Aula princípios básicos

738 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
738
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula princípios básicos

  1. 1. 16-12-2013 Introdução à Medicina I Princípios básicos de Técnica Cirurgia Princípios básicos de Cirurgia 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. Assepsia cutânea e do campo operatório Posicionamento do cirurgião e do doente Anestesia local Material de corte, dissecção e sutura Dissecção Hemostase Drenagem Encerramento de feridas Princípios básicos de Cirurgia 1. Assepsia cutânea e do campo operatório Bom antisséptico Fácil de usar Acção rápida e duradoura Espectro antimicrobiano largo Não atrasar cicatrização Sem toxicidade local e sistémica Agentes antissépticos Alcool (etílico e isopropílico) a 70% e 90% Substâncias iodadas (iodo-povidona Betadine®) Clorhexidina Hexaclorofeno 1
  2. 2. 16-12-2013 Princípios básicos de Cirurgia 1. Assepsia cutânea e do campo operatório Lavagem das mãos do cirurgião 5 minutos – vários estudos 2 minutos - Colégio Americano de Cirurgiões Banho pré-operatório Doente Tricotomia imediatamente antes Lavagem da pele com sabão solução Antisséptico Princípios básicos de Cirurgia 1. Assepsia cutânea e do campo operatório Campo operatório – espaço estéril para trabalhar algodão; papel; adesivos Princípios básicos de Cirurgia 2. Posicionamento do cirurgião e do doente Posicionar o doente:  Depois de anestesiado  relaxamento  Boa exposição/ melhor acesso  Evitar complicações / lesões (eminências ósseas, nervos, membros)/ dores  Conforto cirurgião 2
  3. 3. 16-12-2013 Princípios básicos de Cirurgia 2. Posicionamento do cirurgião e do doente Princípios básicos de Cirurgia 3. Anestesia local Analgesia  perda da sensibilidade dolorosa Anestesia  perda de toda a sensibilidade Dor Transmitida por fibras nervosas de pequeno diâmetro, não mielinizadas Anestesia requer pequena quantidade de anestésico  mas mantém sensibilidade toque e pressão Anestésico  Solução com ácido fraco  sensação de ardor na injecção (associar NaHCO3) > Absorção com > vascularização (associar vasoconstritores – adrenalina) Efeitos adversos SNC / cardiovasculares / reacções alérgicas Princípios básicos de Cirurgia 3. Anestesia local Tipos de anestesia:  Infiltração local  Bloqueio regional  Bloqueio nervo 3
  4. 4. 16-12-2013 Princípios básicos de Cirurgia 4. Material de corte, dissecção e sutura Bisturi cabo reutilizável e lâmina descartável 3 tamanhos de cabo (3, 4, 7) lâmina 11, 12, 15, 22, 24 segurar como arco de violino ou como lápis corte preciso; dissecção 7 4 3 Princípios básicos de Cirurgia 4. Material de corte, dissecção e sutura Tesoura Metzenbaum; Mayo corte, dissecção, desbridar; visualizar estruturas controle e visualização das pontas Princípios básicos de Cirurgia 4. Material de corte, dissecção e sutura Pinças de preensão ponta simples ( mucosas; rendilhado na extremidade) ponta com dente (pele, aponevrose; menos traumatismo) segurar / suspender / traccionar segura-se como um lápis 4
  5. 5. 16-12-2013 Princípios básicos de Cirurgia 4. Material de corte, dissecção e sutura Pinças hemostáticas Halstead Crile Kelly Segurar / suspender / hemostase Princípios básicos de Cirurgia 4. Material de corte, dissecção e sutura Porta-agulhas pinça com pontas rendilhadas para segurar no fio para sutura Agulhas ponta, corpo, terminação fio já enfiado Princípios básicos de Cirurgia 4. Material de corte, dissecção e sutura Agulhas lanceolada  corta pele,tecido celular subcutâneo; aponevroses redonda com ponta afilada  atraumática mucosas, vasos, fascias, partes moles redonda com ponta romba  menos traumática fígado, baço, doentes infectados 5
  6. 6. 16-12-2013 Princípios básicos de Cirurgia 4. Material de corte, dissecção e sutura Fios Seda absorviveis / não absorviveis Vicryl (poligalactina) monofilamento / multifilamento PDS (polidiaxanona) naturais / sintéticos diâmetro  força tênsil (zeros;1; 0; 2:0; 3:0...) Maxon (politrimetileno) Monocryl (poliglecaprone) escolha fio  tipo tecido Prolene (polipropileno) Propriedades do fio Ethilon (nylon) memória plasticidade elasticidade absorção Princípios básicos de Cirurgia 5. Dissecção Isolamento das estruturas Tracção / contratracção Da região que se vê para a que não se vê Dissecção romba Digital (indicador) ou instrumental (dissector) Plano anatómico Dissecção cortante Instrumental Plano anatómico Plano menos definido / cicatricial Princípios básicos de Cirurgia 6. Hemostase Compressão Laqueação Diatermocoagulação (coagulação bipolar) Alta-energia , energia ultra-sónica Laqueação com pinça Ponto transfixivo Agrafos Bisturi ultrasónico (Ultracision) Selagem alta-energia (Ligasure) 6
  7. 7. 16-12-2013 Princípios básicos de Cirurgia 7. Drenagem Eliminação de material (líquidos, restos tecidulares) com possibilidade de infectar/complicar Eficaz Não infectar Não tem indicação profiláctica Removido facilmente Menos tempo possível Porta de entrada própria Dentro para fora Fixado na pele Princípios básicos de Cirurgia 7. Drenagem Diferentes tipos passivos/activos abertos/fechados/semifechados Princípios básicos de Cirurgia 8. Encerramento de feridas Aspecto cosmético ideal Evitar infecção Bordos bem coaptados Força tênsil adquada Bom alinhamento horizontal e vertical Escolha do material adequado para cada situação 7
  8. 8. 16-12-2013 Princípios básicos de Cirurgia 8. Encerramento de feridas Ponto simples Sutura contínua Princípios básicos de Cirurgia 8. Encerramento de feridas Ponto em U Ponto Donati Sutura intradérmica Princípios básicos de Cirurgia 8. Encerramento de feridas Tipo de nó Com porta-agulhas Com a mão Remoção dos pontos 7 dias (couro cabeludo, membro) 10 dias (parede abdominal) 12 dias (membro amputado) 3-5 dias (face) 8

×