PROJETO SEBRAE

Fortalecimento do APL do Gesso da
Microrregião de Araripina – GEOR.




             Março de 2008
Sumário



1.     Apresentação            ...................................................................................
1. Apresentação


A principal finalidade deste relatório é descrever as informações básicas
necessárias para avaliação e a...
2. Metodologia da Pesquisa




  2.1. Plano Amostral




  O público alvo, de onde foram sorteadas as empresas vinculadas ...
Quantidade de questionário não respondido de acordo o motivo
                                                            P...
3. Análise dos Dados



 3.1.     Análise dos Resultados Intermediários e Finalísticos
          Objetivados pelo SEBRAE

...
3.1.2    Resultado 02 (Finalístico) – Exportar US$ 1.500.000,00 em produtos de gesso,
          sendo US$ 400 mil até deze...
quantidade de empresas do grupo de controle (Gráfico 4). Estimasse que no ano de
2006, 76 empresas vinculadas ao projeto p...
4). Para verificar os custos de produção de acordo a categoria de gastos, consultar o
Quadro 2.



Gráfico 4 – Custo médio...
Gráfico 5 – Percentual de empresas que participam de ações conjuntas de compras de
insumos.


                      Partic...
Participantes do Projeto            Grupo de Controle            Total

                                                  ...
Gráfico 7 – Percentual de empresas com produtos adequados às exigências do mercado
internacional.

                       ...
14




                                                             7
                       5




                 Ano de...
3.2.                     Perfil dos Entrevistados


Quadro 5 – Empresas segundo algumas variáveis socioeconômicas, Fortale...
Quadro 6 - Empresas empresa segundo tempo de atuação no ramo, Fortalecimento do APL do
Gesso da Microrregião de Araripina ...
Quadro 9 - Empresas segundo quantidade de funcionários com ou sem carteira assinada,
Fortalecimento do APL do Gesso da Mic...
Quadro 11 - Empresas segundo participação em entidades associativas, Fortalecimento do
APL do Gesso da Microrregião de Ara...
4. Conclusão




O projeto “Fortalecimento do APL do Gesso da Microrregião de Araripina – GEOR”,
idealizado pelo SEBRAE, e...
Sebrae Pe Geor T2 2007 Gesso
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sebrae Pe Geor T2 2007 Gesso

706 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
706
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sebrae Pe Geor T2 2007 Gesso

