose”, porque “cada caso [de aborto] ou „dose‟ produz mais do mesmo efeito, fato que caracteriza uma relação causa- efeito”, acrescentou o Dr. Reardon, que é diretor do Elliot Institute, engajado em pesquisas sobre o aborto. Mais um estudo populacional, desta vez proveniente da Finlândia, associou o aborto a maiores taxas de nascimentos prematuros, de bebês com peso abaixo do normal, e mortes perinatais nas gravidezes subsequentes. Reardon acredita que com estes estudos está se formando uma imagem mais fidedigna sobre os benefícios da maternidade e dos riscos do aborto. O especialista considera que as autoridades deveriam informar mais e melhor o público sobre esta realidade. A propaganda do controle da natalidade está deixando desinformada a população e facilitando o aumento da mortalidade feminina, em vez de reduzi-la, como alega falsa e frequentemente.
  193. 193. Relatório Kinssinger – 10-dez-1974 196 O Memorando 200 de Estudo de Segurança Nacional (National Security Study Memorandum 200): Implicações do Crescimento da População Mundial para a Segurança dos EUA e Interesses Além-mar (NSSM 200) foi concluída em 10 de dezembro de 1974 pelo Conselho de Segurança Nacional do Estados Unidos, sob a direção de Henry Kissinger.
  194. 194. Foi adotado como política oficial dos EUA pelo presidente Gerald Ford em novembro de 1975. Foi originalmente classificado como sigiloso, mas foi posteriormente desclassificado e obtido pelos pesquisadores no início de 1990. 197
  195. 195. Também conhecido como "Relatório Kissinger", o memorando defende a tese básica de que o crescimento populacional nos países menos desenvolvidos é uma preocupação para a segurança nacional dos EUA, pois tenderia a riscos de distúrbios civis e instabilidade política em países que tinham um alto potencial de desenvolvimento econômico. 198

×