2009 1 - sistemas operacionais - aula 2 - conceitos basicos

545 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
545
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
40
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2009 1 - sistemas operacionais - aula 2 - conceitos basicos

  1. 1. Sistemas Operacionais -Conceitos Básicos Ernesto Massa (slides fornecidos pela Prentice Hall e adaptados para esta disciplina) 1Pearson Education Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  2. 2. Introdução  Capítulo 1 O que é um sistema operacional  História dos sistemas operacionais  Conceitos sobre sistemas operacionais  Chamadas ao sistema  Estrutura de sistemas operacionaisPearson Education 2 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  3. 3. Relembrando...  Componentes de um Sistema Computacional:Pearson Education 3 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  4. 4. Relembrando...  Multiprogramação: Memória SPOOL SPOOL de de JOB’s Impressão tarefa 9 tarefa 10 tarefa 3 tarefa 4 tarefa 5 tarefa 1 tarefa 11 tarefa 2 tarefa 6 tarefa 7 tarefa 8 Escalonamento de tarefas Escalonamento de CPU CPUPearson Education 4 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  5. 5. Conceitos sobre Sistemas Operacionais  Programa:  Processo:  Componentes:  Componentes:  Código executável;  Código executável;  Valor das variáveis do programa (dados);  Dispositivos alocados;  Pilhas;  Registradores, etc.  Entidade Passiva.  Entidade Ativa.Pearson Education 5 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  6. 6. Conceitos sobre Sistemas Operacionais Vetor de Interrupções Modo Usuário Modo Monitor Apenas Serviço 1 Todas as instruções não instruções privilegiadas disponíveis System Rotinas Serviço 2 Call do S.O. Processo Serviço 3 Retorno do controle para a aplicação6Pearson Education Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  7. 7. System Call’s  Interface entre os processos e o S.O.;  Disponíveis diretamente em linguagem de montagem;  Incorporadas ao compilador nas linguagens de alto nível;  Chamadas feitas diretamente: C, C++;  Passagem de parâmetros:  Registradores;  Memória;  Pilhas do Sistema;Pearson Education 7 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  8. 8. Sistemas Operacionais Monolíticos Modo Modo  Os procedimentos do S.O. não estão estruturados de Usuário Monitor (kernel) uma forma específica.  O Sistema Operacional é formado por uma coleção de procedimentos com interface e funcionalidades Rotinas hardware bem definidas; do S.O.  Qualquer procedimento pode fazer chamadas a System qualquer procedimento; Call Aplicaçã Aplicaçã Vetor de oo 8Pearson Education Interrupções Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  9. 9. Estrutura de Sistemas Operacionais  Modelo simples de estruturação de um sistema monolíticoPearson Education 9 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  10. 10. Sistemas Operacionais em Camadas Modo Modo  Camadas com funções Usuário Monitor específicas;  Cada camada utiliza os serviços da camada inferior e fornece serviços à camada superior;  Camadas inferiores são máquinas estendidas; Rotinas hardware  A hierarquia de níveis do S.O. protege as camadas mais internas; System  Prejudica a performance Call do sistema; Aplicaçã Aplicaçã Vetor de oo 10Pearson Education Interrupções Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  11. 11. Estrutura de Sistemas Operacionais  Estrutura do sistema operacional THEPearson Education 11 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  12. 12. Máquinas Virtuais  Permitem o compartilhamento do Usuários / Usuários / Usuários / mesmo hardware por diversos S.O. Aplicações Aplicações Aplicações  Implementa apenas a função de multiprogramação;  É uma imagem perfeita do hardware real; sistema 1 sistema 2 sistema 3  Complexidade:  Modos Monitor e Usuário kernel virtuais;  Benefícios: hardware  VM totalmente isoladas;  Redes virtuais;  Compartilhamento de dispositivos; Ambiente de testes; Pearson Education 12 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  13. 13. Máquinas Virtuais  Exemplo da utilização desta Aplicação arquitetura pela Java linguagem Java:  Independência do Hardware Máquina Virtual Java  Portabilidade; Sistema Operacional hardwarePearson Education 13 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  14. 14. Estrutura de Sistemas Operacionais  Estrutura do VM/370 com o CMSPearson Education 14 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  15. 15. Sistemas Operacionais Cliente / Servidor (Microkernel)  Kernel menor possível;  Serviços disponibilizados como Servidores no Aplicações modo usuário; Cliente  Solicitação de serviços através de mensagens; Modo Usuário  A principal tarefa do Microkernel é prover a Servidores troca de mensagens Modo entre processos; Microkernel Monitor  S.O. de maior hardware portabilidade e mais confiável;  Filosofia ideal para sistemas distribuídos;Pearson Education 15 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  16. 16. Estrutura de Sistemas Operacionais  O modelo cliente-servidorPearson Education 16 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  17. 17. Estrutura de Sistemas Operacionais  O modelo cliente-servidor em um sistema distribuídoPearson Education 17 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição

×