  1. 1. PROJETO SEBRAE Fortalecimento do APL do Gesso da Microrregião de Araripina – GEOR. Março de 2008
  2. 2. Sumário 1. Apresentação .................................................................................................................... 03 2. Metodologia .................................................................................................................... 04 2.1. Plano amostral .................................................................................................................... 04 2.2. Hipóteses ............................................................................................................. 05 Levantadas 2.3. Etapas da Pesquisa .............................................................................................................. 05 3. Análise dos Dados .............................................................................................................. 06 3.1 Análise dos Resultados Intermediários e Finalísticos Objetivados pelo .................. 06 SEBRAE 3.1.1. Resultado 01 (Finalístico) ....................................................................................... 06 3.1.2. Resultado 02 (Finalístico) ....................................................................................... 07 3.1.3. Resultado 03 (Finalístico) ....................................................................................... 07 3.1.4. Resultado 04 (Finalístico) ....................................................................................... 08 3.1.5. Resultado 05 (Intermediário) ....................................................................................... 09 3.1.6. Resultado 06 (Intermediário) ....................................................................................... 10 3.1.7. Resultado 07 (Intermediário) ....................................................................................... 11 3.1.8. Resultado 08 (Intermediário) ....................................................................................... 12 3.2 Perfil do Entrevistado ............................................................................................................ 14 4. Conclusão ......................................................................................................................... 18
  3. 3. 1. Apresentação A principal finalidade deste relatório é descrever as informações básicas necessárias para avaliação e análise do projeto “Fortalecimento do APL do Gesso da Microrregião de Araripina – GEOR”. Este projeto foi concebido pelo SEBRAE com o objetivo geral de promover a melhoria da qualidade dos produtos do gesso e aumento da participação das empresas do APL do gesso no mercado nacional e internacional O SEBRAE-PE dividiu o projeto em resultados, que foram descritos no decorrer do relatório. Para cada resultado foi construído um indicador capaz de mediar a situação das empresas que fazem parte tanto do projeto quanto do grupo de controle. Estes indicadores foram mensurados e comparados, sem perder de vista os focos estratégicos a serem atacados durante a execução do trabalho: • Melhorar a Qualidade dos produtos. • Fortalecer a Cultura da Cooperação • Fortalecer a Imagem do Pólo Gesseiro • Aumentar a Produtividade. • Ampliar o acesso a Mercados Externos. • Ampliar o acesso a Mercados Internos. A Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos analisa os resultados intermediários T2 (referente ao ano de 2006 e o 1º semestre de 2007) procurando confrontar, na medida do possível, com os resultados obtidos na fase inicial T0 (referente ao ano de 2004) e T1 (referente ao ano de 2005). As informações contidas neste relatório são expressas de forma simples, visando facilitar a compreensão dos dados analisados. O resultado final é apresentado em forma de gráficos e quadros.
  4. 4. 2. Metodologia da Pesquisa 2.1. Plano Amostral O público alvo, de onde foram sorteadas as empresas vinculadas ao projeto, é constituído de 100 empresas calcinadoras, mineradoras e de pré-moldados, localizadas nos municípios de Araripina, Trindade, Ipubi e Ouricuri. A amostra1 é composta por 71 empresários colhidos dentre os segmentos acima mencionados (24 do grupo de controle e 47 vinculados ao projeto), sorteados de forma aleatória. A estratificação da amostra por município foi realizada a partir de plano amostral probabilístico proporcional ao tamanho dos estratos (PPT) com forme podemos ver no Quadro A. Quadro A Estratificação da amostra por município Município Grupo de Participante Total Controle do Projeto Araripina 14 34 48 Ipubi 4 2 6 Trindade 6 11 17 Total 24 47 71 No ano de 2005 foram realizadas 71 entrevistas. Nesta pesquisa, que avalia o ano de 2006 e 1º semestre de 2007, 61 dos 71 entrevistados participaram da consulta. Podemos visualizar a quantidade de questionários não respondido de acordo o motivo no Quadro B a seguir: Quadro B 1 Amostra retirada do plano amostral contido no relatório concebido pela empresa Datamétrica no ano de 2005.
  5. 5. Quantidade de questionário não respondido de acordo o motivo Participante Grupo de Total Motivo do Projeto Controle Empresa não localizada 0 2 2 O responsável não se encontrava na empresa 1 1 2 Se recusou a responder o questionário 1 1 2 Estabelecimento Vendido 1 0 1 Estabelecimento alugado 1 1 2 Empresa desativada 0 1 1 Total 4 6 10 Para mais informações sobre os motivos de não respostas consultar o Quadro 13 em anexo. 2.2. Hipóteses Levantadas: • Se a evolução deverá ser no geral, positiva. • Se o desempenho médio das empresas apoiadas pelo SEBRAE será significativamente melhor do que o daquelas que fazem parte do grupo de controle. 2.3. Etapas da Pesquisa • Determinação do espaço amostral, delimitação da amostra e sua respectiva estratificação; • Elaboração do questionário com base na identificação das variáveis relevantes à pesquisa; • Aplicação dos questionários; • Lançamento, tabulação, análise estatística (no programa estatístico SPSS) e elaboração do relatório; • Elaboração da Apresentação do Relatório.
  6. 6. 3. Análise dos Dados 3.1. Análise dos Resultados Intermediários e Finalísticos Objetivados pelo SEBRAE 3.1.1 Resultado 01 (Finalístico) – Elevar em 10% o volume físico de produção, sendo em 55 empresa até dezembro de 2006 e 100 até dezembro de 2007 . As empresas participantes do projeto produziram em média R$ 2.630 ton/mês no ano de 2006, que representa cerca de 22% a mais do valor apresentado no ano de 2005 (1.795 ton/mês) e 33% menor que o apresentado no ano de 2004 (3.947 ton/mês). As empresas do grupo de controle apresentaram produção de gesso, em ton/mês, bem menor que às empresas vinculadas ao projeto em todos os anos estudados (Gráfico 1). Gráfico 1 – Produção média de gesso e derivados ( em Ton). Participantes do Projeto Grupo de Controle Total 3.947 3.759 2.630 2.052 1.795 1.687 1.486 1.193 226 288 175 175 Ano de 2004 Ano de 2005 Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008.
  7. 7. 3.1.2 Resultado 02 (Finalístico) – Exportar US$ 1.500.000,00 em produtos de gesso, sendo US$ 400 mil até dezembro de 2005, US$ 500 mil até dezembro de 2006 e US$ 600 mil até dezembro de 2007. Embora tenha aumentado a proporção de empresas que exportam produtos de gesso de 7,0% para 14,3%, o faturamento médio anual com exportação de gesso e derivados declarado pelas empresas pesquisadas decresceu significativamente, passando de US$ 56,840.71 em 2005 para US$ 20,349.00 em 2006 (Gráfico 2). Gráfico 2 – Valor médio anual das exportações de produtos de gesso das empresas participantes do projeto (em US$). 96.333,00 56.840,71 20.349,00 7.013,00 Ano de 2004 Ano de 2005 Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. 3.1.3 Resultado 03 (Finalístico) – Ter 60 empresas participante do mercado com produtos certificados (nível de conformidade) até dezembro de 2007. No ano de 2006, 36 empresas participantes do projeto responderam produzir produtos em conformidade com as normas da ABNT, este quantidade foi superior ao do ano de 2005 (30 empresas), porém igual ao do ano de 2004. Houve aumento também na
  8. 8. quantidade de empresas do grupo de controle (Gráfico 4). Estimasse que no ano de 2006, 76 empresas vinculadas ao projeto participaram do mercado com produtos certificados, superando a meta estabelecida até 2007 (60 empresas). Gráfico 3 – Número de empresas com produtos adequados às normas de ABNT. Participantes do Projeto Grupo de Controle Total 54 40 36 36 34 30 18 4 4 Ano de 2004 Ano de 2005 Ano de 2006 Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. Quadro 1 – Empresas segundo produtos em conformidade com as normas técnica da ABNT. Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Opinião Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Sim 75,0% 76,2% 76,0% 75,0% 76,2% 76,0% Não 25,0% 19,0% 20,0% 25,0% 19,0% 20,0% Não respondeu 0,0% 4,8% 4,0% 0,0% 4,8% 4,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. 3.1.4 Resultado 04 (Finalístico) – Reduzir em 10% os custos de produção em 10 empresas de pólo de gesso até dezembro de 2007. O custo médio de produção, com base nas informações declaradas pelas empresas pesquisadas, foi de R$ 182.320,26 no grupo das empresas atendidas pelo projeto e R$ 43.250,00 no grupo de controle no ano de 2006. Vale ressaltar que houve diminuição no valor custo médio mensal das empresas do projeto no 1º semestre de 2007 (Gráfico
  9. 9. 4). Para verificar os custos de produção de acordo a categoria de gastos, consultar o Quadro 2. Gráfico 4 – Custo médio de produção das empresas pesquisadas (R$). Participantes do Projeto Grupo de Controle Total 182.320,26 160.069,02 114.062,26 101.908,31 43.250,00 38.100,00 Ano de 2006 1º Sem estre de 2007 Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. Quadro 2 – Custo de produção segundo categoria de gastos (R$). 2006 1º Semestre de 2007 Custos Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total controle do Projeto controle do Projeto Funcionário 10.750,00 26.401,29 23.897,09 7.500,00 18.628,15 16.847,65 Insumos 26.650,00 130.662,86 114.020,80 25.625,00 83.289,33 74.063,04 Água, luz, tel etc. 5.850,00 25.256,11 22.151,13 4.975,00 12.144,78 10.997,62 Custo total de produção 43.250,00 182.320,26 160.069,02 38.100 114.062,26 101.908,31 Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. 3.1.5 Resultado 05 (Intermediário) – Elevar em 30% a participação das empresas em ações conjuntas de compras e serviços até dezembro de 2007. O percentual de empresas participantes do projeto que realizam compras conjuntas aumentou de 7,0% em 2005 para 23,8% em 2006. No grupo de controle, nenhum dos entrevistados declarou comprar insumos ou produtos de forma coletiva (Gráfico 5).
  10. 10. Gráfico 5 – Percentual de empresas que participam de ações conjuntas de compras de insumos. Participantes do Projeto Grupo de Controle Total 23,8% 20,0% 7,0% 7,0% 5,0% 4,2% 3,0% 0,0% 0,0% Ano de 2004 Ano de 2005 Ano de 2006 Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. Quadro 3 – Empresas segundo ações conjuntas de compras e serviços. Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Opinião Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Sim 0,0% 23,8% 20,0% 0,0% 23,8% 20,0% Não 100,0% 76,2% 80,0% 100,0% 76,2% 80,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. 3.1.6 Resultado 05 (Intermediário) – Reduzir em 30% o índice de desperdício de resíduos sólidos em 20 empresas por ano, até dezembro de 2007. O índice de desperdício de resíduos sólidos decresceu em ambos os grupo (controle e projeto), sendo que, entre as empresas participantes do projeto esta que foi bastante acentuada, passando de 9,2% em 2005 para 2,4% em 2006 (Gráfico 6). Gráfico 6 – Índice de desperdício de resíduos sólidos.*
  11. 11. Participantes do Projeto Grupo de Controle Total 16,0% 10,9% 9,2% 8,0% 8,0% 8,0% 6,9% 2,4% 2,6% Ano de 2004 Ano de 2005 Ano de 2006 Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. * Quantidade de desperdício em relação à quantidade produzida de gesso, em Ton/Mês. 3.1.7 Resultado 8 (Intermediário) – Ter 20 com produtos adequados às exigências do Mercado Internacional até 2007. O percentual de empresas participantes do projeto que estão aptas ao mercado internacional cresceu de 46,0% (2005) para 47,6% (2006), enquanto que o percentual de empresas do grupo de controle permaneceu o mesmo. De acordo com a estimativa do público alvo em 2006, 48 empresas possuem produção adequada ao mercado internacional, valor acima da meta a ser atingida até 2007.
  12. 12. Gráfico 7 – Percentual de empresas com produtos adequados às exigências do mercado internacional. Participantes do Projeto Grupo de Controle Total 60,0% 47,6% 46,0% 44,0% 40,0% 25,0% 28,2% 25,0% 4,0% Ano de 2004 Ano de 2005 Ano de 2006 Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. Quadro 4 – Empresas segundo produtos em conformidade com as normas técnicas exigidas no mercado internacional. Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Opinião Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Sim 25,0% 47,6% 44,0% 25,0% 52,4% 48,0% Não 75,0% 42,9% 48,0% 75,0% 38,1% 44,0% Não respondeu 0,0% 9,5% 8,0% 0,0% 9,5% 8,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. 3.1.8 Resultado 07 (Intermediário) – Elevar o número de empresas exportando de 5 para 18 até 2007. Embora 48 empresas tenham seus produtos em conformidade com as normas do mercado internacional, apenas 14 (valor estimado para 2006) exportam. A expectativa é ter mais quatro empresas exportando seus produtos de gesso para que a meta estipulada até 2007 seja alcançada (Gráfico 8). Gráfico 8 – Número de empresas exportadoras de gesso.
  13. 13. 14 7 5 Ano de 2004 Ano de 2005 Ano de 2006 Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. Quadro 5 – Empresas segundo exportação de produtos de gesso. Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Opinião Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Sim 0,0% 14,3% 12,0% 0,0% 9,5% 8,0% Não 100,0% 85,7% 88,0% 100,0% 90,5% 92,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008.
  14. 14. 3.2. Perfil dos Entrevistados Quadro 5 – Empresas segundo algumas variáveis socioeconômicas, Fortalecimento do APL do Gesso da Microrregião de Araripina – GEOR. Tipo de Empresa Variáveis Socioeconômicas Grupo de Participante Total Controle do Projeto Sexo Masculino 100,0% 61,9% 68,0% Feminino 0,0% 38,1% 32,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% Escolaridade Ensino Fundamental 25,0% 4,8% 8,0% Ensino Médio 25,0% 57,1% 52,0% Ensino Superior 25,0% 38,1% 36,0% Pós-Graduação 0,0% 0,0% 0,0% Não respondeu 25,0% 0,0% 4,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% Atividade Exercida Anteriormente Empregado de micro e pequena empresa 0,0% 19,0% 16,0% Empregado de média ou grande empresa de outra atividade 0,0% 4,8% 4,0% Empregado de micro ou pequena empresa do setor 25,0% 0,0% 4,0% Empregado de média ou grande empresa do setor 0,0% 0,0% 0,0% Funcionário público 0,0% 4,8% 4,0% Empresário em outra localidade 0,0% 0,0% 0,0% Atuou em setor rural 25,0% 4,8% 8,0% Não exerce outra atividade 0,0% 52,4% 44,0% Outras Atividades (Autônomo) 25,0% 14,3% 16,0% Não respondeu 25,0% 0,0% 4,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008.
  15. 15. Quadro 6 - Empresas empresa segundo tempo de atuação no ramo, Fortalecimento do APL do Gesso da Microrregião de Araripina – GEOR. Grupo de Participante Classe de tempo Total Controle do Projeto Até 5 anos 25,0% 28,6% 28,0% De 6 a 10 anos 25,0% 28,6% 28,0% De 10 a 15 anos 25,0% 14,3% 16,0% De 16 a 20 anos 25,0% 14,3% 16,0% De 21 a 25 anos 0,0% 9,5% 8,0% Acima de 25 anos 0,0% 4,8% 4,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. Quadro 7 – Empresas segundo grau de satisfação com os serviços oferecidos pelo SEBARE- PE, Fortalecimento do APL do Gesso da Microrregião de Araripina – GEOR. Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Opinião Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Ótimo 0,0% 33,3% 28,0% 0,0% 42,9% 36,0% Bom 50,0% 52,4% 52,0% 50,0% 38,1% 40,0% Regular 50,0% 9,5% 16,0% 50,0% 14,3% 20,0% Ruim 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% Péssimo 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% Não respondeu 0,0% 4,8% 4,0% 0,0% 4,8% 4,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. Quadro 8 – Empresas segundo opção pelo Super Simples, Fortalecimento do APL do Gesso da Microrregião de Araripina – GEOR. Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Opinião Grupo de Participante do Grupo de Participante do Total Total Controle Projeto Controle Projeto Sim 25,0% 38,1% 36,0% 50,0% 57,1% 56,0% Não 50,0% 52,4% 52,0% 25,0% 42,9% 40,0% Não respondeu 25,0% 9,5% 12,0% 25,0% 0,0% 4,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008.
  16. 16. Quadro 9 - Empresas segundo quantidade de funcionários com ou sem carteira assinada, Fortalecimento do APL do Gesso da Microrregião de Araripina – GEOR. Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Classe Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Até 10 50,0% 23,8% 28,0% 50,0% 19,0% 24,0% De 11 a 20 25,0% 38,1% 36,0% 25,0% 38,1% 36,0% De 21 a 30 25,0% 14,3% 16,0% 25,0% 19,0% 20,0% De 31 a 40 0,0% 9,5% 8,0% 0,0% 14,3% 12,0% Acima de 40 0,0% 14,3% 12,0% 0,0% 9,5% 8,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. Quadro 10 – Empresas segundo quantidade de empregados e os cargos que ocupam, Fortalecimento do APL do Gesso da Microrregião de Araripina – GEOR. Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Quantidade de Empregados Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Nenhum 75,0% 100,0% 96,0% 75,0% 95,2% 92,0% Um 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 4,8% 4,0% Menor Dois 0,0% 0,0% 0,0% 25,0% 0,0% 4,0% Aprendiz Quatro 25,0% 0,0% 4,0% 0,0% 0,0% 0,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Nenhum 100,0% 81,0% 84,0% 75,0% 90,5% 88,0% Estagiário Um 0,0% 9,5% 8,0% 25,0% 4,8% 8,0% Dois 0,0% 9,5% 8,0% 0,0% 4,8% 4,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Nenhum 100,0% 85,7% 88,0% 75,0% 76,2% 76,0% Um 0,0% 4,8% 4,0% 25,0% 14,3% 16,0% Em fase de Dois 0,0% 4,8% 4,0% 0,0% 4,8% 4,0% experiência Três 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% Cinco 0,0% 4,8% 4,0% 0,0% 4,8% 4,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Nenhum 75,0% 28,6% 36,0% 75,0% 23,8% 32,0% Um 25,0% 23,8% 24,0% 25,0% 28,6% 28,0% Dois 0,0% 14,3% 12,0% 0,0% 14,3% 12,0% Tem função Três 0,0% 14,3% 12,0% 0,0% 14,3% 12,0% de chefe Quatro 0,0% 9,5% 8,0% 0,0% 9,5% 8,0% Cinco 0,0% 4,8% 4,0% 0,0% 4,8% 4,0% Seis 0,0% 4,8% 4,0% 0,0% 4,8% 4,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Nenhum 75,0% 52,4% 56,0% 75,0% 47,6% 52,0% Um 25,0% 38,1% 36,0% 25,0% 38,1% 36,0% Vendedores Dois 0,0% 9,5% 8,0% 0,0% 14,3% 12,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008.
  17. 17. Quadro 11 - Empresas segundo participação em entidades associativas, Fortalecimento do APL do Gesso da Microrregião de Araripina – GEOR. Ano de 2006 Classe Grupo de Participante Total Controle do Projeto Sindicato 0,0% 61,9% 52,0% Cooperativa 0,0% 0,0% 0,0% Outras Associações* 0,0% 14,3% 12,0% Não Participa de Associações 75,0% 23,8% 32,0% Não respondeu 25,0% 0,0% 4,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos, jan 2008. * ASSOGESSO
  18. 18. 4. Conclusão O projeto “Fortalecimento do APL do Gesso da Microrregião de Araripina – GEOR”, idealizado pelo SEBRAE, está fundamentado nas hipóteses levantadas no início do trabalho que visa verificar se evolução deverá ser, no geral, positiva e se o desempenho médio das empresas apoiadas pelo SEBRAE-PE será significativamente melhor do que o daquelas que fazem parte do grupo de controle. Com base nessas hipóteses concluímos que (2006 em relação a 2005): • Houve crescimento da média mensal de produção de gesso, em toneladas, das empresas participantes do projeto, enquanto que a média do grupo de controle decaiu; • A pesar de ter aumentado a quantidade de empresas que exportam produtos de gesso (participantes do projeto), o valor médio anual do faturamento (em US$) com exportação decaiu; • Cresceu o número de empresas (grupo de controle e projeto), que possuem produção de acordo com as normas da ABNT e de acordo com as exigências do mercado internacional; • Aumentou também a quantidade de empresas participantes do projeto que realizam ações conjuntas de compras e serviços; • Tanto as empresas vinculadas ao projeto quanto às do grupo de controle, diminuíram seus índices de desperdícios de resíduos sólidos;

×